Você está na página 1de 2

A DEFESA DA FÉ CRISTÃ

TEXTO: Fp 1:27-2:2,3
DATA: 25/10/2008
LOCAL: IGREJA BATISTA DA GRAÇA / Conj. Industrial

INTRODUÇÃO

A igreja em Filipos - Foi fundada por Paulo em sua segunda viagem missionária, esta foi
a primeira igreja a se estabelecida por ele na Europa (At 16). Filipos era uma cidade pequena,
fundada pelo Rei Filipe da Macedônia, pai de Alexandre, o Grande.
Local da Escrita – Paulo estava preso em Roma quando a carta foi escrita (1:13)
Conteúdo da Carta – Uma das mais importantes passagens doutrinárias do Novo
Testamento é Filipenses 2:5-8; nela Paulo apresenta a doutrina da kenosis – a auto-humilhação de
Cristo.
Este mês, o mês de outubro é um mês especial, para a história da Igreja Cristã. Quem
sabe por quê? Quem sabe o que aconteceu no mês de outubro? O que aconteceu? Foi no dia 31 de
outubro de 1517 na cidade de Wittenberg na Alemanha, um monge católico chamado Martinho
Lutero ousadamente se aproximou da porta da catedral de Wittenberg e fixou na porta da igreja
suas 95 teses que versavam especialmente contra o comércio de indulgências que vendia o
perdão de Deus para as pessoas a dinheiro. Você podia comprar o seu perdão se você quisesse. A
indulgência era um papel, um documento, e naquele documento estava a garantia do seu perdão.
Você comprava e tava garantido. Lutero ao compreender o Evangelho da graça do Senhor Jesus
Cristo, procurou de todas as formas defender a fé que acabara de abraçar.

I. VIVENDO DE MODO DIGNO A FÉ EVANGÉLICA – Vs. 27a

A. Viver acima de tudo – Tem que ser pesado, o reino de Deus merece prioridade.
Qualquer coisa é menos importante que o reino de Deus.
B. Vivei por modo digno – Em outras palavras, “que a vossa maneira de viver seja digna”.
É empregado aqui o termo grego “politeuomai”, que tem o significado de “ser cidadão”, “exercer a
cidadania” de modo digno.
Em Fp 3:20 diz: A nossa pátria está nos céus, donde também aguardamos um Salvador, o
Senhor Jesus Cristo.
A palavra pátria – É tradução do vocábulo grego “politeuma”, que significa comunidade, estado.
Alguns estudiosos vêem nesta palavra uma alusão à conduta dos crentes, como cidadãos que são
da pátria celestial.
Somos um povo pertencente a um outro mundo, e não um povo mundano, como aqueles que
fazem de si mesmos o seu deus (Ver Fp 3:19)

II. LUTANDO JUNTOS PELA FÉ EVANGÉLICA

Irmãos é hora de entendermos que estamos em guerra; estamos em combate. O inimigo é


real, não é virtual, ele existe. Não podemos baixar a guarda.
Precisamos defender a bandeira do evangelho do Senhor Jesus Cristo.
A. Contra quem estamos lutando?
Contra os adversários do evangelho – Vs. 27b / Ef 6:10-18
►Que são muitos, mas em nada devemos nos intimidar
►O evangelho é para eles prova evidente de perdição – Fp 1:28b
►O evangelho é para nós prova evidente de salvação – Fp 1:28c
Quais as armas que nós cristãos devemos combater o mal? Ef 6:11-17

B. Com quais armas devemos lutar?


►Com armas de defesa
01. Armadura – Ef 6:11,13
02. Escudo da fé – Ef 6:16
03. Capacete da salvação – Ef 6:17
►Com armas de ataque
01. Espada do Espírito – A Palavra de Deus – Mt 4
02. Com orações e súplicas – Ef 6:18
03. Com a nossa união em torno de Cristo
Estando firmes em um só espírito
Estando firmes como uma só alma / ver Fp 2:2,3
Pensando a mesma coisa
Tendo o mesmo amor
Sendo unidos de alma
Tendo o mesmo sentimento
Fazendo tudo sem partidarismo
Sendo humildes em tudo
Fazendo tudo sem vanglória
Considerando cada um os outros superiores a si mesmo
Não sendo egoísta – Vs. 4
Tendo a atitude de Jesus (servo) – Fp 2:5
►A união faz a força.
►Somos fortes porque somos unidos.

III. PADECENDO JUNTOS PELA FÉ EVANGÉLICA – Vs. 29,30

Algumas pessoas têm sido atraídas por um evangelho fácil, sem compromisso com a
verdade. Onde para ser salvo, basta crer em Cristo, e isso é tudo. Mas não é assim que o
evangelho diz, ou ensina. Vemos aqui “e não somente crerdes nEle” – Vs. 29. Em Lc 9:23 Jesus
deixou bastante claro aos seus seguidores sobre as conseqüências de suas decisões ao segui-Lo.
Padecer por Cristo não é privilégio de muitos, mas de poucos – Mt 7:13,14.
A. Foi concedida por graça
►É um privilégio sofrer pelo evangelho.
2 Tm 3:10-12
B. Combatendo o bom combate
►Ler 2 Tm 4:7 e At 20:24