Você está na página 1de 17

U R B A I N L A P L A C E LEGIT IMO LI VRO S Ã O C I P R I A N O REZAS, ORAÇÕES E ESCONJUROS EXTRAIDOS DE SEU MANUSCRITO ORIGINAL ADVERTÊNCIA Para que !"# $!%e &!'!( !( )e*e+,"-!( que e(&e .- r! ./e 0!

'er1 'ar, 2 *e"e((1r-! que (-$a 3 r-("a a re"!4e*'a56! 'e S6! C-0r-a*!, que a+-r4a *! Pre+1"-! 'e (eu 4a*u("r-&!7 8E(&e .- r! *6! 0!'er1 (er e40re(&a'! a *-*$u249 'e er1 0er&e*"er e:".u(- a4e*&e a que4 ! a'qu-r-u, *6! 0!'e*'! +a%er u(! 'e.e *e*/u4a !u&ra 0e((!a, *e4 4e(4! 0!r 0are*&e("! 'e (a*$ue !u que re(-'a *a 4e(4a "a(a; Se e(&a a' er&#*"-a *6! +!r (e$u-'a 3 r-("a, *e*/u4 )e*e+,"-! ./e (er1 'a'!8; E(&a a' er&#*"-a 'e S6! C-0r-a*! 2 "!40ree*(, e., (e .e ar4!( e4 "!*(-'era56! que *a 20!"a e4 que - eu, +!r*e"-a (eu( "!*/e"-4e*&!( 4e'-a*&e "!*(u.&a; P!r&a*&!, e(&e .- r! re0re(e*&a EXCLUSIVAMENTE UMA CONSULTA DA PESSOA <UE O AD<UIRIU; = a"!*(e./1 e. que, a0>( &er (-'! +e-&! ! u(! *e"e((1r-! '! 4e(4!, e.e (e?a 'e(&ru,'! !u e*&6! "!*(er a'! e4 .u$ar -* -!.1 e.; ORAÇÃO DA CABRA PRETA MILAGROSA Cabra Preta milagrosa, que pelo monte subiu, trazei-me Fulano, que de minha mão sumiu. Fulano, assim como o galo canta, o burro rincha, o sino toca e a cabra berra, assim tu hás de andar atrás de mim. Assim como Caifás, Satanás, Ferrabrás e o aioral do !nferno, que fazem todos dominar, fazei Fulano se dominar, para me trazer cordeiro, preso debai"o do meu p# esquerdo. Fulano, dinheiro na tina e na minha mão não há de faltar$ com sede, tu, nem eu, não ha%eremos de acabar$ de tiro e faca, nem tu, nem eu, não há de nos pe gar$ meus inim igos não hão de me en"ergar. A luta %encerei, com os poderes da Cabra Preta milagrosa. Fulano, com dois eu te %e&o, com tr's eu te prendo, com Caifás, Satanás, Ferrabrás. ( ) * + * - S * * S , A - ) A . / - C - 0 A 1 * 2 A AC*SA * 0 A FACA 3* P-4,A5 @ PA),* ORAÇÕES E REZAS REZAS DE SÃO CIPRIANO 6*u Cipriano, ser%o de 3eus, a quem amo de todo o meu cora7ão, corpo e alma, pesa-me por %os não amar desde o dia em que me destes o ser8. 6Por#m, %9s, meu 3eus e meu Senhor, de todo o meu cora7ão, os benef:cios que de %9s estou recebendo, pois, agora, 9 3eus das criaturas, dai-me for7a e f# para que eu possa desligar tudo quanto tenho ligado para o que in%ocarei sempre o %osso sant:ssimo nome. *m nome do Pai, do Filho e do *sp:rito Santo, Am#m.8 ;19s que %i%eis e reinais por todos os s#culos dos s#culos. Am#m;.

a quem entristecer ou maltratar pelo maldito maligno esp:rito nenhum encantamento nem malfeitos não fa7am nem mo%am coisa alguma contra este %osso ser%o (nome5. que fa7am que todas as criaturas se&am li %res do mal do dem?nio. ou em sepulturas de cristão. dizendo-%os= 3eus forte e poderoso. ou em comidas ou bebidas. por santo nome.< certo. se&am todos li%res de todos os malef:cios e feiti7os pelo nome de 3eus Pai que nasceu sobre Berusal#m. de a%es ou de outro animal$ ou em madeira. feiti7os. pelo seu santo batismo. nomes que nesta ora7ão. liga%a as mulheres. mas todas as coisas aqui mencionadas se&am obtidas e anuladas. Pois %os chamo. tenho feito.. pois eu pelas minhas mal:cias. encantamentos ou supersti7@es.. f Caia a chu%a sobre a face da terra para que de seu fruto. li%re este %osso ser%o (nome5 de todos os malef:cios. pelo sacrif:cio de Abel. ou em campo. de dia ou de noite. 4osso 3eus. que # o nome de 3eus poderoso. . pelas lágrimas de Beremias. ou bicha ou em bicho do mar ou do rio ou do lameiro. em casa feita de cera ou mármore. se&am aniquilados as suas pesquisas pelos an&os. . se&am aniquiladas as suas pesquisas pelos an&os. para que maldito diabo não tenha poder de empecer a pessoa alguma. ou da cama. tanto as que eu. pelas ora7@es das religiosas. rasgo. ou altar. pela coroa que deu a ois#s em l:ngua de fogo. se&a absoluto este %osso ser%o (nome5 com toda a sua casa e coisas que nela estão. ou repartimentos de rios. Agora. por 3eus. se&a com ela diante do para:so terreal do qual sa:ram quatro rios.Santo Agostinho e todos os santos e santas. o inimigo maldito se&a e"pulso para fora$ in%oco a comu nhão dos Santos Ap9stolos. ou em li%ros. onde e"iste o 3eus forte e santo. Bacques e Bacob. cal7o e desfa7o tudo. ou em a que 3eus criou. ou em outra qualquer coisa em que se possa fazer feiti7os. feiti7os. pela %inda do *sp:rito Santo que bai"ou sobre eles. desligue o mar para que os pescadores possam pescar. pelas %irtudes dos Ap9stolos. linho. pela bondade deles. as mulheres tenham seus filhos$ li%re de qualquer ligamento que lhe tenha feito. cinqAenta e seis tigres eufrates. ou em algodão. de 4osso Senhor Besus Cristo. pela obedi'ncia de 4ossa Senhora quando ela li%rou a 3eus. ligamentos. Am#m. para o qual eu in%oco se as setenta e duas l:nguas que estão repartidas por todo o mundo e qualquer dos seus contrários. Cualquer pessoa que esta ora7ão trou"er consigo.. para que rompas todos os ligamentos dos homens e das mulheres. Cipriano. pelos serm@es que fizeram os ap9stolos. ou rio. ou de mouro ou de here&es. ou lhe for lida. essas bru"as ser%as do dem?nio$ isto tudo %olte ao seu pr9prio ser que dantes tinha ou em sua pr9pria figura. desligue tido quanto está ligado nesta criatura do Senhor$ se&a desatada.*ste # meu filho escolhido e meu amado$ de%e-me muito apre7o porque toda a gente o teme e porque fez abrandar o mar e fez dar frutos D terra. para secar esta criatura (nome5. (nome5. pelo filho &. pelos milagres dos an&os que &untos a ele estão. liga%a as mulheres prenhas para que não pudessem parir. que morais no grande cume que # o c#u. ou onde esti%er algum sinal do diabo. liga%a as águas do mar para que os pescadores não pudessem na%egar ara pescarem o pei"e para sustento dos homens. artes diab9licas. sir%a a ora7ão de São Bos# para desfazer os encantamentos. estão pelo lou%or de 3eus que fez todas as coisas pelo &. filho de aria Sant:ssima. pela profecia e por aqueles que não dormem de noite e estão sonhando com 3eus 4osso Senhor Besus Cristo. ou em lugares solitários. ou em sepulturas de mouros. desalfineto. pelas pala%ras dos Santos *%angelistas.odas estas coisas se&am desfeitas e desligadas d's-te ser%o (nome5 do Senhor. com a mão cheia de gra7a. pela f# em Abrahão. ou em terra do p# esquerdo ou direito. pelos quais mandastes deitar água a todo e mundo por cu&os %os suplico. 2i%re de qualquer perigo. ou no cal7ado. pelo profeta 3aniel. PARA OS ENAERMOS . monecro ou monecra que este&a em algum po7o ou le%ada. assim o Senhor muito pode roso. se&a absoluto este %osso ser%o (nome5 com toda a sua casa e coisas que nela estão.Senhor tudo destruiu e aniquilou= o 3eus dos altos c#us se&a glorificado no c#u e na terra. lou%ado se&ais para sempre>8 . liga%a as nu%ens do c#u. 9 3eus poderoso. pelas %irtudes e. ou em osso de criatura humana. e todas estas coisas eu fazia em nome do dem?nio. Santos e An&os. ou em casa. assim como por anoel. minhas grandes maldades.19s que %istes as mal:cias deste %osso ser%o Cipriano> * tais mal:cias pelas quais eu fui metido debai"o do poder do diabo. pela paci'ncia de ois#s. en cantos e em tudo que se&a feito pelo diabo ou seus ser %os. pela castidade dos fi#is. por 3eus unido a Besus. mas eu não conhecia %osso santo nome. Assim como a pedra seca se abriu e lan7ou água de que beberam os filhos de !srael. pela empresa formosura de *%a. pela ora7ão de adalena. ou em figuras feitas de fazenda. roupa do corpo. Senhor meu Besus Cristo. pelo nascimento de 4osso Senhor Besus Cristo. ou lã. ou em fonte ou ponte. e assim que ti%er esta ora7ão sobre si e a trou"er consigo ou ti%er em casa. desligada de qualquer forma que o este&a $ eu a desligo. dizendo= . pelo *sp:rito Santo &.. ou em paredes de cal. %alei-me $ pelo sacrif:cio de São Bonas. . por todos os mais an&os santos e por todos os que ser%em diante do para:so ou na presen7a do alto 3eus Pai . se te está feita alguma feiti7aria nos cabelos da cabe7a. ou dentro das igre&as. pela %oz que foi ou%ida do Pai *terno. pois todo o maldito diabo e tudo se&a li%re do mal e de todos os males ou malfeitos.. com as que t'm feito. pela ora7ão de +acarias.. São Paulo. seu *terno Pai.odo Poderoso. ou em cabelos de cristão. seda. ou em sapo ou saraman tiga. meu 3eus o torno a in%ocar para que se&am desfeitas e desligadas as bru"arias e feiti7arias da máquina ou do corpo desta criatura (nome5. que agora sou %osso ser%o Cipriano.

