Jânio da Silva Quadros foi eleito presidente do Brasil, através do voto direito, nas eleições presidenciais de 1960.

Tin a u! estilo pol"tico e#i$icionista, dra!%tico e de!a&'&ico. (nicial!ente, ao invés de to!ar ações diretas contra os !ais &raves pro$le!as do pa"s, tratou de !orali)ar os costu!es da época co! !edidas de pouco i!pacto co!o a proi$iç*o dos !ai+s e $i,uinis nas praias. So!ente depois, $uscou sanear os &astos do poder p-$lico restrin&indo al&u!as re&alias asse&uradas a !ilitares e funcion%rios p-$licos. Jânio pro!etia u!a pol"tica econ.!ica austera para co!$ater a inflaç*o, co! u!a postura !oralista &arantia co!$ater a corrupç*o e a especulaç*o. / c a!ada 0123T(4/ 56 /7ST68(5/56 ser% repleta de !edidas i!populares tais co!o con&ela!ento dos sal%rios, restriç*o credit"cia, corte de su$s"dios federais, desvalori)aç*o do cru)eiro &erando protestos por parte dos e!pres%rios e oper%rios.J% e!possado, n*o conse&uia contentar estes setores, co! u!a pol"tica econ.!ica de sacrif"cios e u!a pol"tica e#terna de independ9ncia vista co!o peri&osa. Jânio acreditava ,ue sua pol"tica e#terna assu!ira a defesa dos direitos internacionais $rasileiros, da autodeter!inaç*o, ou se:a, ela n*o deveria ser su$ordinada a u!a pol"tica estran&eira, e a n*o intervenç*o e! assuntos internos de outras nações. 6ra u!a pol"tica de pa), desar!a!ento e coe#ist9ncia pac"fica, co! apoio ; descoloni)aç*o co!pleta de todos os territ'rios ainda dependentes. Queria ,ue ouvesse u!a e#pans*o das e#portações $rasileiras para ,ual,uer pa"s <inclusive socialistas=. /creditava ta!$é! ,ue, co!o o Brasil n*o possu"a !uitas o$ri&ações internacionais e n*o pertencia a ,ual,uer $loco, tin a o direito de li$erdade para decidir so$re certos casos, co!o for!aç*o aut.no!a da a:uda e#terna, planos de desenvolvi!ento e enca!in a!ento. 1 to! autorit%rio e conservador adotado no plano interno era o inverso de sua pol"tica internacional, ,ue privile&iava a!pla autono!ia diplo!%tica e $uscava apro#i!ar>se do $loco socialista dese:ando !aiores vanta&ens econ.!icas.5e acordo co! estudiosos do per"odo, o presidente Jânio Quadros esperava ,ue a pol"tica e#terna de seu &overno se tradu)isse na a!pliaç*o do !ercado consu!idor e#terno dos produtos $rasileiros, por !eio de acordos diplo!%ticos e co!erciais. 4o! relaç*o ;s atri$uições dos poderes, Jânio tin a interesse e! dar !aior li$erdade ao presidente e li!itar a intervenç*o pol"tica do 4on&resso. 5ando se,?9ncia ; sua postura co!pleta!ente a!$"&ua, Jânio anunciou u!a refor!a ca!$ial ,ue $eneficiava os credores internacionais e, nos !eses se&uintes, se esforçou para estreitar relações co! os socialistas. / inc'&nita de seu posiciona!ento pol"tico lo&o dese!$ocou e! u!a &rave crise pol"tica ,uando, e! a&osto de 1961, Jânio rece$eu o l"der revolucion%rio 6rnesto 4 e @uevara e condecorou>o co! a @r*>4ru) da orde! Aacional do 4ru)eiro do Sul. 1 &esto do presidente causou u!a &rande a&itaç*o pol"tica entre os conservadores, ,ue te!ia! a apro#i!aç*o co! o socialis!o. Ao dia BC de a&osto de 1961, Jânio Quadros renunciou ao car&o de presidente e! ra)*o das pressões e#ercidas por Dforças terr"veisE. Se&undo al&uns estudiosos, a ren-ncia aco$ertaria u! &olpe de 6stado onde a populaç*o n*o aceitaria a sua retirada do &overno e os !ais conservadores repudiaria! a c e&ada de Jo*o @oulart ; presid9ncia.

6ntretanto, o plano de retornar ; presid9ncia co! !aiores poderes aca$ou sendo co!pleta!ente frustrado. 1 4on&resso Aacional aceitou pronta!ente o seu pedido de ren-ncia e a populaç*o n*o pro!oveu nen u! tipo de !anifestaç*o a favor do retorno de Jânio Quadros ; presid9ncia. 5essa for!a, a pol9!ica fi&ura do presidente !oralista aca$ou varrendo a si !es!o do cen%rio pol"tico nacional.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful