Você está na página 1de 28

A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

No dia 12/04/2014 assisti à “5 dias de Guerra” ( 5 DAYS OF WAR), um filme de ação do diretor finlandês enn! "arlin, baseado em fatos REAIS, #ue $onta a %ist&ria da Guerra na re'ião da (ss)tia do *ul, em 200+, na Ge&r'ia, in$luindo e,entos #ue le,aram ao $onflito(nde desta$o a im.ort/n$ia da .rimeira fala, tradu0ida1 “ A primeira perda da guerra é a VER A E”, Hiram Johnson, Senador Americano, 1918. Presumí e! "rase ori#ina! 2 “!a guerra" a #erdade é a primeira #ítima$” 2 3s#uilo (4ramatur'o da Gr)$ia 5nti'a- 3 re$on%e$ido fre#uentemente $omo o .ai da tra')dia, e ) o mais anti'o dos três tr6'i$os 're'os $u7as .eças ainda e8istem- 4e a$ordo $om 5rist&teles, 3s#uilo aumentou o n9mero de .ersona'ens usados nas .eças .ara .ermitir $onflitos entre eles: anteriormente, os .ersona'ens intera'iam a.enas $om o $oro-) %tt.1//;dfrases-$om/frase/12402< 4urante toda a e8i=ição do filme, uma lem=rança me ,in%a à mente, atra,)s da .er'unta1 O %ue estou #endo PO E ES&AR ACO!&ECE! O agora na 'cr(nica ? >as no final do filme, ?@A>B C(>DABE( 4FGA54( H 5 4@5* 4B GFB %tt.1//III-!outu=e-$om/Iat$%J,K Hts*e55N#; , $onsta1 5,

...“
5 'uerra durou 5 dias, $entenas de .essoas foram mortas, in$luindo 5 re.orteresBstimaHse #ue $er$a de 50-000 ($in#uenta mil) .essoas fi$aram desa=ri'adas, os ,ilare7os deles foram destruLdos ou o$u.ados de forma .ermanete, muitas .essoas ainda moram em $am.os de refu'iados5.esar das e8i'ên$ias da Buro.a e dos estados Fnidos .ara retirada as re'iMes de (diss)ia do *ul e 5=$6sia, $ontinuam o$u.adas .or forças russas5 Ge&r'ia $ontinua a sua luta .ara fa0er .arte do o$idente-

”...
5 .artir destas $olo$açMes, a mesma lem=rança me ,in%a à mente, atra,)s de outra .er'unta1 Ser) %ue o *desfec+o, ocorrido na -e.rgia ser) o mesmo da 'cr(nia" com o agra#ante da guerra /) durar muito mais do %ue 0 dias ?

Nuando então, uma no,a .er'unta sur'e1 Ser$ %ue o cons&a na 'uerra Russo('eor#iana, %tt.1//.t-Ii;i.edia-or'/Ii;i/GuerraOnaO(ssPCQP5RtiaOdoO*ulOemO200+ , &em a!#uma )ossí e! re!a*+o com o %ue cons&a na ,rise da ,rimeia de -.1/, %tt.1//.t-Ii;i.edia-or'/Ii;i/CriseOdaOCrimeiaOdeO2014 J

Guerra Russo-Georgiana

...“
Nos 9ltimos anos a 1ona tem aumentado a sua import(ncia estratégica na rota do trans.orte ener')ti$o, ri,ali0ando a 9ssia e o o$idente a sua influên$ia na 0ona (não es#ue$er #ue os Bstados Fnidos da 5m)ri$a têm 120 instrutores militares .ara treinar o e8)r$ito 'eor'iano- (s Bstados Fnidos da 5m)ri$a afirmaram #ue não estão im.li$ados no $onflito, .or)m a -e.rgia é o terceiro país com mais tropas no @ra#ue)-

”...
Crise da Crimeia de 2014

...“
2ultiplos interesses est3o direcionados na in#as3o da Crimeia , sendo elas .or .arte da 9ssia .ela e8tensão de 'asodutos e a =ase militar da Crimeia, $u7o sua lo$ali0ação entre o >ar >editerr/neo e o >ar >orto ) estrat)'i$a-

”...
Bntendo #ue as %uest4es econ5micas est3o no cerna destes conflitos , mas, 'ostaria de $%amar a atenção .ara tre$%os, #ue me .ermitem identifi$ar %uest4es 2ORAIS, .ela im.lantação da desordem político6social J

...“
Dare$e Ae'al n) J 0 mui&os !u#ares s+o assim an&es da #uerra detonar tudo. Bnfim, todos .are$em i'uaisS Bu s& estou $ontando os fatos, .oderia %a,er um 'eno$Ldio em $in$o $ontinentes #ue o .o,o não esta nem aL4eus .roL=e #ue suas E,s $%e'uem tão lon'eNual ) a da 9ssia a'ora, %ein J Bla não #uer #ue este lu'ar ,6 .ara oesteAcho %ue &em mais ha er com os oledodutos. S1rio e!e #ai direto )ara a 2uro)a, o %ue &orna o o!edu&o %ue ai )ara a R3ssia irrele#ante. Bles tam=)m #uerem =ri'ar .or .ro,Lnsias l6 da Ge&r'iaSe4a 5em indo 6 #uerra("ria e ambi73o-

”... ...“
5 G&snia foi o C5(*Não tanto #uanto F5N45, ?amLlia in,adidas sa#uearam as i're7as7ma#ine a a&en*+o %ue &eriam se ti#essem petr.leo !$ 8 5 'uerra ) $omo uma .rostituta =an'uela-Eudo isto ) muito no7ento, então, de ,e0 em #uando ela d6 .ara ,o$ê $omo uma $adela no $io-

”... ...“
(s ata#ues estão aumentando5s ,ilas e os aoldados estão so= fo'o a'oraEemos .erdas, mortos, e feridosEemos #ue res.onderCon$ordo*e res.ondermos estaremos em 'uerraNão .odemos arris$arSenhor Presiden&e, se as nossas &ro)as n+o a5rirem "o#o, n3o poderam retirar os "eridos. 9:s amos man&er o cessar "o#o o m)8imo possí#el. *en%or Dresidente %6 $onfirmação ,isual de tan#ues russos se a'lomerando .ara uma in,asãoBsta noite falarei $om o DaLs e a @m.rensa5$%o #ue ) uma =oa ideia *en%or DresidenteE6 =em-

