Você está na página 1de 10

)

O CASO NINTENDO
Áreas: 14. Outras, de interesse indireto de organizações industriais Pro . !"#D.S$. %eitor &uiz 'urat de 'eire((es )uinte((a Pesquisador Visitante Associado - Universidade Estadual do Rio de Janeiro Professor Associado Inativo e Colaborador - Universidade Federal Fluminense Professor Convidado - Fundação et!lio Var"as #quintel$unis%s&com&br '()* ++,--,,(Rua Piratinin"a. )/ a0to +1(. 2vea. Rio de Janeiro 3 RJ 3 CEP ((4/)-)-1 *o+erto Pau(o da Si(,a Pinto -unior Universidade Federal Fluminense 5 Furnas Centrais El6tricas robert7r$furnas&com&br '()* +)((-(4(( Rua Joaquim 8ei9eira :araiva. /;. Roc#a. :ão onçalo 3 RJ 3 CEP (44()-))1

Resumo: Este artigo é um estudo de caso da companhia de jogos eletrônicos domésticos chamada Nintendo, apresentando como ela se adaptou e aprendeu com o mercado ao longo do tempo. São apresentados a análise da matriz SWOT e as or!as identi icadas por "orter para cada realidade #i#ida pela companhia,é apresentado o comportamento do mercado nos per$odos analisados. Este tra%alho mostra &uanto é necessário se adaptar, aprender com o passado e a e'peri(ncia de outras companhias e reconhecer os erros a tempo de poder se recuperar e manter a lideran!a do mercado, como aconteceu com a Nintendo. São apresentados ao longo do artigo, os concorrentes principais do Nintendo. ) perda do mercado da Nintendo é apresentada no inal do documento. Palavras-chave: *estão do "roduto e de +arcas, +atriz SWOT, ,or!as de "orter

( com a fundação da Atari 0or >olan Bus#nell nos Estados Unidos& Como foi a 0rimeira em0resa a entrar neste se"mento de mercado.arehouses/& A Atari 0assou a bri"ar 7udicialmente com as -so t. 0odem-se destacarH • A em0resa não dava os cr6ditos da autoria de seus 7o"os aos seus 0ro"ramadores. e se beneficiou 0or não ter concorrentes durante quase uma d6cada& Eterni=ando v2rios de seus 7o"os como 0or e9em0lo o Pac-Dan& Euando se iniciou a d6cada de )+F1. a Atari começou a a0resentar sinais de que dei9aria de reinar absoluta no mercado& A em0resa se envolveu em "randes 0roblemas que fi=eram com que mais tarde a Atari 0raticamente fosse e9tinta do mercado& Gentre os 0rinci0ais 0roblemas.arehouses/. os c#amados -so t. c#e"ou ao c!mulo de fa=er a0olo"ia ao estu0ro& Fi"ura )& A Atari rotulou os 0rodutos inde0endentes de 7o"os como inimi"os& Fi"ura (& A Atari enfrenta 0rotestos 0o0ulares& • • • • • Analisando as / forças do mercado definidas 0or Porter. dei9ando de lucrar com a venda de 7o"os e fa=endo com que seus 7o"os diminu@ssem de qualidade. desde o in@cio de suas atividades at6 os dias atuais.( 1. 0ara a Atari em )+F-H Ameaças dos novos entrantesI Poder de bar"an#a dos fornecedoresI Poder de bar"an#a dos com0radoresI Ameaças de substitutosI e Rivalidades entre os concorrentes& Podemos verificar queH A ameaça dos novos entrantes fica forte devido J a0arição de consoles clones de em0resas o0ortunistas e das K:oftLare#ousesMI • . bem como os cen2rios do mercado de 7o"os eletrAnicos ao lon"o do tem0o& < mercado de 7o"os eletrAnicos dom6sticos se iniciou em )+. com res0eito aos seus 7o"os& Um deles./0O: IN1CIO DO 'E*CADO < 0resente trabal#o fa= o estudo de caso da em0resa 7a0onesa >intendo analisando suas estrat6"ias de ne"?cio ao lon"o do tem0o. INT*OD. c#amado 0uster1s 2e#enge. o que manc#ou a re0utação da em0resa frente J o0inião 0!blicaI • A em0resa enfrentou diversos 0rotestos 0o0ulares. 0ois um n!mero menor de 0ro"ramadores 'os da 0r?0ria Atari* constru@a os 7o"os com o aval da em0resaI • < lançamento de v2rios 7o"os er?ticos. a Atari foi res0ons2vel 0or desenvolvC-lo. o que fe= com que v2rios de seus 0ro"ramadores e outros fundassem suas 0r?0rias em0resas fabricantes de 7o"os.

