Do acesso a informações e da sua divulgação

I - Gestão transparente da informação, propiciando amplo acesso a ela e sua divulgação; II - Proteção da informação, garantindo-se sua disponibilidade, autenticidade e integridade; e III - Proteção da informação sigilosa e da informação pessoal, observada a sua disponibilidade, autenticidade, integridade e eventual restrição de acesso.

O acesso á informação compreende, entre outros, os direitos de obter:
I - orientação sobre os procedimentos para a consecução de acesso, bem como sobre o local onde poderá ser encontrada ou obtida a informação almejada;

Cabe aos órgãos e entidades do poder público, observadas as normas e procedimento s específicos aplicáveis, assegurar a:

II - Informação contida em registros ou documentos, produzidos ou acumulados por seus órgãos ou entidades, recolhidos ou não a arquivos públicos; III - Informação produzida ou custodiada por pessoa física ou entidade privada decorrente de qualquer vínculo com seus órgãos ou entidades, mesmo que esse vínculo já tenha cessado; IV - Informação primária, íntegra, autêntica e atualizada;

O acesso á informação compreende, entre outros, os direitos de obter:

O acesso á informação compreende, entre outros, os direitos de obter:
VII - informação relativa:

V -Informação sobre atividades exercidas pelos órgãos e entidades, inclusive as relativas à sua política, organização e serviços;

a) à implementação, acompanhamento e resultados dos programas, projetos e ações dos órgãos e entidades públicas, bem como metas e indicadores propostos; b) ao resultado de inspeções, auditorias, prestações e tomadas de contas realizadas pelos órgãos de controle interno e externo, incluindo prestações de contas relativas a exercícios anteriores.

VI - Informação pertinente à administração do patrimônio público, utilização de recursos públicos, licitação, contratos administrativos;

Praça da República 76/80 – São Paulo - SP - Tel. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123

www.alessandroferraz.com.br

O acesso á informação compreende. 32 e Decreto 58. IV . emprego ou função pública.Divulgar ou permitir a divulgação ou acessar ou permitir acesso indevido à informação sigilosa ou informação pessoal. total ou parcialmente. entre outros.Lei 12. 1o Quando não fundamentada Sujeitará o responsável a medidas disciplinares.527/11 e b) Art.br . inutilizar. destruir.527/11. 71) I . entre outros.Agir com dolo ou má-fé na análise das solicitações de acesso à informação. desfigurar. nos termos do: a) art. Art.Utilizar indevidamente. 32. os direitos de obter: Constituem condutas ilícitas que ensejam responsabilidade do agente publico ou militar OBS: (Lei 12.Recusar-se a fornecer informação requerida nos termos desta Lei. os direitos de obter: O acesso à informação Não compreende as informações referentes a projetos de pesquisa e desenvolvimento científicos ou tecnológicos Cujo sigilo seja imprescindível à segurança da sociedade e do Estado. incompleta ou imprecisa. entre outros. os direitos de obter: O acesso á informação compreende.052/12.alessandroferraz. informação que se encontre sob sua guarda ou a que tenha acesso ou conhecimento em razão do exercício das atribuições de cargo.Tel.052/2012 Praça da República 76/80 – São Paulo . 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. Decreto 58. 71. retardar deliberadamente o seu fornecimento ou fornecê-la intencionalmente de forma incorreta. III . A negativa de acesso às informações objeto de pedido formulado aos órgãos e entidades referidas no art. Art. bem como subtrair. alterar ou ocultar. O acesso á informação compreende.SP . É assegurado o acesso à parte não sigilosa por meio de certidão. II . extrato ou cópia com ocultação da parte sob sigilo. Quando não for autorizado ACESSO INTEGRAL à informação por ser ela PARCIALMENTE SIGILOSA.com.

destruir ou subtrair.alessandroferraz. as condutas descritas no caput serão consideradas: O acesso á informação compreende. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. por qualquer meio. infrações administrativas. VI .079/50 e 8. entre outros. conforme o disposto nas Leis 1. o responsável pela guarda da informação extraviada deverá No prazo de 10 dias Justificar o fato e indicar testemunhas que comprovem sua alegação. transgressões militares médias ou graves. também. poderá o militar ou agente público responder. e VII . segundo os critérios neles estabelecidos. entre outros. com suspensão. entre outros.O acesso á informação compreende. § 2º Pelas condutas descritas no caput.br . desde que não tipificadas em lei como crime ou contravenção penal. os direitos de obter: I . entre outros.Ocultar da revisão de autoridade superior competente informação sigilosa para beneficiar a si ou a outrem. Atendido o princípio do contraditório. Verificada a hipótese prevista no § 5o deste artigo. ou para fins de ocultação de ato ilegal cometido por si ou por outrem.SP . O acesso á informação compreende. ou II . no mínimo. e suas alterações.429/92. os direitos de obter: Informado do extravio da informação solicitada Poderá o interessado requerer à autoridade competente A imediata abertura de sindicância para apurar o desaparecimento da respectiva documentação. os direitos de obter: O acesso á informação compreende. que deverão ser apenadas. Praça da República 76/80 – São Paulo . ou em prejuízo de terceiros.Para fins dos regulamentos disciplinares das Forças Armadas. segundo os critérios nela estabelecidos. documentos concernentes a possíveis violações de direitos humanos por parte de agentes do Estado. por improbidade administrativa.com.Impor sigilo à informação para obter proveito pessoal ou de terceiro. os direitos de obter: V .112/90.Tel.Para fins do disposto na Lei 8. da ampla defesa e do devido processo legal.

