NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO ATOS ADMINISTRATIVOS Segundo Hely Lopes Meirelles: "Ato administrativo é toda manifestação unilateral de vontade

da Administração Públi a !ue" agindo nessa !ualidade" ten#a por fim imediato ad!uirir" resguardar" transferir" modifi ar" e$tinguir e de larar direitos" ou impor obrigaç%es aos administrados ou a si pr&pria"' (' )retella (unior apresenta uma definição partindo do on eito de ato *ur+di o' Segundo ele" ato administrativo é "a manifestação de vontade do ,stado" por seus representantes" no e$er + io regular de suas funç%es" ou por !ual!uer pessoa !ue deten#a" nas mãos" fração de poder re on#e ido pelo ,stado" !ue tem por finalidade imediata riar" re on#e er" modifi ar" resguardar ou e$tinguir situaç%es *ur+di as sub*etivas" em matéria administrativa"' Para )elso Antonio -andeira de Mello é a "de laração do ,stado .ou de !uem l#e faça as ve/es 0 omo" por e$emplo" um on ession1rio de serviço públi o2 no e$er + io de prerrogativas públi as" manifestada mediante provid3n ias *ur+di as omplementares da lei" a t+tulo de l#e dar umprimento" e su*eitos a ontrole de legitimidade por &rgão *urisdi ional"' 4al on eito abrange os atos gerais e abstratos" omo os regulamentos e instruç%es" e atos onven ionais" omo os ontratos administrativos' Segundo Maria Sylvia 5anella 6i Pietro" ato administrativo é "a de laração do ,stado ou de !uem o represente" !ue produ/ efeitos *ur+di os imediatos" om observ7n ia da lei" sob regime *ur+di o de direito públi o e su*eita a ontrole pelo Poder (udi i1rio"' A distinção deste último on eito dos demais é !ue nele s& se in luem os atos !ue produ/em efeitos imediatos" e$ luindo do on eito o regulamento" !ue" !uanto ao onteúdo" se apro$ima mais da lei" afastando" também" os atos não produtores de efeitos *ur+di os diretos" omo os atos materiais e os enun iativos' Traços Característicos do Ato Administrativo: 8 0 posição de suprema ia da Administração9 88 0 sua finalidade públi a .bem omum29 888 0 vontade unilateral da Administração' REQ ISITOS !E"EMENTOS O #RESS #OSTOS$ DE VA"IDADE

:a doutrina de Hely Lopes Meirelles" são in o os re!uisitos ne ess1rios ; validade dos atos administrativos" < vin ulados .)ompet3n ia" =inalidade e =orma2 e > dis ri ion1rios .Motivo e ?b*eto2' Com%et&ncia

1

:ada mais é do !ue a delimitação das atribuiç%es ometidas ao agente !ue prati a o ato' , intransfer+vel" não se prorroga" podendo" entretanto" ser avo ada ou delegada" se e$istir autori/ação legal' ,m relação ; ompet3n ia" apli am0se" pois" as seguintes regras: 8 0 de orre sempre da lei9 88 0 é inderrog1vel" se*a pela vontade da Administração" se*a por a ordo om ter eiros9 888 0 pode ser ob*eto de delegação de avo ação" desde !ue não se trate de ompet3n ia e$ lusiva onferida por lei' Agente ompetente é diferente de agente apa/" a!uele pressup%e a e$ist3n ia deste 0 todavia" apa idade não !uer di/er ompet3n ia" *1 !ue este "não é para !uem !uer" mas" sim" para !uem pode"' ? ato prati ado por agente in ompetente é inv1lido por l#e faltar um elemento b1si o de sua perfeição" !ual se*a o poder *ur+di o para manifestar a vontade da Administração' 'ina(idade @ o resultado !ue a Administração pretende atingir om a pr1ti a do ato e efeito mediato" en!uanto o ob*eto é imediato' :ão se onfunde om o motivo por!ue este ante ede a pr1ti a do ato" en!uanto a finalidade su ede a sua pr1ti a"*1 !ue é algo !ue a Administração !uer al ançar om sua edição' H1 duas on epç%es de finalidade: uma" em sentido amplo" !ue orresponde ; onse ução de um resultado de interesse públi o .bem omum2 outra" em sentido estrito" é o resultado espe +fi o !ue ada ato deve produ/ir" onforme definido em lei' @ o legislador !ue define a finalidade do ato" não e$istindo liberdade de opção para o administrador' 8nfringida a finalidade do ato ou a finalidade públi a" o ato ser1 ilegal" por desvio de poder .e$': desapropriação para perseguir inimigo pol+ti o2' 'orma "e)a( o* 'orma #r+%ria :o 6ireito Administrativo" o aspe to formal do ato tem muito mais relev7n ia !ue no 6ireito Privado" *1 !ue a observ7n ia ; forma e ao pro edimento onstitui garantia *ur+di a para o administrador e para a Administração' @ pela forma !ue se torna poss+vel o ontrole do ato administrativo' Apenas a t+tulo de es lare imento" advirta0se !ue" na on epção restrita da forma" onsiderase ada ato isoladamente e" na on epção ampla" onsidera0se o ato dentro de um pro edimento.su essão de atos administrativos da de isão final2' A observ7n ia ; forma não signifi a" entretanto" !ue a Administração este*a su*eita a formas r+gidas e sa ramentais' ? !ue se e$ige é !ue a forma se*a adotada omo regra" para !ue tudo se*a pass+vel de verifi ação' :ormalmente" as formas são mais rigorosas !uando estão em *ogo direito dos administrados .e$': on ursos públi os" li itaç%es e 2

pro essos dis iplinares2' Até mesmo o sil3n io signifi a forma de manifestação de vontade" !uando a lei o prev3' =orma é o elemento e$teriori/ador do ato administrativo" o modo pelo !ual o mesmo se apresenta' Motivo o* Ca*sa @ a situação f1ti a ou *ur+di a u*a o orr3n ia autori/a ou determina a pr1ti a do ato' :ão deve ser onfundido om motivação do ato !ue é a e$posição dos motivos" isto é" a demonstração de !ue os pressupostos de fato realmente e$istiram' Segundo a 4eoria dos Motivos 6eterminantes" o administrador fi a vin ulado aos motivos de linados para a pr1ti a do ato" su*eitando0se ; demonstração de sua o orr3n ia" mesmo !ue não estivesse obrigado a e$pli it10los' Auando o motivo não for e$igido para a perfeição do ato" fi a o agente om a fa uldade dis ri ion1ria de prati 10lo sem motivação" mas se o tiver" vin ula0se aos motivos e$postos passando a valer o ato se todos os motivos alegados forem verdadeiros' Teoria dos Motivos Determinantes 4al teoria rela iona0se om o motivo do ato administrativo' Segundo tal teoria" a validade do ato se vin ula aos motivos indi ados omo seu fundamento" de tal modo !ue" se ine$istentes ou falsos" impli am em sua nulidade' Por outras palavras" !uando a Administração motiva o ato" mesmo !ue a lei não e$i*a a motivação" fi ar1 ela vin ulada ao motivo de linado e o ato s& ser1 v1lido se os motivos forem verdadeiros' ,$': e$oneração ad nutum sob alegação de falta de verba' Se" logo ap&s a e$oneração" nomear0se outro fun ion1rio para o mesmo argo" o ato ser1 nulo por v+ io !uanto ao motivo' O,-eto o* Conte.do @ o efeito imediato !ue ato administrativo produ/" enun ia" pres reve ou disp%e' Assim omo o ato *ur+di o" re!uer ob*eto l+ ito" poss+vel" erto e moral' Bisa a riar" a modifi ar ou a omprovar situaç%es *ur+di as on ernentes a pessoas" oisas ou atividades su*eitas ; ação do Poder Públi o' Por ele a Administração manifesta seu poder e sua vontade" ou atesta simplesmente situaç%es pree$istentes' C"ASSI'ICAÇ/O ?s atos administrativos são lassifi ados" !uanto aos seus destinat1rios" em atos gerais e individuais9 !uanto ao seu al an e" em atos internos e e$ternos9 !uanto ao seu ob*eto" em 3

atos de império e de gestão e de e$pediente9 !uanto ao seu regramento" em atos vin ulados e dis ri ion1rios' Q*anto aos Destinat0rios C Atos Derais São os !ue possuem ar1ter geral" abstratos" impessoais" om finalidade normativa al ançando a todos !uantos se en ontrem na situação de fato abrangida por seus pre eitos' 4ais atos se assemel#am .s leis" revog1veis a !ual!uer tempo" não ense*ando a possibilidade de ser invalidados por mandado de segurança" através do Poder (udi i1rio" salvo se de suas normas #ouver ato de e$e ução violador de direito l+!uido e erto' ?s atos gerais se sobrep%em aos individuais" ainda !ue emanados da mesma autoridade' ?s efeitos e$ternos de tais atos s& se materiali/am om a sua publi ação no &rgão de divulgação da pessoa *ur+di a !ue os editou" salvo nas prefeituras !ue não os possua" #ip&tese em !ue a publi idade ser1 al ançada om a sua afi$ação em lo al a ess+vel ao públi o' 1 Atos Individ*ais São os !ue se dirigem a destinat1rios *ur+di a parti ular' ertos e determinados" riando uma situação 4ais atos podem al ançar diversas pessoas" sendo !ue normalmente riam direitos sub*etivos" ir unst7n ia !ue impede a administração de revog10los" onforme resulta e$treme de dúvida do verbete nE FG<" da Súmula do S4=' .ntretanto" a Administração pode anular atos individuais !uando verifi ada a o orr3n ia de ilegalidade na sua formação" uma ve/ !ue o ato nulo não gera direitos' Auando de efeitos e$ternos" tais atos entram em vigor a partir de sua publi ação" podendo a publi idade limitar0se ao 7mbito da Administração" !uando se tratar de atos de efeitos internos ou restrito a seus destinat1rios' .$emplos de atos individuais: de reto de desapropriação" de reto de nomeação' Q*anto ao A(cance 1 Atos Internos ? ato administrativo interno é a!uele u*a efi 1 ia se limita e se restringe ao re esso das repaitiç%es administrativas e" por isso mesmo" in ide" normalmente" sobre &rgãos e agentes da Administração' ? ato interno pode ser geral ou espe ial" normativo" ordinat&rio" punitivo e de outras espé ies" onforme as e$ig3n ias do serviço públi o' 4 .

de isão da autoridade superior" da !ual emana a vontade da Administração' A pr1ti a de tais atos est1 deferida a servidores subalternos" sem poder de is&rio" os !uais apenas fa/em tramitar os papéis no 7mbito da repartição" sem serem vin ulantes ou possu+rem forma espe ial' 5 .ventual pro edimento administrativo !ue ante eda a pr1ti a do ato não l#e retira esta ara ter+sti a" posto !ue na sua e$e utoriedade a Administração e$teriori/a sua vontade obede endo aos ditames do 6ireito Privado' 1 Atos de E2%ediente São os atos !ue se destinam a impulsionar os pro essos administrativos" om vistas .$emplos de atos de império: a desapropriação e a interdição de atividades' 1 Atos de 4est5o São os !ue a Administração prati a sem valer0se da suprema ia do Poder Públi o' 4ais atos" em regra" são de nature/a privada" em !ue as partes 0 administração e administrados 0 se posi ionam em um mesmo patamar" de forma !ue ine$iste superioridade entre eles' .-eto 1 Atos de Im%3rio São a!ueles em !ue a Administração se vale de sua suprema ia para impor aos administrados e aos destinat1rios" m geral" o seu umprimento obrigat&rio' 4ais atos podem ser gerais ou espe iais" internos ou e$ternos" mas sempre unilaterais" e$pressando a vontade onipotente do . sua validade" por isso !ue s& produ/em efeitos ap&s a publi ação no &rgão ofi ial' Q*anto ao O.$emplo: ontrato de lo ação9 a!uisição de im&vel' .Sua publi idade fi a restrita . repartição" pres indindo" desta forma" de publi ação em &rgão ofi ial" bastando a ientifi ação direta dos interessados' :ormalmente" não geram direitos sub*etivos" por isso !ue" via de regra" são insus et+veis de orreição através de mandado de segurança' 1 Atos E2ternos São todos a!ueles !ue atingem administrados" ontratantes" e" em asos espe iais" os pr&prios servidores públi os' A ara ter+sti a de tais atos é !ue a publi idade se onstitui em elementos essen iais e indispens1veis .stado e o seu poder de oerção' .

Q*anto ao Re)ramento 1 Atos Discricion0rios e Vinc*(ados !Discricionariedade e Vinc*(aç5o$ :o desempen#o de suas funç%es" a Administração disp%e de ertos poderes !ue l#e asseguram a suprema ia sobre o parti ular" para !ue possa perseguir seus fins' ? prin ipal postulado de toda atividade administrativa" omo veremos mais adiante" é o prin +pio da legalidade" !ue limita os poderes do .la estabele eu os re!uisitos da pr1ti a do ato" sem dar ao administrador a liberdade de optar por outra forma de agir' Por isto é !ue se di/ !ue" diante do poder vin ulado" surge para o administrador um direito sub*etivo de e$igir da autoridade a edição do ato' .esta Sob o ponto de vista pr1ti o" a dis ri ionariedade *ustifi ase" !uer para evitar o automatismo" !uer para suprir a impossibilidade de o legislador prever todas as situaç%es poss+veis !ue o administrador ter1 de enfrentar' A din7mi a do interesse públi o e$ige a maleabilidade de atuação' A dis ri ionariedade é previamente legitimada pelo legislador' Segundo a professora 6i Pietro" normalmente" a dis ri ionariedade e$iste: a2 !uando a lei e$pressamente a remoção ex officio do servidor9 onfere . promulgação" autori/ando .elementos vin ulados2' 6a+ por!ue dis ri ionariedade não deve ser ultrapassa os limites da lei2' onfundida om arbitrariedade . autoridade agir om erta liberdade9 6 .stado" de forma a impedir os abusos e arbitrariedades' São os #amados poderes regrados ou vin ulados' 1 Atos Vinc*(ados o* Re)rados São a!ueles nos !uais a Administração age nos estritos limites da lei" simplesmente por!ue a lei não dei$ou opç%es' .m outros asos" bastante fre!Hentes" o regrarnento não atinge .nem pode atingir2 todas as situaç%es !ue a atuação administrativa pretende' :estes asos" a lei dei$a erta margem de liberdade de de isão diante do aso on reto" podendo o administrador optar por v1rias soluç%es poss+veis" perfeitamente v1lidas e l+ itas' @ o #amado poder dis ri ion1rio' Atos dis ri ion1rios são a!ueles em !ue o poder de atuação administrativa" onferido pela lei" permite ao administrador optar por uma ou outra solução" segundo ritérios de oportunidade" onveni3n ia" *ustiça e e!Hidade' Mesmo nestes asos" a atuação do administrador não é livre" por!ue ele se vin ula" obrigatoriamente" 1 ompet3n ia" finalidade e forma . Administração" omo o orre no aso de b2 !uando a lei é omissa" *1 !ue não pode prever todas as situaç%es supervenientes .

finalidade" também dis ri ionariedade' Iessalva se*a feita no aso orrespondente ao interesse públi o' :este aso" dis ri ion1ria" pois ela se refere a on eitos vagos finalidade é sempre vin ulada9 prevale e a vin ulação e não0 da finalidade em sentido amplo" pode0se di/er !ue a finalidade é e impre isos' :o sentido estrito" a 0 no !ue tange .2 !uando a lei prev3 determinada ompet3n ia" mas não estabele e a onduta a ser anotada . sua valori/ação sob ritérios omparativos"' .e$': e$oneração do servidor nomeado para argo em omissão29 ou !uando a lei define o motivo" porém" om noç%es vagas" impre isas" dei$ando a apre iação a ritério da onveni3n ia e oportunidade do Administrador .independentes2" 7 u*a .m suma" é o aspe to relativo .$': li ença de #abilitação para dirigir autom&veis ou a deliberação de um onsel#o' 1 Atos Com%(e2os São os !ue resultam da manifestação de dois ou mais &rgãos .e$': poder de pol+ ia2' Se a lei nada estabele e a respeito" a Administração es ol#e o momento !ue l#e pareça mais ade!uado para atingir a onse ução de determinado fim' . onveni3n ia e oportunidade' Q*anto 6 'ormaç5o 1 Atos Sim%(es São a!ueles !ue de orrem da de laração de vontade de um úni o &rgão" se*a ele singular ou olegiado' . onveni3n ia diante do interesse públi o' Segundo Seabra =agundes" "o mérito se rela iona intr+nse o" .$': aposentadoria do servidor om <J anos de ontribuição ou GK anos de idade' Ser1 dis ri ion1rio o motivo !uando a lei não o definir" dei$ando0o a ritério da Administração .ventualmente" a lei prev3 mais de uma forma poss+vel para prati ar o mesmo ato9 0 no motivo e no onteúdo do ato é !ue lo ali/a" omumente" a dis ri ionariedade' ? motivo ser1 vin ulado !uando a lei" ao des rev30lo" usar e$press%es pre isas" !ue não dão margem a !ual!uer tipo de interpretação' .e$': punição do servidor por falta grave ou pro edimento irregular2' ? mesmo se diga em relação ao onteúdo' )ostuma0se di/er !ue o ato vin ulado é analisado apenas sob o aspe to da legalidade e !ue o ato dis ri ion1rio deve ser analisado sob o aspe to da legalidade e do mérito administrativo" !ue di/ respeito .m relação aos elementos do ato administrativo" advirta0se: 0 o su*eito é sempre vin ulado9 s& pode prati ar o ato a!uele !ue tiver ompet3n ia9 0 no !ue di/ respeito . forma" os atos são geralmente vin ulados por!ue a lei previamente a define' .

$': a renún ia' Q*anto 6 E7ic0cia 1 Ato V0(ido @ a!uele !ue provém de autoridade ompetente para prati 10lo e 8 ontém todos os .$': venda de im&vel da Administração a parti ular' 1 Ato Modi7icativo @ o !ue tem por fim alterar situaç%es pree$istentes" sem suprimir direitos ou obrigaç%es' .m geral re lama autori/ação legislativa' .$s': e$pedição de ertidão" apostila de t+tulo de nomeação' 1 Ato A(ienativo @ o !ue opera a transfer3n ia de bens ou direitos de um titular a outro' .do 1 Constit*tivo @ o !ue ria uma situação *ur+di a individual para seus destinat1rios" em relação .$': mudança de #or1rio" de per urso ou de lo al de reunião' 1 Ato A.$': uma autori/ação !ue dependa do visto de uma autoridade superior' Q*anto ao Conte.dicativo @ a!uele u*o titular abre mão de um direito' @ irretrat1vel e in ondi ional' . Administração' .$: nomeação de fun ion1rio' 1 Ato E2tintivo P%e termo a situaç%es *ur+di as individuais' .$s': assação de autori/ação" en ampação de serviço de utilidade públi a' 1 Ato Dec(arat+rio Bisa a preservar direitos" re on#e er situaç%es pree$istentes" ou mesmo possibilitar seu e$er + io' .vontade se funde para formar um ato úni o' As vontades são #omog3neas e se unem para formar um s& ato' .$': a nomeação de um ministro do S4=' 1 Ato Com%osto Por seu turno" resulta da manifestação da vontade de dois ou mais &rgãos" sendo a vontade de um instrumental em relação . de outro" !ue edita o ato prin ipal' Se no ato omple$o" fundem0se vontades num s& ato" no ato omposto" #1 dois atos" um prin ipal e outro a ess&rio' Atos !ue dependem de autori/ação" aprovação" proposta" pare er" laudo té ni o" #omologação" et '" são" geralmente" ompostos' .

sua efi 1 ia' 1 Ato N*(o @ o !ue nas e afetado de vi io insan1vel por aus3n ia ou defeito substan ial em seus elementos onstitutivos ou no pro edimento formativo' A nulidade pode ser e$pl+ ita 0 alei omina e$pressamente" indi ando os v+ ios !ue l#e dão origem 0 e virtual" !ue de orre da infring3n ia de prin +pios espe +fi os de direito públi o" re on#e idos por interpretação das normas on ernentes ao ato' A nulidade tem efeito ex tunc" ou se*a" al ança o ato desde o seu nas imento" ressalvados" entretanto" direitos de ter eiros de boa0fé' ? ato anul1vel .$': instrução bai$ada por autoridade poli ial para !ue subordinados torturem presos' 9 .a!uele om v+ io san1vel e !ue não ausou pre*u+/os a ter eiros ou ao er1rio2 admite a onvalidação' 1 Ato Ine2istente @ o !ue possui" apenas" a apar3n ia de ato administrativo" mas não o é' :ormalmente é prati ado om usurpação de função públi a ou assiste no ampo do imposs+vel *ur+di o" na esfera dos omportamentos !ue o 6ireito normalmente inadmite" isto é" dos rimes' .re!uisitos ne ess1rios .

vinte por ento2 das vagas ofere idas no on urso' L<o As universidades e instituiç%es de pes!uisa ient+fi a e te nol&gi a federais poderão prover seus argos om professores" té ni os e ientistas estrangeiros" de a ordo om as normas e os pro edimentos desta Lei.Ievogado pela Lei nR S'J>G" de MK'M>'SG2 B 0 readaptação9 10 . Do #rovimento< Vac=ncia< Remoç5o< Redistri. Art'Po ? provimento dos argos públi os far0se01 mediante ato da autoridade ompetente de ada Poder' Art'Go A investidura em argo públi o o orrer1 om a posse' Art'Qo São formas de provimento de argo públi o: 8 0 nomeação9 88 0 promoção9 888 0 .Ievogado pela Lei nR S'J>G" de MK'M>'SG2 8B 0 .stit*iç5o Do #rovimento Dis%osiç>es 4erais Art'Jo São re!uisitos b1si os para investidura em argo públi o: 8 0 a na ionalidade brasileira9 88 0 o go/o dos direitos pol+ti os9 888 0 a !uitação om as obrigaç%es militares e eleitorais9 8B 0 o n+vel de es olaridade e$igido para o e$er + io do argo9 B 0 a idade m+nima de de/oito anos9 B8 0 aptidão f+si a e mental' LMo As atribuiç%es do argo podem *ustifi ar a e$ig3n ia de outros re!uisitos estabele idos em lei' L>o Ns pessoas portadoras de defi i3n ia é assegurado o direito de se ins rever em on urso públi o para provimento de argo u*as atribuiç%es se*am ompat+veis om a defi i3n ia de !ue são portadoras9 para tais pessoas serão reservadas até >KO .*iç5o e S*."EI 89::.

(ico Art'MM' ? on urso ser1 de provas ou de provas e t+tulos" podendo ser reali/ado em duas etapas" onforme dispuserem a lei e o regulamento do respe tivo plano de arreira" ondi ionada a ins rição do andidato ao pagamento do valor fi$ado no edital" !uando indispens1vel ao seu usteio" e ressalvadas as #ip&teses de isenção nele e$pressamente previstas' Art'M>' ? on urso públi o ter1 validade de até > ..B8 0 reversão9 B88 0 aproveitamento9 B888 0 reintegração9 8T 0 re ondução' Da Nomeaç5o Art'So A nomeação far0se01: 8 0 em ar1ter efetivo" !uando se tratar de argo isolado de provimento efetivo ou de arreira9 88 0 em omissão" in lusive na ondição de interino" para argos de onfiança vagos' Par1grafo úni o' ? servidor o upante de argo em omissão ou de nature/a espe ial poder1 ser nomeado para ter e$er + io" interinamente" em outro argo de onfiança" sem pre*u+/o das atribuiç%es do !ue atualmente o upa" #ip&tese em !ue dever1 optar pela remuneração de um deles durante o per+odo da interinidade' Art'MK' A nomeação para argo de arreira ou argo isolado de provimento efetivo depende de prévia #abilitação em on urso públi o de provas ou de provas e t+tulos" obede idos a ordem de lassifi ação e o pra/o de sua validade' Par1grafo úni o' ?s demais re!uisitos para o ingresso e o desenvolvimento do servidor na arreira" mediante promoção" serão estabele idos pela lei !ue fi$ar as diretri/es do sistema de arreira na Administração Públi a =ederal e seus regulamentos' Do Conc*rso #.dois 2 anos" podendo ser prorrogado uma úni a ve/" por igual per+odo' LMo ? pra/o de validade do on urso e as ondiç%es de sua reali/ação serão fi$ados em edital" !ue ser1 publi ado no 6i1rio ?fi ial da União e em *ornal di1rio de grande ir ulação' L>o :ão se abrir1 novo on urso en!uanto #ouver anterior om pra/o de validade não e$pirado' andidato aprovado em on urso Da #osse e do E2ercício 11 .

m se tratando de servidor" !ue este*a na data de publi ação do ato de provimento" em li ença prevista nos in isos 8" 888 e B do art' QM" ou afastado nas #ip&teses dos in isos 8" 8B" B8" B888" al+neas "a"" "b"" "d"" "e" e "f"" 8T e T do art' MK>" o pra/o ser1 ontado do término do impedimento' L<o A posse poder1 dar0se mediante pro uração espe +fi a' LFo S& #aver1 posse nos asos de provimento de argo por nomeação' LJo :o ato da posse" o servidor apresentar1 de laração de bens e valores !ue onstituem seu patrimVnio e de laração !uanto ao e$er + io ou não de outro argo" emprego ou função públi a' LPo Ser1 tornado sem efeito o ato de provimento se a posse não o orrer no pra/o previsto no LMo deste artigo' Art'MF' A posse em argo públi o depender1 de prévia inspeção médi a ofi ial' Par1grafo úni o' S& poder1 ser empossado a!uele !ue for *ulgado apto f+si a e mentalmente para o e$er + io do argo' Art'MJ' .$er + io é o efetivo desempen#o das atribuiç%es do argo públi o ou da função de onfiança' LMo @ de !uin/e dias o pra/o para o servidor empossado em argo públi o entrar em e$er + io" ontados da data da posse' L>o ? servidor ser1 e$onerado do argo ou ser1 tornado sem efeito o ato de sua designação para função de onfiança" se não entrar em e$er + io nos pra/os previstos neste artigo" observado o disposto no art' MQ' L<o N autoridade ompetente do &rgão ou entidade para onde for nomeado ou designado o servidor ompete dar0l#e e$er + io' LFo ? in+ io do e$er + io de função de onfiança oin idir1 om a data de publi ação do ato de designação" salvo !uando o servidor estiver em li ença ou afastado por !ual!uer outro motivo legal" #ip&tese em !ue re air1 no primeiro dia útil ap&s o término do impedimento" !ue não poder1 e$ eder a trinta dias da publi ação' Art'MP' ? in+ io" a suspensão" a interrupção e o rein+ io do e$er + io serão registrados no 12 .Art'M<' posse dar0se01 pela assinatura do respe tivo termo" no !ual deverão onstar as atribuiç%es" os deveres" as responsabilidades e os direitos inerentes ao argo o upado" !ue não poderão ser alterados unilateralmente" por !ual!uer das partes" ressalvados os atos de of+ io previstos em lei' LMo A posse o orrer1 no pra/o de trinta dias provimento' ontados da publi ação do ato de L>o .

assentamento individual do servidor' Par1grafo úni o' Ao entrar em e$er + io" o servidor apresentar1 ao &rgão ompetente os elementos ne ess1rios ao seu assentamento individual' Art'MG' A promoção não interrompe o tempo de e$er + io" !ue é ontado no novo posi ionamento na arreira a partir da data de publi ação do ato !ue promover o servidor' Art'MQ' ? servidor !ue deva ter e$er + io em outro muni +pio em ra/ão de ter sido removido" redistribu+do" re!uisitado" edido ou posto em e$er + io provis&rio ter1" no m+nimo" de/ e" no m1$imo" trinta dias de pra/o" ontados da publi ação do ato" para a retomada do efetivo desempen#o das atribuiç%es do argo" in lu+do nesse pra/o o tempo ne ess1rio para o deslo amento para a nova sede' LMo :a #ip&tese de o servidor en ontrar0se em li ença ou afastado legalmente" o pra/o a !ue se refere este artigo ser1 ontado a partir do término do impedimento' L>o @ fa ultado ao servidor de linar dos pra/os estabele idos no ca%*t' Art'MS' ?s servidores umprirão *ornada de trabal#o fi$ada em ra/ão das atribuiç%es pertinentes aos respe tivos argos" respeitada a duração m1$ima do trabal#o semanal de !uarenta #oras e observados os limites m+nimo e m1$imo de seis #oras e oito #oras di1rias" respe tivamente' LMo ? o upante de argo em omissão ou função de onfiança submete0se a regime de integral dedi ação ao serviço" observado o disposto no art' M>K" podendo ser onvo ado sempre !ue #ouver interesse da Administração' L>o ? disposto neste artigo não se apli a a duração de trabal#o estabele ida em leis espe iais' Art'>K' Ao entrar em e$er + io" o servidor nomeado para argo de provimento efetivo fi ar1 su*eito a est1gio probat&rio por per+odo de >F .!uatro2 meses antes de findo o per+odo do est1gio probat&rio" ser1 submetida . #omologação da autoridade ompetente a avaliação do desempen#o do servidor" reali/ada por omissão onstitu+da para essa finalidade" de a ordo om o !ue dispuser a lei ou o regulamento da respe tiva arreira ou argo" sem pre*u+/o da ontinuidade de 13 .vinte e !uatro2 meses" durante o !ual a sua aptidão e apa idade serão ob*eto de avaliação para o desempen#o do argo" observados os seguinte fatores: 8 0 assiduidade9 88 0 dis iplina9 888 0 apa idade de ini iativa9 8B 0 produtividade9 B0 responsabilidade' L Mo F .

