Você está na página 1de 11

RESUMO

Este trabalho têm como objetivo abordar o conceito do racismo, seu surgimento com a colonização , os tipos de racismo, a influência da discriminação no desenvolvimento de um país. Como num país com tantas diferenças de classe, cor, etnias e entre outros, o racismo perdura. Será abordado também a segregação e o apartheid, e sua importância para as noções em todo o mundo, as diferenças entre raças e classes, a atuação dos Direitos Humanos, seu surgimento, sua importância para a democracia, como sua proteção depende da cooperação da sociedade civil e do poder público. A importância da informação para que a população enfrente o racismo e minimize a exclusão social dos povos. Palavras-chave: Preconceito, raça, social, discriminação racial, diferenças.

ABSTRACT
This work has as objective to approach the concept of racism, its emergence with colonization, types of racism, discrimination influence on the development of a country. As a country with so many differences of class, race, and ethnicity among others, racism endures. Will also be addressed segregation and apartheid, and its importance to the notions around the world, the differences between races and classes, the work of Human Rights, its appearance, its importance to democracy, as their protection depends on the cooperation of civil society and government. The importance of information for the population to confront racism and minimize the social exclusion of people. Keywords: Prejudice, race, social, racial, differences.

LISTA DE FIGURAS Figura 1 – Nelson Mandela Figura 2 – Símbolo da ONU. Organização das Nações Unidas 9 10 .

1.2. SEGREGAÇÃO E APARTHEID 4. RAÇA E CLASSE 5. O nascimento do racismo científico 3. RACISMO 2. Colonizadores e proprietários de escravos 2.1. INTRODUÇÃO 2. CONCLUSÃO 7.SUMÁRIO 1. DIREITOS HUMANOS 6. SURGIMENTO 2. RAÇA.1. REFERÊNCIAS 6 7 7 7 8 8 9 10 12 13 .1.

como a informação cada vez mais pode minimizar esse preconceito na sociedade dos dias atuais. . Como ao logo do tempo. Podemos observar os vários aspectos do racismo como a origem do racismo. os tipos de racismo vem se modificado. as diferença entre raças e etnias. suas influências no desenvolvimento das pessoas e do país. INTRODUÇÃO O objetivo do presente trabalho é abordar o conceito de racismo.3 1. o racismo no Brasil. os tipos de racismo.

Para as pessoas nos EUA. RACISMO Raça significa um conjunto de indivíduos cujo os caracteres somáticos como. RAÇA. em proximidade uns dos outros. Colonizadores e proprietários de escravos O racismo surge realmente nos séculos XVI e XVII. e creio que o racismo é algo que surge como interação necessária. nos séculos XVII e XVIII a raça era um fato da vida. Os britânicos não se tornaram traficantes de escravos e escravizadores por serem racistas. Portanto. sobretudo neste último. cultural e ou moral de determinada raça ou de determinada população. para justificar a superioridade da raça branca sobre o resto da humanidade. A verdadeira força atrás do sistema escravocrata era a economia. Tornaram-se racistas porque usavam escravos para obter grande lucro nas Américas e criaram um conjunto de atitudes em relação aos negros para justificar o que faziam. A história do racismo no mundo ocidental é amplamente associada à escravidão como a forma primitiva do colonialismo.1. de tal forma que umas se consideram superiores a outras. cor da pele.4 2. no século XIX. . 2.1. De certo modo. povo ou grupo social. tipo de cabelo entre outros são semelhantes e se transmitem por hereditariedade. os brancos. E é nesse contexto que algo chamado raça é criado o que significa essencialmente que certos povos definidos como não europeus são dominados e governados por europeus. embora variem de individua para indivíduo Racismo é uma maneira de discriminar as pessoas baseada em motivos biológico. SURGIMENTO 2. os negros e os índios estabeleceram suas idéias de raça. Exemplo disto foi o aparecimento do racismo na Europa.1. o racismo tem como finalidade intencional (ou como resultado) a diminuição ou a anulação dos direitos humanos das pessoas discriminadas. através do contato. Os europeus praticavam a escravidão e há alguns séculos escravizavam pessoas na África e no Novo Mundo.

. que seria amplamente usada em meados do século seguinte para se discutir as misturas raciais. além de ser dividida fisicamente com a formação de áreas residenciais separadas. o negro não seria mais homem. o segundo. Em 1950. No mesmo ano. A discriminação institucionalizada teve início em 48. 3. econômico e social em vigor na África do Sul até 1991. Já o naturalista francês Buffon pensou. até então grandes fontes dos discursos fechados e competentes da época. a Lei da imoralidade proíbe a relação sexual entre brancos e negros. a população é cadastrada e separada por raça. o negro estaria para o homem. as vítimas são negros.5 2. Nos dois casos. Segundo ele. O primeiro designa um sistema político que acabou oficialmente nos Estados Unidosem 1964. na idéia de degeneração. Essas teorias foram amplamente difundidas através do cientificismo na Europa. os casamentos mistos foram proibidos. Já no ano seguinte. se não existisse o fato de que o negro e o branco podem produzir juntamente. Na África do Sul. questionando e disputando espaços inclusive com a religião e a Igreja. haveria duas espécies distintas. cujo discurso científico recebeu largo espaço no Brasil.2. no seu livro “O silêncio e o ódio: Racismo. 2001. 65) A segregação e o apartheid estão lado a lado. ou antes. O nascimento do racismo científico O Racismo Científico tem registro desde os primórdios da teoria da evolução humana de Charles Darwin. quando atestava a existência de raças inferiores e que poderiam ser capazes de evoluírem com o passar dos tempos. ainda no século XVIII. p.1. Foi o regime do apartheid que retirou os direitos dos negros e deu privilégios aos brancos. se o branco fosse homem.(COMBESQUE.” Segregação e apartheid são termos sinônimos. como o asno para o cavalo. SEGREGAÇÃO E APARTHEID Conforme informações de Marie Àgnes Combesque. minoria no país. seria um animal à parte como o macaco. a segregação racial foi lei entre 1948 e 1994. sobretudo no Brasil. da ofensa ao assassinato. um sistema político. quando o Partido Nacional da África do Sul ganhou as eleições.

