Você está na página 1de 9

MAPA ESTRATÉGICO DE POSICIONAMENTO 3.0 PARA O MERCADO DE SKATEBOARD STRATEGIC POSITIONING MAP 3.

0 MARKET FOR SKATEBOARD

Dorival Lunezo ernan!e" #unior
Orientador: Everaldo Pereira

RES$MO O objetivo desse artigo é explorar novos métodos, modelos de estratégias competitivas e posicionamento, tomando como base uma pesquisa exploratória de campo por observação. pesquisa !oi reali"ada pelo estudante do #$ semestre do curso s in!ormaç,es !oram obtidas por meio de de graduação em %ecnologia em &ar'eting da (niversidade )ove de *ul+o para a disciplina Estratégias do &ix de &ar'eting. monitoramento das aç,es on-line no per-odo de ./0.#01./2 a ./0.301./2. 4om o levantamento das in!ormaç,es e observação do comportamento das empresas diante de cada item analisado, !oi criada uma matri" de posicionamento estratégico. Palavras5c+aves: estratégias competitivas, posicionamento, comportamento, mar'eting 2... ABSTRACT The aim of thi !a!e" i to e#!lo"e ne$ metho% & mo%el & 'om!etiti(e t"ate)ie an% !o itionin)& *a e% on an e#!lo"ato"+ fiel% *+ o* e"(ation. The ,"(e+ $a 'on%,'te% *+ the t,%ent- .th eme te" ,n%e")"a%,ate 'o," e in /Te'hnolo)+ in Ma"0etin)1 f"om the /2ni(e" i%a%e No(e %e 3,lho1& %i 'i!line t"ate)ie fo" the Ma"0etin) Mi#. Info"mation $a o*taine% th"o,)h monito"in) of to'0 online *et$een 0450.56043 to 0450756043. 8ith the )athe"in) of info"mation an% o* e"(in) the *eha(io" of fi"m *efo"e ea'h item anal+9e%& a mat"i# $a '"eate% fo" t"ate)i' !o itionin).

1

301. ngélica e do 4edro. e5commerce. as descidas do bairro do 6umaré.es. e5mail mar'eting e mobile mar'eting. modelos de estratégias competitivas e posicionamento. criar uma matri" de posicionamento estratégico.es on-line no per-odo de ./0. )o !inal dos anos >. os que praticavam abandonam o s'ate e os próprios !abricantes começam a deixar de lado o s'ate para produ"ir os patins. tomando como base uma pesquisa exploratória de campo por observação. Os primeiros s'ates brasileiros começaram a ser produ"idos pela !:brica de brinquedos Paulista que criou o %orla. e pela 8andeirante. que vendia o <=. redes sociais. 4om o levantamento dessas in!ormaç. no <io nos >. no <io de *aneiro./2 a . 5 s marcas de s'ate que apareceram primeiro no 8rasil !oram 8an+e. !oi poss-vel observar o comportamento das empresas diante de cada item analisado e assim.#01./2. 4adillac e 9ang %em. em 6ão Paulo.es !oram obtidas por meio de de graduação em %ecnologia em &ar'eting da (niversidade )ove de *ul+o para a disciplina Estratégias do &ix de &ar'eting. 5 Os primeiros adeptos do esporte começam a criar manobras e explorar as ruas. acontece o primeiro campeonato com s'atistas no 4lube Aederal. 2 . pesquisa !oi reali"ada pelo estudante do #$ semestre do curso s in!ormaç. Em )ova Bguaçu..INTROD$%&O O objetivo desse artigo é explorar novos métodos. 'IST(RICO DO MERCADO NO BRASIL nos 7. executado dentro dos boEls. Os lugares de pratica na época eram as ladeiras da &aria de *aneiro. surge um estilo c+amado de DboElridingD. Em abril de /?>@. com a primeira pista da mérica Catina constru-da. O monitoramento levou em consideração o uso que as empresas !a"em de plata!ormas como: 6ite institucional. o s'ate en!renta uma de suas primeiras crises no 8rasil. monitoramento das aç./0.

