Você está na página 1de 12

E se somos Severinos

iguais em tudo na vida,


morremos de morte igual,
mesma morte severina:
Vida universitária
Newton Luís Mamede
João Cabral de Melo Neto arquivo Revelação

Somos todos
Severinos
Rosana Arantes nossos direitos civis, sociais e políticos.
Aluna do 4º ano de Serviço Social A organização da Atitude Cidadã! visa
contribuir para que os alunos– calouros e
Como bem disse o poeta, somos todos veteranos – e demais colaboradores refli-
Severinos. No entanto, nos esquecemos dos tam sobre estes graves problemas sociais.
Grupo de teatro de 1998 mostra sua irreverência e criatividade
outros tantos Severinos. Proclamamos aos A Atitude Cidadã! é um ensejo para mani-
quatro ventos a diversidade, o acesso aos festarmos o conhecimento das necessidades O título acima não é uma metáfora, não ma sociedade. Então, a universidade é um
mais variados bens do mundo atual, e esca- e demandas da sociedade. É uma ação pon- está empregado em sentido figurado nem centro vital, é espaço de vida e de evolução.
moteamos a exclusão e a vida severina de tual e mais uma aproximação da Universi- poético. Entendida a universidade como um E o estudante universitário é o centro e a
grande parte do globo terrestre – vale lem- dade com a comunidade. espaço onde o estudante passa um bom perí- razão da universidade, é o protagonista da
brar que nosso país é um dos líderes em ín- No entanto, a formação de profissionais odo de sua vida, para adquirir e produzir co- vida universitária. Nesse espaço de vida, ele
dices de concentração de renda e desigual- compromissados com uma sociedade mais nhecimentos científicos que o habilitem a um é ator e agente. Tudo o que nela acontece,
dade social. justa só pode ocorrer com a consciência de exercício profissional de qualificação supe- todos os eventos que ela promove têm como
Acreditamos que o enfrentamento dos que somos todos severinos e os problemas rior e para formar seu intelecto, sua consci- alvo o estudante. Tanto o estudante-aluno,
problemas que matam de velhice antes dos não são dos outros, mas nossos. ência e sua personalidade, é evidente que esse quanto o estudante já graduado, mas que
trinta, de fome um pouco por dia, de fra- Esperamos que a Atitude Cidadã! seja uma tempo e esse espaço constituem uma fase continua estudioso, em constante busca do
queza e de doença em qualquer idade pas- semente plantada em solo fértil e que, ao ger- considerável de sua vida. saber. Daí ser a universidade o já citado cen-
sa necessariamente pelo desenvolvimento minar, desenvolva o compromisso social e pos- Vida em seu sentido próprio, literal. Vida tro de estudos por excelência.
do senso crítico e pelo reconhecimento dos sibilite ações concretas junto à comunidade. que acontece. Vida no sentido de crescimen- Elemento desse universo, nossa Univer-
to, de formação, de transformações físicas e sidade de Uberaba não fica para trás e man-
intelectuais. Vida no sentido de ação, de atu- tém-se fiel a sua missão e a sua consciência
ação, de atividade. Vida que pulsa e agita, universitária. E em constante crescimento,
vida que cria e promove. Vida real. porque ela sabe que não é perfeita, e, por isso,
Como já o afirmamos noutra parte, a uni- não pode parar. O estudante que aqui chega
versidade é local de ebulição e de vai encontrar um verdadeiro ambiente univer-
efervescência cultural em sentido pleno, sob sitário, uma agitação de juventude e de entu-
arquivo Revelação
os aspectos científico, artístico, social, polí- siasmo, uma efervescência de cursos e de es-
tico, histórico. A universidade é tudos, uma vida dinâmica. Vida da qual ele
transformadora da sociedade, é promotora do faz parte e à qual não deve fugir. Vida da qual
desenvolvimento. Centro por excelência de ele deve participar ativamente para formar sua
estudo, ela é, por isso mesmo, foco do saber, consciência universitária. Consciência que
habitat da ciência. Os grandes avanços cien- conduz à seriedade e à responsabilidade.
tíficos e tecnológicos têm seu berço na uni- Vida universitária supõe estudo persis-
versidade. Avanços que incentivam e promo- tente e participação social e humana. Estudo
vem o progresso e aprimoram a civilização. e participação que promovem a educação
No universo dos constituintes da vida do integral, a formação plena da pessoa. Ciente
homem, a universidade detém inegável par- disso, o estudante universitário estará apto a
ticipação e importância. Promovendo o en- viver coerentemente na universidade.
sino e a pesquisa, e estendendo seus resulta-
Alunos da Universidade de Uberaba já participaram
dos à sociedade, ela simplesmente age na Newton Luís Mamede é Ombudsman da
de diversos programas sociais, como o Universidade Soldária construção e no desenvolvimento dessa mes- Universidade de Uberaba

