Você está na página 1de 10

ORIGEM DO FUTSAL

Futebol de salão (também referido pelo acrônimo (é uma palavra formada pelas letras ou sílabas iniciais de palavras sucessivas de uma locução, ou pela maioria destas partes.) futsal) é o futebol adaptado para prática em uma quadra esportiva por times de cinco jogadores, apenas. As equipes, tal como no futebol, têm como objetivo colocar a bola na meta adversária, definida por dois postes verticais limitados pela altura por uma trave horizontal. Quando tal objetivo é alcançado, dizse que um gol foi marcado, e um ponto é adicionado à equipe que o atingiu. O goleiro, último jogador responsável por evitar o gol, é o único autorizado a segurar a bola com as mãos. A partida é ganha pela equipe que marcar o maior número de gols em 40 minutos divididos em dois tempos. Devido às proporções da área de jogo, o menor número de jogadores e a facilidade em que se pode jogar uma partida, o futsal já é considerado por muitos como o esporte mais praticado do Brasil, superando o futebol que ainda assim é o mais popular. A rigor, existem duas modalidades do esporte, sendo uma delas a mais antiga, estabelecida quando a Federação Internacional de Futebol de Salão ou futsal de quadra (FIFUSA) regulamentava a prática do esporte e por isso conhecida como futebol de salão-FIFUSA e a outra, estabelecida sob a regulamentação da FIFA, conhecida como futsal (embora esse termo atualmente denomine indistintamente a prática do esporte nas duas versões). As diferenças limitam-se a algumas poucas regras, mas que acabam influenciando sensivelmente a dinâmica e a plástica do jogo.

História
São duas as versões para a origem do futebol de salão, ambas envolvendo a Associação Cristã de Moços. A primeira, não é oficial até então o esporte começou a ser praticado por volta de 1899, por jovens frequentadores da Associação Cristã de Moços (ACM) de São Paulo que, para compensar a falta de campos de futebol, improvisavam "peladas" (futebol de fins de semana) nas quadras de futvolei e volei, aproveitando as redes usadas na prática desse último esporte. Na segunda versão, o futebol de salão teria sido inventado em 1900, pelo professor Juan Carlos Ceriani Gravier, da ACM de Montevidéu (Uruguai), dando-lhe o nome de Indoor Football.

1

como fixando o limite de cinco jogadores e as marcações da quadra. transferiu Asdrúbal Monteiro para o cargo de diretor de Educação Física. Devido a sua praticidade. praticava-se futebol de salão com times de cinco a sete jogadores. com isso o esporte foi intensamente praticado nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. e aplicaram as novas regras. e as peculiaridades do jogo não foram estabelecidos de início. por Sylvio Pacheco. do hóquei sobre a grama. tanto no reduzido número de jogadores necessários em uma partida. Em 28 de Julho de 1954 foi fundada a primeira federação do esporte no Brasil. ainda a iniciar. Antes das regras serem estabelecidas. o esporte rapidamente adquiriu crescente popularidade. Durante dois anos. do basquete e do pólo aquático. atingindo outras localidades.Professor Juan Carlos Ceriani Gravier Jovens frequentadores da Associação Cristã de Moços (ACM) de São Paulo Alterando ao curto prazo. Por possuir características do regulamento. quanto no espaço menor que exigia. passado João Lotufo para secretário-geral da ACM São Paulo De Souza. atual Federação de Futebol de Salão do Estado do Rio de Janeiro. causavam muitos acidentes pela potência dos chutes. observaram. voltaram ao Brasil e introduziram o "Indoor Foot Ball". a Federação Metropolitana de futebol de salão. chegando no "protótipo" do esporte que encontramos hoje. estudaram. chegando ao resultado satisfatório que justificou na publicação da regra do futebol de salão em 1950. O número de jogadores. Em 1957 surgiu a primeira iniciativa de se uniformizar as regras do esporte. com a proposta de que os dois resolvessem os problemas negativos da prática desse esporte. então presidente da Confederação Brasileira de Desportes (CBD). após se graduarem na mesma instituição de Ceriani. Lotufo e Monteiro. através da criação do Conselho Técnico de Assessores de Futebol de Salão. Em 1935. Já no ano de 1948. tendo Ammy de Moraes como seu primeiro presidente. A Federação Mineira de 2 . A bola foi sendo deixada mais pesada numa tentativa de reduzir sua capacidade de saltar e consequentemente suas frequentes saídas de quadra. gerando novos torneios e conquistando adeptos em todas as capitais do país. elaborando assim. o pequeno tamanho da quadra e o peso da bola. que passou a ser chamado futebol de salão. como secretários diretores de Educação Física da ACM / YMCA. os professores João Lotufo e Asdrubal Monteiro. um novo regulamento com elementos do futebol. A "bola pesada" acabou por se tornar uma das mais interessantes características originais do futebol de salão.

em sua forma mais difundida hoje é administrado no Brasil pela Confederação Brasileira de Futebol de Salão. até meados da década de 80 o futebol de salão era administrado por uma entidade independente da FIFA. já que a Confederação Brasileira de Futebol de Salão se filiou à FIFA. especialmente quando se leva em conta que as diferenças. chamada Federação Internacional de Futebol de Salão ou simplesmente FIFUSA. acabam sendo ainda mais embaralhadas pelo emaranhado processo histórico que envolveu o cisma no esporte e pela prática comum nos círculos do esporte. cuja sede situa-se no Paraguai. por sua vez. À FIFUSA coube manter o esporte com o 3 . Posteriormente houve um acordo para a fusão das duas entidades. organizando os campeonatos mundiais da modalidade. Paranaense. reduzindo o jogo aéreo. o futebol de salão. O próprio termo futsal foi originalmente cunhado pela FIFUSA em reação à proibição da FIFA de se usar o nome futebol por entidades que não ela própria. futebol de salão e futsal são tecnicamente o mesmo esporte. a FIFUSA congregou pequenas federações e criou novas como a Confederação Nacional de Futebol de Salão.Futebol de Salão seria fundada nesse mesmo ano. como dos demais jogadores. seguida da Federação Paulista. Gaúcha e Baiana. em Portugal pela Federação Portuguesa de Futebol e mundialmente pela FIFA. em 1956. a dinâmica do jogo em uma e outra modalidade tornou-se sensivelmente diferenciada. restritos à sua área. a Sergipana em 1959. e das Federações Cearense. em 1957. buscando sempre preservar as regras originais. O futsal. O futebol de salão-FIFUSA. devido ao peso da bola. em 1955. tem como federação nacional a Confederação Nacional de Futebol de Salão e é organizado mundialmente pela Associação Mundial de Futsal (AMF). mas por motivos políticos o acordo não vingou e enquanto a FIFA passou a congregar as principais federações nacionais. permitir que o goleiro atue como um jogador de linha quando ele está fora da sua área. com o passar do tempo. nem sempre tão evidentes a primeira vista. com um jogo mais no chão. como por exemplo. Futsal e futebol de salão A respeito das divergências históricas. O fato de pertencerem a entidades diferentes. a Catarinense e a Norte Rio Grandense. a criação de algumas regras diferenciadas criou peculiaridades em cada uma das modalidades: o futsal. acabou sendo adotado pela própria FIFA. No entanto. Embora mantenham em comum sua essência. tornando-se assim associado à forma que o esporte adquiriu sob a autoridade desta entidade. com uma bola mais leve e com a valorização do uso dos pés adquiriu maior semelhança com o futebol de campo e ganhou maior dinâmica com novas regras que o tornaram mais ágil. demarcar modalidades diferenciadas. por certo deverá. com laterais e escanteios cobrados com as mãos para maior controle e limitações à movimentação tanto do goleiro. com sede no Brasil. manteve mais as características de um esporte indoor. No aspecto dos agrupamentos políticos em torno do esporte. Dessa forma. Nas décadas seguintes seriam gradualmente estabelecidas federações em todos os estados da União. com isso a FIFA alterou o nome para futsal e criou as novas regras para o esporte.

