Você está na página 1de 1

Newsletter

que faz
D’
Franco Gente Inovação em Gestão

Uma publicação quinzenal de Dermeval Franco para clientes e amigos Ano 1 * Número 6 * Outubro de 2009

Editorial - Reféns do mercado


Este é o numero 6 da newsletter que traz até você ideias, práticas e pensamentos. Pessoas que refletem sobre a
realidade e fazem acontecer. Como dissemos na news anterior, estamos na reta final de 2009. As cabeças
começam a pensar o que será 2010, em meio a crescente complexidade do mercado e atendimento às suas
demandas. Com tantas opções de escolha, clientes e consumidores têm o seu poder aumentado exponencial-
mente. Será que as empresas tornaram-se reféns do mercado? Agentes ou pacientes de uma complexa e seleti-
va realidade? O que fazer? O que pensar? Por onde começar? Talvez o marketing ajude a responder. Em tempo
algum, o pensamento nexial foi tão importante como agora. Faz sentido para você?

A Hora e a Vez do Marketing—Parte I


O Fábio Munhoz é um grande ness Review de ago/09 – é o O fato é que o avanço da tecnologia,
amigo. Nosso relacionamento desejo de simplicidade. Portanto, aliado aos meios de comunicação cada
começou quando eu prestava para construir uma PVI, acima de vez mais eficazes, mais baratos e a
consultoria em 2003 para uma tudo devemos construir Marcas possibilidade do consumidor economi-
empresa de sinalização viária em com propostas simples e objetivas zar tempo em suas atividades diárias,
São Paulo. Ao estruturarmos a que ao mesmo tempo elimine interferem na qualidade de vida e no
empresa, identificamos a neces- aquilo que não é diferencial e comportamento das pessoas.
sidade de contratar um gerente eleve aquilo que é inovador. Sem Hoje, falar em home-office não é novi-
de marketing para fazer aconte- deixar para trás a confiabilidade e dade. Eu mesmo presto serviços para
cer. Não deu outra, contratamos a capacidade de inspirar o desejo uma empresa estabelecida no Paraná e
o Fábio e a empresa decolou. Em de ser consumida. moro em São Paulo.
cinco anos, a receita aumentou 7 Portanto, os termos de marketing irão
vezes. Hoje, o Fábio faz aconte- No mundo onde a informação continuar evoluindo como a sociedade.
cer em outra empresa no Paraná. 2. As empresas falam atualmente corre intensamente, instantânea e
Leia a entrevista que fiz com ele: de VALOR. “- Se eu, consumidor, 24h por dia, acredito que o desejo 4. O que o marketing pode fazer por
1. Você como executivo de mar- não percebo valor naquilo que de cada um passe por essa reno- uma pequena ou média empresa? Visto
keting, tem uma visão abrangente você me vende, eu não faço vação de proposta. que a maioria delas não possui essa
do mercado. Oportunidades, negócio com você”. Explica para atividade?
ameaças, tendências, cenários nossos leitores o significado de 3. O marketing sofreu mutações
etc. Pergunta clássica: O que Proposta de Valor para o cliente. aos longo dos anos. Aftermarket- Essa é uma pergunta prazerosa de
esperar de 2010? O que nós podemos fazer para ing, marketing de experiência, responder! Eu sou profissional de mar-
elaborar uma PVI (Proposta de marketing lateral, marketing de keting e vendas há mais de 15 anos e
Um ano promissor. Analisando os Valor Irrecusável)? relacionamento, Endomarketing, atuei em empresas de pequeno, médio
principais indicadores macroeco- marketing multinivel, CRM, mar- e grande porte; nacionais e multis. Sei
nômicos divulgados pelo Banco Primeiro é preciso estabelecer a keting viral, buzz marketing etc. bem o quê e como cada uma delas
Central entre agosto e setembro, diferença entre “Valor” e “Preço”. Sem dúvida, tudo isso representa percebe o papel e o efeito do marketing
o Brasil tem retomado sua curva “Preço” é a quantia monetária uma evolução das estratégias em seus negócios.
