Você está na página 1de 28

AÇOS

Ferramenta

SÃO CERCA DE 10.000 TONELADAS

EM AÇOS E METAIS A PRONTA ENTREGA .

br . GGD P20.00 1. é a mais utilizada pela indústria e tem se mostrado útil para a seleção de aços ferramenta. resistência à fratura.80 1.40 0.90 1.15 1. moldes. procurando atingir as mais diversas aplicações e solicitações.80 0. cementado ou carbonitretado para elevar a resistência ao desgaste na superfície sem comprometer a elevada resistência à fratura do núcleo.30 0.40 0. como por exemplo. GGD 420 e GGD M2.50 máx. Estes aços são produzidos e processados para atingir um elevado padrão de qualidade e são utilizados principalmente em: matrizes.55 0. ferramentas de corte intermitente e contínuo. GGD APT.com. etc. os aços GGD O1. O aço GGD S1 pode ser. ------- Aço Ferramenta www.20 0.ggdmetals. 1. NOME Aços Ferramenta Resistentes ao Choque Aços Ferramenta para Trabalho a Frio Temperáveis em Óleo Aços Ferramenta para Trabalho a Frio Aços Ferramenta para Trabalho a Quente Aços Ferramenta para Moldes Plásticos Aços Rápido ao Molibdênio SÍMBOLO S O D H P M Aço Resistente ao Choque Os aços resistentes ao choque são aços de média liga.20 0.20 1. A classificação da “American Iron and Steel Institute”.NR.2714. GGD H13.15 0.2542 0.50 0. Nesta família de aços o aço GGD S1 é o mais utilizado. Composição Química (% em massa) C Mn Si Cr V W Mo GGD S1 AISI S1 W.40 0. GGD D6. GGD D2.50 3.10 1.40 0.80 2.10 0. componentes de máquina. GGD 1.10 0. Recomenda-se alívio de tensões prévio ao tratamento térmico para uma maior estabilidade dimensional e de forma. ferramentas de conformação e corte de chapas a frio. em casos especiais. AISI. Os aços ferramenta são classificados de acordo com suas características metalúrgicas principais ou de acordo com seu campo de aplicação. GGD S1. com boa temperabilidade e projetados para ferramentas que exijam o máximo de tenacidade.20 0.AÇOS FERRAMENTA Os aços ferramenta representam um importante segmento da produção siderúrgica de aços especiais.00 1.15 0. a indústria de ferramentaria trabalha com uma gama reduzida de aços que possuem suas propriedades e desempenho consagrados ao longo do tempo. Apesar de existirem mais de 100 tipos de aços ferramenta.

50 0.Aço Temperável ao Óleo A temperabilidade destes aços é muito maior do que os aços temperáveis em água. sendo também conhecidos como aços ledeburíticos. Fornecido no estado esferoidizado.25 1.35 0.60 0.50 13.40 0.Nr.15 0.20 0.15 0.30 máx.60 1.60 0.Nr.2436 0. estes aços possuem elevada resistência ao desgaste.15 1.2379 1.20 0. 1. em torno de 60 HRC. Composição Química (% em massa) C Mn Si Cr V W Mo GGD O1 AISI O1 W.07 0.40 0.40 1.90 1.05 1.80 0.40 0. os mais populares são o GGD D2 e GGD D6.60 máx.40 1.30 ------- 0. estes aços podem ser temperados em óleo.Nr.00 1.12 Aço Ferramenta 11 5545 8200 .00 0.40 0.60 2. 0.60 0.70 0.80 1.00 0. 1.15 0. 0.40 0.05 0.60 1. Na têmpera.25 0.50 1. entretanto. mesmo com 59 HRC. 1.00 1.85 1. Por sua estrutura com elevada quantidade de carbonetos eutéticos.15 0.70 1.60 0.50 0. principalmente abrasivo.60 0.10 0.90 1. mas a superfície nitretada deve ser isenta de “camada branca”. O aço GGD D2 pode também sofrer nitretação para um aumento adicional de sua resistência ao desgaste. ------- Aço Para Trabalho a Frio Os principais aços desta família são aqueles que contêm elevada quantidade de carbono e cromo como elementos de liga.50 11. 0.10 0.00 11. possui boa estabilidade dimensional.20 0.60 ------- 0.40 0.00 12.50 máx. Sua elevada dureza. principalmente quando se realiza préaquecimento no aquecimento para a têmpera. O aço GGD O1 é atualmente o mais utilizado desta família. Estes aços são caracterizados por uma elevada temperabilidade e estabilidade dimensional.70 0.10 0.25 1. 0.00 2.60 máx. Entretanto sua resistência à fratura é inferior a do aço GGD D2.45 0.20 0.2516 0. aliada a dureza após têmpera e revenimento.30 11. necessitando de sobremetal na usinagem de desbaste.2510 0.45 0.Nr.25 0.10 0.00 11. O aço GGD D6 é o que possui maior dureza após o tratamento térmico sendo empregado em condições de maior desgaste. Composição Química (% em massa) C Mn Si Cr V W Mo GGD D2 AISI D2 W. Dentre estes aços.00 12. portanto. 0.00 2.50 máx. o óleo deve ser pré-aquecido a aproximadamente 70ºC e submetido a agitação.15 0.35 0.10 máx.15 0. tanto trabalhos experimentais quanto a prática de tratamento térmico mostram que estes aços também são passíveis de deformação no tratamento térmico.25 2.80 ------------- GGD D6 AISI D6 W.20 0. confere ao aço GGD O1 uma boa resistência ao desgaste com boa resistência à fratura. atingindo durezas após a têmpera e revenimento na faixa de 58 – 62 HRC. Pertencem à família dos aços ditos indeformáveis no tratamento térmico. O aço GGD D2 pode ser tratado termicamente sob diferentes procedimentos o que lhe confere uma combinação ótima entre dureza e resistência à fratura.10 GGD APT W. 1.00 13.

