Você está na página 1de 16

CIÊNCIA APLICADA AO DESIGN

Aula 4 — Calor (cont.) e Composição da Matéria

Paulo Tribolet Abreu


IADE, Licenciatura em Design 2009/10, 1º semestre
CAPACIDADE CALORÍFICA

Material C (kJ/kg.K)
Quantidade de calor
“armazenado”. água 4,18

ΔQ = C·m·ΔT ar 1,0

ferro 0,45
Porque é que um chão de pedra
parece mais frio que um de mica 0,88
madeira?
madeira 0,42
Porque é que os plásticos vidro (silica) 0,84
secam mal na máquina de lavar
louça?

2
TRANSMISSÃO
DE CALOR

Convecção: material quente


desloca-se de um lado para o outro.

Condutividade: a Ec média
transmite-se através dos choques
(sem transmissão de matéria).

Radiação electromagnética:
energia dos fotões: E = h·f
(para mais tarde).

3
COMPOSIÇÃO
DA MATÉRIA
DE QUE SÃO FEITAS
AS COISAS?
Aristóteles:

divisão infinita;

4 elementos
(fogo, ar, água, terra).

Atomistas + Dalton (sec. XIX):

átomos (= indivisível).

5
DE QUE SÃO FEITAS
AS COISAS?
Moléculas: a menor divisão que ainda contém as
propriedades da substância. Moléculas de oxigénio, de
água, de plástico, de celulose, etc.

Átomos: existem 92 naturais (118 no total).


Correspondem aos diferentes elementos. Unem-se para
fazer moléculas.

Partículas fundamentais: electrões (e-), protões (p+),


neutrões (n0). Constituintes dos átomos.

Quarks: seis fundamentais (u, d, c, s, t, b).


Fazem os protões = uud e os neutrões = udd.
6
EXTRA: O MODELO
STANDARD

Força electromagnética: fotões.

Força nuclear forte: gluões.


Une os quarks.

Força nuclear fraca: bosões.


Une p+ e n0 no núcleo.

Força gravitacional: gravitões.


Por descobrir.

7
DE QUE SÃO FEITOS
OS ÁTOMOS?
Protões no núcleo (n.
atómico): definem o
elemento.

Electrões à volta: definem


a reactividade química;
podem variar (iões
positivos e negativos).

Neutrões no núcleo:
isótopos.

8
A TABELA PERIÓDICA

9
LIGAÇÃO QUÍMICA
Os e- arrumam-se por camadas
(orbitais) à volta do núcleo de modo
a minimizar a energia.

O mínimo de energia corresponde a


8 e- na última camada (excepto se for
a mais próxima do núcleo que só
pode ter 2 e-).

Para atingir este objectivo, os átomos


trocam e compartilham e- entre si:
ligação química.
10
LIGAÇÃO QUÍMICA:
IÓNICA
Ligação iónica:

entre elementos das colunas


IA e IIA com VIA e VIIA;

ganho e perda de e-;

os iões atraem-se pela força


electroestática.

Exemplo: NaCl.

11
LIGAÇÃO QUÍMICA:
COVALENTE
Ligação covalente:

entre elementos de média electronegatividade;

compartilhamento de e-;

a nuvem electrónica envolve os núcleos.

Exemplo: CO2.
12
LIGAÇÃO QUÍMICA:
METÁLICA
Ligação metálica:

os e- da última camada têm uma fraca ligação ao


núcleo;

nuvem de e- livres;

que é responsável pelas propriedades típicas dos


metais: brilho, condutividade eléctrica e térmica,
dureza, ductibilidade.

Exemplo:
qualquer metal.
13
SÓLIDOS CRISTALINOS
Geralmente feitos por ligações iónicas.

Unidades que se repetem numa estrutura geométrica


regular: reticulado cristalino.

Propriedades: dureza, rigidez, brilho.

Exemplo: silica, diamante.

14
SÓLIDOS AMORFOS

Geralmente feitos por ligações


covalentes.

Alguma ordem local sem coesão


por maiores extensões.

Propriedades: mole, migalhas em


vez de lascas.

Exemplo: vidro, plástico, carvão.

15
SÓLIDOS METÁLICOS

Feitos por ligações metálicas.

Mesmas propriedades dessa ligação: brilho,


condutividade eléctrica e térmica, dureza,
ductibilidade.

16