soli itação9 14 .spe ial" argos de provimento em omissão do Drupo06ireção e Assessoramento Superiores 0 6AS" de n+veis P" J e F" ou e!uivalentes' LFo Ao servidor em est1gio probat&rio somente poderão ser on edidas as li enças e os afastamentos previstos nos arts' QM" in isos 8 a 8B" SF" SJ e SP" bem assim afastamento para parti ipar de urso de formação de orrente de aprovação em on urso para outro argo na Administração Públi a =ederal' LJo ? est1gio probat&rio fi ar1 suspenso durante as li enças e os afastamentos previstos nos arts' Q<" QF" L Mo" QP e SP" bem assim na #ip&tese de parti ipação em urso de formação" e ser1 retomado a partir do término do impedimento' Da Reada%taç5o Art'>F' Ieadaptação é a investidura do servidor em argo de atribuiç%es e responsabilidades ompat+veis om a limitação !ue ten#a sofrido em sua apa idade f+si a ou mental verifi ada em inspeção médi a' LMo Se *ulgado in apa/ para o serviço públi o" o readaptando ser1 aposentado' L>o A readaptação ser1 efetivada em argo de atribuiç%es afins" respeitada a #abilitação e$igida" n+vel de es olaridade e e!uival3n ia de ven imentos e" na #ip&tese de ine$ist3n ia de argo vago" o servidor e$er er1 suas atribuiç%es omo e$ edente" até a o orr3n ia de vaga' Da Revers5o Art'>J' Ieversão é o retorno .apuração dos fatores enumerados nos in isos 8 a B do aput deste artigo' L>o ? servidor não aprovado no est1gio probat&rio ser1 e$onerado ou" se est1vel" re ondu/ido ao argo anteriormente o upado" observado o disposto no par1grafo úni o do art' >S' L<o ? servidor em est1gio probat&rio poder1 e$er er !uais!uer argos de provimento em omissão ou funç%es de direção" #efia ou assessoramento no &rgão ou entidade de lotação" e somente poder1 ser edido a outro &rgão ou entidade para o upar argos de :ature/a . atividade de servidor aposentado: 8 0 por invalide/" !uando *unta médi a ofi ial de larar insubsistentes os motivos da aposentadoria9 ou 88 0 no interesse da administração" desde !ue: a2 ten#a soli itado a reversão9 b2 a aposentadoria ten#a sido volunt1ria9 2 est1vel !uando na atividade9 d2 a aposentadoria ten#a o orrido nos in o anos anteriores .

setenta2 anos de idade' Da Reinte)raç5o Art'>Q A reintegração é a reinvestidura do servidor est1vel no argo anteriormente o upado" ou no argo resultante de sua transformação" !uando invalidada a sua demissão por de isão administrativa ou *udi ial" om ressar imento de todas as vantagens' LMo :a #ip&tese de o argo ter sido e$tinto" o servidor fi ar1 em disponibilidade" observado o disposto nos arts' <K e <M' L>o . aposentadoria' LJo ? servidor de !ue trata o in iso 88 somente ter1 os proventos al ulados om base nas regras atuais se permane er pelo menos in o anos no argo' LPo ? Poder .$e utivo regulamentar1 o disposto neste artigo' Art'>P' .e2 #a*a argo vago' LMo A reversão far0se01 no mesmo argo ou no argo resultante de sua transformação' L>o ? tempo em !ue o servidor estiver em e$er + io ser1 onsiderado para on essão da aposentadoria' L<o :o aso do in iso 8" en ontrando0se provido o atribuiç%es omo e$ edente" até a o orr3n ia de vaga' argo" o servidor e$er er1 suas LFo ? servidor !ue retornar .Ievogado pela Medida Provis&ria nR >'>>J0FJ" de F'S'>KKM2 Art'>G' :ão poder1 reverter o aposentado !ue *1 tiver ompletado GK . indeni/ação ou aproveitado em outro argo" ou" ainda" posto em disponibilidade' Da Recond*ç5o Art'>S' Ie ondução é o retorno do servidor est1vel ao argo anteriormente o upado e de orrer1 de: 8 0 inabilitação em est1gio probat&rio relativo a outro argo9 88 0 reintegração do anterior o upante' 15 .n ontrando0se provido o argo" o seu eventual o upante ser1 re ondu/ido ao argo de origem" sem direito . atividade por interesse da administração per eber1" em substituição aos proventos da aposentadoria" a remuneração do argo !ue voltar a e$er er" in lusive om as vantagens de nature/a pessoal !ue per ebia anteriormente .

i(idade e do A%roveitamento Art'<K' ? retorno . atividade de servidor em disponibilidade far0se01 mediante aproveitamento obrigat&rio em argo de atribuiç%es e ven imentos ompat+veis om o anteriormente o upado' Art'<M' ? &rgão )entral do Sistema de Pessoal )ivil determinar1 o imediato aproveitamento de servidor em disponibilidade em vaga !ue vier a o orrer nos &rgãos ou entidades da Administração Públi a =ederal' Par1grafo úni o' :a #ip&tese prevista no L < o do art' <G" o servidor posto em disponibilidade poder1 ser mantido sob responsabilidade do &rgão entral do Sistema de Pessoal )ivil da Administração =ederal 0 S8P.Par1grafo úni o' .n ontrando0se provido o argo de origem" o servidor ser1 aproveitado em outro" observado o disposto no art' <K' Da Dis%oni.Ievogado pela Lei nR S'J>G" de MK'M>'SG2 B 0 .)" até o seu ade!uado aproveitamento em outro &rgão ou entidade' Art'<>' Ser1 tornado sem efeito o aproveitamento e assada a disponibilidade se o servidor não entrar em e$er + io no pra/o legal" salvo doença omprovada por *unta médi a ofi ial' Da Vac=ncia Art'<<' A va 7n ia do argo públi o de orrer1 de: 8 0 e$oneração9 88 0 demissão9 888 0 promoção9 8B 0 .Ievogado pela Lei nR S'J>G" de MK'M>'SG2 B8 0 readaptação9 B88 0 aposentadoria9 B888 0 posse em outro argo ina umul1vel9 8T 0 fale imento' Art' <F' A e$oneração de argo efetivo dar0se01 a pedido do servidor" ou de of+ io' Par1grafo úni o' A e$oneração de of+ io dar0se01: 8 0 !uando não satisfeitas as ondiç%es do est1gio probat&rio9 16 .

Da Redistri.)" observados os seguintes pre eitos: 8 0 interesse da administração9 88 0 e!uival3n ia de ven imentos9 888 0 manutenção da ess3n ia das atribuiç%es do argo9 17 .*iç5o Art'<G' Iedistribuição é o deslo amento de argo de provimento efetivo" o upado ou vago no 7mbito do !uadro geral de pessoal" para outro &rgão ou entidade do mesmo Poder" om prévia apre iação do &rgão entral do S8P.s suas e$pensas e onste do seu assentamento fun ional" ondi ionada .88 0 !uando" tendo tomado posse" o servidor não entrar em e$er + io no pra/o estabele ido' Art' <J' A e$oneração de argo em omissão e a dispensa de função de onfiança dar0se0 1: 8 0 a *u+/o da autoridade ompetente9 88 0 a pedido do pr&prio servidor' Da Remoç5o e da Redistri.*iç5o Da Remoç5o Art'<P' Iemoção é o deslo amento do servidor" a pedido ou de of+ io" no 7mbito do mesmo !uadro" om ou sem mudança de sede' Par1grafo úni o' Para fins do disposto neste artigo" entende0se por modalidades de remoção: 8 0 de of+ io" no interesse da Administração9 88 0 a pedido" a ritério da Administração9 888 0 a pedido" para outra lo alidade" independentemente do interesse da Administração: a2 para a ompan#ar Vn*uge ou ompan#eiro" também servidor públi o ivil ou militar" de !ual!uer dos Poderes da União" dos . omprovação por *unta médi a ofi ial9 2 em virtude de pro esso seletivo promovido" na #ip&tese em !ue o número de interessados for superior ao número de vagas" de a ordo om normas preestabele idas pelo &rgão ou entidade em !ue a!ueles este*am lotados .stados" do 6istrito =ederal e dos Muni +pios" !ue foi deslo ado no interesse da Administração9 b2 por motivo de saúde do servidor" Vn*uge" ompan#eiro ou dependente !ue viva .

s ne essidades dos serviços" in lusive nos asos de reorgani/ação" e$tinção ou riação de &rgão ou entidade' L>o A redistribuição de argos efetivos vagos se dar1 mediante ato on*unto entre o &rgão entral do S8P.8B 0 vin ulação entre os graus de responsabilidade e omple$idade das atividades9 B 0 mesmo n+vel de es olaridade" espe ialidade ou #abilitação profissional9 B8 0 ompatibilidade entre as atribuiç%es do argo e as finalidades institu ionais do &rgão ou entidade' LMo A redistribuição o orrer1 ex officio para a*ustamento de lotação e da força de trabal#o . retribuição pelo e$er + io do argo ou função de direção ou #efia ou de argo de :ature/a .spe ial terão substitutos indi ados no regimento interno ou" no aso de omissão" previamente designados pelo dirigente m1$imo do &rgão ou entidade' LMo ? substituto assumir1 autom1ti a e umulativamente" sem pre*u+/o do argo !ue o upa" o e$er + io do argo ou função de direção ou #efia e os de :ature/a .spe ial" nos afastamentos" impedimentos legais ou regulamentares do titular e na va 7n ia do argo" #ip&teses em !ue dever1 optar pela remuneração de um deles durante o respe tivo per+odo' L>o ? substituto far1 *us .) e os &rgãos e entidades da Administração Públi a =ederal envolvidos' L<o :os asos de reorgani/ação ou e$tinção de &rgão ou entidade" e$tinto o argo ou de larada sua desne essidade no &rgão ou entidade" o servidor est1vel !ue não for redistribu+do ser1 olo ado em disponibilidade" até seu aproveitamento na forma dos arts' <K e <M' LFo ? servidor !ue não for redistribu+do ou olo ado em disponibilidade poder1 ser mantido sob responsabilidade do &rgão entral do S8P.stit*iç5o Art'<Q' ?s servidores investidos em argo ou função de direção ou #efia e os o upantes de argo de :ature/a .)" e ter e$er + io provis&rio" em outro &rgão ou entidade" até seu ade!uado aproveitamento' Da S*.spe ial" nos asos dos afastamentos ou impedimentos legais do titular" superiores a trinta dias onse utivos" paga na proporção dos dias de efetiva substituição" !ue e$ ederem o referido per+odo' Art'<S' ? disposto no artigo anterior apli a0se aos titulares de unidades administrativas organi/adas em n+vel de assessoria' Dos Direitos e Vanta)ens Do Vencimento e da Rem*neraç5o Art'FK' Ben imento é a retribuição pe uni1ria pelo e$er + io de argo públi o" om valor fi$ado em lei' 18 .

soma dos valores per ebidos omo remuneração" em espé ie" a !ual!uer t+tulo" no 7mbito dos respe tivos Poderes" pelos Ministros de .$ luem0se do teto de remuneração as vantagens previstas nos in isos 88 a B88 do art' PM' Art' F<' . nature/a ou ao lo al de trabal#o' L Jo :en#um servidor re eber1 remuneração inferior ao sal1rio0m+nimo' Art'F>' :en#um servidor poder1 per eber" mensalmente" a t+tulo de remuneração" import7n ia superior .Ievogado pela Lei nR S'P>F" de >'F'SQ2 Art'FF' ? servidor perder1: 8 0 a remuneração do dia em !ue faltar ao serviço" sem motivo *ustifi ado9 88 0 a par ela de remuneração di1ria" propor ional aos atrasos" aus3n ias *ustifi adas" ressalvadas as on ess%es de !ue trata o art' SG" e sa+das ante ipadas" salvo na #ip&tese de ompensação de #or1rio" até o m3s subse!Hente ao da o orr3n ia" a ser estabele ida pela #efia imediata' Par1grafo úni o' As faltas *ustifi adas de orrentes de aso fortuito ou de força maior poderão ser ompensadas a ritério da #efia imediata" sendo assim onsideradas omo efetivo e$er + io' Art'FJ' Salvo por imposição legal" ou mandado *udi ial" nen#um des onto in idir1 sobre a remuneração ou provento' Par1grafo úni o' Mediante autori/ação do servidor" poder1 #aver onsignação em fol#a de pagamento a favor de ter eiros" a ritério da administração e om reposição de ustos" na forma definida em regulamento' Art' FP' As reposiç%es e indeni/aç%es ao er1rio" atuali/adas até <K de *un#o de MSSF" 19 .stado" por membros do )ongresso :a ional e Ministros do Supremo 4ribunal =ederal' Par1grafo úni o' .Art'FM' Iemuneração é o ven imento do argo efetivo" a res ido das vantagens pe uni1rias permanentes estabele idas em lei' LMo A remuneração do servidor investido em função ou argo em omissão ser1 paga na forma prevista no art' P>' L>o ? servidor investido em argo em omissão de &rgão ou entidade diversa da de sua lotação re eber1 a remuneração de a ordo om o estabele ido no LM o do art' S<' L<o ? ven imento do argo efetivo" a res ido das vantagens de ar1ter permanente" é irredut+vel' LFo @ assegurada a isonomia de ven imentos para argos de atribuiç%es iguais ou assemel#adas do mesmo Poder" ou entre servidores dos tr3s Poderes" ressalvadas as vantagens de ar1ter individual e as relativas .

serão previamente omuni adas ao servidor ativo" aposentado ou ao pensionista" para pagamento" no pra/o m1$imo de trinta dias" podendo ser par eladas" a pedido do interessado' LMo ? valor de ada par ela não poder1 ser inferior ao orrespondente a de/ por ento da remuneração" provento ou pensão' L>o Auando o pagamento indevido #ouver o orrido no m3s anterior ao do pro essamento da fol#a" a reposição ser1 feita imediatamente" em uma úni a par ela' L<o :a #ip&tese de valores re ebidos em de orr3n ia de umprimento a de isão liminar" a tutela ante ipada ou a sentença !ue ven#a a ser revogada ou res indida" serão eles atuali/ados até a data da reposição' Art'FG' ? servidor em débito om o er1rio" !ue for demitido" e$onerado ou !ue tiver sua aposentadoria ou disponibilidade assada" ter1 o pra/o de sessenta dias para !uitar o débito' Par1grafo úni o' A não !uitação do débito no pra/o previsto impli ar1 sua ins rição em d+vida ativa' Art'FQ' ? ven imento" a remuneração e o provento não serão ob*eto de arresto" se!uestro ou pen#ora" e$ eto nos asos de prestação de alimentos resultante de de isão *udi ial' Das Vanta)ens Art'FS' Além do ven imento" poderão ser pagas ao servidor as seguintes vantagens: 8 0 indeni/aç%es9 88 0 gratifi aç%es9 888 0 adi ionais' LMo As indeni/aç%es não se in orporam ao ven imento ou provento para !ual!uer efeito' L>o As gratifi aç%es e os adi ionais in orporam0se ao ven imento ou provento" nos asos e ondiç%es indi ados em lei' Art'JK' As vantagens pe uni1rias não serão omputadas" nem a umuladas" para efeito de on essão de !uais!uer outros a rés imos pe uni1rios ulteriores" sob o mesmo t+tulo ou id3nti o fundamento' Das Indeni?aç>es Art'JM' )onstituem indeni/aç%es ao servidor: 8 0 a*uda de usto9 20 .

!uele !ue" não sendo servidor da União" for nomeado para argo em omissão" om mudança de domi +lio' Par1grafo úni o' :o afastamento previsto no in iso 8 do art' S<" a a*uda de usto ser1 paga pelo &rgão ession1rio" !uando ab+vel' Art'JG' ? servidor fi ar1 obrigado a restituir a a*uda de usto !uando" in*ustifi adamente" não se apresentar na nova sede no pra/o de <K .88 0 di1rias9 888 0 transporte' 8B 0 au$+lio0moradia' Art'J>' ?s valores das indeni/aç%es estabele idas nos in isos 8 a 888 do art' JM" assim omo as ondiç%es para a sua on essão" serão estabele idos em regulamento' Da A-*da de C*sto Art'J<' A a*uda de usto destina0se a ompensar !ue" no interesse do serviço" passar a ter e$er domi +lio em ar1ter permanente" vedado o duplo tempo" no aso de o Vn*uge ou ompan#eiro servidor" vier a ter e$er + io na mesma sede' as despesas de instalação do servidor + io em nova sede" om mudança de pagamento de indeni/ação" a !ual!uer !ue deten#a também a ondição de LMo )orrem por onta da administração as despesas de transporte do servidor e de sua fam+lia" ompreendendo passagem" bagagem e bens pessoais' L>o N fam+lia do servidor !ue fale er na nova sede são assegurados a*uda de usto e transporte para a lo alidade de origem" dentro do pra/o de M .trinta2 dias' Das Di0rias Art'JQ' ? servidor !ue" a serviço" afastar0se da sede em ar1ter eventual ou transit&rio para outro ponto do territ&rio na ional ou para o e$terior" far1 *us a passagens e di1rias destinadas a indeni/ar as par elas de despesas e$traordin1ria om pousada" alimentação e lo omoção urbana" onforme dispuser em regulamento' LMo A di1ria ser1 on edida por dia de afastamento" sendo devida pela metade !uando o deslo amento não e$igir pernoite fora da sede" ou !uando a União ustear" por meio diverso" as despesas e$traordin1rias obertas por di1rias' L>o :os asos em !ue o deslo amento da sede onstituir e$ig3n ia permanente do argo" 21 .tr3s2 meses' Art'JJ' :ão ser1 on edida a*uda de usto ao servidor !ue se afastar do reassumi0lo" em virtude de mandato eletivo' argo" ou Art'JP' Ser1 on edida a*uda de usto .um2 ano" ontado do &bito' Art'JF' A a*uda de usto é al ulada sobre a remuneração do servidor" onforme se dispuser em regulamento" não podendo e$ eder a import7n ia orrespondente a < .

in o2 dias' Par1grafo úni o' :a #ip&tese de o servidor retornar .stado ou e!uivalentes9 B8 0 o Muni +pio no !ual assuma o argo em omissão ou função de onfiança não se en!uadre nas #ip&teses do art' JQ" L < o" em relação ao lo al de resid3n ia ou domi +lio do servidor9 22 .o servidor não far1 *us a di1rias' L<o 4ambém não far1 *us a di1rias o servidor !ue se deslo ar dentro da mesma região metropolitana" aglomeração urbana ou mi rorregião" onstitu+das por muni +pios lim+trofes e regularmente institu+das" ou em 1reas de ontrole integrado mantidas om pa+ses lim+trofes" u*a *urisdição e ompet3n ia dos &rgãos" entidades e servidores brasileiros onsidera0se estendida" salvo se #ouver pernoite fora da sede" #ip&teses em !ue as di1rias pagas serão sempre as fi$adas para os afastamentos dentro do territ&rio na ional' Art'JS' ? servidor !ue re eber di1rias e não se afastar da sede" por !ual!uer motivo" fi a obrigado a restitu+0las integralmente" no pra/o de J .spe ial" de Ministro de . sede em pra/o menor do !ue o previsto para o seu afastamento" restituir1 as di1rias re ebidas em e$ esso" no pra/o previsto no ca%*t' Da Indeni?aç5o de Trans%orte Art'PK' )on eder0se01 indeni/ação de transporte ao servidor !ue reali/ar despesas om a utili/ação de meio pr&prio de lo omoção para a e$e ução de serviços e$ternos" por força das atribuiç%es pr&prias do argo" onforme se dispuser em regulamento' Subseção 8B Do A*2í(io@Moradia Art'PK0A' ? au$+lio0moradia onsiste no ressar imento das despesas omprovadamente reali/adas pelo servidor om aluguel de moradia ou om meio de #ospedagem administrado por empresa #oteleira" no pra/o de um m3s ap&s a omprovação da despesa pelo servidor' Art'PK0-' )on eder0se01 au$+lio0moradia ao servidor se atendidos os seguintes re!uisitos: 8 0 não e$ista im&vel fun ional dispon+vel para uso pelo servidor9 88 0 o Vn*uge ou ompan#eiro do servidor não o upe im&vel fun ional9 888 0 o servidor ou seu Vn*uge ou ompan#eiro não se*a ou ten#a sido propriet1rio" promitente omprador" ession1rio ou promitente ession1rio de im&vel no Muni +pio aonde for e$er er o argo" in lu+da a #ip&tese de lote edifi ado sem averbação de onstrução" nos do/e meses !ue ante ederem a sua nomeação9 8B 0 nen#uma outra pessoa !ue resida om o servidor re eba au$+lio0moradia9 B 0 o servidor ten#a se mudado do lo al de resid3n ia para o upar argo em omissão ou função de onfiança do Drupo06ireção e Assessoramento Superiores 0 6AS" n+veis F" J e P" de :ature/a .

disposição do servidor ou a!uisição de im&vel" o au$+lio0moradia ontinuar1 sendo pago por um m3s' Das 4rati7icaç>es e Adicionais Art'PM' Além do ven imento e das vantagens previstas nesta Lei" serão deferidos aos servidores as seguintes retribuiç%es" gratifi aç%es e adi ionais: 8 0 retribuição pelo e$er + io de função de direção" #efia e assessoramento9 88 0 gratifi ação natalina9 888 0 .stado' L >o 8ndependentemente do valor do argo em omissão ou função omissionada" fi a garantido a todos os !ue preen #erem os re!uisitos o ressar imento até o valor de IW M'QKK"KK .Ievogado pela Medida Provis&ria nR >'>>J0FJ" de F'S'>KKM2 8B 0 adi ional pelo e$er + io de atividades insalubres" perigosas ou penosas9 B 0 adi ional pela prestação de serviço e$traordin1rio9 23 .mil e oito entos reais2' Art'PK0.oito2 anos dentro de ada per+odo de M> .do/e2 anos' Par1grafo úni o' 4rans orrido o pra/o de Q .vinte e in o por ento2 da remuneração de Ministro de .' :o aso de fale imento" e$oneração" olo ação de im&vel fun ional .desta Lei" não se apli ando" no aso" o par1grafo úni o do itado art' PK0-' Art' PK06' ? valor mensal do au$+lio0moradia é limitado a >JO .stado o upado' L Mo ? valor do au$+lio0moradia não poder1 superar >JO .vinte e in o por ento2 do valor do argo em omissão" função omissionada ou argo de Ministro de .oito2 anos dentro de ada per+odo de M> .do/e2 anos" o pagamento somente ser1 retomado se observados" além do disposto no aput deste artigo" os re!uisitos do aput do art' PK0.B88 0 o servidor não ten#a sido domi iliado ou ten#a residido no Muni +pio" nos últimos do/e meses" aonde for e$er er o argo em omissão ou função de onfiança" des onsiderando0se pra/o inferior a sessenta dias dentro desse per+odo9 e B888 0 o deslo amento não ten#a sido por força de alteração de lotação ou nomeação para argo efetivo' 8T 0 o deslo amento ten#a o orrido ap&s <K de *un#o de >KKP' Par1grafo úni o' Para fins do in iso B88" não ser1 onsiderado o pra/o no !ual o servidor estava o upando outro argo em omissão rela ionado no in iso B' Art' PK0)' ? au$+lio0moradia não ser1 on edido por pra/o superior a Q .

vinte2 do m3s de de/embro de ada ano' Art'PJ' ? servidor e$onerado per eber1 sua gratifi ação natalina" propor ionalmente aos meses de e$er + io" al ulada sobre a remuneração do m3s da e$oneração' Art'PP' A gratifi ação natalina não ser1 onsiderada para 1l ulo de !ual!uer vantagem pe uni1ria' Dos Adicionais de Insa(*.ridade< #eric*(osidade o* Atividades #enosas Art'PQ' ?s servidores !ue trabal#em om #abitualidade em lo ais insalubres ou em ontato permanente om subst7n ias t&$i as" radioativas ou om ris o de vida" fa/em *us a um adi ional sobre o ven imento do argo efetivo' LMo ? servidor !ue fi/er *us aos adi ionais de insalubridade e de peri ulosidade dever1 optar por um deles' 24 .!uin/e2 dias ser1 onsiderada omo m3s integral' Art'PF' A gratifi ação ser1 paga até o dia >K .um do/e avos2 da remuneração a !ue o servidor fi/er *us no m3s de de/embro" por m3s de e$er + io no respe tivo ano' Par1grafo úni o' A fração igual ou superior a MJ . nature/a do trabal#o' 8T 0 gratifi ação por en argo de urso ou on urso' Da Retri.s revis%es gerais de remuneração dos servidores públi os federais' Da 4rati7icaç5o Nata(ina Art'P<' A gratifi ação natalina orresponde a MXM> .spe ial é devida retribuição pelo seu e$er + io' Par1grafo úni o' Lei espe +fi a estabele er1 a remuneração dos argos em omissão de !ue trata o in iso 88 do art' So' Art'P>0A' =i a transformada em Bantagem Pessoal :ominalmente 8dentifi ada 0 BP:8 a in orporação da retribuição pelo e$er + io de função de direção" #efia ou assessoramento" argo de provimento em omissão ou de :ature/a .*iç5o %e(o E2ercício de '*nç5o de Direç5o< CAe7ia e Assessoramento Art'P>' Ao servidor o upante de argo efetivo investido em função de direção" #efia ou assessoramento" argo de provimento em omissão ou de :ature/a .B8 0 adi ional noturno9 B88 0 adi ional de férias9 B888 0 outros" relativos ao lo al ou .spe ial a !ue se referem os arts' <o e MK da Lei no Q'SMM" de MM de *ul#o de MSSF" e o art' < o da Lei no S'P>F" de > de abril de MSSQ' Par1grafo úni o' A BP:8 de !ue trata o ca%*t deste artigo somente estar1 su*eita .

seis2 meses' Do Adiciona( %or Serviço E2traordin0rio Art'G<' ? serviço e$traordin1rio ser1 remunerado om a rés imo de JKO .um terço2 da remuneração do per+odo das férias' Par1grafo úni o' :o aso de o servidor e$er er função de direção" #efia ou assessoramento" ou o upar argo em omissão" a respe tiva vantagem ser1 onsiderada no 1l ulo do adi ional de !ue trata este artigo' 25 .L>o ? direito ao adi ional de insalubridade ou peri ulosidade essa om a eliminação das ondiç%es ou dos ris os !ue deram ausa a sua on essão' Art'PS' Haver1 permanente ontrole da atividade de servidores em operaç%es ou lo ais onsiderados penosos" insalubres ou perigosos' Par1grafo úni o' A servidora gestante ou la tante ser1 afastada" en!uanto durar a gestação e a la tação" das operaç%es e lo ais previstos neste artigo" e$er endo suas atividades em lo al salubre e em serviço não penoso e não perigoso' Art'GK' :a on essão dos adi ionais de atividades penosas" de insalubridade e de peri ulosidade" serão observadas as situaç%es estabele idas em legislação espe +fi a' Art'GM' ? adi ional de atividade penosa ser1 devido aos servidores em e$er + io em /onas de fronteira ou em lo alidades u*as ondiç%es de vida o *ustifi!uem" nos termos" ondiç%es e limites fi$ados em regulamento' Art'G>' ?s lo ais de trabal#o e os servidores !ue operam om Iaios T ou subst7n ias radioativas serão mantidos sob ontrole permanente" de modo !ue as doses de radiação ioni/ante não ultrapassem o n+vel m1$imo previsto na legislação pr&pria' Par1grafo úni o' ?s servidores a !ue se refere este artigo serão submetidos a e$ames médi os a ada P .m se tratando de serviço e$traordin1rio" o a rés imo de !ue trata este artigo in idir1 sobre a remuneração prevista no art' G<' Do Adiciona( de '3rias Art'GP' 8ndependentemente de soli itação" ser1 pago ao servidor" por o asião das férias" um adi ional orrespondente a MX< .vinte e in o por ento2" omputando0se ada #ora omo in!Henta e dois minutos e trinta segundos' Par1grafo úni o' . in o2 #oras do dia seguinte" ter1 o valor0#ora a res ido de >JO .duas2 #oras por *ornada' Do Adiciona( Not*rno Art'GJ' ? serviço noturno" prestado em #or1rio ompreendido entre >> .vinte e duas2 #oras de um dia e J . in!Henta por ento2 em relação . #ora normal de trabal#o' Art'GF' Somente ser1 permitido serviço e$traordin1rio para atender a situaç%es e$ ep ionais e tempor1rias" respeitado o limite m1$imo de > .

um inteiro e dois dé imos por ento2" em se tratando de atividade prevista nos in isos 888 e 8B do aput deste artigo' L >o A Dratifi ação por .Da 4rati7icaç5o %or Encar)o de C*rso o* Conc*rso Art' GP0A' A Dratifi ação por . ento e vinte2 #oras de trabal#o anuais" ressalvada situação de e$ ep ionalidade" devidamente *ustifi ada e previamente aprovada pela autoridade m1$ima do &rgão ou entidade" !ue poder1 autori/ar o a rés imo de até M>K .n argo de )urso ou )on urso é devida ao servidor !ue" em ar1ter eventual: 8 0 atuar omo instrutor em urso de formação" de desenvolvimento ou de treinamento regularmente institu+do no 7mbito da administração públi a federal9 88 0 parti ipar de ban a e$aminadora ou de omissão para e$ames orais" para an1lise urri ular" para orreção de provas dis ursivas" para elaboração de !uest%es de provas ou para *ulgamento de re ursos intentados por andidatos9 888 0 parti ipar da log+sti a de preparação e de reali/ação de on urso públi o envolvendo atividades de plane*amento" oordenação" supervisão" e$e ução e avaliação de resultado" !uando tais atividades não estiverem in lu+das entre as suas atribuiç%es permanentes9 8B 0 parti ipar da apli ação" fis ali/ar ou avaliar provas de e$ame vestibular ou de on urso públi o ou supervisionar essas atividades' L Mo ?s ritérios de on essão e os limites da gratifi ação de !ue trata este artigo serão fi$ados em regulamento" observados os seguintes par7metros: 8 0 o valor da gratifi ação ser1 al ulado em #oras" observadas a nature/a e a omple$idade da atividade e$er ida9 88 0 a retribuição não poder1 ser superior ao e!uivalente a M>K .n argo de )urso ou )on urso somente ser1 paga se as atividades referidas nos in isos do aput deste artigo forem e$er idas sem pre*u+/o das atribuiç%es do argo de !ue o servidor for titular" devendo ser ob*eto de ompensação de arga #or1ria !uando desempen#adas durante a *ornada de trabal#o" na forma do L F o do art' SQ desta Lei' L <o A Dratifi ação por .dois inteiros e dois dé imos por ento2" em se tratando de atividades previstas nos in isos 8 e 88 do aput deste artigo9 b2 M">O . ento e vinte2 #oras de trabal#o anuais9 888 0 o valor m1$imo da #ora trabal#ada orresponder1 aos seguintes per entuais" in identes sobre o maior ven imento b1si o da administração públi a federal: a2 >">O .n argo de )urso ou )on urso não se in orpora ao ven imento ou sal1rio do servidor para !ual!uer efeito e não poder1 ser utili/ada omo base de 1l ulo para !uais!uer outras vantagens" in lusive para fins de 1l ulo dos proventos da aposentadoria e das pens%es' 26 .

do/e2 meses de e$er + io' L>o @ vedado levar .Ievogado pela Lei nR S'J>G" de MK'M>'SG2 L<o ? servidor e$onerado do argo efetivo" ou em omissão" per eber1 indeni/ação relativa ao per+odo das férias a !ue tiver direito e ao in ompleto" na proporção de um do/e avos por m3s de efetivo e$er + io" ou fração superior a !uator/e dias' LFo A indeni/ação ser1 al ulada om base na remuneração do m3s em !ue for publi ado o ato e$onerat&rio' LJo .m aso de par elamento" o servidor re eber1 o valor adi ional previsto no in iso TB88 do art' Go da )onstituição =ederal !uando da utili/ação do primeiro per+odo' Art'GS' ? servidor !ue opera direta e permanentemente om Iaios T ou subst7n ias radioativas go/ar1 >K .dois2 dias antes do in+ io do respe tivo per+odo" observando0se o disposto no LM o deste artigo' L ME e L >E . onta de férias !ual!uer falta ao serviço' L<o As férias poderão ser par eladas em até tr3s etapas" desde !ue assim re!ueridas pelo servidor" e no interesse da administração públi a' Art'GQ' ? pagamento da remuneração das férias ser1 efetuado até > .vinte2 dias onse utivos de férias" por semestre de atividade profissional" proibida em !ual!uer #ip&tese a a umulação' Art'QK' As férias somente poderão ser interrompidas por motivo de alamidade públi a" omoção interna" onvo ação para *úri" serviço militar ou eleitoral" ou por ne essidade do serviço de larada pela autoridade m1$ima do &rgão ou entidade' Par1grafo úni o' ? restante do per+odo interrompido ser1 go/ado de uma s& ve/" observado o disposto no art' GG' Das "icenças Dis%osiç>es 4erais Art'QM' )on eder0se01 ao servidor li ença: 8 0 por motivo de doença em pessoa da fam+lia9 27 .Das '3rias Art'GG' ? servidor far1 *us a trinta dias de férias" !ue podem ser a umuladas" até o m1$imo de dois per+odos" no aso de ne essidade do serviço" ressalvadas as #ip&teses em !ue #a*a legislação espe +fi a' LMo Para o primeiro per+odo a!uisitivo de férias serão e$igidos M> .

