Você está na página 1de 5

BENCH M A R K I N G E M G E R E N C I A M E N T O DE PROJ E TO S N O S ET OR D E ÓLE O E G Á S

PRP: Uma solução comprovada para limpeza de derrames de petróleo

Aluno: Alexandre Monteiro de Mello Professor: Prof. Cleber Carneiro, PMP, MBA

Universidade Veiga de Almeida ! Gerenciamento de Projetos ! Turma T3 ! Barra da Tijuca ! 2012 "

1

000 aves marinhas. antes do vazamento do golfo do México em 2010. Um produto. uma tarefa signifi! cativamente facilitada se o óleo é detectado antes que ele tenha a chance de estabelecer!se nas profundezas. Parceria Cientistas Industriais trabalharam com os pesquisadores do JPL e Marshall no inicio dos anos 90 para desenvolver esta maravilha microencapsulada. ou produto para remediação do petróleo. O óleo é notoriamente difícil de limpar da água. tornando!o acessível a mais clientes e em uma variedade de diferentes formas. fornece ao projeto o sistema básico de entrega. ele permite que os poluentes derivados do petróleo sejam permanentemente limpos da água com segurança. de Pittsburgh. O produto faz uso da tecnologia de microencapsulação da NASA. Universidade Veiga de Almeida ! Gerenciamento de Projetos ! Turma T3 ! Barra da Tijuca ! 2012 " 2 . comprou as ações da Petrol Rem. Felizmente a água pode ser limpa ou tratada e torna!se potável novamente. Em 2004. A sua perfeição é quase uma alquimia. A área afetada do Alasca costeira continuava ainda em 2006 a sentir os resultados tóxicos da catástrofe que matou mais de 250. ele é composto por microcápsu! las de cera de abelha que atuam como fonte de alimento estimulando os microrganismos autóc! tones à consumir o óleo. O salmão apanhado naquela região tem ain! da. encalhou logo após a meia!noite em 24 de março de 1989 no Alasca. este havia sido o pior desastre na história dos EUA. para a companhia Petrol Rem Inc. que utiliza tecnologia da NASA está disponível aos consumidores e à indústria. a companhia Universal Remediation Inc. mostrado sinais de contaminação de longo prazo causadas pelo devastador derrame de petróleo.PRP: U M A S O L U Ç Ã O C O M P ROVA DA PA R A LIMP E Z A D E D ER R A M E S D E P ET R ÓLE O O navio Exxon Valdez. o PRP "Petroleum Remediation Product#. O trabalho foi desenvolvido no laboratório da propulsão do jato "JPL# para demonstrar a viabilidade de se encapsular células vivas. milhares de mamíferos marinhos e um número incontável de outros organismos marinhos ape! nas em seus primeiros meses. desenvolvida no centro espacial Marshall para experiên! cias na produção orbital de microesferas. exportando milhões de litros de óleo. UniRemInc ampliou a produção e a disponibilidade do PRP. e expandiu rapidamente o uso da tecnologia de microencapsulação original. 23 anos depois. enquanto que outra tecnologia. Inc.. "UniRemInc#. e ele ainda emerge a partir de reservatórios de subsuperfície.

