Você está na página 1de 82
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 15° Legislatura 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 15° Legislatura 2009 - 2012

Relatório de Gestão do Mandato

FLORIANO PESARO

Vereador

15° Legislatura 2009 - 2012

Relatório de Gestão do Mandato

FLORIANO PESARO Vereador

Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012

2009 - 2012

Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Relatório de Gestão do Mandato FLORIANO PESARO Vereador 2009 - 2012
Realização Floriano Pesaro Vereador Líder da Bancada do PSDB Mendy Tal Chefe de Gabinete Equipe

Realização

Floriano Pesaro Vereador Líder da Bancada do PSDB

Mendy Tal Chefe de Gabinete

Equipe Editorial

Coordenação

Thais Barbosa Rodrigues Pereira Marina Amadeu Batista Bragante

Produção de Conteúdo

Thais Barbosa Rodrigues Pereira Bruna Borghetti Camara Ferreira Rosa

Equipe Técnica

Renata Colombini Puosso Fabíola Farias

Agradecimento a todos da equipe que contribuíram para a realização deste relatório.

ATUAR DE FORMA ÉTICA É SER

ÍNTEGRO, TRANSPARENTE E RESPONSÁVEL

NA RELAÇÃO COM A VERDADE

Vereador Floriano Pesaro PSDB
Vereador Floriano Pesaro
PSDB

Apresentação e Introdução

 

05

Por uma São Paulo para todos

07

A Equipe

 

13

Liderança da Bancada

 

16

Leis e Projetos

 

17

Emendas Parlamentares e

Indicações

35

Comissões e Frentes Parlamentares 44

Transparência

Financeira

46

Eventos

 

47

Publicações

 

49

Programa: Um dia com o

vereador

63

Números do mandato

 

65

Vereador 2.0

 

69

Palavras finais

 

73

Apresentação

Floriano Pesaro. Um jovem maduro de olhos sempre muito atentos, desperta

na gente a constatação de que o trabalho aguerrido, dinâmico, sério e de grande afinco

é uma missão.

Acompanho, não é de hoje, sua trajetória. Seu preparo técnico, sua capacidade de realização, lhe dá um reconhecimento de singular homem público, e um especial reconhecimento de toda nossa comunidade. Destaque, já na juventude, de um partido historicamente democrático, o PSDB, adensou sua propensão política durante os oito anos em que esteve à frente de cargos importantes, nos dois mandatos do presidente Fernando Henrique Cardoso. Foi ele

o responsável por coordenar a transição do Creduc (Programa de Crédito Educativo)

para o Fies (Programa de Financiamento Estudantil). E, logo depois, implantou o programa social pioneiro e inovador conhecido como Bolsa-Escola. Todos o conhecem hoje como Bolsa-Família, mas nem todos sabem que sua verdadeira origem foi o Bolsa-Escola que Floriano coordenou. Em 2003, já de volta a São Paulo, Floriano Pesaro foi convidado por Arnaldo Ma- deira e Geraldo Alckmin, chefe da Casa Civil e governador, respectivamente, para ser um “gerente do governo” como secretário adjunto da Casa Civil do Governo do Estado de São Paulo. Sob o comando de Arnaldo Madeira, Floriano coordenou a implantação de um conjunto de programas que visavam melhorar a gestão pública e dar maior efe- tividade às políticas públicas. Dois anos depois, em 2005, recebeu de José Serra a incumbência de assumir uma das pastas mais sensíveis à população carente: a Secretaria Municipal de Assis- tência e Desenvolvimento Social. E, mais uma vez, o trabalho foi conduzido de forma inovadora e com grande seriedade. Quem não ouviu falar da Campanha “Dê mais que esmola. Dê Futuro”? Respon- sável por uma mudança de paradigma em nossa cidade, despertou no cidadão paulis- tano a consciência sobre o impacto real da esmola na vida das crianças de rua. Quem na periferia desta grande cidade não conheceu – e muitos usufruíram – do mais importante programa de desenvolvimento social do País, o Ação Família – viver em comunidade, que retirou milhares de famílias da condição de pobreza extrema? São 17 anos de vida pública com a responsabilidade de quem não foge à luta, por isso, hoje, com este relatório de gestão em mãos, sou categórico em afirmar: não me surpreende ver Floriano Pesaro, líder de um dos partidos de maior representativida- de na nossa cidade, apresentar de maneira clara, objetiva e transparente sua prestação de contas. Mais que um dever, este relatório demonstra o compromisso público deste vere- ador com os cidadãos paulistanos. Como disse uma vez o Professor Reale: “Não é a vida que passa. Nós é que passamos por ela”. Sábia observação, à qual eu acrescento:

há pessoas que não passam simplesmente, mas que se deixam. E ao se deixarem, contribuem, de fato, com um mundo melhor. Com isto ganha São Paulo, ganha o Brasil.

José Gregori Secretário Especial de Direitos Humanos do Município de São Paulo

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

05
05

Introdução

Sobre o Relatório de Gestão

O documento que você tem em mãos é uma síntese do trabalho empreen- dido por mim e um conjunto de colaboradores entre 01 de janeiro de 2008 até 31 de maio de 2012 – período que compreende a maior parte do meu primeiro mandato como vereador da cidade de São Paulo. A transparência, além de guiar meu mandato, se reflete por meio de ações cotidianas de minha vida pública. Este Relatório de Gestão é resultado deste compro- misso com a ética, com a representatividade e com você. Nas próximas páginas, você encontrará os projetos de lei apresentados, as leis aprovadas, as comissões das quais participei, as realizações como líder da bancada do PSDB por dois anos consecutivos, as contas do gabinete, os artigos publicados, os compromissos e eventos, as bandeiras que defendo e também curiosidades sobre o mandato. Além de prestar contas a você, meu eleitor, este relatório é também uma forma para que você se aproxime ainda mais do mandato e contribua com suas sugestões, propostas e críticas.

Juntos, vamos mais longe. Juntos, faremos uma São Paulo melhor.

Boa Leitura!
Boa Leitura!
Câmara Municipal de São Paulo
Câmara Municipal de São Paulo

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

06
06

Por uma São Paulo para todos

Desde jovem, tive a certeza de que seria um homem público. Acredito que

a política está intimamente relacionada à capacidade de sonhar, bem como a de in-

terpretar sonhos coletivos. Ao longo dos meus 17 anos de trajetória como servidor público, transitei pelas três esferas do poder, sempre com essa convicção em mente. Em oito anos no Governo Federal, entre Casa Civil e Ministério da Educação, implantei o Programa de Financiamento Estudantil (Fies), possibilitando que jovens pobres cursassem o ensino superior; e o maior programa de transferência de renda da história do País, o Bolsa Escola Federal – que visava manter as crianças na escola com incentivo financeiro. Posteriormente, este programa foi transformado no Bolsa-

-Família. De volta a São Paulo, em 2002, fui secretário adjunto da Casa Civil, durante

a primeira gestão do governador Geraldo Alckmin, quando ajudei a desburocratizar e

modernizar o Estado por meio da Tecnologia da Informação. Em seguida, por suges- tão da professora Ruth Cardoso, fui nomeado secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social na gestão do prefeito José Serra. Na ocasião, tive a oportunidade de conhecer cada bairro, cada rua, cada córre- go, cada sofrimento, mas também, cada beleza e complexidade de nossa cidade. Neste momento, quando mais me aproximei da chamada “Terra da Garoa”, decidi dar outro passo: afastar-me pela primeira vez de um cargo executivo para en- frentar uma eleição. A esperança de melhoria de vida, que percebi em cada um dos paulistanos que conheci e reencontrei como secretário de Assistência, nutriu os meus sonhos. E assim, encontrei coragem para disputar as eleições de 2008. Após um processo eleitoral conturbado e uma exaustiva, mas gratificante, cam- panha, fui eleito vereador da cidade de São Paulo com 31.733 votos. O desafio era abandonar uma mentalidade executiva e dar conta de entender e promover mudanças importantes para nosso povo através do Poder Legislativo – que é, de fato, aquele que está mais próximo do cidadão. Logo nos primeiros meses, percebi que o caminho seria árduo. No entanto,

com determinação, força de vontade, concentração e mobilização, eu sabia que os resultados viriam. Atualmente, no último ano do meu primeiro mandato de vereador, como líder da bancada do PSDB na Câmara pelo segundo ano consecutivo, me sinto satisfeito em perceber o quanto realizamos. Consegui, junto com a minha equipe e uma série de colaboradores ímpares, ajudar a melhorar a cidade em que vivemos.

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

07
07

Por uma São Paulo para todos

“Agregar pessoas, valores e conhecimento para criar consensos e avançar, sempre guiado pelo tripé do Desenvolvimento Socio-Econômico-Ambiental”, foram as premissas que nortearam a minha gestão. Os resultados? Em pouco mais de três anos, foram 75 Projetos de Lei (PL) apresentados. Des- tes, 28 tornaram-se leis. Todos construídos e conquistados coletivamente. Cada cidadão que me procurou atuou em meu mandato direta ou indiretamen-

te. Seja através da participação presencial na Câmara – nas mais diversas comissões, reuniões, grupos de trabalho, me acompanhando no Programa “Um dia com o verea- dor” – ou à distância, por meio das redes sociais, onde tenho presença constante. Acredito que, por manter essa proximidade virtual, fui considerado um dos ve- readores que mais interagem com os cidadãos por meio das novas tecnologias. Foi o que demonstrou a pesquisa Político 2.0, da empresa especializada Mídia Log, que me aponta ainda como o vereador mais twitteiro de São Paulo. E isso não é propaganda,

é compromisso com a transparência, com a democracia. Por tudo isso, é impossível não agradecer aqui a todas as parcerias que torna- ram reais cada um desses projetos. Faço um agradecimento especial à Comunidade Judaica, que contribui sobremaneira para o desenvolvimento humano, do ponto de vista da educação, do esporte e da cultura. Aprendi muito no Legislativo. Nutri ainda mais as minhas esperanças e sonhos

e vi que ainda há muito a ser feito. Apesar de a caminhada ser longa, ela não será solitária. Somente juntos cons- truiremos uma sociedade mais justa. Uma sociedade capaz de transformar ideais em ações práticas que nos aproximem de um mundo melhor, no qual cada um de nós poderá alcançar seu potencial máximo. Pois, no final, é como eu sempre digo: se a cidade não for para todos, ela não será para ninguém.

a cidade não for para todos, ela não será para ninguém. RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO
a cidade não for para todos, ela não será para ninguém. RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

08
08

Por uma São Paulo para todos - Manifestos

Propostas para a cidade de São Paulo Eu acredito. Eu luto. Eu trabalho pelo FUTURO.

Acredito que a política está intimamente relacionada à capacidade de sonhar, bem como à de interpretar sonhos coletivos. Este é o primeiro passo para a prática. E eu sempre sonhei! Sonhos grandiosos, nos quais era possível enxergar tanto uma escola como uma cidade e um país mais justo, ético e saudável. Uma sociedade mais cidadã. No início eu não sabia como lidar com isso. Foram necessários anos de apren- dizagem para começar a transformar meus sonhos em ações coletivas.

Os Dez Mandamentos para uma Cidade Combalida, de Sérgio Kon:

* Sérgio Kon é arquiteto e artista gráfico, autor de “Imagem: Da Caverna ao Monitor, a Aventura Do Olhar.”

1.Serás um cidadão solidário; darás valor aos interesses coletivos; serás sensível às necessidades de teus semelhantes.

2.Não descuidarás de teu ambiente. Cuidarás de mantê-lo sempre limpo e seguro; nun- ca o poluirás e nunca deixarás que o degradem.

3.Não vilipendiarás o espaço público.

4.Obedecerás às leis, exigirás reformas, permanecerás crítico e ativo.

5.Respeitarás teu próximo e teu distante. Nada farás que incomodará a ti mesmo, como cidadão.

6.Exigirás teu lugar na tua cidade. Tomarás o espaço público também como teu.

7.Lutarás pela recuperação da paisagem natural de tua cidade.

8.Respeitarás o ambiente público como público. Exigirás das autoridades públicas o cumprimento dos deveres na fiscalização, manutenção e melhoria de tua cidade.