Ievogado pela Lei nR S'J>G" de MK'M>'SG2 L<o @ vedado o e$er + io de atividade remunerada durante o per+odo da li ença prevista no in iso 8 deste artigo' Art'Q>' A li ença on edida dentro de PK .sessenta2 dias" onse utivos ou não" mantida a remuneração do servidor9 e 88 0 por até SK .88 0 por motivo de afastamento do Vn*uge ou ompan#eiro9 888 0 para o serviço militar9 8B 0 para atividade pol+ti a9 B 0 para apa itação9 B8 0 para tratar de interesses parti ulares9 B88 0 para desempen#o de mandato lassista' LMo A li ença prevista no in iso 8 do aput deste artigo bem omo ada uma de suas prorrogaç%es serão pre edidas de e$ame por per+ ia médi a ofi ial" observado o disposto no art' >KF desta Lei' L>o .do/e2 meses" observado o disposto no L < o" não poder1 ultrapassar os limites estabele idos nos in isos 8 e 88 do L >o' 28 .do/e2 meses ser1 deferimento da primeira li ença on edida' ontado a partir da data do L Fo A soma das li enças remuneradas e das li enças não remuneradas" in lu+das as respe tivas prorrogaç%es" on edidas em um mesmo per+odo de M> .noventa2 dias" onse utivos ou não" sem remuneração' L <o ? in+ io do interst+ io de M> .sessenta2 dias do término de outra da mesma espé ie ser1 onsiderada omo prorrogação' Da "icença %or Motivo de Doença em #essoa da 'amí(ia Art'Q<' Poder1 ser on edida li ença ao servidor por motivo de doença do Vn*uge ou ompan#eiro" dos pais" dos fil#os" do padrasto ou madrasta e enteado" ou dependente !ue viva a suas e$pensas e onste do seu assentamento fun ional" mediante omprovação por per+ ia médi a ofi ial' LMo A li ença somente ser1 deferida se a assist3n ia direta do servidor for indispens1vel e não puder ser prestada simultaneamente om o e$er + io do argo ou mediante ompensação de #or1rio" na forma do disposto no in iso 88 do art' FF' L >o A li ença de !ue trata o aput" in lu+das as prorrogaç%es" poder1 ser on edida a ada per+odo de do/e meses nas seguintes ondiç%es: 8 0 por até PK .

$e utivo e Legislativo' LMo A li ença ser1 por pra/o indeterminado e sem remuneração' L>o :o deslo amento de servidor u*o Vn*uge ou ompan#eiro também se*a servidor públi o" ivil ou militar" de !ual!uer dos Poderes da União" dos .trinta2 dias sem remuneração para reassumir o e$er + io do argo' Da "icença %ara Atividade #o(ítica Art'QP' ? servidor ter1 direito a li ença" sem remuneração" durante o per+odo !ue mediar entre a sua es ol#a em onvenção partid1ria" omo andidato a argo eletivo" e a véspera do registro de sua andidatura perante a (ustiça .Da "icença %or Motivo de A7astamento do CBn-*)e Art'QF' Poder1 ser on edida li ença ao servidor para a ompan#ar Vn*uge ou ompan#eiro !ue foi deslo ado para outro ponto do territ&rio na ional" para o e$terior ou para o e$er + io de mandato eletivo dos Poderes . li ença" assegurados os ven imentos do argo efetivo" somente pelo per+odo de tr3s meses' Da "icença %ara Ca%acitaç5o Art'QG' Ap&s ada !uin!u3nio de efetivo e$er + io" o servidor poder1" no interesse da Administração" afastar0se do e$er + io do argo efetivo" om a respe tiva remuneração" por até tr3s meses" para parti ipar de urso de apa itação profissional' Par1grafo úni o' ?s per+odos de li ença de !ue trata o ca%*t não são a umul1veis' Da "icença %ara Tratar de Interesses #artic*(ares Art'SM' A ritério da Administração" poderão ser on edidas ao servidor o upante de argo efetivo" desde !ue não este*a em est1gio probat&rio" li enças para o trato de assuntos parti ulares pelo pra/o de até tr3s anos onse utivos" sem remuneração' 29 .leitoral" até o dé imo dia seguinte ao do pleito' L>o A partir do registro da andidatura e até o dé imo dia seguinte ao da eleição" o servidor far1 *us .stados" do 6istrito =ederal e dos Muni +pios" poder1 #aver e$er + io provis&rio em &rgão ou entidade da Administração =ederal direta" aut1r!ui a ou funda ional" desde !ue para o e$er + io de atividade ompat+vel om o seu argo' Da "icença %ara o Serviço Mi(itar Art'QJ' Ao servidor onvo ado para o serviço militar ser1 on edida li ença" na forma e ondiç%es previstas na legislação espe +fi a' Par1grafo úni o' )on lu+do o serviço militar" o servidor ter1 até <K .leitoral' LMo ? servidor andidato a argo eletivo na lo alidade onde desempen#a suas funç%es e !ue e$erça argo de direção" #efia" assessoramento" arre adação ou fis ali/ação" dele ser1 afastado" a partir do dia imediato ao do registro de sua andidatura perante a (ustiça .

do mandato" podendo ser prorrogada" no aso de reeleição" e por uma úni a ve/' Dos A7astamentos Do A7astamento %ara Servir a O*tro Cr)5o o* Entidade Art'S<' ? servidor poder1 ser edido para ter e$er + io em outro &rgão ou entidade dos Poderes da União" dos .stados" do 6istrito =ederal ou dos Muni +pios" o Vnus da remuneração ser1 do &rgão ou entidade ession1ria" mantido o Vnus para o edente nos demais asos' L>R :a #ip&tese de o servidor edido a empresa públi a ou so iedade de e onomia mista" nos termos das respe tivas normas" optar pela remuneração do argo efetivo ou pela remuneração do argo efetivo a res ida de per entual da retribuição do argo em omissão" a entidade ession1ria efetuar1 o reembolso das despesas reali/adas pelo &rgão ou entidade de origem' L<o A essão far0se01 mediante Portaria publi ada no 6i1rio ?fi ial da União' 30 . li ença sem remuneração para o desempen#o de mandato em onfederação" federação" asso iação de lasse de 7mbito na ional" sindi ato representativo da ategoria ou entidade fis ali/adora da profissão ou" ainda" para parti ipar de ger3n ia ou administração em so iedade ooperativa onstitu+da por servidores públi os para prestar serviços a seus membros" observado o disposto na al+nea do in iso B888 do art' MK> desta Lei" onforme disposto em regulamento e observados os seguintes limites: 8 0 para entidades om até J'KKK asso iados" um servidor9 88 0 para entidades om J'KKM a <K'KKK asso iados" dois servidores9 888 0 para entidades om mais de <K'KKK asso iados" tr3s servidores' LMo Somente poderão ser li en iados servidores eleitos para argos de direção ou representação nas referidas entidades" desde !ue adastradas no Ministério da Administração =ederal e Ieforma do .stado' L >E A li ença ter1 duração igual .Par1grafo úni o' A li ença poder1 ser interrompida" a !ual!uer tempo" a pedido do servidor ou no interesse do serviço' Da "icença %ara o Desem%enAo de Mandato C(assista Art' S>' @ assegurado ao servidor o direito .stados" ou do 6istrito =ederal e dos Muni +pios" nas seguintes #ip&teses: 8 0 para e$er + io de argo em omissão ou função de onfiança9 88 0 em asos previstos em leis espe +fi as' LMo :a #ip&tese do in iso 8" sendo a essão para &rgãos ou entidades dos .

$e utivo poder1 ter e$er + io em outro &rgão da Administração =ederal direta !ue não ten#a !uadro pr&prio de pessoal" para fim determinado e a pra/o erto' L JR Apli a0se . União" em se tratando de empregado ou servidor por ela re!uisitado" as disposiç%es dos LL MR e >R deste artigo' L PR As ess%es de empregados de empresa públi a ou de so iedade de e onomia mista" !ue re eba re ursos de 4esouro :a ional para o usteio total ou par ial da sua fol#a de pagamento de pessoal" independem das disposiç%es ontidas nos in isos 8 e 88 e LL MR e >R deste artigo" fi ando o e$er + io do empregado edido ondi ionado a autori/ação espe +fi a do Ministério do Plane*amento" ?rçamento e Destão" e$ eto nos asos de o upação de argo em omissão ou função gratifi ada' L GE ? Ministério do Plane*amento" ?rçamento e Destão" om a finalidade de promover a omposição da força de trabal#o dos &rgãos e entidades da Administração Públi a =ederal" poder1 determinar a lotação ou o e$er + io de empregado ou servidor" independentemente da observ7n ia do onstante no in iso 8 e nos LL MR e >R deste artigo' Do A7astamento %ara E2ercício de Mandato E(etivo Art'SF' Ao servidor investido em mandato eletivo apli am0se as seguintes disposiç%es: 8 0 tratando0se de mandato federal" estadual ou distrital" fi ar1 afastado do argo9 88 0 investido no mandato de Prefeito" ser1 afastado do argo" sendo0l#e fa ultado optar pela sua remuneração9 888 0 investido no mandato de vereador: a2 #avendo ompatibilidade de #or1rio" per eber1 as vantagens de seu pre*u+/o da remuneração do argo eletivo9 argo" sem b2 não #avendo ompatibilidade de #or1rio" ser1 afastado do argo" sendo0l#e fa ultado optar pela sua remuneração' LMo :o aso de afastamento do argo" o servidor ontribuir1 para a seguridade so ial omo se em e$er + io estivesse' L>o ? servidor investido em mandato eletivo ou lassista não poder1 ser removido ou redistribu+do de of+ io para lo alidade diversa da!uela onde e$er e o mandato' Do A7astamento %ara Est*do o* Miss5o no E2terior Art'SJ' ? servidor não poder1 ausentar0se do Pa+s para estudo ou missão ofi ial" sem autori/ação do Presidente da Iepúbli a" Presidente dos Yrgãos do Poder Legislativo e Presidente do Supremo 4ribunal =ederal' LMo A aus3n ia não e$ eder1 a F .!uatro2 anos" e finda a missão ou estudo" somente de orrido igual per+odo" ser1 permitida nova aus3n ia' 31 .LFo Mediante autori/ação e$pressa do Presidente da Iepúbli a" o servidor do Poder .

data da soli itação de afastamento' LFo ?s servidores benefi iados pelos afastamentos previstos nos LL M o" >o e <o deste artigo terão !ue permane er no e$er + io de suas funç%es ap&s o seu retorno por um per+odo igual ao do afastamento on edido' LJo )aso o servidor ven#a a soli itar e$oneração do argo ou aposentadoria" antes de umprido o per+odo de perman3n ia previsto no L F o deste artigo" dever1 ressar ir o &rgão ou entidade" na forma do art' FG da Lei n o Q'MM>" de MM de de/embro de MSSK" dos gastos om seu aperfeiçoamento' 32 .tr3s2 anos para mestrado e F .L>o Ao servidor benefi iado pelo disposto neste artigo não ser1 on edida e$oneração ou li ença para tratar de interesse parti ular antes de de orrido per+odo igual ao do afastamento" ressalvada a #ip&tese de ressar imento da despesa #avida om seu afastamento' L<o ? disposto neste artigo não se apli a aos servidores da arreira diplom1ti a' LFo As #ip&teses" ondiç%es e formas para a autori/ação de !ue trata este artigo" in lusive no !ue se refere . remuneração do servidor" serão dis iplinadas em regulamento' Art'SP' ? afastamento de servidor para servir em organismo interna ional de !ue o -rasil parti ipe ou om o !ual oopere dar0se01 om perda total da remuneração' Do A7astamento %ara #artici%aç5o em #ro)rama de #+s@4rad*aç5o Stricto Sensu no #aís Art'SP0A' ? servidor poder1" no interesse da Administração" e desde !ue a parti ipação não possa o orrer simultaneamente om o e$er + io do argo ou mediante ompensação de #or1rio" afastar0se do e$er + io do argo efetivo" om a respe tiva remuneração" para parti ipar em programa de p&s0graduação stri to sensu em instituição de ensino superior no Pa+s' LMo Ato do dirigente m1$imo do &rgão ou entidade definir1" em onformidade om a legislação vigente" os programas de apa itação e os ritérios para parti ipação em programas de p&s0graduação no Pa+s" om ou sem afastamento do servidor" !ue serão avaliados por um omit3 onstitu+do para este fim' L>o ?s afastamentos para reali/ação de programas de mestrado e doutorado somente serão on edidos aos servidores titulares de argos efetivos no respe tivo &rgão ou entidade #1 pelo menos < .dois2 anos anteriores . data da soli itação de afastamento' L <o ?s afastamentos para reali/ação de programas de p&s0doutorado somente serão on edidos aos servidores titulares de argos efetivo no respe tivo &rgão ou entidade #1 pelo menos !uatro anos" in lu+do o per+odo de est1gio probat&rio" e !ue não ten#am se afastado por li ença para tratar de assuntos parti ulares ou om fundamento neste artigo" nos !uatro anos anteriores .!uatro2 anos para doutorado" in lu+do o per+odo de est1gio probat&rio" !ue não ten#am se afastado por li ença para tratar de assuntos parti ulares para go/o de li ença apa itação ou om fundamento neste artigo nos > .

um2 dia" para doação de sangue9 88 0 por > .dois2 dias" para se alistar omo eleitor9 888 0 por Q .LPo )aso o servidor não obten#a o t+tulo ou grau !ue *ustifi ou seu afastamento no per+odo previsto" apli a0se o disposto no L J o deste artigo" salvo na #ip&tese omprovada de força maior ou de aso fortuito" a ritério do dirigente m1$imo do &rgão ou entidade' LGo Apli a0se .$terior" autori/ado nos termos do art' SJ desta Lei" o disposto nos LL M o a Po deste artigo' Das Concess>es Art'SG' Sem !ual!uer pre*u+/o" poder1 o servidor ausentar0se do serviço: 8 0 por M .um2 ano" ao servidor !ue desempen#e atividade prevista nos in isos 8 e 88 do aput do art' GP0A desta Lei' Art'SS'Ao servidor estudante !ue mudar de sede no interesse da administração é assegurada" na lo alidade da nova resid3n ia ou na mais pr&$ima" matr+ ula em instituição de ensino ong3nere" em !ual!uer épo a" independentemente de vaga' Par1grafo úni o' ? disposto neste artigo estende0se ao Vn*uge ou ompan#eiro" aos fil#os" ou enteados do servidor !ue vivam na sua ompan#ia" bem omo aos menores sob sua guarda" om autori/ação *udi ial' 33 .oito2 dias onse utivos em ra/ão de : a2 asamento9 b2 fale imento do Vn*uge" ompan#eiro" pais" madrasta ou padrasto" fil#os" enteados" menor sob guarda ou tutela e irmãos' Art'SQ' Ser1 on edido #or1rio espe ial ao servidor estudante" !uando omprovada a in ompatibilidade entre o #or1rio es olar e o da repartição" sem pre*u+/o do e$er + io do argo' LMo Para efeito do disposto neste artigo" ser1 e$igida a ompensação de #or1rio no &rgão ou entidade !ue tiver e$er + io" respeitada a duração semanal do trabal#o' L>o 4ambém ser1 on edido #or1rio espe ial ao servidor portador de defi i3n ia" !uando omprovada a ne essidade por *unta médi a ofi ial" independentemente de ompensação de #or1rio' L<o As disposiç%es do par1grafo anterior são e$tensivas ao servidor !ue ten#a Vn*uge" fil#o ou dependente portador de defi i3n ia f+si a" e$igindo0se" porém" neste aso" ompensação de #or1rio na forma do in iso 88 do art' FF' LFo Ser1 igualmente on edido #or1rio espe ial" vin ulado . parti ipação em programa de p&s0graduação no . ompensação de #or1rio a ser efetivada no pra/o de até M .

paternidade9 b2 para tratamento da pr&pria saúde" até o limite de vinte e !uatro meses" umulativo ao longo do tempo de serviço públi o prestado .s =orças Armadas' Art'MKM' A apuração do tempo de serviço ser1 feita em dias" !ue serão onvertidos em anos" onsiderado o ano omo de tre/entos e sessenta e in o dias' Art'MK>' Além das aus3n ias ao serviço previstas no art' SG" são onsiderados omo de efetivo e$er + io os afastamentos em virtude de: 8 0 férias9 88 0 e$er + io de argo em omissão ou e!uivalente" em &rgão ou entidade dos Poderes da União" dos .Do Tem%o de Serviço Art'MKK' @ ontado para todos os efeitos o tempo de serviço públi o federal" in lusive o prestado . adotante e . União" em argo de provimento efetivo9 2 para o desempen#o de mandato lassista ou parti ipação de ger3n ia ou administração em so iedade ooperativa onstitu+da por servidores para prestar serviços a seus membros" e$ eto para efeito de promoção por mere imento9 d2 por motivo de a idente em serviço ou doença profissional9 e2 para apa itação" onforme dispuser o regulamento9 f2 por onvo ação para o serviço militar9 8T 0 deslo amento para a nova sede de !ue trata o art' MQ9 T 0 parti ipação em ompetição desportiva na ional ou 34 onvo ação para integrar . gestante" .stados" Muni +pios e 6istrito =ederal9 888 0 e$er + io de argo ou função de governo ou administração" em !ual!uer parte do territ&rio na ional" por nomeação do Presidente da Iepúbli a9 8B 0 parti ipação em programa de treinamento regularmente institu+do ou em programa de p&s0graduação stri to sensu no Pa+s" onforme dispuser o regulamento9 B 0 desempen#o de mandato eletivo federal" estadual" muni ipal ou do 6istrito =ederal" e$ eto para promoção por mere imento9 B8 0 *úri e outros serviços obrigat&rios por lei9 B88 0 missão ou estudo no e$terior" !uando autori/ado o afastamento" onforme dispuser o regulamento9 B888 0 li ença: a2 .

representação desportiva na ional" no Pa+s ou no e$terior" espe +fi a9 onforme disposto em lei T8 0 afastamento para servir em organismo interna ional de !ue o -rasil parti ipe ou om o !ual oopere' Art'MK<' )ontar0se01 apenas para efeito de aposentadoria e disponibilidade: 8 0 o tempo de serviço públi o prestado aos .trinta2 dias em per+odo de M> . Previd3n ia So ial9 B8 0 o tempo de serviço relativo a tiro de guerra9 B88 0 o tempo de li ença para tratamento da pr&pria saúde !ue e$ eder o pra/o a !ue se refere a al+nea "b" do in iso B888 do art' MK>' LMo ? tempo em !ue o servidor esteve aposentado ser1 aposentadoria' ontado apenas para nova om L>o Ser1 ontado em dobro o tempo de serviço prestado .do/e2 meses' 888 0 a li ença para atividade pol+ti a" no aso do art' QP" L> o9 8B 0 o tempo orrespondente ao desempen#o de mandato eletivo federal" estadual" muni ipal ou distrital" anterior ao ingresso no serviço públi o federal9 B 0 o tempo de serviço em atividade privada" vin ulada . autoridade ompetente para de idi0lo e en amin#ado por intermédio da!uela a !ue estiver imediatamente subordinado o re!uerente' Art'MKP' )abe pedido de re onsideração .stados" Muni +pios e 6istrito =ederal9 88 0 a li ença para tratamento de saúde de pessoal da fam+lia do servidor" remuneração" !ue e$ eder a <K . autoridade !ue #ouver e$pedido o ato ou proferido a primeira de isão" não podendo ser renovado' Par1grafo úni o' ? re!uerimento e o pedido de re onsideração de !ue tratam os artigos anteriores deverão ser despa #ados no pra/o de J .s =orças Armadas em operaç%es de guerra' L<o @ vedada a ontagem umulativa de tempo de serviço prestado on omitantemente em mais de um argo ou função de &rgão ou entidades dos Poderes da União" . in o2 dias e de ididos dentro de <K 35 .stado" 6istrito =ederal e Muni +pio" autar!uia" fundação públi a" so iedade de e onomia mista e empresa públi a' Do Direito de #etiç5o Art'MKF' @ assegurado ao servidor o direito de re!uerer aos Poderes Públi os" em defesa de direito ou interesse leg+timo' Art'MKJ' ? re!uerimento ser1 dirigido .

ento e vinte2 dias" nos demais asos" salvo !uando outro pra/o for fi$ado em lei' Par1grafo úni o' ? pra/o de pres rição ser1 ontado da data da publi ação do ato impugnado ou da data da i3n ia pelo interessado" !uando o ato não for publi ado' Art'MMM' ? pedido de re onsideração e o re urso" !uando pres rição' ab+veis" interrompem a Art'MM>' A pres rição é de ordem públi a" não podendo ser relevada pela administração' Art'MM<' Para o e$er + io do direito de petição" é assegurada vista do pro esso ou do umento" na repartição" ao servidor ou a pro urador por ele onstitu+do' Art'MMF' A administração dever1 rever seus atos" a !ual!uer tempo" !uando eivados de ilegalidade' Art'MMJ' São fatais e improrrog1veis os pra/os estabele idos neste )ap+tulo" salvo motivo de força maior' Do Re)ime Disci%(inar 36 .s demais autoridades' L>o ? re urso ser1 en amin#ado por intermédio da autoridade a !ue estiver imediatamente subordinado o re!uerente' Art'MKQ' ? pra/o para interposição de pedido de re onsideração ou de re urso é de <K . in o2 anos" !uanto aos atos de demissão e de assação de aposentadoria ou disponibilidade" ou !ue afetem interesse patrimonial e réditos resultantes das relaç%es de trabal#o9 88 0 em M>K .. data do ato impugnado' Art'MMK' ? direito de re!uerer pres reve: 8 0 em J . !ue tiver e$pedido o ato ou proferido a de isão" e" su essivamente" em es ala as endente" .trinta2 dias" a ontar da publi ação ou da i3n ia" pelo interessado" da de isão re orrida' Art'MKS' ? re urso poder1 ser re ebido ompetente' om efeito suspensivo" a *u+/o da autoridade Par1grafo úni o' .m aso de provimento do pedido de re onsideração ou do re urso" os efeitos da de isão retroagirão . autoridade imediatamente superior .trinta2 dias' Art'MKG' )aber1 re urso: 8 0 do indeferimento do pedido de re onsideração9 88 0 das de is%es sobre os re ursos su essivamente interpostos' LMo ? re urso ser1 dirigido .

s re!uisiç%es para a defesa da =a/enda Públi a' B8 0 levar as irregularidades de !ue tiver i3n ia em ra/ão do argo ao on#e imento da autoridade superior ou" !uando #ouver suspeita de envolvimento desta" ao on#e imento de outra autoridade ompetente para apuração9 B88 0 /elar pela e onomia do material e a onservação do patrimVnio públi o9 B888 0 guardar sigilo sobre assunto da repartição9 8T 0 manter onduta ompat+vel om a moralidade administrativa9 T 0 ser ass+duo e pontual ao serviço9 T8 0 tratar om urbanidade as pessoas9 T88 0 representar ontra ilegalidade" omissão ou abuso de poder' Par1grafo úni o' A representação de !ue trata o in iso T88 ser1 en amin#ada pela via #ier1r!ui a e apre iada pela autoridade superior .!uela ontra a !ual é formulada" assegurando0se ao representando ampla defesa' Das #roi. e$pedição de ertid%es re!ueridas para defesa de direito ou es lare imento de situaç%es de interesse pessoal9 2 .s instituiç%es a !ue servir9 888 0 observar as normas legais e regulamentares9 8B 0 umprir as ordens superiores" e$ eto !uando manifestamente ilegais9 B 0 atender om preste/a: a2 ao públi o em geral" prestando as informaç%es re!ueridas" ressalvadas as protegidas por sigilo9 b2 .Dos Deveres Art'MMP' São deveres do servidor: 8 0 e$er er om /elo e dedi ação as atribuiç%es do argo9 88 0 ser leal .iç>es Art'MMG' Ao servidor é proibido: 8 0 ausentar0se do serviço durante o e$pediente" sem prévia autori/ação do imediato9 #efe 37 .