” (COMBERQUE. Os ricos vivem em condomínios fechados e as classes desfavorecidas não interagem em nada com os mais ricos.6 Figura 1 – Nelson Mandela. Os locais e equipamentos públicos também eram segregados. o documento deveria ser apresentado à polícia sempre que solicitado. conhecida como Lei do passe. 4. A situação social do Brasil também tem impactos negativos nas oportunidades educacionais dos desfavorecidos. Alguns consideram que as comparações feitas entre a África do Sul durante o apartheid e a sociedade brasileira atual são reforçadas pelo fato de que as desigualdades sócio-econômicas ainda afetam particularmente os afro-brasileiros. e aqueles que vivem em cidades são muito mais propensos a serem abusados. 2001. símbolo da luta contra o apartheid Os negros precisavam andar com cadernetas por determinação da Lei dos nativos. RAÇA E CLASSE “Raça anda de braços dados com a classe. 74). p. . incluindo renda e educação. Os afro-brasileiros estão atrás dos brasileiros brancos em quase todos os indicadores sociais. personalidade pública. mortos ou presos. placas com a indicação somente europeus eram colocadas para impedir o contato dos negros. exceto no serviço doméstico e no chão de fábrica. São sempre as populações mais desfavorecidas que têm de enfrentar as violências racistas.

Entretanto. econômicos. Organização das Nações Unidas A Declaração Universal dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas afirma que todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Os direitos humanos são os direitos básicos de todos os seres humanos. sociais e culturais. Figura 2 – Símbolo da ONU. de expressão. proveniente da desigualdade econômica do que racial. justamente por ser considerado mais como uma questão social. mesmo quando atingem um patamar econômico que lhes garanta condições econômicas acima da média da população. DIREITOS HUMANOS O tema do racismo é frequentemente omitido nos debates da sociedade. Muitas vezes o racismo é deixado a um segundo plano.7 5. políticos. ou tratado como um problema menor. e a igualdade perante a lei. A ONU adotou a Declaração Universal dos Direitos Humanos. São direitos civis. promover a paz e a democracia e fortalecer os Direitos Humanos. apesar . com o objetivo de evitar guerras. A Declaração Universal dos Direitos Humanos têm uma importância mundial. que é respeitada mundialmente. Seu conceito também está ligado com a idéia de liberdade de pensamento. A ONU proclamou a Declaração Universal dos Direitos Humanos. dotados de razão e de consciência e devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade. a discriminação se faz muito presente a sujeitos de diversos grupos sociais.

Na sociedade americana daquela época. durante o século XX nos Estados Unidos. Muitos filósofos dizem que não existem diferenças entre os direitos humanos e os direitos naturais. Um importante defensor dos movimentos a favor dos direitos humanos foi Martin Luther King Jr. que muitas vezes não desfrutavam dos plenos direitos fundamentais. Para a Assembléia Geral da ONU. Por exemplo. com o objetivo de que todos tenham sempre em mente a Declaração.8 de não obrigar juridicamente que todos os Estados a respeitem. A origem do conceito de direitos humanos é na filosofia de direitos naturais que seriam atribuídos por Deus. o movimento a favor dos direitos humanos defendia a igualdade entre todas as pessoas. a Declaração Universal dos Direitos Humanos têm como ideal ser atingido por todos os povos e todas as nações. e John Locke foi o mais importante filósofo a desenvolver esta teoria. havia uma forte discriminação dos indivíduos negros. para promover o respeito a esses direitos e liberdades. .

cor da pele. baseadas em diferenças biológicas. fundamentado em doutrinas bíblicas. que justificavam seus interesses de expansão e poder. formato de nariz e boca etc) característicos da população negra ainda estão ligados à percepção negativa historicamente construída. . Quando os europeus desembarcaram na África. CONCLUSÃO Percebemos neste trabalho que o racismo é uma instituição relativamente recente na história na humanidade. O conceito de "raça" – e termos derivados – hoje em dia é apenas político e social. O surgimento dos principais fatores de discriminação eram religiosos.9 6. usaram a ciência a favor do colonialismo e desenvolveram teorias de superioridade evolutiva. e se justifica porque os traços físicos (cabelo. O racismo. filosóficas e científicas não resistiram à evolução dos tempos. e principalmente com o início do tráfico negreiro. mas que deixaram marcas indeléveis e profundas nas sociedades que as usaram para justificar a escravidão. como é o caso da sociedade brasileira. políticos ou referentes à nacionalidade e à linguagem do indivíduo.

16:55. 2001. São Paulo: Scipione. Joel Rufino dos. da ofensa ao assassinato. São Paulo: Brasiliense.com – Acesso em 23/04/2014. 1998.infoescola. www.10 7. O que é racismo. SANTOS. O silêncio e o ódio: racismo.arquiteturaclassica.br – Acesso em: 04/04/2014. www. . Marie Ágnes. REFERÊNCIAS COMBESQUE. 21:46.com.