Nr. laminação. a qual deve ser especificada em função das condições de aplicação da ferramenta. o aço mais indicado é o GGD 2714. sem a necessidade de sobremetal.65 0.80 5. Sua dureza próxima de 40 HRC lhe confere a combinação ótima entre resistência e tenacidade para estas aplicações.32 0. principalmente no caso do aço DIN 1. O GGD H13 é um aço que permite a têmpera a vácuo com excelentes resultados de dureza. Em operações de conformação a quente onde se requer maior resistência à fratura.20 0.2714 1.20 1. Este aço é utilizado em uma faixa ampla de dureza. Aço Ferramenta www.ggdmetals.10 1.60 0.2738). resposta ao polimento e texturização e resistência ao desgaste e à corrosão. da maioria das ligas a base de alumínio e ZAMAC.20 0.00 1. o molde pode ser fabricado nas dimensões finais.90 1. fundição sob alta e baixa pressão. Ferramentas para fundição de ligas de alumínio sob baixa pressão ou gravidade também podem utilizar este aço. suas propriedades finais.Nr.45 0.com.12 1. acabamento superficial e estabilidade dimensional. pertencente à família 5% de cromo. Composição Química (% em massa) C Mn Si Cr V Mo Ni GGD H13 AISI H13 W.20 0.50 0. como em prensas de martelo. diminuindo sobremaneira os custos de fabricação o que é de especial importância para moldes de grandes dimensões.50 1. 1. o material é fornecido pré-beneficiado da usina em uma faixa de dureza entre 28-34 HRC (Em casos especiais.60 0. O aço mais tradicional deste segmento é o aço GGD P20.br . Ainda.25 0.50 4. o aço GGD P20 tem limitações de uso em polímeros técnicos de elevada dureza e abrasivos. Como o aço GGD P20 é fornecido na dureza de uso.55 ------------- GGD 2714 W.75 1. Para garantir a melhor resposta ao tratamento térmico.Aço Para Trabalho a Quente Os aços ferramenta para trabalho a quente são amplamente utilizados para a fabricação de matrizes e moldes.95 0.20 0.40 4.10 0.10 0. e por gravidade.07 0.80 Aços Para Moldes de Injeção de Plásticos Estes aços são utilizados na confecção de moldes para injeção de polímeros.37 0. Entretanto. forjamento. 1. A GGD atende aos requisitos internacionais propostos pela “North American Die Casting Assossiation” para um aço de qualidade Premium destinado à matrizes de fundição sob pressão de ligas de alumínio e em outras operações críticas. e de ligas não ferrosas em temperaturas em torno de 600ºC.80 1. entre 44 .50 0. e por conseqüência. ligado ao Mo e V.80 1. Neste caso. o aço P20 pode ser beneficiado para durezas superiores.2344 0.30 0. em temperaturas próximas de 1200ºC. extrusão. As principais propriedades destes aços são: elevada usinabilidade. As aplicações mais comuns são. Sua aplicação é bastante ampla abrangendo a deformação de ligas ferrosas.90 1. moldes para injeção de polímeros de engenharia.43 0.75 5. sob pressão ou não. estes aços podem ser utilizados em processos de fundição.50 HRC.45 0.50 0.A GGD dispõe de uma linha adequada às necessidades de cada cliente.50 1. O principal aço desta família é o GGD H13.

50 4.80 2. Em aplicações onde os polímeros são abrasivos.50 5.3343 0.80 4.20 1. mas também pode ser realizada com sucesso.00 máx.20 0. Composição Química (% em massa) C Mn Si Cr W Mo V GGD M2 AISI M2 W.45 0. 1.30 0.45 0.25 0.50 ------------------------0. 1.20 Si Cr Mo Ni Aços Rápidos ao Molibdênio Os aços rápidos ao molibdênio. são aços de elevada resistência dureza.No caso de polímeros abrasivos e/ou na injeção de polímeros clorados deve ser empregado o aço inoxidável martensítico GGD 420MP.50 Aço Ferramenta 11 5545 8200 .75 4.94 0. 1. Estes aços são freqüentemente temperados em banhos de sais.40 0.30 1.10 1.00 14.78 0. Os aços rápido possuem excelente resistência à perda de dureza em temperaturas elevadas o que é fundamental para a manutenção de seu poder de corte.2738 0. Particularmente o aço M2 é beneficiado para uma faixa entre 64 – 65 HRC. os aços rápido também podem ser endurecidos superficialmente.15 0. A têmpera a vácuo exige equipamentos especiais.15 mín.Nr.60 1. Este aço é temperado em banho de sal ou a vácuo para durezas entre 48 – 52 HRC e possui resistência a ação corrosiva da atmosfera. mas com um controle estreito de profundidade e sem formação da “camada branca”.86 0.75 6. 0.35 0.00 1.80 2. 3.40 2.35 0.45 0.20 0.15 0.45 máx.25 ------------0.Nr. 1.00 máx.40 0.2311 W.50 5. 1.60 1.70 4. resistência ao desgaste e boa tenacidade. como aquela presente em sistemas de injeção por câmara quente.50 14.20 0.Nr.40 1.36 0.70 5.20 3. mas a corrosão não é crítica.00 1.Nr. 1.00 12.40 máx.00 6.90 1.88 0. São beneficiados para durezas superiores a 62 HRC. Quanto à nitretação.15 0.55 0.80 4.42 1.75 2.10 0.60 GGD 420 AISI 420MP W.20 0.00 máx. umidade. 0.30 1. os moldes podem ser fabricados utilizando o aço GGD H13.40 0.28 0.2083 0.80 0. dentre os quais se destaca o aço AISI M2. 1. Composição Química (% em massa) C Mn GGD P20 AISI P20 W. 12.00 máx.50 3.50 6.