88 0 retirar" sem prévia anu3n ia da autoridade ompetente" !ual!uer do umento ou ob*eto da repartição9 888 0 re usar fé a do umentos públi os9 8B 0 opor resist3n ia in*ustifi ada ao andamento de do umento e pro esso ou e$e ução de serviço9 B 0 promover manifestação de apreço ou desapreço no re into da repartição9 B8 0 ometer a pessoa estran#a . repartição" fora dos asos previstos em lei" o desempen#o de atribuição !ue se*a de sua responsabilidade ou de seu subordinado9 B88 0 oagir ou ali iar subordinados no sentido de filiarem0se a asso iação profissional ou sindi al" ou a partido pol+ti o9 B888 0 manter sob sua #efia imediata" em argo ou função de onfiança" Vn*uge" ompan#eiro ou parente até o segundo grau ivil9 8T 0 valer0se do argo para lograr proveito pessoal ou de outrem" em detrimento da dignidade da função públi a9 T 0 parti ipar de ger3n ia ou administração de so iedade privada" personifi ada ou não personifi ada" e$er er o omér io" e$ eto na !ualidade de a ionista" otista ou omandit1rio9 T8 0 atuar" omo pro urador ou intermedi1rio" *unto a repartiç%es públi as" salvo !uando se tratar de benef+ ios previden i1rios ou assisten iais de parentes até o segundo grau" e de Vn*uge ou ompan#eiro9 T88 0 re eber propina" omissão" presente ou vantagem de !ual!uer espé ie" em ra/ão de suas atribuiç%es9 T888 0 a eitar omissão" emprego ou pensão de estado estrangeiro9 T8B 0 prati ar usura sob !ual!uer de suas formas9 TB 0 pro eder de forma desidiosa9 TB8 0 utili/ar pessoal ou re ursos materiais da repartição em serviços ou atividades parti ulares9 TB88 0 ometer a outro servidor atribuiç%es estran#as ao argo !ue o upa" e$ eto em situaç%es de emerg3n ia e transit&rias9 TB888 0 e$er er !uais!uer atividades !ue se*am in ompat+veis om o e$er + io do argo ou função e om o #or1rio de trabal#o9 T8T 0 re usar0se a atuali/ar seus dados adastrais !uando soli itado' Par1grafo úni o' A vedação de !ue trata o in iso T do aput deste artigo não se apli a nos 38 .

stados" dos 4errit&rios e dos Muni +pios' L>o A a umulação de argos" ainda !ue l+ ita" fi a ompatibilidade de #or1rios' ondi ionada . remuneração devida pela parti ipação em onsel#os de administração e fis al das empresas públi as e so iedades de e onomia mista" suas subsidi1rias e ontroladas" bem omo !uais!uer empresas ou entidades em !ue a União" direta ou indiretamente" deten#a parti ipação no apital so ial" observado o !ue" a respeito" dispuser legislação espe +fi a' Art'M>K' ? servidor vin ulado ao regime desta Lei" !ue a umular li itamente dois argos efetivos" !uando investido em argo de provimento em omissão" fi ar1 afastado de ambos os argos efetivos" salvo na #ip&tese em !ue #ouver ompatibilidade de #or1rio e lo al om o e$er + io de um deles" de larada pelas autoridades m1$imas dos &rgãos ou entidades envolvidos' Das Res%onsa.seguintes asos: 8 0 parti ipação nos onsel#os de administração e fis al de empresas ou entidades em !ue a União deten#a" direta ou indiretamente" parti ipação no apital so ial ou em so iedade ooperativa onstitu+da para prestar serviços a seus membros9 e 88 0 go/o de li ença para o trato de interesses parti ulares" na forma do art' SM desta Lei" observada a legislação sobre onflito de interesses' Da Ac*m*(aç5o Art'MMQ' Iessalvados os asos previstos na )onstituição" é vedada a a umulação remunerada de argos públi os' LMo A proibição de a umular estende0se a argos" empregos e funç%es em autar!uias" fundaç%es públi as" empresas públi as" so iedades de e onomia mista da União" do 6istrito =ederal" dos .i(idades Art'M>M' ? servidor responde ivil" penal e administrativamente pelo e$er + io irregular de suas atribuiç%es' Art'M>>' A responsabilidade ivil de orre de ato omissivo ou omissivo" doloso ou ulposo" !ue resulte em pre*u+/o ao er1rio ou a ter eiros' LMo A indeni/ação de pre*u+/o dolosamente ausado ao er1rio somente ser1 li!uidada na 39 . omprovação da L<o )onsidera0se a umulação proibida a per epção de ven imento de argo ou emprego públi o efetivo om proventos da inatividade" salvo !uando os argos de !ue de orram essas remuneraç%es forem a umul1veis na atividade' Art'MMS' ? servidor não poder1 e$er er mais de um argo em omissão" e$ eto no aso previsto no par1grafo úni o do art' So" nem ser remunerado pela parti ipação em &rgão de deliberação oletiva' Par1grafo úni o' ? disposto neste artigo não se apli a .

pr1ti a de rimes ou improbidade de !ue ten#a on#e imento" ainda !ue em de orr3n ia do e$er + io de argo" emprego ou função públi a' Das #ena(idades Art'M>G' São penalidades dis iplinares: 8 0 advert3n ia9 88 0 suspensão9 888 0 demissão9 8B 0 assação de aposentadoria ou disponibilidade9 B 0 destituição de argo em omissão9 B8 0 destituição de função omissionada' Art'M>Q' :a apli ação das penalidades serão onsideradas a nature/a e a gravidade da infração ometida" os danos !ue dela provierem para o serviço públi o" as ir unst7n ias agravantes ou atenuantes e os ante edentes fun ionais' Par1grafo úni o' ? ato de imposição da penalidade men ionar1 sempre o fundamento legal e a ausa da sanção dis iplinar' 40 .forma prevista no art' FP" na falta de outros bens !ue assegurem a e$e ução do débito pela via *udi ial' L>o 4ratando0se de dano ausado a ter eiros" responder1 o servidor perante a =a/enda Públi a" em ação regressiva' L<o A obrigação de reparar o dano estende0se aos su essores e e$e utada" até o limite do valor da #erança re ebida' Art'M><' A responsabilidade penal abrange os servidor" nessa !ualidade' rimes e ontra eles ser1 ontravenç%es imputadas ao omissivo Art'M>F' A responsabilidade ivil0administrativa resulta de ato omissivo ou prati ado no desempen#o do argo ou função' Art'M>J' As sanç%es independentes entre si' ivis" penais e administrativas poderão umular0se" sendo aso de Art'M>P' A responsabilidade administrativa do servidor ser1 afastada no absolvição riminal !ue negue a e$ist3n ia do fato ou sua autoria' Art' M>P0A' :en#um servidor poder1 ser responsabili/ado ivil" penal ou administrativamente por dar i3n ia . autoridade superior ou" !uando #ouver suspeita de envolvimento desta" a outra autoridade ompetente para apuração de informação on ernente .

in o2 anos de efetivo e$er + io" respe tivamente" se o servidor não #ouver" nesse per+odo" prati ado nova infração dis iplinar' Par1grafo úni o' ? an elamento da penalidade não surtir1 efeitos retroativos' Art'M<>' A demissão ser1 apli ada nos seguintes asos: 8 0 rime ontra a administração públi a9 88 0 abandono de argo9 888 0 inassiduidade #abitual9 8B 0 improbidade administrativa9 B 0 in ontin3n ia públi a e onduta es andalosa" na repartição9 B8 0 insubordinação grave em serviço9 B88 0 ofensa f+si a" em serviço" a servidor ou a parti ular" salvo em leg+tima defesa pr&pria ou de outrem9 B888 0 apli ação irregular de din#eiros públi os9 8T 0 revelação de segredo do !ual se apropriou em ra/ão do argo9 T 0 lesão aos ofres públi os e dilapidação do patrimVnio na ional9 T8 0 orrupção9 T88 0 a umulação ilegal de argos" empregos ou funç%es públi as9 41 .Art'M>S' A advert3n ia ser1 apli ada por es rito" nos asos de violação de proibição onstante do art' MMG" in isos 8 a B888 e T8T" e de inobserv7n ia de dever fun ional previsto em lei" regulamentação ou norma interna" !ue não *ustifi!ue imposição de penalidade mais grave' Art'M<K' A suspensão ser1 apli ada em aso de rein id3n ia das faltas punidas om advert3n ia e de violação das demais proibiç%es !ue não tipifi!uem infração su*eita a penalidade de demissão" não podendo e$ eder de SK .!uin/e2 dias o servidor !ue" in*ustifi adamente" re usar0se a ser submetido a inspeção médi a determinada pela autoridade ompetente" essando os efeitos da penalidade uma ve/ umprida a determinação' L>o Auando #ouver onveni3n ia para o serviço" a penalidade de suspensão poder1 ser onvertida em multa" na base de JKO .noventa2 dias' LMo Ser1 punido om suspensão de até MJ .tr3s2e J . in!Henta por ento2 por dia de ven imento ou remuneração" fi ando o servidor obrigado a permane er em serviço' Art'M<M' As penalidades de advert3n ia e de suspensão terão seus registros an elados" ap&s o de urso de < .

responsabilidade do servidor" em !ue resumir1 as peças prin ipais dos autos" opinar1 sobre a li itude da a umulação em e$ame" indi ar1 o respe tivo dispositivo legal e remeter1 o pro esso . autoridade instauradora" para *ulgamento' LFo :o pra/o de in o dias" ontados do re ebimento do pro esso" a autoridade *ulgadora proferir1 a sua de isão" apli ando0se" !uando for o aso" o disposto no L < o do art' MPG' LJo A opção pelo servidor até o último dia de pra/o para defesa onfigurar1 sua boa0fé" #ip&tese em !ue se onverter1 automati amente em pedido de e$oneração do outro argo' LPo )ara teri/ada a a umulação ilegal e provada a m10fé" apli ar0se01 a pena de demissão" destituição ou assação de aposentadoria ou disponibilidade em relação aos argos" empregos ou funç%es públi as em regime de a umulação ilegal" #ip&tese em !ue os &rgãos ou entidades de vin ulação serão omuni ados' LGo ? pra/o para a on lusão do pro esso administrativo dis iplinar submetido ao rito sum1rio não e$ eder1 trinta dias" ontados da data de publi ação do ato !ue onstituir a omissão" admitida a sua prorrogação por até !uin/e dias" !uando as ir unst7n ias o 42 . ino 3n ia ou .T888 0 transgressão dos in isos 8T a TB8 do art' MMG' Art'M<<' 6ete tada a !ual!uer tempo a a umulação ilegal de argos" empregos ou funç%es públi as" a autoridade a !ue se refere o art' MF< notifi ar1 o servidor" por intermédio de sua #efia imediata" para apresentar opção no pra/o improrrog1vel de de/ dias" ontados da data da i3n ia e" na #ip&tese de omissão" adotar1 pro edimento sum1rio para a sua apuração e regulari/ação imediata" u*o pro esso administrativo dis iplinar se desenvolver1 nas seguintes fases: 8 0 instauração" om a publi ação do ato !ue onstituir a omissão" a ser omposta por dois servidores est1veis" e simultaneamente indi ar a autoria e a materialidade da transgressão ob*eto da apuração9 88 0 instrução sum1ria" !ue ompreende indi iação" defesa e relat&rio9 888 0 *ulgamento' LMo A indi ação da autoria de !ue trata o in iso 8 dar0se01 pelo nome e matr+ ula do servidor" e a materialidade pela des rição dos argos" empregos ou funç%es públi as em situação de a umulação ilegal" dos &rgãos ou entidades de vin ulação" das datas de ingresso" do #or1rio de trabal#o e do orrespondente regime *ur+di o' L>o A omissão lavrar1" até tr3s dias ap&s a publi ação do ato !ue a onstituiu" termo de indi iação em !ue serão trans ritas as informaç%es de !ue trata o par1grafo anterior" bem omo promover1 a itação pessoal do servidor indi iado" ou por intermédio de sua #efia imediata" para" no pra/o de in o dias" apresentar defesa es rita" assegurando0se0l#e vista do pro esso na repartição" observado o disposto nos arts' MP< e MPF' L<o Apresentada a defesa" a omissão elaborar1 relat&rio on lusivo !uanto .

43 .ntende0se por inassiduidade #abitual a falta ao serviço" sem ausa *ustifi ada" por sessenta dias" interpoladamente" durante o per+odo de do/e meses' Art'MFK' :a apuração de abandono de argo ou inassiduidade #abitual" também ser1 adotado o pro edimento sum1rio a !ue se refere o art' M<<" observando0se espe ialmente !ue: 8 0 a indi ação da materialidade dar0se01: a2 na #ip&tese de abandono de argo" pela indi ação pre isa do per+odo de aus3n ia inten ional do servidor ao serviço superior a trinta dias9 b2 no aso de inassiduidade #abitual" pela indi ação dos dias de falta ao serviço sem ausa *ustifi ada" por per+odo igual ou superior a sessenta dias interpoladamente" durante o per+odo de do/e meses9 88 0 ap&s a apresentação da defesa a omissão elaborar1 relat&rio on lusivo !uanto . responsabilidade do servidor" em !ue resumir1 as peças prin ipais dos autos" indi ar1 o respe tivo dispositivo legal" opinar1" na #ip&tese de abandono de argo" sobre a inten ionalidade da aus3n ia ao serviço superior a trinta dias e remeter1 o pro esso . in o2 anos' Par1grafo úni o' :ão poder1 retornar ao serviço públi o federal o servidor !ue for demitido ou destitu+do do argo em omissão por infring3n ia do art' M<>" in isos 8" 8B" B888" T e T8' Art'M<Q' )onfigura abandono de argo a aus3n ia inten ional do servidor ao serviço por mais de trinta dias onse utivos' Art'M<S' . ino 3n ia ou .e$igirem' LQo ? pro edimento sum1rio rege0se pelas disposiç%es deste artigo" observando0se" no !ue l#e for apli 1vel" subsidiariamente" as disposiç%es dos 4+tulos 8B e B desta Lei' Art'M<F' Ser1 assada a aposentadoria ou a disponibilidade do inativo !ue #ouver prati ado" na atividade" falta pun+vel om a demissão' Art'M<J' A destituição de argo em omissão e$er ido por não o upante de argo efetivo ser1 apli ada nos asos de infração su*eita . autoridade instauradora para *ulgamento .s penalidades de suspensão e de demissão' Par1grafo úni o' )onstatada a #ip&tese de !ue trata este artigo" a e$oneração efetuada nos termos do art' <J ser1 onvertida em destituição de argo em omissão' Art'M<P' A demissão ou a destituição de argo em omissão" nos asos dos in isos 8B" B888" T e T8 do art' M<>" impli a a indisponibilidade dos bens e o ressar imento ao er1rio" sem pre*u+/o da ação penal ab+vel' Art'M<G' A demissão ou a destituição de argo em omissão" por infring3n ia do art' MMG" in isos 8T e T8" in ompatibili/a o e$0servidor para nova investidura em argo públi o federal" pelo pra/o de J .

Art'MFM' As penalidades dis iplinares serão apli adas: 8 0 pelo Presidente da Iepúbli a" pelos Presidentes das )asas do Poder Legislativo e dos 4ribunais =ederais e pelo Pro urador0Deral da Iepúbli a" !uando se tratar de demissão e assação de aposentadoria ou disponibilidade de servidor vin ulado ao respe tivo Poder" &rgão" ou entidade9 88 0 pelas autoridades administrativas de #ierar!uia imediatamente inferior . suspensão9 888 0 em MQK .s infraç%es pun+veis om demissão" aposentadoria ou disponibilidade e destituição de argo em omissão9 88 0 em > .s infraç%es dis iplinares apituladas também omo rime' L<o A abertura de sindi 7n ia ou a instauração de pro esso dis iplinar interrompe a pres rição" até a de isão final proferida por autoridade ompetente' LFo 8nterrompido o urso da pres rição" o pra/o omeçar1 a orrer a partir do dia em !ue essar a interrupção' Dos Direitos e Vanta)ens Do Vencimento e da Rem*neraç5o Art'FK' Ben imento é a retribuição pe uni1ria pelo e$er + io de argo públi o" om valor fi$ado em lei' Art'FM' Iemuneração é o ven imento do argo efetivo" a res ido das vantagens pe uni1rias permanentes estabele idas em lei' LMo A remuneração do servidor investido em função ou argo em omissão ser1 paga na forma prevista no art' P>' L>o ? servidor investido em argo em omissão de &rgão ou entidade diversa da de sua 44 assação de .trinta2 dias9 8B 0 pela autoridade !ue #ouver feito a nomeação" !uando se tratar de destituição de argo em omissão' Art'MF>' A ação dis iplinar pres rever1: 8 0 em J . advert3n ia' LMo ? pra/o de pres rição omeça a orrer da data em !ue o fato se tornou on#e ido' L>o ?s pra/os de pres rição previstos na lei penal apli am0se . ento e oitenta2 dias" !uanto .dois2 anos" !uanto . in o2 anos" !uanto .trinta2 dias9 888 0 pelo #efe da repartição e outras autoridades na forma dos respe tivos regimentos ou regulamentos" nos asos de advert3n ia ou de suspensão de até <K .!uelas men ionadas no in iso anterior !uando se tratar de suspensão superior a <K .

lotação re eber1 a remuneração de a ordo om o estabele ido no LM o do art' S<' L<o ? ven imento do argo efetivo" a res ido das vantagens de ar1ter permanente" é irredut+vel' LFo @ assegurada a isonomia de ven imentos para argos de atribuiç%es iguais ou assemel#adas do mesmo Poder" ou entre servidores dos tr3s Poderes" ressalvadas as vantagens de ar1ter individual e as relativas . soma dos valores per ebidos omo remuneração" em espé ie" a !ual!uer t+tulo" no 7mbito dos respe tivos Poderes" pelos Ministros de .stado" por membros do )ongresso :a ional e Ministros do Supremo 4ribunal =ederal' Par1grafo úni o' .$ luem0se do teto de remuneração as vantagens previstas nos in isos 88 a B88 do art' PM' Art' F<' .Ievogado pela Lei nR S'P>F" de >'F'SQ2 Art'FF' ? servidor perder1: 8 0 a remuneração do dia em !ue faltar ao serviço" sem motivo *ustifi ado9 88 0 a par ela de remuneração di1ria" propor ional aos atrasos" aus3n ias *ustifi adas" ressalvadas as on ess%es de !ue trata o art' SG" e sa+das ante ipadas" salvo na #ip&tese de ompensação de #or1rio" até o m3s subse!Hente ao da o orr3n ia" a ser estabele ida pela #efia imediata' Par1grafo úni o' As faltas *ustifi adas de orrentes de aso fortuito ou de força maior poderão ser ompensadas a ritério da #efia imediata" sendo assim onsideradas omo efetivo e$er + io' Art'FJ' Salvo por imposição legal" ou mandado *udi ial" nen#um des onto in idir1 sobre a remuneração ou provento' Par1grafo úni o' Mediante autori/ação do servidor" poder1 #aver onsignação em fol#a de pagamento a favor de ter eiros" a ritério da administração e om reposição de ustos" na forma definida em regulamento' Art' FP' As reposiç%es e indeni/aç%es ao er1rio" atuali/adas até <K de *un#o de MSSF" serão previamente omuni adas ao servidor ativo" aposentado ou ao pensionista" para pagamento" no pra/o m1$imo de trinta dias" podendo ser par eladas" a pedido do interessado' LMo ? valor de ada par ela não poder1 ser inferior ao orrespondente a de/ por ento da remuneração" provento ou pensão' L>o Auando o pagamento indevido #ouver o orrido no m3s anterior ao do pro essamento 45 . nature/a ou ao lo al de trabal#o' L Jo :en#um servidor re eber1 remuneração inferior ao sal1rio0m+nimo' Art'F>' :en#um servidor poder1 per eber" mensalmente" a t+tulo de remuneração" import7n ia superior .

da fol#a" a reposição ser1 feita imediatamente" em uma úni a par ela' L<o :a #ip&tese de valores re ebidos em de orr3n ia de umprimento a de isão liminar" a tutela ante ipada ou a sentença !ue ven#a a ser revogada ou res indida" serão eles atuali/ados até a data da reposição' Art'FG' ? servidor em débito om o er1rio" !ue for demitido" e$onerado ou !ue tiver sua aposentadoria ou disponibilidade assada" ter1 o pra/o de sessenta dias para !uitar o débito' Par1grafo úni o' A não !uitação do débito no pra/o previsto impli ar1 sua ins rição em d+vida ativa' Art'FQ' ? ven imento" a remuneração e o provento não serão ob*eto de arresto" se!uestro ou pen#ora" e$ eto nos asos de prestação de alimentos resultante de de isão *udi ial' Das Vanta)ens Art'FS' Além do ven imento" poderão ser pagas ao servidor as seguintes vantagens: 8 0 indeni/aç%es9 88 0 gratifi aç%es9 888 0 adi ionais' LMo As indeni/aç%es não se in orporam ao ven imento ou provento para !ual!uer efeito' L>o As gratifi aç%es e os adi ionais in orporam0se ao ven imento ou provento" nos asos e ondiç%es indi ados em lei' Art'JK' As vantagens pe uni1rias não serão omputadas" nem a umuladas" para efeito de on essão de !uais!uer outros a rés imos pe uni1rios ulteriores" sob o mesmo t+tulo ou id3nti o fundamento' Das Indeni?aç>es Art'JM' )onstituem indeni/aç%es ao servidor: 8 0 a*uda de usto9 88 0 di1rias9 888 0 transporte' 8B 0 au$+lio0moradia' Art'J>' ?s valores das indeni/aç%es estabele idas nos in isos 8 a 888 do art' JM" assim omo as ondiç%es para a sua on essão" serão estabele idos em regulamento' Da A-*da de C*sto 46

Art'J<' A a*uda de usto destina0se a ompensar !ue" no interesse do serviço" passar a ter e$er domi +lio em ar1ter permanente" vedado o duplo tempo" no aso de o Vn*uge ou ompan#eiro servidor" vier a ter e$er + io na mesma sede'

as despesas de instalação do servidor + io em nova sede" om mudança de pagamento de indeni/ação" a !ual!uer !ue deten#a também a ondição de

LMo )orrem por onta da administração as despesas de transporte do servidor e de sua fam+lia" ompreendendo passagem" bagagem e bens pessoais' L>o N fam+lia do servidor !ue fale er na nova sede são assegurados a*uda de usto e transporte para a lo alidade de origem" dentro do pra/o de M .um2 ano" ontado do &bito' Art'JF' A a*uda de usto é al ulada sobre a remuneração do servidor" onforme se dispuser em regulamento" não podendo e$ eder a import7n ia orrespondente a < .tr3s2 meses' Art'JJ' :ão ser1 on edida a*uda de usto ao servidor !ue se afastar do reassumi0lo" em virtude de mandato eletivo' argo" ou

Art'JP' Ser1 on edida a*uda de usto ;!uele !ue" não sendo servidor da União" for nomeado para argo em omissão" om mudança de domi +lio' Par1grafo úni o' :o afastamento previsto no in iso 8 do art' S<" a a*uda de usto ser1 paga pelo &rgão ession1rio" !uando ab+vel' Art'JG' ? servidor fi ar1 obrigado a restituir a a*uda de usto !uando" in*ustifi adamente" não se apresentar na nova sede no pra/o de <K .trinta2 dias' Das Di0rias Art'JQ' ? servidor !ue" a serviço" afastar0se da sede em ar1ter eventual ou transit&rio para outro ponto do territ&rio na ional ou para o e$terior" far1 *us a passagens e di1rias destinadas a indeni/ar as par elas de despesas e$traordin1ria om pousada" alimentação e lo omoção urbana" onforme dispuser em regulamento' LMo A di1ria ser1 on edida por dia de afastamento" sendo devida pela metade !uando o deslo amento não e$igir pernoite fora da sede" ou !uando a União ustear" por meio diverso" as despesas e$traordin1rias obertas por di1rias' L>o :os asos em !ue o deslo amento da sede onstituir e$ig3n ia permanente do argo" o servidor não far1 *us a di1rias' L<o 4ambém não far1 *us a di1rias o servidor !ue se deslo ar dentro da mesma região metropolitana" aglomeração urbana ou mi rorregião" onstitu+das por muni +pios lim+trofes e regularmente institu+das" ou em 1reas de ontrole integrado mantidas om pa+ses lim+trofes" u*a *urisdição e ompet3n ia dos &rgãos" entidades e servidores brasileiros onsidera0se estendida" salvo se #ouver pernoite fora da sede" #ip&teses em !ue as di1rias pagas serão sempre as fi$adas para os afastamentos dentro do territ&rio na ional' 47

Art'JS' ? servidor !ue re eber di1rias e não se afastar da sede" por !ual!uer motivo" fi a obrigado a restitu+0las integralmente" no pra/o de J . in o2 dias' Par1grafo úni o' :a #ip&tese de o servidor retornar ; sede em pra/o menor do !ue o previsto para o seu afastamento" restituir1 as di1rias re ebidas em e$ esso" no pra/o previsto no ca%*t' Da Indeni?aç5o de Trans%orte Art'PK' )on eder0se01 indeni/ação de transporte ao servidor !ue reali/ar despesas om a utili/ação de meio pr&prio de lo omoção para a e$e ução de serviços e$ternos" por força das atribuiç%es pr&prias do argo" onforme se dispuser em regulamento' Subseção 8B Do A*2í(io@Moradia Art'PK0A' ? au$+lio0moradia onsiste no ressar imento das despesas omprovadamente reali/adas pelo servidor om aluguel de moradia ou om meio de #ospedagem administrado por empresa #oteleira" no pra/o de um m3s ap&s a omprovação da despesa pelo servidor' Art'PK0-' )on eder0se01 au$+lio0moradia ao servidor se atendidos os seguintes re!uisitos: 8 0 não e$ista im&vel fun ional dispon+vel para uso pelo servidor9 88 0 o Vn*uge ou ompan#eiro do servidor não o upe im&vel fun ional9 888 0 o servidor ou seu Vn*uge ou ompan#eiro não se*a ou ten#a sido propriet1rio" promitente omprador" ession1rio ou promitente ession1rio de im&vel no Muni +pio aonde for e$er er o argo" in lu+da a #ip&tese de lote edifi ado sem averbação de onstrução" nos do/e meses !ue ante ederem a sua nomeação9 8B 0 nen#uma outra pessoa !ue resida om o servidor re eba au$+lio0moradia9 B 0 o servidor ten#a se mudado do lo al de resid3n ia para o upar argo em omissão ou função de onfiança do Drupo06ireção e Assessoramento Superiores 0 6AS" n+veis F" J e P" de :ature/a ,spe ial" de Ministro de ,stado ou e!uivalentes9 B8 0 o Muni +pio no !ual assuma o argo em omissão ou função de onfiança não se en!uadre nas #ip&teses do art' JQ" L < o" em relação ao lo al de resid3n ia ou domi +lio do servidor9 B88 0 o servidor não ten#a sido domi iliado ou ten#a residido no Muni +pio" nos últimos do/e meses" aonde for e$er er o argo em omissão ou função de onfiança" des onsiderando0se pra/o inferior a sessenta dias dentro desse per+odo9 e B888 0 o deslo amento não ten#a sido por força de alteração de lotação ou nomeação para argo efetivo' 8T 0 o deslo amento ten#a o orrido ap&s <K de *un#o de >KKP' 48

' :o aso de fale imento" e$oneração" olo ação de im&vel fun ional . nature/a do trabal#o' 8T 0 gratifi ação por en argo de urso ou on urso' 49 .stado o upado' L Mo ? valor do au$+lio0moradia não poder1 superar >JO .Par1grafo úni o' Para fins do in iso B88" não ser1 onsiderado o pra/o no !ual o servidor estava o upando outro argo em omissão rela ionado no in iso B' Art' PK0)' ? au$+lio0moradia não ser1 on edido por pra/o superior a Q .Ievogado pela Medida Provis&ria nR >'>>J0FJ" de F'S'>KKM2 8B 0 adi ional pelo e$er + io de atividades insalubres" perigosas ou penosas9 B 0 adi ional pela prestação de serviço e$traordin1rio9 B8 0 adi ional noturno9 B88 0 adi ional de férias9 B888 0 outros" relativos ao lo al ou .vinte e in o por ento2 da remuneração de Ministro de .do/e2 anos' Par1grafo úni o' 4rans orrido o pra/o de Q .stado' L >o 8ndependentemente do valor do argo em omissão ou função omissionada" fi a garantido a todos os !ue preen #erem os re!uisitos o ressar imento até o valor de IW M'QKK"KK . disposição do servidor ou a!uisição de im&vel" o au$+lio0moradia ontinuar1 sendo pago por um m3s' Das 4rati7icaç>es e Adicionais Art'PM' Além do ven imento e das vantagens previstas nesta Lei" serão deferidos aos servidores as seguintes retribuiç%es" gratifi aç%es e adi ionais: 8 0 retribuição pelo e$er + io de função de direção" #efia e assessoramento9 88 0 gratifi ação natalina9 888 0 .oito2 anos dentro de ada per+odo de M> .desta Lei" não se apli ando" no aso" o par1grafo úni o do itado art' PK0-' Art' PK06' ? valor mensal do au$+lio0moradia é limitado a >JO .vinte e in o por ento2 do valor do argo em omissão" função omissionada ou argo de Ministro de .mil e oito entos reais2' Art'PK0.do/e2 anos" o pagamento somente ser1 retomado se observados" além do disposto no aput deste artigo" os re!uisitos do aput do art' PK0.oito2 anos dentro de ada per+odo de M> .