”... ...“
;eus caros cidad+os e !íderes mundiais, es&amos en"ren&ando um ata%ue em massa )or "or*as russas %ue con&ro!am o 5r&s<%<in a!e pedimos a/uda aos nossos ami#os do ociden&e, e acreditamos %ue #oces n3o #3o dei8ar es&a a#ress+o con&inuar. Dosi$ionei as forças armadas .ara e,itar #ue ,eL$ulos militares entrem no territ&rio da Ge&r'ia, e eliminar #ual#uer $%an$e de nos ata$aremBu, a#ui, de$reto, #ue uma mo=ili0ação uni,ersal esta em ,i'orB todos os reser,istas de,em se a.resentar=ue Deus sa! e a 'e:r#ia, e a &odos n:s >

”... ...“
Acha %ue o mundo ou#iu 8 Bs.ero #ue simBs.era #ue sim---e os ameri$anos e o seu ami'o G--- do >inist)rio do B8terior J O Sr. ?ush dei@ou 5em c!aro %ue n3o #ai inter#ir. Não .odeNão militarmente3 isso #ue os russos #ueremOs americanos &em %ue sa5er %ue n3o ti#e escol+a se eu "icasse )arado os russos 4$ es&ariam a%ui, e meu País estaria perdido. Ou&ra ,hechenia, se os americanos n+o a4udarem a euro)a &er$ %ue nos socorrer, pelo menos alguém precisa #ir. Bssa ,ai ser difL$il *en%or DresidenteO A es&a diBendo %ue esse 1 o on1e de setembro da r9ssia. "a TDara $om isso--Ble esta dando $oleti,as a$usando os seus soldados de matar ino$entes em =rtsU#Uin,ale, S

9:s "iBemos tudo %ue foi possí#el )ara minimiBar a mor&e dos cidad+os en%uan&o nos defendíamos.

”...
em meio : estupros" sa%ues" #iol;ncias gratuitas e genocídios < assassinatos coleti#os=$$$

...“
Senhor )residen&e, es&amos en"ren&ando um #rande a&a%ue nas duas frentes, es&imamos %ue o &o&a! da "or*a russa che#ue a >?$??? <%uarenta mil= +omens, mas do %ue o triplo do nosso e8ército. Nuanto tem.o .odem es.erar J N&s não .odemos lutar em duas frentes, nossas tro.as em --$/ndia de,em se retirar, ou seremos di0imadosRetíreos$ Nuais as no,as Cristofer J 5l'uma notL$ia da 5m)ri$a, ou de .ro.osta de $essar fo'o J Bu sou=e #ue o Dresidente Gus% $on,ersou .essoalmente $om o S e $om Duttin!@O ES&@O I!&ERESSA OS$ Duttin saiu ontem de .e#uim disse #ue ,in%a .ara $6 $uidar disso .essoalmenteBle falou $om *ar--- #ue não desistiria at) #ue $onse'uisse min%a $a=eçaEen%o uma =oa notL$ia, os >inistros da Fnião Buro.)ia $on$ordaram $om a reuniãoAh > O5ri#ado 2uro)a > Cma reuni+o de emer#Dncia... Eamos !e ar co%ue&1is, cham)anhe, amos comemorar %ue reuniFes, reuniFes e mais reuniFes... ,he#a de reuniFes, &oda eB %ue a!#u1m sen&a numa reuni+o, mais pessoas morrem... (s re.resentantes da Fnião Buro.)ia tem #ue ,ir a#ui, eles tem #ue fi$ar do nosso lado-

”... ...“
Sa5ia %ue a 'e:r#ia &em uma das igre/as mais antigas do mundo.. Pe!o menos elas estar3o de)ois %ue is&o aca5ar. Os !íderes em moscou decidiram %ue n3o %uerem arriscar %ue a igre/a enha a condenar esse )ro4e&o.

”... ...“
@nfeli0mente essa atitude fa0 $om #ue a 'ente $orra ris$os, as ,e0es desne$ess6riosComo a$eitar um $on,ite de $l)ri$o S- .ara uma entre,ista, .ara ir diretamente .ara uma armadil%aS $ale essa =o$aO %ue sentiu sua )ri acidade sendo in adida 8 ;as n+o 1 o %ue #oc; fa1 8 Pe#ar as )essoas %uando es&+o mais #ulner)#eis 8

”...

...“
A R3ssia nos contratou )or%ue seu e@1rci&o n3o esta moti#ado. 2!es nos pagam bem )or &ra5a!hos es)eciais. 5s ,e0es .e'amos desertores, os mais sortudos ,ão a 7ul'amento>as, os mais a0arados, sou eu #uem $uido-

”... ...“
*e ,o$ê me $ontar a lo$ali0ação do $artão de mem&ria eu li=ero todos ,o$esEem a min%a .ala,raNão sei do #ue ,o$ê esta falandoNão ,amos =rin$ar assim, seu ami'o tal,e0 não ten%a tanto tem.oVai fa0er o #ue $om ele J 5meri$anos T *a--- #ue $omeçou esta 'uerra T Bntendeu JT Bstamos a#ui .ara .rote'er o .o,o de (ss)tia do *ul T Bu não estou nem aL .ra #uem ,o$ê esta .rote'endo;as eu adoraria sa5er como atirar em uma sen+ora )ode a4udar ocD nisso 8 *ou s& um soldadoEen%o as min%as ordensA 'e:r#ia /) perdeu es&a #uerra.

”... ...“
Dre$isamos de uma rede #ue a$eite ,Ldeo, #ue nos de um $&di'o de a$esso5$%o mel%or ,o$ê se a.ressar a $oisa esta fi$ando feia, as tro.as estão se .re.arandoVo$e ou,iu C--- J Ou i, mas, S... eu 4$ "a!ei e &en&ei com &odo mundo, !I!-'A2 BI-A > >as, ,ou tentar o'er >$--- , se al'u)m .ode $onse'uir ) BleE6- E6-

”... ...“
(#uando todos esta,am en$urralados---) Saiam daqui agora. Vão !

