Você está na página 1de 15

Inteligência emocional em gerenciamento de projetos

janeiro/2013

Inteligência emocional em gerenciamento de projetos
Télbio de Araújo Santana telbio@yahoo.com.br MBA em Gestão de Projetos em Engenharias e Arquitetura Instituto de Pós Graduação – IPOG

Resumo O gerente de projetos trabalha diretamente com metodologias, processos e áreas de conhecimento visando a obtenção de resultados que contemplem principalmente prazo, custo e escopo. A diferença fundamental é que o gerente de projetos não executa sozinho seu projeto, depende de uma equipe para tal; logo, a forma de conduzir o fator humano, é fundamental para desenvolver um desempenho eficiente. Representado aqui como equipe, trabalhadores, colaboradores, etc. Este tema abordará formas de relacionamentos com as pessoas com o objetivo de obter o melhor resultado delas, bem como o sucesso final do projeto, detalhando o equilíbrio entre a razão e a emoção. Detalhando necessidades comportamentais e reações utilizando fatores da inteligência racional e principalmente da inteligência emocional. O equilíbrio entre o racional e o emocional pode determinar o futuro brilhante ou a estagnação de um profissional. A metodologia de pesquisa será fundamentada em pesquisa bibliográfica procurando abordar pontos falhos onde as interfaces entre gerente de projetos e equipe podem ocorrer, direcionando assim ações eficazes na prevenção ou correção destes problemas envolvendo o capital humano, muito valorizado neste momento, devido ao aquecimento do mercado de trabalho. Palavras-chave: Gerência de Projetos; Artigos; Inteligência Emocional; Fator Humano.

1. Introdução A evolução humana ganhou força, quando em sociedade, na realização de trabalhos em grupo. Para que estes relacionamentos se tornassem mais eficientes, houve a necessidade de comunicação para expressão de idéias e sentimentos. Após milhares de anos ainda não somos compreendidos, na maioria das vezes, o que dificulta o bom desenvolvimento de atividades. A idéia aqui é detalhar, identificar e recomendar a melhor forma de agir utilizando a Inteligência Emocional no Gerenciamento de Projetos esclarecendo situações e tomando atitudes no trato com o ser humano e suas relações. No planejamento, o projeto é bem definido através do uso de ferramentas e metodologias. O relacionamento humano na equipe por sua vez, pode afetar negativamente nos resultados. A forma equivocada ou mal entendida quanto à cobrança de resultados, para desempenho de uma determinada tarefa, seja ela devido às deficiências quanto a entonação da voz, forma de abordagem, problemas pessoais, problemas paralelos, conflitos, etc.; podem comprometer negativamente o desenvolvimento do trabalho na equipe, desmotivando-a e interferindo diretamente no sucesso do projeto, enfraquecendo assim as relações entre os integrantes da equipe; e o gerente de projeto não está imune e deve saber lidar com estas situações. Para detalhar e estudar este tema utilizaremos a metodologia de pesquisa bibliográfica, apesar de