quando nun custat de illius sanctitite. sensus occupantum. %os ponho preceito. et nocturno bene %idit et sine fuce lugit epistolam= si subito siat surdus. %el parum comelens fortis est. et non apparet a quo le%entur. de%e proferir o seguinte Preceito= 6*u como criatura de 3eus feita D sua semelhan7a e remida com o seu sant:ssimo sangue. PARA O DEMONIO DEIXAR O ENAERMO Se as ora7@es foram ditas e pronunciadas como se preceituou e se. para que cessem os %ossos del:rios.Senhor lance sobre si a sua sant:ssima b'n7ão e o seu sant:ssimo poder para que te d' a .Amarro-%os com as cadeias de São Pedro e com a toalha que o santo rosto de Besus Cristo. desperat. . de%e-se dizer esta ora7ão em latim.. esp:ritos malignos ou liga7@es que tenham feito homens ou mulheres. Cuando !magines Cristi. %el ferrumignitem. quando potiens non est stultus = %el quando honro natura debilis non potest teneri a multis. et subito restitutur $ quando diurno tempora nihil %idit. que logo de%erá ser fechada da seguinte forma= Arran&a-se uma cha%e de a7o. et illuo ordinate discurrat. Cuando imaginationi. o doente ainda se encontra possesso. te postae bene audiat. para que tu. Fugi. profere. se oculos horribiles habent. Si in pondere assicitur. e deita-se-lhe a b'n7ão da forma seguinte= . %el no%em dies mihil.. gattaes sudoris destuunt. quando audiuntur rugitus leonum. Cuando subito patenti lumen aufertur. et Sanctorum.. scissio %estium. em ponto pequeno. ausentes e presentes. Cum superposita capiti manu sacra ad lactionem *%angeliorum conturbatum aegrotus.Senhor se&a comigo e com todos n9s. et hoc fugit ad signum Crucis %el inco%ato 4omine Besu. . %el tumor. )eliquias. dem?nio ou dem?nios. ut desinat nocere ae groto. 4esta ora7ão diz-se muitas %ezes= . Clamores. Si loquitur de Esteris ultra suas capacitatem. sicut antea. partes contrárias. statim cesse delirium. *"ortistae factu in 4omine Besus. arrota-tines dentium. porco-rum grumitus. sensibus destituti. Si %airepraeter naturam %ident. Cuando corpu talibenedicti. et ni gram.Para se saber se a mol#stia # natural ou sobrenatural.. Am#m8. . et aguam benedictan non consentit= quando iratos se ostendune contra inistros superdonentes )el:quias capiti (eti occulte5. para que &amais possais atormentar os %i%entes. et audiunt. et ad signo Crucis. ut a multis himinibus ele%aret non aliqua parte corporis si dolor. . dem?nio. et sine mora surget ad praeceptu. o religioso entender que # dem?nio ou alma perdida que está mortificando o enfermo.de uma morada aber ta. latra tus canun. não possas &amais atormentar as criaturas do Senhor. (Fa7a-se o ato de contri7ão5. et res sacros edit $ quando nulla praecedente tribulation.. et similium. para desfazer toda a qualidade de feiti7aria e con&ura7@es dos dem?nios. Si side causa %elit sibi morte inserre. Cuando %entus %ehemens discurrit per totum corpus ad mudum formicarum$ quando ele%atur corpus contra %olutatem patientes. remanent.. et si eorem tempore sentiant in capit. *u %os ligo eternamente no lugar que 3eus 4osso Senhor %os destinar$ porque com o nome de Besus %os piso e rebato e %os aborre7o mesmo do meu pensamento para fora. para tudo que diz respeito a mol#stias sobrenaturais. non solun materialia. %el si proferant. passando tr's dias. principalmente Ds mulheres grá%idas. se praecipite dure. Cuando Sacramenta. por quem eu %os cito e notifico que %os ausenteis deste lugar para fora. ou para rezar em uma casa que se desconfie estar possessa de esp:ritos malignos ou. %el imposito praecepto in nomine Besus cessat. %el similia facit. para que esta criatura não se&a &amais por %9s atormentada com as %ossas fFrias infernais. sed spiritualia. Si cadat. Cuando haber liguem tumidam.*u desligo tudo quanto está ligado. Si per septem. ut plumbum. sed posernit. finalmente.Pois o nome do Senhor # forte e poderoso. illa corrumpunt.Praecipitur in 4omine Besus. quando ab Aeclesia fugit. trata-se. para que não aconte7a algum %?mito com os fortes ataques que os dem?nios causam nesta ocasião. cum plusquam solitum palpita%erit. ut aguam frigidam. et pinguis. que %enceu o leão de Budá e a ra7a de 3a%id. 3e%e-se repetir muitas %ezes. balatus o%ium. Se depois de proferir esta ora7ão. ut mortuus. si homines ma"imo odio perseuntur $ si praecipitis se e"ponunt. et %irginis ariae nolunt inspicere sed conspuunt. se praesentat res inhonestae contra !magines Christi. # claro. an"ietates senta$ stridores usque """ ad Caelum mittit. quando %erba sacra nolun. se dilacerat. *m seguida de%e dizer-se a ora7ão de São Cipriano. . et balbat cienter student prefere.

meu )edentor. Besus. clamo pela %ossa miseric9rdia. . Senhor. < pois &usto que nos sal%emos. por nossa alma.Besus. ausentai-%os.G 3eus -nipotente.. Besus reina.Besus. . . iseric9rdia. PARA OS DOENTES NA BORA DA MORTE *sta ora7ão # tão eficaz. como se se esti%esse a fechar uma porta. com a %ossa miseric9rdia. Senhor. fugi. permitir que Pedro %enha do c#u D terra fechar a morada onde os malditos dem?nios querem entrar quando muito bem lhes parece. &usto e sal%ai-a das tre%as.. assim como %iestes em socorro de Cipriano quando esta%a em batalha com 2Fcifer. .. 9 3eus Poderoso.. Senhor.. Besus> Creio. desde ho&e para o futuro não possam mais fazer morada no corpo de (nome do doente5. . a le%eis para o c#u na companhia dos an&os. 1inde. Satanás. firmemente em tudo quanto manda crer a !gre&a Cat9lica Apost9lica )omana$ fortalecei-me. (o nome de quem profere a ora7ão5. escre%a-se em um papel o nome de Satanás. em %ossas mãos. Am#m. Senhor. assim como lhe # fechada a do reino dos esp:ritos puros. 3eita-se água benta em cruz sobre a cha%e.religioso finge que está a fechar uma porta no peito do enfermo= . Besus.Besus. . pois. rogai por este %osso ser%o (nome do doente5 a %osso Amado Filho. para que toda a morada ou porta onde entra o Satanás por ti se&a fechada. pois prostrado a %ossos p#s. lhe há de %ir at# o rem#dio$ não lhe negueis. amabil:ssimo Besus$ miseric9rdia e perdão para todos os %ossos filhos.. ofere7o e ponho o meu esp:rito$ que &usto # que torne a %9s o que de %9s recebi. (H5 -. Se&a fechada a sua porta assim como Pedro fecha as portas do c#u Ds almas que lá querem entrar sem que primeiro e"piem as suas culpas. do Filho. Besus de todo o mal te defenda. inimigo das almas remidas com o sangue precios:ssimo de Besus Cristo. queima-se o papel e pronunciam-se as seguintes pala%ras= . Besus> 3e %9s. afirma São Cipriano. que # de tanta %irtude esta ora7ão. Besus domina. ãe de iseric9rdia.. para que eles não tenham mais o poder e atre%imento de entrar nesta morada. encomendo a alma deste ser%o. defendei-me do inimigo e amparai-me nesta hora. a alma deste %osso ser%o (nome do doente5. Am#m.Pois eu. . como m#dico soberano curai todas as suas enfermidades$ purificai-o. Senhor.. fugi.3esapare7a. (H5 = ..Afirma São Cipriano. dignai-%os. 3efendei-a. em %osso sant:ssimo nome ponho preceito a esses esp:ritos do mal. como p9 de estrada e o fumo das chamin#s. s'de. Besus$ aria. a %ossa gra7a nesta hora. # %ida %erdadeira de todas as almas. para que %9s. de todos os combates. Besus se&a contigo para que te defenda$ Besus este&a na tua alma. Besus$ recebei a alma deste %osso ser%o (nome do doente5. de seus inimigos. para que %enhais sem demora receber esta alma nos %ossos sant:ssimos bra7os= %inde em seu socorro. A cha%e de%e estar sobre o peito do enfermo. . Besus. que nenhuma alma se perde.Besus. para que eternamente %á cantar no c#u as %ossas infinitas miseric9rdias. Senhor. . que lhe será fechada esta porta perpetuamente. que de todos os enfermos a quem a lia tira%a um cabelo da cabe7a e o lan7a%a dentro de um %idro de água. &amais o dem?nio ou seus aliados por ela possam entrar. de p?r preceito ao dem?nio ou dem?nios.. para com esta água la%ar as chagas dos doentes. para que com %ossa intercessão saia li%re do perigo de seus inimigos e das suas tenta7@es. dulc:ssimo Besus$ miseric9rdia. Senhora.3ignai-%os. ãe de Ira7a. . 2i%rai-o. Am#m. pois.Besus. Besus. proferindo as seguintes pala%ras= . pois eu. olhai-o com olhos de compai"ão$ abri-lhe esses bra7os.%irtude eficaz. amparai-o. 3eus. Besus. cu&as mol#stias eram incurá%eis pela medicina$ lan7ando-lhe uma gota e dizendo= . quando # dita com de%o7ão e # em Besus Cristo. em %ossas mãos..erminada esta ora7ão. Besus. pois aben7oada se&a em nome do Pai.Besus. 4ão se desampareis.. feita num momento de profunda integra7ão com as for7as do grande Cosme.. e do *sp:rito Santo. (nome do religioso5 %os chamo. meu 3eus. meu Besus com o %osso precioso sangue.Besus. que do seio do eterno Pai %iestes ao mundo para a sal%a7ão dos homens. para que te assente$ Besus este&a diante de ti para que te guie= Besus este&a na tua presen7a para que te guarde$ Besus. *sta # a Cruz do 3i%ino )edentor. pelos quais sofrestes na cruz. pois. Senhor. Besus. . pois # feitura de %ossas mãos e a alma imagem %ossa. A mais potente escon&ura7ão de São Cipriano. Sal%ador do mundo.