Jornal-laboratório do curso de Comunicação Social, produzido e editado pelos alunos de Jornalismo e Publicidade & Propaganda da Universidade de Uberaba
Edição: Alunos do curso de Comunicação Social • • • Supervisão de Edição: Alzira Borges • • • Projeto Gráfico: André Azevedo (andre.azevedo@uniube.br) • • • Diretor do Curso de Comunicação Social:
Edvaldo Pereira Lima (edpl@uol.com.br) • • • Coordenadora da habilitação em Jornalismo: Alzira Borges da Silva (alzira.silva@uniube.br) • • • Coordenadora da habilitação em Publicidade e Propagan-
da: Érika Galvão Hinkle • • • Professores Orientadores: Norah Shallyamar Gamboa Vela (norah.vela@uniube.br), Vicente Higino de Moura (vicente.moura@uniube.br) e Edmundo Heráclito
(heraclit@triang.com.br) • • • Técnica do Laboratório de Fotografia: Neuza das Graças da Silva • • • Distribuição: Assessoria de Imprensa • • • Reitor: Marcelo Palmério • • • Ombudsman da Universidade
de Uberaba: Newton Mamede (ombudsman@uniube.br) • • • Jornalista e Assessor de Imprensa: Ricardo Aidar • • • Impressão: Jornal da Manhã
Internet: http://www.revelacaoonline.uniube.br
As opiniões emitidas em artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores.
2 14 a 24 de fevereiro de 2002
André Azevedo

Campus prepara-se
para receber 8.000
estudantes
Campanhas de donativos e incentivo
à participação social dão o tom da calourada
André Azevedo curso. Esse encontro será feito nos blocos
1º período de Jornalismo destinados às aulas dos primeiros períodos
(veja tabela). Os horários dos calouros se-
A Universidade de Uberaba, com o rão entregues pelas assistentes pedagógicas.
apoio de representantes de Diretórios Aca-
dêmicos, prepararou uma série de ativida- Atitude Cidadã
des para a recepção de aproximadamente O trote é proibido dentro do Campus
8.000 calouros e veteranos no Campus. Fo- desde 1997. Em contrapartida, a Universi- Lungas Neto, aluno de Comunicação Social, participa da campanha Atitude Cidadã
ram montados três Postos de Informação, dade tem incentivado a calourada solidária,
sob a coordenação do curso de Turismo, promovendo atitudes que despertem a sen-
para esclarecer as dúvidas mais comuns e sibilidade dos alunos frente às necessida-
orientar os novatos. Os postos estão locali- des sociais. Os cursos de Serviço Social e
zados na entrada principal, nos arredores da Terapia Ocupacional organizaram um pro-
Biblioteca Central e próximo ao ponto de grama de integração com a comunidade,
ônibus. Além disso, estudantes com a ca- cujo ponto de partida será realizado nesta
miseta Atitude Cidadã calourada. Uma parceria
estarão circulando pelo com o Hemocentro pre-
Os horários de aula dos
Campus, acolhendo os tende estimular a doação
calouros e prestando veteranos serão distribuídos de sangue. Serão distri-
informações básicas. na quadra coberta buídos cartazes e folhe-
Os horários de aula tos, esclarecendo dúvi-
dos veteranos e as Agendas 2002 serão dis- das e convidando os alunos a participar.
tribuídos pela Diretoria de Serviços Aca- A Associação dos Voluntários de Comba-
dêmicos (DSA) na quadra coberta, durante te ao Câncer de Uberaba está promovendo
os três turnos, até o dia 19 de fevereiro. De- uma campanha de doação de roupas e alimen-
pois dessa data, os materiais poderão ser tos não perecíveis. Um caminhão estaciona-
retirados no Multiatendimento, localizado do próximo à entrada principal estará rece-
no Bloco I (veja mapa nas páginas centrais). bendo os donativos. Essas campanhas são o
O primeiro contato do calouro com a primeiro passo para o projeto Atitude Cidadã,
direção, assistentes pedagógicos e profes- uma proposta que supere o assistencialismo e
sores será feito nas atividades de acolhimen- invista na responsabilidade social que garan-
to programadas pelas coordenações de cada ta plena cidadania às comunidades carentes.