ou em banho de sal fundido a aproximadamente 200°C. Cores de Identificação Tratamento Térmico Alívio de Tensões: Em ferramentas de formas complexas. instrumentos de medição de grande estabilidade dimensional. Resfriar óleo morno com agitação. matrizes de porcelana.br . etc.2 Cr 0. mudanças bruscas de seções. C 0. em ar calmo em banho de sal fundido a aproximadamente 200ºC. machos. resistência ao desgaste e resposta ao polimento. rebarbadores a frio. punções.2510 • VND • GERDAU O1 Condições de Fornecimento Fornecido no estado recozido com dureza aproximada de 200 HB. tais como calibres. Austenitizar em temperatura entre 790 – 820ºC e resfriar em água. Têmpera: Pré-aquecer a 600ºC.O1 Composição Química GGD AÇO FERRAMENTA Generalidades W 0.Nr. atingindo dureza entre 57 – 62 HRC após o revenimento. Aquecer por 1 hora para cada 25 mm de espessura e adicionar 1 hora para cada 25 mm adicionais. resfriar lentamente no forno até 300ºC e a seguir em ar calmo. Similaridade ASTM A681 (O1) • AISI O1 • DIN 100MnCrW4 • W. brocas. fresas. Tipicamente é empregado no trabalho de aços e metais não-ferrosos. em seguida resfriar ao ar calmo. Aço Ferramenta www. Possui boas características de usinabilidade. cossinetes. réguas.5 Apesar do carbono elevado. 1. deve ser realizado o tratamento de alívio de tensões para minimizar variações dimensionais e de forma durante a têmpera e revenimento.ggdmetals.com. Resfriar em óleo morno com agitação. os elementos de liga em baixa quantidade o fazem um aço temperável em óleo.5 Aplicações O aço GGD O1 é utilizado em aplicações de ferramental corte e conformação a frio e em periféricos de ferramentais onde se necessite de elevada resistência ao desgaste.. O tratamento deve ser feito entre 500 – 600ºC por no mínimo 2 horas e a seguir.95 Mn 1. remoção heterogênea de material na usinagem de desbaste. padrões de dureza. facas para guilhotinas. ferramentas para trabalho em madeira. principalmente no deslizamento.

0 50. Eletroerosão e Retífica: O aço GGD O1 é suscetível ao aparecimento de trincas após estes processos. A temperatura de revenimento deve ser selecionada de acordo com a dureza especificada. deve ser obrigatoriamente revenido em torno de 200ºC para durezas entre 59-61 HRC.0 35. dependendo da característica da matéria prima e das condições de teste. Utilizar um tempo mínimo de 2 horas. Quando realizados fora dos padrões.0 20.0 40.Revenimento: Deve ser realizado imediatamente após a têmpera quando a temperatura atingir cerca de 70ºC. Preferivelmente realizar um novo revenimento após o acabamento da ferramenta para alívio de tensões.0 60. As informações contidas neste catálogo são orientativas. Neste caso a temperatura deve ser 50ºC inferior a de revenimento. mas nunca abaixo de 180ºC. Como este aço não possui endurecimento secundário.0 25. É importante remover a camada retemperada antes do uso. deteriorar o tratamento térmico na região e levar a formação de trincas. Revenimentos duplos de 2 horas cada. Aço Ferramenta Dureza (HRC) DUREZA.0 65. Manter na temperatura de revenimento por no mínimo 1 hora para cada 25 mm de espessura.0 0 100 200 300 400 500 600 700 Temperatura de Revenimento (oC) Têmpera a partir de 820ºC.0 45.0 30. 70. Em casos extremos pode causar a perda da ferramenta. HRC 11 5545 8200 . Para isto utilizar como guia a curva de revenimento abaixo. a eletroerosão e a retífica podem causar a retêmpera da superfície. O revenimento duplo é recomendável para uma maior estabilidade dimensional.0 55.

Austenitizar em temperatura entre 900 – 960ºC. deve ser realizado o tratamento de alívio de tensões para minimizar variações dimensionais e de forma durante a têmpera e revenimento. Por isso pode ser utilizado em aplicações de trabalho a quente ou a frio. AISI S1. estampagem a frio. Em trabalho a quente é usado em punções. facas para rebarbação.00 0.25 1. Pré-aquecer a 650ºC.2542. remoção heterogênea de material na usinagem de desbaste. matrizes para cunhagem..ggdmetals. Têmpera: Durante o aquecimento para a austenitização deve ser realizado pré-aquecimento para garantir uma homogeneidade de temperatura e minimizar distorções. marteletes pneumáticos. 1.com. Possui boa resistência à fadiga e ao desgaste. Em casos especiais pode ser cementado para otimizar o compromisso entre sua elevada tenacidade com a resistência ao desgaste superficial. facas para corte de chapas de aço.20 Aplicações Similaridade ASTM A681 (S1).VW-3. Aço Ferramenta www. Aquecer por 1 hora para cada 25 mm de espessura e adicionar 1 hora para cada 25 mm adicionais.br . GERDAU S1 Condições de Fornecimento Fornecido no estado recozido com dureza aproximada de 230 HB.GGD S1 Cr AÇO FERRAMENTA Generalidades V O aço GGD S1 tem como característica principal ter elevada resistência ao choque em uma ampla faixa de dureza.Nr. DIN 45WCrV7. O tratamento deve ser feito na temperatura de 650ºC por no mínimo 1 hora para cada 25 mm e a seguir resfriar ao ar calmo. moldes para plástico.50 2. ferramentas para recalque e brocas de concreto. suporte de martelos para forjaria. Composição Química C Mn W 0. W. Resfriar preferencialmente em óleo. mudanças bruscas de seções. etc. Cores de Identificação É utilizado na fabricação de formões. Tratamento Térmico Alívio de Tensões: Em ferramentas de formas complexas. talhadeiras.50 0.

Para isto utilizar a curva de revenimento orientativa abaixo. Manter na temperatura de revenimento por no mínimo 1 hora para cada 25 mm de espessura e utilizar no mínimo duplo revenimento. A temperatura de revenimento deve ser selecionada de acordo com a dureza desejada. 60 Dureza (HRC) 55 50 45 40 200 300 400 500 600 o 700 Temperatura de Revenimento ( C) Têmpera a partir de 950ºC. Revenimentos duplos de 2 horas cada. Este aço pode ser revenido nível de dureza entre 40 – 56 HRC. deve-se optar pelo revenimento a alta temperatura.Temperaturas mais elevadas de revenimento.Revenimento: Deve ser realizado imediatamente após a têmpera quando a temperatura atingir cerca de 70ºC. As informações contidas neste catálogo são orientativas. Aço Ferramenta 11 5545 8200 . conduzem a maior resistência à fratura. dependendo da característica da matéria prima e das condições de teste. menor dureza. Quando a ferramenta for sofrer tratamento superficial de nitretação ou revestimento.