esp:rito dei"ará o corpo e o doente não será mais importunado. 4o fim desta ora7ão reza-se o Credo ou o ato de Contri7ão. se por%entura. e tudo %os correrá mal$ por#m. Am#m. Se precisa de alguma coisa do mundo dos %i%os. # certo que não se trate de nenhuma alma penada e sim do pr9prio dem?nio. fa7a-me saber que eu prometo rezar para que isso se&a conseguido. . infeliz deste mundo. Culti%ai. que te criou$ em nome de Besus. arrastando cadeiras.odo Poderoso dei"e este corpo que pertence a um ser humano honesto e leal e %olte para o reino do al#m. Confessores. sereis punidos com todo o rigor da &usti7a. depois disto. Algumas são tomadas pelo pr9prio dem?nio. que não tratou senão de escarnecer aos ser%os do Senhor. são t:midos e não se atre%em a nos incomodar. traduzida numa ora7ão. deste mundo. Se o esp:rito necessitar de alguma coisa ele o dirá e o homem que prometeu terá que cumprir sua promessa mandando rezar uma missa pelo descanso dessa alma. se não ti%erdes amigos.*u Cipriano. mas aparecem nas casas dos seus parentes. que os esp:ritos a perseguem para que ela ore ao. deita na terra boas sementes. porque então ela %os amaldi7oará. dos Santos Ap9stolos e dos *%angelistas$ dos santos ártires. e gozes da paz eterna na cidade santa da celestial Sião. Ah> Cue será daquele que assim obrar. fazendo barulho. quando sentirdes uma %isão. Ká pessoas que por in%e&a ou por despeito. < por esta razão que algumas pessoas t'm o poder de %er fantasmas e outras não.. onges. !sso porque os dem?nios eram an&os e não t'm forma humana. porque nisso nada apro%eitam. nascidas num c#rebro per%erso e transmitidas atra%#s do olhar. Pai . Para a e"or7ão dos esp:ritos maus que in%adem as criaturas. Pois os fantasmas aparecem s9 aos crentes nos seres espirituais e não aos incr#dulos. <UEBRANTO . an&os c arcan&os$ dos tronos e domina7@es$ dos querubins e serafins$ dos profetas. em nome de 3eus. que para colher na safra muito fruto. )eligiosos e *remitas$ das Santas 1irgens de 3eus. porque # certo que essa pessoa # uma boa criatura. Feliz da criatura que # perseguida pelos esp:ritos. nos pre&udicam apenas com o olhar. Aparta-te deste corpo ou lugar em que estás. e de%eis con&urá-lo e fazer-lhe uma cruz t. do *sp:rito Santo. o qual se digne dar-te lugar de descanso. logo ali%iareis aquela pobre alma que busca a paz. 4otai bem. do Filho e do *sp:rito Santo. não a escon&ureis.odo Poderoso. do Filho e do *sp:rito Santo. que # digna de ser ou%ida pelo Criador. se eles fossem um pouco esclarecidos e orassem intercedendo por aquela alma sem luz.. Por ordem de 3eus . Am#m. # a Fnica forma que dispomos para a&udar nossos irmãos mortos e que necessitam da nossa a&uda. ou%e a minha ora7ão e s' meu amparo. ESPCRITOS MAUS São muitos os esp:ritos que nos cercam. AANTASMAS Cue são os fantasmas> São %is@es que aparecem a certos indi%:duos fracos de esp:rito e crentes de que %'m a este mundo as almas daqueles que &á dei"aram de e"istir em carne-e-osso. porque 3eus te recebe no seu )eino$ Besus.*m nome do Pai. o fantasma que %irdes for em figura de animal. que %'m a este mundo buscar al:%io e encontrar penasJ 3obram-se-lhes os tormentos> Ah> Cue será de %9s no dia que fordes sentenciados Se não ti%eres bons amigos que tenham pedido por p9s ao Bu:zo supremo. 4otai bem. ou antes pelo contrário. Senhor por eles. as acautelai-%os. usa-se a seguinte ora7ão= .Sai. . mesas e outros ob&etos$ com isso pro%ocam uma %erdadeira catástrofe na fam:lia. Algumas %ezes. da: eles adotaram formas de animais. %os dificultará todos os %ossos neg9cios. -utras %ezes penetram nosso corpo pro%ocando distFrbios gra%:ssimos.amb#m há muitos esp:ritos que não adotam a forma de um fantasma. que as maltrata rudemente. Ká pessoas que ficam como loucas quando isso acontece. procurai bons amigos para que naquele dia tremendo eles roguem ao Criador por %9s$ fazei como faz o la%rador. onde o lou%es por todos os s#culos. nestas pala%ras. ou mesmo numa missa. estas pala%ras e consagrai-as no %osso cora7ão. que copiosamente te comunicou. alma cristã.quebranto # uma esp#cie de influ'ncia má cansada pelo mau olhado.. te curo em nome do Pai. -s sintomas do quebranto= . recorrei D esta ora7ão= . mas sim inspiradas do fundo do cora7ão> Cuando %os aparecer uma %isão. que não são obra do bico da pena. São influ'ncias que se irradiam como ondas el#tricas. catástrofe que poderia ser e%itada. como #s amparos dos santos. recebem maldi7@es.