Veja onde serão realizadas as aulas inaugurais


Curso Bloco Sala Fisioterapia (multiperiódico) D 2D56
Administração Q Q06 Fisioterapia (noturno) A 2A03
Biomedicina (multiperiódico) H H119 Fonoaudiologia N 2N10
Biomedicina (noturno) S S203 Veterinária G 2G01
Ciências Aeronáuticas F 2F 01 Nutrição N 2N23
Com.Social - Jornalismo A 2A05 Odontologia (multiperiódico) A 2A06
Com. Social – Publicidade e Prop. A 2A05 Odontologia (vespertino) A 2A06
Direito C 2C01 Odontologia (noturno) D 2D02
Educação Física X X14 IFE C 2C01
Enfermagem S S315 Psicologia Q 2Q10
Medicina S S311 Terapia Ocupacional S S103
Engenharia da Computação B 2B05 Serviço Social N N09
Farmácia (nultiperiódico) A 2A17 Proc Dados e Sist. Informação X 2X01
Farmácia (noturno) A 2A15 Turismo N N16
14 a 24 de fevereiro de 2002 3
3
Números musicais arq
uiv
oR
ev

trazem mais vida


ela
çã
o

aos intervalos de aulas


Alunos estão convidados a mostrar
seu talento na Semana Cultural
A Semana Cultural da calourada 2002, Ars Nova
coordenada pelo Plano de Atenção ao Es- Todos os calouros e veteranos que to-
tudante e pelo Conservatório Estadual de cam violão, cantam, encenam peças de te- Gilnei, do curso de Farmácia
Música Renato Frateschi, será realizada atro ou declamam poesia estão convida- e Keila, da Comunicação Social,
de 14 a 22 de fevereiro. As atrações mu- dos a participar das atividades. Para isso, são figurinhas carimbadas nos
sicais acontecerão à partir do dia 18, em basta procurar o PAE, localizado no blo- eventos culturais da Universidade
frente à cantina, nos horários de interva- co B, sala 23. As inscrições também po-
lo das aulas. Professores e alunos do Con- dem ser feitas através da página da Uni-
servatório vão apresentar peças musicais versidade de Uberaba na Internet
de diversos estilos e épocas. (www.uniube.br).

Quinta-feira tem
chorinho para todos
Tradicional grupo da cidade fará
apresentação na quadra coberta
div
ulg

O grupo Chorocultura fará ão
uma apresentação na quadra
coberta, no dia 21 de
feveiro, às 18h. A entra-
da é franca, mas quem
quiser pode contribuir
com 1kg de alimento
não perecível ou com
doação de roupas. O
repertório do grupo
inclui clássicos de
compositores como
Chico Buarque,
Vinícius de Morais,
Pixinguinha, Toquinho, en-
tre outros. A apresentação faz
parte do projeto Encontro das Ar-
tes, da fundação Cecília Palmério.

Grupo é formado por Álvaro (saxofone), Barão (voz), Baroni (pandeiro),


Fausto (cavaquinho), Gibinha (bandolim) e Reinaldo (violão de sete cordas)

