Você está na página 1de 3

Captulo 8

Aplicaes dos Nmeros Complexos em Trigonometria


Podemos calcular, fcilmente, com auxlio dos nmeros complexos, importantes identidades trigonomtricas, como ser mostrado a segUIr. 1) Clculo de cos (a Sabemos que

+ b)

sen (a

+ b)
(1)

x =
Da tiramos,

cos o: +

i sen a
+

a = cos a eib = cos b Multiplicando


(a+b)

+ i sen b
b

i sen a
+ i (sen a
. cos b

membro a membro,
b -

+ sen b

= cos a . cos
.

sen a . sen

cos a)

lVlas, tendo em vista (1), podemos escrever,


ei(a+b)

= cos (a

i sen (a + b)
e, tendo em vista a igualsen a . sen b + sen b . cos a

Igualando as duas expresses de dade de complexos, tiramos, cos (a sen (a

(a+b)

+ b) = cos a
+
b)

. cos

b -

sen a . cos b

2) Atravs da frmula de Moivre podemos calcular sen mo: e cos ma Calcularemos apenas sen 2 a ecos 2a. O aluno, atravs de um raciocnio semelhante, poder calcular sen 3 a, cos 30:, etc. Seja a frmula de Moivre:
[r (cos o:

+ i sena)]m

rm

(cos ma

+ i sen ma)

APLiCAES

DOS NMEROS

COMPLEXOS

EM TRIGONOMETRIA

107

Fazendo

= 1 e n = 2, vem:

cos 2 a

i sen 2a = cos2 a - 2 i sen a


cos 2a = cos2 a - sen2 a sen 2 a = 2 . sen a . cos a

. cos a - sen2 a

Pela igualdade de complexos,

Para calcular sen 3 a ecos 3 a, tomaramos

r = 1 e n = 3.

Como aplicao, deduziremos a frmula da soma dos senos e dos cossenos de uma sucesso de arcos em progresso aritmtica, por meio de complexos: Sejam as somas: S = sen a + sen (a + r) + sen (a + 2r) + S' = cos a + cos (a + r) + cos (a + 2r) + Podemos ainda escrever, iS

.... + sen [a + (n - l)r] .. + cos [a + (n- l)r] (1)


(lI)

+ (n -

i sen a + i sen (a + r) + i sen (a + 2r) + .... + i sen [a +


l)r]

Somando (1) e (lI) membro a mmbro e levando em conta que eia = cos a + sen a, temos,

S'
ou

+ iS
s'

+ Ca+r) + Ca-2r) +
a

+ ei[Ca+Cn-r)]

+ iS

[1 +

eir

+ ei2r + .... + eiCn-r]

O que est entre colchetes vem a ser a soma dos trmos de uma progresso geomtrica de razo eir Aplicando a frmula da soma, temos: s'

+ iS

e'a.

11- einr r

O que pode ainda ser escrito,

S'
Ou, ainda,

+ iS

= a

nr

.
1,

1,S

..

r 2' e,[a+-Cn-1)]

COS -

nr sen __ nr nr ~ ') cos - 2 -- sen- 2 2i . sen .!.2

sen-

nr
2

S'

+ iS

e i [a

+ Cn -

1)

-i- ]

sen-

108

TRIGONOMETRIA

Da, temos que sens'

+ iS =

sen-M

~ 2

cos [ a

(n

-1)

;]+ i sen[ a + (n -

1) ; ]}

Donde, finalmente,
nr

S' = sen- ~.

cos [ a + (n - 1) ; ]

sen2

nr

S = sen- ~.

sen [a

sen2

+ (n -1); ]

Exerccios Propostos
1) Na expresso (x + k)n - x" - k" = O, k real. e diferente de zero e .271" l= k . e 3. Que valres pode ter n para que a equao seja satisfeita? 2) Se n inteiro e positivo, mostrar que: (sen e

+ i eos e)n =

+ sen e ( 1+

_ +

i eos e ) li = eis n ( "2 1r

e)

3) Provar que: 1 + (eos o: + sen 0:)4

= 2 cos 2 o: . eis 2 o:
rp

4) Sendo verdadeira a relao tg verdadeiro cos m rp 5) Provar que

= -

i :: ~~ '

em que condies

= ~ (am + a~) ?

1 + (eos o: + sen 0:)4 1 + (cos o: - sen )4 =

i
i

ClS 40: