Você está na página 1de 25

DESENVOLVIMENTO ECONOMICO DOS PAISES DO BRICS E A INFLUENCIA NA ECONOMIA MUNDIAL.

Introdução Etapa 1 - O Conceito Histórico do Desenvolvimento Econômico sobre o PIB por habitante, o Índice de Gini, a Curva de Lorenz e o IDH, dos países do BRICS e a influência do bloco na economia mundial Etapa 2 - Indicadores dos países do BRICS, dados do IDH da região (cidade correspondente à região na qual situa a unidade da Anhanguera em que o grupo estuda), reflexões sobre: a influência da ciência e tecnologia para o desenvolvimento dos países do BRICS; os reflexos da carga tributária para o desenvolvimento local; IDH da região (local); influência do ensino superior no desenvolvimento pessoal e profissional dos habitantes da região (local), evolução do desenvolvimento econômico dos países do BRICS e a influência do bloco na economia mundial Conclusão Referencia Bibliográficas Introdução: É de extrema importância sabermos diferenciar crescimento econômico de desenvolvimento econômico, pois é possível uma cidade, região ou país, crescer sem alcançar um estágio de desenvolvimento econômico. Em síntese, crescimento e desenvolvimento econômico são duas coisas ou situações distintas. Podemos definir crescimento econômico como o aumento da capacidade produtiva da economia (produção de bens e serviços). É definido pelo índice de crescimento anual do Produto Nacional Bruto (PNB), per capita. O crescimento de uma economia é indicado também pelo crescimento da força de trabalho, pela receita nacional poupada e investida e pelo grau de aperfeiçoamento tecnológico. Já o desenvolvimento econômico, podemos conceituá-lo como sendo o crescimento econômico (aumento do PNB per capita), acompanhado pela melhoria da qualidade de vida da população e por alterações profundas na estrutura econômica. Etapa 1 - O Conceito Histórico do Desenvolvimento Econômico sobre o PIB por habitante, o Índice de Gini, a Curva de Lorenz e o IDH dos países do BRICS e a influência do bloco na economia mundial. Conceitos do PIB por habitante, o Índice de Gini, a Curva de Lorenz e o IDH O PIB (Produto Interno Bruto) é a soma de todos os serviços e bens produzidos num período (mês, semestre, ano) numa determinada região (país, estado, cidade, continente). O PIB é expresso em valores monetários (no caso do Brasil em Reais). Ele é um importante indicador da atividade econômica de uma região, representando o crescimento econômico. A medição foi aplicada no mundo e, conseqüentemente, no Brasil em 1948, ficando em seguida sob responsabilidade do Fundo Monetário Internacional (FMI) – que tratou de espalhar seus conceitos às

nações. No Brasil, a responsabilidade pelo cálculo já esteve a cargo da Faculdade Getúlio Vargas até 1990. Em seguida, o IBGE passou a fazer a medição O método foi criado pelo economista britânico Richard Stone (1913-1991). Ele formulou os princípios do cálculo na década de 1940. Stone foi imediatamente reconhecido, como fica claro pela adoção quase instantânea de seu método em quase todo o mundo. O PIB nominal é valor calculado levando-se em conta os preços do ano corrente:ou seja, se houver inflação no período, ela será contabilizada no resultado final. Já o PIB real é medido como preço fixado no ano anterior, tirando-se desse cálculo o efeito da inflação. Para se chegar a renda per capita de uma região, basta dividir o valor PIB pelo número de habitantes dessa área em estudo. No caso do Brasil, teríamos o seguinte: PIB (2, 889 trilhões de reais*) / 190 milhões de habitantes** = 15.205 reais / habitante, Isso significa que, em um ano, cada brasileiro seria responsável em média pela produção de riquezas correspondentes a 15.205 reais. O Brasil possui atualmente uma economia forte e sólida. O país é um grande produtor e exportador de mercadorias de diversos tipos, principalmente commodities minerais, agrícolas e manufaturados. As áreas de agricultura, indústria e serviços são bem desenvolvidas e encontram-se, atualmente, em bom momento de expansão. Considerado um país emergente, o Brasil ocupa o 7º lugar no ranking das maiores economias do mundo (dados de 2011). O Brasil possui uma economia aberta e inserida no processo de globalização. Informações, índices e dados da economia brasileira Moeda: Real (símbolo R$) PIB de 2012 (Produto Interno Bruto): R$ 4,403 trilhões ou US$ 2,223 trilhões* taxa de câmbio usada US$ 1,00 = R$ 1,98 (em 01/03/2013) Renda per Capita de 2012 (PIB per capita): R$ 22.400 ou US$ 11.303 * taxa de câmbio usada US$ 1,00 = R$ 1,98 (em 01/03/2012) Coeficiente de Gini: 49,3 (2008) alto Evolução do PIB nos últimos anos: 2,7% (2002); 1,1% (2003); 5,7% (2004); 3,2% (2005); 4% (2006); 6,1% (2007); 5,2% (2008); - 0,3% (2009); 7,5% (2010); 2,7% (2011); 0,9% (2012). Crescimento do PIB no 1º trimestre de 2013: 0,6% (entre janeiro e março) em relação ao 4º trimestre de 2012. Em relação ao 1º trimestre de 2012, cresceu 1,9%. Taxa de investimentos: 18,7% do PIB (3º trimestre de 2012) Taxa de poupança: 15,6% do PIB (3º trimestre de 2012) Força de trabalho: 104 milhões (estimativa 2011) Inflação: 5,84% (IPCA de 2012)

café e carne de frango.00 (a partir de 1º de janeiro de 2013) Dívida Externa: US$ 318 bilhões (US$ 83 bilhões do setor público e US$ 235 bilhões do setor privado) .14 bilhões(2012) Saldo da balança comercial (2012): US$ 19. óleos combustíveis. Argentina e Alemanha Países que o Brasil mais exportou (2012): China. carne bovina. Holanda e Japão Principais produtos exportados pelo Brasil (2012): minério de ferro.8% da população economicamente ativa (em abril de 2013) e 5.7% -Hidráulica:14. ferro fundido e aço.Taxa de desemprego: 5.58 bilhões(2012) Importações:US$ 223.75% Países que o Brasil mais importou (2012): Estados Unidos .Queda em relação ao ano de 2011: 34.1% -Gás natural:10.2% -Lenha:9. peças para veículos.dados relativos a março de 2013. Organizações comerciais que o Brasil pertence: Mercosul.5% (taxa média anual de 2012) Taxa básica de Juros do Banco Central (SELIC): 8% ao ano (30 de maio de 2013) Salário Mínimo Nacional: R$ 678. circuitos eletrônicos. óleos brutos de petróleo. açúcar de cana. Principais produtos importados pelo Brasil (2012): petróleo bruto. aviões. Argentina. soja e derivados. equipamentos elétricos e motores para aviação.4% .43 bilhões (superávit) . automóveis. Unasul e OMC (Organização Mundial de Comércio) Tipos de energia consumida no Brasil (dados de 2010): -Petróleo e derivados:37. gás natural. automóveis. transmissores/receptores.5% -Nuclear:1. Comércio Exterior: Exportações:US$ 242. China.3% -Carvão Mineral:5.2% -Biomassa:21. Estados Unidos. medicamentos.

221 14º . CIA The World Factbook.298. magnesita e estanho.143 12º .5.324 6º .Brasil .1. transporte rodoviário.Canadá .Japão . eletrônicos e produtos de papel e celulose.094. técnico-profissionais prestados à empresas.471 4º .1. limpeza predial e domiciliar.3. Banco Mundial.1.2.15.595 Existem três formas de mensurar o desenvolvimento econômico.1.Itália .869 11º .Arábia Saudita-577.7.089 19º .776. Principais setores de serviços: telecomunicações.147 3º . carne de frango. alumínio.China .2.417.) Os maiores PIBs do Mundo (em milhões de dólares) *PIB Nominal 1º . carne suína Principais minérios produzidos: ferro.680 17º . laranja.784 15º . máquinas e equipamentos.Turquia . Principais produtos da pecuária: carne bovina.730 9º .1.154.840. ( Fontes: IBGE. informática. produtos químicos.2. manganês.198. tabaco.Austrália .025 2º .Estados Unidos . transportes aéreos e alimentação. soja.908 7º .492.Índia .França .Coréia do Sul . produtos de plástico e borracha.059 20º . transporte de cargas.Reino Unido . 869.488.Países Baixos .-Eólica:0.247 16º . milho.577. Índice de Gini: utilizado na analise da . Principais setores industriais: alimentos e bebidas.México .433 18º .Espanha . veículos. a Curva de Lorenza e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).Indonésia .850.778.493. podem ser usados para qualificar o tipo de desenvolvimento e a comparação com outros países ou regiões.636. produtos metalúrgicos básicos.845.570 8º .401 10º .513 13º . cana-de-açúcar (produção de açúcar e álcool).736. O Índice de Gini.Suíça .031 5º . Ministério de Minas e Energias.1. mate.676.5% Principais produtos agrícolas produzidos: café. combustíveis.1.2.Rússia .116.Alemanha .

Índice de desenvolvimento humano (IDH): uma ferramenta a mais para aferir o avanço do bem-estar de uma população.distribuição de renda. A variável cuja distribuição se estuda pode ser a renda das pessoas. pode ser utilizado também para medir o grau de concentração de qualquer distribuição estatística. pode-se dizer que a primeira exibe menor desiguala de que a segunda. ou seja. Curva de Lorenz: é uma representação gráfica construída a partir da ordenação da população de renda. Esta razão se expressa como percentagem ou como equivalente numérico dessa percentagem. se uma pessoa detivesse toda a renda.00).0) e termina no ponto (100. a curva se encontra numa situação intermediária entre esses dois extremos. mais próxima da linha de 45 graus). por conseguinte. Curva de Lorenz: É um gráfico utilizado para representar a distribuição relativa de uma variável em um domínio determinado. em desenvolvimento(desenvolvimento humano médio e alto) e . Se a renda estivesse distribuída de forma perfeitamente equitativa. Em geral. Se uma curva de Lorenz se sobrepõe a outra (e. A curva parte da origem (0.100). Gini e Lorenz. donde iria até o ponto (100. que é sempre um número entre 0 e 1.100). Esse uso requer que ninguém tenha uma riqueza líquida negativa. O coeficiente de Gini pode ser calculado com a Fórmula de Brown. Lorenz em 1905 para representar a distribuição de renda. O coeficiente de Gini se calcula [1] como uma razão das áreas no diagrama da curva de Lorenz. 30% da população recebe 30% da renda). Esta curva foi desenvolvida pelo economista estadunidense Max O. a curva coincidiria com o eixo das abscissas até ao ponto (100. então o coeficiente de Gini é igual a A/(A+B). Enquanto o coeficiente de Gini é majoritariamente usado para mensurar a desigualdade de renda. Cada ponto da curva é lido como percentagem cumulativa das pessoas. Se a área entre a linha de perfeita igualdade e a curva de Lorenzé A. Esta comparação gráfica entre distribuições de domínios geográficos distintos ou temporais é o principal emprego das curvas de Lorenz. Se existisse desigualdade perfeita. a curva coincidiria com a linha de 45 graus que passa pela origem (por exemplo. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida comparativa usada para classificar os países pelo seu grau de "desenvolvimento humano" e para separar os países desenvolvidos (muito alto desenvolvimento humano). O domínio pode ser o conjunto de pessoas de uma região ou país. por exemplo. e a área abaixo da curva de Lorenz é B. pode ser também usado para mensurar a desigualdade de riqueza. que é mais prática: onde: *G=coeficientedeGini * X = proporção acumulada da variável "população" *Y=proporção acumulada da variável "renda". A curva é traçada considerando-se a percentagem acumulada de pessoas no eixo das abscissas e a percentagem acumulada de renda no eixo das ordenadas.

Entre 2000 e 2008. O Bric completou 11 anos de idade em 2012 e assim já dura mais que os Beatles. sofreram uma queda. No Brasil o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatística) através do CENSO tem feito levantamentos e vem mantendo o índice atualizado. Turistas numa parte reconstruída da Grande Muralha da China. com Brasil e Rússia. o crescimento deve ser de 5. com a diferença diminuindo para 3. O país quer mudar o foco da economia de investimentos e exportações para o consumo interno. os quatro países tiveram um crescimento anual do produto interno bruto de 8% na média. segundo Bhanu Baweja. Rússia. Isso deve também limitar os investimentos já que as empresas não precisarão expandir sua capacidade tão rapidamente. a zona do euro está às voltas com uma crise existencial e os EUA. Em 2011. mesmo a estrela China. o George e o Ringo dos mercados emergentes — um grupo coeso de indivíduos radicalmente diferentes que às vezes provoca histeria. 6 pontos percentuais acima da média dos países do G7. mas está encolhendo nas beiradas. A marca registrada do Bric. Todos os Bric. A Rússia vive um dilema. enfrentam o desemprego e se debatem para conter o déficit. como a banda. as bolsas desses países responderam por 3% do valor de mercado total dos membros da Federação Mundial de Bolsas de Valores.subdesenvolvidos(desenvolvimento humano baixo). Mas 2012 foi um ano difícil para o quarteto — com exceção da Índia. esses mercados ficaram atrás do índice de 500 ações S&P 500 e problemas econômicos começaram a aparecer. para que assim possam intervir propondo ações e iniciativas para melhorar a qualidade de vida em locais que necessitem de maior assistência. Este índice pode ajudar a sociedade civil organizada e o estado. na sua condição de grandes exportadores de commodities. elas representaram um quinto deste total. os mercados emergentes desfrutaram de um crescimento médio de 20% a 30% por ano nas exportações. mas bem abaixo de antes. estadual e municipal) a conhecer melhor a realidade de cada região.1 pontos percentuais. Este ano. As exportações dos mercados emergentes provavelmente cairão este ano. *Países com valores até 0. absorvendo as importações que por sua vez alimentavam os investimentos nos mercados emergentes.500 a0.499 tem desenvolvimento baixo *Países com valores de 0. Seus problemas de corrupção e declínio populacional são velhos conhecidos. continua válida. e vem sendo usado desde 1993 pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento no seu relatório anual. o Bric fez um enorme sucesso. Em 2002. embora em melhor situação.5% — ainda bom.799 tem desenvolvimento médio *Países com valores de 0. e crescerão somente 5% a 10% ano que vem.5%. que tocaram juntos por uma década. em todas as suas esferas (federal. Até 2008.800 a 1 tem desenvolvimento bom. e devem procurar fazer isto de forma continuada. Os valores do IDH variam de 0 (nenhum desenvolvimento) a 1 (desenvolvimento completo). Índia e China são o John. 4. estrategista do banco UBS. o Fundo Monetário Internacional prevê que os países Bric crescerão. Agora. A Europa e os Estados Unidos se refestelavam numa onda de consumo incentivada pelo crédito. E. Brasil. . Esse efeito vai atingir todos os Bric. o Paul. aparentando serem os primeiros da lista. em média. O índice foi desenvolvido em 1990 pelos economistas Amartya Sen e Mahbub ul Haq. No ano que vem. a pesquisa do IDH é feita por amostragem em lares visitados durante o levantamento do CENSO. altas taxas de crescimento.

Os otimistas apontam para medidas internas como iniciativas recentes para combater a corrupção. Mas. ao criar grupos populacionais com rendas baixas.849██ 0. A escolaridade é o principal determinante da distribuição de renda no Brasil. mostrando que os trabalhadores mais escolarizados apresentam uma maior produtividade e auferem salários maiores.800–0.300 | Mapa-múndi indicando o Índice de Desenvolvimento Humano (baseado em dados de 2011.700–0. Existe uma severa desigualdade entre regiões. A desigualdade de renda no Brasil é um assunto que vem sendo explorado e debatido sob várias perspectivas. também promove uma desigualdade de poder político. municípios e. uma vez que os grupos populacionais de rendas baixas não conseguem alterar as decisões políticas que podem favorecê-los.6% do PIB no terceiro trimestre foi metade do previsto. também entre os trabalhadores dos diferentes setores de atividade. Essa desigualdade de poder político perpetua a desigualdade educacional. estados. o pior resultado do Bric.549██ 0. Essa desigualdade de renda. tendo sido uma sensação nos últimos anos. mesmo se estas forem bem-sucedidas — um "se" do tamanho da Rússia — o efeito no curto prazo poderia ser uma fuga de capitais.900██ 0.449██ 0.399██ 0. O crescimento de 0. como a expansão dos portos do país. Mas.600–0. Com uma elevada desigualdade educacional que gera uma elevada desigualdade de renda. Além de identificarem a escolaridade como o principal determinante da desigualdade salarial no Brasil.500–0. depois de corrigi-lo pelo poder de compra da moeda de cada país.450–0. O maior problema é o baixo nível de investimentos — tanto públicos quanto privados —.350– 0. Um complexo sistema de impostos e um emaranhado de regulamentações mantêm o Brasil na rabeira da lista do Banco Mundial dos países latino americanos onde é mais fácil fazer negócios. o país amargou uma dura queda em 2012: as ações caíram 6%. Os principais fatores determinantes para a desigualdade de renda no Brasil são as desigualdades salariais.899██ 0. ██ acima de 0.699██ 0.550–0.349██ abaixo de 0.400–0. segundo o Deutsche Bank . indicando a sua relevância para a redução da desigualdade de renda no Brasil.599██ 0. As diferenças educacionais entre os trabalhadores brasileiros são reveladas pelo mercado de trabalho. o IDH também levam em conta dois outros componentes: a longevidade e a educação. expectativa de vida e renda per capita. O problema é que os dois maiores determinantes do desempenho da Rússia — o preço do petróleo e a economia da zona do euro — apresentam grandes riscos em 2013. Sua gravidade coloca o Brasil entre as piores distribuições de renda do mundo. Esse percentual deveria subir a 22% para o PIB brasileiro voltar a crescer os saudáveis 4. Subsídios ao combustível na forma de controle de preço diminuem a eficiência e restringem os investimentos da Petrobras e outras empresas.749 | ██ 0.649██ 0.5% ao ano da maioria dos dez anos passados. um incômodo constante em 2012. como alguns gastos sociais (Bolsa Família) e previdenciários (aposentadorias e pensões).499 | ██ 0. O governo planeja vários grandes projetos. Também ocorre a inclusão de outras variáveis determinantes.300–0. Mas a sua própria mão pesada é parte do problema. suas ações parecem uma ninharia diante do índice de 15 a 18 dos outros Bric (ou dos 14 do S&P 500). perto de 19% do PIB. O Brasil parece estar melhor que a Rússia.799██ 0.850–0. Além de computar o PIB per capita.650– 0. como a expansão de escolas públicas de qualidade.750–0. a um índice preço/lucro de 6.Mas. Enquanto o IDH leva em conta algumas variáveis. As transferências públicas do Programa Bolsa Família também têm importância. publicados em 2 de novembro de 2011) .

Desta forma. usinas hidrelétricas. Em abril de 2001. foi adicionada a letra "S" em referência a entrada da África do Sul (em inglês South Africa). Eles formam uma espécie de aliança que busca ganhar força no cenário político e econômico internacional. embora lenta. Índia e China. por exemplo. o termo passou a ser BRICS. * Investimentos em setores de infra-estrutura (estradas. *Mão-de-obra em grande quantidade e em processo de qualificação. *Situação política estável. PIB dos países BRICS: Brasil: R$ 3. Ao contrário do que algumas pessoas pensam estes países não compõem um bloco econômico. *Boas reservas de recursos minerais. celulares e Internet (inclusão digital). *Diminuição. * Mercados de capitais (Bolsas de Valores) recebendo grandes investimentos estrangeiros. *Níveis de produção e exportação em crescimento.22 trilhões (estimativa 2010) . apenas compartilham de uma situação econômica com índices de desenvolvimento e situações econômicas parecidas. aeroportos.Dados sobre os países que compõe o ―BRICS O termo BRIC foi criado em 2001 pelo economista inglês Jim O'Neill para fazer referência a quatro países Brasil. Características destes países: *Economia estabilizada recentemente.21 trilhões Rússia: US$ 2. Rússia. Estes países emergentes possuem características comuns como. por exemplo. portos. ferrovias. *Índices sociais em processo de melhorias. bom crescimento econômico. A cada ano ocorre uma reunião entre os representantes destes países. Investimentos de empresas estrangeiras nos diversos setores da economia. * Rápido acesso da população aos sistemas de comunicação como.675 trilhões (ano de 2010) ou US$ 2. das desigualdades sociais. diante da defesa de interesses comuns. *PIB (Produto Interno Bruto) em crescimento. etc).

No entanto. por um lado. Ao longo das últimas duas décadas. especialmente aqueles ligados às tecnologias de informação e comunicações.05 trilhões (2010) África do Sul: US$ 524 bilhões (2010) Economistas afirmam que. A participação do setor de serviços no PIB cresceu de 37.2% em 2003. a participação dos serviços aumentou de 22% em 1983 para mais de 30% em .6% do PIB em 2003. Apesar de o setor agrícola na Índia apresentar uma participação declinante no PIB. Em todas elas o setor de serviços aumentou sua importância relativa. a contribuição da indústria ao PIB indiano permaneceu praticamente constante em 26%. A Rússia.3% em 1983 para 5. atingindo 14. A Quarta Cúpula do BRICS aconteceu no dia 29 de março de 2012.Índia: US$ 4. a maior parte da força de trabalho permanece nas áreas rurais. O setor de serviços na Índia é o que apresenta maior crescimento. A participação dos serviços no total do PIB cresceu de 36% em 1990 para 60. após a crise dos anos 90. e permanece fortemente baseada em indústrias pesadas . 19% e 75% em 2003). que alcançou 33% em 1983. A participação relativa do setor agrícola.6% em 1983 para 51. energia e metalurgia – e na fabricação de máquinas. embora os produtos agrícolas representem um papel importante no superavit comercial recente. Participaram da reunião os cinco chefes de estados dos países integrantes. a China tem se mantido como a economia que mais cresce. Estas mudanças de desempenho foram acompanhadas por alterações nas estruturas econômicas dos cinco países. os países do BRICS poderão se tornar grandes economias num futuro próximo.6% em 1983 para 34. tem se recuperado. destacam a China.2% em 2003.04 trilhões (estimativa 2010) China: US$ 6. ele ainda representava aproximadamente 22% em 2003 (em comparação com uma participação de 36.7% em 2003. Dentre estes países. em função do rápido desenvolvimento econômico (crescimento do PIB em torno de 10% ao ano) e elevada população. Segurança e Prosperidade" O desempenho econômico dos Brics tem variado muito. Durante os anos 1980. bem abaixo de seu potencial. O Brasil tem tido um desempenho irregular e medíocre. com uma significativa redução da participação da indústria manufatureira no PIB total e o crescimento do setor de serviços (respectivamente. a participação da agricultura caiu de 8. A Índia tem crescido significativamente e de forma mais regular. na cidade de Nova Déli (Índia). Na Rússia.6% em 2003. O Brasil passou por uma transformação estrutural a partir dos anos oitenta. Vale destacar que. mantidas as situações atuais (descritas acima). O tema do evento foi: "BRICS Parceria para a Estabilidade Global. vem caindo constantemente.6% do PIB em 1983) e se constitui num importante determinante do crescimento econômico total.combustíveis.1% em 2003. a participação da agricultura no PIB caiu de 11% em 1983 para 5. A composição do PIB da China tem uma participação não usual e crescente do setor industrial. A participação do setor industrial no PIB declinou de 44.