&inas Ierais e <io Irande do 6ul gan+am pistas e campeonatos que aconteciam com maior !requHncia. &arcas saem de cena e a <evista Overall acaba. Em /?@2. &:rcio %anabe e Fuarte Gura criam o primeiro tHnis de s'ate. surge a Empres:rios de 6'ate K bes'L. p.. /3L conceituam marca como RProduto ou serviço ao qual !oi dada uma identidade. Juase ao mesmo tempo. consagram internacionalmente. nos ?. 5 popularidade do s'ate vem dos grandes -dolos do esporte. como a &ega <ampa e Q5Iames recentemente. 5 O s'ate muda. 6ua construção demanda tempo e aplicação de técnicas de Restratégias de posicionamentoS.. um nome e valor adicional de uma imagem de marca.nos @. O mercado do s'ate começa a se reorgani"ar e em /??/ ocorre a retomada da (nião 8rasileira do 6'ate. Espal+a5se o esporte pelo pa-s em /?@3. com canais de esporte o s'ate volta O cena. rodas grandes e os eixos pesados. que a!etou o mercado e os !abricantes. !ica largo.. os s'atistas brasileiros se partir de 1. 5 O s'ate en!renta sua segunda crise. RE ERENCIAL TE(RICO &artins e 8lec+er K/??>. uma imagem de marca !orte e !avor:vel. o &ad <ats. )os Pltimos anos o crescimento do s'ate trouxe grandes patrocinadores e eventos. =otler K1..es associadas ao produto. 4om campeonatos muito mais !requentes. E um trabal+o que vai além. incluindo a sua embalagemS. surgindo a Overall uma revista de s'ate e Estados como o <io de *aneiro.S Partindo da visão dos autores. em virtude do DPlano 4ollorD. imagem é desenvolvida pela propaganda ou em todas as outras comunicaç. notamos que !alar de marca não é somente laborar um s-mbolo gr:!ico com a equipe de criação. e da cobertura da imprensa. ssociação 8rasileira dos c+egada das %MNs a cabo.22L di" que R%odas as empresas lutam para estabelecer uma marca sólida T ou seja. p.. 3 . 1.

que agrupa as vari:veis.. R s empresas normalmente re!ormulam suas estratégias de mar'eting v:rias ve"es durante o ciclo de vida de um produto. plata!orma de e-'omme"'e.2. estabeleceram5se pesos. p. Juando uma empresa obtém sucesso. 1. Elas son+am com novos serviços e garantias e vantagens especiais para os usu:rios !iéis.s empresas estão constantemente tentando di!erenciar suas o!ertas ao mercado das de seus concorrentes. 4omo consequHncia.@L. valores. e5 mail mar'eting e comunicação via redes sociaisV e valor de marca. os concorrentes lançam novos produtos e o produto passa por novos est:gios de interesse e exigHncia dos compradores... que agrupa as vari:veis. os concorrentes copiam sua o!erta ao mercado. uma empresa deve planeja estratégias apropriadas de acordo com cada est:gio do ciclo de vida do produto.. tendo sempre em mente que ele não Ta)ela *+ . a maior parte das vantagens competitivas dura pouco tempo.ari-vei" e .es econUmicas variam. as empresas precisam repensar constantemente novas caracter-sticas e bene!-cios. para adicionem valor a !im de atrair a atenção e o interesse de consumidores exigentes que buscam um menor preço. 4om a necessidade de se equali"ar o valor das vari:veis. METODOLOGIA metodologia de an:lise dos resultados utili"ou como base os pontos positivos e negativos de dois agrupadores de vari:veis denominados: plata!ormas de exposição. posicionamento estratégico. pontos muito negativos até os pontos muito positivos. ite institucional. mo*ile ma"0etin).2. 1. durar: para sempreS K=O%CE<. além de con!orto e bons momentos para seus consumidores. s condiç.ara /uan0i1i2ar a" o)"erva34e" ITEM PONTOS MUITO POSITIVOS NOT A 5 4 . O valor das vari:veis !oi dividido em cinco partes escalonadas entre. p.@L. con!orme tabela / abaixo.. R ssim.. imagem de marca. empresa espera estender a vida do produto e sua lucratividade.S K=O%CE<.e"o" . 4onsequentemente. di!erenciação e inovação para valor de marcaV que avaliam os !atores c+aves de sucesso desses dois agrupadores.