M . M N São os seis c:rios bentos que iluminaram em torno D sepultura de 4osso Senhor Besus Cristo. A cruz pode ser trazida dentro de um saquinho de seda preta benzida. e a madeira de que #s formada. Sabe-se que o doente não tem cura. encon tram-se os apontamentos sobre a 1ida e ilagres de São Tartolomeu e ali se ensina como fazer a cruz desses santos e tamb#m a maneira correta de usá-las. dei"ase pingar tr's gotas sobre a cabe7a do doente. ao dar meia-noite. para que formem direito os bra7os de uma cruz. pronuncia-se &unto a cruz a seguinte ora7ão= . fazei com que os pecados deste pobre doente se&am perdoados. com a seguinte prática= Apanha-se um prato com água e nele dei"a-se cair uma gota de 9leo. Pai de Besus Cristo. A CRUZ DE SÃO BARTOLOMEU E SÃO CIPRIANO 4o grande . colocando-se em cada bra7o. S. Q. faz-se a seguinte ora7ão a São Bos#= . 2Fcifer> G. Se não for. rel:quia medie%al.As duas tábuas de oises onde 4osso Senhor p?s os seus sagrados p#s. arcos. * com isso o quebranto cessará. para que não tenham calma nem sossego para fazerem uma confissão em paz e assim redimirem seus pecados.rindade e toda a fam:lia da cristandade. sendo que um deles de%e ser mais comprido do que os outros. que ao menos se sal%e para a 1ida *terna.Amolecimento do corpo$ Sensa7ão de febre$ al-estar geral$ 3or de cabe7a. no mesmo dia. *m seguida cobrem-se os peda7os de cedro com alecrim. A pessoa que a trou"er de%e fazer o mais poss:%el por ocultá- . ficará inteira. *m seguida pede-se a pessoa que tem o quebranto que tome tr's goles de água contida no prato. AGONIAS Ká agonias lentas que maltratam os doentes mais do que a pr9pria doen7a.sol mais claro que a lua. Cue sua agonia se&a bre%e e seu descanso se&a eterno. findo os quais a mesma # retirada e. e que iluminaram a mim para me li%rar das astFcias de 2Fcifer. ou mesmo andar unida ao corpo. M N As tr's pessoas da Sant:ssima . Com o que ficou. para que este pobre infeliz possa fazer uma boa confissão e receba os Fltimos sacramentos. usa-se a seguinte ora7ão... M N . e &á que ele não pode se sal%ar para esta %ida. * tal%ez pela quantidade de pecados que carrega dentro dLalma tem uma agonia lenta e terr:%el. Arran&a-se um peda7o de pau de cedro e dele cortam-se tr's pequenos peda7os. Se o quebranto for forte.Agiol9gio. M N São os sete Sacramentos da *ucaristia. que tamb#m pode ser e%itado pela presen7a de um ob&eto %ermelho ou uma figa. porque sem eles ningu#m tem sal%a7ão. o deus dos infernos. enquanto se reza tr's %ezes a A%earia. !sso # pro%ocado por artes do dem?nio que atormenta os doentes. 3urante tr's dias a cruz de%e permanecer mergulhada em água benta. Para e%itar que se percam pela dor e pelo desespero. que me li%re das tenta7@es do esp:rito do mal e tragam sobre mim a gra7a de que gozam os bema%enturados. M N São os quatro e%angelistas= Boão. Para se curar o quebranto. uma pequena ma7ã de cipreste. P. M N São as cinco chagas de 4osso Senhor Besus Cristo. SALVAÇÃO DO PECADOR * quais são as principais %irtudes do c#u que podem sal%ar o pecador> São= H. Cue os esp:ritos que o atormentam se&am e"pulsos para o reino das tre%as. ateus e 2ucas. presa ao pesco7o por um cordão de seda preta. a gota de 9leo esparramará rDpidamente. 1ão sofrendo dia a dia e não conseguem morrer em paz. em cima e embai"o da parte mais comprida. R. que tanto sofreu para quebrar as suas for7as..Cruz de São Tartolomeu e São Cipriano. a %irtude da água em que esti%este. arruda. esposo de aria. aipo.São Bos#. O.

G. bei&ar tr's %ezes a cruz e dizer a ora7ão acima. 4em tudo posso %os re%elar. e ofereceo D meia-noite de uma lua no%a. para que se&a fácil le%á-lo no 0so. *la se entrega aos poucos$ # caprichosa. então. tudo depende do pensamento do seu portador= se for para o bem. V. fazendo um sinal da cruz com as mãos sobre o %idro. os mist#rios de *leusis. de%e na ocasião em que se deitar. Iuarda-se tudo isso em um %idro no%o. e"atamente como &á acaba mos de e"plicar. M N Sementes de mostarda. Se não sois pacientes &amais a dominareis. os gregos a desen%ol%eram. M N Pedra dLara. descobri os mist#rios da A2C0! !A.ignoratus tuunz %os assignaturum meo. em 9leo de sabugueiro. *la # ci'ncia e # mágica. o meu sangue está preso no seu interior..la a toda a gente$ e quando desconfiar que algu#m lhe lan7ou . parece muito com as mulheres e o mar. nos estudos pro fundos de Kermes . M N *sperma se for homem ou inc?modo se for mulher. M N )aspa das unhas dos p#s e das unhas das mãos. R. no seu interior$ H. *ste encanto tanto tem poder para o bem como para o mal. # que. que pela minha pr9pria mão foi pre parado. .. M N *sp:rito de sal amon:aco. guarda cuidadosamente o %idro e com ele poderá encantar quem bem dese&ar.rimegista. incessantemente. P. Ao le%antar de%e tamb#m bei&ar tr's %ezes a cruz e rezar em seguida um Pai-4osso e uma A%e.oda a pessoa que o cheirar há de ficar por mim encantado. %elará por sua pessoa. M N Funcho. M N Pedra mármore. . M N Semente de mal%as.aria. M N Semente de feto. Surgiu no *gito. a uma pessoa morta que muito estimou. *u sei que se pode fazer ouro. São Cipriano assim falou a seus disc:pulos= . por#m. .A Alquimia # a mais misteriosa das ci'ncias. o grande li%ro de Papus. *stes ingredientes não de%em ultrapassar a metade do %idro. numa se"ta-feira. -s caldeus a estudaram..amb#m. U. como se esti%esse benzendo-o= . sucede o bem$ se for para o mal. HH. tem dias. com artif:cio humano e diab9lico. PARA SE VIVER SEMPRE AELIZ Pega-se um sapo %i%o e. pois sabeis bem o que se&a quebrar um %oto.mau olhado. HP. Somente quando dominares os mist#rios da Xabala. M N )aspa de um osso de defunto$ se for da ca%eira melhor. M N Sangue do dedo mindinho. . os %ersos de ouro de Pitágoras.1idro sagrado. HQ. * para quem lhe der a cheirar. O. Coloque o seguinte. HO. ele se con%erterá em seu escra%o e o seguirá at# onde bem entenderes.resultado será que o esp:rito desse morto. M N 0ma raiz de cabelo da parte genital (da pessoa que está preparando o %idro5. S. cortase-lhe a cabe7a e os p#s e dei"am-se esses peda7os de molho. 3epois de tudo pronto. M N Sangue do dedo polegar (mão e p#5. que este&a sempre muito bem fechado. E S C O N J U R O S O VIDRO ENCANTADO Prepare um %idro de pequeno Ltamanho. %9s podereis iniciar nos segredos da Alquimia. Q. M N Alecrim. fui escra%o do ouro e pondo a trabalhar o meu grande poder oculto. AL<UIMIA D A ARTE DE AAZER OURO Certo dia. HW. muito %os posso indicar. sucede o mal. por espa7o de OH dias. *m seguida diga as pala%ras abai"o. logo de pois da lua cheia do m's de setembro. . meus filhos e irmãos.

M N 0ma procissão = fa7a uma ora7ão pelos mortos. HR. um no%o filho.WWW cru zeiros. Q. que de%em ter rebentado./. HG. CRENDICES SUPERSTIÇÕES A seguir damos uma pequena rela7ão da significa 7ão de ob&etos encontrados= H.A. enterre-o no seu quintal. at# que as fa%as. Ternardo .A. corte-as pelo p#. M N 0m ob&eto de toucador= felicidade com o se"o oposto. eles não t'm poder algum e para afugentá-los hasta fazer o sinal da cruz.*S 1!1-. para as sistir missa. HS. estes farão de tudo para que %oc' desista e recorra a outros processos. M N Caboclo quando se dirige D igre&a. S. e quando esti%erem nesse ponto. outra debai"o da cauda e outra em cada ou%ido. R. infidelidade do esposo ou da esposa. M N 0ma &9ia = se souber quem # o dono entre gue-a imediatamente. -s p9s necessários D prepara7ão do ouro são= A) I*4. prenFncio de felicidade na sua %ida con&ugal$ se for solteiro ou solteira prestes a encontrar o gran de amor da sua %ida. que os magos chamam ))*. que toda a %ez que for regar as fa%as.re%isano conseguiu.&untando os elementos . 3epois de tudo isto feito. caso contrário lhe trará desgra7a. aparecer muitos fantasmas com o fim de assustá-lo. A ra zão disto # pura e simples= como esta # uma mágica que não precisa nenhum encantamento e nem a in%oca7ão de nenhum dem?nio. ao soar da meia-noite. sempre che gará a tempo.*4. numa caldeira escura. com um pouco de água. PARA SE TORNAR INVISCVEL ate um gato preto. de%e-se cobri-lo de terra e %á regá-lo todas as noites. amea7a$ uma libra esterlina ou d9lar. mesmo de%em fazer os engra"ates e ambulantes para ganhar bastante dinheiro= pregar a moeda na cai"inha. aplicando com a de%ida propor7ão . fabricar ouro pela arte da A2C0! !A.. que em troca de sua in%isibilidade tem de lhes entregar a alma. . M N Anel de prata= abundYncia ef'mera$ alian7a. Cuando perceber que estás in%is:%el # porque a fa %a que acabas de p?r na boca. M N ão de an&inho dá sorte para quem %ende quitutes e frutas. ap9s muitos traba lhos e canseiras.)APA e *C-. M N 0m alfinete= %ista boa at# a %elhice. (sendo mulher5 cuidado. HW. desgra7a$ H. HO. O. < preciso conhecer os ingredientes simples. 3epois de cortadas. Se for casado. 4estes casos. U. P. procure não fitá-lo e nem pense no assunto. M N 0m gato preto morto = sorte $ %i%o = azar (principalmente se ele cruzar o seu caminho em diago nal5. as não se assuste se isso acontecer. G. M N 3inheiro= HW centa%os. M N 0m len7o= (se for homem5 prenFncio de a%entura amorosa. A. VM N 0m cão morto= felicidade. M N Para ficar rico. colo cando uma fa%a em cada -lho. por muito %aliosa que ela se&a. tem o poder de dei"á-lo in%is:%el e ela de%e estar sempre consigo e toda a %ez que quiser entrar num lugar sem ser percebido # s9 colocá-la na boca. para que se&a feliz. M N 0ma cobra = trai7ão. dai esmola com ela. (se for casado5. M N 0m sapato %elho= heran7a. HP. HQ. este&am maduras. M N Crian7a que chora no %entre materno terá sorte toda %ida e tal%ez %enha a ser profeta. a%izinhase um sedutor barato. o %endeiro de%e pregar uma moeda no fundo da ga%eta do balcão. HH.N Poderá ocorrer. *sta # uma forma de remediar o mal. M N 0ma carta= felicidade$ bilhete amoroso. M N 0ma flor= casamento D %ista. para não completar o seu intento.!1A * PASS!1A. %ai apanhando pedras pelo caminho e colocando-as nas forquilhas das ár%ores = assim. le%e-as para casa e colocai uma de cada %ez na boca. A+-0I0* e )*SCK.