9.Circularás a pé pelo bairro onde moras e onde trabalhas. Frequentarás os bares, as lojas, os restaurantes, cinemas, teatros, museus, galerias. Privilegiarás a rua como lugar de passeio e convívio.

10.Nunca desistirás de tua cidade.

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

09
09

Por uma São Paulo para todos - Manifestos

Ao assumir os Dez Mandamentos de Sérgio Kon, tomo para mim a responsabili- dade de trabalhar para a cidade pensando exclusivamente no interesse público. Muitas vezes conflitante, o interesse público é o que favorece a maioria, respeitando os direi- tos da minoria.

1.Defendo uma cidade mais humana. Mais solidária. Mais justa. Uma cidade para to- dos, adotando o conceito do Desenho Universal. Luto por mais justiça social.

2.Defendo a permanência da campanha “Dê mais que esmola, dê futuro” como estraté- gia de mudança comportamental e ativismo voluntário contra o voluntarismo.

3.Defendo investimentos prioritários na melhoria das condições de habitabilidade: me- lhorar habitações precárias, reduzir habitações em áreas de risco, melhorar seu meio ambiente, preservar e despoluir represas e córregos, ampliar espaços de convivência

e de lazer.

4.Defendo a melhor utilização das ferramentas culturais e esportivas para ampliar a so- lidariedade, a convivência, a inclusão social e as oportunidades, bem como o combate

à violência e ao uso de drogas.

5.Defendo a desconcentração de serviços públicos governamentais e não governa- mentais, hoje muito concentrados nas regiões centrais da cidade.

6.Defendo a promoção, por meio de incentivos fiscais, do DELIS (Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável). Criação de incentivos para que as pessoas possam morar, estudar e trabalhar no mesmo território ou em áreas próximas.

7.Defendo políticas voltadas à saúde preventiva. Políticas que visem diminuir as de- mandas por serviços de saúde utilizando-se dos agentes de Saúde e agentes de Pro- teção Social.

8.Defendo a ampliação do número de agentes APS (Agentes de Proteção Social) e agentes de Saúde da Família e de Saúde da Rua.

9.Sou intransigente diante da discriminação, da violência moral, física e sexual contra seres humanos, em especial contra crianças, adolescentes, mulheres, negros e comu- nidade LGBT.

10.Defendo a ampliação da rede de proteção às crianças e adolescentes no atendi- mento pós-escola e em creches.

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

10
10

Por uma São Paulo para todos - Manifestos

11.Defendo a ampliação da rede de educação inclusiva para jovens e adultos (EJA) e supletivos. É inadmissível que em uma metrópole existam jovens e adultos analfabetos ou com déficit educacional.

12.Defendo estimular o microcrédito, o cooperativismo e o pequeno empresário com medidas de orientação profissional, qualificação, criação de micro e pequenas unida- des de produção e simplificação tributária e burocrática.

13.Sou comprometido com programas dirigidos a acolher todas as crianças que se en- contram nas ruas, sejam em trabalho infantil, sejam abandonadas por seus familiares.

14.Vou estimular a ampliação da rede de proteção aos idosos, com a criação de mais residências de longa permanência e de núcleos de atendimento dia e estimular a apli- cação do Estatuto do Idoso.

15.Vou estimular programas que fortaleçam famílias, vínculos familiares e suas comu- nidades.

16.Vou estimular a ampliação da rede de albergues para além das fronteiras do centro, envolvendo as áreas da Assistência, Trabalho, Educação e Saúde, especialmente a saúde mental.

17.Vou estimular a utilização de espaços sob viadutos como áreas de convivência es- portiva e cultural.

18.Incentivar projetos de comunidades protegidas em bairros residenciais.

19.Vou estimular o uso racional de bicicletas com a criação de ciclovias e bicicletários em pontos estratégicos da cidade.

20.Vou estimular a desconcentração de recursos orçamentários destinando-os priorita- riamente às regiões periféricas e mais empobrecidas. Concentrar recursos, programas, esforços e políticas públicas, das diversas secretarias, nas regiões de IPVS 5 e 6* (ex- trema pobreza).

21.Vou estimular a descentralização administrativa e política ampliando a participação e o controle social junto às Subprefeituras.

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

11
11

Por uma São Paulo para todos - Manifestos

22.Vou estimular a desburocratização e o uso intensivo de TI (Tecnologia da Informa- ção) como ferramentas essenciais de combate à corrupção e estímulo à fiscalização ágil, eficiente e produtiva, do governo pela sociedade.

23.Vou estimular a implantação de meios de comunicação e sinalização aos deficientes auditivos para a inclusão social deles na sociedade como um todo, inclusive no lazer, cultura e esporte, adaptando adequadamente os espaços municipais.

24.Defendo a ampliação da rede de atenção em saúde mental, principalmente para crianças e adolescentes que vivam em regiões carentes de serviços. Os transtornos mentais perfazem cerca de 14% da sobrecarga das doenças que afetam a humanida- de, mas recebem apenas 2% do que é direcionado para o financiamento da saúde.

2% do que é direcionado para o financiamento da saúde. RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO Vereador

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

12
12

A Equipe

Quando assumiu o primeiro mandato para um cargo eletivo, Floriano Pesaro sabia que os novos desafios seriam de natureza diversa dos que havia enfrentado até então. Para fazer frente a esta questão, o vereador procurou se cercar de pessoas que compreendessem a cidade sob diversos pontos de vista. Engajadas politicamente mas, acima de tudo, que tivessem competências técnicas adequadas e entendessem, de fato, o cotidiano parlamentar. Formou, então, um time diversificado com profissio- nais altamente qualificados. Recrutou jovens e também colaboradores mais maduros e experientes. Alguns freqüentaram as melhores universidades, outros conhecem pro- fundamente as comunidades mais carentes. Estava formado um fiel microcosmo da realidade paulistana, com as mais variadas colorações e olhares. E todos com ampla visão pública e disposição para o trabalho.

Ao longo de quase quatro anos, a equipe se renovou e agregou novos profis- sionais. Hoje, além dos assessores, o grupo conta com uma extensa rede de colabo- radores, o que faz com que o mandato tenha expertise em várias áreas do conheci- mento. Quem ganha com essa equipe de peso? A cidade, é claro.

RELAÇÃO COM A SOCIEDADE

GESTÃO E INFRA-ESTRUTURA

OBJETIVOS

OBJETIVOS

1.

Ampliar o escopo de atuação na sociedade

1.

Ampliar escopo de atuação na sociedade

2.

Aproximar o mandato dos setores sociais

2.

Dar suporte ao trabalho legislativo

3.

Identificar as demandas para a ação

3.

Acompanhar o processo legislativo

legislativa

4.

Subsidiar técnica e cientificamente a ação

4. Sensibilizar os cidadãos para a prática da democracia

5. Fortalecer a atuação partidária

parlamentar

ÁREAS DE ATUAÇÃO

ÁREAS DE ATUAÇÃO

1.

Agenda do vereador

1.

Comunidade Judaica

2.

Infraestrutura de eventos e publicações

2.

Organizações Não Governamentais

3.

Expediente do gabinete

3.

Políticas Públicas Zona Leste

4.

Telefonia externo

4.

Frente Parlamentar MEI

5.

Telefonia vereador

5.

Demandas da sociedade

6.

Recepção / Atendimento

6.

Contato com lideranças políticas

7.

Motorista

7.

Segmento das emendas orçamentárias

8.

Chefe de Gabinete

COMUNICAÇÃO E IMPRENSA

OBJETIVOS

1. Comunicação interna: dar visibilidade do

mandato por meio dos veículos de comunicação

2. Comunicação externa: dar conhecimento das infor-

mações e unificar linguagem

3.

Produzir publicações dirigidas

4.

Fazer do vereador referência dos assuntos

determinados

ÁREAS DE ATUAÇÃO

1.

Criança, Adolescente e Juventude

2.

Finanças e Orçamentos

3.

Frentes Parlamentares

4.

Eventos Técnicos e Científicos

5.

Plenário e Comissões

6.

Pesquisa Temática

7.

Publicações - Equipe de Comunicação

TECNICO LEGISLATIVO

OBJETIVOS

1. Elaboração legislativa

2. Dar suporte ao trabalho legislativo

3. Acompanhar o processo legislativo

4. Subsidiar técnicas de ação parlamentar

ÁREAS DE ATUAÇÃO Comissões Técnicas (Constituição, Justiça e Legislação Participativa, Finanças e Orçamento, Saúde, Promoção Social, Trabalho e Mulher, Criança, Adolescente e Juventude, Meio Ambiente). CPI Pedofilia e CPI Belas Artes.

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

13
13

A Equipe

TRABALHAM NO GABINETE

TRABALHAM NO GABINETE

Mendy Tal Anna Maria Azevedo Breno Siviero Bruna Borghetti Cristina Furlani Domenica Venancio Ester Tarandach Fernanda Jimenez Jefferson Fernandes José Ramos

Tarandach Fernanda Jimenez Jefferson Fernandes José Ramos Juliana Pereira Marilda Soller Marina Bragante Mércia
Tarandach Fernanda Jimenez Jefferson Fernandes José Ramos Juliana Pereira Marilda Soller Marina Bragante Mércia
Tarandach Fernanda Jimenez Jefferson Fernandes José Ramos Juliana Pereira Marilda Soller Marina Bragante Mércia
Tarandach Fernanda Jimenez Jefferson Fernandes José Ramos Juliana Pereira Marilda Soller Marina Bragante Mércia
Tarandach Fernanda Jimenez Jefferson Fernandes José Ramos Juliana Pereira Marilda Soller Marina Bragante Mércia
Tarandach Fernanda Jimenez Jefferson Fernandes José Ramos Juliana Pereira Marilda Soller Marina Bragante Mércia
Tarandach Fernanda Jimenez Jefferson Fernandes José Ramos Juliana Pereira Marilda Soller Marina Bragante Mércia
Tarandach Fernanda Jimenez Jefferson Fernandes José Ramos Juliana Pereira Marilda Soller Marina Bragante Mércia
Tarandach Fernanda Jimenez Jefferson Fernandes José Ramos Juliana Pereira Marilda Soller Marina Bragante Mércia
Tarandach Fernanda Jimenez Jefferson Fernandes José Ramos Juliana Pereira Marilda Soller Marina Bragante Mércia
Tarandach Fernanda Jimenez Jefferson Fernandes José Ramos Juliana Pereira Marilda Soller Marina Bragante Mércia
Tarandach Fernanda Jimenez Jefferson Fernandes José Ramos Juliana Pereira Marilda Soller Marina Bragante Mércia

Juliana Pereira Marilda Soller Marina Bragante Mércia Dourado Paulo Uehara Regina Otsuji Renata Colombini Sandro Kuschnir Thais Pareira Thalita de Jesus Valter Delfino Marina Bragante Mércia Dourado Paulo Uehara Regina Otsuji Renata Colombini Sandro Kuschnir Thais Pareira Thalita de

Kuschnir Thais Pareira Thalita de Jesus Valter Delfino TRABALHARAM CONOSCO TRABALHARAM CONOSCO Adriana Palheta Ana
Kuschnir Thais Pareira Thalita de Jesus Valter Delfino TRABALHARAM CONOSCO TRABALHARAM CONOSCO Adriana Palheta Ana
Kuschnir Thais Pareira Thalita de Jesus Valter Delfino TRABALHARAM CONOSCO TRABALHARAM CONOSCO Adriana Palheta Ana
Kuschnir Thais Pareira Thalita de Jesus Valter Delfino TRABALHARAM CONOSCO TRABALHARAM CONOSCO Adriana Palheta Ana
Kuschnir Thais Pareira Thalita de Jesus Valter Delfino TRABALHARAM CONOSCO TRABALHARAM CONOSCO Adriana Palheta Ana
Kuschnir Thais Pareira Thalita de Jesus Valter Delfino TRABALHARAM CONOSCO TRABALHARAM CONOSCO Adriana Palheta Ana
Kuschnir Thais Pareira Thalita de Jesus Valter Delfino TRABALHARAM CONOSCO TRABALHARAM CONOSCO Adriana Palheta Ana
Kuschnir Thais Pareira Thalita de Jesus Valter Delfino TRABALHARAM CONOSCO TRABALHARAM CONOSCO Adriana Palheta Ana

TRABALHARAM CONOSCO

TRABALHARAM CONOSCO

Adriana Palheta Ana Noemi Andreia Ferreira André Kim Audrey Danezi Beatriz Vasconcelos Carina Rabelo Claudia Varella Edson Nunes Everton Zanella

Gabriel Carmona Juliana Matheus João das Chagas Luciano Henrique da Costa Luis Sobral Paula Galeano Priscilla de Carvalho Silvio Bianchi Vivian Satiro

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

14
14

Liderança da Bancada

PSDB: liderança revigorada na Câmara Municipal

Nos dois últimos anos de seu mandato, o vereador Floriano Pesaro foi eleito

– por unanimidade – líder da bancada do PSDB na Câmara Municipal de São Paulo.