4 14 a 24 de fevereiro de 2002
Por uma vida menos complicada
Plano de Atenção aos Estudantes auxilia em diversas necessidades cotidianas e promove atividades culturais
arq
André Azevedo uiv O Programa Physis oferece assistên- O PAE está sempre divulgando suas
oR
ev cia fisioterápica, através da clínica insta-
1º período de Jornalismo ela atividades através de impressos, e-mails,
çã lada no Campus I. O Programa de
o anúncios e matérias no Revelação. Todas
O Plano de Atenção ao Estudante Atendimento Fonoaudiológico faz as informações a respeito dos programas,
é uma estrutura montada dentro da avaliação, orientação e atendimen- horários de atendimento e atividades cul-
Universidade para atender às diver- to aos alunos que apresentem dis- turais são fornecidas na sala 2B23, no blo-
sas necessidades cotidianas dos túrbios de voz e audição. co B, através do telefone 3319-8888, ou
alunos. O Programa Céu Aberto, do e-mail pae@uniube.br.
vinculado ao PAE, promove ati- Terapia Ocupacional
O Projeto Estike-se con- arq
vidades culturais, artísticas, re- uiv
siste em orientações básicas oR
creativas e esportivas no Campus ev
ela
durante todo o ano. O PAE é co- de atividades físicas diári- çã
o
ordenado pelo professor Alan as, exercícios de alonga-
Carlos, e os programas são reali- mento e relaxamento
zados por professores e profissio- com o objetivo de au-
nais das áreas específicas. xiliar na diminuição da
tensão corporal,
Programas melhoria da capacidade
O Programa de Orientação Jurídi- circulatória e respiratória,
ca esclarece dúvidas sobre direitos e de- na redução do cansaço, an-
veres do cidadão, fornece informações so- siedade e estresse. O Proje-
bre garantias constitucionais e examina Até novembro to Espaço de Ser consiste
do ano passado, 379 universitários em Grupos e Oficinas Tera-
questões de legislação em geral. O Pro- foram atendidos pelos programas do PAE
grama de Atendimento Psicológico ofe- pêuticas coordenados também
rece auxílio a alunos em fase de crises que pela Terapia Ocupacional.
interferem no desempenho escolar, soci-
al ou afetivo. O profissional de psicolo- Cultura e Arte
gia procura descobrir com o jovem as suas terno. A Central de Atendimentos em O Programa Céu Aberto incenti-
possibilidades e dificuldades, em curto es- Computação fornece orientações básicas va o aluno interessado em expressões ar-
paço de tempo e de maneira eficaz. Se ne- sobre equipamentos, aplicativos, manu- tísticas e culturais. O objetivo expresso Atendimento psicológico disperta
cessário, é feito um encaminhamento ex- tenção e Internet. dessa iniciativa é “estabelecer o compro- potencialidades
metimento da Universidade com os prin-
Saúde cípios da liberdade acadêmica, onde arq
uiv
arq
uiv O Programa de Atendimento as ações envolvidas consolidem a oR
ev
oR construção da cidadania, da ela
ev Odonto-lógico presta auxílio çã
o
ela
çã em casos de urgência e dá in- cultura, da paz, a defesa e a
o
formações sobre manuten- promoção dos direitos hu-
ção da saúde bucal e pre- manos e justiça social”.
venção. O Programa Os projetos atual-
Qualitas faz avaliação mente realizados pelo
e planos nutricionais Céu Aberto são o Ars
com acompanhamento Nova, um espaço cul-
individual. O Serviço tural onde o aluno é li-
de Informações e Me- vre para realizar ma-
dicamentos presta as- nifestações artísticas,
sessoria nos assuntos tais como música, tea-
relacionados ao uso ou tro, etc; o Bazar, que
emprego inadequado de oferece infra-estutura
remédios. O Programa básica para a montagem
de Atendimento em Medi- de feiras livres, onde são
cina dispõe de clínica médi- comercializados livros, CDs,
ca e o Programa de Atendi- artesanato, etc; e o cineclube Ti-
Projeto Bazar mento em Biomedicina realiza Vi-Vídeo, dedicado à exibição filmes
disponibiliza barraquinha exames laboratoriais disponíveis na alternativos de diversos países, tais como Diogo Sucupira, aluno de Publicidade, detona a
em frente à Cantina Universidade. Ucrânia, Irã, Japão, Áustria, entre outros. bateria em atividade cultural

14 a 24 de fevereiro de 2002 5
3
Ro
do
lfo
Ro
dr
igu
es

Entrada principal fica na Av. Nenê Sabino

Ro
do
lfo
Ro
dr
igu
es

Bloco S abriga cursos da área de Saúde

Não vá se
perder por aí...
Mapa quebra o maior galho nos 350.000m2 de área do Campus II

6 14 a 24 de fevereiro de 2002
ar
qu
ivo
Re
ve
laç
ão

Bloco A foi reinaugurado


no primeiro semestre de 2000

Ro
do
lfo
Ro
dr
igu
es

O novo prédio da Biblioteca foi inaugurado em 1998

Ro
do
lfo
Ro
dr
igu
es
Ro
do
lfo
Ro
dr
igu
es

Cantina, Todo Suco e sorveteria


Multiatendimento está localizado no Bloco I compõem a Praça de alimentação

14 a 24 de fevereiro de 2002 7
Ro
do
lfo
Ro
dr
igu
es

Na rota do Campus
Conheça alguns serviços para não ficar perdido no mapa
Rodolfo Rodrigues (4º período de Jornalismo) ••• Laura Pimenta (3º período de Jornalismo)
Andréia Ribeiro (3º período de Jornalismo) ••• André Azevedo (1º período de Jornalismo)