saber argumentar com a equipe de forma clara. serviço ou resultado exclusivo (PMBOK 4ª Edição. risco. 4. visando a obtenção de resultados extraordinários. ou seja. l) Manter atualizada toda a documentação do projeto nos sistemas correspondentes. com menos esforços. m) Reportar formalmente o status do projeto à gerência. de uma forma estruturada ou não. O gerente de projetos deve saber delegar tarefas a integrantes da equipe. com um início e um final definido. no intuito de minimizar e resolver os problemas de forma antecipada ou a partir do momento que estes ocorrem. 5. e) Delegar responsabilidade e autoridade do projeto aos membros de sua equipe. f) Aprovar desvios de projeto de acordo com a política de Autorização e Aprovações. até a conclusão do projeto (PMBOK 4ª Edição. Projeto É um esforço temporário. meio e fim). muitas pessoas já faziam este gerenciamento. c) Controlar o orçamento do projeto. monitoramento e controle. ou seja. i) Assegurar que os membros do time estejam cientes de suas responsabilidades. d) Monitorar tempo. nas fases de iniciação. vem sendo utilizado amplamente nos dias atuais com excelentes resultados. 2008).Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 relativamente antigo. a condução de um projeto (evento com início. definindo uma abordagem mais indicada e inteligente a cada situação. b) Acessar todas as informações do cliente que influenciam o objetivo do projeto. performance e qualidade e garantir que todos os problemas sejam identificados. O Gerente de Projeto Gerenciar projeto não é uma função nova. h) Atuar como ponto central de contato para toda a comunicação formal do projeto. O Fator Humano O fator humano no gerenciamento de projetos é fundamental para um projeto eficaz. custo. g) Assegurar que os requerimentos do cliente sejam satisfeitos. 2008). 2. Inteligência Emocional . empreendido para criar um produto. de uma forma pessoal. 3. É o responsável por: a) Gerenciar as atividades do projeto e do time do projeto durante seu ciclo de vida. objetiva e com empatia para conquistar sua equipe. j) Controlar a desempenho do projeto. reportados e resolvidos. planejamento. execução. k) Elaborar e atualizar o Plano de Projeto com suas devidas aprovações. Baseado em alguns pilares de relacionamento humano o gerente de projetos deve estar preparado para conduzir o projeto.

a idéia de gerenciar um projeto de uma forma diferente é atrativa. Algo que possa nos desenvolver. no qual ele explora a Inteligência Emocional no local de trabalho. Cognição e Personalidade. entendimento e gerenciamento do estado emocional próprio e dos outros para resolver problemas carregados de emoções para regular o comportamento. 5. que resultou em um termo novo Inteligência Emocional. auto-integração. apresentando um guia para implementar a Inteligência Emocional na organização.” 1987 – Em um artigo publicado na Revista Mensa.Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 Enquanto que no cenário didático de gerenciamento de projetos já está bem definido. Segundo Mayer & Salovey (1990). Esta é a primeira publicação que usa o termo. b) c) d) e) f) g) h) 5.2 Existem cinco áreas de domínio que estabelecem a estrutura da inteligência emocional na gestão de projetos. com título “Um estudo da emoção: desenvolvendo inteligência emocional. 1998 – Goleman publica “Trabalhando com Inteligência Emocional”. 2007 – Anthony Mersino publica o livro “Inteligência Emocional para Gerenciamento de Projetos”. 2000 – Cherniss and Adler publicam o livro “Promovendo Inteligência Emocional nas Organizações”. uso. por que então alguns gerentes de projeto têm mais dificuldade que outros para conduzir projetos similares? Para nós. 1990 – Psicólogo Peter Salovey e John Mayer publicam seu artigo ponto de referência “Inteligência Emocional” no jornal Imaginação. confirmam que a competência emocional diferencia o sucesso dos líderes. Inteligência Emocional: Por que isto pode importar mais do que o QI. estrutura da realidade. onde exploram modelos de estudo de mudança de comportamento. especialmente com pessoas. Keith Beasley usa o termo “quociente emocional”. no qual reforçam a idéia que Gerentes de Projetos que dominam a inteligência emocional se destacam dos outros GP’s. 2003 – Cavallo e Brienza publicam o artigo “A Inteligência Emocional e Estudo de Liderança”. 1995 – O conceito de inteligência emocional é popularizado após a publicação do livro de Daniel Goleman. relacionando medos.1 Uma breve história da Inteligência Emocional a) 1985 – Wayne Payne introduz o termo inteligência emocional em sua dissertação no doutorado. Foi então que alguns estudiosos e psicólogos começaram a estudar o comportamento humano e o quanto estes relacionamentos interferiam no resultado de um trabalho. resolução de problemas. Inteligência Emocional (EI) se refere aos processos envolvidos no reconhecimento. contração/expansão e sintonia na entrada/saída/passagem). dor e desejo (teoria. .