O fato chama atenção não só pelo seu “ineditismo” – dificilmente parlamentares em

primeiro mandato são conduzidos à liderança dos partidos – como também pelas ino- vações implantadas pelo vereador Floriano.

A bancada do PSDB teve uma atuação ativa e importante em 2011 e 2012, e

o apoio da liderança aos trabalhos dos vereadores tucanos foi revigorado nos últimos dois anos. Na área da comunicação, iniciativas inéditas colocaram a Liderança do

PSDB num novo patamar de interação com os militantes, as instâncias partidárias e os eleitores. Foi criado um boletim informativo da Liderança do PSDB, um instrumento de co- municação em versão impressa e virtual, distribuído aos militantes do partido, conten- do as principais realizações dos mandatos individuais, bem como informações sobre a atuação política da bancada na Câmara. Além disso, a bancada passou a ter perfis em redes sociais, como Facebook e Twitter, com atualização diária, dando total transparência à atuação dos vereadores do partido. Qualquer pessoa pode segui-los para acompanhar em tempo real as ativida- des de todos os vereadores do PSDB, dentro e fora do prédio da Câmara.

O trabalho técnico de acompanhamento da tramitação de projetos, bem como

do trabalho das comissões e sessões plenárias foi reformatado, fornecendo aos verea- dores apoio durante as reuniões, além de notas técnicas aprofundadas sobre os temas em debate na Casa, como Ficha Limpa, mudanças climáticas, Política Municipal de Resíduos Sólidos, mini-reforma tributária, proibição de sacolas plásticas no comércio,

Política Municipal de Transparência Pública, entre outros.

A atuação política da bancada também foi intensa neste ano. O posicionamento

dos vereadores tucanos contra a doação de área pública para a construção do Instituto Lula foi fundamental para enriquecer o debate e questionar, além da cessão do espa- ço, a privatização da democracia brasileira por uma vertente político-partidária.

Entre outros encontros, a bancada recebeu, numa iniciativa inédita, o gover- nador Geraldo Alckmin, para falar sobre os investimentos do Executivo estadual na capital. Além disso, promoveu encontros com o presidente estadual do partido Pedro Tobias, com os quatro pré-candidatos do PSDB à Prefeitura de São Paulo e atuou de forma intensa em parceria com o presidente municipal do PSDB, Julio Semeghini, além de toda a Executiva Municipal, de forma a fortalecer a atuação partidária, em especial no que se refere ao processo de prévias partidárias em curso. Por sugestão da ban- cada a realização das primeiras prévias partidárias, que homologou o nome de José Serra à prefeitura de São Paulo ocorreu na Câmara Municipal.

A bancada sintonizou-se com todas as instâncias partidárias. Apoiou as prévias,

ajudou na mobilização das bases e, ao mesmo tempo, trabalhou incansavelmente na

defesa das ideias e propostas tucanas no Legislativo Municipal.

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

16
16

Leis e Projetos

A Câmara Municipal de São Paulo representa o Poder Legislativo no mu-

nicípio. É um órgão público, independente, no qual 55 vereadores são eleitos com a função de elaborar as leis da cidade, fiscalizar os trabalhos do Poder Executivo (Prefei-

tura) e sugerir ações visando melhorias para a população.

Fique sabendo: Projetos de Lei

O projeto de lei é a matéria legislativa analisada pela Câmara e sujeita à sanção do prefeito.

A iniciativa dos projetos de lei cabe:

1) À Mesa da Câmara 2) Ao prefeito 3) Ao vereador 4) Às comissões permanentes 5) Aos cidadãos por meio da iniciativa popular e de projetos de lei de interesse específico do município, da cidade ou de bairros, e de manifes- tação de, pelo menos, 5% do eleitorado.

O SEU VEREADOR

o dia 31 de maio de 2012, já ha-

via apresentado 75 projetos de lei des- tes 28 tornaram-se leis.

*Incluídas, as emendas à Lei Orgânica, resoluções e decretos legislativos.

até

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

17
17

Leis e Projetos

Leis:

Conheça as leis aprovadas e os projetos apresentados no primeiro mandato do verea- dor Floriano Pesaro organizadas por eixo temático:

Tema: Assistência Social

(Palavras-chave: Comércio justo/solidário, arte, cultura, esporte, lazer, ludicidade, tarifa reduzida para estudantes, transporte público/coletivo, orçamento, clube escola, 5% do orçamento para assistência social, inclusão, pessoas com deficiência, LIBRAS, acessibilidade)

1.Lei: 14.949/2009 – Comércio Solidário

O que significa: Institucionaliza o Progra- ma de Incentivo à Rede de Comércio Soli- dário da cidade de São Paulo, com o obje- tivo de contribuir para o fortalecimento das organizações sociais, usuários dos servi- ços de assistência social e inclusão social e produtiva. Estabelecendo diretrizes e es- tratégias. Notas Ténicas: Dá perenidade ao Progra- ma Roda da Cidadania – Rede de Comér- cio Solidário, instituído pelo Decreto nº 49.257, de 27 de fevereiro de 2008. (Pro- jeto de Lei nº 141/2009).

2.Projeto de Emenda à Lei Orgânica:

02/2009 – 5% do orçamento para Promoção e Assistência Social

O que significa: Emenda à Lei Orgânica do Município determinando a aplicação de 5% do orçamento para a área de Promo- ção e Assistência Social. O projeto prevê que a aplicação da verba deverá ser gra- dativa, atingindo patamar mínimo de 5% em 5 anos.

3.Projeto de Lei: 387/2009 – Anúncios Publicitários

O que significa: Estabelece normas sobre

a ordenação dos elementos que compõem

a paisagem urbana do município de São Paulo, a fim de reservar espaço nos anún- cios publicitários sobre assuntos de inte- resse social. Notas Técnicas: Acrescenta parágrafo úni- co ao art. 21 da Lei nº 14.223, de 26 de setembro de 2006. (Legislação municipal relativa à paisagem urbana)

4.Projeto de Lei: 235/2010 – Tarifa Reduzida no Transporte Público

O que significa: Institui a Política de Tari- fa Reduzida no Transporte Coletivo Urba- no Público Municipal a estudantes. Pela proposta, a redução da tarifa será esten- dida às pessoas matriculadas em cursos de educação presencial do Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos (Mova); em aulas de ensino técnico e profissiona- lizante e em atividades ou programas ofe- recidos pelo Poder Público Municipal com

a finalidade de inclusão social de crianças, adolescentes e jovens. O objetivo é, por meio do benefício, reduzir a evasão esco- lar. (Com coautor).

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

18
18

Leis e Projetos

Tema: Assistência Social

5.Projeto de Lei: 273/2010 – Clube Escola

O que significa: Institui o Programa Clube Escola, que tem como objetivo oferecer ao munícipe em idade escolar a oportunidade de participar de atividades esportivas, re- creativas e de lazer.

Notas Técnicas: Dá perenidade ao Progra- ma Clube Escola instituído no município de São Paulo através do Decreto nº 48.392, de 29 de maio de 2007. (Com coautores).

Projeto de Resolução

Regula matéria político-administrativa da Câ- mara. Exemplos: assuntos de economia interna da Câmara; perda de mandato de vereador; des- tituição da Mesa ou qualquer de seus membros; fixação de remuneração dos vereadores; Regimento Interno. Não se sujeita a sanção do prefeito, é promulga- do pelo presidente da Câmara.

6.Projeto de Lei: 377/2010 – Ludicidade

O que significa: Institui o programa Ludici-

dade - Arte, Cultura e Esporte no município de São Paulo a ser desenvolvido pelo Po- der Executivo, com o objetivo de promover

e garantir o acesso de todos os munícipes que se encontrem em situação de vulne-

rabilidade e riscos sociais e pessoais, às atividades esportivas, de lazer, recreação

e cultura, tais como teatros, cinemas,

shows, parques, eventos e atividades cul- turais e esportivas.

Notas Técnicas: Dá perenidade ao Progra- ma Ludicidade - Arte, Cultura e Esporte, instituído pelo Decreto nº 49.032, de 10 de dezembro de 2007.

7.Projeto de Lei: 265/2012 - Política Mu- nicipal sobre LIBRAS

O que significa: Estabelece diretrizes para

a Política Municipal sobre a Utilização da

Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS, e dá outras providências.

FIQUE ATENTO!!!

No site florianopesaro.com.br é possível dar sua opinião sobre os projetos do prefeito e apresentar a sua sugestão de projeto de lei. Uma forma prática e eficiente de se posicionar sobre as questões da cidade e mostrar como gostaria que seu vereador votasse e atuasse.

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

19
19

Leis e Projetos

Tema: Comunidade Judaica

(Palavras-chave: Holocausto, Chanuká, Rosh Hashaná, Rebe de Lubavitch)

1.Lei: 15.059/2009 – Memória às Vítimas do Holocausto.

O que significa: Inclui no Calendário Oficial

da cidade de São Paulo o Dia em Memória às Vítimas do Holocausto, a ser celebrado anualmente no dia 27 de janeiro. A data já foi instituída, em 2005, pela Assembléia Geral das Nações Unidas como o Dia Mun- dial da lembrança do Holocausto, em me- mória aos 6 milhões de judeus vítimas da exterminação nazista. No dia 27 de janeiro de 1945, os soviéticos liberaram os presos do campo de concentração de Auschwitz – Birkenau, na Polônia.

Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de

19 de julho de 2007. (Legislação municipal

relativa a Datas Comemorativas, Eventos

e Feriados).

(Projeto de Lei nº PL 129/2009).

2.Lei: 15.285/2010 – Rebe de Lubavitch Movimento Chabad.

O que significa: Inclui no Calendário Ofi-

cial de eventos da cidade de São Paulo

o Dia do Ensino e Participação Coletiva

inspirados na obra do Rebe de Lubavitch

– Movimento Chabad.

Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de

19 de julho de 2007. (Legislação municipal

relativa a Datas Comemorativas, Eventos

e Feriados).

(Projeto de Lei nº 71/2010).

3.Lei: 15.297/2010 – Rosh Hashaná

O que significa: Inclui no Calendário Oficial de eventos da cidade de São Paulo a co- memoração do Rosh Hashaná – Ano Novo Judaico.

Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de

19 de julho de 2007. (Legislação municipal

relativa a Datas Comemorativas, Eventos

e Feriados).

(Projeto de Lei nº 568/2009).

4.Lei: 15.293/2010 – Chanuká

O que significa: Inclui no Calendário Ofi- cial de Eventos da Cidade de São Paulo a comemoração da Festa das Luzes - Cha- nuká, a ser comemorado anualmente no mês de dezembro.

Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de

19 de julho de 2007. (Legislação municipal

relativa a Datas Comemorativas, Eventos

e Feriados).

(Projeto de Lei nº 567/2009).

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

20
20

Leis e Projetos

Tema: Criança, Adolescente e Juventude

(Palavras-chave: Trabalho infantil, Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA, cidadania, educa- ção, exploração sexual, assistência social, prostituição infantil, denúncia a abusos contra crian- ças e adolescentes)

1.Lei: 15.276/ 2010 – Erradicação do Trabalho Infantil

O que significa: Estabelece diretrizes para

a Política Municipal de Prevenção e Erra-

dicação do Trabalho Infantil e suas Piores Formas, como objetivos ou ações para a proteção de crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil, especialmen- te nas formas consideradas como peno- sas, insalubres e perigosas.

Notas

388/2009).