A quadra Deve ter 30 metros de comprimento com tolerância de seis metros para mais ou para menos. A Confederação Brasileira realiza anualmente as disputas da Liga Brasileira de Futsal. que tem variações em suas regras. As substituições só ocorrem com a saída da bola e a paralisação da partida. O tiro de castigo (ou pênalti) é cobrado de um ponto a uma distância de nove metros do gol. sendo feita esta substituição em frente ao cronometrista anotador. além de todo um arsenal de regulamentações. A Área de Meta é demarcada por uma linha a 6 metros da linha do gol de cada meta. dependendo das categorias. as medidas de peso e circunferência são ligeiramente reduzidas. salvo pequenas alterações. Substituições No transcorrer da partida cada equipe poderá efetuar substituições sem limites. A bola A bola do futsal deverá ter entre 58cm e 62cm de circunferência. não podendo saltar mais de 35cm de altura em seu primeiro rebote quando solta a 2 metros do chão. com uma tolerância de dois metros para mais ou para menos. Em partidas internacionais as medidas mínimas devem ser de 36 por 17 metros. Para categorias menores ou feminina. Regras Basicamente são apenas oito regras. contudo essas regras são o suficiente para diferenciar em muito essa modalidade do popular futsal. uma calibração de 9 libras. No segundo rebote não poderá ultrapassar os 6cm de altura. O Rio Grande do Sul é o estado mais bem sucedido com oito títulos e sete vicecampeonatos. Sua largura é de 18 metros.nome anterior e até mesmo com as mesmas regras. Cartões    Amarelo: Advertência Azul: Desclassificação (substituição automática) Vermelho: Expulsão (sem substituição) 4 . 400g a 450g de peso. a bola tem seu genero pra cada tipo de jogador.

Adulto para atletas de 18 a 39 anos. devendo a partida estar paralisada e o árbitro notificado. Fundamentos  Passe: É quando o jogador passa a bola para um companheiro da sua equipe. Goleiro O goleiro atua somente em sua área de meta. Sub-15 para atletas de 14 a 15 anos. Sênior para atletas a partir dos 40 anos. 5 .  Recepção: É a ação de interromper a trajetória da bola vinda de passes ou arremessos. não podendo ultrapassar a mesma. visando dar a ela uma trajetória em direção a um objetivo. Uma exceção ocorre na cobrança de penalidade máxima. sendo opcional a cobrança desde que a falta cometida seja sofrida do lado da quadra do infrator.  Chute: É a ação de chutar a bola. outro jogador ou tirá-la de jogo (existem varias formas de chute).  Drible: É o ato em que o jogador usa a bola para enganar do adversário.  Domínio de bola: Como no futebol usam-se os pés para dominar a bola. estando ela parada ou em movimento. quando não é permitida esta troca de posições. Sub-17 para atletas de 16 a 17 anos. deixando-o para trás. Sub-11 para atletas de 10 a 11 anos. seja este o gol.Pênalti O pênalti é efetuado a partir da 6ª (sexta) falta. a uma distância de 9 (nove) metros do gol do infrator. salvo constatado (pelo árbitro e por um médico) que o goleiro tem uma lesão grave. Tiro de canto e lateral Todas as cobranças de arremesso lateral e escanteio são cobrados sempre com os pés. Categorias Em função da idade o futebol de salão costuma ser dividido nas seguintes categorias:        Sub-9 para atletas de 5 a 9 anos.  Condução: É a ação de progredir com a bola por todos os espaços possíveis de jogo. Este jogador pode ser substituído (como qualquer outro) e também pode trocar de posição com outro jogador (este caso não é considerado como uma substituição). O goleiro também não pode executar tiro livre fora de sua área e nem executar penalidade máxima.  Cabeceio: É a ação de cabecear a bola quando é de defesa muito alta. Sub-13 para atletas de 12 a 13 anos. Os tiros são sem barreira.