sendo assim. estaremos preparados para ajudar ao próximo a entender as suas reações emocionais. antes de ajudar ao próximo. Temos que regular nossas emoções. (ASHER.111) 5. 2007. se estou cansado penso em superação. amedrontado. etc.Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 Figura 1 – Modelo de inteligência emocional Fonte: Mersino. Quando em momento de ira. conseguiremos gerenciar e manipular nossas reações . da forma que os outros o percebem. É importante ser capaz de listar suas características de personalidade. Por exemplo: se estou triste.. Destacamos grupos de emoções mais comuns do ser humano: irado. temos comportamentos e reações completamente diferentes de quando estamos calmos e serenos por exemplo.2 Autogerenciamento É a consciência de sentimentos para nos gerenciar. estabelecendo padrões quanto as nossas reações. triste. Anthony (2009) 5. Um dos indicadores principais de maturidade emocional é a habilidade de avaliar a si mesmo de modo objetivo. alterando assim os resultados. identificando nosso estado de espírito. Portanto. p. nos orientando a fazer as melhores escolhas. penso em algo que me deixe alegre. avaliando a melhor forma de externá-las de acordo com nossos objetivos. etc. visando à obtenção do nosso equilíbrio emocional. Nem todo mundo consegue fazer isso.1 Autoconsciência É a capacidade de reconhecer nossas próprias emoções. temos que nos conhecer a níveis de sentimentos. Nossa reação emocional depende de nosso estado de espírito e surge espontaneamente. A partir daí.2. Para suportar outra pessoa. animado. É inestimável ver a si mesmo com objetividade. podemos nos controlar e administrar nossas emoções. entendê-las no momento presente. carinhoso.2. feliz. inicialmente temos que identificar nosso estado emocional. Desta forma. pontos fortes e fraquezas.

Figura 3 – Processo em três etapas para gerenciar nossas emoções Fonte: Mersino. Figura 2 – Modelo de sentimentos Fonte: Internet. b) Descobrir a causa básica. conforme exemplificado na figura 2. (2009) . traduzido pelo autor do artigo (2012) Nosso autogerenciamento pode ser detalhado em três etapas. que se repete de forma rotativa: a) Identificar o sentimento. c) Agir para esclarecer a situação.Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 para evitarmos interferências indesejáveis no auxílio ao próximo.

mas sim agradáveis ou desagradáveis que exprimem a nossa reação com base na situação que estamos sentindo neste momento. como posso ajudá-lo? Não devemos perder o foco de nossa posição como Gerente de Projetos. Procure observar o indivíduo visando identificar qual é a dificuldade. conseguiremos identificar as emoções das pessoas. exercite a capacidade de compreender de suas dúvidas e emoções. Assim evoluímos. que varia dependendo do nosso estado emocional e personalidade. caracterizando diferentes tipos de liderança. sabemos como estamos e após restabelecer o equilíbrio. A capacidade de lidar com pessoas é que faz toda a diferença para crescimento na carreira. e com a equipe de projeto. o objetivo desta conversa. Se coloque no lugar do outro.2. dentro ou fora da organização. Como base em algumas metodologias. À medida que relacionamentos pessoais acontecem. Liderança denomina-se pelo processo de influenciar as atividades de um grupo organizado com o objetivo de atingir metas através do trabalho de outras pessoas. nossa meta é atingir resultados de acordo com o projeto que estamos conduzindo. para o alcance dos resultados do projeto. O grande desafio é aprender com pessoas que pensam de forma diferente. que pensam como nós. nos fornece um rico vocabulário emocional para aumentar a precisão em descrever sentimentos e mistura de sentimentos. tornando este bem mais complexo do que quando lidamos com pessoas pares. O relacionamento ocorre principalmente com os stakeholders. podendo-as ajudar de uma maneira mais eficaz. qual apoio o trabalhador necessita para que possamos ajudá-lo na medida certa. um funcionário se irrita quando chamado pelo apelido. O entendimento das emoções nos auxilia a reconhecer quais eventos podem funcionar como gatilhos emocionais. estaremos prontos a ajudar o interlocutor.Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 A partir daí. uns mais outros menos. de acordo com nossos objetivos. nos orientando para um melhor comportamento. Ao percebermos que as emoções podem progredir com o tempo e serem transmitidas entre os indivíduos. 5.5 Liderança de Equipe Todos somos líderes. Por exemplo. 5.2. e não servirmos como uma terapia de auto-ajuda. Não existem emoções negativas. Saber ouvir é uma arte. baseado nas situações e reações. Saber que as emoções podem combinar-se formando uma mistura de sentimentos que. executando o projeto e desenvolvendo outras pessoas através de uma comunicação clara objetiva verdadeira e direta.3 Consciência Social O sentido fundamental para auxiliar pessoas em níveis de consciência é a audição. permeando a conflitos. têm resultados diferentes. temos agora que construir relacionamentos com eles. temos que estar preparados para identificar. dependendo do cenário ou situações que cada um vive. a carência. . informando o andamento do projeto.2. e a forma de administrálas e regulá-las demonstram nossa maturidade emocional. Existem várias formas de conseguir resultados de uma equipe.4 Gestão de Relacionamentos Já temos condições de avaliar o nosso entendimento emocional sobre os outros. 5. a fortaleza.