este aço é mais frágil que o aço GGD D2. AISI D6 • W. Pré-aquecer em temperatura próxima de 550ºC.45 12. matrizes. mandris. 1. C Si Mn Cr 2. calibres. A seguir resfriar no forno até no mínimo 200ºC e a seguir em ar calmo. Entretanto.15 0. Em escariadores. punções..25 0. em superfícies deslizantes e moldes para materiais cerâmicos.br . Cores de Identificação Tratamento Térmico Alívio de Tensões: Em ferramentas de formas complexas. Estas características conferem a este aço uma elevada resistência ao desgaste. O tratamento deve ser feito na temperatura de 550ºC por no mínimo 1 hora para cada 25 mm. Aquecer por 1 hora para cada 25 mm de espessura e adicionar 1 hora para cada 25 mm adicionais. etc.com. Austenitizar em temperatura entre 950 – 970ºC. com remoção heterogênea de material na usinagem de desbaste. Também pode ser resfriado em ar calmo.2436 • DIN X210CrW12 • VC131 • GERDAU D6 Condições de Fornecimento Fornecido no estado recozido com dureza máxima de 250 HB.70 O aço GGD D6 é um aço para trabalho a frio com elevada fração de carbonetos e elevada dureza após o tratamento térmico. superior a do GGD D2. mudança brusca de seções. antes do endurecimento na têmpera deve ser realizado o tratamento de alívio de tensões para minimizar variações dimensionais. tesouras. Resfriar preferencialmente em óleo pré-aquecido em torno de 70ºC. Aço Ferramenta www. É utilizado em ferramentas de corte como facas. etc.Nr.D6 Composição Química GGD AÇO FERRAMENTA Generalidades W 0. Têmpera: Durante o aquecimento para a austenitização deve ser realizado pré-aquecimento para garantir uma homogeneidade de temperatura e minimizar distorções.ggdmetals.0 Similaridade Aplicações Sua elevada dureza o torna especialmente adequado para aplicações de severo desgaste como em operações de conformação e corte a frio. fieiras de trefilação. sob agitação.

mas nunca abaixo de 180ºC. A nitretação deste aço não pode levar a formação da Camada Branca. a eletroerosão e a retífica podem causar a retêmpera da superfície. 65 60 Dureza (HRC) 55 50 45 0 100 200 300 400 500 o 600 700 Temperatura de Revenimento ( C) Têmpera a partir de 970ºC. Manter na temperatura de revenimento por no mínimo 1 hora para cada 25 mm de espessura e utilizar no mínimo duplo revenimento. A temperatura de revenimento deve ser selecionada de acordo com a dureza especificada. pois fragiliza a superfície nitretada. Em casos extremos pode causar a perda da ferramenta por trincamento e fratura. deteriorar o tratamento térmico na região e levar a formação de trincas. Quando realizados fora dos padrões. Revenimentos duplos de 2 horas cada. Para isto utilizar como guia a curva de revenimento abaixo. A dureza máxima após a nitretação é da ordem de 900 – 1000HV. o processo de nitretação deve ser controlado de forma a não diminuir significativamente a dureza do corpo da ferramenta. deve ser obrigatoriamente revenido em torno de 200ºC. Como este aço não possui endurecimento secundário. As informações contidas neste catálogo são orientativas. Aço Ferramenta 11 5545 8200 . Utilizar um tempo mínimo de 2 horas e realizar no mínimo dois revenimentos. Nitretação: Este aço pode ser nitretado para elevar a resistência ao desgaste pelo endurecimento superficial. Entretanto. dependendo da dureza inicial após o beneficiamento. dependendo da característica da matéria prima e das condições de teste. Se necessário realizar um novo revenimento após o acabamento da ferramenta.Revenimento: Deve ser realizado imediatamente após a têmpera quando a temperatura atingir cerca de 70ºC. Eletroerosão e Retífica: O aço GGD D6 é suscetível ao aparecimento de trincas após estes processos.

1. Mn 0.0 Mo 1. principalmente na indústria de conformação e corte a frio. Resfriar lentamente no forno até 300ºC e a seguir em ar calmo. deve ser realizado o tratamento de alívio de tensões para minimizar variações dimensionais e de forma durante a têmpera e revenimento. Durante o aquecimento para a austenitização devem ser realizados dois pré-aquecimentos para garantir uma homogeneidade de temperatura e minimizar distorções. extrusão. Aquecer por 1 hora para cada 25 mm de espessura e adicionar 1 hora para cada 25 mm adicionais. óleo morno. Aço Ferramenta www.6 Si 0.com. Resfriar em ar. O tratamento deve ser feito entre 550 – 650ºC por no mínimo 2 horas. o aço GGD D2 possui excelente resistência ao desgaste.2379 • VD2 • GERDAU D2 Condições de Fornecimento Fornecido no estado recozido com dureza máxima de 255 HB. Têmpera: Austenitizar em temperatura entre 1020-1040ºC. É um aço com alta penetração de dureza na têmpera e excelente estabilidade dimensional e de forma.D2 Composição Química C 1. como a nitretação e o revestimento PVD. remoção heterogênea de material na usinagem de desbaste.6 Cr 12.Nr. Pode ser tratado termicamente para durezas elevadas mantendo boa resistência à fratura. banho de sal ou pressão de nitrogênio em forno a vácuo. contendo carbonetos duros de cromo. Tratamento Térmico Alívio de Tensões: Em ferramentas de formas complexas. Na confecção de moldes para formação de partes cerâmicas e em moldes para a injeção de plásticos técnicos de elevada abrasividade. pentes laminadores para roscas e facas em geral.00 Similaridade ASTM A681 Tipo D2 • AISI D2 • DIN X150CrMo12 • W. É capaz de combinar dois ciclos de tratamento térmico diferentes. repuxo. mudanças bruscas de seções. tanto abrasivo quanto adesivo.00 O aço GGD D2 é um Aço Ferramenta para Trabalho a Frio com maior aplicação no segmento metal-mecânico.ggdmetals.50 GGD AÇO FERRAMENTA Generalidades V 1. permitindo com isso o uso posterior de tratamentos superficiais. Devido sua estrutura. e sua elevada dureza após tratamento térmico.br . etc. Cores de Identificação Aplicações O aço ferramenta GGD D2 é utilizado em matrizes e punções de conformação e corte.. Em ferramentas para dobramento.

