Você está na página 1de 2

e = 6 mm ou 8 mm

51 mm + e

Montagem à esquerda

Sentido dos ventos predominantes

Montagem à direita

mín. 5 cm

1,83 m

1,69 m

3,66 m

mín. 5 cm

1,76 m

1,76 m

mín. 5 cm

15º

2,13 m

máx. 40 cm mín. 25 cm

1,99 m

3,66 m

cm

25 cm

máx.

mín. 10

1,53 m

1,99 m

m 3,66 m cm 25 c m máx. m í n . 1 0 1,53 m

ESQUEMA DE MONTAGEM

Linha de cumeeira

A montagem deve ser feita do beiral para a cumeeira. No caso de águas opostas, fazer as duas montagens sucessivamente, conforme indicado.

PERFURAÇÃO DAS TELHAS

Ø 13 mm (1/2”)

Ø 7,5 mm (19/64”)

O furo nunca deve ser feito a menos de 5 cm da borda das telhas. Usar broca ø 13 mm (1/2”) na crista da onda e ø 7,5 mm (19/64’’) no apoio de madeira.

TRANSPORTE MANUAL

Telhas até 1,53 m

Telhas maiores que 1,53 m

Telhas até 1,53 m podem ser carregadas por um homem, segurando sempre na

2ª e 5ª cava. As telhas maiores que 1,53 m necessitam de dois homens. Carregue

apenas uma por vez.

GABARITO PARA CORTES DE CANTOS

Montagem à esquerda

Montagem à direita

O emprego de um gabarito facilita a marcação dos cortes de cantos. Estes devem

ser feitos de preferência no chão antes de levar as telhas para o telhado, usando-se serrote. Admite-se o emprego de torquês, de modo a evitar a quebra além da linha

de corte.

IÇAMENTO

Em construções térreas as telhas podem ser suspensas diretamente por dois homens. Em construções de dois ou três pavimentos, as telhas devem ser suspensas uma a uma, amarradas conforme mostra a figura acima. Usar um gancho na extremidade

da corda. Em construções de mais de três pavimentos, utilizar o elevador da obra.

ARMAZENAMENTO

1/4

2/4

1/4

Sarrafos

Deve ser feito em local plano e firme, em pilhas apoiadas sobre calços. No empilhamento horizontal, cada pilha deve ter no máximo 100 telhas. No vertical, as telhas encostadas em paredes podem formar carreiras de até 300 telhas.

A Telha Ondulada Eternit é complementada por uma abrangente linha de peças para as mais diversas soluções arquitetônicas, proporcionando segurança, estética e acabamento às coberturas e fechamentos laterais. São cumeeiras (normal, universal, shed, articulada rebaixada e articulada de ventilação), espigão (universal/universal de início e aba plana), aresta, peça terminal, cantoneira, rufo, telha de ventilação, placa de ventilação, cumeeiras, domo de ventilação e telha de clarabóia.

Para mais informações consulte o Catálogo Telha Ondulada ou entre no nosso site na Internet. A Eternit coloca à sua disposição, em suas filiais de vendas, o Departamento de Atendimento ao Cliente para informações sobre seus produtos.

Ondulada.indd

2-3

São Paulo - SP Goiânia - GO Rio de Janeiro - RJ Curitiba - PR Porto Alegre - RS Salvador - BA

Tel. (11) 3038-3841 - Fax (11) 3032-7295 Tel. (62) 3545-5050 - Fax (62) 3545-5059 Tel. (21) 3107-0665 - Fax (21) 3106-9118 Tel. (41) 2109-6868 - Fax (41) 3666-6878 Tel. (51) 3268-3071 - Fax (51) 3024-4871 Tel. (71) 3296-8000 - Fax (71) 3296-8001

SAC: sac@eternit.com.br

www.eternit.com.br

62 mm

Largura útil = 1050 mm

Largura total = 1100 mm

177 mm

150 mm

Comprimentos (m):

1,22; 1,53; 1,83; 2,13; 2,44; 3,05 e 3,66

Comprimentos (m): 1,22; 1,53; 1,83; 2,13; 2,44; 3,05 e 3,66 Telha ONDULADA Regras Práticas para Instalação

Telha

ONDULADA

Regras Práticas para Instalação

(Normas ABNT: NBR - 7196/ NBR - 7581/ NBR - 8055/ NBR - 9066/ NBR - 6123)

APLICAÇÃO

máx. 6º

Fechamento lateral

75º

Cobertura

90º

Utilização com

cuidados especiais

Limite de utilização da telha

10º

Inclinações

Tanto em coberturas como em fechamentos laterais, formando superfícies planas ou poliédricas (com ângulo entre duas telhas consecutivas nunca superior a 6°, conforme a figura acima). Inclinação mínima: 9% (5°). Inclinação com melhor aproveitamento: 27% (15°).

Obs.: Considera-se fechamento lateral inclinações de telhado superiores a 75°.