ou o hidrocarboneto do petróleo são capturados antes que se estabeleçam. Na água. Água não pode penetrar a célula da cápsula. que vêm originalmente do óleo cru tal como combustíveis. Esta maravilha ecológica também foi empacotada para usos específicos por UniRem Inc. mas pode também ser eficaz em tanques ou em qualquer lugar onde se faça necessária a contenção. O tubo em forma de serpente mede 7. absorção e biodegra! dação de hidrocarbonetos eliminados pelo petróleo. Desta maneira. como em marinas. O pó pode ser espalhado sobre a água ou solo con! taminado. pequenas bolas de cera de abelha com centros ocos. óleos do motor. Este uso do PRP é es! pecialmente eficaz para limpeza ambiental em áreas sensíveis. como recifes de coral e manguezais. mas óleo é absorvido pe! las esferas de cera de abelha que flutuam na superfície da água. incluindo o BioBoom e o WellBoom. Peixes de profundidade quando expostos a compostos liberados após derrames podem desenvolver doença hepática. é importante que PRP flutue e mantenha o óleo na superfície. os compostos do produto químico contaminador.Resultado do produto A tecnologia básica por trás do PRP são milhares de microcápsulas. contendo!os em isolamento. para criar uma variedade de diferentes produtos comerciais. ele absorve e isola os contaminado! res. porque.5 centímetros de diâmetro e pode ser produ! zido em qualquer comprimento até 3 metros. O BioBoom. pode causar o dano a longo prazo caso venha a se estabelecer. mesmo que a exposição ao óleo não seja imediatamente letal. Universidade Veiga de Almeida ! Gerenciamento de Projetos ! Turma T3 ! Barra da Tijuca ! 2012 " 3 . O BioBoom atua como um períme! tro em torno de derramamentos e impede sua propagação. e dispondo!os com segurança. pode ser usado para delimitar as áreas de derrames. PRP trabalha bem como um pó solto para lim! par áreas ecologicamente frágeis como conta! minações de lagos e em outras áreas. além de problemas reprodu! tivos e de crescimento. lagos. É especialmente eficaz para contenções de emergência do óleo der! ramado em grandes áreas. lagoas.

apresentamos um spino$ da NASA. Conclusão Muitas vezes pensamos que o programa espacial é uma realidade muito distante e utópica. mais especificamente na reme! diação da contaminação decorrente do vazamento do mesmo. está desempenhando um papel crítico na limpeza do petróleo no Golfo do México com seus pro! dutos de remediação do petróleo. Cer! tamente você já se perguntou se os bilhões gastos com esta pesquisa não seriam melhor utiliza! dos para outras finalidades. Em resposta ao der! rame de petróleo do Golfo. ou seja. gasolina. um subproduto da pesquisa e tra! balho desta instituição ligado a área da exploração do petróleo.5 de diâmetro com o PRP. Podemos ver uma aplicação pratica de uma tecnologia que foi desenvolvida e que talvez jamais fosse concebida se não fosse o programa espacial. podemos ver o impacto que esta tecnologia causou em nossa sociedade ao ser utilizada para controlar catástrofes de pro! porções territoriais ou até mundiais. A empresa agora está dobrando a capacidade de produção de PRP e está planejando construir uma unidade de produção adicional na região da Costa do Golfo. preenchendo uma meia de polipropileno pondera! do de 90 centímetros por 7. UniRem tem produzido pelo menos 150Km de BioBoom e cerca de 20 toneladas de PRP. e onde há perigo de contaminação das águas subterrâneas. Mais do que isto. A UniRem Inc.O WellBoom facilita o monitoramento de águas subter! râneas. WellBoom é usado tipicamente em esta! ções de armazenamento do petróleo. pois absorve o petróleo flutuante de maneira mais eficaz e menos dispendiosa do que os métodos tra! dicionais de resgate. O produto é então submergido nos poços de monitora! mento de águas subterrâneas onde ele absorve e acelera a biodegradação de quaisquer hidrocarbonetos de petró! leo flutuante. UniRemInc faz o WellBoom pa! drão. Universidade Veiga de Almeida ! Gerenciamento de Projetos ! Turma T3 ! Barra da Tijuca ! 2012 " 4 . Neste trabalho.

com/WellBoom.ie/contents/en!us/d26_PRP____OIL_BUST ER.wisegeek.abetterwaytogo.au/products/separett!villa!9 011.html http://www.live!adventurously.com/wellboom.org/media/space!watch/certifie d!space!products!cleaning!gulf!oil!spill http://gcaptain.com/the!gulf!of!mexico!oil!sp ill!ocean!catastrophe!or!not/ http://www.rediairsweep.cen.htm http://www.com/bioboom.html http://www.html http://unireminc.com/what!is!oil!remediation.nasa.com/environmental!groups!challenge/ Universidade Veiga de Almeida ! Gerenciamento de Projetos ! Turma T3 ! Barra da Tijuca ! 2012 " 5 .spacefoundation.crumb=17384 http://www.B I B LIOGRAFIA http://spino$.com.aspx?lv.gov/Spino$2006/er_1.html http://www.html http://unireminc.