endereços e telefones das respectivas unidades e horários de atendimento ao público. bem como a todos os contratos celebrados. no âmbito de suas competências. deverão constar. Relatórios. estudos e pesquisas. inclusive os respectivos editais e resultados. de acordo com o Decreto DEVERES DOS ÓRGÃOS IV .Os documentos que contenham informações que se enquadrem nos casos referidos no artigo anterior deverão estar cadastrados no Sistema Informatizado Unificado de Gestão Arquivística de Documentos e Informações . de informações de interesse coletivo ou geral por eles produzidas ou custodiadas.DEVERES DOS ÓRGÃOS DEVERES DOS ÓRGÃOS É dever dos órgãos e entidades públicas promover. Na divulgação das informações a que se refere o caput. II . 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. no mínimo: Informações concernentes a procedimentos licitatórios. OBS: receitas e despesas. deverão constar. Na divulgação das informações a que se refere o caput. bem como a todos os contratos celebrados.respostas a perguntas frequentes da sociedade mais Na divulgação das informações a que se refere o caput.com.registros das despesas. no mínimo: Decreto 58. e VI .registros de quaisquer repasses ou transferências de recursos financeiros.br . Artigo 24 .SP .alessandroferraz. deverão constar. Praça da República 76/80 – São Paulo .informações concernentes a procedimentos licitatórios.Tel. inclusive os respectivos editais e resultados. projetos e obras de órgãos e entidades. a divulgação em local de fácil acesso.SPdoc.052/2012 V dados gerais para o acompanhamento de programas. III . independentemente de requerimentos.registro das competências e estrutura organizacional. no mínimo: I . ações.

11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. atender. aos seguintes requisitos: VI manter atualizadas as informações disponíveis para acesso.possibilitar o acesso automatizado por sistemas externos em formatos abertos.indicar local e instruções que permitam ao interessado comunicarse. aos seguintes requisitos: II . de modo a facilitar a análise das informações. atender. e Praça da República 76/80 – São Paulo . entre outros. Os sítios deverão. os órgãos e entidades públicas deverão utilizar todos os meios e instrumentos legítimos de que dispuserem. na forma de regulamento.Órgãos e Entidades SÍTIOS I . na forma de regulamento. com o órgão ou entidade detentora do sítio. entre outros. estruturados e legíveis por máquina. IV . clara e em linguagem de fácil compreensão. atender. aos seguintes requisitos: Os sítios deverão.br .Tel. tais como planilhas e texto.conter ferramenta de pesquisa de conteúdo que permita o acesso à informação de forma objetiva. V . SÍTIOS Os sítios deverão. entre outros.possibilitar a gravação de relatórios em diversos formatos eletrônicos.SP . Sendo obrigatória a divulgação em sítios oficiais da rede mundial de computadores (internet).garantir a autenticidade e a integridade das informações disponíveis para acesso. transparente. SÍTIOS III . VII . Para cumprimento. inclusive abertos e não proprietários.divulgar em detalhes os formatos utilizados para estruturação da informação.alessandroferraz.com. por via eletrônica ou telefônica. na forma de regulamento.

Tel. de informações relativas à execução orçamentária e financeira. III – 4 anos para os Municípios que tenham até 50.com.000 mil e 100.adotar as medidas necessárias para garantir a acessibilidade de conteúdo para pessoas com deficiência. 48-A: I – 1 ano para a União.SP . Ficam estabelecidos os seguintes prazos para o cumprimento das determinações dispostas nos incisos II e III do parágrafo único do art. nos termos do art. 73-B. nos critérios e prazos previstos no art. de 4 de maio de 2000 Lei de Responsabilidade Fiscal Art. aprovada pelo Decreto Legislativo nº186. e do art.SÍTIOS Os sítios deverão.000 habitantes. 73-B da Lei Complementar no 101. 17 da Lei nº10.alessandroferraz. atender. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. II – 2 anos para os Municípios que tenham entre 50.000 Praça da República 76/80 – São Paulo .br . em tempo real. entre outros. na forma de regulamento. aos seguintes requisitos: VIII .098. 48 e do art. os Estados. da na mantida a obrigatoriedade de divulgação. de 19 de dezembro de 2000. o Distrito Federal e os Municípios com mais de 100. 9º da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. de 9 de julho de 2008 Os Municípios com população de ficam dispensados divulgação obrigatória internet.000 habitantes.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful