Você está na página 1de 7

FEMINISMO E SUJEITO POLTICO Maria Betnia vila

E n t e n d o o f e m i n i s m o c o m o p r t i c a p o l t i c a e p e n s a m e n t o c r t i c o . E c o n s i d e r o q u e o

"

"

No tem sentido para o Movimento Feminista deixar que seus argumentos sejam forados dentro de categorias preexistentes e que suas disputas polticas sejam caracterizadas por uma dicotomia que no inventamos. Como fazer para reconhecer e utilizar noes da diferena sexual e, ao mesmo tempo, ter argumentos a favor da igualdade? A nica resposta dupla: preciso desmascarar a relao de poder construda ao colocar a igualdade como a anttese da diferena e preciso rejeitar as conseqentes construes dicotmicas nas decises polticas.
O

Rousseau, Jean-Jacques, filsofo, (17121778), nasceu na Sua. Escreveu entre outras obras: Do contrato social

ou princpios do direito poltico (1762) e Emlio ou Da educao (1762).

"

Spinoza, Baruch, filsofo, (16321677), nasceu em Amsterdam. Autor de tica: demonstrada maneira dos gemetras (publicada postumamente em 1677) e Tratado teolgico-poltico (1670). 3 Merleau-Ponty, Maurice, filsofo, (19081961), nasceu na Frana. Autor de A estrutura do comportamento (1942) e Fenomenologia da percepo (1945), entre outros escritos.

BIBLIOGRAFIA
m