”... ...“
"o7e as forças de o$u.ação se reuniram em nossos .ortMes2 sa5emos %ue es&e I2PARIO 1 mui&o )oderoso. Bles tem muitos tan#ues, muitos a,iMes, mas n&s temos al'o mais .re$iosoEemos 5>( .ela Ai=erdade, e amomos a inde.endên$iaBstamos a#ui %o7e $omo uma nação or'ul%osa e inde.endente, assim $omo os ?inlandeses, assim $omo os E$%e$os, assim $omo os "9n'aros antes de n&s-

B %o7e diremos a Bles, na frente de todo o mundo, #ue a Ai=erdade não ,ai su$um=ir, #ue a Ai=erdade nã ,ai se renderDodemos estar $er$ados, mas não estamos so0in%os, a#ui $onos$o esta noite n&s temos seis Dresidentes Buro.eus #ue ,ia7aram mil%ares de ;ilWmetros .ara lutar $ontra o medo e as ameaçasBles .essoalmente estão a#ui .or#ue sa=em #ue as #uestMes da inde.endên$ia serão de$ididas a#ui esta noite=ue Deus aben7oe o POVO da 'e:r#ia. Eida !on#a a #e:r#ia G7ER2 >

”... ...“
B a nossa filma'em J *aiu, esta nos direitos %umanos, ) su$esso, eles estão prestando atençãoNada mau .ara um malu$o-

”...
Dortanto, identifi$o #ue o domLnio é e8ercido a patir da instala73o da desordem político6 social, ra0ão .ela #ual, entendo1 H #ue o relatado a$ima, este7a rela$ionado diretamento ao do$umento “ bus+ é Respons)#el por Crimes contra a Cumanidade”, %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/21+4<<1/=us%HeH es.onsa,elH.orH CrimesH$ontraHaH"umanidade , onde a.resentamos a Lnte'ra da 4en9n$ia en$amin%ada à Comissão @nterameri$ana de 4ireitos "umanos da (r'ani0ação dos Bstados 5meri$anos de #ue X=us%X ) es.ons6,el .or Crimes $ontra a "umanidade5 #uestão mais .remente ) 1 5t) #uando a Comunidade @nterna$ional ar$ar6 $om os $ustos destas @n,asMes, .rin$i.almente, #uando ,emos o .reço do =arril de .etr&leo ultra.assar os FY120-00 J Nuanto o D(V( @ra#uiano se =enefi$iou J *er6 #ue o foram J Nuem nos BF5 esta lu$rou $om esta situação J H #ue o relatado a$ima, este7a rela$ionado diretamente ao do$umento “ -mail 6 Crise !orte6 Americana sobre#i#;ncia do S&A&'S Q'O”, %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/21ZZ24+Q0/GmailHCriseH NorteH5meri$anaHso=re,i,en$iaHdoH*E5EF*HNF( , onde estamos a.resentando nosso sim.l&rio, e em.Lri$o, entendimento da $rise NorteH5meri$ana, ressaltando a diferença entre as .osturas dos Go,ernos NorteH5meri$anos e dos Go,ernos Grasileiros em relação ao e8er$L$io de ati,idades rela$ionadas ao Com)r$io B8teriorH #ue o relatado a$ima, este7a rela$ionado diretemente ao do$umento “ -mail 6 Vene1uelaD'cr(nia refle8o do puro Imperialismo E8trati# ”, %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/21<5ZR024/GmailHVene0uelaHF$raniaHrefle8oHdoH.uroH@m.erialismoH B8trati, , onde estamos a .artir de sim.l&ria a,aliação da relação entre os a$onte$imentos #ue o$orrem na Vene0uela, e na F$r/ni$a, tentando alertar o D(V( Grasileiro so=re o .ossL,el, e indese76,el, desdo=ramento das manifestaçMes #ue o$orreram no Grasil, $aso as mesmas ,oltem a o$orrer, em $onte8to de =adernaH #ue o relatado a$ima, este7a rela$ionado diretamente ao do$umento “-mail 6 Erasil perder) 0? do territ.rio em /ul+o de F?G> ”, %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/21+4441+Q/GmailHGrasilH .erderaH50HdoHterritorioHemH7ul%oHdeH2014 , onde estamos .retensamente $orro=orando o 5AB E5 feito .or X>arilda (li,eiraX , so=re o im.a$to da assinatura, .elo estado Grasileiro, da 4e$laração

Fni,ersal dos 4ireitos dos Do,os @ndL'enas Xda (NFX, uma ,e0 #ue, Nossa Constituição ) CA5 5, e muito @C5, so=re os direitos e de,eres do Bstado Grasileiro .ara $om as Comunidades @ndL'enas GrasileirasH #ue o relatado a$ima, este7a rela$ionado diretamente ao do$umento “ Pr. Comiss3o da Verdade e Pr. Bei da Anistia”, %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/21Z+4<Z+0/DroHComissaoHdaHVerdadeHeH DroHAeiHdaH5nistia , onde estamos a.resentando à Comissão Na$ional da Verdade nosso sim.l&rio entendimento, na a,aliação da im.ort/n$ia do $ar6ter 5>DA( e @ B*E @E( da Aei de 5nistia #ue não se $ontra.Me a @m.ort/n$ia e ele,/n$ia 4esta Comissão Na$ional da Verdade, #uando então, ressaltamos a im.ort/n$ia do se'uinte tre$%o1 XDor esta ra0ão, uma notL$ia re$ente ,in$ulando a Bleição >a7orit6ria de Darlamentares à finan$iamentos de $am.an%a .elos .elos Bstados Fnidos da 5m)ri$a, .ode, e de,e, ser B*CA5 BC@45 .ela Comissão Na$ional da Verdade, tendo em ,ista #ue, em sendo $onfirmada, estes “.arlamentares” de,em ser re$on%e$idos na "ist&ria Grasileira $omo >5N45NEB* de E( EF 5* .rati$adas ao lon'o da 4itadura Grasileira, uma ,e0 #ue, são B*D(N*[VB@* 4@ BE(* .elos desdo=ramentos o$orridos a.artir do Gol.e de Bstado de 1RZ4-X