Técnicas:

(Projeto

de

Lei

2.Projeto de Lei: 390/2009 – DISCA

O que significa: Estabelece objetivos e di-

retrizes para a instituição do Serviço de De- núncia de Violação dos Direitos da Criança

e do Adolescente (DISCA), no município.

Notas Técnicas: Foi aprovado em 1ª vota- ção dia 10/03/2010. (Com coautor).

3.Projeto de Lei: 265/2010 – Combate ao Trabalho Infantil

O que significa: Dispõe sobre medidas administrativas e penalidades impostas

àqueles que praticam a exploração do tra- balho infantil. Obriga os donos de estabe- lecimentos comerciais a instalar placa in- dicativa com informações sobre os danos causados pela exploração do trabalho in- fantil e com o Disque Denúncia Nacional

– DDN 100. (Com coautor).

4.Projeto de Lei: 413/2010 – Exploração Sexual

O que significa: Determina a fixação de placa de advertência sobre a exploração sexual de crianças e adolescentes, com os dizeres: “Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é Crime! Denuncie! Ligue para o Disque 100 e faça sua denúncia!” e estabelece multas em caso de descumpri- mento. (Com coautor).

5.Projeto de Lei: 604/2011 – Prevenção à Gravidez adolescente não planejada

O que significa: Inclui no Calendário Oficial da cidade de São Paulo o Dia de Preven- ção à Gravidez Adolescente não Planeja- da, a ser comemorado no dia 12 de outu- bro e dá outras providências.

Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de 19 de julho de 2007. (Legislação municipal relativa a Datas Comemorativas, Eventos e Feriados).

Fique Atento!!!

Incluir um dia, uma festa ou um evento no Calendário Oficial da cidade, significa ter um dia de reflexão, debate, comemoração ou avaliação da política pública.

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

21
21

Leis e Projetos

Tema: Cultura

(Palavras-chave: Virada Cultural, orçamento, plano plurianual, arte, futebol, museu, Achiropita, Bixiga, desfile, moda)

1.Lei: 14.970/2009 – Nossa Senhora Achiropita

O que significa: Inclui no Calendário Ofi-

cial de eventos da cidade de São Paulo a comemoração do Dia de Nossa Senhora Achiropita, a ser celebrado, anualmente, no mês de agosto, com a tradicional festa no bairro do Bixiga.

Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de 19 de julho de 2007. (Legislação municipal relativa a Datas Comemorativas, Eventos e Feriados). (Projeto de Lei 144/2009).

2. Lei: 15.522/2012 – Marcos Históricos do Futebol Brasileiro

O que significa: o Dia em Memória ao Fu-

tebol Brasileiro, a ser comemorado no dia 24 de novembro, dia do nascimento de Charles Miller, que introduziu o esporte sob regras no Brasil, e cuja celebração visa perpetuar os marcos históricos do futebol brasileiro formados pela antiga Várzea do Carmo, área entre as ruas do Gasômetro e Santa Rosa, local do primei- ro jogo sob regras, Rua Três Rios, área do Colégio Santa Inês, local do primeiro campo exclusivo para a prática do futebol, Rua Visconde de Ouro Preto, onde se lo- caliza o Clube Atlético São Paulo - SPAC, o primeiro clube de São Paulo, cuja equipe foi a primeira campeã de uma competição oficial no Brasil, área em tor- no da Praça Roosevelt, local do primeiro estádio de futebol,

o antigo Velódromo, entre as ruas Nestor

Pestana e Consolação, e o Museu do Fu- tebol, localizado na Praça Charles Miller, que é o primeiro museu público exclusivo em prol da memória do futebol brasileiro.

Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de

19 de julho de 2007. (Legislação municipal

relativa a Datas Comemorativas, Eventos

e Feriados). (Projeto de Lei 474/2011).

3.Projeto de Emenda à Lei Orgânica:

2/2010 – Plano Plurianual de Cultura

O que significa: Estabelece o Plano Plu-

rianual de Cultura. Notas Técnicas: Acrescenta parágrafo único ao art. 193 da Lei Orgânica do mu- nicípio de São Paulo.

4.Lei: 15.339/2010 – Moda Casa de Criadores.

O que significa: Inclui no Calendário Ofi-

cial de Eventos da Cidade de São Paulo o Evento de Moda Casa de Criadores, a ser comemorado semestralmente nas últimas semanas de maio e novembro, respecti- vamente.

Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de

19 de julho de 2007. (Legislação municipal

relativa a Datas Comemorativas, Eventos

e Feriados). (Projeto de Lei nº 250/2010).

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

22
22

Leis e Projetos

Tema: Cultura

5.Projeto de Lei: 247/2011 – Virada Cultural

O que significa: Inclui no Calendário Oficial

de eventos da cidade de São Paulo a “Vira- da Cultural”, a ser comemorada anualmen- te, em um dos finais de semana do mês de maio, e dá outras providências. Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de 19 de julho de 2007. (Legislação municipal relativa a Datas Comemorativas, Eventos e Feriados).

6.Projeto de Lei: 489/2011 – Artistas de Rua

O que significa: Dispõe sobre a apresenta-

ção de artistas de rua nos logradouros pú- blicos do município de São Paulo, garatin- do o direito constitucional a expressão da atividade artística.

7.Projeto de Lei: 564/2011 – Dia do Desfile Cívico Militar da Vila Santa Catarina.

O que significa: Inclui no Calendário Ofi-

cial de eventos da cidade de São Paulo o Dia do Desfile Cívico Militar da Vila Santa Catarina, a ser comemorado no segundo sábado do mês de setembro, e dá outras providências.

Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de

19 de julho de 2007. (Legislação municipal

relativa a Datas Comemorativas, Eventos

e Feriados).

8.Projeto de Lei: 603/2011 – Fashion Mob

O que significa: Inclui no Calendário Ofi-

cial de eventos da cidade de São Paulo o

Evento de Moda de Moda “Fashion Mob”,

a ser comemorado no mês de dezembro, e dá outras providências.

Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de

19 de julho de 2007. (Legislação municipal

relativa a Datas Comemorativas, Eventos

e Feriados).

Tema: Educação

(Palavras-chave: educação inclusiva, pessoa com deficiência, comunidade judaica, holocausto, Estatuto da Criança e Adolescente, qualidade de ensino, Programa Inclui)

1.Lei: 15.034/2009 – Educação Inclusiva

O que significa: Inclui no Calendário Oficial de eventos da cidade de São Paulo o Dia de

Luta pela Educação Inclusiva

Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de 19 de julho de 2007. (Projeto de Lei nº

229/2009).

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

23
23

Leis e Projetos

Tema: Educação

2.Projeto de Lei: 112/2009 – Holocausto

O que significa: Inclui o tema do Holocaus-

to na disciplina de História da rede muni-

cipal de ensino, em consonância à resolu- ção adotada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2005, de preservação da memória do Holocausto.

3.Projeto de Lei: 389/09 – ECA nas escolas

O que significa: Dispõe sobre a inclusão de

conteúdo que trate dos direitos das crian-

ças e dos adolescentes na grade curricular do ensino fundamental, e dá outras provi- dências.

4.Projeto de Lei: 95/2011 – Programa Inclui

O que significa: Institui o Programa Inclui, que destina-se ao atendimento dos alunos, matriculados nas unidades educacionais da rede municipal de ensino, que apresen- tem quadros de deficiência, transtornos globais do desenvolvimento - TGD e altas habilidades/superdotação, na perspectiva da construção e consolidação de um siste- ma educacional inclusivo.

Notas Técnicas: Dá perenidade ao Pro- grama INCLUI, instituído pelo Decreto nº 51.778, de 14 de setembro de 2010, e dá outras providências.

Tema: Gestão Pública

(Palavras-chave: administração pública, transparência, dados abertos, corrupção, gestão de quali- dade, burocracia, orçamento, gestão de recursos humanos, treinamento, capacitação de funcioná- rio público, servidor público, funcionário público, ficha limpa, zeladoria urbana, serviços, controle social, GPS, microempresa)

1.Emenda à Lei Orgânica: 35/2012 – Ficha Limpa

O que significa: Institui na Lei Orgânica do Município, o Ficha Limpa municipal, vedan- do a designação ou nomeação aos cargos da administração municipal. Proíbe a no- meação para cargo em comissão pela ad- ministração pública, direta e indireta,

à CMSP e ao TCM, de indivíduos conside- rados inelegíveis em razão da prática de atos considerados ilícitos, nos termos da Lei federal. Visa garantir que o servidor res- ponsável por cuidar da coisa pública atue com o máximo de lisura e eficiência.

Notas Técnicas: Acrescenta dispositivos à Lei Orgânica do Município. (Projeto de Emenda à Lei Orgânica nº 12/2011).

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

24
24

Leis e Projetos

Tema: Gestão Pública

3.Lei: 15.464/2011 – Selo FSC

O que significa: Dispõe sobre a aquisição,

pelos órgãos da administração direta e in- direta do município, de papéis com certifi- cação que comprove que a madeira utiliza- da na sua fabricação é oriunda de plano de manejo florestal sustentável devidamente aprovado pelo órgão ambiental competen- te. (Projeto de Lei 491/2010).

O SEU VEREADOR em 2011, participou do Prêmio Boas Práticas Legislativas (1ª edição) e foi
O SEU VEREADOR
em
2011, participou do Prêmio
Boas Práticas Legislativas (1ª
edição) e foi vencedor na catego-
ria “Inovação”, por causa da Lei
15.464/ 2011.

2.Projeto de emenda à Lei Orgânica:

10/2010 – Gestão de Pessoas

O que significa: Inclui no orçamento recur-

sos destinados à gestão de pessoas para treinamento e atualização de servidores. Notas Técnicas: Acrescenta § 5º ao artigo 143 do Capítulo VII do Título IV da Lei Or-

gânica do Município.

3.Projeto de Lei: 63/2011 – GPS Zelado- ria Urbana

O que significa: Dispõe sobre a obrigatorie-

dade de implantação de sistemas de moni- toramento e gestão nos veículos utilizados nos serviços de zeladoria urbana e dá ou- tras providências.

4.Projeto de Lei: 292/2011 – Qualidade na Gestão Pública

O que significa: Institui a Política de qua- lidade na gestão, cuja implantação será pautada por diretrizes e indicadores es- tratégicos que visem modernizar a gestão pública e garantir a excelência no atendi- mento ao cidadão.

5.Projeto de Lei: 301/2011 – Dados Abertos (Transparência na Gestão)

O que significa: Institui a Política Municipal

de Dados Abertos e acesso à informação na Administração Pública direta e indireta, no Tribunal de Contas, e na Câmara Muni-

cipal de São Paulo, e dá outras providên- cias.

Notas Técnicas: Apensado ao PL nº 226/2011. Aprovado em 1ª votação no dia 02/08/2011. (Com coautores.)

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

25
25

Leis e Projetos

Tema: Idosos

(Palavras-chave: terceira idade, melhor idade, envelhecimento saudável)

1.Projeto de Lei: 55/2012 – Envelhecimento Saudável

O que significa: Estabelece diretrizes para a Política Municipal de Promoção da Saúde

do Idoso e Envelhecimento Saudável, priorizando a saúde preventiva e a qualidade de vida.

Tema: Infraestrutura Urbana

(Palavras-chave: floreira, mobiliário urbano, danos ao patrimônio público, habitação social, segu- rança, concessionárias, permissionárias)

1.Lei: 15.147/2010– Estação Rádio Base (Projeto de todos os vereadores).

O que significa: Dispõe sobre a instalação

de Estação Rádio-Base no município de São Paulo.

Notas Técnicas: Altera o artigo 18 da Lei 13.756, de 16 de janeiro de 2004. (Projeto de Lei nº 581/2008).

2.Projeto de Lei: 457/2008 – Danos em Logradouros Públicos

O que significa: Todas as interferências para reparos, manutenções, melhorias e/ ou ampliação de serviços das concessio- nárias e permissionárias de serviços pú- blicos ou de utilidade pública, a elas equi- paradas, que causem danos a calçadas e passeios públicos, são de inteira e exclusi- va responsabilidade das concessionárias, permissionárias ou equiparadas. Notas Técnicas: Altera as leis 10.508/1988, 11.403/1993 e a 13.614/2003; no disposto à execução de serviços que causem danos

aos passeios públicos pela concessioná- rias e similares. Aprovado em 1ª votação 26/05/2010. (Com coautores.)