3. conhecendo suas fraquezas e fortalezas. de forma orientativa e rápida. etc. de qual decisão tomar: a) b) c) d) Mostramos a estrada que a pessoa está. 5. Figura 4. adaptado pelo autor do artigo (2012) O Líder precisa identificar o que o indivíduo precisa.1 Suporte Técnico Apoio realizado quando o trabalhador não tem conhecimento de como realizar uma tarefa.3 Tutor Fornecer informações técnicas ao trabalhador. indicando o melhor direcionamento para que percebam onde estão e o que está faltando para se desenvolverem como pessoas e profissionais. logo. o líder inspira a equipe. atividade. comportamento e necessidade da situação. dependendo da abordagem ocorrida. . Nesta combinação o líder avalia a equipe e o indivíduo quanto a seus pontos fortes e fracos. precisa de um direcionamento claro e objetivo. de forma consciente ou inconsciente. Ajudamos a identificar opções. Figura 4 – Liderança Inspiracional Fonte: Internet. a idéia é fornecer a informação não conhecida. compartilhando conhecimento específico. fortalecendo-a no presente para melhorar os resultados futuros. técnica. A idéia é melhorar tecnicamente o trabalhador de forma a fortalecer o seu desenvolvimento técnico e pessoal. visando à correta ação.3.3. Focamos no desenvolvimento da pessoa. Este entendimento é fundamental para obtenção do melhor resultado e apoio ao indivíduo. Auxiliamos a persistir naquela opção escolhida. e deixamos que ela própria escolha a melhor opção. seja de uma determinada tarefa.Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 Destacamos aqui dois tipos: a Liderança Inspiracional onde o líder lidera pelo exemplo e a Liderança Visionária onde o líder atrai. destacamos: 5. 5. retém e desenvolve talentos.2 Coaching Neste apoio.3 Tipos de Apoio Dentre as funções de apoio ao trabalhador que o Gerente de Projetos deve conduzir. basicamente o trabalhador tem dúvida. 5.

5. mantenha um nível audível e agradável. O Gerente de projetos não pode estar presente em todas as tarefas que serão executadas nos projetos.A entonação de voz pode agredir ou intimidar a outra pessoa. o que em momentos de crise. ouça e ouça. Acima de tudo. ou seja. . custo e qualidade) de acordo com critérios acordados anteriormente. 6. não é fácil. Por sua vez. 6.Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 5.MAXWELL (2010 pág. De acordo com Wall (2008).2 Comunicação eficaz A comunicação é o processo de compartilhar uma compreensão em comum. a pessoa precisa ver a informação da mesma maneira que nós.1 Trabalho em equipe Ter a capacidade de solicitar e obter esforços em todos os níveis da organização para obtenção de um objetivo em comum. seja paciente e ouça. Características do Gerente de Projeto O Gerente de Projetos deve ter as seguintes características para bom desempenho de suas funções: 6. para fiscalizá-las. cobre resultados (prazo. Disseminando assim as lições aprendidas. sendo que esta é tomada em conjunto. o critério número um para uma promoção. e tenha condições de executá-la. se fazer compreender em todos os níveis da empresa é essencial. De acordo com um artigo da Harvard Business Review.3.4 Fórum Técnico Através de discussões técnicas entre os participantes.5 Consultoria O trabalhador executa uma atividade ou tarefa que lhe foi conferida pelo Gerente de projetos de acordo com os procedimentos e direcionamentos da companhia. aguarde seu interlocutor expor suas idéias. não somente pelo comportamento verbal. é necessário se mostrar uma pessoa receptiva. 5. devemos aproveitar a experiência e inteligência coletiva para trabalhar na tarefa de forma mais inteligente. Comportamento verbal . normalmente por questões de qualidade. relaxada e aberta. mas também o físico. seja com executivos ou com trabalhadores de nível básico de educação. de forma simples e objetiva. é a habilidade de se comunicar de forma eficaz. com acertos e conseqüências compartilhadas. garantia ou segurança. O Gerente de projetos deve estabelecer uma relação amistosa com a outra pessoa.3. o Gerente de projetos deve estimular a consultoria. Use o português de acordo com seu público alvo. de forma a decidir a melhor decisão a ser tomada.3. para estabelecer uma relação de confiança.6 Delegação O Gerente de projetos deve direcionar as atividades onde o responsável da execução da tarefa seja membro da equipe. 78).