NÚMERO DE APOIOS E VÃO LIVRE MÁXIMO ONDULADA 6 MM

Vão livre máximo

Comprimento da Telha

Apoio intermediário com fixação nas telhas 3,05 m e 3,66 m

Número de Apoios

Vão Livre Máximo

Até 1,83 m, inclusive

2 1,69 m

Acima de 1,83 m

3 1,69 m

As telhas de comprimento 3,05 m e 3,66 m devem ser fixadas nos apoios intermediários.

Obs.: Os apoios devem ter largura mínima de 4 cm, sempre acompanhando o caimento das telhas.

NÚMERO DE APOIOS E VÃO LIVRE MÁXIMO ONDULADA 8 MM

Vão livre máximo

Apoio intermediário com fixação nas telhas 3,05 m e 3,66 m

Comprimento da Telha

Número de Apoios

Vão Livre Máximo

Até 2,13 m, inclusive

2 1,99 m

Acima de 2,13 m

3 1,99 m

As telhas de comprimento 3,05 m e 3,66 m devem ser fixadas nos apoios intermediários.

Obs.: Em fechamentos laterais, pode-se usar vão livre de 2,03 m para a telha 2,13 m de 8 mm. Nos demais casos, usam-se os mesmos vãos livres máximos das coberturas.

BALANÇOS

Sem calha

Com calha

Comprimento

máx. 10 cm

Largura

No sentido do comprimento das telhas, o balanço é medido a partir do furo para a fixação. No sentido da largura, é medido a partir da extremidade do apoio.

Obs.: Em função da composição arquitetônica, mesmo sem calha, o balanço no

beiral pode ser reduzido para 10 cm, desde que os elementos estruturais sejam devidamente protegidos.

27.04.11

10:49:49

32 mm

25 mm

32 mm

32 mm 25 mm 32 mm RECOBRIMENTO LATERAL Ondulada 6mm Ondulada 8 mm Inclinação Recobrimento Lateral

RECOBRIMENTO LATERAL

Ondulada 6mm

Ondulada 8 mm

Inclinação

Recobrimento Lateral

Recobrimento Lateral

9% (5º) ≤ α < 18% (10º)

1¼ onda 1/4 onda + cordão vedação

1/4 onda + cordão vedação

18% (10º) ≤ α < 27% (15º)

1/4 onda ou 1¼ onda

1/4 onda

27% (15º) ≤ α < 75º

1/4 onda ou 1¼ onda

1/4 onda

Obs.: O cordão de vedação é encontrado em filetes com ø 8 mm e comprimento de 55 cm.

FIXAÇÃO EM MADEIRA

Parafuso com rosca soberba Ø 8 mm

60 mm

A

Conjunto de

vedação elástica

Parafuso com rosca soberba ø 8 mm. Possui vários comprimentos conforme o quadro abaixo:

Comprimento “A” (mm)

Uso

110

Fixação de telhas e peças complementares

150

Fixação de peças complementares

200

Fixação do espigão normal

230

Fixação da placa de ventilação cumeeiras

Quaisquer que sejam os elementos de fixação, há a necessidade do conjunto de vedação elástica para perfeita vedação da fixação.

CÁLCULO DA MEDIDA “A”

Gancho com rosca

d

h

A

A = d + h, onde “A” é o comprimento do gancho; “h” é a altura do apoio; “d” segue

a tabela abaixo:

Telha Ondulada

Recobrimento Lateral

d (mm)

6

mm

1/4 onda

90

6

mm

1¼ onda

95

8

mm

1/4 onda

95

Ao encomendar os ganchos com rosca é necessário indicar todas as medidas e ângulos constantes das ilustrações, cuja soma determina o comprimento desenvolvido.

Ondulada.indd

4-5

RECOBRIMENTO LONGITUDINAL

Inclinação

Recobrimento Longitudinal (Mínimo)

9% (5º) ≤ α < 18% (10º)

25

cm ou 14 cm + cordão vedação

18% (10º) ≤ α < 27% (15º)

20

cm ou 14 cm + cordão vedação

27% (15º) ≤ α < 75º

14 cm

Recobrimentos em fechamentos laterais: (inclinação acima de 75°)

- Recobrimento lateral: 1/4 de onda;

- Recobrimento longitudinal: 10 cm.

FIXAÇÃO EM APOIO METÁLICO OU DE CONCRETO

A

75 mm

Gancho com rosca reto simples Ø 8 mm

A

75 mm

Gancho com rosca reto L Ø 8 mm

B

20 mm

Gancho com rosca para fixação de telhas e peças complementares, ambos sob encomenda.

Comprimento

Desenvolvido (mm)

Tipo de Apoio

Gancho com Rosca Reto L

A + B + 40

Metálico ou concreto

Gancho com Rosca Reto Simples

A + 42

Metálico

Obs.: B - Largura do apoio.

ELEMENTOS DE FIXAÇÃO

A

35 mm

R

Pino com rosca Ø 8 mm

19 mm

Gancho chato

reto simples

Fixador de abas simples

Fixador de abas autotravantes

Outros elementos de fixação podem ser utilizados:

Pino com rosca: Para dobragem na obra, podendo fixar telhas e peças comple- mentares em apoio metálico ou de concreto (compr. A = 300 mm, 400 mm ou

500 mm).