3.Projeto de Lei: 449/2009 – Instalação de aparatos de segurança

O que significa: Instalação de Floreiras de

Concreto Armado. Dispõe sobre a colocação de floreiras de concreto armado nas calçadas fronteiriças de templos, instituições religiosas, cultu- rais, assistenciais, esportivas e de lazer para fins de proteção e segurança, e dá outras providências. (Com coautor.)

4.Projeto de Lei: 209/2011 – Readequa- ções de Habitação de Interesse Social

O que significa: Institui as Diretrizes Bási-

cas para a Readequação e Reaproveita- mento de Edificações Verticais de Interes- se Social no Município de São Paulo e dá outras providências. (Com coautor.)

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

26
26

Leis e Projetos

Tema: Justiça Social

(Palavras-chave: Direitos Humanos, discriminação, preconceito, igualdade, diversidade, racismo, homofobia, intolerância, antissemitismo)

1.Projeto de Lei: 497/2009 – Discrimina- ção

O que significa: Dispõe sobre a vedação de práticas discriminatórias em estabeleci-

mentos comerciais, industriais, de serviços

e similares, por motivos de raça, etnia, de-

ficiência, religião, gênero, orientação sexu- al, classe social, e contra idosos.

2.Projeto de Lei: 54/2012 – Contra a Pena de Morte

O que significa: Inclui no Calendário Oficial de eventos da cidade de São Paulo o Dia das Cidades pela Vida, Contra a Pena de Morte a ser comemorado no dia 30 de no- vembro, e dá outras providências. Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de 19 de julho de 2007. (Legislação municipal relativa a Datas Comemorativas, Eventos

e Feriados).

O SEU VEREADOR

eleito representante dos par-

lamentares judeus da América La- tina no World Jewish Congress, em Jerusalém. Em 2011, o grupo se

reuniu na sede da ONU, em Nova Iorque.

foi

3.Projeto de Lei: 128/2012 – Combate à Homofobia

O que significa: Inclui no Calendário Oficial

da cidade o Dia de Combate à Homofobia,

a ser comemorado no dia 17 de maio, e dá outras providências.

Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de 19 de julho de 2007. (Legislação municipal relativa à Datas Comemorativas, Eventos

e Feriados).

4. Projeto de Lei: 390/2008 - Atos de dis- criminação no Sistema de Informação para Vigilância de Violência e Acidentes

O que significa: Disciplina informações so-

bre atos de violência e maus tratos come- tidos contra idosos, crianças e adolescen- tes, mulheres, negros e população GLBT no sistema de informação para a vigilância de violências e acidentes - SIVVA do muni- cípio de São Paulo, e dá outras providên- cias.

5.Projeto de Lei: 179/2012 – Tolerância Entre os Povos

O que significa: Inclui no Calendário Oficial

da cidade o Dia Maçônico da Tolerância entre os povos, raças e religiões, a ser co- memorado no dia 18 de abril, e dá outras

providências. Notas Técnicas: Altera a Lei nº 14.485, de 19 de julho de 2007. (Legis- lação municipal relativa a Datas Comemo- rativas, Eventos e Feriados).

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

27
27

Leis e Projetos

Tema: Meio Ambiente

(Palavras-chave: Resíduos sólidos, lixo, lixo eletrônico, sacolas plásticas, reciclagem, poluição, poluição sonora, barulho, PSIU, coleta de lixo, licitação sustentável, logística reversa, madeira certificada, plano de manejo)

1.Lei: 15.092/ 2010 – Coleta de Lixo

O que significa: Determina que as conces-

sionárias de serviço de recolhimento de lixo

informem aos usuários os horários de co- leta.

Notas Técnicas: Acrescenta o inciso VII ao art. 34 e o inciso V ao art. 69, ambos da Lei nº 13.478, de 30 de dezembro de 2002. (Projeto de Lei nº 269/2009).

2.Lei: 15.374/2011– Sacolas Plásticas

4.Projeto de Lei: 106/2010 – Poluição Sonora

O que significa: Estabelece diretrizes para

o controle da poluição sonora na cidade de São Paulo. Os estabelecimentos, instala- ções ou espaços devem adequar-se aos mesmos padrões especiais fixados para os níveis de ruído e vibrações e estão obri- gados a dispor de tratamento acústico que limite a passagem de som para o exterior, caso suas atividades utilizem fonte sonora com transmissão ao vivo ou qualquer sis- tema de amplificação, sob pena de multa. (Com coautor.)

O

que significa: Proíbe a distribuição gra-

tuita ou venda de sacolas plásticas a con-

sumidores em todos os estabelecimentos comerciais no município de São Paulo.

5.Projeto de Lei: 134/2010 – Poluição Sonora (controle e fiscalização)

Notas Técnicas: (Projeto de Lei nº

O

que significa: Dispõe sobre o controle

496/2007). (Com coautores.)

e

a fiscalização da poluição sonora gera-

3.Projeto de Lei: 66/2011 – Lixo Eletrônico

O que significa: Programa de coleta seletiva

contínua de resíduos eletrônicos e tecnoló- gicos. Instituindo diretrizes, normas, prazos e procedimentos para gerenciamento, co- leta, reutilização, reciclagem e destinação final do resíduo tecnológico. (Com coauto- res.)

da por atividades exercidas em imóveis de uso residencial e não-residencial e pela re- alização de eventos públicos, inclusive em logradouros; e impõe penalidades.

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

28
28

Leis e Projetos

Tema: Meio Ambiente

7.Projeto de Lei: 496/2010 – Destinação de Resíduos Sólidos

O que significa: Dispõe sobre a destinação

final ambientalmente adequada de resídu- os sólidos produzidos por centros comer- ciais denominados shoppings centers e similares. Obriga a apresentação de plano

de gerenciamento de resíduos sólidos e estabelece multas.

8.Projeto de Lei: 293/2011 – Licitação Sustentável (Gestão Pública)

O que significa: Introduz a licitação susten-

tável como requisito a ser seguido no pro- cedimento licitatório. O objetivo é reduzir o

impacto à saúde, e ao meio ambiente

utilizando-se da integração de ações so- ciais e ambientais nas compras e contrata- ções com a Administração Pública. Notas Técnicas: Introduz alterações no art. 1º da Lei n. 13.278, de 07 de julho de 1969, e dá outras providências.

9.Projeto de Lei: 56/2012 – Construção com projetos sustentáveis

O que significa: Dispõe sobre a construção, reforma e manutenção de edifícios pelos órgãos da administração direta e indireta do município de São Paulo, com certifica- ção que comprove que a construção, refor- ma e manutenção seja oriunda de projetos sustentáveis e ambientalmente corretos, e dá outras providências.

Tema: Micro e Pequena Empresa

(Palavras-chave: microempresa, pequena empresa, microempreendedor individual - MEI, licença de instalação, burocracia, defesa dos pequenos empresários, qualidade)

1.Lei: 15.031/2009 – Sala do empreende- dor

O que significa: Sancionado Substitutivo ao

PL 461/09, de autoria da Frente Parlamen-

tar em Defesa das Microempresas, cria a

Sala do Empreendedor, nas Subprefeituras

e diminui de 90 para 60 dias o tempo para

o Microempreendedor Individual (MEI) ob- ter a licença de funcionamento.

Notas Técnicas: Regulamenta os artigos 42 a 45 da Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006. (Com coautores.)

2.Resolução 5/2009: Frente Parlamentar em Defesa das Microempresas.

O que significa: Dispõe sobre a criação, no âmbito da Câmara Municipal, da Frente Parlamentar em Defesa das Microempre- sas, das Empresas de Pequeno Porte, dos Microempreendedores Individuais e das Cooperativas.

Notas Técnicas: Projetos de Resolução 08/09. (Com coautores.)

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

29
29

Leis e Projetos

Tema: Micro e Pequena Empresa

3.Lei: 15.499/2011 – Licença de Instalação

O que significa: Institui o Auto de Licença

de Funcionamento Condicionado. Estabe- lecendo um prazo maior para a adequação do imóvel e para obter a licença de funcio- namento.

Notas Técnicas: Reabre prazo da Lei 13.558/03 e 13.876/04. (Com coautores.) (Projeto de Lei 189/2010).

4.Projeto de lei: 215/2012 – Estende Pra- zo para a Licença de Instalação

O que significa: Os estabelecimentos de

que trata o artigo 9º da Lei no 15.499/2011

só poderão solicitar o Auto de Licença de Funcionamento Condicionado até o dia 31 de março de 2013.

Notas Técnicas: “Altera a redação do ca- put do artigo 9º da Lei nº 15.499, de 7 de dezembro de 2011, para estender o prazo de requerimento do Auto de Licença de Funcionamento Condicionado, e dá outras providências.”

5.Projeto de emenda à Lei Orgânica:

04/2011 – Aquisição de Serviços e Obras

O que significa: O município, quando da

aquisição de bens, serviços e obras, no va- lor de até R$ 80.000,00 (oitenta mil reais),

dará sempre preferência à contratação de microempresas e empresas de pequeno porte, assim definidas nos termos da legis- lação federal pertinente. Notas Técnicas: Acrescenta o art. 163-A ao Capítulo II do Título V da Lei Orgânica do Município. (Com coautores).

Tema: Saúde

(Palavras-chave: Postos de gasolina, bebida alcoólica, lojas de conveniência, trânsito seguro, proteção ao pedestre).

1.Projeto de Lei: 371/2011 – Proibição da venda de bebidas alcoólicas em pos- tos de gasolina

O que significa: Proíbe a comercialização de bebidas alcoólicas nas lojas de conve- niência e lanchonetes dos postos de gaso- lina no município de São Paulo.

2.Projeto de Lei: 44/2012 – Bafômetros nas baladas

O que significa: Dispõe sobre a obrigatorie-

dade de casas noturnas, casas de shows, buffets, bares, restaurantes e congêneres

possuírem bafômetro para utilização dos consumidores de bebidas alcoólicas nos estabelecimentos.

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

30
30

Leis e Projetos

Tema: Trânsito, Mobilidade e Transportes

(Palavras-chave: Postos de gasolina, bebida alcoólica, lojas de conveniência, cidade compacta, trânsito seguro, proteção ao pedestre, biker, cicloativista, ciclovia, modal de transportes)

1.Resolução: 04/2012 – Frente Parla- mentar em Defesa da Mobilidade Humana

O que significa: Cria a Frente Parlamen-

tar em Defesa da Mobilidade Humana para implementar a mobilidade urbana sob a ótica do planejamento da cidade, da edu- cação, da cidadania e segurança no trân- sito, ampliando a importância do conceito, sua integração com políticas correlatas e efetivação desta política no município de São Paulo. (Com coautores.) (Projeto de Resolução 12/2010).

2.Projeto de Lei: 223/2010 – Bicicletário nas escolas

Notas Técnicas: Acrescenta o item 16.2.4

à seção 16.2 do Anexo I da Lei nº 11.228, de 25 de junho de 1992, o Código de Obras

e Edificações. (Com coautor.)

3.Projeto de Lei: 1/2012 – Incentivo Às Cidades Compactas

O que significa: Institui a Política Municipal

de Incentivo às Cidades Compactas com benefícios fiscais para pessoas jurídicas de direito privado, domiciliadas no muni- cípio na qualidade de empregadores, que possuam em seu quadro funcional no míni- mo 30% (trinta por cento) de empregados residindo num raio de até 5 km do local de trabalho.

O que significa: Prevê a instalação de es-

tacionamentos de bicicletas nas escolas e faculdades da cidade.

Até Hoje

de bicicletas nas escolas e faculdades da cidade. Até Hoje 43 horas discursando e argumentando em

43 horas discursando e argumentando em defesa dos interesses da cidade no Plenário.