0ois o seu #ardLare custava maisI < 0oder de bar"an#a dos com0radores fica forte com a entrada de concorrentes no mercado. serão a0resentados os itens da matri= :N<8 'Forças. <0ortunidades e Ameaças* 0ara a >intendo em )+F4& Fi"ura 4& Datri= :N<8 a0licada J >intendo em )+F4& . A NINTENDO ENT*A NO 'E*CADO Em )+F4 c#e"a ao mercado americano a em0resa de ori"em 7a0onesa >intendo. que satura o canal de distribuição com uma avalanc#e de t@tulos e a maioria ruimI As ameaças de substitutos era moderada. 0ois o aumento no 0reço do sil@cio dificultava a "uerra de 0reços entre Atari e os 0rodutos clones.- • • • • A força dos fornecedores era moderada. Fraque=as. que viria a ser a 0r?9ima l@der de mercado do setor de 7o"os eletrAnicos dom6sticos& A se"uir. devido a 0o0ulari=ação dos 7o"os de PC na Euro0aI Rivalidade entre os concorrentes era no sentido em que dene"riam a ima"em dos consoles em "eral& Fi"ura -& As / forças de Porter a0licadas J Atari em )+F(& 2.

nos Estados Unidos. sem falar nos consoles inferiores que ainda se encontravam a venda na 60oca& A rivalidade entre os concorrente era fraca. a :e"a c#e"ou a utili=ar o sloganH K*(nesis does . uma ve= que estes sem0re estavam em dis0utas com a Atari& A >intendo 0ossu@a "rande 0reocu0ação com os valores familiares. muitos acreditavam que a KmodaM de video"ames teria acabado& As ameaças de substituto eram os 0o0ulares PCs e 7o"os de PC. ENT*ADA DE NO4OS CONCO**ENTES NO 'E*CADO Em )+FF c#e"a ao mercado a :e"a. como aconteceu anos mais tarde& As forças do mercado e90ostas 0or Porter a0licadas J >intendo em )+F4 são a0resentadas na Fi"ura /& Fi"ura /& As / forças de Porter a0licadas J >intendo em )+F4& A ameaça dos novos entrantes era moderada. 0ois o 0roduto da >intendo era mal visto 0elos consumidores devido a e90eriCncias 0assadas. 0orque #avia um 0roblema em se tentar desenvolver um a0arel#o 0otente que c#amaria mais atenção ao console do que aos 7o"os de com0utador& < 0oder de bar"an#a dos com0radores era forte. 0assou a utili=ar o nome K *enesisM 0or dis0utas de marca re"istrada& Em )++( a :e"a e a >intendo travaram uma "rande dis0uta de marOetin". 0ois a concorrCncia não acreditava que esse mercado 0oderia sur"ir novamente. de ori"em 7a0onesa. o que inibia o a0arecimento de em0resas que acreditassem nesse setor& A força dos fornecedores era moderada.hat *enesisn1tM& .4 A >intendo 0ossu@a como força a associação com as KsoftLare#ousesM. que se tornou um "rande concorrente da >intendo. de ori"em americana. 0ois o Ja0ão ainda não era con#ecido naquela 60oca como mantenedora de em0resas de tecnolo"ia de 0onta e a Atari. 72 estava consolidada no mercado& E de0ois do "rande fracasso da Atari em manter o mercado de video"ames ativos. a0rendendo com os erros dos 7o"os im0r?0rios da Atari& A fraque=a da >intendo era ser uma em0resa nova no mercado. durante muito tem0o as duas em0resas dis0utaram intensamente o mercado& A :e"a. 0ois o mercado estava abalado 0ela quebra da ind!stria. e a >intendo teve que assumir todos os riscos da venda de seus 0rodutos& A "rande o0ortunidade da >intendo foi se a0roveitar do mercado de clientes dece0cionados com os 7o"os da Atari& As ameaças a que a >intendo estava e90osta eram a recu0eração da Atari e a entrada de novos concorrentes. os lo7istas a0resentaram resistCncia ao vender o 0roduto 7a0onCs.hat Nintendon1tMI a >intendo res0ondeu com o SloganH KNintendo is . dei9ando o es0aço livre 0ara a >intendo& 3.

