Você está na página 1de 3

Área de Integração 10º Ano

1.1 A construção do conhecimento ou o fogo de Prometeu


(Ficha 04: Constituição do humano).

Texto 1: Constituição elementar do humano Texto 4: A vontade


Os seres humanos são indesmentivelmente A vontade é em nós o centro de todas as
constituídos pelo corpo, a lucidez e a vontade. (1)________. Não é sempre inteiramente claro ou
(2)________ de confusão aquilo que queremos. A cada
Texto 2: O corpo momento podemos querer (3)________ a uns fins em
O corpo é um saco animado feito de pele, cheio prejuízo dos outros. Mas então como decidir quais são os
de ossos, músculos e órgãos (1)___________. O humano (4)________? Essa é a grande (5)________ da vontade, a
tem um corpo dotado de vida, movimento e de escolher de cada vez o que julgo serem os melhores fins
(2)___________. A sua manutenção em vida, a sua para mim. Mas para chegar a uma dada finalidade não é
mobilidade e a sua força depende do alimento, da bebida, certo que exista apenas um só (6)________. Mas então
da respiração, do abrigo e do (3)___________. A vida como decidir quais são os melhores meios para chegar a
humana é (4)___________ e extingue-se facilmente. Basta um determinado (7)________? Também essa é a grande
um vírus para (5)___________ uma aldeia inteira ou tarefa da vontade, a de (8)________ os melhores meios
devastar até mesmo um continente. Os humanos não para chegar aos fins já antes escolhidos. A nossa vontade é
precisam de (6)___________, nem de saber nada para assim como que uma (9)________ natural de escolher fins
conseguir respirar e descansar. No entanto, se querem e meios para o prosseguimento da nossa vida.
comer, beber, encontrar abrigo para o frio e o calor, os
humanos dependem (7)___________ e inevitavelmente do atender decisões escolher fim isento máquina
conhecimento e da vontade de trabalhar. Precisam de saber meio melhores tarefa
o que podem comer e beber, como devem cozinhar os
(8)___________ e produzir as bebidas. Precisam de saber 1. Com base nos textos anteriores assinale as proposições
que materiais os podem proteger do frio e do calor e o que verdadeiras com um (V) e as Falsas com um (F).
precisa ser feito para os (9)___________ em materiais
protectores. Se não conhecerem cuidados elementares de 1. O humano é constituído apenas por um corpo e
(10)___________ dificilmente viverão mais de vinte anos uma lucidez.
e, mesmo assim, só conseguirão com a ajuda dos outros. 2. A vida humana é frágil.
3. O humano precisa de conhecer técnicas para viver
alimentos descanso dizimar fazer força frágil mais tempo.
necessária saúde transformar vitais 4. A tarefa da vontade é a de escolher quais os
melhores meios.
Texto 3: A lucidez 5. A vida humana tal como a conhecemos é infinita.
A lucidez humana funciona sem qualquer esforço com a 6. O humano só adquire lucidez por intermédio de
mesma (1)____________ com que os pulmões respiram. um grande esforço.
Aliás, conseguimos estar mais tempo sem respirar do que 7. A vontade é em nós o centro de todas as decisões.
sem (2)____________. Mesmo quando (3)____________ 8. A lucidez é um elemento constituinte do ser
que não estamos a pensar, estamos forçosamente já a humano.
pensar. O nosso pensamento reporta-se aos acontecimentos 9. Conseguimos desligar o nosso pensamento com a
passados e (4)____________, informa-nos sobre os mesma facilidade com que desligamos um
presentes. É pela inteligência e o conhecimento que os interruptor de electricidade.
humanos transformam a natureza e a (5)____________ em 10. Nunca temos confusão a respeito daquilo que
seu proveito. Cozinhar, tecer e (6)____________ são queremos.
actividades básicas da vida humana que não seriam 11. Os humanos dispõem e dominam a natureza em
possíveis sem conhecimento. Aparentemente é pelo proveito próprio.
conhecimento que nos afastamos tanto dos 12. A vontade é como uma máquina de preferir e
(7)____________ e é pela ignorância que deles mais nos desdenhar meios e fins.
aproximamos. É também por intermédio da lucidez que 13. A lucidez informa-nos dos meios disponíveis para
(8)____________ os meios que nos permitem chegar às atingir finalidades.
finalidades das nossas acções. 14. A tarefa da vontade é a de decidir quais os
melhores fins.
animais construir dispõem futuros investigamos
naturalidade pensamos pensar
2. Preencha as seguintes palavras-cruzadas com 3. Responda às seguintes questões:
vocabulário e conceitos dos textos. 3.1. Enumere os três elementos fundamentais da
constituição do humano apresentados nos textos
anteriores.
3.2. Caracterize o corpo humano.
3.3. Caracterize a lucidez humana.
3.4. Caracterize a vontade humana.
3.5. A partir das suas observações e recordações da
vida humana como caracteriza as relações entre
o corpo, a lucidez e a vontade?