M N )egressar de alguma %iagem nesse dia # de bom sinal. M N Turros que se p@em a zurrar estão anunciando chu%a. termina bem. O. M N Se a coru&a pousar sobre qualquer casa D meia-noite. M N Casamento efetuado no ano bom # de muito bons ausp:cios e. em todo o Ano Tom. doen7a na casa ou no %izinho. HW. nela morrerá algu#m em bre%e. S. M N 0m negociante de%e entrar em sua lo&a com o p# direito. HP. S. M N . ou realizado com unia pessoa pobre. para que os seus neg9cios corram bem. M N Cuem se confessa nesse dia. HW. P. que se acham no mesmo cemit#rio. M N Camisa no a%esso e%ita feiti7o. porque . sem obser%ar atentamente o tipo de ferradura que #. M N Bogar sal no fogo abre%ia a presen7a de uma %isita indese&á%el.antas felicita7@es que se recebem nesse dia.tudo que come7a bem. uma pequena ferradura dependurada. CUIDADO COM AS AERRADURAS D ELAS LBE PODERÃO TRAZER DESGRAÇAS uitas pessoas t'm o hábito de trazer por trás das portas da sua casa. QM N 3ei"ar a %assoura de cabo para o chão e%ita feiti7o. pe gue el e ao colo. HO. de%e obser%ar o seguinte. M N A meia-noite do dia PH de dezembro.o de &aneiro. M N Se qualquer gato miar consecuti%amente. mas tudo que come7a mal. RM N 0ma figa dependurada no pesco7o. G. M N 4o primeiro neg9cio ou contrato que fizer.uma ferradura qualquer. V. do contrário poderá lhe suceder uma desgra7a. os batizados e trás festas. M N 3e%e e%itar toda e qualquer questão nesse dia. R. somente com idade maior que a sua. P. sim. H. HH. nem que tenha con%ic7ão de ganho. M N Ao se le%antar. e &ulgam que qualquer uma faz o mesmo efeito. cu&a maior parte morre sem %er o no%o dia. VM N Pombos que fogem do pombal= sinal de que uma desgra7a logo atingirá a casa. U. . U. M N Se sair D rua de%e se dar o mesmo. M N *ssa mesma hora # de muito perigo para os grandes pecadores. G. M N 4ão &oguem nesse dia. tem indulg'ncia plena. termina mal. e%ita que más influ'ncias caiam sobre a gente. M N Procure não sofrer nenhum ferimento nesse dia. de%e e%itar que se&a fiado. 3izem que dão sorte e a maioria dependura . MAU AGOURO H. de%e fazer o poss:%el para encontrar primeiramente uma pessoa do mesmo se"o e idade diferente. O.HU. M N Cachorro que urina na porta da casa = sinal de %entura para a fam:lia que a: mora. M N 0ma fita %ermelha e%ita quebranto.udo o que aqui foi dito de%e ser le%ado as Fltimas conseqA'ncias. e tantos inimigos sinceros e dedicados se podem contar. sem saber que tem que ser uma . para o l. os cadá%eres dos &ustos saem da sepultura para passearem pelo campo santo de bra7o dado com as pessoas mortas. M N Se um cão ui%ar # desgra7a certa.. Q. bem assim. PARA <UE O ANO LBE SEJA AAVOREVEL Para que tenha bom '"ito durante todo o ano.

no leite que for bebido. pois esta%a con%encido que entre eles se encontra%a o menino Besus. pregue-a atrás da porta da cozinha$ -se ti%er sete furos. *is porque quando encontrarem uma ferradura pe quena. em brasa. P. H. como a 1irgem esti%esse na impossibilidade de empreender ama tão longa e escabrosa %iagem. foi procurar uma mula e aria e o enino mon taram nela. Bos# obedeceu D ordem do an&o.2e%anta-te. com o menino e sua mãe para o *gito. do Filho e do *sp:rito Santo$ depois de tudo isto le%ai-o &unto do mar e passai-o pelas sete ondas do mar$ e enquanto estais fazendo sempre cruzes com a mão direita sobre as ondas e o aze%inho. as. M N *ncontrando uma ferradura na rua. as eis que o an&o do Senhor apareceu em sonho a Bos# e lhe disse= . ela apenas ser%irá como adorno e não a&udará o seu proprietário em nada. M N 0ma ferradura presa atrás da &anela e%ita a entrada de ladr@es. Bos#. e fica ali at# que eu te a%ise. M N Achar uma ferradura pequena # sinal de sorte para o resto da %ida. espantando-se der rubou-os. procurou um &umento e ordenou que aria Sant:ssima e o enino Besus montassem no mesmo. que se encontrassem em Tel#m e nos seus arredores. e depois que o ti%erdes cortado. %irá-la do lado oposto e depois ergu'-la. Q. O. N Se a ferradura encontrada foi de um ca%alo. toma o menino e sua mãe e foge para o *gito. quando sofrer de algum desses dois males.pequena ferradura de asno. por#m a mula. Por isso que a ferradura passou a ser uma esp#cie de talismã da sorte. com prontidão. (noite de São Boão5. para que o leitor se ilustre e fique sabendo o %erdadeiro significado da ferradura relataremos uma pequena hist9ria. mas como puderam %er não # uma ferradura qualquer.. pregue-a atrás da porta do quarto$ -se ti%er mais de sete furos. seu esposo. porque Kerodes anda em busca do menino para mandar matar. e guardá-la. trará desgra7a e infelicidade. cortai o aze%inho com faca de a7o. pois elas são aben7oadas. VIRTUDE DO AZEVINBO A meia-noite. Para completar darei um pequeno glossário sobre as supersti7@es que giram em torno da ferradura. aflit:ssimo. Bos#. de%erá. e que este&a %irada para %oc'. pregue-a atrás da porta do seu estabelecimento$ R. de%e ser uma pequena ferradura que tenha pertencido a um &umento. pois # sinal de sorte para quem a acha= -se ti%er cinco furos pregue-a atrás da porta da rua$ -se ti%er seis furos. . par tindo mesmo de noite. M N 0ma ferradura # tamb#m rem#dio para en"a quecas e c9licas$ para isso de%e colocá-la. não apanhe. as. primeiramente. de%e pegá-la. aben7oai-o em nome do Pai. Cuando o bárbaro rei Kerodes mandou degolar todos os meninos de at# O anos. do dia OP para o OQ de &unho. encetando assim a &ornada. porque derrubou 4ossa Senhora e o menino Besus. Chegaram at# o *gito e Bos# aben7oou aquele pequeno animal. M N Se encontrar uma ferradura pequena de%e ergu'-la. *m certo lugar. caso contrário.

