Você está na página 1de 3

Plano de Numeração

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Ir para: navegação, pesquisa

O Plano de Numeração é o modo de organização dos números dos serviços de


telecomunicações de uso público, no que se refere ao seu formato e estrutura. Consiste
em grupos de algarismos os quais contêm elementos usados para identificação de
serviços, áreas geográficas, redes e clientes.

Índice
[esconder]

• 1 Plano de Numeração Atual


• 2 Estrutura do Número Internacional
• 3 Estrutura do Número Nacional
• 4 Estrutura do Número do assinante
• 5 PREFIXOS
• 6 Ver também
• 7 Regulamentação no Brasil

• 8 Ligações externas

[editar] Plano de Numeração Atual


O atual plano de numeração foi desenhado tomando como premissas a arquitetura da
rede baseada em comutadores digitais. É um plano do tipo aberto pois admite diversos
tipos de marcação com comprimentos de numeração diferentes: Númeração
Internacional, Nacional, Número do Assinante.

[editar] Estrutura do Número Internacional


Para começar uma ligação internacional deve ser digitado 00. Logo após, de 1 a 3
dígitos são reservados para o código do país de destino (A), seguidos pelo código
nacional de destino (B) e logo após o número do assinante (C). Segundo a norma o
número Internacional deve conter no máximo 15 dígitos.

exemplo: 00A(A(A))BBBCCCCCCCC (Sem contar com os zeros o restante da


numeração não pode ser maior que 15 dígitos)

[editar] Estrutura do Número Nacional


O Número Nacional será composto por um Código Nacional de 2 (dois) dígitos e um
Número de Assinante de 8 (oito) ou 7 (sete - a mudança para oito dígitos foi realizada
por exigência da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que determinou que
até o final de 2005 todos os telefones fixos brasileiros teriam que deixar de ter sete
números) dígitos.

Segundo a norma, o primeiro algarismo do Código Nacional deverá ser diferente de 0


(ZERO), os códigos nacionais designados e os da reserva nacional, a solicitação e
designação de códigos nacionais serão regulamentadas pelo Ministério das
Comunicações.

[editar] Estrutura do Número do assinante


O Número de Assinante deverá ter o comprimento de 8 (OITO) dígitos, obedecendo o
formato [XYZW + MCDU]. Algumas cidades ainda utilizam a numeração de 7 (sete)
dígitos para o Número de Assinante, no formato [XYZ + MCDU], mas esta tende a
acabar devido à crescente demanda da telefonia.

[editar] PREFIXOS
Prefixos são os primeiros números em uma ligação telefônica. O Prefixo Nacional
(PN) é o algarismo 0 (ZERO) que deverá ser digitado antes do Número Nacional ao se
efetuar uma chamada telefônica para uma outra Área de Numeração Fechada, rede ou
serviço. O Prefixo Internacional (PI) é a combinação 00 (ZERO-ZERO) que deverá
ser digitado antes do Número Internacional ao se efetuar uma chamada telefônica para
um outro país. O prefixo de acesso utilizado nas chamadas internacionais para o
Serviço Público Comutado por Circuitos a 64 kbit/s (SPCC) é a combinação 0007
(ZERO-ZERO-ZERO-SETE). O Prefixo para Chamada Automática a Cobrar (PAC)
é a combinação de algarismos que deverá ser digitado antes do Número Nacional, ao se
efetuar uma chamada automática a cobrar no destino. O PAC é constituído pelos
algarismos 90 (NOVE-ZERO). O Prefixo para Chamada Automática Internacional a
Cobrar (PIC) é a combinação de algarismos que deverá ser digitado antes do Número
Internacional, ao se efetuar uma chamada automática a cobrar no destino. O PIC é
constituído por 099 (ZERO-NOVE-NOVE).

[editar] Ver também


Sistema de telefonia fixa comutada
Central telefônica

Anexo:Lista de códigos telefónicos

[editar] Regulamentação no Brasil


• Anexo à Resolução da ANATEL nº 83, de 30/12/1998
• Anexo à Resolução da ANATEL nº 84, de 30/12/1998
• Anexo à Resolução da ANATEL nº 86, de 30/12/1998
• Norma Geral de Telecomunicações NGT nº 28 / 96