1993. tropical. os reflexos da carga tributária para o desenvolvimento local. evolução do desenvolvimento econômico dos países do BRICS e a influência do bloco na economia mundial. BRASIL ÁREA: 8. Goiânia.514.876. IDH da região (local).694 milhões (Censo 2010) QUANTIDADE DE MUNICÍPIOS: 5. São Luis.599 km² (fonte IBGE) CAPITAL: Brasília POPULAÇÃO: 190. dados do IDH da região (cidade correspondente à região na qual situa a unidade da Anhanguera em que o grupo estuda). . subtropical e semiárido CIDADES DO BRASIL (PRINCIPAIS): São Paulo.435 MOEDA: Real ( R$ ) NOME OFICIAL: República Federativa do Brasil NACIONALIDADE: brasileira DATAS NACIONAIS: 7 de setembro (Dia da Independência ) e 15 de Novembro ( Proclamação da República ) PRESIDENTE: Dilma Rousseff HINO NACIONAL BRASILEIRO HINO À BANDEIRA Brasão de Armas do Brasil Brasão de Armas do Brasil LOCALIZAÇÃO: leste da América do Sul FUSO HORÁRIO: horário de Brasília (oficial) CLIMA DO BRASIL : equatorial. Cuiabá. Florianópolis. tropical atlântico. Salvador. Maceió. Etapa 2 – Indicadores dos países do BRICS. Manaus. Curitiba. reflexões sobre: a influência da ciência e tecnologia para o desenvolvimento dos países do BRICS.732. permanecendo neste nível desde abaixo a estrutura de produção dos países do BRICS. Recife. Porto Alegre. Belém. João Pessoa. Belo Horizonte. Rio de Janeiro. tropical de altitude. Fortaleza. influência do ensino superior no desenvolvimento pessoal e profissional dos habitantes da região (local).

ouro e petróleo.00 (a partir de 1º de janeiro de 2012) Inflação em 2011: 6. PIB (Produto Interno Bruto): R$ 4.5 anos (Censo 2010) TAXA DE ANALFABETISMO: 9.6% (Censo 2010). Ovinos. ferro.alto desenvolvimento humano. IDIOMAS: português (oficial) RELIGIÃO: cristianismo (católicos 71%. Coelhos. IDH (Índice de Desenvolvimento Humano): 0. manganês.1%. EXPECTATIVA DE VIDA: 73.4%.7%. Negros: 7. cultos afro-brasileiros./km2 CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO: 1. cana-de-açúcar. Pecuária: Bovinos.00 = R$ 1.7% Salário Mínimo Nacional: R$ 622.367 trilhões * taxa de câmbio usada US$ 1.00 (ano de 2009).143 trilhões (ano de 2011) ou US$ 2. Asinino. Mineração: bauxita. (dados divulgados pelo PNUD em 2011) GINI:51. arroz. laranja. espiritismo.75 (em 06/03/2012) Balança Comercial: superavit de US$ 29. Brancos: 47. Aves.718 .1% (Fonte: IBGE . outros 10%). Dados completos sobre Religiões no Brasil DENSIDADE DEMOGRÁFICA: 22. Caprinos. Bubalino. de bens de consumo e bens duráveis.COMPOSIÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA: Pardos: 43.Censo 2010). Eqüinos.414.790 bilhões no ano de 2011. café. soja.6%. O Brasil ocupa a 84º posição entre os 187 países analisados. Suínos. Amarelos: 1. RENDA PER CAPITA: R$ 16.17% ao ano (2000 a 2010). Indígenas: 0. Indústria: de transformação.9(2012) ECONOMIA BRASILEIRA: Produtos Agrícolas: algodão. Crescimento do PIB em 2011: 2.4 hab.5% (IPCA) Taxa de desemprego: 6.7% (IBGE 2010 . Muares. judaísmo.

Noruega. África do Sul. No lugar da referência do Banco Mundial.7% do seu IDH tradicional. 27. No ano passado. Levando a desigualdade em conta. Rússia tem 0. mais ampla. RÚSSIA-FEDERAÇÃO RUSSA . mas. o país tem infra estrutura precária demais. Desta forma. China. a expectativa de vida aumentou em 11 anos. Segundo o PNUD. Burundi. Mas. o Brasil aparecia classificado como o 73º melhor IDH de 169 países. por exemplo). Moçambique. que alcançou a marca de 0.490% e Índia. Já o Índice de Pobreza Multidimensional é uma forma nova. classifica o Brasil na 84ª posição entre 187 países avaliados pelo índice. o pior IDH entre os países avaliados é o da República Democrática do Congo. porém. Com isso. A expectativa é ter os mais recentes dados comparáveis entre os diferentes países. 0. divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). o Brasil fica em patamar intermediário quando comparado com os BRICS. não soube indicar o que motivou a mudança de classificação do Brasil.209. anos que aumentou 40% no período.Brasil ocupa 84ª posição entre 187 países no IDH 2011 O relatório do Desenvolvimento Humano de 2011. no Brasil. ficando em 84º lugar. pode-se dizer que em 2011 o país ganhou uma posição no índice em relação ao ano anterior. saúde e padrão de vida. Os cinco últimos são Chade. Os cinco primeiros colocados do ranking são. O índice é usado como referência da qualidade de vida e desenvolvimento sem se prender apenas em índices econômicos. em 2011. 0. No índice de desigualdade de gênero. esse acesso não depende exclusivamente de recursos financeiros (às vezes. o IDH tradicional passa a ser visto como um desenvolvimento potencial. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil em 2011 é de 0. O país com mais alto IDH em 2011 é a Noruega. se fosse usada a nova metodologia. pois.617.718 na escala que vai de 0 a 1. o novo índice aponta privações em educação. Além do valor usado tradicionalmente para indicar o desenvolvimento humano de cada país. analisando os indicadores avaliados – expectativa de vida. Em alguns países. Índice de Desigualdade de Gênero e Índice de Pobreza Multidimensional. A componente renda (dentre renda.943. O índice que se baseia em dados como a expectativa de vida.286. O índice brasileiro é de 0. quem tem renda pode ter o acesso facilitado à qualidade de vida.449. a expectativa de escolaridade e a renda média mudaram a fonte de alguns dos dados usados na comparação.338. 0. Metodologia usada pelo PNUD para definir o IDH passou por mudanças desde o relatório divulgado em novembro de 2010. O PNUD. que considera que está abaixo da linha de pobreza quem ganha menos de US$ 1. Holanda. o índice pode não ser tão importante para a situação do Brasil quanto para a de países da África. No mesmo tempo. com índice 0. Segundo o PNUD. pela ordem. segundo o PNUD o país estaria em 85º em 2010. a média de anos de escolaridade aumentou em 4.6 anos. expectativa de vida e educação) é que mais influi nesse percentual. Níger e República Democrática do Congo. o relatório deste ano apresenta novos índices: IDH Ajustado à Desigualdade. o Brasil perde.15 por dia. Austrália. mas o tempo esperado de escolaridade diminuiu. de verificar quem vive com dificuldades. a escolaridade. Estados Unidos e Nova Zelândia.