pág. Converse sobre um assunto de interesse comum para facilitar a aproximação. Após estabelecer uma relação relaxada na comunicação com a outra pessoa é possível compartilhar informações. Lembre-se que a audição é o principal sentido a ser utilizado. distribua as informações de acordo com o público alvo. 6. Uma vez estabelecido o cenário. mesmo que não tenha ligação direta com os assuntos profissionais. o Gerente de projeto deve ter habilidades emocionais necessárias para comandar e orientar os times de projetos com eficácia. pág. Implica em maturidade emocional. caspa. b) A coerência entre a fala e os gestos. A avaliação correta dependerá dos gestos que virão depois. Logo para uma correta avaliação devem ser observados. esquecimento. como cita PEASE (2005. somados a gestos e atitudes nos traduzem uma mensagem denominada Linguagem Corporal.Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 Comportamento físico . Quando temos empatia. Os stakeholders não estão preocupados com termos técnicos e sim com os resultados. Seja paciente.25): a) Os gestos em grupo do indivíduo. Ouvir requer uma série de características para se conectar com seu interlocutor. dependendo de seu público alvo. seja autêntico. facilitando assim a compreensão de suas dúvidas e emoções. estamos prontos a iniciar o diálogo. Podendo ser desenvolvida a tal nível que consigamos identificar contradições entre o discurso e a mensagem do corpo.5 Rapport . a mensagem pode ser a mesma. temos a capacidade de nos colocar no lugar do outro.4 Liderança Inspire-os. De acordo com PEASE (2005. podemos identificar comportamentos agressivos ou inseguros para a outra pessoa. Segundo PEASE (2005. mãos no bolso. O gerente de projetos não deve ser ansioso e tentar responder as perguntas antes mesmo que ela seja concluída. seguido da observação. pág. Portanto o gerente de projetos deve ficar atento na linguagem corporal do indivíduo ou da equipe. requer um exercício de controle emocional. mentira.164). incerteza. piolho.3 Empatia Ter empatia com o próximo também nos ajuda a entrar em sintonia com o trabalhador. 6. coçar a cabeça pode significar várias coisas: suor. cuidado com interpretações falsas! Por exemplo.26). caso você tenha esta característica. c) O ambiente no qual o indivíduo está inserido. aguçando assim nossa percepção. Assim como frases são compostas de palavras para exprimir um significado. Segundo Mersino (2009. mãos fechadas. por exemplo: braços cruzados. É possível perceber algumas características corporais que refletem nosso estado emocional. Evitando assim que problemas cresçam e se tornem difíceis de administrar. mas a forma de apresentá-la não deve ser. A base da empatia é a preocupação legítima com as outras pessoas. grupos gestuais também revelam atitudes e sentimentos das pessoas. reconhecendo-as como padrão. 6. lembre-se: até agora estávamos somente ouvindo e observando. 73).Através de sua linguagem corporal. O gerente de projetos lida com a equipe de trabalho técnica e os stakeholders. pág.