de crescimento mais rapidamente que qualquer um de nós, consu- mercadológicas. Mas essa espe- O marketing não é luxo nem diferencial
que outros países do mundo, midores pagamos por um bem ou cialização é realmente eficaz na para uma empresa. Seja ela de qual-
com taxas de juros e inflação serviço, independentemente geração de lucros crescentes para quer tamanho. Marketing é uma ferra-
administrada dentro da meta; desse bem ou serviço ser caro ou as empresas? Tem algo de menta de gestão para que qualquer
crescimento das vendas no barato quando comparado a uma modismo nisso? Ou é uma re- negócio permaneça competitivo, inovan-
varejo na ordem de 5,8% nos oferta similar de outra marca. sposta às complexas relações de do e se comunicando com os públicos
últimos 12 meses e a Bovespa “Valor” é a diferença ou a razão mercado e comportamento do de interesse—os stakeholders.
retomando superávit em níveis entre a quantia que pagamos por consumidor? Para quem ainda não adotou a gestão
superiores a 60 mil pontos. Isso um bem ou serviço, e o benefício de marketing em seus negócios reco-
revela a volta da confiança entre percebido por cada um de nós. O marketing não é luxo nem mendo fortemente que aproveite a
consumidores, investidores e Quando digo cada um de nós, diferencial para uma empresa. chegada de 2010 e inclua como priori-
empresários. quero afirmar que a percepção de dade em seus planos. Você, leitor, já
Claro que existe uma dose de valor é única e exclusiva a cada Marketing é uma ferramenta parou para pensar que o seu concorren-
aposta nisso tudo! Mas a tendên- consumidor. de gestão. te pode estar tomando esta iniciativa
cia é de quem revisitar as bases A percepção de valor está intima- neste exato momento?
de seus respectivos negócios, mente ligada a Marca. Acredito muito mais que a evolu- Competitividade é a palavra...
rever as estratégias e reposicio- Daí a importância e a necessida- ção das estratégias de marketing
nar o time para atacar desde o de das empresas se preocupa- – como você chama – estão dire- Fábio Munhoz Lima. 34 anos. Administrador
primeiro minuto de 2010 é quem rem cada vez mais em construir tamente ligadas à complexidade de Empresas. Pós-graduado em Marketing e
vai se dar bem e garantir cresci- Marcas fortes. Para quem não das relações de mercado e ao MBA em Gestão Estratégica e Econômica de
Negócios pela Fundação Getúlio Vargas
mento. sabe, Marca também é um ativo comportamento do consumidor
(EESP-SP).
Quanto crescer? Vai depender da intangível de uma empresa. moderno.
capacidade de retomada econô- Como exemplo, a Marca Coca- Hoje qualquer um de nós pode
mica e do impacto internacional Cola vale mais que a soma de comprar pela internet a qualquer Continua no próximo número:
A Hora e a Vez do Marketing—Parte II
em cada setor ou segmento de seus ativos tangíveis, dada a sua hora do dia, desde um automóvel Por Fábio Munhoz — Gerente de Marketing
negócios. relevância na mente e no coração até uma viagem de intercâmbio, da Hydronorth Tintas.
Um velho amigo sempre repete a dos consumidores de todo o que envolve curso de línguas,
seguinte frase: “Quem chegar mundo. hospedagem, alimentação e
primeiro vai beber água limpa!” Num cenário pós-recessão uma transporte aéreo internacional.
Se você quiser sugerir um tema ou
Eu acredito que é assim que das tendências dominantes que Concorda que são compras que escrever contando suas ideias e
acontece! surge nas pesquisas – inclusive interferem diretamente em nossas experiências, este é o veículo.
citada na revista Harvard Busi- vidas e no nosso cotidiano? franco.adm@uol.com.br

© Copyright outubro de 2009. Permitida a reprodução total ou parcial desde que citada a fonte. Contato: franco.adm@uol.com.br Blog: www.capuccinoempresarial.blogspot.com