Você está na página 1de 8

Administração Estratégica II

As Origens da Estratégia (Bruce D. Henderson) - Continuação


Prof. Josney Freitas Silva – UEMG – Campus Frutal/MG
zA competição estratégica em negócios
é um fenômeno relativamente recente
e pode perfeitamente ter um impacto
tão profundo na produtividade das
empresas quanto a Revolução
Industrial teve na produtividade
individual.

2
Os elementos básicos da competição
estratégica são os seguintes:
z
z (1) capacidade de compreender o comportamento
competitivo como um sistema no qual competidores,
clientes, dinheiro, pessoas e recursos interagem
continuamente;
z
z (2) capacidade de usar essa compreensão para predizer
como um dado movimento estratégico vai alterar o
equilíbrio competitivo;
z
z (3) recursos que possam ser permanentemente investidos
em novos usos mesmo se os benefícios conseqüentes só
aparecerem a longo prazo;
z
z (4) capacidade de prever riscos e lucros com exatidão e
certeza suficientes para justificar o investimento
correspondente;
z
z (5) disposição de agir.
3
z A estratégia envolve tudo e requer
comprometimento e dedicação por parte de
toda a organização.
z A incapacidade de qualquer competidor em
reagir, reorganizar e alocar seus próprios
recursos contra um movimento estratégico
de um rival pode virar todo o relacionamento
competitivo de pernas para o ar.
z E é por isso que a competição estratégica
comprime o tempo.
4
zO compromisso estratégico é
deliberado, cuidadosamente estudado e
rigorosamente ponderado.
z As conseqüências, entretanto, podem
perfeitamente ser mudanças radicais
em um espaço de tempo relativamente
curto.
z A competição natural é evolutiva. A
estratégica é revolucionária.
5
z Investindo recursos, a estratégia procura fazer
mudanças rápidas em relacionamentos
competitivos. Apenas duas inibições fundamentais
moderam esse caráter revolucionário.
z Uma é o fracasso, que pode ser tão amplo em
suas conseqüências quanto o sucesso.
z A outra é a vantagem intrínseca que um defensor
atento leva sobre o atacante.
z O sucesso depende normalmente da cultura, das
percepções, atitudes e comportamento
característico dos competidores e da consciência
que têm da presença dos demais.
6
zA competição natural prossegue
durante os períodos de paz.
z Nos negócios, entretanto, a paz está se
tornando cada vez mais rara.
z Quando um competidor agressivo lança
uma estratégia bem-sucedida, todas as
demais empresas com as quais
compete devem responder com igual
capacidade de previsão e alocação de
recursos.
7
z O livro de Charles Darwin, A origem das espécies,
publicado em 1859, esboça uma visão mais fértil
como ponto de partida para o desenvolvimento de
estratégias de negócios: "Alguns cometem o erro
fundamental de considerar as condições físicas de
uma região como as mais importantes para os
seus habitantes; penso entretanto que não se
pode pôr em dúvida que a natureza dos demais
habitantes com os quais cada um tem que
competir é normalmente um elemento muito mais
importante para o sucesso."
8