2in+as Considera74esH
5o a.resentarmos uma ,isão da im.ort/n$ia, e rele,/n$ia, do filme “5 4@5* 4B GFB 5”, em .rin$L.io, não nos .reo$u.ando, $om #uem esta $om a ra13o, uma ,e0 #ue, &O OS a perderam, .rin$i.almente, #uando um D(V(, abre m3o de sua esta=ilidade, em função de interesses e8ternos, sem antes de tudo, .ro$urar em consenso o 2EBCOR para &O OSDortanto, em meu entendimento, os Imperialistas (($identais e 5si6ti$o) somente .uderam interferir, mani.ular, desor'ani0ar, $om a intrLnse$a omiss3oIparticipa73o do D(V( da GB\ G@5, uma ,e0 #ue, o sentimento, .resumi,elmente latente, de .seudoHinde.endên$ia das re'iMes de (diss)ia do *ul, e 5=$6sia, assim o permitiram5l'o, #ue tam=)m foi .ossL,el no 5fe'anistão, no @ra#ue, na F$r/nia, =em $omo, em ,ias de tam=)m ser .ossL,el na Vene0uela, #uando então, $%amo a atenção, #ue o fato de #ue o @m.erialismo E8trati#ista, não .ossui filosofia, e sim, fisiologismo tra#estido de filosofia-, #uando então, ressalto o fato de #ue a Ge&r'ia pro#a do pr.prio #eneno, tendo em ,ista, #ue .arti$i.a/.arti$i.ou da in,esão do @ra#ue5 #uestão indígena brasileira não esta rela$ionada ao “ouro ne'ro”, mas, entre outras $oisas, ao futuro “ouro cristalino” #ue se nada for feito ser6 a J-'A PO&JVEB, onde a .ossi=ilidade da fragmenta73o do atual territ.rio nacional, .ermitir6, .ela desordem institu$ional, e so$ial, a .r&.ria mani.ulação, em $on,eniên$ia, de interesses e8ternos, inde.endentemente de sua .seudoHideolo'ia de Korma de -o#erno, dos destinos de um D(V( Era=al%ador, (rdeiro, e Da$Lfi$o, $omo o POVO ERAIBEIRO5 #uestão da mani.ulação da mLdia, .ode nos ser a.resentada, .ela tentati#a de se derru=ar um Go,erno Ae'Ltimo : pedradas, =em $omo, .ode nos a.resentar a certe1a das ditaduras na 5m)ri$a Aatina, em $on,eniên$ia da#uele #ue, na ).o$a, detin+a o D(4B 45 @N?( >5]^(, e desinforma,aDortanto, o Erasil Institucional, .ossui 4 (#uatro) Doderes 4emo$r6ti$os, sendo o B8e$uti,o, o Ae'islati,o, o _udi$i6rio e o 2inistério P9blico, #ue s3o entrela7ados de forma inteli'ente, .ela N(V5 ( 4B> _F `4@C5, no $on$reto da Constituição da e.9=li$a ?ederati,a do Grasil, .romul'ada em 1R++, alicer7ados .elas ?orças 5rmadas #ue, em=ora $%efiada .ela

Dresidên$ia da e.9=li$a tem a Atribui73o 2AIOR de 'arantir o es.eito à Constituição ?ederal, onde sua .remissa =ase ) a ecis3o K'! A2E!&A A no 4ireito Constitu$ional, ou 4eles de$orrentesAo'o, se E(45* as @nstituiçMes 4emo$r6ti$as trabal+arem em conformidade $om a Constituição da e.9=li$a ?ederati,a do Grasil, SE2PRE SERE2OS '!O" '2 SL POVO" '2A SL !AM@O, $om o o=7eti,o de Construir uma *o$iedade Ai,re, _F*E5 e *olid6ria, na medida do .ossL,el, participando da constru73o de um >FN4( Ai,re, _F*E( e *olid6rio, .ara tanto, entendendo #ue a PARCERIA, res.eitando as limitaçMes de $ada um, $om ,anta'ens .ara E(4(* ) o $amin%o a ser tril+adoBsta .ala,ras, tem $omo o=7eti,o, a =us$a de uma refle8ão .rofunda, so=re as ,ari6,eis #ue poder3o influenciar numa desestrutura73o do Grasil @nstitu$ional, $om uma .ossL,el desintegra73o de suas Fnidades ?ederati,as5 #uestão da KAB&A de Jgua no Bstado de *ão Daulo, .ode, e de,e, ser tratada $om a necess)ria aten73o, .or E(4(* os en,ol,idos direta, e indiretamente, uma ,e0 #ue, Bstados Grasileiros, em +ip.tese alguma, .odem dei8ar de =us$ar o consenso SOBI NRIO, tendo em ,ista, #ue %o7e um determinado Bstado tem .ro=lemas, $u7a solução de.enda do outro Bstado, $ontudo, o ditado .o.ular “o ,ento #ue =ate aL, tam=)m =ate a#ui”, !'!CA poder) ser es#ue$ido5 SOBI ARIE A E entre @rmãos não .ode, nem de,e, ser RE!E-A A, .ois, dela de.ende a SOEREVIVO!CIA P-!A de &O OS N&sImpedir #ue .osturas “politi%ueiras” #ue ,en%am a $ontaminar a .arte sadia, ) de Responsabilidade do _udi$i6rio, #ue pro#ocado, de,e esta=eler, res.eitando a ne$ess6ria K'! A2E!&AM@O, os limites do ra0o6,el, e .lausL,el, .ara #ue o Erasil Institucional sem.re se7a .reser,ado das .ossL,eis influên$ias nefastas, do I2PERIABIS2O EQ&RA&IVIS&A, se7a de #ue ?orma de Go,erno for5.ro,eito .ara $%amar a atenção .ara os do$umentos a=ai8o #ue estão rela$ionados diretamente à #uestão $olo$ada, a $er$a do e8er$L$io (ou falta dele) de Ati#idades Institucionas1 • Peti73o ao S&R +ttpHIIpt$scribd$comIdocIFGST0USIPeticao6ao6S&R Bsta ) uma tentati,a de re,erter uma ded$isão *FG_BE@V5, $al$ada em .resunçoso Xa$%ismoX, .ara uma $ontundente e irrefut6,el de$isão (G_BE@V5, $al$ada em ,alores e .arametros E)$ni$os• Peticao St/ Redirecionada Ao Stf +ttpHIIpt$scribd$comIdocIV>W?FVSIPeticao6St/6Redirecionada6Ao6Stf Eendo em ,ista a es.osta (fi$ial do *E_, =em $omo, o .resumL,el, intrinse$o, 4esres.eito à Constituição da e.9=li$a ?ederati,a do Grasil e ao B8$elentLssimo Dresidente do *u.erior Eri=unal de _ustiça, .elo B8$elentLssimo elator, >inistro Castro >eira, ,imoHnos na .remente, #uiç6 ,is$eral, ne$essidade de B4@ BC@(N5 >(* a #uestão ao B8$elentLssimo Dresidente do *u.remo Eri=unal ?ederal• Refle84es Quinto Constitucional 8 S&K 8 C!R

%tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/4<4<0Z02/ efle8oesHNuintoHConstitu$ionalH8H*E?H8HCN_ Bstamos .ro.ondo a #ue o Dresidente da Comissão de Constituição, _ustiça e de Cidadania da C/mara de 4e.utados, or'ani0e um 4e=ate Na$ional, $om a inserção dos es.ons6,eis dos Centros de Doder, @nstitu$ionais ou não, .ara os #uais en,iei $&.ia( 4e=ate .ro.osto .arte da .remissa de #ue E(4(* os >inistros do Dlen6rio do *u.remo Eri=unal ?ederal, de,erão ser C(N4BN54(*, .or Crime de Dre,ari$ação, e .or isso, *FG*E@EF`4(*( 4e=ate tem em seu $erne, a $on$reta, e o=7eti,a, $erte0a de #ue o “Nuinto Constitu$ional” nos di,ersos Cole'iados _urisdi$ionais, ) desne$ess6rio, ou mel%or, a =em do *er,iço _urisdi$ional, de,e *B BA@>@N54(5 4e=ate tam=)m tem em seu $onte8to, a $on$reta, e o=7eti,a, $erte0a de #ue o Dresidente do Consel%o Na$ional de _ustiça, assim $om 76 o$orre $om o >inistroHCorre'edor do Consel%o Na$ional de _ustiça, de,e, ne$essariamente, ser o$u.ada .or Dessoa de dedi$ação total, e e8$lusi,a, sem #ual#uer outra 5tri=uição e res.onsa=ilidade @nstitu$ional• 2eu eus 6 Caras Su/as Que Pensam Ser Caras Pintadas %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/14+45QQ<2/>euH4eusHCarasH*u7asHNueHDensamH*erHCarasH Dintadas Bstamos re$on%e$endo min%a total i'nor/n$ia frente ao mo,imento dos X$aras *F_5X, #ue .retensamente, se e#ui.aram aos XCaras DintadasX• O -igante Son(mbulo continua Adormecido %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/14R2R<0Z1/(HGi'anteH*onam=uloH$ontinuaH5dorme$ido Bstamos, mais uma ,e0, e8.ondo nossa .reo$u.ação rela$ionadas aos meios utili0ados .ara se rei,indi$ar, em al'uns $asos, o “$)u de =ri'adeiro”--Nuando então reafirmo #ue nen%um mo,imento #ue ten%a infiltrado, #ue .ermita ter infiltrado, =aderneiros, .rin$i.almente, #uando $onse'ue afastar os sindi$alistas, a im.rensa e os .artidos .olLti$os, ) le'Ltimo, #uando então ressalto, #ue a mo=ili0ação en#uanto si'nifi$ati,a, ) de .arti$i.ação insi'nifi$ante frente ao .oten$ial #ue .oderia ter5l'uns, #ue não Bu, entendem, #ue a $on#uista do Dlano eal, .a'a uni$amente .elos 5ssalariados Grasileiros, uma ,e0 #ue, ti,eram seus sal6rios $on,ertidos à m)dia aritm)ti$a de 12 meses, $om ,ariação de at) +0P em um mês, .ode ser $olo$ada em ris$o, de tal forma, se ,erifi$arem infrutLferas todos os esforços feitos at) a#ui--• 2PK prerrogati#as institucionais transformadas em pri#ilégios funcionais %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/<+<20+<Z/>D?H.rerro'ati,asHinstitu$ionaisHtransformadasHemH .ri,ile'iosHfun$ionais Bstamos a.resentando $ontestação à de$isão do Corre'edorHGeral do >inist)rio D9=li$o #ue da sustentação, su=st/n$ia e $or.o ao C5(* _F `4@C( em #ue V@VB a *o$iedade

Grasileira • Cipocrisia e 2ediocridade E8plicam Es#a1iamento C!R %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/<ZQR2Q4</"i.o$risiaHeH>edio$ridadeHB8.li$amHBs,a0iamentoHCN_ Bstamos 5EB*E5N4(, em função de mani.ulação .ueril e 'rosseira do 4ireito ConstituLdo, #ue o XB*V5a@5>BNE( ?FNC@(N5AX do CN_ ini$iado .elo *E? esta $al$ado na >edio$ridade e "i.o$risia do Dlen6rio do CN_ • Cenri%ue Pi11olato possí#el *re#anc+e, do Rudici)rio Italiano %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/1+5Z555Z</"enri#ueHDi00olatoH.ossi,elHPB2P+0PRCre,an$%e PB2P+0PR4HdoH_udi$iarioH@taliano Bstamos su'erindo ao Consul Geral da @t6lia no io de _aneiro, #ue em função da “fu'a” do Cidadão Grasileiro, e Cidadão @taliano, *r- "enri#ue Di00olato, o _udi$i6rio @taliano, a Au0 da Constituição Grasileira, $ominada a da Constituição @taliana, a,alie o "a=eas Cor.us 115-1<R >inas Gerais, uma ,e0 #ue, o mesmo esta $al$ado na .remissa de #ue o _ul'amento da 5D 40< ) @NC(N*E@EFC@(N5A, ) uma ar=itrariedade de um Eri=unal de B8$essão, .or ter $omo fundamentação o “?( ( D @V@ABG@54(” em $onte8to Constitu$ional de #ue “E(4(* *^( @GF5@* DB 5NEB 5 AB@”, entre outras $onsideraçMes• Solicita73o de Informa74es : I!&ERPOB parte %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/20QR2+<5R/*oli$ita$aoHdeH@nforma$oesHaH@NEB D(AH.arte Bstamos soli$itando à @NEB D(A #ue a,alie, em $onte8to _urLdi$o/@ntern$aional, $om.atL,el a ori'em e a essên$ia da @NEB D(A, a ABG@E@>@454B da $ondenação do *r"enri#ue Di00olato, Cidadão Grasileiro e @taliano, #ue em função de se transferir .ara a @t6lia utili0ando .assa.orte italiano, assumiu a sua Cidadania @taliana5final, se a a,aliação da 5ção Denal 4<0 feita .elo *u.remo Eri=unal ?ederal da e.9=li$a ?ederati,a do Grasil, for $onsiderada de um Eri=unal de B8$essão, a =us$a e $a.tura, .ela @NEB D(A ) @ABG`E@>5, e ina$eit6,el• Qual o efeti#o impacto da re/ei73o da PEC UV %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/21<1++Z2Q/NualHoHefeti,oHim.a$toHdaHre7ei$aoHdaHDBCHQ< Bstamos #uestionando a .ostura do >inist)rio D9=li$o frente a re7eição da $%amada DBC Q<, uma ,e0 #ue, entendemos #ue e8istem fatos sufi$ientes, .ara #ue .er$e=amos uma in)r$ia, uma a.atia, .resumi,elmente .ela .ura desinformação da N(V5 ( 4B> _F `4@C5 no $on$reto da Constituição da e.9=li$a ?ederati,a do Grasil .romul'ada em 1R++Cidadãos Grasileiros, a saLda mais inteli'ente, sem.re ser) a Elei73o, #uando então, ,olto a $olo$ar #ue, em=ora se/amos OERI-A OS a Votar, o Lndi$e médio de !@O VO&A!&ES (NFA(, B> G 5NC(, _F*E@?@C54(*) ) de F?X em Dleitos 2unicipais e de U?X em Dleitos Estaduais e KederaisAo'o, se &O OS VO&ARE2, utili0ando o VO&O E CO!&ES&AM@O, a#uele #ue .ermite o !OVO, mudança no #uadro .olLti$o na$ional, $om refle8o na .ostura dos .olLti$os, ser) uma certe1a, mesmo #ue se7a efetuado ao lon'o de alguns Pleitos-