Pnud 2011 ECONOMIA DA RÚSSIA: Produtos Agrícolas: batata. chuvache.DADOS PRINCIPAIS ÁREA: 17.6%). cevada. sem religião (25.8%). Yekaterinburgo. IDH: 0. islamismo (7. chechene RELIGIÃO: cristianismo (59. Brasão de Armas da Rússia Brasão de Armas da Rússia GEOGRAFIA DA RÚSSIA: LOCALIZAÇÃO: uma parte no leste da Europa e outra no norte da Ásia FUSO HORÁRIO:+ 6 horas em relação à Brasília CLIMA DA RÚSSIA: subpolar (extremo N). outras (1.1%).075. calmuco. outros cereais. São Petersburgo.7%). . CIDADES DA RÚSSIA (PRINCIPAIS): Moscou. de montanha(centro). Novosibirsk. trigo. chuvaches 1%. Ninji Novgorov . tártaros 4%.3 hab.755 (elevado) .9milhões (Censode2010) MOEDA: rublo NOME OFICIAL: Federação Russa (Rossíyskaya Federátsiya). ucranianos 3%.2% ao ano (1995 a 2000).5% (censo de 2007).dados de 2005 DENSIDADEDEMOGRÁFICA: 8. IDIOMAS: russo (oficial). NACIONALIDADE:russa DATA NACIONAL: 12 de junho (Dia da Pátria).8%) .400km² CAPITAL:Moscou POPULAÇÃO:142. temperado continental (maior parte). TAXA DE ANALFABETISMO: 0. Rostov-na-Donu. ateísmo (5./km2 CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO: -0. outros 10% (1996). . Kasan COMPOSIÇÃO DA POPULAÇÃO: russos 82%.

Economia da Rússia: Produtos Agrícolas: batata. Indústria: alimentícia. os Estados Unidos da América. equipamentos de transporte. vanádio e zinco). etc. máquinas. à indústria têxtil). mas por enquanto ainda é sistema presidencial. ONU Regime político do Capitalismo.Pecuária: suínos. enquanto a agricultura obtém da produção cerealífera (sobretudo trigo e cevada) a maior parte dos seus rendimentos. química. petróleo. química. siderúrgica (ferro e aço). a Itália e a China. então o parlamentarismo seria uma maneira de mante-lo já que entre seus colaboradores não existe um herdeiro político que concorra em seu lugar. trigo. de produtos químicos e de roupa e calçado (existem mesmo cerca de 30 cidades cuja população se dedica. ovinos. ovinos.). não só de uma enorme quantidade de recursos energéticos (carvão. G-8. carvão. petróleo. níquel. como vê a sua imensa frota pesqueira ter acesso às duas mais importantes áreas de pesca: os oceanos Atlântico e Pacífico. com Presidente (PUTIN).522 (estimativa 2010) RELAÇÕES INTERNACIONAIS: Banco Mundial. Indústria: alimentícia. utensílios de construção. Pecuária: suínos. minério de ferro. APEC. platina. alumínio. cobre. alumínio. cromo. turfa. níquel. siderúrgica (ferro e aço). petróleo. níquel. como também de praticamente todas as matérias-primas requisita das pela indústria moderna. pois a Rússia não só tem a maior reserva florestal do Mundo. carvão. automóveis. manganês. outros cereais. Os principais parceiros comerciais da Rússia são a Alemanha. aves Mineração: cobre. Cultura russa As Festas Cossaca Rapazes fortes exuberantes e dotadas de um talento corporal invejável cortejam . máquinas. turfa. minério de ferro. A Rússia dispõe. FMI. equipamentos de transporte. gás natural. Também a silvicultura e a atividade piscatória são de grande importância econômica.21 trilhões (estimativa 2010) PIB per Capita: US$ 10. ouro. volfrâmio. bovinos. PIB: US$ 2. chumbo. cevada. exclusivamente. locomotivas. geradores elétricos. O setor industrial assenta as suas estruturas e desenvolvimento nas indústrias ligadas a fabricação de máquinas (turbinas. gás natural. Existe uma corrente querendo instituir o parlamentarismo nas próximas eleições porque o presidente não pode concorrer pela terceira vez. aves Mineração: cobre. gás natural e hidroenergia) e minerais (cobalto. CEI. bovinos.

protestantes 1. 15 de agosto (Independência). RELIGIÃO: hinduísmo 80.2%). sikhismo 2%. budismo 0. DENSIDADE DEMOGRÁFICA: 310 hab. CIDADES DA ÍNDIA (PRINCIPAIS): Mumbai (ex-Bombaim). Brasão de armas da Índia LOCALIZAÇÃO: centro-sul da Ásia FUSO HORÁRIO: + 8 h30min em relação à Brasília CLIMA DA ÍNDIA: clima de monção (maior parte). de montanha (N). IDIOMAS: hindi (oficial). COMPOSIÇÃO DA POPULAÇÃO: indo-arianos 72%.8% (católicos 1. gujarati). xiitas 2. drávidas 25%.7% (em 1991). Calcutá.782km² CAPITAL DA ÍNDIA: Nova Délhi POPULAÇÃO: 1. Nova Délhi. equatorial (S). marati.3%.7%.21 bilhão (estimativa 2010) MOEDA DA ÍNDIA: rúpia indiana NOME OFICIAL: República da Índia (Bharat Juktarashtra). ortodoxos 0. NACIONALIDADE: indiana DATA NACIONAL: 26 de janeiro (Proclamação da República). cristianismo 3.2%. Madras. ÍNDIA DADOS PRINCIPAIS ÁREA:3. línguas regionais (principais: telugu. bengali.damas graciosas e alegres.287.7%. 2 de outubro (aniversário de Gandhi).5%. clima tropical.9%. outras 1.8%). Bangalore. tâmil./km2 . jainismo 0. urdu. Eles demonstram suas habilidades e força enquanto elas os aplaudem em demonstração de aprovação e reverência ao culto do movimento perfeito. islamismo 11% (sunitas 8. mongóis e outros 3% (censo de 1996). árido tropical (NO).

OMC. aves. caprinos. cana-de-açúcar.04 trilhões (estimativa 2010) Força de Trabalho: 478 milhões de trabalhadores (estimativa 2010) RELAÇÕES INTERNACIONAIS: Banco Mundial. cana-de-açúcar. FMI. Indústria: alimentícia. diamante.547 (Pnud 2011) médio Economia: Produtos Agrícolas: algodão em pluma. trigo. trigo.6% ao ano (1995 a 2000) TAXA DE ANALFABETISMO: 37% (2006). aves. siderúrgica (ferro e aço). chá. cromita. feijão. Força de Trabalho: 478 milhões de trabalhadores (estimativa 2010) A Índia é um país emergente.CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO: 1. juta. castanha de caju. café. chá. caprinos. RENDA PER CAPITA: US$ 3. diamante. química e medicamentos. suínos. Comunidade Britânica. Pecuária: bovinos. O Presidente é o chefe de Estado e detém poderes de reserva. carvão. têxtil. arroz. castanha de caju. Pecuária: bovinos. carvão. legumes e verduras. búfalos. cromita. Sistema Político A República da Índia é uma democracia parlamentar centrada no federalismo. eqüinos. portanto apresenta um bom crescimento econômico na atualidade. arroz. química e medicamentos. asfalto natural. búfalos. eqüinos. IDH: 0. Indústria: alimentícia. têxtil. café. ovinos. PIB: US$ 4. enquanto o Primeiro-ministro é o chefe de governo. ONU. durante o qual se destacaram pessoas como Mahatma Gandhi. especiarias. especiarias. Características gerais da economia indiana Produtos Agrícolas: algodão em pluma. De . ovinos.500 (estimativa 2010). camelos. juta. siderúrgica (ferro e aço). feijão. asfalto natural. suínos. Mineração: minério de ferro. A Índia é considerada a maior democracia do planeta desde seu longo processo de independência. camelos. Mineração: minério de ferro. legumes e verduras.

A indústria de tecnologia também tem apresentado forte crescimento nos últimos anos. .8% (estimativa 2010) Investimentos: 32% do PIB (2009) Dívida Pública: 55. em busca.533 (estimativa 2010) Composição do PIB por setor da economia: serviços (55. o país tem apresentado uma taxa de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em torno de 6%.4 bilhões (31/12/2010) Principais produtos agro-pecuários produzidos: arroz. tecnologia. financeira e de serviços.3%).10 PIB: US$ 4. aço. A Índia apresenta um forte destaque nas exportações de produtos manufaturados.9% do PIB (estimativa 2010) Taxa de Inflação: 11.6%) e agricultura (16.04 trilhões (estimativa 2010) PIB per capita: US$ 3. alimentos processados. trigo. a Índia é a quinta maior economia do mundo (levando em conta o PIB). Na área de serviços podemos destacar a forte expansão da produção de softwares. A economia indiana é diversificada.7% (2010) Reservas monetárias: US$ 328. algodão. Dados da economia da Índia Principais setores econômicos: agricultura. de mão de obra barata e especializada. principalmente. industrial. juta. tecnológica. batata Principais produtos industrializados produzidos: têxteis. produtos químicos.acordo com dados do Banco Mundial. finanças Principais regiões industriais: regiões metropolitanas de Bombaim e Calcutá. pois apresenta fortes resultados nas áreas agrícola. Moeda: Rúpia Indiana (símbolo Rp) Cotação em Dólar: US$1. Muitas empresas de tecnologia têm instalado filiais na Índia. Problemas da economia da Índia Um dos principais problemas da economia da Índia é a forte concentração de renda que gera desigualdades sociais e econômicas A grande maioria dos trabalhadores ganha salários baixos e trabalha exaustivas cargas horárias.1%) dados de 2009 Força de trabalho (2009): 478 milhões de trabalhadores ativos Taxa de desemprego: 10. sementes oleaginosas. indústria.00 = Rp$45. indústria (28. chá. Nas últimas décadas.

Principais produtos exportados: derivados de petróleo. Na Índia são consideráveis 5 fatores problemáticos para o ambiente de negócios: oferta inadequada de infra estrutura. regras de imposto. várias influências orientais e ocidentais. As letras deste tipo musical falam das grandes realizações de deuses e heróis da mitologia.equipamentos de transporte. ale da demanda por insumo industrial e bens de consumo. Uma característica cultural marcante do povo indiano é a dança.499 km² . com 1. Arábia Saudita. O aumento das importações foi maior do que o das exportações. burocracia ineficiente do governo.536. Principais parceiros econômicos (exportação): Emirados Árabes Unidos. leis de trabalho restritivas. pedras preciosas. Representa uma das civilizações mais antigas da história. Estados Unidos Exportações (2010): US$ 201 bilhões Importações (2010): US$ 327 bilhões Cultura: A cultura indiana é muito rica e diversificada. A economia indiana continua sendo marcada pela presença de um forte setor publico com grande grau de ineficiência. ferro. Estados Unidos e China Principais parceiros econômicos (importação): China. aço. corrupção. É uma dança clássica tradicional.1 bilhões de habitantes em 2007. onde os dançarinos fazem lindos e suaves movimentos e poses. A dança mais popular da Índia é a Bharathanatyam. em face de uma conjuntura internacional caracterizada pela elevação dos preços internacionais do petróleo e dos alimentos. É uma cultura milenar que recebeu. O forte crescimento econômico permitiu ao governo realizar grandes programas de gastos públicos associados a adoção de medida para a redução do déficit orçamentário de 6% do PIB em 2000/01 para 2% de PIB em 2006/07.1 bilhões em 2006 para quase US$ 80 bilhões em 2007. Desenvolvimento Econômico: A Índia é o segundo país mais populoso do mundo. Esta dança surgiu há mais de 5 mil anos no sul da Índia e influenciou outros estilos de dança em várias regiões da Índia e do continente asiático. CHINA DADOS PRINCIPAIS ÁREA: 9. máquinas. produtos químicos. A análise do comercio exterior da Índia nos últimos anos revela que ocorreu uma elevação do déficit comercial de US$ 62. com o passar dos séculos. sendo a segunda economia mundial medida em dólares correntes ou a quarta maior do mundo quando se usa o conceito de dólares da PPC.

NO e centro). grupos étnicos minoritários 7.718. Proclamação da República Popular da China). tabaco.2%).dados do ano de 2005. lis). huis. IDIOMAS: mandarim (principal). cristianismo (8.5% (dados de 1990). crenças tradicionais (4. islamismo (1. manchus.760 (estimativa 2009). budismo (8. mongóis. milho. hanis.015 (estimativa julho de 2011) MOEDA: Iuane NOME OFICIAL: REPÚBLICA POPULAR DA CHINA ( Zhonghua Renmin Gongheguo ). dais. iaos.5%) . duias. dialetos regionais (principais: min. bais. batata. outros 0. Nanquim REGIÃO ESPECIAL ADMINISTRATIVA: Hong Kong COMPOSIÇÃO DA POPULAÇÃO: chineses han 92%. Tianjin. vu. LOCALIZAÇÃO leste da Ásia FUSO HORÁRIO: + 11 horas em relação à Brasília CLIMA DA CHINA : de montanha (O e SO). puyis. de monção (litoralS) CIDADES DA CHINA (PRINCIPAIS): Xangai. legumes e verduras. cantonês). yis. RENDA PER CAPITA: US$ 6. coreanos. miaos. uigures. crenças populares chinesas (28.4%). DENSIDADE DEMOGRÁFICA: 140./km2 (estimativa 2011) CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO: 0. juta. dongues. NACIONALIDADE: chinesa DATA NACIONAL: 1 e 2 de outubro (Dia da Pátria. Pequim (Beijing). cana-de-açúcar. Shenyang.9%).5% (chuans. trigo. batata-doce.médio ECONOMIA DA CHINA: Produtos Agrícolas: arroz. ateísmo (8%).CAPITAL: Pequim POPULAÇÃO: 1. Guangzou (Cantão).5%). IDH: 0. tibetanos. soja. algodão em pluma.1 hab.336.687 (Pnud 2011) . cazaques. RELIGIÕES: sem religião (40.5%). árido frio (N. .493% por ano (estimativa 2011) TAXA DE ANALFABETISMO: 7.8% (dados de 2008). Wuhan.

além de alguns obstáculos ao livre uso da internet.15 trilhões de iuanes (2011) crescimento de 9. siderúrgica (aço). O país é governado pelo Partido Comunista da China (PCC). ovinos.2%). Apec. com restrições em diversas áreas. inclusive a do Brasil. aves Mineração: carvão.Pecuária: eqüinos.46 trilhões ou 47.incluindo Hong Kong e Macau. Uma taxa superior a das maiores economias mundiais. * É o maior produtor mundial de milho e arroz. em especial no que se refere às liberdades de imprensa. zinco.58 trilhão Importações (2010): US$ 1. na economia de mercado.2% em 2011 . * Agricultura mecanizada. suínos. gerando excelentes resultados de produtividade. de direitos reprodutivos e de religião. Indústria: têxtil (algodão). * A China é o maior produtor mundial de alimentos: 500 milhões de suínos. O seu atual chefe supremo é o Presidente Hu Jintao. petróleo. Os principais dados e características da economia chinesa: * Entrada da China. bovinos. Exportações (2010): US$ 1. chumbo. de movimento. bauxita. principalmente a partir da década de 1990. O Produto Interno Bruto (PIB) da China atingiu US$ 7. cujo monopólio sobre o poder é garantido pela constituição chinesa. fosforito. equipamentos eletrônicos.46 trilhões ou 47. o primeiro-ministro é Wen Jiabao.39 trilhão RELAÇÕES INTERNACIONAIS: Banco Mundial. asfalto natural. fazendo deste país a segunda maior economia do mundo (fica apenas atrás dos Estados Unidos). de reunião.15 trilhões de iuanes em 2011 (com crescimento de 9. búfalos. enxofre. nos últimos anos é de quase 10%. A média de crescimento econômico deste país. Desenvolvimento Econômico: A China possui atualmente uma das economias que mais crescem no mundo. estanho. FMI. ajustando-se ao mundo globalizado. Estas cifras apontam que a economia chinesa representa atualmente cerca de 15% da economia mundial. OMC. caprinos. PIB: US$ 7. . materiais de construção (cimento). ONU Sistema político O governo da China tem sido descrito como autoritário comunista e socialista. camelos. 450 milhões de toneladas de grãos. minério de ferro.

apresenta um problema para a economia chinesa que é o crescimento da inflação. mão-de-obra abundante e mercado consumidor amplo. principalmente no campo.39 trilhão. A China hoje é uma potência global do ponto de vista econômico e tem uma influência crescente. Rússia. Estados Unidos. instalaram e continuam instalando filiais neste país. maiores autonomia para as . carvão mineral e petróleo. a economia da China demonstrou que conseguiu consolidar a recuperação com relação a crise econômica mundial de 2008. tornando-se um importante país na determinação da dinâmica do comercio mundial de bens e serviços. * Investimentos em infra-estrutura com a construção de rodovias. aeroportos e prédios públicos. gerando energia para as indústrias e habitantes. principalmente técnica. As reformas iniciadas no final dos anos 70 apontaram uma eliminação gradual do sistema de agricultura coletiva. com grande crescimento do setor exportador. coloca os operários chineses entre os que recebem uma das menores remunerações do mundo. com o crescimento do PIB em 9. apresentando altos índices de poluição. * No ano de 2011. Construção da hidrelétrica de Três Gargantas. Canadá. junto com Japão. a maior do mundo. Com estas medidas as empresas chinesas tem um custo reduzido com mão-de-obra (os salários são baixos). A utilização em larga escala de combustíveis fósseis (carvão mineral e petróleo) tem gerado um grande nível de poluição do ar. Chile e outros países. Muitas empresas multinacionais. Austrália. * Investimentos nas áreas de mineração. mudou de um sistema de planejamento central para uma economia voltada para o comercio externo. * O forte crescimento econômico dos últimos anos gera emprego. em parte. durante os últimos anos.58 trilhão e importações de US$ 1. fazendo dos produtos chineses os mais baratos do mundo. * Incentivos governamentais e investimentos na produção de tecnologia. descentralizados fiscais. ferrovias. Os salários. Embora apresente todos estes dados de crescimento econômico. Porém.2%. renda e crescimento das empresas chinesas. os altos índices de exportação deste país. principalmente de minério de ferro. Este fator explica. * Participação no bloco econômico APEC (Asian Pacific Economic Cooperation). * Controle governamental dos salários e regras trabalhistas. uma progressiva liberação dos preços. Os rios também têm sido vítimas deste crescimento econômico. Grande parte da população ainda vive em situação de pobreza. buscando baixos custos de produção. a China enfrenta algumas dificuldades. também conhecidas como transnacionais. com mais de 6% do total de exportação mundial. A economia da China. controlados pelo governo.* Aumento nos investimentos na área de educação. * Em 2010 a balança comercial chinesa foi positiva em US$ 190 bilhões com exportações de US$ 1. * Abertura da economia para a entrada do capital internacional. * A China é um dos maiores importadores mundiais de matéria-prima.

a China foi a única a melhorar sua posição no ranking.148 km da antiga capital Goiânia e a 1. Nos primeiros anos de vida do Estado do Tocantins foi a maior cidade. incluindo: a necessidade de crescimento sustentado do nível de emprego para inserir dezenas de milhões de imigrantes. afluentes da margem direita do caudaloso Rio Araguaia. que se destaca nos quesitos comercial. Fica a 368 km da capital Palmas. e redução dos níveis de corrupção.84 pontos).3%) * Por outro. formulação e implementação uma política social e ambiental que seja adequada as demandas de uma economia em rápida e crescente transformação. Araguaína é um município brasileiro localizado no norte do Estado do Tocantins que pertence a Mesorregião Ocidental do Tocantins e a microrregião homônima. 1. Essa extensa área constituiria mais tarde a maior parte do atual município de . a China se apresenta também como um país com baixo grau de disponibilidade tecnológica principalmente relacionada ao uso de computadores pessoais (4. *5 fatores problemáticos para ambiente de negócios da China: *Burocracia ineficiente do governo.01 computadores por 100mil habitantes em 2004) e acesso a internet (723. mas que deverão nos próximos anos apresentar resultados explosivos. * Surpreendentemente.1 usuários por 10. IDH – ARAGUAINA – TO.º lugar (4. Com base nos dados de competitividade global entre os BRICS. * Por um lado excelência nos indicadores macroeconômicos: nível de poupança (47. *Instabilidade política. Localiza-se a uma latitude 07º11'28" sul e a uma longitude 48º12'26" oeste. o inicio de uma reforma do sistema bancário e do desenvolvimento do mercado acionário. *Acesso a financiamento. saúde e serviços. novos ingressantes na força de trabalho e empregados egressos de empresas estatais.000 habitantes em 2004).123 habitantes. educacional.6% do PIB).empresa estatais. o crescimento do setor não estatal e a abertura comercial e financeira. Indicadores que refletem as disparidades entre o campo e as grandes cidades. subindo duas posições para o 27. O governo chinês enfrenta inúmeros desafios de desenvolvimento econômico. de acordo com o Censo IBGE/20123. grande defasagem no sistema bancário que favorece empresas públicas (123º lugar) e falta de transparência e eficiência nas instituições resulta em uma queda de 20 posições neste pilar (80º). a segunda maior população do Tocantins. *Corrupção. É um pólo regional pujante. Foram os silvícolas da tribo dos Carajás os primitivos habitantes da vasta região de ricas terras e luxuriante floresta compreendida entre os rios Andorinhas e Lontras. possuindo atualmente 156. *Oferta inadequada de infra-estrutura.3%) e spread (3. dívida pública (22.252 km da capital federal Brasília.