Joyce Mendonça , Ênia Cristina e Joyce Ramos


esclarecem as dúvidas por telefone
ar

Biblioteca qu
ivo
Re

A Biblioteca Cental da Universidade de Uberaba


ve
laç
ão Multiatendimento
conta com mais de 100.000 livros e 2.000 periódicos, O Multiatendimento, localizado no Bloco I, é uma
abrangendo todas as disciplinas. Ainda oferece central de informações onde o estudante esclarece
acesso a Internet e empréstimos domiciliares de suas dúvidas sobre diversos assuntos acadêmicos,
vídeos. Para requisitar a carteirinha, basta levar o tais como controle de frequência e notas, resultados
horário de aulas e duas fotos 3x4. de processos seletivos, procedimentos de matrícula,
Os empréstimos são de 4 dias para livros e 3 transferência, documentação, atestados, declarações,
dias para vídeos. Podem ser emprestados 3 livros datas de monitoria, além de informações gerais sobre
e 2 vídeos por vez, e as renovações são permitidas hospedagem, horários de ônibus, etc. As explicações
desde que não estejam reservados. Devoluções também podem ser obtidas através do telefone
atrasadas estão sujeitas a multas “educativas”, 0800 343113
criadas para que o material emprestado esteja
sempre disponível para os outros alunos. O acervo é
protegido com tarja magnética e infrações mais
graves são punidas com suspensão de 90 dias. Há
algumas regras básicas a serem cumpridas, como: não
Laboratório de
entrar com alimentos e líquidos, desligar celulares, não
rabiscar, rasgar ou degradar o acervo e não fazer barulho.
A biblioteca ainda presta o serviço de comutação
Informática
Biblioteca abrange área de 4.000 m2 O Laboratório de Informática Aplicada à Educação (LIAE)
literária – um intercâmbio de trabalhos de diversas instituições. conta com mais de 118 computadores com Internet à
São disponibilizados, ainda, três terminais para consulta do acervo. disposição do alunos que desejam preparar e imprimir
Para esclarecer dúvidas, a biblioteca fornecerá um manual explicativo, trabalhos. Os horários devem ser agendados com
disponível na recepção, além do auxílio de profissionais treinados para atendê-los. antecedência e para utilizar a impressora basta levar
Os empréstimos podem ser feitos das 7h30 às 22h15 de 2˚ a 6˚ feira e aos sábados de 7h30 até 18h. papel sulfite no formato A4, na proporção de duas
folhas para cada uma impressa. O LIAE funciona de
ar segunda à sexta, das 7h30 às 22h30, e aos sábados das
qu
ivo 7h30 às 17h30.
Re
ve
laç
ão
Ônibus div
ulg
As linhas de ônibus que passam pelo Campus II são: aç
ão
108 Jardim Primavera/Uniube; 112 Cássio Rezende/Uniube;
204 Interbairros I; 205 Interbairros II; 207 Guanabara/Uniube;
208 Jardim Morumbi; 209 Pontal; 215 Manuel Mendes/Uniube.
As linhas circulam em média a cada 15 minutos e para atender
o término das aulas, todos passam pelo Campus, ou nos
arredores, em torno das 22h45. Os últimos ônibus chegam às
23h30, com excessão do 205 Interbairros II, que circula às
23h45. Exceto a linha 215 Manuel Mendes/Uniube, todos
passam pelo centro da cidade. Os passes estudantis custam
R$0,50 e devem ser requisitados na companhia de ônibus
Transmil, localizada no Elvira Shopping, sala 26 do 2º andar, na
Pça Rui Barbosa. É necesserário levar um comprovante de
residência, um xerox da identidade, um comprovante de
matrícula e duas fotos 3x4. Para maiores informações, o aluno
pode entrar em contato através do telefone 3313 7500.
Passes mais baratos para estudantes devem ser requisitados na Transmil Computadores do LIAE estão disponíveis para alunos de todos os cursos

8 14 a 24 de fevereiro de 2002
Ro
do
lfo
Ro
dr
igu
es

ar
qu

Alimentação ivo
Re
ve
laç
ão

O setor de alimentação possui várias opções para o


estudante. A cantina da universidade comercializa os serviços
de café da manhã, almoço, sanduíches, salgados, sucos, frutas,
etc. As refeições são servidas diariamente, a partir das 11h30.
As compras podem ser feitas à vista, com cartão de crédito, ou
através dos sistemas de pagamento antecipado, como o cartão
“fura-fila”, que permite a compra direta no balcão, e o cupom
refeição. Funciona de segunda à sexta das 6h as 22h45, e aos
sábados das 6h as 18h. Pagamentos de mensalidades podem ser feitas no posto bancário
Na praça de alimentação há também uma sorveteria que
funciona diariamente e a lanchonete Todo Suco, que vende
salgados, sucos, pizzas, etc. Para o fornecimento de marmitex, Serviços bancários
é necessário pedido antecipado. Segundo o gerente, o diferen-
cial da lanchonete é o açaí no pote. O Todo Suco atende de O Campus II conta com um posto de serviço bancário
segunda à sexta das 7h as 23h e aos sábados até as 17h. do Sudameris, que atende de segunda à sexta das 9h
Cantina serve café da manhã, almoço e lanches
as 14h, e está localizado no bloco H. Na entrada da
Biblioteca Central encontram-se os caixas eletrônicos
do banco Real, ligado à rede 24 horas, e do Banco do
Ro
do Brasil. Funcionam das 7h às 22h de segunda à sexta, e
lfo
Ro de 7h às 18h no sábado.
dr
igu
es Ro
do

Livraria Universitária
lfo
Ro
dr
igu
es

O horário de funcionamento é das 8h às 22h. Além de artigos de


papelaria, cartões e selos postais, o acervo compreende grande
parte dos livros requisitados pelos cursos. Quando não há
disponibilidade para pronta entrega, as encomendas podem
chegar em até 3 dias, dependendo do título da obra. À porta da
livraria há uma caixa dos Correios, verificada diariamente, onde
podem ser postadas correspondências seladas. No decorrer do
ano são feitas algumas promoções periódicas que podem
reduzir os preços em até 50%. Os pagamentos podem ser feitos
em cheque ou cartão (Visa e Mastercard).