A pessoa retira-se de perto da bacia onde está a água. !! N Cuem trou"er consigo o aze%inho e tocar com ele uma pessoa com a f# %i%a de que o há de seguir imediatamente. o cuidado de não se dei"ar cegar pela ambi7ão. PARA SER AELIZ NO JOGO anda-se fazer uma figa de aze%iche.3eus te sal%e aze%inho. tendo por#m. recomendando especialmente que a fa7a com uma faca no%a e de a7o fino. PARA SE ENRI<UECER Para %oltar D terra natal. quando a lua esti%er em quarto crescente. 2e%a-se logo em seguida a figa ao mar. ou se&a. muito bai"inho. . Zgua azul de no%e ondas. para que apare7as aqui. Cualquer pessoa que possuir o aze%inho e o tenha pendurado na lo&a. e se oferece a Santa 2uzia uma %ela de quarta. de%e todos os dias de manhã.. quando chegar D lo&a. suspensa por uma fita de Santa 2uzia e passa-se com ela tr's %ezes. )ogo. A pessoa que quiser conhecer sua sorte. PARA VER PESSOAS AUSENTES 3e%e-se tomar um pouco de água de mar.*u te con&uro (aqui pronuncia-se o nome da pessoa5. criado por 3eus. ou no Fltimo e"tremo. Pela manhã. que te fa7a %is:%el nesta água. Pronuncia-se no%e %ezes o nome da pessoa que se dese&a %er e mais as seguintes pala%ras= . sete %ezes ou %inte e uma %ezes pelas espumas das ondas. pelo poder dos no%e g'nios que sem cessar na%egam nas águas do oceano. quando &ogar.&ogador de%erá traz'-la ao pesco7o. !!! N . %oltando cinco minutos bem contados. 3esta forma a dita lo&a será muito afortunada. isto #. de corpo e alma. . nesta bacia. de OP para OQ de &unho. conforme passamos enumerar= ! N Cuem trou"er na sua companhia o aze%inho. Faz-se isto D meianoite. durante a fria noite de São Boão. s9 se a&untara D mulher no fim de seis meses ou de tr's em tr's meses. a fim de tirar desta receita um resultado satisfat9rio. nem tampouco arrastar pela cobi7a.. em nome de Adoanes. rico e feliz.. O OVO CLARIVIDENTE *sta prática de%e ser feita na noite de São Boão. a dita pessoa segue para toda D parte a pessoa que o tocou. e %erá quem dese&a.aze%inho tem %irtude para tudo que o possuidor dese&ar. somente com a diferen7a de que o indi%:duo de%e conser%ar-se casto o má"imo tempo que puder. *nquanto assim está se procedendo reza-se tr's %ezes o Credo. se a sua saFde não permitir que de%e le%ar mais longe o sacrif:cio.em sido por este sistema que muitos negociantes portugueses se t'm enriquecido. com duas %elas de sebo acesas. tem fortuna em todos os neg9cios que fizer e em tudo que diz respeito D felicidade do homem. a sorte estará claramente descrita no interior do . se for pessoa estabelecida. de%erá. de%e-se mandar fazer uma figa de aze%iche e"atamente como foi indicado na receita anterior. dei"ar um -%o de galinha dentro de um copo dLágua. quase impercept:%el. Coloca-se a água em uma bacia e chama-se a pessoa que se pretende %er.aze%inho poderá trazer muitos benef:cios para quem o le%ar sempre consigo. quando a pessoa que o colocou for %'-lo. que de%erá apanhar todo o sereno da noite. *ste segredo tem sido e"perimentado por milhares de pessoas e sempre se sa:ram %itoriosas. proferir as seguintes pala%ras= .

tendo Abraão falecido HGHQ anos depois de atusal#m. mas s9 no que for pro%ado $ pois. Abel esta%a com HPH anos. com SPS anos$ Abraão. o precursor da funda7ão de )oma. nem pela guerra etc.. a %ida era de V a U s#culos$ na segunda. no ano da desgra7a OOGU= faltando.copo. foi quase uma eternidade. 4ela %i%eram os grandes patriarcas da antigAidade= 4o#. atusal#m etc. no ano HUP antes de Cristo.quidans . super-citados ti%eram o desfatio de predizer. quase automática de um s#culo por GHO anos> ais adiante retomaremos estas considera7@es..WWW anos> Ap9s o tempo que %i%eu o primeiro homem e seus contemporYneos. como ti%eram muitos o capricho de imaginar o modo como o mundo se findará. a humanidade desaparecerá da face da terra.. com RGW anos$ Xa-ho. <uar&a Aa(e OS MACRIBIOS *sta %ai at# ao ano de HVSW. como disse Sch[eber. nos G primeiros s#culos da nossa <ra. nem pelo frio. Cue mudan7a se operou no organismo da !dade Kumana> 4a primeira fase. as estes são casos tão esporádicos. contudo apresentamos este algarismos= *n#as. *noch VPP. mas cu&as idades se ignoram.odos os personagens da primeira fase %i%eram de QSHP a PQQQ antes de 4osso Senhor Besus Cristo. que # digno de registro pela pr9pria imprensa. na idade de UPH anos. a longe%idade se reduziu a PWW anos. mor reu com QGW anos. e"emplos de certos homens que %i%eram. Adão VRR. portanto. como o profetizou o dr. o fundador do imp#rio chin's e da cidade de Pe\in. data da morte de atusal#m. atusal#m alcan7ou VGV anos. o mundo %ai %i%endo menos. 3eus. HOW e mesmo HPW anos$ há sim. sem nada pro%arem aos olhos do pFblico. 4esta segunda fase podem %erificar que a %ida do homem encurtou. pouco freqAente # encontrar indi%:duos que cheguem a VU ou que toquem os HWW anos. no ano de HUVV.. que %i%eu SRU anos$ 4emrod. de atusal#m a Abraão. quando foi assassinado pelo seu irmão Caim. 4a fase de que tratamos agora. Cipriano> Segundo esse mártir. Abra a T:blia Sagrada e %erás que no come7o do mundo. que %i%eu GSR anos e !saac e Bacob que %i%eram menos anos que os pre cedentes. OVU anos. fase atual da humanidade. de gera7ão em gera7ão. como uma mãe dar D luz a qu:ntuplos. o fun dador da Tabil?nia. *noch. morreu UOW anos antes da <ra Cristã. se ela anuncia com estardalha7o que algu#m morreu aos HHW anos # porque isso significa uma coisa tão rara. Ter"e-ra Aa(e ENEAS *sta fase se estende por HURW anos. Assim # que se acabará no mundo o g'nero humano. Pouco de notá%el temos nela a apresentar. de que. Caim foi morto por *noch. HVSW. Se$u*'a Aa(e NOE A segunda fase %ai dos anos PQQ a HUPW anos antes de Besus Cristo. O AIM DO MUNDO FFGH D O ANO DA DESGRAÇA . 4ão será pois um cataclismo c9smico que pereceremos. no dia PW de maio do ano OOGU. a %ida tem bai"ado sensi%elmente$ ho&e. PWW anos. no qual a %ida se e"tinguiu. C!P)!A4Ai está a lFgubre profecia do celebrado S. S. 4ão será tamb#m por inunda7ão do mar no interior dos continentes. at# se reduzir ao nada. e morreram entre OSW a HSW anos> 3o s#culo ]1! para cá. como n9s o pro%aremos. desde a mais %elha antigAidade. e at# a pr9pria imprensa o registra. at# a boa %inda de 4osso Senhor Besus Cristo. e o moti%o disso será a decad'ncia orgYnica que mina os seres. Sem aprofundados cálculos. Ká quem diga que fulana morreu com HHW. o Criador de todas as coisas. de S a U s#culos$ na terceira fase de R a Q s#culos. . os .< preciso não acreditar em fábulas. . por nos falhar a hist9ria. criou Adão imorredouro. e at# o s#culo ]1! aparecem freqAentes e"emplos (não na hist9ria mas em documentos testamentários. nos cap:tulos que se seguem = Pr-4e-ra Aa(e MATUSAL=M Certo # mais do que pro%ado e compro%ado. Falb. podemos %erificar que a %ida humana %ai decrescendo D medida que os s#culos a%an7am e %ai decrescendo &ustamente em uma propor 7ão. que se acham arqui%ados na biblioteca do useu do 2ou%re em Paris5.homem irá em decad'ncia. Caim. 4em pela fome. antes dos HWW.

1amos %er este problema. está dizimando a humanidade. não passa de uma burla ou um engano. ocasionando muitas confus@es para não dizer fraude nas pr9prias not:cias que atestam longe%idade de muitas pessoas. aior o desen%ol%imento. a maioria dos casos de pessoas que atingem um s#culo na nossa <ra. prolongando-se por PQG anos. 1amos come7ar da data da morte de atusal#m o nosso s#culo= TABELA DE LONGEVIDADE . sábios etc. O ANO DA CATESTROAE .. pelo lado da precocidade. chega somente os bo7ais e ignorantes. -s terrenos f#rteis ap9s alguns anos de nutrir planta7@es de forte %ida acabam por esterilizar-se.. a ci'ncia # positi%a. foi-se fazer em apenas H da <ra Cristã> S9 no come7o deste s#culo Stephenson e Ten&amin Fran\lin chegaram aos UW anos.cada %ez %i%er mais e mais.. saber por que modo chegou São Cipriano a profetizar o fim do mundo.que se pode esperar de . . < demais> A popula7ão. que at# chegou a iludir a matemática. porque lhes falta a sei%a e o tronco ficou oco. A mulher precoce em regras. e quando for prodigiosamente inteligente s9 alcan7a os PW anos$ isto # o que estamos %endo constantemente com homens de letras. %i%e menos. Como disse. que lhe emocionem. criou 3eus o mundo. então recorrem a toda a sorte de estupefacientes. < pois pelo grande desen%ol%imento que está a humanidade condenada a morrer prematuramente = e quando o mais %elho dos homens s9 ti%er HW anos de %ida. não se satisfaz com o que está feito. agora. S. enfim. cedo se esteriliza. * esse .homens de HW anosJ. segundo o per:odo Buliano. quer no%as in%en7@es do talento. C!P)!A4*is a %erdade . menor # a %ida.homem %i%ia Anos de 1ida Ano Antes de Cristo 6 6 6 6 6 PQQQ VGV OUPO 6 6 6 6 USW 6 OOHV 6 6 6 6 SSW 6 HGWS 6 6 6 6 GSW 6 VVQ 6 6 6 6 RSW 6 PUH 6 6 6 6 QSW 6 OPO3epois 6 6 6 PSW 6 UQQ 6 6 6 6 OSW 6 HQRS 6 6 6 6 HSW 6 OWGV 6 6 6 6 SW 6 OOGU HW 6 6 6 6 6 PRECOCIDADE D A MORTE .que não se fez em GR s#culos.a %ida da humanidade %ai decrescendo. na razão de um s#culo em cada seiscentos e doze anos. e diminui considera%elmente a e"ist'ncia do homem.mundo se desen%ol%eu mui rDpidamente neste s#culo da imagem e do mo%imento. <u-*&a Aa(e O ANO DE FFGH *is-nos chegado D Fltima fase da longe%idade da esp#cie humana$ a fase terr:%el que %ai do ano de HVWS ao de OOGU. eis o auge da precocidade. 0m menino muito inteligente raramente chega aos RW anos. que o le%a ao tFmulo. parece. isso está se rareando. que o mundo # habitado. 0m menino que cresce muito rapidamente #. . Por toda a primeira fase da !dade Kumana se a%izinhou do milenário. 1amos.que # certo e %erdadeiro # que uma pessoa de pouca cultura (quando não analfabeta5 nem sabe direito a sua idade. *ntão %i%ia o homem perpetuamente$ sua idade não tinha limites. com tanta precisão e clareza. mesmo acontece com as plantas que crescem com mais rapidez que a natural= em bre%e secam. ner%osa. ci'ncias. Ká tamb#m um s#rio problema do passado= muitas pessoas eram registradas com datas erradas. Fazendo este cálculo %emos= 4o ano QSHP antes de Besus Cristo. aos OW ou PW anos atacado de um mal do cora7ão ou outra doen7a card:aca. e muitos sábios mais contemporYneos como *insten não chegaram. Cue %i%am os de menor idade at# a de R anos e da: . * a decrepitude. Cuanto mais inteligente.