que é a capacidade de desenvolvermos pensamentos lógicos. mágoa. pág. . ninguém perde ao ceder. pois desta forma sentimentos como irritação. O primeiro passo para gerenciá-lo é admitir o conflito. Desta forma criamos uma relação de confiança e harmonia na qual facilita a condição de aceitar nossas sugestões naturalmente. seja dizendo não. suavizando ou conciliando uma situação.7 Técnicas de Negociação Permite-nos avaliar situações de forma implícita ou explícita. Equilibrando o Racional e o Emocional Em geral temos duas formas de inteligência. produtos em atraso. autocontrole e gestão de relacionamentos. O Gerente de projetos deve inclusive estar preparado com um plano de contingência. caso esta hipótese ocorra. Aprender a conectar-se com os indivíduos é mais importante que conectar-se com grupos. por mais que na maioria das vezes este seja o resultado. evitando. sabendo como se comportar e agir. coagindo. Logo. No final da conversa ofereça ajuda. Como recomenda Goleman (Internet. De acordo com Maxwell (2010. O GP deve ter o conhecimento da situação. Nestas situações a melhor saída seria o debate e soluções que promovem a relação ganha-ganha. e menos sobre você. o conflito parece inevitável em projetos. quando no gerenciamento de conflitos. divergências. produtos de má qualidade. pág1). 6. perceberá grandes resultados.6 Gerenciamento de conflitos Segundo Mersino (2009. a pessoa percebe que o compreendemos e estamos dispostos a entender sua situação.Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 Estabeleça um ponto em comum. Este pode ser facilmente identificado através de sinais como: a falta de comunicação. compreendidos e resolvidos a nível corporativo.158). 6. Exerça a audição e pratique a Inteligência Emocional nesta situação. fugindo. de forma construtiva. em benefício dele próprio e do projeto. para que consiga tomar a decisão mais acertada. o intelecto. depois. sem envolvimento emocional direto. às vezes requer como estratégia se calar. Liderança é quando conseguimos influenciá-lo. etc. sendo aplicados principalmente quando lidamos com pessoas difíceis. é hora de entrar em ação o famoso plano B. pág. que nos facilite a tomada de decisão para obtenção da melhor solução. confrontando ou colaborando. 7. Fale mais sobre as outras pessoas. Ter autocontrole. Na compreensão. conflitos potenciais. o gerenciamento de conflitos e as técnicas de negociação caminham juntos. a racional e a emocional. O conflito é uma condição onde o Gerente de projetos tem a oportunidade de explicitar o uso da Inteligência Emocional através da empatia. cedendo a uma pressão. não se envolva tanto nos detalhes que não interferem com este objetivo. problemas profissionais são melhores administrados. ressentimento ou medo podem destruir esta relação e pode interferir gravemente na relação profissional. lembre-se o objetivo principal é o sucesso do projeto. siga sua linha de raciocínio.56) conectar-se nunca é sobre mim. é sobre os outros. pois nem sempre as coisas sairão como você gostaria que fosse. O processo tem basicamente duas etapas: Compreensão e Liderança. prazos perdidos. A racional define a inteligência humana. cerca de 80 a 90% de todas as conexões ocorrem nesta esfera. Não permita que o conflito atinja o lado pessoal. buscando sempre alcançar o sucesso no resultado do projeto.