5final, o #ue .ode mudar a .ostura dos .olLti$os ) a I!CER&EYA da reelei73o, 'arantida .elo VO&O E CO!&ES&AM@O, a#uele #ue $ara$teri0a a .r&.ria I! I-!AM@O, e I!CO!KOR2IS2O, al)m ) $laro da .r&.ria P'!IM@O, de não .ermitir a reeleição5.ro,eitamos, .ara $%amar a atenção, mais uma ,e0, de #ue o POVO não .ode ser es.onsa=ili0ado SOYI!CO .elo #ue aL esta, uma ,e0 #ue, o C&di'o de 4ireito Bleitoral ) e8.lL$itamente I-!ORA O, de tal forma, #ue a *o$iedade Grasileira foi OERI-A A a se mo=ili0ar e OERI-AR o Con'resso Na$ional a Ae'islar a $%amada “ Bei da Kic+a BI2PA” e o _udi$i6rio OERI-A O a im.lement6Hla-

Dortanto, se os Doderes 4emo$r6ti$os Grasileiros !@O A&'ARE2 em CO!KOR2I A E $om suas 5tri=uiçMes @nstitu$ionais, o esfor7o do POVO Grasileiro, em .arti$i.ar do .ro$esso eleitoral, ser) !'BO, $omo %istoti$amente ,em o$orrendo, isto ), não ter6 efeito al'umNuando então, ,olto a a.resentar os do$umentos a=ai8o, #ue .oderiam 2' AR o $onte8to .olLti$oH=rasileiro, sem #ual#uer ne$essidade de alterar a Begisla73o ,i'ente, #uando muito, REI!&ERPRE&J6BA, em função da e,olução da *o$iedade Grasileira, tendo em ,ista, #ue &O O C&di'o _urLdi$o ) VIVO, e .or isso, #uando não atuali0ado .elo Ae'islador (rdin6rio, .ode sêHlo .elo _udi$i6rio SOE PROVOCAM@O• 2PK6 RR 2anipula73o Bei Eleitoral Partidos -randes %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/Q1Z<15Q0/>D?H _H>ani.ula$aoHAeiHBleitoralHDartidosHGrandes Bstamos formali0ando 7unto ao Dro$urador C%efe do Bstado do io de _aneiro, em nome do Dro$urador Geral da e.9=li$a, #uestionamentos rela$ionados a >5N@DFA5]^( do C&di'o Bleitoral, efeti,amente, e8er$ida .elos .artidos 'randes, $om a .ermissão, .elo .ura omissão, da 7ustiça es.e$iali0ada• 2pf6 R/ Adpf Bei Kic+a Bimpa %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/QQ41R2<5/>.fH 7H5d.fHAeiH?i$%aHAim.a Bstamos formali0ando 7unto ao Dro$uradorHC%efe no Bstado do io de _aneiro, em nome do Dro$urador Geral da re.9=li$a, #uestionamentos #ue .ermitem a 5r'uição de des$um.rimento de Dre$eito fundamental, rea$ionados à Aei de ?i$%a Aim.a• 2PK6RR Propaganda enganosa /osé serra %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/QQ<+Z020/>D?H _HDro.a'andaHen'anosaH7oseHserra Bstamos D (V(C5N4( o Dro$uradorHC%efe do Bstado do io de _aneiro, em nome do Dro$uradorHGeral da e.9=li$a, a no mLnimo, se manifestar *(G B e C(> G5*B no 4ireito ConstituLdo so=re o #ue a$%amos ser Dro.a'anda Bn'anosa a afirmação de #ue 7os) serra C @(F o ?5E e E@ (F 4( D5DBA ( *BGF ( 4B*B>D BG( • !OVA Peti73o Propaganda Enganosa Rosé Serra %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/QZ0<1Z<</N(V5HDeti$aoHDro.a'andaHBn'anosaH_oseH*erra

Bstamos formali0ando 7unto a Dro$urado e'ional Bleitoral, em nome do Dro$uradorHGeral da e.9=li$a, 4BNbNC@5 de #ue na .ro.a'anda eleitoral 'ratuita ,ei$ulada em 1</0+/2010, foi de forma en'anosa atri=uLda a 7os) serra a $riação dos Gen)ri$os e do Dro'rama de 5@4* • -2AIB 6 Por%ue se Vota em Coliga73o Partid)ria %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/54Q412Z5/G>5@AHDor#ueHseHVotaHemHColi'a$aoHDartidaria Bstamos reiterando soli$itação de #ue o Corre'edor Geral do >inist)rio D9=li$o ?ederal @NEB VBN"5 de forma a dar .rosse'uimento, ou mesmo inL$io, as a,aliaçMes de DetiçMes, .or mim formalmente en$amin%ada, no sentido de #ue a 4FG@B454B de tratamento, dada .eço *E?, às Coli'açMes Dartid6rias se7a BA@>@N545, de tal forma, #ue ao Grasileiro #ue V(E(F B> C(A@G5]^( D5 E@4[ @5 l%e se7a 'arantido E(4(* os $om.romissos a.resentados .or Glo$o Darlamentar formalmente or'ani0ado e re'istradoDara tanto, soli$ito #ue este email se7a a're'ado ao anterior, onde, nossa .ro.osta de su.osição fa$tL,el, e ra0o6,el, .ermita uma an6lise mais am.la do sus$itado• -mail 6 E2O 8 E2O 6 Quem tem ra13o %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/++0Z1554/GmailH4B>(H8H4B>(HNuemHtemHra0ao • Eac+arel uplamente Cassado Ainda Atuando$$$ %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/10251244R/Ga$%arelH4u.lamenteHCassadoH5indaH5tuando Bstamos .ro,o$ando o >inist)rio D9=li$o do Bstado de Goi6s e a (5G/G( a a'irem em $onformidade $om o Ae'al Bsta=ele$ido rela$ionado ao e8er$L$io de ad,o$a$ia $om @ns$rição na (5G/G( C5NCBA545 em 1R+<, • Kic+a Bimpa até %ue ponto é uma REABI A E$$$ %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/10RQ21014/?i$%aHAim.aHateH#ueH.ontoHeHumaH B5A@454B Bstamos #uestionando o fato de um Cidadão, #ue em .ronun$iamento feito na Eri=una do *enado ?ederal, re$on%e$eu, e assumiu, toda a res.onsa=ilidade .or Crime de @m.ro=idade administrati,a, este7a, em.lena ,i'ên$ia da “?i$%a Aim.a” $on$orrendo à Drefeitura da Cidade de >anaus no Bstado do 5ma0onas: • II 6 Kic+a Bimpa até %ue ponto é uma REABI A E$$$ %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/10R5Z1+4</@@H?i$%aHAim.aHateH#ueH.ontoHeHumaH B5A@454B Bstamos #uestionando o fato de um Cidadão, #ue em função de BNbNC@5, $ontrariando, $om.romisso eleitoral, BG@*E 54( em $art&rio, .ortanto, um Aiti'ante de >6H?), e .or isso, um “?i$%a *u7a”, .ossa ser $andidato à Drefeitura da Cidade de *ão Daulo• O %ue pode" ou de#e" SER Improbidade Administrati#a %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/120R24QR5/(H#ueH.odeHouHde,eH*B H@m.ro=idadeH5dministrati,a