Promoções periódicas podem reduzir preços em até 50%

Ro Mensalidade de R$34,00 garante acesso irrestrito


do
lfo
Ro
dr

Estacionamento
igu

Pensionatos, es

O estacionamento da Universidade foi terceirizado há


repúblicas e cia quatro anos e é administrado pela empresa Zito Park. O
acesso individual custa R$1,80. Para se tornar um
Nas imediações da Universidade, especialmente nos mensalista, deve-se adquirir um cartão magnético no
bairros Olinda e Universitário, há diversas repúblicas, valor de R$14,00, que pode ser usado até o fim do curso. A
pensionatos e apartamentos de aluguel. Para obter mensalidade de R$34,00 dá direito a 30 dias de uso
esclarecimentos gerais, o estudante pode procurar o irrestrito. O pagamento é feito diretamente no escritório
Multiatendimento através do 0800 343113 ou acessar uma do estacionamento.
relação de repúblicas cadastradas no endereço eletrônico Os veículos são monitorados por câmeras e softwares
http://www.uniube.br/cadastro/republicas/ que possuem dados sobre o veículo, nome e curso do
republicas.htm. Para informações sobre localização, aluno, além de dois funcionários que rondam todo o
preços e vagas de pensionatos, o estudante pode entrar estacionamento. Em 2002 será instalado um Lava à jato,
em contato com a Associação dos Pensionatos de Uberaba com preço ainda não definido.
(Apura), através do telefone 9105 1721. Funciona de segunda à sexta feira das 6h às 24h, e aos
Cadastro de repúblicas está disponível no site da Universidade de Uberaba sábados das 6h às 18h30.
14 a 24 de fevereiro de 2002 9
Monitoria de Prática desportiva
ensino desenvolve oferece diversas
habilidades opções
Pedidos de dispensa com reembolso
Programa incentiva formação de docentes e
devem ser feitos até o dia 15 de fevereiro
promove cooperação entre professores e alunos
André Azevedo
André Azevedo sa) também têm direito ao seguro. Esses be- 1º período de Jornalismo
1º período de Jornalismo nefícios são oferecidos durante todo o perí-
odo de vigência da monitoria. Os alunos matriculados em Educação Física podem
O Programa Institucional de Monitoria de Para candidatar-se ao programa, é ne- escolher sua prática desportiva entre as diversas op-
Ensino (PIME) é uma oportunidade ao estu- cessário ter cursado as disciplinas da ções disponíveis. São oferecidos futebol, arq
dante de graduação que deseja desenvolver suas monitoria com média final igual ou superi- uiv
handebol, vôlei, peteca, basquete, futsal e oR
ev
habilidades em atividades de docência. Com or a 7 nos dois últimos semestres. É ne- natação. A implantação das modalida- ela
Ro çã
supervisão de professores, os alunos- do cessário que o professor o
lfo des depende da preferência do gru-
monitores estarão aptos a orien- Ro
dri orientador elabore um plano de po de estudantes e da montagem
tar colegas em práticas de es- gu trabalho descrevendo seus
es dos times. Outra alternativa,
tudo, laboratório e reforço objetivos, atividades e car- além dessas atividades realiza-
de aprendizagem, além de ga horária previstas. Será das no Campus, é ginástica ou
pesquisar ou produzir con- avaliada, além do desem- musculação na academia
teúdos que possam ser uti- penho em sala de aula, a Performance, no Shopping
lizados em sala de aula. experiência do candida- Uberaba, através do convênio
A monitoria é reco- to descrita no Curriculum firmado com a Universidade.
mendada aos estudantes Vitae. Para obter informa- As inscrições da prática es-
de dedicação integral ao ções sobre quais disciplinas portiva devem ser feitas na sala 05
curso. O aluno precisa dispor já estão inscritas no PIME, o do bloco T, ou na sala 31 no bloco I,
de, no mínimo, 15 horas sema- Ana Vera, Núbia e José Neto interessado pode procurar a as- de 14 de fevereiro a 1º de março. Para
nais para as atividades do pro- coordenam o PIME sistente pedagógica do seu cur- alunos que por algum motivo não podem
grama. Para monitores aprova- so. Maiores informações são fazer Educação Física, os pedidos de dispensa
dos nas disciplinas contempladas, são con- fornecidas na Pró-Reitoria de Ensino de Gra- com reembolso devem ser feitos até o dia 15 de feve- Natação é uma das
cedidas bolsas de estudos no valor de duação e Extensão, no 3º andar do Bloco A, modalidades disponíveis
reiro, no Multiatendimento, localizado no Bloco I.
R$125,00 por mês e um seguro contra aci- através do telefone 3319-8955 ou do e-mail
dentes. Monitores voluntários (sem a bol- monitoria@uniube.br
arquivo Revelação

Ombudsman traz cados nos murais do Campus. O professor


Newton Mamede também assina uma colu-
na no Revelação, onde desenvolve conside-

transparência rações de ordem filosófica e intelectual so-


bre educação, universidade e ensino.

Alunos

à vida acadêmica Newton Luís Mamede cumpre o terceiro ano


O Ombudsman serve como intermediá-
rio dos alunos com a universidade em geral
– reitoria, diretores, professores, funcioná-
rios – em casos que o entendimento direto
Sua função é ouvir críticas de alunos na função de ombudsman falhou. Segundo Mamede, as queixas mais
e encaminhá-las aos responsáveis formando-se sobre as soluções e buscando comuns são contra professores com aulas
examinar pontos de vista divergentes. Mui- mal planejadas, injustiças em avaliações, re-
André Azevedo relações acadêmicas, pois é uma forma de a tas vezes ele age como um representante do posições de aula arbitrárias e divergências
1º período de Jornalismo universidade prestar contas sobre sua atuação autor da queixa, intervindo diretamente para pedagógicas entre os docentes. “Todas as
no dia-a-dia. O cargo foi criado em 1997 e ocu- buscar esclarecimento sobre o caso. Ques- reclamações são encaminhadas para a so-
O Ombudsman da Universidade de pado pelo professor Décio Bragança até 1999. tões particulares normalmente são resolvi- lução, ou expostas na coluna quinzenal”,
Uberaba é o funcionário encarregado de criticá- Em fevereiro de 2000, o professor Newton Luís das internamente, através de sua interferên- afirma Mamede.
la sob o ponto de vista da comunidade univer- Mamede assumiu a função. cia. Problemas de grande amplitude, que di- Os atendimentos são feitos na sala 2T07,
sitária – estudantes, professores e funcionári- É atribuição do Ombudsman ouvir quei- zem respeito à vida acadêmica em geral, são no bloco T. Os horários serão anunciados
os. A função confere mais transparência nas xas e reencaminhá-las aos responsáveis, in- objetos de reflexão crítica nos artigos publi- no final de fevereiro.
10 14 a 24 de fevereiro de 2002
A hora e a vez do Diretório Acadêmico
Primeiro passo para montar um D.A. é organizar um grupo de alunos interessados
arq
Laura Pimenta uiv É fácil criar um D.A. chapa concorrente. O Conselho Eleito-
oR
3º período de Jornalismo ev Organizar um D.A. é muito simples, ral deve estar presente também no mo-
ela
çã basta boa vontade. Todos os alunos ma- mento da apuração das eleições.
o
O Diretório Acadêmico (D.A.) triculados nos cursos de graduação po-
é a entidade que representa os es- dem participar. O primeiro passo é mon- Entidades tradicionais
tudantes na universidade. Seus tar um grupo de alunos interessados e Alguns D.As já possuem tradição den-
integrantes são eleitos para lançar um edital convocando eleições, tro da Universidade, como o Diretório Aca-
defender os interesses dos que devem seguir determinações pre- dêmico Leopoldino de Oliveira (DALO), do
alunos – seja para cobrar vistas no regimento eleitoral. Direito, o Centro Acadêmico Avelino Inácio
melhorias na qualidade de É necessário a formação de pelo me- de Oliveira (CAIO), da Engenharia e o Cen-
ensino, reivindicando pro- nos uma chapa com os cargos de presi- tro Acadêmico Mário Palmério (CAMP), da
fessores mais capacitados, dente, vice-presidente, secretário geral, Odontologia. Recentemente foram criados
seja para denunciar aumentos tesoureiro, diretor cultural, social, de es- os diretórios dos cursos de Ciências Aero-
abusivos de mensalidade. portes, de comunicação, e de assuntos náuticas, Serviço Social e Psicologia. Ou-
O D.A. promove atividades jurídicos. Todos os cargos devem ser pre- tros foram reativados, com o objetivo de
culturais, esportivas e científicas, enchidos. A chapa deve divulgar suas pro- resgatar a importância da organização das
palestras, e tudo o que for de inte- postas, esclarecer seus objetivos e a forma entidades representativas, como o Diretório
resse dos estudantes. É também quem de atuação diante os problemas do curso. Acadêmico da Comunicação (DACOM)
faz contato direto com outras entidades A eleição deve ser realizada e fisca- dos cursos de Jornalismo e Publicidade.
estudantis, como a União Nacional dos Estu- lizada por um Conselho Eleitoral com- Para quem desconhecia o significado da
dantes (UNE), e com D.As de outros cursos. Entidade luta pelos direitos dos universitários posto por dois alunos que não perten- sigla D.A., é hora de perceber a importân-
É importante lembrar que todo trabalho re- (na foto: Duda, Rodolfo e Andréia) cem a nenhuma das chapas, um profes- cia da representatividade estudantil peran-
alizado é voluntário e não remunerado. sor do curso e um representante de cada te cada curso e na Universidade em geral.

Calourada com responsabilidade social


Iniciativa pretende enterrar de vez a tradição estúpida do “trote” – felizmente proibida no Campus – e despertar uma nova tradição

André Azevedo cia inviável que, além de não resolver o pro- mentação e prevenção de doenças epidêmi- para associações que com freqüência estão ca-
1º período de Jornalismo blema essencial, desestimulam as comuni- cas, podem ser feitos com eficiência por alu- rentes justamente do básico. O exercício de
dades a criar, elas mesmas, de acordo com nos que terminaram de cursar o 2º grau acom- responsabilidade social, associado às ativida-
As atividades de recepção aos alunos – sua história e seu contexto, soluções per- panhados de veteranos da área de Saúde, por des de calourada, respeita as vocações profis-
calouros e veteranos – são uma grande opor- manentes. exemplo. Estudantes de Direito podem levar sionais, cria a possibilidade de intervenção so-
tunidade para despertar o espírito de cida- Há ainda outro problema. Ao centrar os seus calouros a visitar entidades que necessi- cial, estimula desde os primeiros momentos o
dania e responsabilidade social nos futuros esforços no assistencialismo, a universidade tem de orientações jurídicas básicas; alu- nascimento do profissional-cidadão, in-
profissionais. Algumas iniciativas de corre o risco de deixar de cumprir seu papel nos de Comunicação Social podem sere o aluno no universo de seu
“calouradas solidári- fundamental perante editar, revisar e produzir um in- curso, além de contribuir com
as” foram realizadas “De acordo com suas habilidades, a sociedade, que é es- formativo feito por veteranos soluções de longo prazo
nos últimos anos tudar os problemas, e calouros sobre problemas para problemas fundamen-
dentro das atribuições do curso,
como alternativa aos desenvolver pesqui- e soluções de uma associa- tais da comunidade. Mui-
trotes tradicionais –
calouros e veteranos podem sas, produzir conheci- ção de bairro; estudantes de tos cursos já realizam pro-
lamentavelmente as- agir juntos para orientar mento e oferecer so- Pedagogia podem, acompa- jetos sociais de relevância
sociado a abusos e entidades carentes” luções que garantam nhados dos novos colegas, no decorrer do ano. O que
hostilidades. Entre- a conquista e a conti- sugerir atividades em cre- o Atitude Cidadã sugere é
tanto, o caráter eminentemente assisten- nuidade do exercício da cidadania. ches e escolas; os exemplos envolver o calouro nessas
cialista dessas ações (doação de roupas, ali- Neste sentido, um novo conceito de “tro- seria infindáveis. atividades desde seus primei-
mentos, etc) ainda não foi capaz de mobili- te” pode ser gradualmente implantado pelos Diretores de curso, professores ros momentos na Universidade.
zar e integrar os estudantes, pois não há cursos: a Atitude Cidadã. De acordo com suas e estudantes podem iniciar esse projeto ain- Esse envolvimento é uma iniciativa im-
vinculação direta entre as habilidades dos habilidades, dentro de suas atribuições, calou- da nesta calourada, sugerindo aos DAs dos portante para enterrar de uma vez por todas a
cursos e as atividades propostas. Além dis- ros e veteranos podem agir juntos para orien- cursos que tomem a iniciativa na visita des- tradição estúpida do “trote” – felizmente proi-
so, o assistencialismo puro e simples deve tar creches, asilos, escolas e entidades caren- sas entidades, para então estudar suas neces- bida dentro do Campus – e plantar as semen-
ser visto com ressalvas, pois essas ações, tes em procedimentos básicos que necessari- sidades e, junto aos calouros voluntários, rea- tes de uma nova tradição de calourada que
ainda que bem-intencionadas, devem ser amente farão parte do universo de suas pro- lizar o “trote”. Esse tipo de ação social, ainda incentive a participação social, a solidarieda-
emergenciais e de curto prazo; caso contrá- fissões. Muitas necessidades fundamentais, que restrito a conhecimentos básicos da com- de e a consciência do papel dos futuros pro-
rio, correm o risco de gerar uma dependên- como instruções de higiene, cuidados na ali- petência de cada curso, é muito importante fissionais na comunidade.
14 a 24 de fevereiro de 2002 11