não 0oderiam mais 0rodu=ir 7o"os 0ara ela& A "rande o0ortunidade da >intendo foi se a0roveitar do mercado do seu console 0redecessor que c#e"ou a ter +/R do mercado& As ameaças a que a >intendo estava e90osta eram a 0o0ulari=ação dos 7o"os de com0utadores.& As / forças de Porter a0licadas J >intendo em )++(& A ameaça dos novos entrantes era moderada. que. 0ois o 0reço do #ardLare não 0esava na escol#a do 0roduto& < 0oder de bar"an#a dos com0radores era moderada. 0ois a0esar do envel#ecimento do 0!blicoalvo a >intendo. as KsoftLare#ousesM conse"uiram acom0an#ar a tem0o o estilo dos consumidores& As ameaças de substituto eram os 7o"os de PC.& Fi"ura . o que "erou a a0arição de muitos 7o"os que eram atrativos e o 0r?0rio time de desenvolvimento da >intendo foi res0ons2vel 0ela criação de 0ersona"ens de "rande 0eso. PinO./ Datri= :N<8H Fi"ura . e 0rodutos 0iratas do :>E: . a entrada dos novos concorrentes ':e"a* e o amadurecimento do 0!blico-alvo& As forças do mercado e90ostas 0or Porter a0licadas J >intendo em )++( são mostradas na Fi"ura . GonOe% Qon". etc& A fraque=a da >intendo era ser su0er controladora em relação Js K:oftLare#ousesM. 0ois o console da :e"a era su0erior ao console da >intendo& A força dos fornecedores era fraca. comoH Dario.& Datri= :N<8 a0licada J >intendo em )++(& A >intendo 0ossu@a como força a associação com as K:oftLare#ousesM. caso não se submetessem Kas leisM da >intendo.

0ois a :e"a entrou 0rimeira no mercado de 7o"os Kmais madurosM arrastando uma "rande base de fãs 0ara si& 4.4-bits& A fraque=a da >intendo era que sua m@dia era mais cara. sua "rande o0ortunidade se encontrava em ser a )S em0resa a 0o0ulari=ar 7o"os em .. tin#a som inferior e menos es0aço 0ara 7o"os& As ameaças J >intendo eram o crescente n!mero de "randes concorrentesI as tecnolo"ias mais baratas dos concorrentes e a mi"ração da KsoftLare#ousesM 0ara a concorrCncia& :e"uem as forças do mercado e90ostas 0or Porter a0licadas J >intendo em )++/ 'Fi"ura +*& Fi"ura +& As / forças de Porter a0licadas J >intendo em )++/& . A rivalidade entre os concorrentes era forte. mas o que aconteceu foi 7ustamente o contr2rio 0ois seus concorrentes conse"uiram redu=ir seus "astos consideravelmente. PE*DA DE 'E*CADO PE&A NINTENDO Em )++/ a 0rinci0al m@dia 0assou a ser o CG-R<D. 0or acreditar que o CG era muito mais f2cil de ser co0iado e isso "eraria 0erdas 0ara a em0resa. ao inv6s dos cartuc#os utili=ados anteriormente e at6 então 0ela >intendo& A >intendo não alterou sua m@dia. que 0referiam fabricar seus 7o"os em CG 0ara os concorrentes& <s 7o"os 0assaram a ser de alt@ssima tecnolo"ia e o CG com0ortava uma ca0acidade su0erior 0ara o arma=enamento de dados& A Datri= :N<8 6 mostrada na Fi"ura F& Fi"ura F& Datri= :N<8 a0licada J >intendo em )++/& As forças da >intendo eram o "rande n!mero de fãs e o estabelecimento no mercado. 0orque o CGR<D custava muito menos que o cartuc#o& < que tamb6m fe= com que a >intendo 0erdesse a 0referCncia dos fabricantes de 7o"os.

0ois "randes concorrentes com tecnolo"ias mais baratas 0assam a entrar no mercado& A força dos fornecedores não influencia a 0osição da em0resa& < 0oder de bar"an#a dos com0radores torna-se forte. os 7o"os <n-line e a tem2tica adulta "an#am força nesse mercado& A Datri= :N<8 6 mostrada na Fi"ura )1& Fi"ura )1& Datri= :N<8 a0licada J >intendo em (11)& A força da >intendo se encontrava na mudança do 0!blico-alvo 'infantil* 0ara não concorrer diretamente com a :on%& A fraque=a da >intendo era que sua m@dia continuava mais cara. com a concorrCncia de 7o"os mais atrativos e baratos& A ameaça de substitutos continua a mesma.E**A ON7&INE Em (11) com a :on% estabelecida no mercado e a entrada do TB<T. de forma moderada& A rivalidade dos concorrentes torna-se mais forte com a c#e"ada da :on%& 5. 6. As ameaças de novos entrantes ficam fort@ssimas. c#e"a uma nova fase no mundo dos video"ames. e tin#a menos es0aço 0ara 7o"os& As o0ortunidades se encontravam em franc#ises e 7o"os mais infantis& As ameaças J >intendo eram a 0o0ulari=ação de 7o"os de com0utadores que a"ora se inclu@am entre as 0lataformas e a forte base de fãs de 7o"os <n-line formados 0ela :on% e Dicrosoft& :e"uem as forças do mercado e90ostas 0or Porter a0licadas J >intendo em (11) 'Fi"ura ))*& ..

0erdendo assim al"uns consumidores e "an#ando outros& A ameaça de substitutos continua a mesma.F Fi"ura ))& As / forças de Porter a0licadas J >intendo em (11)& As ameaças de novos entrantes ficam moderadas 0ois o nic#o e90lorado não atrai muito a concorrCncia& A força dos fornecedores não influencia a 0osição da em0resa& < 0oder de bar"an#a dos com0radores torna-se moderada 0ois o 0roduto ficou caracteri=ado como um console infantil. de forma moderada& A rivalidade dos concorrentes torna-se mais forte com a c#e"ada dos 7o"os <n-line& 8.PE*A/0O DA NINTENDO Em (11/ a >intendo revoluciona o mercado atrav6s de uma nova maneira de se 7o"ar& < Nii 6 a "rande 0romessa da >intendo& A Datri= :N<8 0ara esta situação 2 mostrada na Fi"ura )(& Fi"ura )(& Datri= :N<8 a0licada J >intendo em (11/& A força da >intendo se encontrava na sua inovação e no desenvolvimento de serviços <n-line& . *EC.

Porto Ale"re. DI*EITOS A.& UEDANA8.$o@.& >I>8E>G<& ???.& V<U8UBE& ???.atari. PanOa7& A EstratAgia e o CenBrio dos NegC$ios& BooOman. acesso em maio de (11. CONC&. acesso em maio de (11. ainda 6 um fator de risco 0ara a >intendo& A força dos fornecedores não influencia a 0osição da em0resa& < 0oder de bar"an#a dos com0radores torna-se moderada 0ois os erros 0assados influenciam a decisão de com0radores& A ameaça de substitutos continua a mesma.+ A fraque=a da >intendo 6 a resistCncia a mudanças dos consumidores e base de fãs <n-line consolidados 0ela concorrCncia& As o0ortunidades se encontravam nos serviços <n-line que buscam res"atar consumidores 0erdidos 0ela concorrCncia& As ameaças J >intendo são os concorrentes com mel#or #ardLare e com "rande fatia do mercado& :e"uem as forças do mercado e90ostas 0or Porter a0licadas J >intendo em (11/ 'Fi"ura )-*& Fi"ura )-& As / forças de Porter a0licadas J >intendo em (11/& As ameaças de novos entrantes ficam moderadas 0ois a tecnolo"ia e tem2tica dos 7o"os concorrentes. acesso em maio de (11.& :E A.$o@.& E. *E<E*=NCIAS >I>&IO6*Á<ICAS A8ARI& ???. (11.nintendo.S:ES .Doutu+e.. de forma moderada& A rivalidade dos concorrentes torna-se mais forte com o estabelecimento de 7o"os <n-line& 9.$o@. acesso em maio de (11.sega.TO*AIS <s autores são os !nicos 'e inteiramente* res0ons2veis 0elo conte!do deste trabal#o& .$o@. ???.

.orces.ith the ensuing loss o mar4et share %3 Nintendo. to learn rom the past. she has learned and adapted hersel to the mar4et as time . much it is necessar3 to adapt. Nintendo 0ase demonstrates ho. )long the paper the main competitors the arena are presented together . rom the o other companies5 e'perience and to identi 3 errors in time to maintain a leadership edge. The SWOT matri' and "orter5s competiti#e orces are anal3zed or each stage o the compan35s li e. SWOT +atri'. "orter5s 0ompetiti#e .ent %3.ell as the mar4et %eha#ior in the same periods o time.)1 T%E NINTENDO CASE Abstract: This is a case stud3 o Nintendo home electronic games compan3. Keywords: "roduct and 6rand +anagement. discussing ho. as .