7.200 km pedalados por São Paulo**

da cidade no Plenário. 7.200 km pedalados por São Paulo** 109.688 km rodados por São Paulo*

109.688 km

rodados por

São Paulo*

por São Paulo** 109.688 km rodados por São Paulo* * Dados aproximados do consumo de combustível

* Dados aproximados do consumo de combustível ** Dados aproximados a partir da quantidade de horas pedaladas

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

31
31

Leis e Projetos

Tema: Nomes de ruas

1.Projeto de Lei: 150/2011 – Dá nome à Ponte

O que significa: Denomina Ponte Estaiada Instituto de Engenharia o logradouro públi- co sem denominação, situado nos Distritos de Bom Retiro e Santana, respectivamente nas Subprefeituras da Sé e Santana. (Com coautores.)

2.Projeto de Lei: 169/2012 – Dá nome a logradouro inominado

O que significa: Denomina Viaduto Enge- nheiro João Birman o logradouro público inominado, localizado na Ponte Pequena, entre a Av. Santos Dumont e a Av. Tiraden- tes, passando sobre a Av. Presidente Cas- telo Branco localizado no Distrito do Bom Retiro, Subprefeitura da Sé e dá outras pro- vidências.

O SEU VEREADOR

2011, participou do Prêmio Boas Prá-

ticas Legislativas (1ª edição) e foi finalista

na categoria “Excelência”, por causa da Lei 15.276/ 2010 (Política de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil).

em

O SEU VEREADOR

como primeiro projeto uma emenda à

Lei Orgânica do Município (PLO 02/2009) determi- nando a aplicação de 5% do orçamento para a área de promoção e assistência social.

apresentou

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

32
32

Leis e Projetos

Tema: Decretos Legislativos (Honrarias)

1.Decreto Legislativo 48/2009 – Título de Cidadão Paulistano ao Excelentíssimo Se- nhor Doutor Ministro Francisco Cesar As- for Rocha. (Projeto de Decreto Legislativo

77/2009).

2.Decreto Legislativo 2/2010 - Título de Cidadã Paulistana para a psicóloga Dalka Chaves de Almeida Ferrari. Com coautor. (Projeto de Decreto Legislativo 7/2010).

3.Decreto Legislativo 21/2010 - Medalha Anchieta e Diploma de Gratidão da Cidade de São Paulo, ao Ilustríssimo Senhor Ro- ger Levy. (Projeto de Decreto Legislativo

30/2010).

4.Decreto Legislativo 22/2010 – Medalha Anchieta e Diploma de Gratidão da Cidade de São Paulo, ao Ilustríssimo Senhor Rena- to José Pecora. (Projeto de Decreto Legis- lativo 31/2010).

5.Decreto Legislativo 23/2010 – Salva de Prata à Fundação Teatro Arena pelos seus 55 anos. (Projeto de Decreto Legislativo

32/2010).

6.Decreto Legislativo 37/2010 - Medalha Anchieta e Diploma de Gratidão da Cidade de São Paulo, ao Ilustríssimo Senhor

Dr. Marcelo Carvalho da Cunha. (Projeto de Decreto Legislativo 44/2010).

7.Decreto Legislativo 13/2011 – Salva de Prata em homenagem ao legado político deixado pelo Governador Mário Covas Jú- nior - “in memorian”. Com outros coautores. (Projeto de Decreto Legislativo 12/2011).

8.Decreto Legislativo 61/2011 – Título de Cidadão Paulistano ao Ilustríssimo Senhor Doutor Luiz Alberto de Araujo Costa. (Proje- to de Decreto Legislativo 62/2011).

9.Decreto Legislativo 82/2011 – Salva de Prata em homenagem aos 30 anos da Obra Social Dom Bosco em Itaquera. (Projeto de Decreto Legislativo 92/2011).

10.Projeto de Decreto Legislativo 14/2012

- Título de Cidadão Paulistano, ao Excelen-

tíssimo Senhor Doutor Ophir Filgueiras Ca- valcante Junior.

11.Projeto de Decreto Legislativo 34/2011

- Salva de Prata em homenagem aos Sa-

lesianos pelo extraordinário trabalho social desenvolvido na área da Educação. (Com coautores.)

Projeto de Decreto Legislativo

É a matéria que ultrapassa os limites da economia interna da Câmara, não se sujeita à san- ção do prefeito, é promulgado pelo presidente da Câmara. Exemplos: Fixação de remunera- ção do Prefeito e do vice- prefeito; concessão de título de cidadão honorário ou qualquer outra honraria; indicação de membros do Tribunal de Contas.

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

33
33
RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012 34

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

34
34

Presença:

Emendas Parlamentares

Mapa das Emendas plotadas por ano: 2009/ 2010/ 2011 e 2012.

Mapa das Emendas plotadas por ano: 2009/ 2010/ 2011 e 2012. Legenda: RELATÓRIO DE GESTÃO DO

Legenda:

Emendas plotadas por ano: 2009/ 2010/ 2011 e 2012. Legenda: RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO Vereador

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

35
35

Presença:

Emendas Parlamentares

Mapa das Emendas plotadas por ano: 2009/ 2010/ 2011 e 2012.

Mapa das Emendas plotadas por ano: 2009/ 2010/ 2011 e 2012. Legenda: RELATÓRIO DE GESTÃO DO

Legenda:

Emendas plotadas por ano: 2009/ 2010/ 2011 e 2012. Legenda: RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO Vereador

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

36
36

Presença:

Emendas Parlamentares

É por meio das emendas que os vereadores procuram aperfeiçoar a proposta do Poder Executivo para melhorar a alocação dos recursos públicos. No mapa de São Paulo, na página anterior, estão os locais em que Floriano Pesaro atua e nos quais fez algumas melhorias, por meio de emendas apresentadas no Plenário da Câmara.

DADOS DE 2009

OBJETO

Construção de Salas para Atendi- mento do Centro da Criança e do Adolescente

Contratação de Equipe de Plantio e Conservação de Áreas Verdes para Execução do Projeto de Re- vitalização do Corredor Norte∕Sul sentido Aeroporto de Congonhas

Contratação de Equipe de Con- servação de Vias e Logradouros Públicos para Execução do Pro- jeto de Revitalização do Corredor Norte∕Sul sentido Aeroporto de Congonhas

Contratação de Equipe de Logra- douros e Materiais para Revitalização

Obras de Revitalização e Pista de Caminhada no Canteiro Central

Recapeamento para uso de Ciclo- via

Aquisição de Equipamento de Gi- nástica para a 3ª Idade, para Ins- talação de Parques e Praças

Contratação de Obra de Posto Avançado da Polícia Militar

LOCAL

Área institucional localizada na Rua Alexandra Davidenko e na Rua Salvador Vugano. (Cidade Tirandentes)

Avenida Rubem Berta. (Vila Mariana)

Avenida Rubem Berta. (Vila Mariana)

VALOR

R$ 150.000,00

R$ 520.000,00

R$ 80.000,00

Bairro do Cangaíba. (Penha)

Avenida Engenheiro Caetano Alvarez. (Casa Verde)

Autódromo José Carlos Pace Interlagos. (Capela do Socorro)

Circunscrição da Sé. (Sé)

R$ 300.000,00

R$ 200.000,00

R$ 450.000,00

R$150.000,00

Baixo do Viaduto do Glicério. (Sé)

Total

R$150.000,00

R$ 2.000.000,00

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

37
37

Presença:

Emendas Parlamentares

DADOS DE 2010

OBJETO

Construção de Teatro e Salas de Aula e Recreação na Estação da Juventude

Paisagismo

exemplares arbóreos

e

Conservação

de

Reformas, Adequações e Revita- lização

Construção de Centro de Reciclagem

Oper./Manut. Unidades Hospita- lares, Pronto Socorros e Pronto Atendimento

Aporte de Recurso para efetiva- ção de Convênio entre a Secre- taria Municipal de Cultura e o Mu- seu Lasar Segall afim de Implantar Projetos de Melhorias

Reforma e Manutenção da Área livre da EMEI Profa. Maria Cecília Dezan Rocha

Reforma e Manutenção da área de acesso À UBS Reunidas I

Melhorias de Urbanização e Acessibilidade

Reforma da Quadra Poliesportiva, almambrado, troca de bancos e colocação de brinquedos

LOCAL

VALOR

Avenida dos Metalúrgicos. (Cidade Tiradentes)

R$ 370.000,00

Praça de Milão. (Vila Mariana)

R$ 250.000,00

Bairro do Cangaíba. (Penha)

R$ 250.000,00

Glicério. (Sé)

R$ 70.000,00

Hospital do Servidor Público Municipal. (Sé)

R$ 50.000,00

Museu Lasar Segall. (Vila Mariana)

R$ 200.000,00

Rua Adauto Fernandes de Andra- de, 51. (Vila Prudente)

R$196.750,00

Rua Abricó do Pará com a Rua Pacari da Mata. (Vila Mariana)

R$ 298.381,57

Praça Noryiuki Yamamoto. (Butantã)

R$ 145.000,00

Praça Silvio Altapini. (Penha)

R$ 120.000,00

Total

R$ 1.950.131,57

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

38
38

Presença:

Emendas Parlamentares

DADOS DE 2011 OBJETO

Reforma e Acessibilidade de Calça- da

Reforma e Acessibilidade de Calça- da

Manutenção e Readequação da Edificação do Centro de Desenvol- vimento para a Promoção do Enve- lhecimento Saudável - CEDPES

Revitalização de Praça com passeio interno e externo em piso intertrava- do, playground com brinquedos de madeira, área de estar, iluminação e paisagismo.

Reforma na iluminação de Praça

Reforma na iluminação de Praça

Reforma na iluminação de Praça

Reforma na iluminação de Praça

Reforma na iluminação de Praça

Implantação de ilumicação de Praça

Iluminação de Praça

Execução de muro de arrimo em ga- bião - Sociedade Beneficente Santo Expedito (Maranata)

Reforma de Praça com demolição de pisos e elementos arquitetônicos em concreto, execução de piso de concreto nas calçadas do entorno, instalação de playground com alam- brado e bancos de concreto e plan- tio de vegetação

LOCAL

VALOR

Rua Treze de Maio, trecho entre a Rua Dom Oriente e a Rua 13 de Maio. (Sé)

R$ 90.000,00

Rua Treze de Maio, trecho entre a Rua Manoel Dutra e a Rua Santo Antonio. (Sé)

R$ 270.000,00

Rua Cerro Corá, 2010. (Pinheiros)

R$ 150.000,00

Praça Lions Clube, localizada entre a Rua Flórida e a Arandú (Brooklin Novo)

R$ 250.000,00

R$ 14.874,96

Praça Rui Washington Pereira (Pinheiros) Praça Professor Haroldo Valadão

R$ 14.775,04

(Pinheiros) Praça Eder Sader. (Pinheiros)

R$ 48.561,79

Praça Victor Sapienza. (Pinheiros)

R$ 50.348,00

Praça José Carlos Burle.

R$ 51.819,29

(Pinheiros) Praça Dolores Ibaurruri “La Pas-

R$ 60.729,82

sionista”. (Pinheiros) Praça José Maria Homem de

R$ 35.000,00

Montes. (Pinheiros) Rua Brigadeiro Xavier de Brito. (Casa Verde)

R$ 100.000,00

Praça Guilherme Kawal. (Pinheiros)

R$ 574.154,50

Total

R$ 1.710.263,40

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

39
39

Presença:

Emendas Parlamentares

DADOS 2012 OBJETO

LOCAL

VALOR

Prensas para Galpão para Cooperativa de Catadores

(Jabaquara)

R$ 250.000,00

Troca de Piso do Mesanino Mercadão

Mercado da Cantareira. (Sé)

R$ 300.000,00

Equipamentos para ginastica

Parque da Luz. (Sé)

R$ 166.000,00

Sinalização de horizontal e verti cal

Escola Maple Bear. (Butantã)

R$ 15.000,00

Reforma e qualificação de Praça

Praça Jorge Baptista. (Pinheiros)

R$ 140.000,00

Semáforo

Avenida Rubens Fraga de Toledo. (Penha)

R$ 17.200,00

Reforma de Praça

Praça Villa de Sintra / Miranda d’Ouro. (Butantã)

R$ 250.000,00

Complementação das Calçadas da 13 de Maio

Avenida Treze de Maio. (Sé)

R$ 140.000,00

Total

R$ 1.303.200,00

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

40
40

Presença:

Indicações ao Executivo

Fique Sabendo!!! A indicação é o requerimento feito ao prefeito sobre a necessidade de diligências
Fique Sabendo!!!
A indicação é o requerimento
feito ao prefeito sobre a
necessidade de diligências
junto aos órgãos competentes
para solucionar os problemas
dos cidadãos.

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

41
41
ACIMA: Entrega do Muro de Arrimo - Cangaíba ABAIXO: Vistoria na Praça Cidade de Milão

ACIMA: Entrega do Muro de Arrimo - Cangaíba

ABAIXO: Vistoria na Praça Cidade de Milão - Vila Mariana

ACIMA: Entrega do Muro de Arrimo - Cangaíba ABAIXO: Vistoria na Praça Cidade de Milão -
ACIMA: Como 1° Presidente da Comissão do Meio Ambiente, o vereador Floriano vistoria as ações

ACIMA: Como 1° Presidente da Comissão do Meio Ambiente, o vereador Floriano vistoria as ações do Programa Defesa das Águas nas represas Billings e Guarapiranga, 2011. ABAIXO: Cooperativa Granja Julieta - Santo Amaro

Programa Defesa das Águas nas represas Billings e Guarapiranga, 2011. ABAIXO: Cooperativa Granja Julieta - Santo

Comissões e Frentes Parlamentares

Em 2009, quando iniciou o mandato como vereador de SP, Floriano Pesa- ro tornou-se membro da Comissão de Finanças e Orçamento (CFO), participou da Comissão Parlamentar de Inquérito da Pedofilia e de Enfrentamento à Violência Se- xual Infanto-juvenil e também foi eleito vice-presidente de Comissão Extraordinária Permanente em Defesa dos Direitos da Criança, Adolescente e da Juventude.

Nos anos de 2010 e 2011, integrou a Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa (CCJ) e foi o primeiro presidente da Comissão Extraordiná- ria Permanente do Meio Ambiente. Em 2011, foi eleito líder da bancada do PSDB, feito raro para parlamentares em primeiro mandato. Foi, ainda, presidente da Frente Parlamentar em Defesa das Microempresas, Empresas de Pequeno Porte, dos Mi- croempreendedores Individuais e das Cooperativas. Integrou ainda a Frente Parla- mentar para implantação do Conselho de Representantes da cidade de São Paulo, como vice-presidente e relator da Subcomissão de Acompanhamento do Plano de Metas 2012.

Ainda em 2011, ganhou o prêmio “Boas Práticas Legislativas” (1ª edição), com o projeto “Aquisição de Papéis com Certificação”, na categoria “Inovação”. No mesmo ano, foi finalista na categoria “Excelência”, com a Lei 15.276, que estabelece diretrizes para a Política Municipal de Prevenção e Combate ao Trabalho Infantil em Suas Piores Formas.

Em fevereiro, o vereador foi reconduzido à liderança do PSDB na Casa Legis- lativa. Atualmente, é presidente da Comissão Extraordinária Permanente de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente e da Juventude e membro da Comissão de Saúde, Promoção Social, Trabalho e Mulher. Além disso, lutou pela criação da Frente Parlamentar de Mobilidade Humana, recém-aprovada na Câmara Municipal.

O SEU VEREADOR

o primeiro projeto do mandato apro-

vado na Câmara em abril de 2009: a cria- ção da Frente Parlamentar em Defesa das Microempresas, das Empresas de Pequeno Porte, dos Microempreendedores Individu- ais e das Cooperativas. Floriano preside a Frente.

teve

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

44
44
ACIMA : Gravação do programa “A Liga”, sobre álcool e direção. ABAIXO: Cerimônia de sanção

ACIMA: Gravação do programa “A Liga”, sobre álcool e direção. ABAIXO: Cerimônia de sanção do Dia em Memória às Vítimas do Holocausto, com Boris Ber, Floriano Pesaro, Prefeito Gilberto Kassab e Claudio Lottenberg.

RELATÓRIO DE GESTÃO 2009 | 2010 | 2011 | 2012

Vereador Floriano Pesaro

20 05
20
05

Transparência Financeira

Despesas do Gabinete Janeiro de 2009 à Abril de 2012

Combustível Elaboração e Manutenção do Site e Software Cursos e Aperfeiçoamento Profissional Telefone Fixo e Móvel Gráficas e Impressos Material de Escritório Assistência Técnica e Copiadoras Assessoria Jurídica Correios Assinatura de Jornais e Revistas Locação de Móveis e Equipamentos Eventos, Seminários e Debates Locação de Veículo

R$ 30.971,29 R$ 20.441,35 R$ 3.719,05 R$ 36.736,43 R$ 124.711,42 R$ 22.600,00 R$ 5.979,00 R$ 155.600,00 R$ 7.903,57 R$ 13.898,42 R$ 3.420,00 R$ 6.708,00 R$ 37.574,5

R$ 7.903,57 R$ 13.898,42 R$ 3.420,00 R$ 6.708,00 R$ 37.574,5 O SEU VEREADOR de janeiro de

O SEU VEREADOR

de janeiro de 2012, é vice-presidente do

Conselho de Responsabilidade Social (CONSOCIAL/ FIESP), que tem como objetivo garantir a probidade e a transparência do serviço público.

desde

a probidade e a transparência do serviço público. desde RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO Vereador Floriano
a probidade e a transparência do serviço público. desde RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO Vereador Floriano

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

46
46

E

v

e

n

t

o

s

E v e n t o s
E v e n t o s
E v e n t o s
E v e n t o s
E v e n t o s
E v e n t o s

Publicações

Levar informações de utilidade pública para aos cidadãos paulistanos: esse foi o objeti- vo de cada artigo, jornal mensal, cartilha e pan- fleto que saiu do gabinete do seu vereador.

Impresso em 2009.

que saiu do gabinete do seu vereador. Impresso em 2009. RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO Vereador
que saiu do gabinete do seu vereador. Impresso em 2009. RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO Vereador

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

49
49

Impresso em 2012.

Impresso em 2012. “A iniciativa de divulgar a legislação do MEI para a população da cidade

“A iniciativa de divulgar a legislação do MEI para a população da cidade de São Paulo, por meio da cartilha elaborada em conjunto com o vereador Floriano Pesaro, constituiu um esforço para dar capilaridade ao assunto e alcançar quem realmente pode ser be- neficiado pela Lei Complementar 12.808. A iniciativa gerou elogios, já que demonstra preocupação em melhorar a vida daqueles trabalhadores que querem sair da informali- dade e ter acesso aos benefícios previdenciários.” Mendes Thame (Deputado Federal).

Jornal Impresso em Fevereiro de 2012.

Jornal Impresso em Fevereiro de 2012.

Jornal Impresso em Dezembro de 2010.

Jornal Impresso em Dezembro de 2010.

Jornal Impresso em Setembro de 2011.

Jornal Impresso em Setembro de 2011.

Jornal Impresso em Setembro de 2011.

Jornal Impresso em Setembro de 2011.

JORNAL DA TARDE Publicado em 04/2011

JORNAL DA TARDE Publicado em 04/2011 DIÁRIO DE SÃO PAULO Publicado em 05/2010 DE JORNAL ARTIGOS
JORNAL DA TARDE Publicado em 04/2011 DIÁRIO DE SÃO PAULO Publicado em 05/2010 DE JORNAL ARTIGOS
JORNAL DA TARDE Publicado em 04/2011 DIÁRIO DE SÃO PAULO Publicado em 05/2010 DE JORNAL ARTIGOS

DIÁRIO DE SÃO PAULO Publicado em 05/2010

JORNAL DA TARDE Publicado em 04/2011 DIÁRIO DE SÃO PAULO Publicado em 05/2010 DE JORNAL ARTIGOS
JORNAL DA TARDE Publicado em 04/2011 DIÁRIO DE SÃO PAULO Publicado em 05/2010 DE JORNAL ARTIGOS
DE JORNAL
DE
JORNAL

ARTIGOS

FOLHA DE SÃO PAULO - Publicado em 04/2012

FOLHA DE SÃO PAULO - Publicado em 04/2012

FOLHA DE SÃO PAULO - Publicado em 07/2011

FOLHA DE SÃO PAULO - Publicado em 07/2011
FOLHA DE SÃO PAULO - Publicado em 07/2011

FOLHA DE SÃO PAULO - Publicado em 12/2010

FOLHA DE SÃO PAULO - Publicado em 12/2010
FOLHA DE SÃO PAULO - Publicado em 12/2010

FOLHA DE SÃO PAULO - Publicado em 04/2009

FOLHA DE SÃO PAULO - Publicado em 04/2009
FOLHA DE SÃO PAULO - Publicado em 04/2009

JORNAL DA TARDE - Publicado em 04/2011

JORNAL DA TARDE - Publicado em 04/2011
JORNAL DA TARDE - Publicado em 04/2011
“Mensalmente o vereador Floriano Pesaro enriquece o blog com artigos sobre temas que interferem diretamente

“Mensalmente o vereador Floriano Pesaro enriquece o blog com artigos sobre temas que interferem diretamente na qualidade de vida do paulistano. Mobilidade humana, voto distrital e políticas públicas para as pessoas da terceira idade são exemplos de temas que o Floriano traz para o conhecimento e reflexão do leitor.” Guilherme Bara

para o conhecimento e reflexão do leitor.” Guilherme Bara Por Floriano Pesaro São Paulo é uma

Por Floriano Pesaro

São Paulo é uma cidade singular, de números estratosféricos: é a sétima maior cidade do globo, com mais de 11 milhões de habitantes; é o coração da sétima eco- nomia do Planeta; a Grande São Paulo tem um PIB de US$ 400 bilhões, mesmo valor do PIB das Filipinas, por exemplo. Quando o assunto é frota de táxis e helicópteros, só perde para Nova Iorque e caminha na mesma direção no que se refere a automó- veis particulares.

Todas essas referências são símbolos da vibrante e ascendente economia paulistana, mas contrastam – de forma gritante – com o número de opções que a cidade oferece aos que tentam reverter a lógica individualista de se locomover. Muito em breve, a cidade pode parar.

Vejamos: A nossa cidade, de dimensão estadual – tanto em área quanto em população – não oferece mais que 150 quilômetros entre ciclovias e ciclofaixas, o que ainda é muito pouco. Deveríamos ter no mínimo 400 quilômetros. Nova York tem 400 quilômetros de ciclovias para seus oito milhões de habitantes. Em Paris, são 440 quilômetros. Não precisamos ir longe. Em Bogotá, na vizinha Colômbia, são 180 qui- lômetros. Em São Paulo, estima-se que mais 300 mil ciclistas utilizam as ciclovias, as ciclofaixas e demais meios compartilhados com o pedal. Aos domingos, este número chega a 40 mil ciclistas.

A bicicleta tornou-se um importante meio de substituição dos veículos auto- motores. Não polui o meio ambiente, é saudável, não gera congestionamentos, tem preço acessível, baixo custo de manutenção e não exige combustível. Trata-se de um símbolo do conceito de sustentabilidade. Para incentivar mais pessoas a usar a bici- cleta, precisamos ampliar as ciclofaixas e ciclovias além de, principalmente, mudar a cultura do trânsito.

Há uma crença dominante entre motoristas e motociclistas de que a bi- cicleta é um veículo menos importante, um ‘intruso’ no espaço urbano. Há um entendimento equivocado de que é o ciclista quem deve se proteger, desviar dos carros e, se possível, sequer existir. Esquecem que, se houvesse uma hierarquia no trânsito, o mais vulnerável é quem deveria ser priorizado – ou seja, aquele que está mais exposto. Não há dúvidas de que nessa matemática o ciclista deveria estar em primeiro plano.

Os acidentes com ciclistas ilustram muito bem o que ocorre na nossa cida- de. Em cerca de uma semana, dois ciclistas morreram em diferentes regiões de São Paulo.

A confusão nas vias dilui as responsabilidades e favorece uma espécie de “barbárie anônima”. Na feroz disputa por espaço, esquecemos de que a rua é um espaço público. Não existe um que é mais dono do que o outro. A rua pertence a todos. O direito de ir e vir não pode ser proporcional às dimensões do veículo. Os mais fortes e mais robustos não têm prioridade nas vias públicas.