Por que então. ele não virou gerente? Como pode este profissional ser tão bom e continuar a anos na mesma colocação? Quando estudamos de forma mais aprofundada esta situação. coaching e treinamento. as utilizando no seu máximo de criatividade e produtividade. sejam . não sabe tratar as pessoas em sua volta. nos é prejudicial. A Inteligência Emocional é a capacidade de reconhecer e regular emoções em nós mesmos e nos outros. modificando assim os comportamentos. percebemos que racionalmente o sujeito é fora de série. o crescimento emocional é requisito básico para a felicidade no âmbito pessoal e profissional. e não por impulso reativo. a vontade passa a ser soberana à razão. Nas dificuldades por questão de defesa. abstrair. às vezes. regulando esta energia de forma que consigamos expressar um comportamento que seja de acordo com nossos objetivos. De acordo com Goleman. Quando as duas inteligências se interagem. terapia. passamos a controlar as emoções. visando atingir metas com resultados extraordinários (figura 4). saber acadêmico acumulado. até que os efeitos desejáveis se tornem reações automáticas. querendo dizer não. conseguimos controlar nossas emoções. Ao atingir maturidade da Inteligência Emocional. Figura 4 – Modelo de entradas e saídas avaliando razão e emoção Fonte: Autor do artigo (2012) Com inteligência emocional. temos a sensação de evolução. administrando a energia que vem junto com esta emoção. na maioria das vezes. é mais fácil culpar os outros e tornarmos vítimas situacionais. inicialmente de forma calculada. controlando os efeitos. Muito provavelmente conhecemos indivíduos que sabem muito tecnicamente. na sua área. etc. nos tornamos pessoas não confiáveis. Logo. mas emocionalmente é descontrolado. melhor que cinco anos atrás. A boa notícia é que a IE pode ser adquirida e aprimorada através de leitura. O Gerente de Projetos deve buscar então o equilíbrio entre ambas. eliminado os efeitos indesejáveis. o qual. hoje melhor que ontem. etc. somos caracterizados como um indivíduo fraco. Quando somos imaturos emocionalmente temos intolerância a frustrações e contrariedades. O desafio é identificar as fraquezas emocionais. facilidade em aprender línguas. mais até que o seu próprio gerente. aumentamos então nossa capacidade intelectual e comportamental. ao dizermos sim.Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 analíticos e matemáticos.

facilitando assim o relacionamento com os colegas de trabalho. as pessoas te observam com mais atenção do que você sequer pode imaginar. Este comportamento é facilmente explicado se analisarmos a pirâmide de hierarquia das necessidades. Goleman destaca componentes básicos e orientações comportamentais ao indivíduo. não se prepara para o próximo nível de carreira. Figura 5 – Modelo hierarquia de necessidades Fonte: Maslow (1954) Segundo Maslow. quando você é gerente. Normalmente as carências comportamentais ocorrem a partir do 3º nível da pirâmide (Social) e requerem controle das emoções e sentimentos. A inteligência emocional é pré-requisito para o desenvolvimento de sua carreira. . devem desenvolver suas deficiências. para elas carreira é tão somente o trabalho ao longo do tempo. perseguidos e frustrados profissionalmente. ao utilizá-la nos tornamos uma pessoa mais equilibrada no trato das emoções e sentimentos. indivíduos que não conseguem alcançar progressão na carreira. O fato é: Sempre tem alguém nos observando! De acordo com Wall (2008). apresentada na figura 5. vide tabela 1. não se preocupa em preparar seu substituto. não observaram como é o organograma de sua empresa. o ser humano terá a necessidade do próximo nível. Logo.Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 colegas de trabalho ou superiores hierárquicos. Sentem-se injustiçados. quando uma necessidade for satisfeita.

Voltadas para a solução do problema. fazendo com que o interlocutor se lembre de situações que lhe dão prazer. Mudar o estado emocional é possível? Sim. utilizando o bom senso e o timing da conversa. Conclusão . Nunca esqueça as palavras mágicas: Por favor. Buscando soluções no futuro e não explicações do passado. Contêm hipóteses sólidas e proveitosas para ele. com certeza isto já nos ocorreu. 9. Perguntas eficazes o levarão a ação. precisamos resgatar a direção da conversa conforme com nosso objetivo. Nosso colega está em um estado emocional tranquilo e dependendo do que falamos ou fazemos o frustramos de tal forma que o levamos a ira com alta carga emocional agindo de forma indisciplinada. Quando percebemos que a conversa está indo para uma direção não desejada. Cuidado! Deve ser resgatado de forma sutil. e Obrigado. tendo em mente sempre o resultado final que é o sucesso do projeto. involuntária ou de brincadeira. acalmando-o ou situando o indivíduo do ambiente corporativo. mas podemos utilizar desta mesma técnica quando queremos mudar o estado emocional intencionalmente de uma pessoa para uma condição mais estável e serena. agravando ainda mais a situação. pessoas que ele ama. de acordo com nosso objetivo. Desta forma você restabelece rapport.Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 Tabela 1 – Componentes básicos e orientações Fonte: Entrevista com Daniel Goleman (Internet) 8. A idéia é trazer a pessoa de volta a seu equilíbrio emocional. boas experiências. Normalmente fazemos isto de forma impensada. pois no meio de uma discussão. você perguntar: como vai sua mãe? Pode não soar bem.

