Você está na página 1de 3

ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL DA SEGUNDA REUNIÃO DA

ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DA ARSO 53 (507) AMASUL.

Ao primeiro dia do mês outubro do ano de dois mil e nove, reuniram-se na


Alameda 21, em frente ao Lote 11, município de Palmas/TO, os moradores
da quadra quinhentos e sete sul (507 sul), em segunda chamada por falta de
quorum regulamentar na primeira. A reunião iniciou às dezenove horas e
trinta minutos, decorridos o prazo regimental da primeira chamada. A
reunião se deu por convocação feita por Edital de Convocação publicado no
Diário Oficial do Estado (DOE) de Nº 2.982, às folhas 28, de 24 de
setembro de 2.009 e no Jornal do Tocantins, às folhas 05. Procedeu-se a
votação para a formação da mesa. Composta a mesa de trabalho presidiu a
reunião a moradora Sra. Medalhas, que convidou a mim ÉDI AUGUSTO
BENINI, para secretariar. Foram registradas as presenças dos
MORADORES, às folhas 02, do livro próprio. Dando início aos trabalhos a
presidente procedeu a leitura da ordem do dia da convocação, com a
seguinte pauta: 1) Constituição da Associação dos Moradores da ARSO
53 (507 Sul); 2) Ratificação e designação do presidente da comissão
provisória de trabalho. Com a palavra a presidente relembrou a reunião
anterior, enaltecendo o número de moradores que estiveram presentes.
Pontuou que a consulta à comunidade indicou a necessidade urgente em se
criar uma associação de moradores que atendesse aos anseios da
comunidade, frisou que este elo entre o poder público e a comunidade, feito
por uma associação representativa, possibilita significativa melhoria na
qualidade de vida dos moradores da quadra. Portanto, pugnou pela criação
urgente de uma associação que represente nossa quadra. Com o uso da
palavra o morador Bazolli esclareceu aos presentes sobre as normas e
procedimentos formais para a criação de uma associação de moradores.
Bazolli detalhou sobre as questões legais inerentes, os cuidados na
elaboração do Estatuto Social, a necessidade da publicação dos Editais de
Convocação e por fim o fiel cumprimento das etapas entre a criação,
registro em cartório de pessoas jurídicas e o cadastro na Receita Federal do
Brasil. Complementou que não seriam aproveitados os documentos
relacionados a uma tentativa anterior de criação da associação, em face de
ao invés de auxiliar no processo seria um fator complicador, haja vista,
alguns dos participantes não mais residir na comunidade, além dos
documentos estarem incompletos. Com a palavra o morador Édi Augusto
Benini comunicou que já existe um blog, no endereço
http://507sul.blogspot.com/ e o correio eletrônico: 507sul@gmail.com
para facilitar a comunicação entre os moradores da quadra. Incitou a
utilização desta tecnologia para agilizar os contatos e solicitou a todos o
cadastramento no email seu contato. Com a palavra a presidente da
assembléia solicitou por questão de ordem o encaminhamento da pauta,
passando de imediato ao primeiro item: 1) Constituição da Associação dos
Moradores da ARSO 53 (507 Sul). Em discussão, a presidente ressaltou a
importância da constituição da referida associação e os presentes se
manifestaram favoráveis. Em votação, a proposta foi aprovada por
unanimidade. Com a palavra a presidente da assembléia proclamou a data
da fundação da Associação dos Moradores da ARSO 53 (507 SUL) –
AMASUL – como dia 01 de outubro de 2.009. Informou que se trata de
uma entidade sem fins lucrativos e que terá no Estatuto Social seu marco
regulatório. Dando seqüência à pauta, a presidente, anunciou o item
seguinte da pauta: 2) Ratificação e designação do presidente da comissão
provisória de trabalho. Esclareceu que no primeiro encontro dos
moradores foi criada uma comissão com a incumbência de realizar estudos
para a criação da associação, assim, caberia à plenária, nesta reunião,
ratificar a citada comissão e eleger um presidente para esta comissão
provisória. Em discussão, foi sugerido o nome do morador Édi Augusto
Benini para presidente desta comissão, que de pronto se colocou à
disposição. Em votação ficou ratificada, por votação unânime, a comissão
provisória composta pelos moradores: Sonia Regina Nogueira; Sebastião
Pelizari Junior; Carlos Emilio de Senna; Rui Cesar Hirata; Domingos de
Oliveira; Ronaldo da Silva Carneiro; Edivan de Carvalho Miranda; Ana
Paula dos Santos, João Aparecido Bazolli, Medalhas e Édi Augusto Benini.
Na seqüência foi procedida a votação para a presidência da comissão, sendo
eleito o candidato único Édi Augusto Benini, por unanimidade. Com a
palavra Bazolli informou que a próxima reunião dos moradores servirá para
a eleição da Diretoria e do Conselho definitivos da Associação, aprovação
do Estatuto Social, estabelecimento do valor da contribuição dos associados
e apresentação do plano de trabalho pela diretoria eleita. Sugeriu que
houvesse um rateio, o mesmo proposto para cobrir as despesas iniciais para
a constituição e o registro da Associação. Em discussão, os presentes
definiram como proposta: a) que a próxima assembléia geral ocorresse no
dia dezessete de outubro de dois mil e nove; b) no horário das dezessete
horas, na área pública, junto alameda vinte e um e c) contendo na ordem do
dia a pauta: aprovação do Estatuto Social; a eleição da Diretoria e do
Conselho; aprovação do rateio inicial e da contribuição mensal dos
associados e a aprovação do plano de trabalho da diretoria eleita. Em
votação, a proposta foi acatada por unanimidade. Por fim Bazolli pediu a
palavra para assumir o compromisso de elaborar o Estatuto Social que
disponibilizará no Blog da entidade para análise dos moradores, caberão
para a próxima reunião as propostas de adição, retirada e modificações no
texto, se colocou à disposição para analisar as atas das reuniões. Como
nada mais havia a ser tratado, foi franqueada a palavra aos presentes, como
ninguém mais quis fazer uso dela, a presidente solicitou o encerramento da
reunião, às vinte e uma horas, ato contínuo, solicitou ao secretario, à
lavratura da presente ata a qual será aprovada na próxima reunião, e vai
assinada pelo presidente e secretário.

Interesses relacionados