pesquisa de campo o!ereceu subs-dios ao estudante para a elaboração partir do total geral de cada !ator5c+ave de uma tabela de notas para cada empresa. utili"ando5se um método de amostragem aleatória simples por conveniHncia. %abela 1 T Juadro de notas FATORES-CHAVE DE SUCESSO PLATAFORMAS DE EXPOSIÇÃO SITE E-COMMERCE MOBILE EMAIL MKT REDES SOCIAIS TOTAL GERAL FATORES-CHAVE DE SUCESSO 20 40 10 10 20 100 PESO INDEPENDENT PESO NOTA 2 0 1 2 2 TOTAL 40 0 10 20 40 110 INDEPENDENT NOTA 3 0 0 2 4 TOTAL 60 0 0 20 80 160 SANTA CRUZ SPITFIRE NOTA 1 0 0 2 1 TOTAL 20 0 0 20 20 60 NOTA 4 5 2 2 5 TOTAL 80 200 20 20 100 420 ZERO SANTA CRUZ SPITFIRE ZERO 5 .PONTOS POSITIVOS PONTOS PONTOS NEGATIVOS INDIFERENTES PONTOS MUITO NEGATIVOS 4 3 2 1 PES5$ISA DE CAMPO partir da seleção das empresas. iniciou5se a pesquisa exploratória sobre a situação organi"acional. passiveis de nota "ero. 'om!etiti(oS K!igura /L. identi!icamos um ponto na matri" denominada RG":fi'o %e !o i'ionamento RES$LTADOS DA PES5$ISA )a tabela 1 abaixo é poss-vel ver em detal+es o valor de cada vari:vel. de mercado e monitoramento das plata!ormas utili"adas na comunicação com o consumidor. portanto. sendo que algumas empresas não !a"em uso de nen+uma plata!orma de comunicação.

VALOR DE MARCA IMAGEM DE MARCA POSICIONAMENTO VALORES DIFERENCIAÇÃO INOVAÇÃO TOTAL GERAL 30 30 20 10 10 100 NOTA 5 3 4 4 3 TOTAL 150 90 80 40 30 390 NOTA 4 2 4 5 5 TOTAL 120 60 80 50 50 360 NOTA 3 2 2 3 3 TOTAL 90 60 40 30 30 250 NOTA 3 3 3 4 5 TOTAL 90 90 60 40 50 330 6 .