enquanto que os perdedores jogam a decisão do terceiro-lugar. entidade que comandou e organizou o esporte durante duas décadas. a partir de 2003. Apesar da extinção da FIFUSA. Foi disputado pela primeira vez em 2005.Conduz o jogo na lateral da quadra/do campo Pivô – Atacante: O Que fica mais proximo do gol adversário. Formato da competição Em 2007. Grand Prix: O Grand Prix de Futsal é uma competição internacional de futsal semelhante ao Campeonato Mundial de Futsal mas com países convidados e é realizado anualmente no Brasil. o futsal apresenta quatro posições principais.versão mais popular da modalidade .defende o gol/golo de todos os ataques do adversário e também pode atacar Fixo . É o primeiro Campeonato "Mundial" reconhecido pela máxima entidade do Futebol. As nações se enfrentam uma vez dentro de seus respectivos grupos. que são:     Goleiro/Guarda-Redes . essa competição passou a ser gerida pela AMF. A partir de 1989. que são as quartas-de-final. Principais competições Competição de seleções Taça do Mundo de Futsal • Grand Prix Taça do mundo de futsal: O Campeonato Mundial de Futsal é uma competição de seleções de futebol de salão disputada desde o começo dos anos 80. As três primeiras edições foram organizadas pela FIFUSA. e os dois melhores times de cada grupo se classificam para a segunda fase. Copa Intercontinental de Futsal: Taça Intercontinental de Futsal é um torneio organizado pela FIFA e que corresponde a um título do Futebol Mundial. Os vencedores das quartas-de-final se classificam para as semifinais. Competição de clubes: Taça Intercontinental • Taça da Uefa de Futsal • Copa Libertadores de Futsal • Liga Espanhola de Futsal • Liga Brasileira de Futsal • Taça Brasil de Futsal. as dezesseis nações participantes foram divididas na primeira fase em quatro grupos de quatro times cada.Posições dos jogadores no futsal Muito parecido com o futebol. a FIFA passou a administrar o futsal .defensor. o seu Mundial de Futebol Salão não deixou de existir e. Os vencedores das semifinais jogam a final. semelhante ao zagueiro Ala (esquerdo e direito) . 6 .e criou seu próprio campeonato mundial.

A primeira edição foi disputada em 1968. A partir de então. que passou a ser conhecido internacionalmente como futsal. mas só é reconhecida pela FIFA a partir de 2004. A edição de 2009 conta com a participação de dezenove equipes de sete estados. UEFA Futsal Cup: A Taça da UEFA de Futsal (UEFA Futsal Cup em inglês) é a competição anual de equipas de futsal europeias. o Campeonato Sul-Americano de Futebol de Salão foi organizado pela Fifusa. Foi criada em 1996 pela Confederação Brasileira de Futebol de Salão com o propósito de profissionalizar o calendário das equipes do país. passaram a conviver as duas modalidades. a FIFA resolveu criar incorporar a modalidade e criou um novo formato. em lugar do Campeonato Europeu de Clubes. a que se une o vencedor da última edição (o país de origem do campeão europeu conta ainda com seu campeão nacional). antigo campeonato europeu que nunca foi reconhecido como oficial. Em meados da década de 1990. A competição teve sua primeira edição em 1996. que é a versão mais divulgada e praticada no planeta. e o campeão foi o Carioca (RJ). foi criada uma versão dessa competição com as regras da FIFA.O campeão de cada edição recebe setenta mil reais e um troféu.História:Participam deste torneio as melhores equipas da principais Competições de Futsal dos cinco continentes. uma sob tutela da FIFUSA. em Lages (SC). quando surgiu a Liga Brasileira de Futsal. é preciso comprar uma franquia ou se associar a uma franquia já existente. já foi conquistado pelos principais clubes do país. 7 . mesmo após realizadas 15 edições. Liga futsal: A Liga Futsal é o campeonato brasileiro da modalidade. com o Palmeiras (SP) ficando com o 2º lugar. Era a única competição nacional da modalidade até 1996. além do direito de representar o Brasil em campeonatos internacionais Taça Brasil de Futsal: A Taça Brasil de Futsal é um campeonato de futsal do Brasil.[1] Para participar do campeonato. No final da década de 1980. que reúne os representantes dos Estados (em sua maioria absoluta os campeões). o Campeonato Sul-Americano de Futsal. Copa Libertadores de Futsal: A Copa Libertadores de Futsal é uma competicão de futsal disputada pelos melhores clubes da América do Sul e é organizado pela Conmebol desde 2002. O campeonato. a FIFUSA foi a única entidade a comandar o futebol de salão no mundo. Foi fundada em 2002. Disputam a Taça da UEFA de Futsal as melhores equipas da Europa. e a outra sob encargo da FIFA. Cada federaçãomembro da UEFA envia o campeão nacional para participar na competição continental. com praticamente as mesmas regras originais do futebol de salão em seus primórdios. De 1970 até 1990. A Taça Brasil é uma das competições mais tradições da Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS). História: Durante mais de duas décadas.

entre os postes.ÁREA DE META Nas quadras. O raio de 25 centímetros partirá do vértice externo do ângulo formado pelas linhas lateral e de meta até o extremo externo da nova linha. no encontro das linhas laterais com as linhas de meta serão demarcados ¼ (um quarto) de círculo com 25 centímetros de raio de onde serão cobrados os arremessos de canto. grade ou parede). medida por uma linha imaginária em ângulo reto com a linha de meta e assinalada por um pequeno círculo de 10 (dez) centímetros de raio. na lateral e no fundo. • As linhas demarcatórias integram e pertencem à quadra de jogo. • Na metade da quadra será traçada uma linha divisória. • As linhas limítrofes de maior comprimento denominam-se linhas laterais e as de menor comprimento linhas de meta.A MARCAÇÃO DA QUADRA Todas as linhas demarcatórias da quadra deverão ser bem visíveis. A superfície dentro deste semicírculo denomina-se área de meta. A parte superior deste semicírculo será uma linha reta de 3. • Nos quatro cantos da quadra. 4 . deverão estar afastadas 2 (dois) metros de qualquer obstáculo (rede de proteção. com 8 (oito) centímetros de largura. paralela a linha de meta. equidistantes às linhas de meta.DIMENSÕES A quadra de jogo será um retângulo com o comprimento de 40 metros e largura de 20 metros. 3 . tela. de uma extremidade a outra das linhas laterais.A QUADRA 1.16 (três metros e dezesseis centímetros). • O centro da quadra será demarcado por um pequeno círculo com 10 (dez) centímetros de raio. em cada extremidade da quadra.PENALIDADE MÁXIMA A distância de 6 (seis) metros do ponto central da meta. 2. serão marcados os respectivos sinais de penalidade máxima. 8 . As linhas demarcatórias fazem parte da área de meta. As linhas demarcatórias da quadra. • Ao redor do pequeno círculo será fixado o círculo central da quadra com um raio de 3 (três) metros. a 6 (seis) metros de distância de cada poste de meta haverá um semicírculo perpendicular à linha de meta que se estenderá ao interior da quadra com um raio de 6 (seis) metros.

iniciando-se a uma distância de 5 (cinco) metros para cada lado partindo da linha divisória do meio da quadra.TIRO LIVRE SEM BARREIRA A distância de 10 (dez) metros do ponto central da meta. As redes serão de corda. O espaço a frente da mesa do anotador e cronometrista com 5 (cinco) metros de cada lado da linha divisória do meio da quadra deverá permanecer livre. plástico. do lado onde se encontra a mesa de anotações e cronometragem. Os postes e travessão deverão ter a mesma largura e espessura. formadas por dois postes verticais separados em 3 (três) metros entre eles (medida interior) e ligados por um travessão horizontal cuja medida livre interior estará a 2 (dois) metros do solo. A distância de 5 (cinco) metros do ponto central da meta em ângulo reto com a linha de meta. nas hipóteses previstas nestas regras. ferro ou material similar e pintados de cor contrastante com o fundo da quadra.ZONA DE SUBSTITUIÇÕES É o espaço determinado na linha lateral. Por entre estas linhas de 80 (oitenta) centímetros os atletas deverão entrar e sair da quadra por ocasião das substituições. deverá ser marcado com uma linha tracejada de 60 (sessenta) centímetros.METAS No meio de cada área e sobre a linha de meta serão colocadas as metas. travessão e ao solo. de onde serão cobrados os tiros livres sem barreira. ficando 40 (quarenta) centímetros no interior da quadra e 40 (quarenta) centímetros para fora da quadra. • A largura e espessura dos postes e do travessão serão de 8 (oito) centímetros e quando roliços terão o diâmetro de 8 (oito) centímetros. Deverão estar convenientemente sustentadas e colocadas de modo a não perturbar ou dificultar a ação do goleiro. As metas não devem possuir ferro ligando o travessão ao suporte de sustentação. paralela a linha de meta. 6.5 . para demarcar a distância mínima em que o goleiro poderá ficar na cobrança dos tiros livres sem barreira. • Os postes e travessão poderão ser confeccionados em madeira. em material resistente e malhas de pequena abertura para não permitir a passagem da bola. 9 . Para cada zona haverá um espaço de 5 (cinco) metros identificados com linhas de 80 (oitenta) centímetros. 7. serão marcados os respectivos sinais. de preferência que não sejam fixados ao solo. medida por uma linha imaginária em ângulo reto com a linha de meta. • Serão colocadas redes por trás das metas e obrigatoriamente presas aos postes.

10 .