3ois corpos. as. como São Cipriano predisse.erra gira. não> *le predisse que nesse ano não s9 o homem. como se fossem água. em iguais condi7@es para os dois astros. um grande calor. nascido na Anti9quia. nem mesmo o homem com toda a sua intelig'ncia e capacidade in%enti%a. a ponto de se encontrarem os referidos corpos em completa massa gazeiforme. 4este per:odo de%emos lembrar-nos do problema de f:sica seguinte= . mas uma forma de gazes. notaremos que esse ponto está quente. na Fen:cia (não de%e-se fazer confusão com o c#lebre Cipriano. um tiro com uma arma de fogo. de%ido D pressão do ar. as. Cuando a Tru"a morreu. # sabido.erra ao que foi há HWW WWW anos. * assim se completa o ciclo de todas as coisas= %oltando ao seu estado inicial. mas tamb#m o nosso globo e todo o sistema planetário acabarão. as. Por isso. material que seria de grande utilidade para Cipriano. &á ambos os astros sentirão esse efeito. continuam as pedras e os metais a se dilu:rem. Para poder estar mais ligado aos dem?nios estudou magia e chegou a associar-se D %elha Tru"a <%ora.erra %olta ao seu estado primiti%o. A . nem chocam. caminhando na dire7ão da constela7ão de K#rcules. pelo calor intens:ssimo. -s pais de Cipriano eram idolatras e percebendo nele poderes que o diferencia%am dos outros homens. 4o quinto &á tudo está aprestado para o choque.pr9prio dem?nio. da constela7ão de K#rcules. poderá e%itar. o homem te%e o pressentimento das for7as ocultas que o cercam. o mais %elho indi%:duo terá HW anos. * sempre tentou usá-las. em suas massas. 2ogo no primeiro m's. o nosso planeta de%e encontrar-se com a estrela . tão acertadamente. isto #. mas o que muitos desconhecem # que o Sol tamb#m se mo%e. &á com bastante idade. dei"ou-lhe todos os seus segredos e descobertas. Por qu'J Porque a bala era possu:da de certa %elocidade.. que correm com muito grande %elocidade. cuidadosamente compilados em seus manuscritos.Se desfecharmos. seis meses antes do choque. . as pedras se desagregam em pequenas part:culas. e foi comprimir contra o citado ponto uma certa e determinada quantidade de ar. que se p?s em combustão. arquiteto audaz e ousado. o caso # que a estrela . poderia dar-se que não sendo mais poss:%el a propaga 7ão da esp#cie. as de que modo> *is o que o sábio escre%eu em seus manuscritos. compostas de água e terra. mas somente hão de se chocar massas gazeiformes e não outras quaisquer8. 4o segundo m's a água dos oceanos &á estará e%aporada. bispo de Cartago5.. *sta # a 2ei. os animais e as plantas dei"am de e"istir. 4o quarto..4o mesmo ano. que se fundirão em uma s9 massa gazosa. dominando-as completamente. Cipriano foi um poderoso mago e feiticeiro. * contra ela.erra. %i%essem os homens no%os alguns anos ainda. %oltará a . < ponto importante de f:sica o seguinte . Antes. passa%a os dias e as noites debru7ado sobre os manuscritos estudando alquimia e todos as suas no%as . ao mesmo tempo em que se entrega%a a uma %ida impura e escandalosa. Assim. ningu#m. !mediatamente Cipriano foi se tornando o mais famoso feiticeiro. pelo grande deslocamento de ar (o"igenado5 que pro%ocam.. sobre si mesmo. %oltará ao estado gazeiforme de que partiu. a . 4o terceiro m's. e no se"to este se realizará. e cada %ez mais á%ido por conhecimentos. &á foi por %árias %ezes sub&ugado e colocado ao ser%i7o dos homens. a respeito= . entram em combustão. depois tudo entra em combustão. . conhecida como a mais poderosa cartomante e interpretadora de sonhos. # o que São Cipriano predisse. que no ano OOGU. Com trinta anos. S. foi para a Tabil?nia onde de%eria aprender a astrologia e os mais profundos mist#rios dos caldeus. São Cipriano fi"ou a data do ine%itá%el encontro. C!P)!A4*ste curto per:odo # o ei"o em que giram todas as conclus@es que %amos tirar.odos sabem que a . da constela7ão de K#rcules regula pelo tamanho e peso a esfera terrestre.para menos. e a seguir tocarmos o ponto em que a bala bateu. ao encontrarem-se. -ra. Cabe-nos a tarefa de e"plicar como # que dois astros não se encontram. destinaram-no para ser%ir as falsas di%indades que e"igiam sacrif:cios e Cipriano foi iniciado nos profanos conhecimentos e mist#rios daquele tempo. o g'nero humano. as # preciso muito cuidado e cautela para que essas for7as não se %oltem contra quem as in%oca.homem %olta ao p9. com tal %elocidade se mo%e no espa7o. . sem causar dano ao astro com quem choca. -ra. cairia nele como cai um aer9lito na superf:cie terrestre. Se no espa7o fosse destinada a chocar com um astro muito maior que ela. V P A R T E <UEM AOI SÃO CIPRIANO 3esde o princ:pio do mundo.