mas o revenimento em temperatura elevada sempre conduz a uma maior resistência à fratura. De acordo com a curva de revenimento do aço GGD D2 podem ser selecionadas duas faixas de temperatura. O resfriamento deve ser realizado em temperaturas próximas de – 90ºC.Revenimento: Deve ser realizado imediatamente após a têmpera quando a temperatura atingir cerca de 70ºC. a eletroerosão e a retífica podem causar a retêmpera da superfície.0 55. Na maioria das vezes é utilizado para ferramentas que serão revestidas por PVD. Aço Ferramenta 11 5545 8200 . A dureza máxima após a nitretação é da ordem de 1200HV. 200 e 540ºC para uma dureza típica entre 58 – 60 HRC. dependendo da característica da matéria prima e das condições de teste. devem ser realizados no mínimo dois revenimentos. Tratamento Sub-Zero: Em determinadas situações. O tratamento sub-zero pode levar a geração de trincas e deve ser realizado com total controle técnico. 65.0 Dureza (HRC) DUREZA (HRC) 60. as ferramentas podem ser submetidas a este tratamento para garantir uma máxima estabilidade dimensional. Em casos extremos pode causar a perda da ferramenta.0 40. A seleção dos ciclos de tratamento térmico deve levar em consideração as características de aplicação de cada ferramenta.0 45. o revenimento deve obrigatoriamente ser realizado a alta temperatura. Em aplicações críticas de desgaste pode ser utilizado com dureza superior a 60 HRC. (oC) Têmpera a partir de 1030ºC. No caso do aço GGD D2 a nitretação não pode levar à formação da Camada Branca por fragilizar a superfície nitretada. Se necessário realizar um novo revenimento após o acabamento da ferramenta.0 50. Eletroerosão e Retífica: O aço GGD D2 é suscetível ao aparecimento de trincas após estes processos. Quando realizados fora dos padrões. Em qualquer caso. As informações contidas neste catálogo são orientativas. Nitretação: Este aço pode ser nitretado para elevar a resistência ao desgaste pelo endurecimento superficial.0 200 300 400 500 600 700 Temperatura de Revenimento. Quando o material for posteriormente nitretado ou revestido por PVD. deteriorar o tratamento térmico na região e levar a formação de trincas. Revenimentos duplos de 2 horas cada.

O tratamento deve ser feito na temperatura de 660ºC por no mínimo 1 hora para cada 25 mm e a seguir resfriar no forno até no mínimo 200ºC e a seguir em ar calmo. ferramentas para madeira.2516 • DIN 120WV4 • Aço Prata Aplicado principalmente em pontas de lanças (para cavar). Dos aços temperáveis em água é aquele que apresenta menor deformação. Aço Ferramenta www. Tratamento Térmico Condições de Fornecimento Fornecido retificado. no estado recozido com dureza máxima de 230 HB. é um aço para trabalho a frio de alto carbono com excelente relação custo benefício na confecção de ferramentas e componentes mais simples. gravadores. brocas. 1.ggdmetals. Têmpera: Durante o aquecimento para a austenitização deve ser realizado pré-aquecimento para garantir uma homogeneidade de temperatura e minimizar distorções. machos. punções.25 O aço GGD APT. Tem um ciclo de tratamento térmico simples sendo temperável em água ou em óleo..br . Aquecer por 1 hora para cada 25 mm de espessura e adicionar 1 hora para cada 25 mm adicionais. Cores de Identificação Alívio de Tensões: Em ferramentas de formas complexas. pinos extratores.20 0. mudança brusca de seções. etc.30 GGD AÇO FERRAMENTA Generalidades V 0. conhecido como “aço prata”. mas que requerem elevada dureza. Aplicações Similaridade W.Nr. Para as maiores seções resfriar em água ou em seções mais finas resfriar em óleo. com remoção heterogênea de material na usinagem de desbaste. Pré-aquecer em temperatura próxima de 550ºC.APT Composição Química C Si Mn 0. Austenitizar em temperatura entre 780 – 820ºC. pinos guia e instrumentos de medida. pinos guia.00 1. Em ferramentas de corte como serras.10 Cr 0. antes do endurecimento na têmpera deve ser realizado o tratamento de alívio de tensões para minimizar variações dimensionais. etc.com. alargadores. Pode atingir dureza máxima na têmpera de67 HRC.20 W 1.

deve ser obrigatoriamente revenido em torno de 200ºC. o processo de nitretação deve ser controlado de forma a não diminuir significativamente a dureza do corpo da ferramenta.Revenimento: Deve ser realizado imediatamente após a têmpera quando a temperatura atingir cerca de 70ºC. Aço Ferramenta 11 5545 8200 . Entretanto. mas nunca abaixo de 180ºC. As informações contidas neste catálogo são orientativas. A dureza máxima após a nitretação é da ordem de 900 – 1000HV. A nitretação deste aço pode ou não levar a formação da Camada Branca. Utilizar um tempo mínimo de 2 horas. 70 65 Dureza (HRC) 60 55 50 45 40 35 0 100 200 300 400 500 o 600 700 Temperatura de Revenimento ( C) Têmpera a partir de 820ºC. dependendo da característica da matéria prima e das condições de teste. A temperatura de revenimento deve ser selecionada de acordo com a dureza especificada. O revenimento duplo é recomendável para uma maior estabilidade dimensional. Como este aço não possui endurecimento secundário. Para isto utilizar como guia a curva de revenimento abaixo. Nitretação: Este aço pode ser nitretado para elevar a resistência ao desgaste pelo endurecimento superficial. Manter na temperatura de revenimento por no mínimo 1 hora para cada 25 mm de espessura. Revenimentos duplos de 2 horas cada.