Bstamos fa0endo um e8er$L$io de refle8ão so=re o fato inde$oroso, imoral, ile'Ltima e ile'al, o$orrido em No,a @'uaçu, onde a C/mara de Vereadores, re$)m em.ossada, $om a .arti$i.ação do Drefeito, tam=)m re$)m em.ossado, aumentou os Ven$imentos do Drefeito, Vi$eHDrefeito, *e$ret6rios e *u=H*e$ret6rios no inL$io da Ae'islatura $om Vi'ên$ia @>B4@5E5• emocracia permite 2PK mediar 2A!IKES&AM@O pelo 2PE-O %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/14+05114</4emo$ra$iaH.ermiteH>D?HmediarH>5N@?B*E5C5(H .eloH>DBG( Bstamos 5'rade$endo ao Corre'edorHGeral do >inist)rio D9=li$o ?ederal de mediar manifestação do Corre'edorHGeral do >inist)rio D9=li$o do Bstado de Goi6s, a #ual tam=)m ) o=7eto de a'rade$imento, am=os, $om a e8.e$tati,a de #ue o Consel%o Na$ional do >inist)rio D9=li$o re$on%eça #ue um B8H5d,o'ado não .ode, e nem de,e, estar Dro$urador de Bstado, .rin$i.almente, em $ar6ter ,italL$io• 2andado de In/un73o redirecionado ao ProconRR %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/1R<141Q11/>andadoHdeH@n7un$aoHredire$ionadoHaoHDro$on _H.df Bstamos soli$itando do *r- *ou0a, (u,idor do Dro$on _, $&.ia de Eodos os do$umentos ori'inados .ela *FGB*E^( formalmente entre'ue ao >esmoBntendemos #ue o fiel $um.rimento do C&di'o Bleitoral esta de al'uma forma rela$ionado $om o C&di'o de 4efesa do Consumidor, e #ue, .or isto, o Dro$on/ _, em meu nome, e em nome de E(4(* os Cario$as, .ode dar o de,ido .rosse'uimento à demanda sus$itada, ora $omo re.resentante dos interesses maiores do .ro$esso eleitoral, #ue de forma in#uestion6,el, ) .reo$u.ação im.ortante de E(4( o Bleitorado, al'o #ue .ode ser tan'L,el, e mensur6,el, .elo $on$reto #ue ) a $%amada “Aei da ?i$%a Aim.a”Eal, .arte da manifestação da 4e.utada ?ederal B8mc Cidin%a Cam.os, feita no "or6rio Bleitoral Gratuito do D4E, no #ual a B8mc asse'ura,a a im.ort/n$ia, e rele,/n$ia, do Dro$on _, .ara E(4(* os Cidadãos Cario$as, N5E(* ou Não, #uando então, ouso manifestar min%a total $on$ord/n$ia .elas infrutLferas tentati,as de ser “.er$e=ido” .elo >inist)rio D9=li$o, #ue a.enas e tão somente, de,eria ser o=ri'ado a 5G@ .ela sim.les 54>@**@G@A@454B da(s) demanda(s) a Ble a.resentadasAtenciosamente, r$ Plinio 2arcos 2oreira da Roc+a “Colando, (copiando) gráu de Doutor, com Doutorado em Direito de “2erda” Hine@is&en&eI, em Estabelecimento de “2erda” (inexistente), reconhecido pelo Ministério de Educação de Estado de “ 2erda” (que tudo assiste, em duplo sentido), de um Estado Democrático de Direito de “ 2erda” (que tudo permite), con orme o documento “Sugest4es de A73o no RES-A&E da Credibilidade”, %tt.1//.t-s$ri=d-$om/do$/1452<Z2+Z/*u'estoesHdeH5$aoHnoH B*G5EBHdaHCredi=ilidade ! Penso, 9+o s: 2J7SKO, 2e KAMO Presente
" Despreocupação #esponsá$el em mudar %onceitos e &alores

De regerende &erant'oordeli() in snel e$oluerende concepten en *aarden +he lac) #esponsible %hange in &alues and %oncepts ,e responsable régnant en changeant %oncepts et $aleurs -l regnante responsabile nel cambiare %oncetti e &alori

Analista de Sistemas, presumivelmente, 9nico Erasileiro CO2'2, que mesmo n3o tendo ní#el superior completo (interrompi o Curso de Executivo, com o primeiro semestre completo, em 1977), portanto, não sendo Advogado, nem Bac arel, nem Estudante de !ireito, te#e suas pr)ticas inscritas na SZ e VZ edi74es do Pr;mio I!!OVARE, am"as calcadas no CAOS R'RP ICO que tem como premissa "ase o P'RO KAYER E CO!&AS, reconhecidas, e EKERI AS pelo Consel+o Rulgador, con#orme documento I!!OVARE 'm Erasileiro CO2'2 !o 2eio Ruridico II,

ttp$%%&&&'scri"d'com%doc%()9**17+%,--./A0E12m1Brasileiro1C.3231-o1 3eio14uridico1,,

Gmail - A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
"Plinio Marcos Moreira da Rocha" <pliniomarcosmr@terra.com.br> 21 de abril de 2014 18:56 Responder a: pliniomarcosmr@gmail.com Para: gabinetepessoal@presidencia.gov.br Cc: cidhdenuncias@oas.org, cidhoea@oas.org, "\"pliniomarcosmr\"" <pliniomarcosmr@gmail.com> Prezados, Apresento o documento “A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?”, http://pt.scribd.com/doc/ 219491797/A-Quem-Interessa-o-CAOS-Pela-Instabilidade-Politica , onde estamos sob vários aspectos alertar sobre a importância da estabilidade político-social, de tal forma, que afirmamos ser imprescindível a atuação dos 4 (quatro) Poderes Democráticos Institucionais (Executivo, Legislativo, Judiciário e Ministério Público) ATUAREM em conformidade com o que DETERMINA a NOVA ORDEM JURÍDICA, no concreto da Constituição da República Federativa do Brasil, promulgada em 1988, com o necessário RESPALDO das Forças Armadas Brasileiras, que tem a Atribuição MAIOR de Garantir o Respeito, e o CUMPRIMENTO da Constituição Federal. Abraços, Plinio Marcos