Sua humildade chegou a tal ponto de pleitear para si o ser%i7o de %arredor da igre&a.tina e este 3eus deu-lhe a suprema %it9ria. Se a cruz. Bus-tina era dotada de qualidades e"cepcionais e não podia aceitar aquele modo de %ida e certa %ez. solicitando-lhe que empregasse todos os seus conhecimentos para dar-lhe Bustina. Bustina %endo aquele mara%ilhoso milagre operar-se diante dos seus olhos. entregando-se a ora7@es e ao retiro. Bustina passou a consagrar sua %irgindade e %irtudes. no futuro emancipar muitas dF%idas e elucidar certos mist#rios. adorado por Bustina e *uz#bio. *uz#bio era cristão e não cansa%a de censurá-lo sobre a sua má %ida. 4este transe terr:%el. paredes etc. Por isso não chega%a nem se apro"imar da &o%em e a cruz obriga%a-o afastar-se. Aglaide. *le residia com o presb:tero *uz#bio. e ele. fazer o sinal da cruz e pedir a assist'ncia da Sant:ssima 1irgem aria. educada pelos pais ao paganismo e suas supersti7@es. A fim de redimir dos seus pecados. Cipriano tamb#m conseguiu con%erter Aglaide.dem?nio era mais urna %ez derrotado e derrotado por um dos seus mais fer%orosos adeptos. e fazia todos os esfor7os para arrancá-lo daquele abismo. nada podeis fazer contra uma simples donzela. Falai-me= de onde pro%#m as armas daquela &o%em %irgem que inutiliza todos os meus esfor7osJ8. lhe concedeu a gra7a de obrar mila gres. diácono de Anti9quia. Cipriano apressou-se em distribuir os seus bens aos necessitados e seus manuscritos.odo Poderoso não desampara seus filhos. mas saiu-se completamente %itorioso. imediatamente renunciou ao paganismo.5 isso para não correr o risco de esquec'-los e tamb#m para que se tornasse mais fácil qualquer consulta. ela o repudiou. uito embora Cipriano reconhecia que os mes mos não tinham nenhum %alor contra o 3eus . prostrado e rogando a todos os fi#is que implorassem a 3eus a absol%i7ão de todos os seus pecados. uma bela e rica donzela de nome Bustina. 6Se assim # N replicou Cipriano. que se digna ostentar tesouros da sua dem'ncia sobre as almas humildes sobre os grandes pecadores %erdadeiramente con%ertidos. con%ertendo-se ao catolicismo. . -s mais terr:%eis e abominá%eis sacrif:cios foram oferecidos aos dem?nios e estes logo prometeram satisfazer os caprichos do &o%em enamorado e passaram a perseguir Bustina com terr:%eis %is@es fantasmag9ricas. chegando mesmo a con%erter seus pr9prios pais. ele reconhecia que aqueles documentos poderiam. a %ida de Cipriano mudou por com pleto. que embora tendo os consentimentos dos pais para namorá-lo. seu cora7ão &á esta%a habitado pelo 3eus de Bus. o apai"onado de Bustina e ambos foram batizados pelo bispo.. cadeiras. 3eocleciano e"pediu ordem para o &uiz *utholmo. em que morreu o 3eus dos cristãos. %ende Praialo. tem o poder de fazer-te fugir. não de%ia &amais dei"ar de in%ocar o nome de Besus. * assim falou Cipriano ao dem?nio= . a quem %ene rou sempre como seu pai espiritual. Cipriano te%e seu corpo tomado dos mais terr:%eis dem?nios. Por#m ela não se intimidou N esta%a por demais fortalecida em 3eus para sucumbir e sobretudo com seu fer%or a Sant:ssima 1irgem aria (a quem ela chama%a sua mãe amant:ssima5. não titubeou em cortar os cabelos em sinal do sacrif:cio que fazia a 3eus da sua %irgindade e repartiu com os pobres todos os seus bens. Bá con%ertido. conseguiu sair-se sempre %itoriosa. * o dem?nio e"plicou que a arma de Bustina era uma cruz da qual não se separa%a. Seu trabalho foi se agigantando de uma maneira tal que Cipriano não podia passar desapercebido dos imperadores que %iam seus fi#is adorando outro deus. a respeito das mara%ilhas operadas por Cipriano e da santidade da %irgem Bustina. as quis a infinita miseric9rdia 3i%ina que %i%esse em Anti9quia. !sto. 3a: por diante. bem como os apontamentos da Tru"a <%ora. ele os guardou no fundo de uma grande arca. .descobertas eram anotadas nos mais diferentes lugares (mesas. trancando-a com poderoso cadeado. 3a: em diante. no interior da igre&a. Cipriano passa%a horas a fio. Cipriano. pregar. aliado D sua natural eloqA'ncia. passou a dedicar-se ao estudo da medicina e religião.odo Po deroso. contribuiu para que o nFmero de fi#is aumentassem de uma maneira impressionante e &amais %ista. N seria eu um louco em não estar ser%indo a um Senhor mais poderoso que tu8. afinal ha%ia encontrado uma frágil e &o%em criatura que o ha%ia derrotado. * o 3i%ino Senhor.u que tanto te &actas do teu poder e de obrar prodigiosas mara%ilhas. esperando da bondade do 3eus de Bustina para me redimir de todo o meu mal e ter-me como seu humilde ser%oLL. um &o%em que %endo-a tomou-se imediatamente de amores pela donzela. e pelos sentimentos humanitários. Cipriano ficou indignado. a fim de obrigar os cristãos renunciarem o e%angelho e renegarem a 4osso Senhor Besus Cristo. e seu Gdio chegou a tal ponto que uniu-se aos bárbaros perseguidores. !mediatamente. 3eocleciano foi informado em 4icodemia. as Cipriano ridiculariza%a-o bem como os %irtuosos professores da lei cristã. Cipriano tinha um companheiro chamado *uz#bio. Cipriano foi muito a&udado pelo seu amigo *uz#bio. que sempre o encora&a%a dizendo que 3eus . conhecera-o nos bancos escolares. come7ou a pro teger os pobres e praticando curas milagrosas. como%ida com a miseric9rdia de 3eus. não quero mais estar a ser%i7o de ti e renuncio inteiramente os teus sortil#gios. Aglaide procurou Cipriano.

:mpio.... 1endo que tal supl:cio não abala%a a f# daqueles religiosos./a*'!J!.... GP 1 ! P A ) . porque muito embora tenhamos e%olu:do num mundo material......... a fer %er.... D u4 '-a re(0!*'ere4!( 0!r &!'!( !( *!((!( a&!(. &!'!( !( '-a(9 a! (e ...... e..... E *!r&e-e (ua -'a 0!r u4 K*-"! 4a*'a4e*&!7 D NÃO AAZENDO NENBUM MAL AOS OUTROS.. mas tal foi a con%ic7ão e a firmeza da f# que confessaram em Besus Cristo. 4a( u4a "!-(a 2 -*e -&1 e....... e.....&r-!......... * Crendices .... atente bem e procure usar o que aqui for aprender somente para o bem.. pelo contrário..... a4-$! ..... * -ra7@es e )ezas .. que tanto pode ser%ir para o bem domo o mal..... * *scon&uras ...e-&!r... enquanto Athanasio te%e morte horr:%el.... ao guardar no fundo da arca...... seus rostos eram iluminados por um sorriso de prazer e satisfa7ão....... e le%ados para a Tiblioteca do 1aticano em )oma.... a e............e +!.......................... !43!C* Ad%ert'ncia..e e ! (eu 0e*(a4e*&! a Deu( e a$ra'e5a 0!r &er ... .. Portanto......... at# que..-'a'e (a)erJ(e 'e &u'! qua*&! /a?a 'e 4au *! 4u*'!......... Deu( "r-!u ! /!4e4 "!4 ! ................ ....$ar4!( e(&a !)ra. * Cuem foi São Cipriano ...go%ernador da Fen:cia..... onde esti%eram ocultos em casa de uma pia senhora. banha e cera./e 'a'! ! Seu 0r>0r-! A-. * Cuiromancia ...... 1J. estes sa:ram ilesos...feiticeiro Athanasio (que durante certo tempo foi disc:pulo de Cipriano.......u.* .Fim do undo . 2 0re+er... uitas foram as suas tradu7@es e elas tem ser%ido como base de muitos li%ros e estudos sobre o ocultismo. PS= !1 PA). no tempo de Constantino o magno... Ambos foram conduzidos D presen7a do &uiz...... ..'a'e 'e e("!..e-&!r &e4 (ua( 'K -'a( qua*&! 3 Ver'a'e............ seus corpos foram recolhidos pelos cristãos que os transportaram a )oma... ao soberano. ..po%o este%e a ponto de se le%antar a fa%or dos mártires.... que a! '. .... &ulgou que aquilo trata%a-se de um no%o sortil#gio do seu antigo mestre e querendo ganhar fama e reputa7ão perante o po%o e os soberanos.. Ainda assim não conseguiram arrancar um s9 gemido dos mártires.......... *6! (e "!*+u*'a 4a-(.... aqui %ai no%amente a ad%ert'ncia que fizemos no in:cio deste preYmbulo= < preciso muito cuidado para que essas for7as não se %oltem contra quem as in%oca.. as...... o &uiz achou con%eniente mandá-los a 3eocleciano que esta%a em 4icodemia.heotisfo para falar em segredo com Cipriano.......... 0!r&a*&!../! 0ara (a......... SH 1 ! ! P A ) . A e"ecu7ão deu-se no dia OG de setembro.. * .. Pu).. que e. E (e ! a4-$! .... !sto bastou-lhe para que tamb#m fosse condenado D morte nas mesmas circunstYncias. por escrito.... que prendessem ambos sem mais demora.. 2 "!* er(a .......... ao mesmo tempo que informa%a...!. ............... in%ocou os dem?nios com suas falsas teorias e atirou-se no interior da caldeira onde se acha%am Cipriano e Bustina.....e( &e*/a4 (-'! )!*(...reJ ar).are5a..... tudo quanto ha%ia ocorrido.e a*&ar e a! 'e-&ar... S ! ! P A ) ..... "!* er(a e "!* er(a... mandou que eles fossem &ogados numa caldeira cheia de breu...-"a(...... o bárbaro... que condenou Bustina a ser a7oitada em pra7a pFblica e que Cipriano ti%esse suas carnes despeda7adas por um pente de ferro... os manuscritos de São Cipriano e os apontamentos da Tru"a <%ora. uito tempo depois...e a*'! (e40re ! 0e*(a4e*&! a Deu( e &a4)24 0ara 'e( -ar '! 4au "a4-*/!.. PH ! ! ! P A ) .. Por#m...... -s documentos estão redigidos em l:ngua hebraica....... 3urante a noite............/er ! BOM !u ! MAU "a4-*/!. e %endo o risco que corria....e-&!re( 0ra&-que4 (ua( re"e-&a( '-a)>. *6! ! +a%e4!( "!4 a -*&e*56! 'e que !( ...... A carta foi lida e sem mais nenhum &ulgamento ou considera7ão 3eocleciano condenou Cipriano e Bustina D morte por degolamento......... e...'a'a a +a"u.. foram transladados para a Tas:lica de São Boão de 2atrão......... AINALIZANDO = *e"e((1r-! que (e e(". amigo leitor...... E ! re(&!..............-"a4!Ja( 0!rque e*&e*'e4!( (er 'e u&-. quando apareceu um cristão de nome ... -foram encontrados na sua %elha arca... * at# percebia-se que o fogo sob a caldeira não tinha o m:nimo calor.. e 0ara que 0!((a (e re($uar'ar 'e((e 4a..R ! P A ) .. QS 1 P A ) ................ desconhecemos os poderes ocultos e cremos n9s que o futuro pre%isto por São Cipriano....... "a(! e(&e?a &r-. seus manuscritos e os da Tru"a <%ora.....

....Cartomancia ..................UP ...................................