remoção heterogênea de material na usinagem de desbaste. deve ser realizado o tratamento de alívio de tensões para minimizar variações dimensionais e de forma durante a têmpera e revenimento. matrizes para extrusão de alumínio e suas ligas. banho de sal ou pressão de nitrogênio em forno a vácuo. principalmente em temperaturas elevadas. faz do aço GGD H13 adequado o uso nas mais diferentes aplicações como: matrizes de forjamento a quente em prensas. Aço Ferramenta www.ggdmetals. polibilidade e resposta à texturização importante para o segmento de confecção de moldes para injeção de plásticos.0 Cr 5. Têmpera: Austenitizar em temperatura próxima de 1020ºC.H13 Composição Química C 0. Durante o aquecimento para a austenitização devem ser realizados 2 préaquecimentos para garantir uma homogeneidade de temperatura e minimizar distorções. Tratamento Térmico Alívio de Tensões: Em ferramentas de formas complexas.30 O aço DDG H13 é um Aço Ferramenta para Trabalho a Quente com uma excelente combinação entre dureza e resistência à fratura. O tratamento deve ser feito entre 550 – 650ºC por no mínimo 2 horas e a seguir resfriar lentamente no forno até 200ºC. etc. Aquecer por 1 hora para cada 25 mm de espessura e adicionar 1 hora para cada 25 mm adicionais. Aplicações Similaridade AISI H13 • DIN X40CrMoV51 • W.0 Mo 1.4 Si 1. moldes para injeção de polímeros abrasivos como os termofixos. com a manutenção destas propriedades em temperaturas até 600ºC. O resfriamento deve ser adequado à geometria e dimensão das ferramentas.com.1. fundição sob pressão ou gravidade de ligas não ferrosas.40 GGD AÇO FERRAMENTA Generalidades V 1.0 Mn 0. depois levar ao ar.2344 • VH13 IM • VH13 ISO • GERDAU H13 Condições de Fornecimento Fornecido no estado recozido com dureza máxima de 230 HB.br .Nr. resistência a choques térmicos e às trincas por fadiga térmica.. óleo morno. Resfriar em ar. este aço possui ainda níveis de usinabilidade. Cores de Identificação A combinação de suas propriedades. mudanças bruscas de seções.

2 0. Para outros níveis de dureza selecionar a temperatura de revenimento de acordo com a curva típica deste aço.A temperatura de revenimento deve ser superior a 550ºC para não comprometer a resistência à fratura.oC Têmpera a partir de 1020ºC.5 Profundidade (mm) As informações contidas neste catálogo são orientativas. Em geral a dureza máxima após a nitretação é da ordem de 1000HV. A camada nitretada pode ser projetada de forma a ter ou não a Camada Branca.2 0. A seleção da camada apropriada depende da aplicação da ferramenta. HRC 55 50 45 40 35 0 100 200 300 400 500 600 700 Temperatura de Revenimento. Os perfis de endurecimento após processo de nitretação. Aço Ferramenta 11 5545 8200 . são mostrados abaixo. 60 Dureza (HRC) DUREZA.4 0.3 0. Nitretação: Este tratamento eleva a resistência ao desgaste pelo endurecimento superficial. dependendo da característica da matéria prima e das condições de teste.3 0. em superfícies sem e com camada branca. Revenimentos duplos de 2 horas cada. Quando o material for posteriormente nitretado a temperatura de revenimento deve ser de 50ºC superior à temperatura de nitretação.4 0.1 Dureza (HV) Dureza (HV) 900 800 700 600 500 400 0 0.1 0. Normalmente se utiliza aproximadamente 610ºC para uma dureza típica de 45 HRC.5 Profundidade (mm) Dureza (HV) Dureza (HV) 1000 Sem Camada Branca Com Camada Branca 0. 1100 1200 1100 1000 900 800 700 600 500 400 0 0.Revenimento: Deve ser realizado imediatamente após a têmpera quando a temperatura atingir cerca de 70ºC. recomendada pela “North American Die Casting Association” para fundição sobpressão de alumínio.

pré-aquecido e sob agitação. Fornecido no estado temperado e revenido com dureza entre 35 – 43 HRC. deve ser realizado o tratamento de alívio de tensões para minimizar variações dimensionais e de forma durante a têmpera e revenimento. Também é utilizado em anéis de contenção de conjuntos de matrizes para a extrusão de ligas de alumínio e outras matrizes para trabalho de ligas não ferrosas.2714 • DIN 56NiCrMoV7 • VMO • GERDAU 2714 Condições de Fornecimento Fornecido no estado recozido com dureza máxima de 240 HB. devendo ser considerado pelo executor do tratamento térmico. com remoção heterogênea de material na usinagem de desbaste. não necessitando de tratamento térmico posterior.25 O aço GGD 2714 tem como característica principal ter elevada resistência ao choque na faixa de dureza recomendada.10 Cr 1.Nr. 1. Têmpera: Durante o aquecimento para a austenitização deve ser realizado um pré-aquecimento para garantir uma homogeneidade de temperatura e minimizar distorções. forma e capacidade de equipamentos. Austenitizar em temperatura entre 850 – 900ºC. Resfriar lentamente no forno até 300ºC e a seguir em ar calmo. principalmente em matrizes destinadas a forjamento em prensas do tipo martelo e em componentes periféricos. Pré-aquecer em temperatura próxima de 650ºC. Aquecer por 1 hora para cada 25 mm de espessura e adicionar 1 hora para cada 25 mm adicionais.com. mudanças bruscas de seções. Similaridade W.2714 Composição Química C Si Mn 0.55 0. Tratamento Térmico Alívio de Tensões: Em ferramentas de formas complexas.br . Cores de Identificação Aplicações É utilizado em ferramentas para trabalho a quente. Resfriar preferencialmente em óleo.00 Mo 0. Neste caso. etc. A têmpera em pressão de nitrogênio. Aço Ferramenta www.75 GGD AÇO FERRAMENTA Generalidades V 0. a dureza pode ser adequada à necessidade do cliente. fornos a vácuo ou ao ar deve ser considerada mediante o tamanho. Na maioria dos casos é fornecido já no estado temperado e revenido.45 Ni 1.. O tratamento deve ser feito na temperatura próxima de 600ºC por no mínimo 1 hora para cada 25 mm.ggdmetals.65 0. como fundição por gravidade.

Manter na temperatura de revenimento por no mínimo 1 hora para cada 25 mm de espessura e utilizar no mínimo duplo revenimento. 60 55 Dureza (HRC) 50 45 40 200 300 400 500 o 600 700 Temperatura de Revenimento ( C) Têmpera a partir de 850ºC.Revenimento: Deve ser realizado imediatamente após a têmpera quando a temperatura atingir cerca de 70ºC. Aço Ferramenta 11 5545 8200 . Para isto utilizar a curva de revenimento orientativa abaixo. Nitretação: Este aço pode ser nitretado para elevar a resistência ao desgaste pelo endurecimento superficial. dependendo da característica da matéria prima e das condições de teste. As informações contidas neste catálogo são orientativas. A temperatura de revenimento deve ser selecionada de acordo com a dureza especificada. A dureza máxima após a nitretação é da ordem de 900 – 1000HV.2714 a nitretação pode levar ou não à formação da Camada Branca. No caso do aço GGD 1. Revenimentos duplos de 2 horas cada. Este aço pode ser revenido para dureza entre 35 – 43 HRC.