Gancho chato reto simples: Dispensa furação das telhas, utilizado em inclinações

iguais ou superiores a 18% (10°) em apoio metálico (R = 140 mm).

Obs.: Peças complementares podem ser fixadas diretamente nas telhas com fixa- dores de abas simples (quando há acesso por baixo da cobertura) ou fixadores de abas autotravantes (quando não há acesso).

FIXAÇÃO EM COBERTURAS

Parafuso com rosca soberba sobre apoio da madeira

Em cada telha de periferia da água do telhado (beirais ou faixas de cumeeira) colocar sempre 2 parafusos com rosca soberba ou ganchos com rosca por apoio, nas cristas da segunda e da quinta onda. Nas demais telhas pode-se optar, alternativamente, pela colocação de 2 ganchos chatos por apoio, na primeira e na quarta cavas.

FIXAÇÃO EM COBERTURAS COM ESTRUTURA METÁLICA

Gancho chato reto simples

Telhas fixadas com 2 ganchos com rosca ou 2 parafusos com rosca

Telhas fixadas com 2 ganchos, 2 parafusos com rosca soberba ou 2 ganchos com rosca

Para facilitar a montagem, pode-se substituir o gancho com rosca ou pino com rosca pelo gancho chato reto simples na região central do telhado (vide esquema acima), evitando assim a furação das telhas. Neste caso a fixação da telha é na primeira e na quarta cavas de ondas. Nas regiões periféricas (beirais e faixa de cumeeira), as telhas devem ser fixadas com ganchos com rosca ou pinos com rosca colocadas na segunda e na quinta cristas de ondas.

FIXAÇÃO EM FECHAMENTO LATERAL

2ª onda

3ª cava

5ª onda

Altura inferior a 6 m

1ª cava

4ª cava

Altura superior a 6 m

1ª cava

3ª crista

4ª cava

1 - Em cada telha da extremidade superior e dos cantos dos fechamentos laterais colocar sempre 2 parafusos com rosca soberba ou ganchos com rosca, e mais 1 gancho chato por apoio. Os parafusos com rosca soberba ou ganchos com rosca

são colocados nas cristas da segunda e quinta ondas e o gancho chato na terceira cava.

2 - Nas demais telhas colocar:

• 2 ganchos chatos por apoio (caso a altura em que vá ficar a telha seja inferior a 6 m);

• 2 ganchos chatos e 1 parafuso com rosca soberba ou ganchos com rosca por apoio (caso a altura seja superior a 6 m).

com rosca por apoio (caso a altura seja superior a 6 m). Obs.: Pode-se usar exclusivamente

Obs.: Pode-se usar exclusivamente 2 parafusos com rosca soberba (ou gancho com rosca) mais 1 gancho chato para todas as telhas. Não se pode usar exclusivamente 2 ganchos chatos ou 2 ganchos chatos e 1 parafuso com rosca soberba (ou gancho com rosca) para todas as telhas.

FIXAÇÃO EM FECHAMENTO LATERAL

Telhas fixadas com 2 ganchos chatos e 1 parafuso com rosca soberba (ou gancho com rosca). Pode ser usado na parte central, acima de 6 m.

6 m

Telhas fixadas com 2 parafusos com rosca soberba (ou gancho com rosca) e 1 gancho chato. Pode ser usado em todo fechamento.

Telhas fixadas com 2 ganchos chatos

As posições da fixação das telhas em fechamentos laterais, conforme instruções do quadro anterior, estão indicadas no desenho acima.

Obs.: Locais sujeitos a vento forte (ABNT NBR-6123) nos beirais de edificações industriais ou de armazéns, situados em locais onde a velocidade básica do vento (Vo) for superior a 40 m/s, deve-se fixar a telha de 2,44 m de comprimento no apoio intermediário simples, transformando-o em apoio fixo. Neste caso deve-se evitar a fixação com gancho chato nas telhas do meio da cobertura.

CUIDADOS NA MONTAGEM

Montagem à direita

Vento predominante

Vento predominante

Montagem à esquerda

A montagem deve ser feita no sentido contrário ao dos ventos predominantes da região. Não pise diretamente sobre as telhas: use tábuas apoiadas sobre as terças.

CORTES DE CANTOS

2ª Esta só recobre a 1ª

1ª Esta é a primeira telha a ser colocada

4ª Esta recobre a 1ª, 2ª e 3ª

3ª Esta recobre a 1ª e a 2ª

5 cm ou 22 cm

Mesma medida

do recobrimento

longitudinal

No recobrimento de 4 cantos de telhas, os dois intermediários devem ser cortados.

As medidas dos cortes de cantos devem seguir o esquema da figura acima. Observar

também que os cantos a serem cortados dependem do sentido de montagem das telhas (veja Esquema de Montagem e Gabarito para Cortes de Cantos).

27.04.11

10:49:56