FATORES-CHAVE DE SUCESSO PLATAFORMAS DE EXPOSIÇÃO SITE E-COMMERCE MOBILE EMAIL MKT REDES SOCIAIS TOTAL GERAL FATORES-CHAVE DE SUCESSO VALOR DE MARCA IMAGEM DE MARCA POSICIONAMENTO VALORES DIFERENCIAÇÃO INOVAÇÃO TOTAL GERAL ZOO YORK PESO NOTA 20 40 10 10 20 100 PESO NOTA 30 30 20 10 10 100 3 3 3 4 5 TOTAL 90 90 60 40 50 330 NOTA 4 5 3 5 5 5 0 0 2 4 TOTAL 100 0 0 20 80 200 ZOO YORK NOTA 2 0 0 0 2 TYPE-S TOTAL 40 0 0 0 40 80 TYPE-S TOTAL 120 150 60 50 50 430 ANTI HERO NOTA 1 0 0 1 2 TOTAL 20 0 0 10 40 0 ANTI HERO NOTA 2 3 2 3 2 TOTAL 60 90 40 30 20 240 BONES NOTA 3 0 1 2 3 TOTAL 60 0 10 20 60 150 BONES NOTA 5 5 4 3 3 TOTAL 150 150 80 30 30 440 FATORES-CHAVE DE SUCESSO PLATAFORMAS DE EXPOSIÇÃO SITE E-COMMERCE MOBILE EMAIL MKT REDES SOCIAIS TOTAL GERAL FATORES-CHAVE DE SUCESSO VALOR DE MARCA IMAGEM DE MARCA POSICIONAMENTO VALORES DIFERENCIAÇÃO INOVAÇÃO TOTAL GERAL HOSOI PESO NOTA 20 40 10 10 20 100 PESO NOTA 30 30 20 10 10 100 4 4 5 3 2 TOTAL 120 120 100 30 20 390 4 3 0 2 3 HOSOI TOTAL 80 120 0 20 60 280 DC SHOES NOTA 5 5 4 4 5 TOTAL 100 200 40 40 100 480 DC SHOES NOTA 5 4 5 5 5 TOTAL 150 120 100 50 50 4 0 PLAN-B NOTA 4 4 1 3 4 TOTAL 80 160 10 30 80 360 PLAN-B NOTA 4 3 3 4 3 TOTAL 120 90 60 40 30 340 POWELL NOTA 3 0 1 1 2 TOTAL 60 0 10 10 40 120 POWELL NOTA 5 4 3 3 2 TOTAL 150 120 60 30 20 380 7 .

. Fi). F4 6+oes. podemos notar que das empresas pesquisadas.. a maioria est: justamente na transversal oposta. as c+ances de !a"er !rente aos seus concorrentes de mercado. !oi poss-vel gerar o gr:!ico abaixo."a 4 . não possuem um direcionamento correto das plata!ormas de exposição.4om a captura dos valores de cada vari:vel. que nos permite visuali"ar a posição de cada empresa nas lin+as. pois são sens-veis a mudanças sempre dispostas a mudar e preocupadas com os seu cliente. 9osoi. Plan58 e Wero. minimi"ando assim. 8 nti 9ero e 6pit!ire. nen+uma delas posiciona a sua marca dentro da !aixa de baixo valor de marca e alta utili"ação das plata!ormas de exposição. dentro da !aixa de alto valor de marca e baixa utili"ação das plata!ormas de exposição. aqui c+amado Rgr:!ico de posicionamento competitivoS. são consideradas empresas de alto posicionamento 2.. Fas empresas analisadas apenas. Plata!ormas de exposição e Malor de marca. G":fi'o %e !o i'ionamento 'om!etiti(o Observando o gr:!ico acima.

de exposição aliado ao valor de marca.V 8CE49E<.CONSIDERA%6ES situação atual do mercado analisado encontra5se em processo de expansão. esse estreitamento garantindo um BIBLIOGRA IA 6= %E 6OCBFX<BO. Fispon-vel em: +ttp:00EEE. 6ão Paulo: Prentice 9all.com. /??>..br0noticias0index.. <. =O%CE<. somente algumas massiva utili"ação das plata!ormas empresas estão preparadas para o posicionamento 2..br/2013/01/24/manipular-amente-do-consumidor-tambem-e-estrategia-de-marca/ cesso em: # de maio 1.s'atesolidario. 6ão Paulo: )egócio. gerando grandes oportunidades de negócios.\BtemidZ>.. dministração de &ar'eting: Edição do novo milHnioV %radução 8a":n %ecnologia e Cing]-stica.org. ). 9 . novo posicionamento competitivo. P./2 & <%B)6./2. Mani. O império das marcas.. 9istória do s'ate: Fo sur! no as!alto aos s'atistas pro!issionais. 1. <a!ael. cesso em: 3 de maio 1.ular a 7en0e !o 2on"u7i!or 0a7)87 8 e"0ra089ia !e 7ar2a Fispon-vel em: http://webinsider.uol.p+pYoptionZcom[ content\vieEZarticle\idZ#. 6O(W 4OEC9O. garantiriam. O relacionamento entre marca e consumidor deve ser estreito e de longa duração. *. pesar desse cen:rio.