Em certas circunstâncias pode ser utilizado em fundição de ligas não-ferrosas. Nunca utilizar em moldes de plásticos clorados. O tratamento deve ser feito na temperatura de 550ºC por no mínimo 1 hora para cada 25 mm e a seguir resfriar ao ar calmo.com. Especialmente importante para este segmento. Têmpera: Durante o aquecimento para a austenitização deve ser realizado pré-aquecimento para garantir uma homogeneidade de temperatura e minimizar distorções.80 1. mudança brusca de seções.. 1. A confecção de moldes de grandes dimensões pode ser realizada com facilidade devido sua alta usinabilidade e homogeneidade de dureza ao longo de seções transversais elevadas. Austenitizar em temperatura entre 815 – 870ºC.70 1.Aquecer por 1 hora para cada 25 mm de espessura e adicionar 1 hora para cada 25 mm adicionais. Resfriar preferencialmente em óleo pré-aquecido em torno de 70ºC. particularmente com espessuras máximas de 200mm. etc.25 Mo 0.50 Mn 0.40 0.ggdmetals.36 0.P20 Composição Química C AISI P20 W. 1. Moldes para formação por sopro.40 0. é indicado o uso do W. Cores de Identificação Aço Ferramenta www. Fornecido no estado beneficiado (temperado e revenido) possui excelente propriedades mecânicas. O aço GGD P20SM é uma variação disponível pela GGD especialmente desenvolvida para moldes de pequenas dimensões. mas de baixa ou média abrasividade.30 0.2311 DIN W. com remoção heterogênea de material na usinagem de desbaste. deve ser realizado o tratamento de alívio de tensões para minimizar variações dimensionais. possui boa polibilidade e resposta a texturização. Tratamento Térmico Alívio de Tensões: Em ferramentas de formas complexas. Nr. principalmente para o aço GGD 2738.20 -- Ni -1.2738 AISI P20 + Ni ou P20 modificado Os aços tipo GGD P20 e GGD 2738 são os mais utilizado para a confecção de moldes de injeção de plásticos em geral.35 Similaridade AISI P20: VP 20 • GERDAU P20 DIN W.2738 GGD P20SM GGD AÇO FERRAMENTA para moldes Generalidades Si 0.2738. Aplicações É utilizado em moldes de injeção de plásticos dos mais variados tipos.br .50 0.05 0.95 1. Fornecido no estado temperado e revenido com dureza entre 28 – 34 HRC.25 0. Condições de Fornecimento com dureza aproximada de 250 HB.30 Cr 1.45 1. Para espessuras acima de 400mm . Nr. Pré-aquecer em temperatura próxima de 550ºC. Nr. 1. sob agitação.Nr 1.

Para este aço revenir preferencialmente em temperaturas próximas de 600ºC para atingir o nível de dureza desejado. As informações contidas neste catálogo são orientativas. Nitretação: Este aço pode ser nitretado para elevar a resistência ao desgaste pelo endurecimento superficial.Revenimento: Deve ser realizado imediatamente após a têmpera quando a temperatura atingir cerca de 70ºC. geralmente entre 28 – 33 HRC. entretanto a presença da camada branca irá conferir maior resistência ao desgaste. 60 55 Dureza (HRC) 50 45 40 35 30 25 20 200 300 400 500 600 700 o Temperatura de Revenimento ( C) Têmpera a partir de 850ºC. GGD P20 = espessura máxima indicada 420 mm. GGD 2738 = espessuras acima de 400 mm. Manter na temperatura de revenimento por no mínimo 1 hora para cada 25 mm de espessura e utilizar no mínimo duplo revenimento. dependendo da dureza inicial após o beneficiamento. Revenimentos duplos de 2 horas cada. Aço Ferramenta 11 5545 8200 . Para isto utilizar a curva de revenimento abaixo. A nitretação pode levar ou não a formação da Camada Branca. Utilizar um tempo mínimo de 2 horas e realizar no mínimo dois revenimentos. A temperatura de revenimento deve ser selecionada de acordo com a dureza especificada. A dureza máxima após a nitretação é da ordem de 900 – 1000HV. dependendo da característica da matéria prima e das condições de teste. Bitolas de Fornecimento: GGD P20SM = espessura máxima 200 mm.

sujeitos à umidade atmosférica intensa e na injeção de polímeros abrasivos.Nr.50 0. na injeção de polímeros clorados como o PVC e de acetato.com.25 GGD AÇO INOXIDÁVEL Para molde Generalidades O aço GGD 420MP é um Aço Inoxidável Martensítico que possui excelente resposta ao tratamento térmico de têmpera e revenimento. Aquecer por 1 hora para cada 25 mm de espessura e adicionar 1 hora para cada 25 mm adicionais. podendo ser endurecido para dureza máxima entre 48 e 52 HRC. deve ser realizado o tratamento de alívio de tensões para minimizar variações dimensionais e de forma durante a têmpera e revenimento. instrumentação cirúrgicas.50 0. por exemplo. Têmpera: Austenitizar em temperatura próxima de 1025ºC. Quando destinado ao segmento de moldes para injeção de plásticos seu processamento busca excelentes propriedades de polibilidade. além de resistência ao desgaste.ggdmetals.2083 •VC150 • VP420 GERDAU P420 Condições de Fornecimento Fornecido no estado recozido com dureza máxima de 230 HB Aplicações A combinação de suas propriedades o torna adequado a aplicações em moldes de materiais corrosivos. mudanças bruscas de seções.40 13. óleo morno.br . Tratamento Térmico Alívio de Tensões: Em ferramentas de formas complexas. etc. Também pode ser utilizado em: cutelaria.420 Composição Química C Mn Si Cr V 0. É também indicado para moldes na indústria óptica e de vidro. O tratamento deve ser feito entre 600 – 650ºC por no mínimo 2 horas.. Resfriar em ar. por exemplo. componentes de válvulas e bombas. resistência à corrosão em diferentes meios e a oxidação até temperaturas próximas de 500ºC. Similaridade AISI 420 • W. Durante o aquecimento para a austenitização devem ser realizados 2 pré-aquecimentos para garantir uma homogeneidade de temperatura e minimizar distorções. Em moldes com câmara quente. remoção heterogênea de material na usinagem de desbaste. Cores de Identificação Aço Ferramenta www. eixos e outros componentes estruturais. os termofixos (baquelite) e outros com reforço de carga.40 0. banho de sal ou pressão de nitrogênio em forno a vácuo. Resfriar lentamente no forno até 300ºC e a seguir em ar calmo.1. como.