vinte2 do m3s de de/embro de ada ano' Art'PJ' ? servidor e$onerado per eber1 sua gratifi ação natalina" propor ionalmente aos meses de e$er + io" al ulada sobre a remuneração do m3s da e$oneração' Art'PP' A gratifi ação natalina não ser1 onsiderada para 1l ulo de !ual!uer vantagem pe uni1ria' Dos Adicionais de Insa(*.um do/e avos2 da remuneração a !ue o servidor fi/er *us no m3s de de/embro" por m3s de e$er + io no respe tivo ano' Par1grafo úni o' A fração igual ou superior a MJ .spe ial a !ue se referem os arts' <o e MK da Lei no Q'SMM" de MM de *ul#o de MSSF" e o art' < o da Lei no S'P>F" de > de abril de MSSQ' Par1grafo úni o' A BP:8 de !ue trata o ca%*t deste artigo somente estar1 su*eita .s revis%es gerais de remuneração dos servidores públi os federais' Da 4rati7icaç5o Nata(ina Art'P<' A gratifi ação natalina orresponde a MXM> .Da Retri.*iç5o %e(o E2ercício de '*nç5o de Direç5o< CAe7ia e Assessoramento Art'P>' Ao servidor o upante de argo efetivo investido em função de direção" #efia ou assessoramento" argo de provimento em omissão ou de :ature/a .ridade< #eric*(osidade o* Atividades #enosas Art'PQ' ?s servidores !ue trabal#em om #abitualidade em lo ais insalubres ou em ontato permanente om subst7n ias t&$i as" radioativas ou om ris o de vida" fa/em *us a um adi ional sobre o ven imento do argo efetivo' LMo ? servidor !ue fi/er *us aos adi ionais de insalubridade e de peri ulosidade dever1 optar por um deles' L>o ? direito ao adi ional de insalubridade ou peri ulosidade essa om a eliminação das ondiç%es ou dos ris os !ue deram ausa a sua on essão' Art'PS' Haver1 permanente ontrole da atividade de servidores em operaç%es ou lo ais onsiderados penosos" insalubres ou perigosos' 50 .!uin/e2 dias ser1 onsiderada omo m3s integral' Art'PF' A gratifi ação ser1 paga até o dia >K .spe ial é devida retribuição pelo seu e$er + io' Par1grafo úni o' Lei espe +fi a estabele er1 a remuneração dos argos em omissão de !ue trata o in iso 88 do art' So' Art'P>0A' =i a transformada em Bantagem Pessoal :ominalmente 8dentifi ada 0 BP:8 a in orporação da retribuição pelo e$er + io de função de direção" #efia ou assessoramento" argo de provimento em omissão ou de :ature/a .

n argo de )urso ou )on urso é devida ao servidor !ue" em ar1ter eventual: 51 .duas2 #oras por *ornada' Do Adiciona( Not*rno Art'GJ' ? serviço noturno" prestado em #or1rio ompreendido entre >> .vinte e in o por ento2" omputando0se ada #ora omo in!Henta e dois minutos e trinta segundos' Par1grafo úni o' .Par1grafo úni o' A servidora gestante ou la tante ser1 afastada" en!uanto durar a gestação e a la tação" das operaç%es e lo ais previstos neste artigo" e$er endo suas atividades em lo al salubre e em serviço não penoso e não perigoso' Art'GK' :a on essão dos adi ionais de atividades penosas" de insalubridade e de peri ulosidade" serão observadas as situaç%es estabele idas em legislação espe +fi a' Art'GM' ? adi ional de atividade penosa ser1 devido aos servidores em e$er + io em /onas de fronteira ou em lo alidades u*as ondiç%es de vida o *ustifi!uem" nos termos" ondiç%es e limites fi$ados em regulamento' Art'G>' ?s lo ais de trabal#o e os servidores !ue operam om Iaios T ou subst7n ias radioativas serão mantidos sob ontrole permanente" de modo !ue as doses de radiação ioni/ante não ultrapassem o n+vel m1$imo previsto na legislação pr&pria' Par1grafo úni o' ?s servidores a !ue se refere este artigo serão submetidos a e$ames médi os a ada P . in!Henta por ento2 em relação .seis2 meses' Do Adiciona( %or Serviço E2traordin0rio Art'G<' ? serviço e$traordin1rio ser1 remunerado om a rés imo de JKO .vinte e duas2 #oras de um dia e J . in o2 #oras do dia seguinte" ter1 o valor0#ora a res ido de >JO .m se tratando de serviço e$traordin1rio" o a rés imo de !ue trata este artigo in idir1 sobre a remuneração prevista no art' G<' Do Adiciona( de '3rias Art'GP' 8ndependentemente de soli itação" ser1 pago ao servidor" por o asião das férias" um adi ional orrespondente a MX< .um terço2 da remuneração do per+odo das férias' Par1grafo úni o' :o aso de o servidor e$er er função de direção" #efia ou assessoramento" ou o upar argo em omissão" a respe tiva vantagem ser1 onsiderada no 1l ulo do adi ional de !ue trata este artigo' Da 4rati7icaç5o %or Encar)o de C*rso o* Conc*rso Art' GP0A' A Dratifi ação por . #ora normal de trabal#o' Art'GF' Somente ser1 permitido serviço e$traordin1rio para atender a situaç%es e$ ep ionais e tempor1rias" respeitado o limite m1$imo de > .

dois inteiros e dois dé imos por ento2" em se tratando de atividades previstas nos in isos 8 e 88 do aput deste artigo9 b2 M">O .n argo de )urso ou )on urso não se in orpora ao ven imento ou sal1rio do servidor para !ual!uer efeito e não poder1 ser utili/ada omo base de 1l ulo para !uais!uer outras vantagens" in lusive para fins de 1l ulo dos proventos da aposentadoria e das pens%es' Das '3rias Art'GG' ? servidor far1 *us a trinta dias de férias" !ue podem ser a umuladas" até o m1$imo de dois per+odos" no aso de ne essidade do serviço" ressalvadas as #ip&teses em !ue #a*a legislação espe +fi a' 52 . ento e vinte2 #oras de trabal#o anuais9 888 0 o valor m1$imo da #ora trabal#ada orresponder1 aos seguintes per entuais" in identes sobre o maior ven imento b1si o da administração públi a federal: a2 >">O . ento e vinte2 #oras de trabal#o anuais" ressalvada situação de e$ ep ionalidade" devidamente *ustifi ada e previamente aprovada pela autoridade m1$ima do &rgão ou entidade" !ue poder1 autori/ar o a rés imo de até M>K .8 0 atuar omo instrutor em urso de formação" de desenvolvimento ou de treinamento regularmente institu+do no 7mbito da administração públi a federal9 88 0 parti ipar de ban a e$aminadora ou de omissão para e$ames orais" para an1lise urri ular" para orreção de provas dis ursivas" para elaboração de !uest%es de provas ou para *ulgamento de re ursos intentados por andidatos9 888 0 parti ipar da log+sti a de preparação e de reali/ação de on urso públi o envolvendo atividades de plane*amento" oordenação" supervisão" e$e ução e avaliação de resultado" !uando tais atividades não estiverem in lu+das entre as suas atribuiç%es permanentes9 8B 0 parti ipar da apli ação" fis ali/ar ou avaliar provas de e$ame vestibular ou de on urso públi o ou supervisionar essas atividades' L Mo ?s ritérios de on essão e os limites da gratifi ação de !ue trata este artigo serão fi$ados em regulamento" observados os seguintes par7metros: 8 0 o valor da gratifi ação ser1 al ulado em #oras" observadas a nature/a e a omple$idade da atividade e$er ida9 88 0 a retribuição não poder1 ser superior ao e!uivalente a M>K .n argo de )urso ou )on urso somente ser1 paga se as atividades referidas nos in isos do aput deste artigo forem e$er idas sem pre*u+/o das atribuiç%es do argo de !ue o servidor for titular" devendo ser ob*eto de ompensação de arga #or1ria !uando desempen#adas durante a *ornada de trabal#o" na forma do L F o do art' SQ desta Lei' L <o A Dratifi ação por .um inteiro e dois dé imos por ento2" em se tratando de atividade prevista nos in isos 888 e 8B do aput deste artigo' L >o A Dratifi ação por .

onta de férias !ual!uer falta ao serviço' L<o As férias poderão ser par eladas em até tr3s etapas" desde !ue assim re!ueridas pelo servidor" e no interesse da administração públi a' Art'GQ' ? pagamento da remuneração das férias ser1 efetuado até > .do/e2 meses de e$er + io' L>o @ vedado levar .m aso de par elamento" o servidor re eber1 o valor adi ional previsto no in iso TB88 do art' Go da )onstituição =ederal !uando da utili/ação do primeiro per+odo' Art'GS' ? servidor !ue opera direta e permanentemente om Iaios T ou subst7n ias radioativas go/ar1 >K .Ievogado pela Lei nR S'J>G" de MK'M>'SG2 L<o ? servidor e$onerado do argo efetivo" ou em omissão" per eber1 indeni/ação relativa ao per+odo das férias a !ue tiver direito e ao in ompleto" na proporção de um do/e avos por m3s de efetivo e$er + io" ou fração superior a !uator/e dias' LFo A indeni/ação ser1 al ulada om base na remuneração do m3s em !ue for publi ado o ato e$onerat&rio' LJo .vinte2 dias onse utivos de férias" por semestre de atividade profissional" proibida em !ual!uer #ip&tese a a umulação' Art'QK' As férias somente poderão ser interrompidas por motivo de alamidade públi a" omoção interna" onvo ação para *úri" serviço militar ou eleitoral" ou por ne essidade do serviço de larada pela autoridade m1$ima do &rgão ou entidade' Par1grafo úni o' ? restante do per+odo interrompido ser1 go/ado de uma s& ve/" observado o disposto no art' GG' Das "icenças Dis%osiç>es 4erais Art'QM' )on eder0se01 ao servidor li ença: 8 0 por motivo de doença em pessoa da fam+lia9 88 0 por motivo de afastamento do Vn*uge ou ompan#eiro9 888 0 para o serviço militar9 8B 0 para atividade pol+ti a9 53 .LMo Para o primeiro per+odo a!uisitivo de férias serão e$igidos M> .dois2 dias antes do in+ io do respe tivo per+odo" observando0se o disposto no LM o deste artigo' L ME e L >E .

do/e2 meses" observado o disposto no L < o" não poder1 ultrapassar os limites estabele idos nos in isos 8 e 88 do L >o' Da "icença %or Motivo de A7astamento do CBn-*)e Art'QF' Poder1 ser on edida li ença ao servidor para a ompan#ar Vn*uge ou ompan#eiro !ue foi deslo ado para outro ponto do territ&rio na ional" para o e$terior ou para o e$er + io de mandato eletivo dos Poderes .sessenta2 dias" onse utivos ou não" mantida a remuneração do servidor9 e 88 0 por até SK .sessenta2 dias do término de outra da mesma espé ie ser1 onsiderada omo prorrogação' Da "icença %or Motivo de Doença em #essoa da 'amí(ia Art'Q<' Poder1 ser on edida li ença ao servidor por motivo de doença do Vn*uge ou ompan#eiro" dos pais" dos fil#os" do padrasto ou madrasta e enteado" ou dependente !ue viva a suas e$pensas e onste do seu assentamento fun ional" mediante omprovação por per+ ia médi a ofi ial' LMo A li ença somente ser1 deferida se a assist3n ia direta do servidor for indispens1vel e não puder ser prestada simultaneamente om o e$er + io do argo ou mediante ompensação de #or1rio" na forma do disposto no in iso 88 do art' FF' L >o A li ença de !ue trata o aput" in lu+das as prorrogaç%es" poder1 ser on edida a ada per+odo de do/e meses nas seguintes ondiç%es: 8 0 por até PK .Ievogado pela Lei nR S'J>G" de MK'M>'SG2 L<o @ vedado o e$er + io de atividade remunerada durante o per+odo da li ença prevista no in iso 8 deste artigo' Art'Q>' A li ença on edida dentro de PK .do/e2 meses ser1 deferimento da primeira li ença on edida' ontado a partir da data do L Fo A soma das li enças remuneradas e das li enças não remuneradas" in lu+das as respe tivas prorrogaç%es" on edidas em um mesmo per+odo de M> .B 0 para apa itação9 B8 0 para tratar de interesses parti ulares9 B88 0 para desempen#o de mandato lassista' LMo A li ença prevista no in iso 8 do aput deste artigo bem omo ada uma de suas prorrogaç%es serão pre edidas de e$ame por per+ ia médi a ofi ial" observado o disposto no art' >KF desta Lei' L>o .$e utivo e Legislativo' 54 .noventa2 dias" onse utivos ou não" sem remuneração' L <o ? in+ io do interst+ io de M> .

stados" do 6istrito =ederal e dos Muni +pios" poder1 #aver e$er + io provis&rio em &rgão ou entidade da Administração =ederal direta" aut1r!ui a ou funda ional" desde !ue para o e$er + io de atividade ompat+vel om o seu argo' Da "icença %ara o Serviço Mi(itar Art'QJ' Ao servidor onvo ado para o serviço militar ser1 on edida li ença" na forma e ondiç%es previstas na legislação espe +fi a' Par1grafo úni o' )on lu+do o serviço militar" o servidor ter1 até <K .leitoral" até o dé imo dia seguinte ao do pleito' L>o A partir do registro da andidatura e até o dé imo dia seguinte ao da eleição" o servidor far1 *us . li ença" assegurados os ven imentos do argo efetivo" somente pelo per+odo de tr3s meses' Da "icença %ara Ca%acitaç5o Art'QG' Ap&s ada !uin!u3nio de efetivo e$er + io" o servidor poder1" no interesse da Administração" afastar0se do e$er + io do argo efetivo" om a respe tiva remuneração" por até tr3s meses" para parti ipar de urso de apa itação profissional' Par1grafo úni o' ?s per+odos de li ença de !ue trata o ca%*t não são a umul1veis' Da "icença %ara Tratar de Interesses #artic*(ares Art'SM' A ritério da Administração" poderão ser on edidas ao servidor o upante de argo efetivo" desde !ue não este*a em est1gio probat&rio" li enças para o trato de assuntos parti ulares pelo pra/o de até tr3s anos onse utivos" sem remuneração' Par1grafo úni o' A li ença poder1 ser interrompida" a !ual!uer tempo" a pedido do servidor ou no interesse do serviço' Da "icença %ara o Desem%enAo de Mandato C(assista Art' S>' @ assegurado ao servidor o direito .leitoral' LMo ? servidor andidato a argo eletivo na lo alidade onde desempen#a suas funç%es e !ue e$erça argo de direção" #efia" assessoramento" arre adação ou fis ali/ação" dele ser1 afastado" a partir do dia imediato ao do registro de sua andidatura perante a (ustiça .LMo A li ença ser1 por pra/o indeterminado e sem remuneração' L>o :o deslo amento de servidor u*o Vn*uge ou ompan#eiro também se*a servidor públi o" ivil ou militar" de !ual!uer dos Poderes da União" dos .trinta2 dias sem remuneração para reassumir o e$er + io do argo' Da "icença %ara Atividade #o(ítica Art'QP' ? servidor ter1 direito a li ença" sem remuneração" durante o per+odo !ue mediar entre a sua es ol#a em onvenção partid1ria" omo andidato a argo eletivo" e a véspera do registro de sua andidatura perante a (ustiça . li ença sem remuneração para o 55 .

stado' L >E A li ença ter1 duração igual .stados" ou do 6istrito =ederal e dos Muni +pios" nas seguintes #ip&teses: 8 0 para e$er + io de argo em omissão ou função de onfiança9 88 0 em asos previstos em leis espe +fi as' LMo :a #ip&tese do in iso 8" sendo a essão para &rgãos ou entidades dos .desempen#o de mandato em onfederação" federação" asso iação de lasse de 7mbito na ional" sindi ato representativo da ategoria ou entidade fis ali/adora da profissão ou" ainda" para parti ipar de ger3n ia ou administração em so iedade ooperativa onstitu+da por servidores públi os para prestar serviços a seus membros" observado o disposto na al+nea do in iso B888 do art' MK> desta Lei" onforme disposto em regulamento e observados os seguintes limites: 8 0 para entidades om até J'KKK asso iados" um servidor9 88 0 para entidades om J'KKM a <K'KKK asso iados" dois servidores9 888 0 para entidades om mais de <K'KKK asso iados" tr3s servidores' LMo Somente poderão ser li en iados servidores eleitos para argos de direção ou representação nas referidas entidades" desde !ue adastradas no Ministério da Administração =ederal e Ieforma do .stados" do 6istrito =ederal ou dos Muni +pios" o Vnus da remuneração ser1 do &rgão ou entidade ession1ria" mantido o Vnus para o edente nos demais asos' L>R :a #ip&tese de o servidor edido a empresa públi a ou so iedade de e onomia mista" nos termos das respe tivas normas" optar pela remuneração do argo efetivo ou pela remuneração do argo efetivo a res ida de per entual da retribuição do argo em omissão" a entidade ession1ria efetuar1 o reembolso das despesas reali/adas pelo &rgão ou entidade de origem' L<o A essão far0se01 mediante Portaria publi ada no 6i1rio ?fi ial da União' LFo Mediante autori/ação e$pressa do Presidente da Iepúbli a" o servidor do Poder . União" em se tratando de empregado ou servidor por ela re!uisitado" as disposiç%es dos LL MR e >R deste artigo' 56 . do mandato" podendo ser prorrogada" no aso de reeleição" e por uma úni a ve/' Dos A7astamentos Do A7astamento %ara Servir a O*tro Cr)5o o* Entidade Art'S<' ? servidor poder1 ser edido para ter e$er + io em outro &rgão ou entidade dos Poderes da União" dos .$e utivo poder1 ter e$er + io em outro &rgão da Administração =ederal direta !ue não ten#a !uadro pr&prio de pessoal" para fim determinado e a pra/o erto' L JR Apli a0se .

L PR As ess%es de empregados de empresa públi a ou de so iedade de e onomia mista" !ue re eba re ursos de 4esouro :a ional para o usteio total ou par ial da sua fol#a de pagamento de pessoal" independem das disposiç%es ontidas nos in isos 8 e 88 e LL MR e >R deste artigo" fi ando o e$er + io do empregado edido ondi ionado a autori/ação espe +fi a do Ministério do Plane*amento" ?rçamento e Destão" e$ eto nos asos de o upação de argo em omissão ou função gratifi ada' L GE ? Ministério do Plane*amento" ?rçamento e Destão" om a finalidade de promover a omposição da força de trabal#o dos &rgãos e entidades da Administração Públi a =ederal" poder1 determinar a lotação ou o e$er + io de empregado ou servidor" independentemente da observ7n ia do onstante no in iso 8 e nos LL MR e >R deste artigo' Do A7astamento %ara E2ercício de Mandato E(etivo Art'SF' Ao servidor investido em mandato eletivo apli am0se as seguintes disposiç%es: 8 0 tratando0se de mandato federal" estadual ou distrital" fi ar1 afastado do argo9 88 0 investido no mandato de Prefeito" ser1 afastado do argo" sendo0l#e fa ultado optar pela sua remuneração9 888 0 investido no mandato de vereador: a2 #avendo ompatibilidade de #or1rio" per eber1 as vantagens de seu pre*u+/o da remuneração do argo eletivo9 argo" sem b2 não #avendo ompatibilidade de #or1rio" ser1 afastado do argo" sendo0l#e fa ultado optar pela sua remuneração' LMo :o aso de afastamento do argo" o servidor ontribuir1 para a seguridade so ial omo se em e$er + io estivesse' L>o ? servidor investido em mandato eletivo ou lassista não poder1 ser removido ou redistribu+do de of+ io para lo alidade diversa da!uela onde e$er e o mandato' Do A7astamento %ara Est*do o* Miss5o no E2terior Art'SJ' ? servidor não poder1 ausentar0se do Pa+s para estudo ou missão ofi ial" sem autori/ação do Presidente da Iepúbli a" Presidente dos Yrgãos do Poder Legislativo e Presidente do Supremo 4ribunal =ederal' LMo A aus3n ia não e$ eder1 a F .!uatro2 anos" e finda a missão ou estudo" somente de orrido igual per+odo" ser1 permitida nova aus3n ia' L>o Ao servidor benefi iado pelo disposto neste artigo não ser1 on edida e$oneração ou li ença para tratar de interesse parti ular antes de de orrido per+odo igual ao do afastamento" ressalvada a #ip&tese de ressar imento da despesa #avida om seu afastamento' 57 .

!uatro2 anos para doutorado" in lu+do o per+odo de est1gio probat&rio" !ue não ten#am se afastado por li ença para tratar de assuntos parti ulares para go/o de li ença apa itação ou om fundamento neste artigo nos > . remuneração do servidor" serão dis iplinadas em regulamento' Art'SP' ? afastamento de servidor para servir em organismo interna ional de !ue o -rasil parti ipe ou om o !ual oopere dar0se01 om perda total da remuneração' Do A7astamento %ara #artici%aç5o em #ro)rama de #+s@4rad*aç5o Stricto Sensu no #aís Art'SP0A' ? servidor poder1" no interesse da Administração" e desde !ue a parti ipação não possa o orrer simultaneamente om o e$er + io do argo ou mediante ompensação de #or1rio" afastar0se do e$er + io do argo efetivo" om a respe tiva remuneração" para parti ipar em programa de p&s0graduação stri to sensu em instituição de ensino superior no Pa+s' LMo Ato do dirigente m1$imo do &rgão ou entidade definir1" em onformidade om a legislação vigente" os programas de apa itação e os ritérios para parti ipação em programas de p&s0graduação no Pa+s" om ou sem afastamento do servidor" !ue serão avaliados por um omit3 onstitu+do para este fim' L>o ?s afastamentos para reali/ação de programas de mestrado e doutorado somente serão on edidos aos servidores titulares de argos efetivos no respe tivo &rgão ou entidade #1 pelo menos < .tr3s2 anos para mestrado e F .dois2 anos anteriores .L<o ? disposto neste artigo não se apli a aos servidores da arreira diplom1ti a' LFo As #ip&teses" ondiç%es e formas para a autori/ação de !ue trata este artigo" in lusive no !ue se refere . data da soli itação de afastamento' LFo ?s servidores benefi iados pelos afastamentos previstos nos LL M o" >o e <o deste artigo terão !ue permane er no e$er + io de suas funç%es ap&s o seu retorno por um per+odo igual ao do afastamento on edido' LJo )aso o servidor ven#a a soli itar e$oneração do argo ou aposentadoria" antes de umprido o per+odo de perman3n ia previsto no L F o deste artigo" dever1 ressar ir o &rgão ou entidade" na forma do art' FG da Lei n o Q'MM>" de MM de de/embro de MSSK" dos gastos om seu aperfeiçoamento' LPo )aso o servidor não obten#a o t+tulo ou grau !ue *ustifi ou seu afastamento no per+odo previsto" apli a0se o disposto no L J o deste artigo" salvo na #ip&tese omprovada de força maior ou de aso fortuito" a ritério do dirigente m1$imo do &rgão ou entidade' 58 . data da soli itação de afastamento' L <o ?s afastamentos para reali/ação de programas de p&s0doutorado somente serão on edidos aos servidores titulares de argos efetivo no respe tivo &rgão ou entidade #1 pelo menos !uatro anos" in lu+do o per+odo de est1gio probat&rio" e !ue não ten#am se afastado por li ença para tratar de assuntos parti ulares ou om fundamento neste artigo" nos !uatro anos anteriores .

s =orças Armadas' 59 .um2 dia" para doação de sangue9 88 0 por > . parti ipação em programa de p&s0graduação no .$terior" autori/ado nos termos do art' SJ desta Lei" o disposto nos LL M o a Po deste artigo' Das Concess>es Art'SG' Sem !ual!uer pre*u+/o" poder1 o servidor ausentar0se do serviço: 8 0 por M .oito2 dias onse utivos em ra/ão de : a2 asamento9 b2 fale imento do Vn*uge" ompan#eiro" pais" madrasta ou padrasto" fil#os" enteados" menor sob guarda ou tutela e irmãos' Art'SQ' Ser1 on edido #or1rio espe ial ao servidor estudante" !uando omprovada a in ompatibilidade entre o #or1rio es olar e o da repartição" sem pre*u+/o do e$er + io do argo' LMo Para efeito do disposto neste artigo" ser1 e$igida a ompensação de #or1rio no &rgão ou entidade !ue tiver e$er + io" respeitada a duração semanal do trabal#o' L>o 4ambém ser1 on edido #or1rio espe ial ao servidor portador de defi i3n ia" !uando omprovada a ne essidade por *unta médi a ofi ial" independentemente de ompensação de #or1rio' L<o As disposiç%es do par1grafo anterior são e$tensivas ao servidor !ue ten#a Vn*uge" fil#o ou dependente portador de defi i3n ia f+si a" e$igindo0se" porém" neste aso" ompensação de #or1rio na forma do in iso 88 do art' FF' LFo Ser1 igualmente on edido #or1rio espe ial" vin ulado . ompensação de #or1rio a ser efetivada no pra/o de até M .um2 ano" ao servidor !ue desempen#e atividade prevista nos in isos 8 e 88 do aput do art' GP0A desta Lei' Art'SS'Ao servidor estudante !ue mudar de sede no interesse da administração é assegurada" na lo alidade da nova resid3n ia ou na mais pr&$ima" matr+ ula em instituição de ensino ong3nere" em !ual!uer épo a" independentemente de vaga' Par1grafo úni o' ? disposto neste artigo estende0se ao Vn*uge ou ompan#eiro" aos fil#os" ou enteados do servidor !ue vivam na sua ompan#ia" bem omo aos menores sob sua guarda" om autori/ação *udi ial' Do Tem%o de Serviço Art'MKK' @ ontado para todos os efeitos o tempo de serviço públi o federal" in lusive o prestado .dois2 dias" para se alistar omo eleitor9 888 0 por Q .LGo Apli a0se .

gestante" . paternidade9 b2 para tratamento da pr&pria saúde" até o limite de vinte e !uatro meses" umulativo ao longo do tempo de serviço públi o prestado . adotante e .Art'MKM' A apuração do tempo de serviço ser1 feita em dias" !ue serão onvertidos em anos" onsiderado o ano omo de tre/entos e sessenta e in o dias' Art'MK>' Além das aus3n ias ao serviço previstas no art' SG" são onsiderados omo de efetivo e$er + io os afastamentos em virtude de: 8 0 férias9 88 0 e$er + io de argo em omissão ou e!uivalente" em &rgão ou entidade dos Poderes da União" dos . União" em argo de provimento efetivo9 2 para o desempen#o de mandato lassista ou parti ipação de ger3n ia ou administração em so iedade ooperativa onstitu+da por servidores para prestar serviços a seus membros" e$ eto para efeito de promoção por mere imento9 d2 por motivo de a idente em serviço ou doença profissional9 e2 para apa itação" onforme dispuser o regulamento9 f2 por onvo ação para o serviço militar9 8T 0 deslo amento para a nova sede de !ue trata o art' MQ9 T 0 parti ipação em ompetição desportiva na ional ou onvo ação para integrar representação desportiva na ional" no Pa+s ou no e$terior" onforme disposto em lei espe +fi a9 T8 0 afastamento para servir em organismo interna ional de !ue o -rasil parti ipe ou om o !ual oopere' 60 .stados" Muni +pios e 6istrito =ederal9 888 0 e$er + io de argo ou função de governo ou administração" em !ual!uer parte do territ&rio na ional" por nomeação do Presidente da Iepúbli a9 8B 0 parti ipação em programa de treinamento regularmente institu+do ou em programa de p&s0graduação stri to sensu no Pa+s" onforme dispuser o regulamento9 B 0 desempen#o de mandato eletivo federal" estadual" muni ipal ou do 6istrito =ederal" e$ eto para promoção por mere imento9 B8 0 *úri e outros serviços obrigat&rios por lei9 B88 0 missão ou estudo no e$terior" !uando autori/ado o afastamento" onforme dispuser o regulamento9 B888 0 li ença: a2 .

trinta2 dias em per+odo de M> .trinta2 dias' Art'MKG' )aber1 re urso: 8 0 do indeferimento do pedido de re onsideração9 61 .Art'MK<' )ontar0se01 apenas para efeito de aposentadoria e disponibilidade: 8 0 o tempo de serviço públi o prestado aos . autoridade ompetente para de idi0lo e en amin#ado por intermédio da!uela a !ue estiver imediatamente subordinado o re!uerente' Art'MKP' )abe pedido de re onsideração .s =orças Armadas em operaç%es de guerra' L<o @ vedada a ontagem umulativa de tempo de serviço prestado on omitantemente em mais de um argo ou função de &rgão ou entidades dos Poderes da União" .do/e2 meses' 888 0 a li ença para atividade pol+ti a" no aso do art' QP" L> o9 8B 0 o tempo orrespondente ao desempen#o de mandato eletivo federal" estadual" muni ipal ou distrital" anterior ao ingresso no serviço públi o federal9 B 0 o tempo de serviço em atividade privada" vin ulada .stados" Muni +pios e 6istrito =ederal9 88 0 a li ença para tratamento de saúde de pessoal da fam+lia do servidor" remuneração" !ue e$ eder a <K . autoridade !ue #ouver e$pedido o ato ou proferido a primeira de isão" não podendo ser renovado' Par1grafo úni o' ? re!uerimento e o pedido de re onsideração de !ue tratam os artigos anteriores deverão ser despa #ados no pra/o de J . in o2 dias e de ididos dentro de <K . Previd3n ia So ial9 B8 0 o tempo de serviço relativo a tiro de guerra9 B88 0 o tempo de li ença para tratamento da pr&pria saúde !ue e$ eder o pra/o a !ue se refere a al+nea "b" do in iso B888 do art' MK>' LMo ? tempo em !ue o servidor esteve aposentado ser1 aposentadoria' ontado apenas para nova om L>o Ser1 ontado em dobro o tempo de serviço prestado .stado" 6istrito =ederal e Muni +pio" autar!uia" fundação públi a" so iedade de e onomia mista e empresa públi a' Do Direito de #etiç5o Art'MKF' @ assegurado ao servidor o direito de re!uerer aos Poderes Públi os" em defesa de direito ou interesse leg+timo' Art'MKJ' ? re!uerimento ser1 dirigido .

