Você está na página 1de 2

Direito Penal Fiscal

Jos Casalta Nabais


Direito relativo ao conjunto das infraces tributrias: compreende o direito penal fiscal em sentido estrito e o direito contra-ordenacional fiscal.

Evoluo do direito penal fiscal


No direito portugus optou-se pela criminalizao das infraces tributrias e pela previso para essas infraces de pena de priso. Essas sanes esto previstas no RGIT.

Fundamento da criminalizao das infraces tributrias:


Comeou a apelar-se a ideias de que atravs da cobrana de impostos que o Estado realiza os objectivos de justia social a que est adstrito pela sua dimenso democrtica. A eticidade do ilcito tributrio assenta na relevncia tica que se atribui ao sistema fiscal como meio privilegiado de realizao da justia redistributiva, que visa a satisfao das necessidades do Estado e a redistribuio da riqueza: art. 103, n1CRP. Nenhum membro da comunidade pode excluir-se de contribuir para o suporte financeiro da comunidade, incumbindo ao Estado obrigar os membros que a integram a cumprir este dever. Este dever uma posio passiva do contribuinte relativamente ao Estado e, reflexamente, uma posio activa do contribuinte traduzida no direito de exigir do Estado que todos os membros da comunidade sejam destinatrios desse dever em conformidade com a capacidade contributiva e que todos sejam obrigados ao cumprimento do mesmo. Todo o contribuinte tem um dever de contribuir para a comunidade que integra e um direito de exigir que todos os membros da comunidade contribuam para a mesma comunidade.

Bem jurdico protegido nas infraces tributrias:


Visa-se a proteco do patrimnio fiscal do Estado e os valores de verdade e lealdade fiscal. A ilicitude das infraces tributrias centra-se na violao do dever de cidadania de pagar impostos.

Crimes tributrios:
Englobam: 1) 2) 3) 4) Crimes tributrios comuns: arts. 87 a 91 RGIT Crimes aduaneiros Crimes fiscais: arts. 103 a 105 RGIT Crimes contra a segurana social

Para alm das penas principais destes artigos, aplicam-se as penas acessrias dos arts. 16 e 17 RGIT.

Processo penal tributrio:


Competncia dos tribunais judiciais. Disciplinado no CPP e nos arts. 35 a 50 RGIT.

Contra-ordenaes tributrias e seu processo:


H contra-ordenaes aduaneiras e contra-ordenaes fiscais. As contra-ordenaes podem ser simples ou graves (art. 23). Para alm das contra-ordenaes h aplicao de sanes acessrias: art. 28. O processo de contra-ordenao tributria tem duas fases de aplicao de coimas, que se seguem fase de instaurao do processo: a fase de instaurao do processo, que sempre administrativa (arts. 51 a 56), a fase administrativa de aplicao de coimas, que decorre na administrao (arts. 67 a 79) e a fase judicial de aplicao de coimas, que decorre no tribunal judicial (arts. 80 a 86).

Você também pode gostar