Manter na temperatura de revenimento por no mínimo 1 hora para cada 25 mm de espessura. Quando a ferramenta for sofrer tratamento superficial. Para otimizar a resistência à fratura realizar um terceiro revenimento. A variação de dureza no revenimento é mostrada na curva de abaixo. Revenimentos duplos de 2 horas cada.Revenimento: Deve ser realizado imediatamente após a têmpera quando a temperatura atingir cerca de 70ºC. Aço Ferramenta 11 5545 8200 . Este aço pode ser revenido na faixa de 200ºC ou de 520ºC para um nível de dureza próximo de 48 – 52 HRC. Ensaio por imersão em 0. As informações contidas neste catálogo são orientativas. deve-se optar pelo revenimento a alta temperatura. A temperatura de revenimento deve ser selecionada de acordo com a dureza desejada. dependendo da característica da matéria prima e das condições de teste. nitretação ou revestimento.5M de H2SO4. A Figura abaixo mostra que tanto no revenimento a baixa quanto a alta temperatura a resistência à corrosão ainda é mantida em níveis superiores ao aço no estado recozido. 60 55 Dureza (HRC) 50 45 40 35 30 0 100 200 300 400 500 o 600 700 Temperatura de Revenimento ( C) Têmpera a partir de 1025ºC. no mínimo por 2 horas e utilizar duplo revenimento.

banho de sal ou pressão de nitrogênio em forno a vácuo. O tempo de resfriamento é crítico para este aço e deve ser considerado em função da sua seção transversal. alargadores. machos. em torno de 64.. fresas comuns e tipo caracol. Têmpera: Austenitizar em temperaturas entre 1190 e 1200ºC.3343 • VWM2 GERDAU M2 Condições de Fornecimento Fornecido no estado recozido com dureza aproximada de 240 HB. etc. em matrizes e punções. ligado ao tungstênio.90 GGD AÇO FERRAMENTA Generalidades O aço GGD M2 é o mais recomendado e o mais utilizado na fabricação de ferramentas para corte de metais. etc. óleo morno.Nr 1.ggdmetals. brochas. Resfriar em ar.5 HRC. O tratamento deve ser feito entre 550 – 650ºC por no mínimo 2 horas e a seguir resfriar lentamente. deve ser realizado o tratamento de alívio de tensões para minimizar variações dimensionais e de forma durante a têmpera e revenimento. em condições de corte contínuo ou intermitente.90 0. ferramentas nas quais pode ser utilizado com menor dureza de acordo com a particularidade de aplicação. molibdênio e vanádio lhe garante um nível de endurecimento elevado no revenimento. Tratamento Térmico Alívio de Tensões: Em ferramentas de formas complexas. Similaridade ASTM A600-79 Tipo M2 • AISI M2 • DIN S 6-5-2 W.20 6. garantindo uma excelente retenção do poder de corte em serviço.30 4. Durante o aquecimento para a austenitização devem ser realizados 2 préaquecimentos para garantir uma homogeneidade de temperatura e minimizar distorções. Sua composição química. mudanças bruscas de seções. Também é utilizado em operações de corte e conformação a frio.20 5. e uma elevada manutenção de dureza a quente. Cores de Identificação Aço Ferramenta www. Pode ser temperado em banhos de sais ou em fornos a vácuo. remoção heterogênea de material na usinagem de desbaste. pentes de laminação de rosca.00 1. facas.com.30 0. Aplicações O GGD M2 é utilizado em brocas.M2 Composição Química C Mn Si Cr W Mo V 0.br .

Nitretação: Este aço pode ser nitretado para elevar a resistência ao desgaste pelo endurecimento superficial. Revestimento: Os aços rápido são tradicionalmente revestidos pelo processo PVD (Physical Vapour Deposition). O revestimento produz filmes cerâmicos de elevada dureza. e baixo coeficiente de atrito. para durezas inferiores as recomendadas para operações de corte por remoção de cavado. Em operações de trabalho a frio. As informações contidas neste catálogo são orientativas. 64-65 HRC. A presença de camada branca é altamente fragilizante. Aço Ferramenta 11 5545 8200 . A dureza máxima após a nitretação é da ordem de 1200HV. em média 0.3 com relação ao aço. com a manutenção da temperatura de revenimento. A temperatura de revenimento deve ser em torno de 550-560ºC. 70 Dureza (HRC) 65 60 55 50 0 100 200 300 400 500 o 600 700 Temperatura de Revenimento ( C) Têmpera a partir de 1200ºC. Revenimentos duplos de 2 horas cada.Revenimento: Deve ser realizado imediatamente após a têmpera quando a temperatura atingir cerca de 70ºC. dependendo da característica da matéria prima e das condições de teste. Estes filmes são fundamentais para elevar a resistência ao desgaste abrasivo e adesivo. em média de 2000 HV. não deve se praticar o aumento da temperatura de revenimento. Durezas menores devem ser conseguidas com a modificação na temperatura de austenitização.

S1. 52100.AÇO CONSTRUÇÃO MECÂNICA AÇOS CARBONO 1020/1045 AÇOS LIGADOS 4140. CHAPAS.com.ggdmetals. CANTONEIRAS e DOBRADOS METAIS NÃO-FERROSOS ALUMÍNIO MODAL 7075 .COBRE . 2714.ALUMÍNO 6351 . D2. 8640. 8620. 4340.ALUMODAL 100 (ALUMIMOLD100) ALUMÍNIO NAVAL 5052 . 420 e APT INOXIDÁVEIS TUBOS.br . D6. P20. H13.BRONZE LATÃO e NYLON Avenida Interlagos. 3314 • Interlagos São Paulo • 04660-006 • SP • BRASIL 11 5545 8200 www. APC AÇO FERRAMENTA O1. 2721.