Who gets promoted. O Gerente de projetos.abrae. New York: Harper. melhorando sua motivação. Motivation and Personality. Abraham Harold. Rio de Janeiro: Vida Melhor Editora. os relacionamentos profissionais.br/entrevistas/entr_gol. 2009. who doesn’t and why. Finalmente. MASLOW. aumentar sua rede de relacionamentos que o ajudarão a expandir sua influência por toda a organização. Portanto. Todos se comunicam. LAGES. com maturidade emocional desenvolvida consegue visualizar de forma consciente quais são os impactos que as suas emoções têm sobre si próprio e nos outros indivíduos. pois a evolução das pessoas ocorre de forma objetiva e harmoniosa. conseguindo administrálas e regulá-las de forma inteligente. Atitude! 2 – O que você está esperando? São Paulo: Fundamento. e consequentemente. todos ganham. Rio de Janeiro: Editora Objetiva. 2009. impulsionar o profissional para um sucesso extraordinário. Daniel. A vantagem de termos gerentes de projetos utilizando a inteligência emocional é o aumento da capacidade de desenvolvimento da equipe.htm HERALD. Coaching com PNL. poucos se conectam. Andrea. Justin. 1954. criando um ambiente adequado para o alcance dos objetivos do projeto. Quando utilizamos inteligência emocional. encorajamos a continuar se desenvolvendo. MAXWELL. Virgínia: Hampton Roads. nos relacionamentos e finalmente na sua própria carreira. O’CONNOR. nos ajudando a orientar nosso comportamento e raciocínio para atingir os melhores resultados. levando em consideração o discurso com a linguagem corporal. Vicente.com. Em resumo. 2007. Nova Lima: INDG. Disponível em: <http://www. Identificando as fraquezas. GOLEMAN. O Verdadeiro Poder. Fraldas Corporativas. Rio de Janeiro: QualityMark. Alfredo José. 2008. Donald. . 2010. atingir os objetivos do projeto com menor esforço. FALCONI. John C. São Paulo: Saraiva. agimos com diplomacia principalmente ao lidar com gerenciamento de conflitos e trabalho em equipe. a inteligência emocional para o gerente de projetos tem a função de fortalecer sua liderança. 2010. ASSUMPÇÃO.Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 A inteligência emocional pode ser desenvolvida à medida que a estudamos e a praticamos. Joseph. podendo se transformar até em pessoais. propondo treinamento para desenvolvimento do indivíduo. Lembre-se: Sempre tem alguém nos observando! Referências ASHER. Entrevista com Daniel Goleman. inteligência emocional é o uso intencional de nossas emoções de forma que trabalhem em nosso benefício.

com/psicologia/quociente-deinteligencia-qi/ WALL. 2007. Gestão Eficaz de Projetos. Trevor L. São Paulo: M.Inteligência emocional em gerenciamento de projetos janeiro/2013 MAYER & SALOVEY. 1990. Books. New York: Baywood Publishing Co. YOUNG. Ana Lúcia. 2005. MERSINO. 2009. . Working relationships: using emotional inteligence to enhance your effectiveness with others. Quociente de Inteligência (QI). 2007. InfoEscola Navegando e Aprendendo. São Paulo: CLIO. Inteligência Emocional para Gerenciamento de Projetos. Rio de Janeiro: Sextante. Allan e Barbara Desvendando os segredos da linguagem corporal. Emotional Intelligence. Bob.infoescola. 2008. John & Peter. California: Davies-Black. SANTANA. Anthony C. PEASE. Disponível em: <http://www.