Horizontais
1. Conjunto de elementos que compõem ou fazem parte
de qualquer coisa.
5. Matéria extensa e animada composta por membros,
órgãos vitais e sensoriais.
6. Processo intelectual de aquisição de conhecimento por
via do qual pomos a descoberto a identidade e o modo de
ser das coisas, assim como os meios e as finalidades
possíveis da acção.
7. Elemento da constituição do humano que dá
naturalmente inteligibilidade e sentido à realidade que se
lhe apresenta.
8. Substantivo que expressa a ideia de fazer um trabalho
ou acção.
9. Verbo que expressa a ideia de ordenar ou orientar as
coisas com vista a uma finalidade.

Verticais
2. Procedimento acompanhado de conhecimentos que
possibilitam ao humano superar as suas fragilidades com
base num domínio e numa transformação das realidades
naturais.
3. Característica atribuída às realidades que não duram
muito e que facilmente podem ser quebradas ou extintas.
4. Elemento da constituição humana que decide de cada
vez quais os melhores meios e quais os melhores fins para
a acção.
Área de Integração 10º Ano
1.1 A construção do conhecimento ou o fogo de Prometeu
(Ficha 04: Constituição do humano).

chegar a um determinado fim? Também essa é a grande


tarefa da vontade, a de escolher os melhores meios para
Texto 1: Constituição elementar do humano chegar aos fins já antes escolhidos. A nossa vontade é
Os seres humanos são indesmentivelmente assim como que uma máquina natural de escolher fins e
constituídos pelo corpo, a lucidez e a vontade. meios para o prosseguimento da nossa vida.

Texto 2: O corpo
O corpo é um saco animado feito de pele, cheio
de ossos, músculos e órgãos vitais. O humano tem um
corpo dotado de vida, movimento e força. A sua
manutenção em vida, a sua mobilidade e a sua força
depende do alimento, da bebida, da respiração, do abrigo e
do descanso. A vida humana é frágil e extingue-se
facilmente. Basta um vírus para dizimar uma aldeia inteira
ou devastar até mesmo um continente. Os humanos não
precisam de fazer, nem de saber nada para conseguir
respirar e descansar. No entanto, se querem comer, beber,
encontrar abrigo para o frio e o calor, os humanos
dependem necessária e inevitavelmente do conhecimento e
da vontade de trabalhar. Precisam de saber o que podem
comer e beber, como devem cozinhar os alimentos e
produzir as bebidas. Precisam de saber que materiais os
podem proteger do frio e do calor e o que precisa ser feito
para os transformar em materiais protectores. Se não
conhecerem cuidados elementares de saúde dificilmente
viverão mais de vinte anos e, mesmo assim, só
conseguirão com a ajuda dos outros.

Texto 3: A lucidez
A lucidez humana funciona sem qualquer esforço
com a mesma naturalidade com que os pulmões respiram.
Aliás, conseguimos estar mais tempo sem respirar do que
sem pensar. Mesmo quando pensamos que não estamos a
pensar, estamos forçosamente já a pensar. O nosso
pensamento reporta-se aos acontecimentos passados e
futuros, informa-nos sobre os presentes. É pela inteligência
e o conhecimento que os humanos transformam a natureza
e a dispõem em seu proveito. Cozinhar, tecer e construir
são actividades básicas da vida humana que não seriam
possíveis sem conhecimento. Aparentemente é pelo
conhecimento que nos afastamos tanto dos animais e é
pela ignorância que deles mais nos aproximamos. É
também por intermédio da lucidez que investigamos os
meios que nos permitem chegar às finalidades das nossas
acções.

Texto 4: A vontade
A vontade é em nós o centro de todas as decisões.
Não é sempre inteiramente claro ou isento de confusão
aquilo que queremos. A cada momento podemos querer
atender a uns fins em prejuízo dos outros. Mas então como
decidir quais são os melhores? Essa é a grande tarefa da
vontade, a de escolher de cada vez o que julgo serem os
melhores fins para mim. Mas para chegar a uma dada
finalidade não é certo que exista apenas um só meio. Mas
então como decidir quais são os melhores meios para