s demais autoridades' L>o ? re urso ser1 en amin#ado por intermédio da autoridade a !ue estiver imediatamente subordinado o re!uerente' Art'MKQ' ? pra/o para interposição de pedido de re onsideração ou de re urso é de <K . ento e vinte2 dias" nos demais asos" salvo !uando outro pra/o for fi$ado em lei' Par1grafo úni o' ? pra/o de pres rição ser1 ontado da data da publi ação do ato impugnado ou da data da i3n ia pelo interessado" !uando o ato não for publi ado' Art'MMM' ? pedido de re onsideração e o re urso" !uando pres rição' ab+veis" interrompem a Art'MM>' A pres rição é de ordem públi a" não podendo ser relevada pela administração' Art'MM<' Para o e$er + io do direito de petição" é assegurada vista do pro esso ou do umento" na repartição" ao servidor ou a pro urador por ele onstitu+do' Art'MMF' A administração dever1 rever seus atos" a !ual!uer tempo" !uando eivados de ilegalidade' Art'MMJ' São fatais e improrrog1veis os pra/os estabele idos neste )ap+tulo" salvo motivo de força maior' Do Re)ime Disci%(inar Dos Deveres Art'MMP' São deveres do servidor: 62 . in o2 anos" !uanto aos atos de demissão e de assação de aposentadoria ou disponibilidade" ou !ue afetem interesse patrimonial e réditos resultantes das relaç%es de trabal#o9 88 0 em M>K .88 0 das de is%es sobre os re ursos su essivamente interpostos' LMo ? re urso ser1 dirigido .m aso de provimento do pedido de re onsideração ou do re urso" os efeitos da de isão retroagirão .trinta2 dias" a ontar da publi ação ou da i3n ia" pelo interessado" da de isão re orrida' Art'MKS' ? re urso poder1 ser re ebido ompetente' om efeito suspensivo" a *u+/o da autoridade Par1grafo úni o' . data do ato impugnado' Art'MMK' ? direito de re!uerer pres reve: 8 0 em J . !ue tiver e$pedido o ato ou proferido a de isão" e" su essivamente" em es ala as endente" . autoridade imediatamente superior .

iç>es Art'MMG' Ao servidor é proibido: 8 0 ausentar0se do serviço durante o e$pediente" sem prévia autori/ação do imediato9 #efe 88 0 retirar" sem prévia anu3n ia da autoridade ompetente" !ual!uer do umento ou ob*eto da repartição9 888 0 re usar fé a do umentos públi os9 63 .!uela ontra a !ual é formulada" assegurando0se ao representando ampla defesa' Das #roi.8 0 e$er er om /elo e dedi ação as atribuiç%es do argo9 88 0 ser leal .s instituiç%es a !ue servir9 888 0 observar as normas legais e regulamentares9 8B 0 umprir as ordens superiores" e$ eto !uando manifestamente ilegais9 B 0 atender om preste/a: a2 ao públi o em geral" prestando as informaç%es re!ueridas" ressalvadas as protegidas por sigilo9 b2 .s re!uisiç%es para a defesa da =a/enda Públi a' B8 0 levar as irregularidades de !ue tiver i3n ia em ra/ão do argo ao on#e imento da autoridade superior ou" !uando #ouver suspeita de envolvimento desta" ao on#e imento de outra autoridade ompetente para apuração9 B88 0 /elar pela e onomia do material e a onservação do patrimVnio públi o9 B888 0 guardar sigilo sobre assunto da repartição9 8T 0 manter onduta ompat+vel om a moralidade administrativa9 T 0 ser ass+duo e pontual ao serviço9 T8 0 tratar om urbanidade as pessoas9 T88 0 representar ontra ilegalidade" omissão ou abuso de poder' Par1grafo úni o' A representação de !ue trata o in iso T88 ser1 en amin#ada pela via #ier1r!ui a e apre iada pela autoridade superior . e$pedição de ertid%es re!ueridas para defesa de direito ou es lare imento de situaç%es de interesse pessoal9 2 .

repartição" fora dos asos previstos em lei" o desempen#o de atribuição !ue se*a de sua responsabilidade ou de seu subordinado9 B88 0 oagir ou ali iar subordinados no sentido de filiarem0se a asso iação profissional ou sindi al" ou a partido pol+ti o9 B888 0 manter sob sua #efia imediata" em argo ou função de ompan#eiro ou parente até o segundo grau ivil9 onfiança" Vn*uge" 8T 0 valer0se do argo para lograr proveito pessoal ou de outrem" em detrimento da dignidade da função públi a9 T 0 parti ipar de ger3n ia ou administração de so iedade privada" personifi ada ou não personifi ada" e$er er o omér io" e$ eto na !ualidade de a ionista" otista ou omandit1rio9 T8 0 atuar" omo pro urador ou intermedi1rio" *unto a repartiç%es públi as" salvo !uando se tratar de benef+ ios previden i1rios ou assisten iais de parentes até o segundo grau" e de Vn*uge ou ompan#eiro9 T88 0 re eber propina" omissão" presente ou vantagem de !ual!uer espé ie" em ra/ão de suas atribuiç%es9 T888 0 a eitar omissão" emprego ou pensão de estado estrangeiro9 T8B 0 prati ar usura sob !ual!uer de suas formas9 TB 0 pro eder de forma desidiosa9 TB8 0 utili/ar pessoal ou re ursos materiais da repartição em serviços ou atividades parti ulares9 TB88 0 ometer a outro servidor atribuiç%es estran#as ao argo !ue o upa" e$ eto em situaç%es de emerg3n ia e transit&rias9 TB888 0 e$er er !uais!uer atividades !ue se*am in ompat+veis om o e$er + io do argo ou função e om o #or1rio de trabal#o9 T8T 0 re usar0se a atuali/ar seus dados adastrais !uando soli itado' Par1grafo úni o' A vedação de !ue trata o in iso T do aput deste artigo não se apli a nos seguintes asos: 8 0 parti ipação nos onsel#os de administração e fis al de empresas ou entidades em !ue a União deten#a" direta ou indiretamente" parti ipação no apital so ial ou em 64 .8B 0 opor resist3n ia in*ustifi ada ao andamento de do umento e pro esso ou e$e ução de serviço9 B 0 promover manifestação de apreço ou desapreço no re into da repartição9 B8 0 ometer a pessoa estran#a .

so iedade ooperativa onstitu+da para prestar serviços a seus membros9 e 88 0 go/o de li ença para o trato de interesses parti ulares" na forma do art' SM desta Lei" observada a legislação sobre onflito de interesses' Da Ac*m*(aç5o Art'MMQ' Iessalvados os asos previstos na )onstituição" é vedada a a umulação remunerada de argos públi os' LMo A proibição de a umular estende0se a argos" empregos e funç%es em autar!uias" fundaç%es públi as" empresas públi as" so iedades de e onomia mista da União" do 6istrito =ederal" dos .i(idades Art'M>M' ? servidor responde ivil" penal e administrativamente pelo e$er + io irregular de suas atribuiç%es' Art'M>>' A responsabilidade ivil de orre de ato omissivo ou omissivo" doloso ou ulposo" !ue resulte em pre*u+/o ao er1rio ou a ter eiros' LMo A indeni/ação de pre*u+/o dolosamente ausado ao er1rio somente ser1 li!uidada na forma prevista no art' FP" na falta de outros bens !ue assegurem a e$e ução do débito pela via *udi ial' 65 .stados" dos 4errit&rios e dos Muni +pios' L>o A a umulação de argos" ainda !ue l+ ita" fi a ompatibilidade de #or1rios' ondi ionada . remuneração devida pela parti ipação em onsel#os de administração e fis al das empresas públi as e so iedades de e onomia mista" suas subsidi1rias e ontroladas" bem omo !uais!uer empresas ou entidades em !ue a União" direta ou indiretamente" deten#a parti ipação no apital so ial" observado o !ue" a respeito" dispuser legislação espe +fi a' Art'M>K' ? servidor vin ulado ao regime desta Lei" !ue a umular li itamente dois argos efetivos" !uando investido em argo de provimento em omissão" fi ar1 afastado de ambos os argos efetivos" salvo na #ip&tese em !ue #ouver ompatibilidade de #or1rio e lo al om o e$er + io de um deles" de larada pelas autoridades m1$imas dos &rgãos ou entidades envolvidos' Das Res%onsa. omprovação da L<o )onsidera0se a umulação proibida a per epção de ven imento de argo ou emprego públi o efetivo om proventos da inatividade" salvo !uando os argos de !ue de orram essas remuneraç%es forem a umul1veis na atividade' Art'MMS' ? servidor não poder1 e$er er mais de um argo em omissão" e$ eto no aso previsto no par1grafo úni o do art' So" nem ser remunerado pela parti ipação em &rgão de deliberação oletiva' Par1grafo úni o' ? disposto neste artigo não se apli a .

pr1ti a de rimes ou improbidade de !ue ten#a on#e imento" ainda !ue em de orr3n ia do e$er + io de argo" emprego ou função públi a' Das #ena(idades Art'M>G' São penalidades dis iplinares: 8 0 advert3n ia9 88 0 suspensão9 888 0 demissão9 8B 0 assação de aposentadoria ou disponibilidade9 B 0 destituição de argo em omissão9 B8 0 destituição de função omissionada' Art'M>Q' :a apli ação das penalidades serão onsideradas a nature/a e a gravidade da infração ometida" os danos !ue dela provierem para o serviço públi o" as ir unst7n ias agravantes ou atenuantes e os ante edentes fun ionais' Par1grafo úni o' ? ato de imposição da penalidade men ionar1 sempre o fundamento legal e a ausa da sanção dis iplinar' Art'M>S' A advert3n ia ser1 apli ada por es rito" nos asos de violação de proibição onstante do art' MMG" in isos 8 a B888 e T8T" e de inobserv7n ia de dever fun ional previsto em lei" regulamentação ou norma interna" !ue não *ustifi!ue imposição de penalidade 66 .L>o 4ratando0se de dano ausado a ter eiros" responder1 o servidor perante a =a/enda Públi a" em ação regressiva' L<o A obrigação de reparar o dano estende0se aos su essores e e$e utada" até o limite do valor da #erança re ebida' Art'M><' A responsabilidade penal abrange os servidor" nessa !ualidade' rimes e ontra eles ser1 ontravenç%es imputadas ao omissivo Art'M>F' A responsabilidade ivil0administrativa resulta de ato omissivo ou prati ado no desempen#o do argo ou função' Art'M>J' As sanç%es independentes entre si' ivis" penais e administrativas poderão umular0se" sendo aso de Art'M>P' A responsabilidade administrativa do servidor ser1 afastada no absolvição riminal !ue negue a e$ist3n ia do fato ou sua autoria' Art' M>P0A' :en#um servidor poder1 ser responsabili/ado ivil" penal ou administrativamente por dar i3n ia . autoridade superior ou" !uando #ouver suspeita de envolvimento desta" a outra autoridade ompetente para apuração de informação on ernente .

tr3s2e J .!uin/e2 dias o servidor !ue" in*ustifi adamente" re usar0se a ser submetido a inspeção médi a determinada pela autoridade ompetente" essando os efeitos da penalidade uma ve/ umprida a determinação' L>o Auando #ouver onveni3n ia para o serviço" a penalidade de suspensão poder1 ser onvertida em multa" na base de JKO . in!Henta por ento2 por dia de ven imento ou remuneração" fi ando o servidor obrigado a permane er em serviço' Art'M<M' As penalidades de advert3n ia e de suspensão terão seus registros an elados" ap&s o de urso de < . in o2 anos de efetivo e$er + io" respe tivamente" se o servidor não #ouver" nesse per+odo" prati ado nova infração dis iplinar' Par1grafo úni o' ? an elamento da penalidade não surtir1 efeitos retroativos' Art'M<>' A demissão ser1 apli ada nos seguintes asos: 8 0 rime ontra a administração públi a9 88 0 abandono de argo9 888 0 inassiduidade #abitual9 8B 0 improbidade administrativa9 B 0 in ontin3n ia públi a e onduta es andalosa" na repartição9 B8 0 insubordinação grave em serviço9 B88 0 ofensa f+si a" em serviço" a servidor ou a parti ular" salvo em leg+tima defesa pr&pria ou de outrem9 B888 0 apli ação irregular de din#eiros públi os9 8T 0 revelação de segredo do !ual se apropriou em ra/ão do argo9 T 0 lesão aos ofres públi os e dilapidação do patrimVnio na ional9 T8 0 orrupção9 T88 0 a umulação ilegal de argos" empregos ou funç%es públi as9 T888 0 transgressão dos in isos 8T a TB8 do art' MMG' 67 .noventa2 dias' LMo Ser1 punido om suspensão de até MJ .mais grave' Art'M<K' A suspensão ser1 apli ada em aso de rein id3n ia das faltas punidas om advert3n ia e de violação das demais proibiç%es !ue não tipifi!uem infração su*eita a penalidade de demissão" não podendo e$ eder de SK .

ino 3n ia ou .Art'M<<' 6ete tada a !ual!uer tempo a a umulação ilegal de argos" empregos ou funç%es públi as" a autoridade a !ue se refere o art' MF< notifi ar1 o servidor" por intermédio de sua #efia imediata" para apresentar opção no pra/o improrrog1vel de de/ dias" ontados da data da i3n ia e" na #ip&tese de omissão" adotar1 pro edimento sum1rio para a sua apuração e regulari/ação imediata" u*o pro esso administrativo dis iplinar se desenvolver1 nas seguintes fases: 8 0 instauração" om a publi ação do ato !ue onstituir a omissão" a ser omposta por dois servidores est1veis" e simultaneamente indi ar a autoria e a materialidade da transgressão ob*eto da apuração9 88 0 instrução sum1ria" !ue ompreende indi iação" defesa e relat&rio9 888 0 *ulgamento' LMo A indi ação da autoria de !ue trata o in iso 8 dar0se01 pelo nome e matr+ ula do servidor" e a materialidade pela des rição dos argos" empregos ou funç%es públi as em situação de a umulação ilegal" dos &rgãos ou entidades de vin ulação" das datas de ingresso" do #or1rio de trabal#o e do orrespondente regime *ur+di o' L>o A omissão lavrar1" até tr3s dias ap&s a publi ação do ato !ue a onstituiu" termo de indi iação em !ue serão trans ritas as informaç%es de !ue trata o par1grafo anterior" bem omo promover1 a itação pessoal do servidor indi iado" ou por intermédio de sua #efia imediata" para" no pra/o de in o dias" apresentar defesa es rita" assegurando0se0l#e vista do pro esso na repartição" observado o disposto nos arts' MP< e MPF' L<o Apresentada a defesa" a omissão elaborar1 relat&rio on lusivo !uanto . responsabilidade do servidor" em !ue resumir1 as peças prin ipais dos autos" opinar1 sobre a li itude da a umulação em e$ame" indi ar1 o respe tivo dispositivo legal e remeter1 o pro esso . autoridade instauradora" para *ulgamento' LFo :o pra/o de in o dias" ontados do re ebimento do pro esso" a autoridade *ulgadora proferir1 a sua de isão" apli ando0se" !uando for o aso" o disposto no L < o do art' MPG' LJo A opção pelo servidor até o último dia de pra/o para defesa onfigurar1 sua boa0fé" #ip&tese em !ue se onverter1 automati amente em pedido de e$oneração do outro argo' LPo )ara teri/ada a a umulação ilegal e provada a m10fé" apli ar0se01 a pena de demissão" destituição ou assação de aposentadoria ou disponibilidade em relação aos argos" empregos ou funç%es públi as em regime de a umulação ilegal" #ip&tese em !ue os &rgãos ou entidades de vin ulação serão omuni ados' LGo ? pra/o para a on lusão do pro esso administrativo dis iplinar submetido ao rito sum1rio não e$ eder1 trinta dias" ontados da data de publi ação do ato !ue onstituir a omissão" admitida a sua prorrogação por até !uin/e dias" !uando as ir unst7n ias o e$igirem' LQo ? pro edimento sum1rio rege0se pelas disposiç%es deste artigo" observando0se" no 68 .

autoridade instauradora para *ulgamento .s penalidades de suspensão e de demissão' Par1grafo úni o' )onstatada a #ip&tese de !ue trata este artigo" a e$oneração efetuada nos termos do art' <J ser1 onvertida em destituição de argo em omissão' Art'M<P' A demissão ou a destituição de argo em omissão" nos asos dos in isos 8B" B888" T e T8 do art' M<>" impli a a indisponibilidade dos bens e o ressar imento ao er1rio" sem pre*u+/o da ação penal ab+vel' Art'M<G' A demissão ou a destituição de argo em omissão" por infring3n ia do art' MMG" in isos 8T e T8" in ompatibili/a o e$0servidor para nova investidura em argo públi o federal" pelo pra/o de J . responsabilidade do servidor" em !ue resumir1 as peças prin ipais dos autos" indi ar1 o respe tivo dispositivo legal" opinar1" na #ip&tese de abandono de argo" sobre a inten ionalidade da aus3n ia ao serviço superior a trinta dias e remeter1 o pro esso . in o2 anos' Par1grafo úni o' :ão poder1 retornar ao serviço públi o federal o servidor !ue for demitido ou destitu+do do argo em omissão por infring3n ia do art' M<>" in isos 8" 8B" B888" T e T8' Art'M<Q' )onfigura abandono de argo a aus3n ia inten ional do servidor ao serviço por mais de trinta dias onse utivos' Art'M<S' . Art'MFM' As penalidades dis iplinares serão apli adas: 69 .ntende0se por inassiduidade #abitual a falta ao serviço" sem ausa *ustifi ada" por sessenta dias" interpoladamente" durante o per+odo de do/e meses' Art'MFK' :a apuração de abandono de argo ou inassiduidade #abitual" também ser1 adotado o pro edimento sum1rio a !ue se refere o art' M<<" observando0se espe ialmente !ue: 8 0 a indi ação da materialidade dar0se01: a2 na #ip&tese de abandono de argo" pela indi ação pre isa do per+odo de aus3n ia inten ional do servidor ao serviço superior a trinta dias9 b2 no aso de inassiduidade #abitual" pela indi ação dos dias de falta ao serviço sem ausa *ustifi ada" por per+odo igual ou superior a sessenta dias interpoladamente" durante o per+odo de do/e meses9 88 0 ap&s a apresentação da defesa a omissão elaborar1 relat&rio on lusivo !uanto . ino 3n ia ou .!ue l#e for apli 1vel" subsidiariamente" as disposiç%es dos 4+tulos 8B e B desta Lei' Art'M<F' Ser1 assada a aposentadoria ou a disponibilidade do inativo !ue #ouver prati ado" na atividade" falta pun+vel om a demissão' Art'M<J' A destituição de argo em omissão e$er ido por não o upante de argo efetivo ser1 apli ada nos asos de infração su*eita .

advert3n ia' LMo ? pra/o de pres rição omeça a orrer da data em !ue o fato se tornou on#e ido' L>o ?s pra/os de pres rição previstos na lei penal apli am0se .s infraç%es dis iplinares apituladas também omo rime' L<o A abertura de sindi 7n ia ou a instauração de pro esso dis iplinar interrompe a pres rição" até a de isão final proferida por autoridade ompetente' LFo 8nterrompido o urso da pres rição" o pra/o omeçar1 a orrer a partir do dia em !ue essar a interrupção' Dos Direitos e Vanta)ens Do Vencimento e da Rem*neraç5o Art'FK' Ben imento é a retribuição pe uni1ria pelo e$er + io de argo públi o" om valor fi$ado em lei' Art'FM' Iemuneração é o ven imento do argo efetivo" a res ido das vantagens pe uni1rias permanentes estabele idas em lei' LMo A remuneração do servidor investido em função ou argo em omissão ser1 paga na forma prevista no art' P>' L>o ? servidor investido em argo em omissão de &rgão ou entidade diversa da de sua lotação re eber1 a remuneração de a ordo om o estabele ido no LM o do art' S<' 70 assação de .dois2 anos" !uanto .s infraç%es pun+veis om demissão" aposentadoria ou disponibilidade e destituição de argo em omissão9 88 0 em > .trinta2 dias9 888 0 pelo #efe da repartição e outras autoridades na forma dos respe tivos regimentos ou regulamentos" nos asos de advert3n ia ou de suspensão de até <K .!uelas men ionadas no in iso anterior !uando se tratar de suspensão superior a <K . suspensão9 888 0 em MQK .trinta2 dias9 8B 0 pela autoridade !ue #ouver feito a nomeação" !uando se tratar de destituição de argo em omissão' Art'MF>' A ação dis iplinar pres rever1: 8 0 em J . ento e oitenta2 dias" !uanto . in o2 anos" !uanto .8 0 pelo Presidente da Iepúbli a" pelos Presidentes das )asas do Poder Legislativo e dos 4ribunais =ederais e pelo Pro urador0Deral da Iepúbli a" !uando se tratar de demissão e assação de aposentadoria ou disponibilidade de servidor vin ulado ao respe tivo Poder" &rgão" ou entidade9 88 0 pelas autoridades administrativas de #ierar!uia imediatamente inferior .

L<o ? ven imento do argo efetivo" a res ido das vantagens de ar1ter permanente" é irredut+vel' LFo @ assegurada a isonomia de ven imentos para argos de atribuiç%es iguais ou assemel#adas do mesmo Poder" ou entre servidores dos tr3s Poderes" ressalvadas as vantagens de ar1ter individual e as relativas . nature/a ou ao lo al de trabal#o' L Jo :en#um servidor re eber1 remuneração inferior ao sal1rio0m+nimo' Art'F>' :en#um servidor poder1 per eber" mensalmente" a t+tulo de remuneração" import7n ia superior .stado" por membros do )ongresso :a ional e Ministros do Supremo 4ribunal =ederal' Par1grafo úni o' .Ievogado pela Lei nR S'P>F" de >'F'SQ2 Art'FF' ? servidor perder1: 8 0 a remuneração do dia em !ue faltar ao serviço" sem motivo *ustifi ado9 88 0 a par ela de remuneração di1ria" propor ional aos atrasos" aus3n ias *ustifi adas" ressalvadas as on ess%es de !ue trata o art' SG" e sa+das ante ipadas" salvo na #ip&tese de ompensação de #or1rio" até o m3s subse!Hente ao da o orr3n ia" a ser estabele ida pela #efia imediata' Par1grafo úni o' As faltas *ustifi adas de orrentes de aso fortuito ou de força maior poderão ser ompensadas a ritério da #efia imediata" sendo assim onsideradas omo efetivo e$er + io' Art'FJ' Salvo por imposição legal" ou mandado *udi ial" nen#um des onto in idir1 sobre a remuneração ou provento' Par1grafo úni o' Mediante autori/ação do servidor" poder1 #aver onsignação em fol#a de pagamento a favor de ter eiros" a ritério da administração e om reposição de ustos" na forma definida em regulamento' Art' FP' As reposiç%es e indeni/aç%es ao er1rio" atuali/adas até <K de *un#o de MSSF" serão previamente omuni adas ao servidor ativo" aposentado ou ao pensionista" para pagamento" no pra/o m1$imo de trinta dias" podendo ser par eladas" a pedido do interessado' LMo ? valor de ada par ela não poder1 ser inferior ao orrespondente a de/ por ento da remuneração" provento ou pensão' L>o Auando o pagamento indevido #ouver o orrido no m3s anterior ao do pro essamento da fol#a" a reposição ser1 feita imediatamente" em uma úni a par ela' 71 . soma dos valores per ebidos omo remuneração" em espé ie" a !ual!uer t+tulo" no 7mbito dos respe tivos Poderes" pelos Ministros de .$ luem0se do teto de remuneração as vantagens previstas nos in isos 88 a B88 do art' PM' Art' F<' .

L<o :a #ip&tese de valores re ebidos em de orr3n ia de umprimento a de isão liminar" a tutela ante ipada ou a sentença !ue ven#a a ser revogada ou res indida" serão eles atuali/ados até a data da reposição' Art'FG' ? servidor em débito om o er1rio" !ue for demitido" e$onerado ou !ue tiver sua aposentadoria ou disponibilidade assada" ter1 o pra/o de sessenta dias para !uitar o débito' Par1grafo úni o' A não !uitação do débito no pra/o previsto impli ar1 sua ins rição em d+vida ativa' Art'FQ' ? ven imento" a remuneração e o provento não serão ob*eto de arresto" se!uestro ou pen#ora" e$ eto nos asos de prestação de alimentos resultante de de isão *udi ial' Das Vanta)ens Art'FS' Além do ven imento" poderão ser pagas ao servidor as seguintes vantagens: 8 0 indeni/aç%es9 88 0 gratifi aç%es9 888 0 adi ionais' LMo As indeni/aç%es não se in orporam ao ven imento ou provento para !ual!uer efeito' L>o As gratifi aç%es e os adi ionais in orporam0se ao ven imento ou provento" nos asos e ondiç%es indi ados em lei' Art'JK' As vantagens pe uni1rias não serão omputadas" nem a umuladas" para efeito de on essão de !uais!uer outros a rés imos pe uni1rios ulteriores" sob o mesmo t+tulo ou id3nti o fundamento' Das Indeni?aç>es Art'JM' )onstituem indeni/aç%es ao servidor: 8 0 a*uda de usto9 88 0 di1rias9 888 0 transporte' 8B 0 au$+lio0moradia' Art'J>' ?s valores das indeni/aç%es estabele idas nos in isos 8 a 888 do art' JM" assim omo as ondiç%es para a sua on essão" serão estabele idos em regulamento' Da A-*da de C*sto 72 .

tr3s2 meses' Art'JJ' :ão ser1 on edida a*uda de usto ao servidor !ue se afastar do reassumi0lo" em virtude de mandato eletivo' argo" ou Art'JP' Ser1 on edida a*uda de usto .um2 ano" ontado do &bito' Art'JF' A a*uda de usto é al ulada sobre a remuneração do servidor" onforme se dispuser em regulamento" não podendo e$ eder a import7n ia orrespondente a < .trinta2 dias' Das Di0rias Art'JQ' ? servidor !ue" a serviço" afastar0se da sede em ar1ter eventual ou transit&rio para outro ponto do territ&rio na ional ou para o e$terior" far1 *us a passagens e di1rias destinadas a indeni/ar as par elas de despesas e$traordin1ria om pousada" alimentação e lo omoção urbana" onforme dispuser em regulamento' LMo A di1ria ser1 on edida por dia de afastamento" sendo devida pela metade !uando o deslo amento não e$igir pernoite fora da sede" ou !uando a União ustear" por meio diverso" as despesas e$traordin1rias obertas por di1rias' L>o :os asos em !ue o deslo amento da sede onstituir e$ig3n ia permanente do argo" o servidor não far1 *us a di1rias' L<o 4ambém não far1 *us a di1rias o servidor !ue se deslo ar dentro da mesma região metropolitana" aglomeração urbana ou mi rorregião" onstitu+das por muni +pios lim+trofes e regularmente institu+das" ou em 1reas de ontrole integrado mantidas om pa+ses lim+trofes" u*a *urisdição e ompet3n ia dos &rgãos" entidades e servidores brasileiros onsidera0se estendida" salvo se #ouver pernoite fora da sede" #ip&teses em !ue as di1rias pagas serão sempre as fi$adas para os afastamentos dentro do territ&rio na ional' 73 .!uele !ue" não sendo servidor da União" for nomeado para argo em omissão" om mudança de domi +lio' Par1grafo úni o' :o afastamento previsto no in iso 8 do art' S<" a a*uda de usto ser1 paga pelo &rgão ession1rio" !uando ab+vel' Art'JG' ? servidor fi ar1 obrigado a restituir a a*uda de usto !uando" in*ustifi adamente" não se apresentar na nova sede no pra/o de <K .Art'J<' A a*uda de usto destina0se a ompensar !ue" no interesse do serviço" passar a ter e$er domi +lio em ar1ter permanente" vedado o duplo tempo" no aso de o Vn*uge ou ompan#eiro servidor" vier a ter e$er + io na mesma sede' as despesas de instalação do servidor + io em nova sede" om mudança de pagamento de indeni/ação" a !ual!uer !ue deten#a também a ondição de LMo )orrem por onta da administração as despesas de transporte do servidor e de sua fam+lia" ompreendendo passagem" bagagem e bens pessoais' L>o N fam+lia do servidor !ue fale er na nova sede são assegurados a*uda de usto e transporte para a lo alidade de origem" dentro do pra/o de M .

in o2 dias' Par1grafo úni o' :a #ip&tese de o servidor retornar . sede em pra/o menor do !ue o previsto para o seu afastamento" restituir1 as di1rias re ebidas em e$ esso" no pra/o previsto no ca%*t' Da Indeni?aç5o de Trans%orte Art'PK' )on eder0se01 indeni/ação de transporte ao servidor !ue reali/ar despesas om a utili/ação de meio pr&prio de lo omoção para a e$e ução de serviços e$ternos" por força das atribuiç%es pr&prias do argo" onforme se dispuser em regulamento' Subseção 8B Do A*2í(io@Moradia Art'PK0A' ? au$+lio0moradia onsiste no ressar imento das despesas omprovadamente reali/adas pelo servidor om aluguel de moradia ou om meio de #ospedagem administrado por empresa #oteleira" no pra/o de um m3s ap&s a omprovação da despesa pelo servidor' Art'PK0-' )on eder0se01 au$+lio0moradia ao servidor se atendidos os seguintes re!uisitos: 8 0 não e$ista im&vel fun ional dispon+vel para uso pelo servidor9 88 0 o Vn*uge ou ompan#eiro do servidor não o upe im&vel fun ional9 888 0 o servidor ou seu Vn*uge ou ompan#eiro não se*a ou ten#a sido propriet1rio" promitente omprador" ession1rio ou promitente ession1rio de im&vel no Muni +pio aonde for e$er er o argo" in lu+da a #ip&tese de lote edifi ado sem averbação de onstrução" nos do/e meses !ue ante ederem a sua nomeação9 8B 0 nen#uma outra pessoa !ue resida om o servidor re eba au$+lio0moradia9 B 0 o servidor ten#a se mudado do lo al de resid3n ia para o upar argo em omissão ou função de onfiança do Drupo06ireção e Assessoramento Superiores 0 6AS" n+veis F" J e P" de :ature/a .stado ou e!uivalentes9 B8 0 o Muni +pio no !ual assuma o argo em omissão ou função de onfiança não se en!uadre nas #ip&teses do art' JQ" L < o" em relação ao lo al de resid3n ia ou domi +lio do servidor9 B88 0 o servidor não ten#a sido domi iliado ou ten#a residido no Muni +pio" nos últimos do/e meses" aonde for e$er er o argo em omissão ou função de onfiança" des onsiderando0se pra/o inferior a sessenta dias dentro desse per+odo9 e B888 0 o deslo amento não ten#a sido por força de alteração de lotação ou nomeação para argo efetivo' 8T 0 o deslo amento ten#a o orrido ap&s <K de *un#o de >KKP' 74 .spe ial" de Ministro de .Art'JS' ? servidor !ue re eber di1rias e não se afastar da sede" por !ual!uer motivo" fi a obrigado a restitu+0las integralmente" no pra/o de J .