1 de 1

23/04/2014 04:20

Gmail - Lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
Ministro Gilmar Ferreira Mendes <MGilmar@stf.jus.br> Para: "pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com> Sua mensagem Para: Ministro Gilmar Ferreira Mendes Assunto: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ? Enviado: segunda-feira, 21 de abril de 2014 18:58:24 (UTC-03:00) Brasília foi lida em terça-feira, 22 de abril de 2014 03:54:25 (UTC-03:00) Brasília. 22 de abril de 2014 03:54

1 de 1

23/04/2014 04:20

Gmail - Lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
Sen. José Sarney <sarney@senado.gov.br> Para: "pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com> Sua mensagem Para: Sen. José Sarney Assunto: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ? Enviadas: segunda-feira, 21 de abril de 2014 18:58:24 (UTC-03:00) Brasília foi lida em terça-feira, 22 de abril de 2014 11:55:24 (UTC-03:00) Brasília. 22 de abril de 2014 11:55

1 de 1

23/04/2014 04:40

Gmail - Read: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Read: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
Fabiane de Sousa Ribeiro <FABIANER@senado.gov.br> Para: "pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com> Your message To: Fabiane de Sousa Ribeiro Subject: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ? Sent: Monday, April 21, 2014 6:58:24 PM (UTC-03:00) Brasilia was read on Tuesday, April 22, 2014 10:18:50 AM (UTC-03:00) Brasilia. 22 de abril de 2014 10:18

1 de 1

23/04/2014 04:18

Gmail - Lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
Luana Carvalho de Almeida <luana@cjf.jus.br> Para: pliniomarcosmr@gmail.com 22 de abril de 2014 13:00

1 de 1

23/04/2014 04:39

Gmail - Read: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Read: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
Fabiane de Sousa Ribeiro <FABIANER@senado.gov.br> Para: "pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com> Your message To: Fabiane de Sousa Ribeiro Subject: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ? Sent: Monday, April 21, 2014 6:58:24 PM (UTC-03:00) Brasilia was read on Tuesday, April 22, 2014 10:18:50 AM (UTC-03:00) Brasilia. 22 de abril de 2014 10:18

1 de 1

23/04/2014 04:41

Gmail - Not read: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Not read: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
CIDH Denuncias <CIDHDenuncias@oas.org> Para: "pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com> Your message To: CIDH Denuncias Subject: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ? Sent: Monday, April 21, 2014 5:56:40 PM (UTC-05:00) Eastern Time (US & Canada) was deleted without being read on Tuesday, April 22, 2014 9:05:20 AM (UTC-05:00) Eastern Time (US & Canada). 22 de abril de 2014 10:05

1 de 1

23/04/2014 04:18

Gmail - Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
Audiência Ministra Cármen Lúcia <AudienciaCarmen@stf.jus.br> Para: "pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com> Sua mensagem Para: Audiência Ministra Cármen Lúcia Assunto: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ? Enviado: segunda-feira, 21 de abril de 2014 18:58:24 (UTC-03:00) Brasília foi excluída sem ser lida em terça-feira, 22 de abril de 2014 09:37:32 (UTC-03:00) Brasília. 22 de abril de 2014 09:37

1 de 1

23/04/2014 04:35

Gmail - Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
Sen. Romero Juca <RJUCA@senado.gov.br> Para: "pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com> Sua mensagem Para: Sen. Romero Juca Assunto: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ? Enviadas: segunda-feira, 21 de abril de 2014 18:58:24 (UTC-03:00) Brasília foi excluída sem ser lida em terça-feira, 22 de abril de 2014 9:52:03 (UTC-03:00) Brasília. 22 de abril de 2014 09:53

1 de 1

23/04/2014 04:36

Gmail - Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
Sen. Maria do Carmo Alves <MARIADOC@senado.gov.br> Para: "pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com> Sua mensagem Para: Sen. Maria do Carmo Alves Assunto: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ? Enviadas: segunda-feira, 21 de abril de 2014 18:58:24 (UTC-03:00) Brasília foi excluída sem ser lida em terça-feira, 22 de abril de 2014 9:25:51 (UTC-03:00) Brasília. 22 de abril de 2014 10:07

1 de 1

23/04/2014 04:36

Gmail - Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
Justiça Aberta <justica.aberta@cnj.jus.br> Para: "pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com> Sua mensagem Para: Justiça Aberta Assunto: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ? Enviado: segunda-feira, 21 de abril de 2014 18:58:24 (UTC-03:00) Brasília foi excluída sem ser lida em terça-feira, 22 de abril de 2014 10:26:53 (UTC-03:00) Brasília. 22 de abril de 2014 10:26

1 de 1

23/04/2014 04:37

Gmail - Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
Sen. Lidice da Mata e Souza <LIDICEM@senado.gov.br> Para: "pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com> Sua mensagem Para: Sen. Lidice da Mata e Souza Assunto: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ? Enviadas: segunda-feira, 21 de abril de 2014 18:58:24 (UTC-03:00) Brasília foi excluída sem ser lida em terça-feira, 22 de abril de 2014 12:16:58 (UTC-03:00) Brasília. 22 de abril de 2014 12:17

1 de 1

23/04/2014 04:37

Gmail - Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
Gabinete do Ministro Luiz Fux <gabineteluizfux@stf.jus.br> Para: "pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com> Sua mensagem Para: Gabinete do Ministro Luiz Fux Assunto: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ? Enviado: segunda-feira, 21 de abril de 2014 18:58:24 (UTC-03:00) Brasília foi excluída sem ser lida em terça-feira, 22 de abril de 2014 13:30:31 (UTC-03:00) Brasília. 22 de abril de 2014 13:30

1 de 1

23/04/2014 04:38

Gmail - Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?

https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=3a6f17a4aa&view=pt&cat...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Não lida: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ?
Sen. Pedro Taques <PTAQUES@senado.gov.br> Para: "pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com> Sua mensagem Para: Sen. Pedro Taques Assunto: A Quem interessa o CAOS pela Instabilidade Política ? Enviadas: segunda-feira, 21 de abril de 2014 18:58:24 (UTC-03:00) Brasília foi excluída sem ser lida em terça-feira, 22 de abril de 2014 9:27:24 (UTC-03:00) Brasília. 22 de abril de 2014 09:27

1 de 1

23/04/2014 04:42