Pela lei municipal nº 86 de 30 de setembro de 1953. Em 5 de maio de 1957 foi criada a Paróquia de Araguaína sendo designado o Padre Pacífico Mecozzi. tendo sido instalado oficialmente em 1º de janeiro de 1959.125. decorrente da ausência total de vias terrestres para transporte. As famílias recém-chegadas injetaram novo entusiasmo aos antigos povoadores. procedentes de Parnaguá. condições geográficas e insalubridade do clima.Araguaína. Sua instalação ocorreu em 1º de janeiro de 1954. ainda no mesmo ano. quando chegaram as famílias de Manuel Barreiro. João Brito. O primeiro desbravador da região trouxe em sua companhia sua esposa. e com objetivos mais lucrativos. o povoado Araguaína foi transformado em distrito com a mesma denominação. o povoado passou por um longo período de estagnação. A família estabeleceu-se à margem direita do rio Lontra. cujo instamento ocorreu em 1º de janeiro de 1949. fixando-lhe os limites. atual Araguatins. Tomás Batista. em homenagem ao rio Araguaia. O início do desbravamento do município ocorreu no ano de 1876. iniciou a implantação da cultura do café. na época com nove anos de idade. o povoado Lontra passou a pertencer ao município de Boa Vista do Tocantins. nome que expressava o temor permanente de ataque de índios e animais selvagens que habitavam a primitiva região. Os primeiros colonizadores dedicaram-se inicialmente ao cultivo de cereais para subsistência que levavam para vender no povoado do Coco (atual Babaçulândia). Estado do Pará. Essa cultura foi abandonada posteriormente por dificuldades de escoamento da produção. Pela necessidade natural de um maior desenvolvimento da região. anos mais tarde. por localizar-se à margem do rio do mesmo nome. pela lei estadual nº 154 de 8 de outubro de 1948. Em razão do isolamento imposto pela ausência de estradas. no mesmo ano. ao quais muitos atribuem.FUNAI. Finalmente a 14 de novembro de 1958. que serviria posteriormente de limite entre o município de Araguaína e o município deConceição do Araguaia. Os remanescentes dos Índios Carajás ainda habitam as margens do Rio Araguaia. Com a criação do município de Filadélfia. outras começaram a chegar e foram fixando-se no mesmo local formando um povoado ao qual denominaram Lontra. Em 1936 chega o primeiro destacamento policial cujo primeiro delegado-comandante foi Paulino Pereira. embora houvesse estradões de tropa. estado do Piauí. inicia-se o processo que culminaria com a criação do município de Araguaína. foi criado o município de Araguaína. A lei municipal nº 52 de 20 de julho de 1958. A primeira professora nomeada para o povoado. em local que denominaram "livre-nos Deus". com a chegada de João Batista da Silva e família. a fundação do município. o primeiro templo católico dedicado ao Sagrado Coração de Jesus. Poucos meses após a chegada da primeira família. pela lei estadual nº 2. o povoado Lontra passou a integrar-lhe. Sob a liderança dessas famílias foi erigido no povoado. foi Josefa Dias da Silva. que durou até o ano de 1925. nome cuja etnologia provém de Araguaia. No mesmo ano sua denominação foi mudada para povoado Araguaína. como atividade predominante. hoje Tocantinópolis. O povoado Lontra pertenceu inicialmente ao município de São Vicente do Araguaia. Rosalina de Jesus Batista e seus filhos do primeiro matrimônio/ do segundo casamento vieram 10 filhos entre os quais. autorizou o desmembramento do distrito de Araguaína. erroneamente. Foi nomeado como primeiro prefeito . numa pequena reserva sob a orientação da Fundação Nacional do Índio . Guilhermino Leal e José Lira e João Batista Carneiro.

nem provisoriamente. com a construção da rodovia Belém-Brasília. Então o Presidente do Brasil impôs ao Sr. sendo substituído por Henrique Ferreira de Oliveira. Raimundo Falcão Coelho. No período de 1960 a 1975. mas ganhou o carinhoso título de Capital Econômica do Estado. editada pela Americam Universities Field Staff. Também a instalação de faculdades na cidade impulsionou nos últimos tempos a iniciativa privada na construção civil. O autêntico desenvolvimento econômico-social do município começou na realidade a partir de 1960. O comércio e o DAIARA-Distrito Agro Industrial de Araguaína. Existe a ideia de que Araguaína é a capital do boi. Sanders. despertando interesse até no exterior. Porque com a existência dessa capital. mas a grande força de Araguaína não é só essa. Ainda na mesma data foram realizadas as primeiras eleições municipais. que não queria que nascesse uma capital de estado perto da cidade de Imperatriz do Maranhão. não foi escolhida devido a fatores geográficos. com indústrias e contando com 3 Frigoríficos de referência nacional sendo o Bertin. Araguaína é cercada de grandes. sociais e políticos. A repercussão desse desenvolvimento ultrapassou fronteiras do Estado e do País. que foi exonerado em 3 de outubro de 1960. que impulsionam o desenvolvimento econômico da cidade através da agricultura e da pecuária. Segundo pessoas ligadas ao ex-governador Siqueira Campos. por causa da influência do então Presidente do Brasil. Atualmente. Anápolis e Goiânia. Wilson Siqueira Campos. Araguaína era a quarta maior cidade do Estado de Goiás. sendo que em 1965 foi criada a indústria da Região norte a CIMBA-Companhia Industrial e Mercantil da Bacia Amazônica e em 1967 o primeiro frigorifico de Araguaína de propriedade do Grupo Boa Sorte e que até hoje é um dos maiores com capacidade de abate de 900 cabeças por dia. Imperatriz acabaria com o seu crescimento que ocorre há anos. a 8 de dezembro de 1988. então primeiro governador do Tocantins. sendo eleito para prefeito municipal Anatólio Dias Carneiro. Com a criação do estado de Tocantins em 1989.Casimiro Ferreira Soares. Na realidade. sendo atualmente a principal força econômica do Estado. de 1980 a 1986. em estudo publicado na revista Fieldstaff Reports. Por isso houve a criação de Palmas. médias e pequenas fazendas. A decisão causou revolta na cidade. Araguaína é um centro de referência em várias áreas e deverá ser por muito tempo a maior economia do Estado. Além disso. seria anunciada a cidade de Miracema como Capital provisória do recém-criado estado. o Minerva e o Boiforte. A "capital" do "Futuro". perdendo somente para Luziânia. envergariam tal título. Araguaína atingiu um estágio de desenvolvimento sem precedentes na história do Estado de Goiás. que já era forte. a abertura de faculdades e ampliação do número de cursos da Universidade Federal do Tocantins deram novo fôlego à economia local. Araguaína tornou-se a maior cidade do Estado e pretensa capital do Estado que estava nascendo. Assim. a escolha de outro lugar do novo estado. que pouco a pouco se acostumou a ser a Capital Econômica do Tocantins. o que fez com que a cidade crescesse exorbitantemente em relação às demais cidades próximas que eram maiores e mais antigas que ela. vol XV. Sobre o fenômeno escreveu o sociólogo americano Thomas G. REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS PLT Anhanguera 278 . para vice-prefeito Sr. José Sarney. nº 2. Siqueira Campos. resolveu que nenhuma das cidades a quem ele prometera que seriam Capital.

05.com.pnud.2012 http://hdr.05.shtml acesso em 19.05.br/brasilia-e-regiao/idh/ acesso em 11.com/paises/.org/en/reports/global/hdr2011/download/pt/18.05.br/atlas/ranking/IDHM%2091%2000%20Ranking%20decrescente%20(pelos%20d ados%20de%202000).05. SUA PESQUISA .http://www. Indústria e Comercio Exterior.org.terra.br/brasil/interna/0. 2008 – 2010. Nordhaus D.gov.2012 http://revistaescola.br acesso em 09. Economia 16 ª Edição PAGINAS ELETRONICAS: http://www. Paul.2012 . 08.2012 http//www. 05.pnud.2012 .comciencia.shtml acesso em 22.gov. WILLIAM.com.abril.undp..05.OI152578-EI306.2012 http://www.desenvolvimento.PNDU – Programa das Nações Unidas Para o Desenvolvimento.05. 2008 SAMUELSON.org.br/geografia/fundamentos/bric-qual-sua-importancia-economia-mundial480660.html.ibge. A.br. acesso em 07.2012 http://www.br/reportagens/universidades/uni03.05.xls http://www. BRASIL.2012 http://noticias.acesso 17.com.br acesso em 09.2012 www.00.05.suapesquisa. Ministério do Desenvolvimento.anuariododf.2012 IBGE / BC – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2009. acesso em 22.