' :o aso de fale imento" e$oneração" olo ação de im&vel fun ional .Ievogado pela Medida Provis&ria nR >'>>J0FJ" de F'S'>KKM2 8B 0 adi ional pelo e$er + io de atividades insalubres" perigosas ou penosas9 B 0 adi ional pela prestação de serviço e$traordin1rio9 B8 0 adi ional noturno9 B88 0 adi ional de férias9 B888 0 outros" relativos ao lo al ou .mil e oito entos reais2' Art'PK0.vinte e in o por ento2 da remuneração de Ministro de .vinte e in o por ento2 do valor do argo em omissão" função omissionada ou argo de Ministro de .stado' L >o 8ndependentemente do valor do argo em omissão ou função omissionada" fi a garantido a todos os !ue preen #erem os re!uisitos o ressar imento até o valor de IW M'QKK"KK .*iç5o %e(o E2ercício de '*nç5o de Direç5o< CAe7ia e Assessoramento 75 . disposição do servidor ou a!uisição de im&vel" o au$+lio0moradia ontinuar1 sendo pago por um m3s' Das 4rati7icaç>es e Adicionais Art'PM' Além do ven imento e das vantagens previstas nesta Lei" serão deferidos aos servidores as seguintes retribuiç%es" gratifi aç%es e adi ionais: 8 0 retribuição pelo e$er + io de função de direção" #efia e assessoramento9 88 0 gratifi ação natalina9 888 0 .do/e2 anos" o pagamento somente ser1 retomado se observados" além do disposto no aput deste artigo" os re!uisitos do aput do art' PK0.Par1grafo úni o' Para fins do in iso B88" não ser1 onsiderado o pra/o no !ual o servidor estava o upando outro argo em omissão rela ionado no in iso B' Art' PK0)' ? au$+lio0moradia não ser1 on edido por pra/o superior a Q .oito2 anos dentro de ada per+odo de M> . nature/a do trabal#o' 8T 0 gratifi ação por en argo de urso ou on urso' Da Retri.desta Lei" não se apli ando" no aso" o par1grafo úni o do itado art' PK0-' Art' PK06' ? valor mensal do au$+lio0moradia é limitado a >JO .oito2 anos dentro de ada per+odo de M> .stado o upado' L Mo ? valor do au$+lio0moradia não poder1 superar >JO .do/e2 anos' Par1grafo úni o' 4rans orrido o pra/o de Q .

ridade< #eric*(osidade o* Atividades #enosas Art'PQ' ?s servidores !ue trabal#em om #abitualidade em lo ais insalubres ou em ontato permanente om subst7n ias t&$i as" radioativas ou om ris o de vida" fa/em *us a um adi ional sobre o ven imento do argo efetivo' LMo ? servidor !ue fi/er *us aos adi ionais de insalubridade e de peri ulosidade dever1 optar por um deles' L>o ? direito ao adi ional de insalubridade ou peri ulosidade essa om a eliminação das ondiç%es ou dos ris os !ue deram ausa a sua on essão' Art'PS' Haver1 permanente ontrole da atividade de servidores em operaç%es ou lo ais onsiderados penosos" insalubres ou perigosos' Par1grafo úni o' A servidora gestante ou la tante ser1 afastada" en!uanto durar a gestação e a la tação" das operaç%es e lo ais previstos neste artigo" e$er endo suas 76 .spe ial a !ue se referem os arts' <o e MK da Lei no Q'SMM" de MM de *ul#o de MSSF" e o art' < o da Lei no S'P>F" de > de abril de MSSQ' Par1grafo úni o' A BP:8 de !ue trata o ca%*t deste artigo somente estar1 su*eita .spe ial é devida retribuição pelo seu e$er + io' Par1grafo úni o' Lei espe +fi a estabele er1 a remuneração dos argos em omissão de !ue trata o in iso 88 do art' So' Art'P>0A' =i a transformada em Bantagem Pessoal :ominalmente 8dentifi ada 0 BP:8 a in orporação da retribuição pelo e$er + io de função de direção" #efia ou assessoramento" argo de provimento em omissão ou de :ature/a .s revis%es gerais de remuneração dos servidores públi os federais' Da 4rati7icaç5o Nata(ina Art'P<' A gratifi ação natalina orresponde a MXM> .Art'P>' Ao servidor o upante de argo efetivo investido em função de direção" #efia ou assessoramento" argo de provimento em omissão ou de :ature/a .um do/e avos2 da remuneração a !ue o servidor fi/er *us no m3s de de/embro" por m3s de e$er + io no respe tivo ano' Par1grafo úni o' A fração igual ou superior a MJ .vinte2 do m3s de de/embro de ada ano' Art'PJ' ? servidor e$onerado per eber1 sua gratifi ação natalina" propor ionalmente aos meses de e$er + io" al ulada sobre a remuneração do m3s da e$oneração' Art'PP' A gratifi ação natalina não ser1 onsiderada para 1l ulo de !ual!uer vantagem pe uni1ria' Dos Adicionais de Insa(*.!uin/e2 dias ser1 onsiderada omo m3s integral' Art'PF' A gratifi ação ser1 paga até o dia >K .

atividades em lo al salubre e em serviço não penoso e não perigoso' Art'GK' :a on essão dos adi ionais de atividades penosas" de insalubridade e de peri ulosidade" serão observadas as situaç%es estabele idas em legislação espe +fi a' Art'GM' ? adi ional de atividade penosa ser1 devido aos servidores em e$er + io em /onas de fronteira ou em lo alidades u*as ondiç%es de vida o *ustifi!uem" nos termos" ondiç%es e limites fi$ados em regulamento' Art'G>' ?s lo ais de trabal#o e os servidores !ue operam om Iaios T ou subst7n ias radioativas serão mantidos sob ontrole permanente" de modo !ue as doses de radiação ioni/ante não ultrapassem o n+vel m1$imo previsto na legislação pr&pria' Par1grafo úni o' ?s servidores a !ue se refere este artigo serão submetidos a e$ames médi os a ada P .vinte e duas2 #oras de um dia e J .n argo de )urso ou )on urso é devida ao servidor !ue" em ar1ter eventual: 8 0 atuar omo instrutor em urso de formação" de desenvolvimento ou de treinamento regularmente institu+do no 7mbito da administração públi a federal9 77 .seis2 meses' Do Adiciona( %or Serviço E2traordin0rio Art'G<' ? serviço e$traordin1rio ser1 remunerado om a rés imo de JKO .m se tratando de serviço e$traordin1rio" o a rés imo de !ue trata este artigo in idir1 sobre a remuneração prevista no art' G<' Do Adiciona( de '3rias Art'GP' 8ndependentemente de soli itação" ser1 pago ao servidor" por o asião das férias" um adi ional orrespondente a MX< .vinte e in o por ento2" omputando0se ada #ora omo in!Henta e dois minutos e trinta segundos' Par1grafo úni o' .duas2 #oras por *ornada' Do Adiciona( Not*rno Art'GJ' ? serviço noturno" prestado em #or1rio ompreendido entre >> . #ora normal de trabal#o' Art'GF' Somente ser1 permitido serviço e$traordin1rio para atender a situaç%es e$ ep ionais e tempor1rias" respeitado o limite m1$imo de > . in!Henta por ento2 em relação .um terço2 da remuneração do per+odo das férias' Par1grafo úni o' :o aso de o servidor e$er er função de direção" #efia ou assessoramento" ou o upar argo em omissão" a respe tiva vantagem ser1 onsiderada no 1l ulo do adi ional de !ue trata este artigo' Da 4rati7icaç5o %or Encar)o de C*rso o* Conc*rso Art' GP0A' A Dratifi ação por . in o2 #oras do dia seguinte" ter1 o valor0#ora a res ido de >JO .

88 0 parti ipar de ban a e$aminadora ou de omissão para e$ames orais" para an1lise urri ular" para orreção de provas dis ursivas" para elaboração de !uest%es de provas ou para *ulgamento de re ursos intentados por andidatos9 888 0 parti ipar da log+sti a de preparação e de reali/ação de on urso públi o envolvendo atividades de plane*amento" oordenação" supervisão" e$e ução e avaliação de resultado" !uando tais atividades não estiverem in lu+das entre as suas atribuiç%es permanentes9 8B 0 parti ipar da apli ação" fis ali/ar ou avaliar provas de e$ame vestibular ou de on urso públi o ou supervisionar essas atividades' L Mo ?s ritérios de on essão e os limites da gratifi ação de !ue trata este artigo serão fi$ados em regulamento" observados os seguintes par7metros: 8 0 o valor da gratifi ação ser1 al ulado em #oras" observadas a nature/a e a omple$idade da atividade e$er ida9 88 0 a retribuição não poder1 ser superior ao e!uivalente a M>K .n argo de )urso ou )on urso somente ser1 paga se as atividades referidas nos in isos do aput deste artigo forem e$er idas sem pre*u+/o das atribuiç%es do argo de !ue o servidor for titular" devendo ser ob*eto de ompensação de arga #or1ria !uando desempen#adas durante a *ornada de trabal#o" na forma do L F o do art' SQ desta Lei' L <o A Dratifi ação por .um inteiro e dois dé imos por ento2" em se tratando de atividade prevista nos in isos 888 e 8B do aput deste artigo' L >o A Dratifi ação por .n argo de )urso ou )on urso não se in orpora ao ven imento ou sal1rio do servidor para !ual!uer efeito e não poder1 ser utili/ada omo base de 1l ulo para !uais!uer outras vantagens" in lusive para fins de 1l ulo dos proventos da aposentadoria e das pens%es' Das '3rias Art'GG' ? servidor far1 *us a trinta dias de férias" !ue podem ser a umuladas" até o m1$imo de dois per+odos" no aso de ne essidade do serviço" ressalvadas as #ip&teses em !ue #a*a legislação espe +fi a' LMo Para o primeiro per+odo a!uisitivo de férias serão e$igidos M> .dois inteiros e dois dé imos por ento2" em se tratando de atividades previstas nos in isos 8 e 88 do aput deste artigo9 b2 M">O .do/e2 meses de 78 . ento e vinte2 #oras de trabal#o anuais9 888 0 o valor m1$imo da #ora trabal#ada orresponder1 aos seguintes per entuais" in identes sobre o maior ven imento b1si o da administração públi a federal: a2 >">O . ento e vinte2 #oras de trabal#o anuais" ressalvada situação de e$ ep ionalidade" devidamente *ustifi ada e previamente aprovada pela autoridade m1$ima do &rgão ou entidade" !ue poder1 autori/ar o a rés imo de até M>K .

vinte2 dias onse utivos de férias" por semestre de atividade profissional" proibida em !ual!uer #ip&tese a a umulação' Art'QK' As férias somente poderão ser interrompidas por motivo de alamidade públi a" omoção interna" onvo ação para *úri" serviço militar ou eleitoral" ou por ne essidade do serviço de larada pela autoridade m1$ima do &rgão ou entidade' Par1grafo úni o' ? restante do per+odo interrompido ser1 go/ado de uma s& ve/" observado o disposto no art' GG' Das "icenças Dis%osiç>es 4erais Art'QM' )on eder0se01 ao servidor li ença: 8 0 por motivo de doença em pessoa da fam+lia9 88 0 por motivo de afastamento do Vn*uge ou ompan#eiro9 888 0 para o serviço militar9 8B 0 para atividade pol+ti a9 B 0 para apa itação9 79 .Ievogado pela Lei nR S'J>G" de MK'M>'SG2 L<o ? servidor e$onerado do argo efetivo" ou em omissão" per eber1 indeni/ação relativa ao per+odo das férias a !ue tiver direito e ao in ompleto" na proporção de um do/e avos por m3s de efetivo e$er + io" ou fração superior a !uator/e dias' LFo A indeni/ação ser1 al ulada om base na remuneração do m3s em !ue for publi ado o ato e$onerat&rio' LJo .dois2 dias antes do in+ io do respe tivo per+odo" observando0se o disposto no LM o deste artigo' L ME e L >E .e$er + io' L>o @ vedado levar . onta de férias !ual!uer falta ao serviço' L<o As férias poderão ser par eladas em até tr3s etapas" desde !ue assim re!ueridas pelo servidor" e no interesse da administração públi a' Art'GQ' ? pagamento da remuneração das férias ser1 efetuado até > .m aso de par elamento" o servidor re eber1 o valor adi ional previsto no in iso TB88 do art' Go da )onstituição =ederal !uando da utili/ação do primeiro per+odo' Art'GS' ? servidor !ue opera direta e permanentemente om Iaios T ou subst7n ias radioativas go/ar1 >K .

sessenta2 dias do término de outra da mesma espé ie ser1 onsiderada omo prorrogação' Da "icença %or Motivo de Doença em #essoa da 'amí(ia Art'Q<' Poder1 ser on edida li ença ao servidor por motivo de doença do Vn*uge ou ompan#eiro" dos pais" dos fil#os" do padrasto ou madrasta e enteado" ou dependente !ue viva a suas e$pensas e onste do seu assentamento fun ional" mediante omprovação por per+ ia médi a ofi ial' LMo A li ença somente ser1 deferida se a assist3n ia direta do servidor for indispens1vel e não puder ser prestada simultaneamente om o e$er + io do argo ou mediante ompensação de #or1rio" na forma do disposto no in iso 88 do art' FF' L >o A li ença de !ue trata o aput" in lu+das as prorrogaç%es" poder1 ser on edida a ada per+odo de do/e meses nas seguintes ondiç%es: 8 0 por até PK .B8 0 para tratar de interesses parti ulares9 B88 0 para desempen#o de mandato lassista' LMo A li ença prevista no in iso 8 do aput deste artigo bem omo ada uma de suas prorrogaç%es serão pre edidas de e$ame por per+ ia médi a ofi ial" observado o disposto no art' >KF desta Lei' L>o .Ievogado pela Lei nR S'J>G" de MK'M>'SG2 L<o @ vedado o e$er + io de atividade remunerada durante o per+odo da li ença prevista no in iso 8 deste artigo' Art'Q>' A li ença on edida dentro de PK .do/e2 meses" observado o disposto no L < o" não poder1 ultrapassar os limites estabele idos nos in isos 8 e 88 do L >o' Da "icença %or Motivo de A7astamento do CBn-*)e Art'QF' Poder1 ser on edida li ença ao servidor para a ompan#ar Vn*uge ou ompan#eiro !ue foi deslo ado para outro ponto do territ&rio na ional" para o e$terior ou para o e$er + io de mandato eletivo dos Poderes .$e utivo e Legislativo' LMo A li ença ser1 por pra/o indeterminado e sem remuneração' 80 .noventa2 dias" onse utivos ou não" sem remuneração' L <o ? in+ io do interst+ io de M> .do/e2 meses ser1 deferimento da primeira li ença on edida' ontado a partir da data do L Fo A soma das li enças remuneradas e das li enças não remuneradas" in lu+das as respe tivas prorrogaç%es" on edidas em um mesmo per+odo de M> .sessenta2 dias" onse utivos ou não" mantida a remuneração do servidor9 e 88 0 por até SK .

leitoral" até o dé imo dia seguinte ao do pleito' L>o A partir do registro da andidatura e até o dé imo dia seguinte ao da eleição" o servidor far1 *us .stados" do 6istrito =ederal e dos Muni +pios" poder1 #aver e$er + io provis&rio em &rgão ou entidade da Administração =ederal direta" aut1r!ui a ou funda ional" desde !ue para o e$er + io de atividade ompat+vel om o seu argo' Da "icença %ara o Serviço Mi(itar Art'QJ' Ao servidor onvo ado para o serviço militar ser1 on edida li ença" na forma e ondiç%es previstas na legislação espe +fi a' Par1grafo úni o' )on lu+do o serviço militar" o servidor ter1 até <K . li ença" assegurados os ven imentos do argo efetivo" somente pelo per+odo de tr3s meses' Da "icença %ara Ca%acitaç5o Art'QG' Ap&s ada !uin!u3nio de efetivo e$er + io" o servidor poder1" no interesse da Administração" afastar0se do e$er + io do argo efetivo" om a respe tiva remuneração" por até tr3s meses" para parti ipar de urso de apa itação profissional' Par1grafo úni o' ?s per+odos de li ença de !ue trata o ca%*t não são a umul1veis' Da "icença %ara Tratar de Interesses #artic*(ares Art'SM' A ritério da Administração" poderão ser on edidas ao servidor o upante de argo efetivo" desde !ue não este*a em est1gio probat&rio" li enças para o trato de assuntos parti ulares pelo pra/o de até tr3s anos onse utivos" sem remuneração' Par1grafo úni o' A li ença poder1 ser interrompida" a !ual!uer tempo" a pedido do servidor ou no interesse do serviço' Da "icença %ara o Desem%enAo de Mandato C(assista Art' S>' @ assegurado ao servidor o direito .L>o :o deslo amento de servidor u*o Vn*uge ou ompan#eiro também se*a servidor públi o" ivil ou militar" de !ual!uer dos Poderes da União" dos .leitoral' LMo ? servidor andidato a argo eletivo na lo alidade onde desempen#a suas funç%es e !ue e$erça argo de direção" #efia" assessoramento" arre adação ou fis ali/ação" dele ser1 afastado" a partir do dia imediato ao do registro de sua andidatura perante a (ustiça .trinta2 dias sem remuneração para reassumir o e$er + io do argo' Da "icença %ara Atividade #o(ítica Art'QP' ? servidor ter1 direito a li ença" sem remuneração" durante o per+odo !ue mediar entre a sua es ol#a em onvenção partid1ria" omo andidato a argo eletivo" e a véspera do registro de sua andidatura perante a (ustiça . li ença sem remuneração para o desempen#o de mandato em onfederação" federação" asso iação de lasse de 7mbito 81 .

stados" do 6istrito =ederal ou dos Muni +pios" o Vnus da remuneração ser1 do &rgão ou entidade ession1ria" mantido o Vnus para o edente nos demais asos' L>R :a #ip&tese de o servidor edido a empresa públi a ou so iedade de e onomia mista" nos termos das respe tivas normas" optar pela remuneração do argo efetivo ou pela remuneração do argo efetivo a res ida de per entual da retribuição do argo em omissão" a entidade ession1ria efetuar1 o reembolso das despesas reali/adas pelo &rgão ou entidade de origem' L<o A essão far0se01 mediante Portaria publi ada no 6i1rio ?fi ial da União' LFo Mediante autori/ação e$pressa do Presidente da Iepúbli a" o servidor do Poder . do mandato" podendo ser prorrogada" no aso de reeleição" e por uma úni a ve/' Dos A7astamentos Do A7astamento %ara Servir a O*tro Cr)5o o* Entidade Art'S<' ? servidor poder1 ser edido para ter e$er + io em outro &rgão ou entidade dos Poderes da União" dos . União" em se tratando de empregado ou servidor por ela re!uisitado" as disposiç%es dos LL MR e >R deste artigo' 82 .stado' L >E A li ença ter1 duração igual .stados" ou do 6istrito =ederal e dos Muni +pios" nas seguintes #ip&teses: 8 0 para e$er + io de argo em omissão ou função de onfiança9 88 0 em asos previstos em leis espe +fi as' LMo :a #ip&tese do in iso 8" sendo a essão para &rgãos ou entidades dos .$e utivo poder1 ter e$er + io em outro &rgão da Administração =ederal direta !ue não ten#a !uadro pr&prio de pessoal" para fim determinado e a pra/o erto' L JR Apli a0se .na ional" sindi ato representativo da ategoria ou entidade fis ali/adora da profissão ou" ainda" para parti ipar de ger3n ia ou administração em so iedade ooperativa onstitu+da por servidores públi os para prestar serviços a seus membros" observado o disposto na al+nea do in iso B888 do art' MK> desta Lei" onforme disposto em regulamento e observados os seguintes limites: 8 0 para entidades om até J'KKK asso iados" um servidor9 88 0 para entidades om J'KKM a <K'KKK asso iados" dois servidores9 888 0 para entidades om mais de <K'KKK asso iados" tr3s servidores' LMo Somente poderão ser li en iados servidores eleitos para argos de direção ou representação nas referidas entidades" desde !ue adastradas no Ministério da Administração =ederal e Ieforma do .

!uatro2 anos" e finda a missão ou estudo" somente de orrido igual per+odo" ser1 permitida nova aus3n ia' L>o Ao servidor benefi iado pelo disposto neste artigo não ser1 on edida e$oneração ou li ença para tratar de interesse parti ular antes de de orrido per+odo igual ao do afastamento" ressalvada a #ip&tese de ressar imento da despesa #avida om seu afastamento' 83 .L PR As ess%es de empregados de empresa públi a ou de so iedade de e onomia mista" !ue re eba re ursos de 4esouro :a ional para o usteio total ou par ial da sua fol#a de pagamento de pessoal" independem das disposiç%es ontidas nos in isos 8 e 88 e LL MR e >R deste artigo" fi ando o e$er + io do empregado edido ondi ionado a autori/ação espe +fi a do Ministério do Plane*amento" ?rçamento e Destão" e$ eto nos asos de o upação de argo em omissão ou função gratifi ada' L GE ? Ministério do Plane*amento" ?rçamento e Destão" om a finalidade de promover a omposição da força de trabal#o dos &rgãos e entidades da Administração Públi a =ederal" poder1 determinar a lotação ou o e$er + io de empregado ou servidor" independentemente da observ7n ia do onstante no in iso 8 e nos LL MR e >R deste artigo' Do A7astamento %ara E2ercício de Mandato E(etivo Art'SF' Ao servidor investido em mandato eletivo apli am0se as seguintes disposiç%es: 8 0 tratando0se de mandato federal" estadual ou distrital" fi ar1 afastado do argo9 88 0 investido no mandato de Prefeito" ser1 afastado do argo" sendo0l#e fa ultado optar pela sua remuneração9 888 0 investido no mandato de vereador: a2 #avendo ompatibilidade de #or1rio" per eber1 as vantagens de seu pre*u+/o da remuneração do argo eletivo9 argo" sem b2 não #avendo ompatibilidade de #or1rio" ser1 afastado do argo" sendo0l#e fa ultado optar pela sua remuneração' LMo :o aso de afastamento do argo" o servidor ontribuir1 para a seguridade so ial omo se em e$er + io estivesse' L>o ? servidor investido em mandato eletivo ou lassista não poder1 ser removido ou redistribu+do de of+ io para lo alidade diversa da!uela onde e$er e o mandato' Do A7astamento %ara Est*do o* Miss5o no E2terior Art'SJ' ? servidor não poder1 ausentar0se do Pa+s para estudo ou missão ofi ial" sem autori/ação do Presidente da Iepúbli a" Presidente dos Yrgãos do Poder Legislativo e Presidente do Supremo 4ribunal =ederal' LMo A aus3n ia não e$ eder1 a F .

tr3s2 anos para mestrado e F . data da soli itação de afastamento' LFo ?s servidores benefi iados pelos afastamentos previstos nos LL M o" >o e <o deste artigo terão !ue permane er no e$er + io de suas funç%es ap&s o seu retorno por um per+odo igual ao do afastamento on edido' LJo )aso o servidor ven#a a soli itar e$oneração do argo ou aposentadoria" antes de umprido o per+odo de perman3n ia previsto no L F o deste artigo" dever1 ressar ir o &rgão ou entidade" na forma do art' FG da Lei n o Q'MM>" de MM de de/embro de MSSK" dos gastos om seu aperfeiçoamento' LPo )aso o servidor não obten#a o t+tulo ou grau !ue *ustifi ou seu afastamento no per+odo previsto" apli a0se o disposto no L J o deste artigo" salvo na #ip&tese omprovada de força maior ou de aso fortuito" a ritério do dirigente m1$imo do &rgão ou entidade' 84 .dois2 anos anteriores . data da soli itação de afastamento' L <o ?s afastamentos para reali/ação de programas de p&s0doutorado somente serão on edidos aos servidores titulares de argos efetivo no respe tivo &rgão ou entidade #1 pelo menos !uatro anos" in lu+do o per+odo de est1gio probat&rio" e !ue não ten#am se afastado por li ença para tratar de assuntos parti ulares ou om fundamento neste artigo" nos !uatro anos anteriores .L<o ? disposto neste artigo não se apli a aos servidores da arreira diplom1ti a' LFo As #ip&teses" ondiç%es e formas para a autori/ação de !ue trata este artigo" in lusive no !ue se refere . remuneração do servidor" serão dis iplinadas em regulamento' Art'SP' ? afastamento de servidor para servir em organismo interna ional de !ue o -rasil parti ipe ou om o !ual oopere dar0se01 om perda total da remuneração' Do A7astamento %ara #artici%aç5o em #ro)rama de #+s@4rad*aç5o Stricto Sensu no #aís Art'SP0A' ? servidor poder1" no interesse da Administração" e desde !ue a parti ipação não possa o orrer simultaneamente om o e$er + io do argo ou mediante ompensação de #or1rio" afastar0se do e$er + io do argo efetivo" om a respe tiva remuneração" para parti ipar em programa de p&s0graduação stri to sensu em instituição de ensino superior no Pa+s' LMo Ato do dirigente m1$imo do &rgão ou entidade definir1" em onformidade om a legislação vigente" os programas de apa itação e os ritérios para parti ipação em programas de p&s0graduação no Pa+s" om ou sem afastamento do servidor" !ue serão avaliados por um omit3 onstitu+do para este fim' L>o ?s afastamentos para reali/ação de programas de mestrado e doutorado somente serão on edidos aos servidores titulares de argos efetivos no respe tivo &rgão ou entidade #1 pelo menos < .!uatro2 anos para doutorado" in lu+do o per+odo de est1gio probat&rio" !ue não ten#am se afastado por li ença para tratar de assuntos parti ulares para go/o de li ença apa itação ou om fundamento neste artigo nos > .

um2 ano" ao servidor !ue desempen#e atividade prevista nos in isos 8 e 88 do aput do art' GP0A desta Lei' Art'SS'Ao servidor estudante !ue mudar de sede no interesse da administração é assegurada" na lo alidade da nova resid3n ia ou na mais pr&$ima" matr+ ula em instituição de ensino ong3nere" em !ual!uer épo a" independentemente de vaga' Par1grafo úni o' ? disposto neste artigo estende0se ao Vn*uge ou ompan#eiro" aos fil#os" ou enteados do servidor !ue vivam na sua ompan#ia" bem omo aos menores sob sua guarda" om autori/ação *udi ial' Do Tem%o de Serviço Art'MKK' @ ontado para todos os efeitos o tempo de serviço públi o federal" in lusive o prestado .$terior" autori/ado nos termos do art' SJ desta Lei" o disposto nos LL M o a Po deste artigo' Das Concess>es Art'SG' Sem !ual!uer pre*u+/o" poder1 o servidor ausentar0se do serviço: 8 0 por M .LGo Apli a0se .s =orças Armadas' 85 .um2 dia" para doação de sangue9 88 0 por > . parti ipação em programa de p&s0graduação no .dois2 dias" para se alistar omo eleitor9 888 0 por Q .oito2 dias onse utivos em ra/ão de : a2 asamento9 b2 fale imento do Vn*uge" ompan#eiro" pais" madrasta ou padrasto" fil#os" enteados" menor sob guarda ou tutela e irmãos' Art'SQ' Ser1 on edido #or1rio espe ial ao servidor estudante" !uando omprovada a in ompatibilidade entre o #or1rio es olar e o da repartição" sem pre*u+/o do e$er + io do argo' LMo Para efeito do disposto neste artigo" ser1 e$igida a ompensação de #or1rio no &rgão ou entidade !ue tiver e$er + io" respeitada a duração semanal do trabal#o' L>o 4ambém ser1 on edido #or1rio espe ial ao servidor portador de defi i3n ia" !uando omprovada a ne essidade por *unta médi a ofi ial" independentemente de ompensação de #or1rio' L<o As disposiç%es do par1grafo anterior são e$tensivas ao servidor !ue ten#a Vn*uge" fil#o ou dependente portador de defi i3n ia f+si a" e$igindo0se" porém" neste aso" ompensação de #or1rio na forma do in iso 88 do art' FF' LFo Ser1 igualmente on edido #or1rio espe ial" vin ulado . ompensação de #or1rio a ser efetivada no pra/o de até M .

paternidade9 b2 para tratamento da pr&pria saúde" até o limite de vinte e !uatro meses" umulativo ao longo do tempo de serviço públi o prestado . gestante" .stados" Muni +pios e 6istrito =ederal9 888 0 e$er + io de argo ou função de governo ou administração" em !ual!uer parte do territ&rio na ional" por nomeação do Presidente da Iepúbli a9 8B 0 parti ipação em programa de treinamento regularmente institu+do ou em programa de p&s0graduação stri to sensu no Pa+s" onforme dispuser o regulamento9 B 0 desempen#o de mandato eletivo federal" estadual" muni ipal ou do 6istrito =ederal" e$ eto para promoção por mere imento9 B8 0 *úri e outros serviços obrigat&rios por lei9 B88 0 missão ou estudo no e$terior" !uando autori/ado o afastamento" onforme dispuser o regulamento9 B888 0 li ença: a2 . adotante e . União" em argo de provimento efetivo9 2 para o desempen#o de mandato lassista ou parti ipação de ger3n ia ou administração em so iedade ooperativa onstitu+da por servidores para prestar serviços a seus membros" e$ eto para efeito de promoção por mere imento9 d2 por motivo de a idente em serviço ou doença profissional9 e2 para apa itação" onforme dispuser o regulamento9 f2 por onvo ação para o serviço militar9 8T 0 deslo amento para a nova sede de !ue trata o art' MQ9 T 0 parti ipação em ompetição desportiva na ional ou onvo ação para integrar representação desportiva na ional" no Pa+s ou no e$terior" onforme disposto em lei espe +fi a9 T8 0 afastamento para servir em organismo interna ional de !ue o -rasil parti ipe ou om o !ual oopere' Art'MK<' )ontar0se01 apenas para efeito de aposentadoria e disponibilidade: 86 .Art'MKM' A apuração do tempo de serviço ser1 feita em dias" !ue serão onvertidos em anos" onsiderado o ano omo de tre/entos e sessenta e in o dias' Art'MK>' Além das aus3n ias ao serviço previstas no art' SG" são onsiderados omo de efetivo e$er + io os afastamentos em virtude de: 8 0 férias9 88 0 e$er + io de argo em omissão ou e!uivalente" em &rgão ou entidade dos Poderes da União" dos .

in o2 dias e de ididos dentro de <K . Previd3n ia So ial9 B8 0 o tempo de serviço relativo a tiro de guerra9 B88 0 o tempo de li ença para tratamento da pr&pria saúde !ue e$ eder o pra/o a !ue se refere a al+nea "b" do in iso B888 do art' MK>' LMo ? tempo em !ue o servidor esteve aposentado ser1 aposentadoria' ontado apenas para nova om L>o Ser1 ontado em dobro o tempo de serviço prestado .trinta2 dias' Art'MKG' )aber1 re urso: 8 0 do indeferimento do pedido de re onsideração9 88 0 das de is%es sobre os re ursos su essivamente interpostos' 87 .8 0 o tempo de serviço públi o prestado aos .s =orças Armadas em operaç%es de guerra' L<o @ vedada a ontagem umulativa de tempo de serviço prestado on omitantemente em mais de um argo ou função de &rgão ou entidades dos Poderes da União" .stados" Muni +pios e 6istrito =ederal9 88 0 a li ença para tratamento de saúde de pessoal da fam+lia do servidor" remuneração" !ue e$ eder a <K . autoridade ompetente para de idi0lo e en amin#ado por intermédio da!uela a !ue estiver imediatamente subordinado o re!uerente' Art'MKP' )abe pedido de re onsideração .stado" 6istrito =ederal e Muni +pio" autar!uia" fundação públi a" so iedade de e onomia mista e empresa públi a' Do Direito de #etiç5o Art'MKF' @ assegurado ao servidor o direito de re!uerer aos Poderes Públi os" em defesa de direito ou interesse leg+timo' Art'MKJ' ? re!uerimento ser1 dirigido .trinta2 dias em per+odo de M> .do/e2 meses' 888 0 a li ença para atividade pol+ti a" no aso do art' QP" L> o9 8B 0 o tempo orrespondente ao desempen#o de mandato eletivo federal" estadual" muni ipal ou distrital" anterior ao ingresso no serviço públi o federal9 B 0 o tempo de serviço em atividade privada" vin ulada . autoridade !ue #ouver e$pedido o ato ou proferido a primeira de isão" não podendo ser renovado' Par1grafo úni o' ? re!uerimento e o pedido de re onsideração de !ue tratam os artigos anteriores deverão ser despa #ados no pra/o de J .

s demais autoridades' L>o ? re urso ser1 en amin#ado por intermédio da autoridade a !ue estiver imediatamente subordinado o re!uerente' Art'MKQ' ? pra/o para interposição de pedido de re onsideração ou de re urso é de <K . !ue tiver e$pedido o ato ou proferido a de isão" e" su essivamente" em es ala as endente" . ento e vinte2 dias" nos demais asos" salvo !uando outro pra/o for fi$ado em lei' Par1grafo úni o' ? pra/o de pres rição ser1 ontado da data da publi ação do ato impugnado ou da data da i3n ia pelo interessado" !uando o ato não for publi ado' Art'MMM' ? pedido de re onsideração e o re urso" !uando pres rição' ab+veis" interrompem a Art'MM>' A pres rição é de ordem públi a" não podendo ser relevada pela administração' Art'MM<' Para o e$er + io do direito de petição" é assegurada vista do pro esso ou do umento" na repartição" ao servidor ou a pro urador por ele onstitu+do' Art'MMF' A administração dever1 rever seus atos" a !ual!uer tempo" !uando eivados de ilegalidade' Art'MMJ' São fatais e improrrog1veis os pra/os estabele idos neste )ap+tulo" salvo motivo de força maior' Do Re)ime Disci%(inar Dos Deveres Art'MMP' São deveres do servidor: 8 0 e$er er om /elo e dedi ação as atribuiç%es do argo9 88 . in o2 anos" !uanto aos atos de demissão e de assação de aposentadoria ou disponibilidade" ou !ue afetem interesse patrimonial e réditos resultantes das relaç%es de trabal#o9 88 0 em M>K .m aso de provimento do pedido de re onsideração ou do re urso" os efeitos da de isão retroagirão .trinta2 dias" a ontar da publi ação ou da i3n ia" pelo interessado" da de isão re orrida' Art'MKS' ? re urso poder1 ser re ebido ompetente' om efeito suspensivo" a *u+/o da autoridade Par1grafo úni o' .LMo ? re urso ser1 dirigido . data do ato impugnado' Art'MMK' ? direito de re!uerer pres reve: 8 0 em J . autoridade imediatamente superior .

!uela ontra a !ual é formulada" assegurando0se ao representando ampla defesa' Das #roi.s instituiç%es a !ue servir9 888 0 observar as normas legais e regulamentares9 8B 0 umprir as ordens superiores" e$ eto !uando manifestamente ilegais9 B 0 atender om preste/a: a2 ao públi o em geral" prestando as informaç%es re!ueridas" ressalvadas as protegidas por sigilo9 b2 .iç>es Art'MMG' Ao servidor é proibido: 8 0 ausentar0se do serviço durante o e$pediente" sem prévia autori/ação do imediato9 #efe 88 0 retirar" sem prévia anu3n ia da autoridade ompetente" !ual!uer do umento ou ob*eto da repartição9 888 0 re usar fé a do umentos públi os9 8B 0 opor resist3n ia in*ustifi ada ao andamento de do umento e pro esso ou e$e ução de serviço9 89 .s re!uisiç%es para a defesa da =a/enda Públi a' B8 0 levar as irregularidades de !ue tiver i3n ia em ra/ão do argo ao on#e imento da autoridade superior ou" !uando #ouver suspeita de envolvimento desta" ao on#e imento de outra autoridade ompetente para apuração9 B88 0 /elar pela e onomia do material e a onservação do patrimVnio públi o9 B888 0 guardar sigilo sobre assunto da repartição9 8T 0 manter onduta ompat+vel om a moralidade administrativa9 T 0 ser ass+duo e pontual ao serviço9 T8 0 tratar om urbanidade as pessoas9 T88 0 representar ontra ilegalidade" omissão ou abuso de poder' Par1grafo úni o' A representação de !ue trata o in iso T88 ser1 en amin#ada pela via #ier1r!ui a e apre iada pela autoridade superior . e$pedição de ertid%es re!ueridas para defesa de direito ou es lare imento de situaç%es de interesse pessoal9 2 .88 0 ser leal .

repartição" fora dos asos previstos em lei" o desempen#o de atribuição !ue se*a de sua responsabilidade ou de seu subordinado9 B88 0 oagir ou ali iar subordinados no sentido de filiarem0se a asso iação profissional ou sindi al" ou a partido pol+ti o9 B888 0 manter sob sua #efia imediata" em argo ou função de ompan#eiro ou parente até o segundo grau ivil9 onfiança" Vn*uge" 8T 0 valer0se do argo para lograr proveito pessoal ou de outrem" em detrimento da dignidade da função públi a9 T 0 parti ipar de ger3n ia ou administração de so iedade privada" personifi ada ou não personifi ada" e$er er o omér io" e$ eto na !ualidade de a ionista" otista ou omandit1rio9 T8 0 atuar" omo pro urador ou intermedi1rio" *unto a repartiç%es públi as" salvo !uando se tratar de benef+ ios previden i1rios ou assisten iais de parentes até o segundo grau" e de Vn*uge ou ompan#eiro9 T88 0 re eber propina" omissão" presente ou vantagem de !ual!uer espé ie" em ra/ão de suas atribuiç%es9 T888 0 a eitar omissão" emprego ou pensão de estado estrangeiro9 T8B 0 prati ar usura sob !ual!uer de suas formas9 TB 0 pro eder de forma desidiosa9 TB8 0 utili/ar pessoal ou re ursos materiais da repartição em serviços ou atividades parti ulares9 TB88 0 ometer a outro servidor atribuiç%es estran#as ao argo !ue o upa" e$ eto em situaç%es de emerg3n ia e transit&rias9 TB888 0 e$er er !uais!uer atividades !ue se*am in ompat+veis om o e$er + io do argo ou função e om o #or1rio de trabal#o9 T8T 0 re usar0se a atuali/ar seus dados adastrais !uando soli itado' Par1grafo úni o' A vedação de !ue trata o in iso T do aput deste artigo não se apli a nos seguintes asos: 8 0 parti ipação nos onsel#os de administração e fis al de empresas ou entidades em !ue a União deten#a" direta ou indiretamente" parti ipação no apital so ial ou em so iedade ooperativa onstitu+da para prestar serviços a seus membros9 e 88 0 go/o de li ença para o trato de interesses parti ulares" na forma do art' SM desta Lei" 90 .B 0 promover manifestação de apreço ou desapreço no re into da repartição9 B8 0 ometer a pessoa estran#a .

remuneração devida pela parti ipação em onsel#os de administração e fis al das empresas públi as e so iedades de e onomia mista" suas subsidi1rias e ontroladas" bem omo !uais!uer empresas ou entidades em !ue a União" direta ou indiretamente" deten#a parti ipação no apital so ial" observado o !ue" a respeito" dispuser legislação espe +fi a' Art'M>K' ? servidor vin ulado ao regime desta Lei" !ue a umular li itamente dois argos efetivos" !uando investido em argo de provimento em omissão" fi ar1 afastado de ambos os argos efetivos" salvo na #ip&tese em !ue #ouver ompatibilidade de #or1rio e lo al om o e$er + io de um deles" de larada pelas autoridades m1$imas dos &rgãos ou entidades envolvidos' Das Res%onsa. omprovação da L<o )onsidera0se a umulação proibida a per epção de ven imento de argo ou emprego públi o efetivo om proventos da inatividade" salvo !uando os argos de !ue de orram essas remuneraç%es forem a umul1veis na atividade' Art'MMS' ? servidor não poder1 e$er er mais de um argo em omissão" e$ eto no aso previsto no par1grafo úni o do art' So" nem ser remunerado pela parti ipação em &rgão de deliberação oletiva' Par1grafo úni o' ? disposto neste artigo não se apli a .i(idades Art'M>M' ? servidor responde ivil" penal e administrativamente pelo e$er + io irregular de suas atribuiç%es' Art'M>>' A responsabilidade ivil de orre de ato omissivo ou omissivo" doloso ou ulposo" !ue resulte em pre*u+/o ao er1rio ou a ter eiros' LMo A indeni/ação de pre*u+/o dolosamente ausado ao er1rio somente ser1 li!uidada na forma prevista no art' FP" na falta de outros bens !ue assegurem a e$e ução do débito pela via *udi ial' L>o 4ratando0se de dano ausado a ter eiros" responder1 o servidor perante a =a/enda Públi a" em ação regressiva' 91 .observada a legislação sobre onflito de interesses' Da Ac*m*(aç5o Art'MMQ' Iessalvados os asos previstos na )onstituição" é vedada a a umulação remunerada de argos públi os' LMo A proibição de a umular estende0se a argos" empregos e funç%es em autar!uias" fundaç%es públi as" empresas públi as" so iedades de e onomia mista da União" do 6istrito =ederal" dos .stados" dos 4errit&rios e dos Muni +pios' L>o A a umulação de argos" ainda !ue l+ ita" fi a ompatibilidade de #or1rios' ondi ionada .

L<o A obrigação de reparar o dano estende0se aos su essores e e$e utada" até o limite do valor da #erança re ebida' Art'M><' A responsabilidade penal abrange os servidor" nessa !ualidade' rimes e ontra eles ser1 ontravenç%es imputadas ao omissivo Art'M>F' A responsabilidade ivil0administrativa resulta de ato omissivo ou prati ado no desempen#o do argo ou função' Art'M>J' As sanç%es independentes entre si' ivis" penais e administrativas poderão umular0se" sendo aso de Art'M>P' A responsabilidade administrativa do servidor ser1 afastada no absolvição riminal !ue negue a e$ist3n ia do fato ou sua autoria' Art' M>P0A' :en#um servidor poder1 ser responsabili/ado ivil" penal ou administrativamente por dar i3n ia . pr1ti a de rimes ou improbidade de !ue ten#a on#e imento" ainda !ue em de orr3n ia do e$er + io de argo" emprego ou função públi a' Das #ena(idades Art'M>G' São penalidades dis iplinares: 8 0 advert3n ia9 88 0 suspensão9 888 0 demissão9 8B 0 assação de aposentadoria ou disponibilidade9 B 0 destituição de argo em omissão9 B8 0 destituição de função omissionada' Art'M>Q' :a apli ação das penalidades serão onsideradas a nature/a e a gravidade da infração ometida" os danos !ue dela provierem para o serviço públi o" as ir unst7n ias agravantes ou atenuantes e os ante edentes fun ionais' Par1grafo úni o' ? ato de imposição da penalidade men ionar1 sempre o fundamento legal e a ausa da sanção dis iplinar' Art'M>S' A advert3n ia ser1 apli ada por es rito" nos asos de violação de proibição onstante do art' MMG" in isos 8 a B888 e T8T" e de inobserv7n ia de dever fun ional previsto em lei" regulamentação ou norma interna" !ue não *ustifi!ue imposição de penalidade mais grave' Art'M<K' A suspensão ser1 apli ada em aso de rein id3n ia das faltas punidas 92 om . autoridade superior ou" !uando #ouver suspeita de envolvimento desta" a outra autoridade ompetente para apuração de informação on ernente .

tr3s2e J . in!Henta por ento2 por dia de ven imento ou remuneração" fi ando o servidor obrigado a permane er em serviço' Art'M<M' As penalidades de advert3n ia e de suspensão terão seus registros an elados" ap&s o de urso de < . in o2 anos de efetivo e$er + io" respe tivamente" se o servidor não #ouver" nesse per+odo" prati ado nova infração dis iplinar' Par1grafo úni o' ? an elamento da penalidade não surtir1 efeitos retroativos' Art'M<>' A demissão ser1 apli ada nos seguintes asos: 8 0 rime ontra a administração públi a9 88 0 abandono de argo9 888 0 inassiduidade #abitual9 8B 0 improbidade administrativa9 B 0 in ontin3n ia públi a e onduta es andalosa" na repartição9 B8 0 insubordinação grave em serviço9 B88 0 ofensa f+si a" em serviço" a servidor ou a parti ular" salvo em leg+tima defesa pr&pria ou de outrem9 B888 0 apli ação irregular de din#eiros públi os9 8T 0 revelação de segredo do !ual se apropriou em ra/ão do argo9 T 0 lesão aos ofres públi os e dilapidação do patrimVnio na ional9 T8 0 orrupção9 T88 0 a umulação ilegal de argos" empregos ou funç%es públi as9 T888 0 transgressão dos in isos 8T a TB8 do art' MMG' Art'M<<' 6ete tada a !ual!uer tempo a a umulação ilegal de argos" empregos ou funç%es públi as" a autoridade a !ue se refere o art' MF< notifi ar1 o servidor" por intermédio de sua #efia imediata" para apresentar opção no pra/o improrrog1vel de de/ 93 .noventa2 dias' LMo Ser1 punido om suspensão de até MJ .advert3n ia e de violação das demais proibiç%es !ue não tipifi!uem infração su*eita a penalidade de demissão" não podendo e$ eder de SK .!uin/e2 dias o servidor !ue" in*ustifi adamente" re usar0se a ser submetido a inspeção médi a determinada pela autoridade ompetente" essando os efeitos da penalidade uma ve/ umprida a determinação' L>o Auando #ouver onveni3n ia para o serviço" a penalidade de suspensão poder1 ser onvertida em multa" na base de JKO .

dias" ontados da data da i3n ia e" na #ip&tese de omissão" adotar1 pro edimento sum1rio para a sua apuração e regulari/ação imediata" u*o pro esso administrativo dis iplinar se desenvolver1 nas seguintes fases: 8 0 instauração" om a publi ação do ato !ue onstituir a omissão" a ser omposta por dois servidores est1veis" e simultaneamente indi ar a autoria e a materialidade da transgressão ob*eto da apuração9 88 0 instrução sum1ria" !ue ompreende indi iação" defesa e relat&rio9 888 0 *ulgamento' LMo A indi ação da autoria de !ue trata o in iso 8 dar0se01 pelo nome e matr+ ula do servidor" e a materialidade pela des rição dos argos" empregos ou funç%es públi as em situação de a umulação ilegal" dos &rgãos ou entidades de vin ulação" das datas de ingresso" do #or1rio de trabal#o e do orrespondente regime *ur+di o' L>o A omissão lavrar1" até tr3s dias ap&s a publi ação do ato !ue a onstituiu" termo de indi iação em !ue serão trans ritas as informaç%es de !ue trata o par1grafo anterior" bem omo promover1 a itação pessoal do servidor indi iado" ou por intermédio de sua #efia imediata" para" no pra/o de in o dias" apresentar defesa es rita" assegurando0se0l#e vista do pro esso na repartição" observado o disposto nos arts' MP< e MPF' L<o Apresentada a defesa" a omissão elaborar1 relat&rio on lusivo !uanto ; ino 3n ia ou ; responsabilidade do servidor" em !ue resumir1 as peças prin ipais dos autos" opinar1 sobre a li itude da a umulação em e$ame" indi ar1 o respe tivo dispositivo legal e remeter1 o pro esso ; autoridade instauradora" para *ulgamento' LFo :o pra/o de in o dias" ontados do re ebimento do pro esso" a autoridade *ulgadora proferir1 a sua de isão" apli ando0se" !uando for o aso" o disposto no L < o do art' MPG' LJo A opção pelo servidor até o último dia de pra/o para defesa onfigurar1 sua boa0fé" #ip&tese em !ue se onverter1 automati amente em pedido de e$oneração do outro argo' LPo )ara teri/ada a a umulação ilegal e provada a m10fé" apli ar0se01 a pena de demissão" destituição ou assação de aposentadoria ou disponibilidade em relação aos argos" empregos ou funç%es públi as em regime de a umulação ilegal" #ip&tese em !ue os &rgãos ou entidades de vin ulação serão omuni ados' LGo ? pra/o para a on lusão do pro esso administrativo dis iplinar submetido ao rito sum1rio não e$ eder1 trinta dias" ontados da data de publi ação do ato !ue onstituir a omissão" admitida a sua prorrogação por até !uin/e dias" !uando as ir unst7n ias o e$igirem' LQo ? pro edimento sum1rio rege0se pelas disposiç%es deste artigo" observando0se" no !ue l#e for apli 1vel" subsidiariamente" as disposiç%es dos 4+tulos 8B e B desta Lei' Art'M<F' Ser1 assada a aposentadoria ou a disponibilidade do inativo !ue #ouver 94

prati ado" na atividade" falta pun+vel om a demissão' Art'M<J' A destituição de argo em omissão e$er ido por não o upante de argo efetivo ser1 apli ada nos asos de infração su*eita ;s penalidades de suspensão e de demissão' Par1grafo úni o' )onstatada a #ip&tese de !ue trata este artigo" a e$oneração efetuada nos termos do art' <J ser1 onvertida em destituição de argo em omissão' Art'M<P' A demissão ou a destituição de argo em omissão" nos asos dos in isos 8B" B888" T e T8 do art' M<>" impli a a indisponibilidade dos bens e o ressar imento ao er1rio" sem pre*u+/o da ação penal ab+vel' Art'M<G' A demissão ou a destituição de argo em omissão" por infring3n ia do art' MMG" in isos 8T e T8" in ompatibili/a o e$0servidor para nova investidura em argo públi o federal" pelo pra/o de J . in o2 anos' Par1grafo úni o' :ão poder1 retornar ao serviço públi o federal o servidor !ue for demitido ou destitu+do do argo em omissão por infring3n ia do art' M<>" in isos 8" 8B" B888" T e T8' Art'M<Q' )onfigura abandono de argo a aus3n ia inten ional do servidor ao serviço por mais de trinta dias onse utivos' Art'M<S' ,ntende0se por inassiduidade #abitual a falta ao serviço" sem ausa *ustifi ada" por sessenta dias" interpoladamente" durante o per+odo de do/e meses' Art'MFK' :a apuração de abandono de argo ou inassiduidade #abitual" também ser1 adotado o pro edimento sum1rio a !ue se refere o art' M<<" observando0se espe ialmente !ue: 8 0 a indi ação da materialidade dar0se01: a2 na #ip&tese de abandono de argo" pela indi ação pre isa do per+odo de aus3n ia inten ional do servidor ao serviço superior a trinta dias9 b2 no aso de inassiduidade #abitual" pela indi ação dos dias de falta ao serviço sem ausa *ustifi ada" por per+odo igual ou superior a sessenta dias interpoladamente" durante o per+odo de do/e meses9 88 0 ap&s a apresentação da defesa a omissão elaborar1 relat&rio on lusivo !uanto ; ino 3n ia ou ; responsabilidade do servidor" em !ue resumir1 as peças prin ipais dos autos" indi ar1 o respe tivo dispositivo legal" opinar1" na #ip&tese de abandono de argo" sobre a inten ionalidade da aus3n ia ao serviço superior a trinta dias e remeter1 o pro esso ; autoridade instauradora para *ulgamento . Art'MFM' As penalidades dis iplinares serão apli adas: 8 0 pelo Presidente da Iepúbli a" pelos Presidentes das )asas do Poder Legislativo e dos 4ribunais =ederais e pelo Pro urador0Deral da Iepúbli a" !uando se tratar de demissão e assação de aposentadoria ou disponibilidade de servidor vin ulado ao respe tivo Poder" 95

&rgão" ou entidade9 88 0 pelas autoridades administrativas de #ierar!uia imediatamente inferior ;!uelas men ionadas no in iso anterior !uando se tratar de suspensão superior a <K .trinta2 dias9 888 0 pelo #efe da repartição e outras autoridades na forma dos respe tivos regimentos ou regulamentos" nos asos de advert3n ia ou de suspensão de até <K .trinta2 dias9 8B 0 pela autoridade !ue #ouver feito a nomeação" !uando se tratar de destituição de argo em omissão' Art'MF>' A ação dis iplinar pres rever1: 8 0 em J . in o2 anos" !uanto ;s infraç%es pun+veis om demissão" aposentadoria ou disponibilidade e destituição de argo em omissão9 88 0 em > .dois2 anos" !uanto ; suspensão9 888 0 em MQK . ento e oitenta2 dias" !uanto ; advert3n ia' LMo ? pra/o de pres rição omeça a orrer da data em !ue o fato se tornou on#e ido' L>o ?s pra/os de pres rição previstos na lei penal apli am0se ;s infraç%es dis iplinares apituladas também omo rime' L<o A abertura de sindi 7n ia ou a instauração de pro esso dis iplinar interrompe a pres rição" até a de isão final proferida por autoridade ompetente' LFo 8nterrompido o urso da pres rição" o pra/o omeçar1 a orrer a partir do dia em !ue essar a interrupção' Car)o< Em%re)o e '*nç5o #.,(ica Segundo a teoria do &rgão" presume0se !ue a pessoa *ur+di a ligada ao ,stado manifesta sua vontade por meio dos &rgãos" !ue são partes integrantes da pr&pria estrutura da pessoa *ur+di a" de tal modo !ue" !uando os agentes !ue atuam nestes &rgãos manifestam sua vontade" onsidera0se !ue esta foi manifestada pelo pr&prio ,stado' Pelo fato do ,stado ser algo abstrato" ne essita0se de pessoas !ue a*am em seu nome" ou se*a" é a pr&pria materiali/ação do ,stado" !ue segundo a teoria do &rgão atribui0se a onduta do agente públi o ; vontade da Administração' :ão se admite !ue !ual!uer pessoa e$erça atividades em nome do ,stado" devendo e$er 30las somente a!uelas !ue manten#am v+n ulo laboral om a Administração Públi a' E2istem tr&s ti%os de vínc*(o: Car)o@ argo é o on*unto de atribuiç%es e responsabilidades !ue possui um agente públi o" riado por lei . on*unto2" em número determinado" om denominação pr&pria e remunerado pelos ofres públi os'@ o v+n ulo de trabal#o !ue liga a espé ie de agente 96 assação de

Administração: Art.$istem as funç%es de onfiança !ue são a!uelas o upadas por agentes on ursados . Se dividem em argos de provimento efetivo e os de provimento em omissão' :a primeira modalidade" o agente públi o poder1 ad!uirir estabilidade ap&s tr3s anos de efetivo e$er + io'.art' <G" B" )=2 e as tempor1rias" !ue são o upadas por ter eiri/ados e regidos pela lei Q'GFJXS<' A função públi a é regida pelo estatuto" trata0se de um dos asos e$ ep ionais em !ue as regras estatut1rias são apli adas a servidores om outro tipo de v+n ulo !ue não o de servidor' 97 .empresas públi as e so iedades de e onomia mista2" sendo !ue essas relaç%es empregat+ ias serão regidas pela )onsolidação das Leis do 4rabal#o' '*nç5o@ o termo função a!ui não se refere .MR es alão2" en!uanto !ue na função" o agente e$er e em regra a #efia de determinados setores . 1rea de saúde' Em%re)o@ é o v+n ulo estabele ido entre a pessoa natural e a Administração Públi a 8ndireta . #efia e$e utiva2" fi ando subordinada ao !ue detém o argo em omissão' .públi o servidor público . 3o Cargo público é o conjunto de atribuições e responsabilidades previstas na estrutura organizacional que devem ser cometidas a um servidor.fetividade segundo ?dete Medauar" é o modo de preen #imento do argo" garantindo ao agente a perman3n ia no e$er + io de suas atribuiç%es'(1 a estabilidade" se refere ao modo omo o agente públi o perder1 seu argo" devendo ser somente por sentença *udi ial transitada em *ulgado" pro esso administrativo" pro edimento de avaliação peri&di a e para possibilitar !ue as despesas om pessoal não e$ edam os limites estabele idos em lei' :a modalidade de provimento em omissão" não #1 garantia de perman3n ia ou de forma de perda" omo o efetivo" mas é uma atividade de ar1ter transit&rio" ou se*a" dura en!uanto a onfiança da pessoa !ue nomeou o agente e$istir" ou en!uanto essa pessoa o upar determinado es alão dentro da Adm' Públi a' ?utra ara ter+sti a dos argos públi os é !ue e$iste a possibilidade de progressão para outras lasses" e onse!uente aumento de ven imentos e e$er + io de atividades mais omple$as' Para a umular dois argos não pode #aver #o!ue de #or1rios" tampou o ultrapassar o teto onstitu ional'Além do mais" os argos t3m de ser a!ueles previstos na )onstiuição: dois argos de professor9 um de professor om um de té ni o ou ient+fi o9 dois argos de profissional vin ulado .!uelas atividades !ue todo agente públi o e$er e" mas sim a um v+n ulo de trabal#o entre uma pessoa f+si a e a Adm' Públi a')on*unto de atribuiç%es e responsabilidades e$er idas por pessoa" em regra para a e$e ução de serviços eventuais' Para distinguir argo em omissão de função" é ne ess1rio es lare er !ue os argos em omissão são a!ueles de #efia" direção .

?s empregados públi os apesar de se e!uipararem aos empregados privados" se su*eitam a alguns pre eitos apli 1veis aos estatut1rios" omo o limite da remuneração" proibição de a umulação de argos e possibilidade de sofrer sanç%es por improbidade administrativa' 98 .