Além da disputa por espaço, os condutores de veículos estão cada vez mais estressados, utilizando as vias públicas para praticar todo o tipo de incivilida- de e de agressão ao outro. É preciso uma mentalidade mais ecológica, que leve em conta a cordialidade e o interesse público.

Por isso, é preciso reverter a lógica com que a locomoção vem sendo pen- sada em nossa cidade. É nisso que pensamos quando propusemos a criação da Frente Parlamentar em Defesa da Mobilidade Humana – projeto de nossa autoria aprovado semana passada na Câmara Municipal de São Paulo.

Com a Frente teremos um espaço para debater as questões que afetam os cidadãos que se deslocam sem a utilização de veículos motorizados, em especial, ciclistas, cadeirantes e pedestres. É fundamental abordar a mobilidade sob a ótica do planejamento urbano, da educação, da cidadania e segurança no Trânsito.

Historicamente, tentamos resolver os problemas dos transportes metropo- litanos pela vertente da infraestrutura viária, e não pela adoção de um modelo fo- cado nos cidadãos e em suas necessidades. Desse modo, já é passada a hora de iniciarmos este debate. A mobilidade deve se inserir em um novo modo de pensar a Política Urbana, que deve estar pautada no tripé: mobilidade humana, desenvol- vimento local e sustentabilidade ambiental. E para isso precisamos das mudanças já!

Só se muda o futuro com ações no presente. Vamos começar?

Floriano Pesaro, sociólogo, vereador e Líder da bancada do PSDB na Câmara Municipal de São Paulo

Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de

Programa: Um dia com o vereador

Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de um
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de um
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de um
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de um
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de um
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de um
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de um
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de um
Programa: Um dia com o vereador Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de um

Jovens mais perto do dia a dia dinâmico de um parlamentar ativo.

Iniciado em 5 de maio de 2011, com a presença do estudante de Economia da Uni- versidade de São Paulo, Gustavo Novaes, o Programa “Um dia com o vereador” surgiu da vontade que Floriano tem de desmitificar a ima- gem negativa dos políticos frente à população - especialmente os jovens.

Floriano Pesaro recebe jovens interessa- dos em saber o que, de fato, faz um vereador e como ele atua para melhorar a cidade.

Além de acompanhar um dia inteiro de atividades ao lado do vereador, os estudantes aprendem sobre o funcionamento do Legislati- vo, a rotina de um político ativo e têm a possi- bilidade de se engajar e ajudar a construir uma São Paulo mais humana e igualitária.

um político ativo e têm a possi- bilidade de se engajar e ajudar a construir uma
um político ativo e têm a possi- bilidade de se engajar e ajudar a construir uma
um político ativo e têm a possi- bilidade de se engajar e ajudar a construir uma
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar
“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar

“Assim como sempre cobramos maior aproximação de nossos representantes, nós, cidadãos, também devemos nos aproximar deles; acompanharmos os seus respectivos trabalhos para a sociedade e participarmos ativamente da gestão da

“coisa pública”, Ivan Amorim, aluno de Gestão Pública, da USP Leste.

“Aprendi muito. Acompanhei a Comis- são de Constituição e Justiça, não sabia que os projetos de lei, para serem aprova- dos, precisavam passar primeiro por esta

comissão”, Lucas Corso, estudante de ensino médio na ETESP.

“Ainda há um estereótipo de que o político é o que há de ruim e atrasado. Nem todos são assim. Posso dizer que ouvi ideias muito boas e vi políticos muito sérios”, Dany

Simons aluno de Economia, da Fundação Getúlio Vargas.

“Poder ver o Floriano Pesaro atuando me faz sentir orgulho de dizer: este é meu

vereador”, Carolina Martin, estudante de Direito, da Universidade Presbiteriana Macken- zie.

de dizer: este é meu vereador” , Carolina Martin , estudante de Direito, da Universidade Presbiteriana
de dizer: este é meu vereador” , Carolina Martin , estudante de Direito, da Universidade Presbiteriana
de dizer: este é meu vereador” , Carolina Martin , estudante de Direito, da Universidade Presbiteriana

Números do Mandato

Números do Mandato * Até Maio de 2012 * Até Maio de 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO

* Até Maio de 2012

Números do Mandato * Até Maio de 2012 * Até Maio de 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO

* Até Maio de 2012

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

65
65

Números do Mandato

Números do Mandato * Até Maio de 2012 * Até Maio de 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO

* Até Maio de 2012

Números do Mandato * Até Maio de 2012 * Até Maio de 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO

* Até Maio de 2012

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

66
66

Números do Mandato

Números do Mandato * Até Maio de 2012 ATUAÇÃO LEGISLATIVA PROJETOS E SOLICITAÇÕES 2009 2010 2011

* Até Maio de 2012

ATUAÇÃO LEGISLATIVA

PROJETOS E SOLICITAÇÕES

2009

2010

2011

*2012

TOTAL

Projetos de Lei (PL)

15

13

15

10

53

Projetos de Resolução (PR)

1

1

0

0

02

Projetos de Decreto Legislativo (PDL)

1

5

3

2

11

Projeto de Emenda à Lei Orgânica (PLO)

1

2

2

0

05

Emendas Solicitadas

8

10

13

11

42

Obs: Seu vereador tornou-se coautor de três projetos de 2008 e um de 2007, realizando modificações.

APROVADOS E SANCIONADOS

Lei

Resolução

Decreto Legislativo

TOTAL

17

02

09

28

* Até Maio de 2012

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

68
68

Vereador 2.0

A internet e as redes sociais oferecem um conjunto extraordinário de

ferramentas para aproximar os políticos dos eleitores. Ao usar sites, blogs ou o Twitter, os parlamentares podem estabelecer um diálogo direto com o eleitorado. O vereador Floriano Pesaro é exemplo de parlamentar que sabe aproveitar o poten- cial dessas ferramentas e meios de comunicação. É, muito provavelmente, um dos homens públicos brasileiros que melhor se relaciona com a vida on-line. Via tablet ou smartphone pessoais, ele publica textos, fotos e vídeos onde quer que esteja, in- clusive aos fins de semana, em diversas redes sociais, sobretudo Facebook, Twitter e Instagram. As contas do vereador no Picasa, Youtube e Orkut também são muito ativas e recebem novos posts e conteúdo diariamente. Os meios virtuais aproximam Floriano dos cidadãos de SP, que podem acom- panhar cada passo do vereador na cidade e na Câmara, além de conferir, quase em tempo real, todas as ações do mandato. O site florianopesaro.com.br inclui a webTV

Floriano, a webrádio Floriano, além da área de notícias, atividades, contas, projetos,

Além disso, Floriano e sua equipe mantém dois blogs. O Blog do

Floriano (florianopesaro.com.br/blogdofloriano) reúne notícias relacionadas à cida- de de SP e também serviços e informações de interesse público. É atualizado todos os dias com, no mínimo, um texto ou vídeo. Já no “Orgulho de ser político” (florianopesaro.com.br/orgulhodeserpolitico/), há textos opinativos e analíticos relacionados à política nacional, estadual e munici- pal. Por tudo isso, Floriano destacou-se como autêntico “Político 2.0”, que interage com os cidadãos, presta contas do mandato, recebe e responde prontamente às críticas, dúvidas e sugestões de todos. Entre os dias 23 e 25 de agosto de 2011, a pesquisa “Político 2.0 - Vereado- res de São Paulo” mergulhou na vida digital dos 55 vereadores paulistanos. Nesse período foram visitadas centenas de páginas e canais sociais na internet. Mais de 6.000 indicadores foram classificados e analisados, com uma metodologia rigorosa. Sobre a atuação on-line de Floriano Pesaro, o pesquisadores destacaram: “Além de ter um site bem organizado, fácil para encontrar as informações, que inclui link para os gastos de gabinete, o vereador Floriano Pesaro (PSDB) encontrou uma forma criativa de estimular o eleitor a dar sua opinião em assuntos de interesse do muni- cípio. Em seu site os visitantes podem “votar” nas propostas enviadas pelo prefeito, antes mesmo que os próprios parlamentares paulistanos o façam. O visitante ainda

Floriano Pesaro usou uma ferramenta simples, as

pode deixar seu comentário. (

leis e enquetes

)

enquetes, para obter o engajamento do eleitor na discussão de temas relevantes. Trata-se de uma iniciativa criativa, típica de um verdadeiro político 2.0”, segundo o texto do estudo realizado pela empresa Medialog.

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

69
69

Vereador 2.0

Floriano na Web:

florianopesaro.com.br

/FlorianoPesaro45Vereador 2.0 Floriano na Web: florianopesaro.com.br Floriano Pesaro /floriano45 Floriano45 florianoppesaro floriano45

2.0 Floriano na Web: florianopesaro.com.br /FlorianoPesaro45 Floriano Pesaro /floriano45 Floriano45 florianoppesaro

Floriano Pesaro

/floriano45 Web: florianopesaro.com.br /FlorianoPesaro45 Floriano Pesaro Floriano45 florianoppesaro floriano45

Floriano45/FlorianoPesaro45 Floriano Pesaro /floriano45 florianoppesaro floriano45

florianoppesaro/FlorianoPesaro45 Floriano Pesaro /floriano45 Floriano45 floriano45 florianopesaro.com.br/blogdofloriano

floriano45Floriano Pesaro /floriano45 Floriano45 florianoppesaro florianopesaro.com.br/blogdofloriano

Pesaro /floriano45 Floriano45 florianoppesaro floriano45 florianopesaro.com.br/blogdofloriano

florianopesaro.com.br/blogdofloriano

florianopesaro.com.br/orgulhodeserpolitico

O que é o QR Code? Código de barras em 2D que pode ser escane-
O que é o QR Code?
Código de barras em 2D que pode ser escane-
ado pela maioria dos aparelhos celulares que
têm câmera fotográfica. Esse código, após a
decodificação, passa a ser um trecho de tex-
to, um link e/ou um link que irá redirecionar o
acesso ao conteúdo publicado em algum site.
– O site florianopesaro.com.br foi um dos pri-
meiros da Câmara Municipal a oferecer esta
tecnologia, facilitando o acesso à informação.
esta tecnologia, facilitando o acesso à informação. Implememtação do Programa de Dados Abertos do Parlamento

Implememtação do Programa de Dados Abertos do Parlamento

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

70
70

Vereador 2.0

Vereador 2.0 O SEU VEREADOR a publicação especializada Político Web 2.0, da Mídia Log, é quem

O SEU VEREADOR

a publicação especializada Político Web 2.0, da

Mídia Log, é quem mais interage com a população pelo Twit- ter: um tuíte a cada 13 minutos. O site do mandato tam- bém foi destaque: “Além de ter um site bem organizado, fácil para encontrar as informações, que inclui link para os gastos de gabinete, o vereador Floriano Pesaro (PSDB) en- controu uma forma criativa de estimular o eleitor a dar sua opinião em assuntos de interesse do município”.

segundo

controu uma forma criativa de estimular o eleitor a dar sua opinião em assuntos de interesse
em assuntos de interesse do município”. segundo RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO Vereador Floriano Pesaro
em assuntos de interesse do município”. segundo RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO Vereador Floriano Pesaro

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

71
71

Vereador 2.0

Vereador 2.0 Gráfico de Visitas do Site Oficial: Fonte: Google Analytics RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO
Gráfico de Visitas do Site Oficial:
Gráfico de Visitas do Site Oficial:

Fonte: Google Analytics

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

72
72

Palavras

Finais

A Vereança na Cidade Global

O exercício de mandato de vereador na cidade de São Paulo é um enorme desafio. Em 140 anos, a população da cidade cresceu mais de 300 vezes, embo- ra suas instituições tenham conservado, em grande medida, um padrão exagera- damente centralizado. Megalópoles, que são motores de crescimento e inovação, apresentam problemas de uma complexidade extraordinária: desigualdades sociais flagrantes, que condicionam agudamente o acesso de seus cidadãos às condições urbanas de existência, problemas ambientais originários do transporte, do lixo, da falta de saneamento entre outros, impondo ao poder público responder, ao mesmo tempo, à solução desses entraves, bem como cuidar para que a cidade desenvolva uma estratégia capaz de lhe assegurar o papel de centro de produção econômica, técnica e cultural, oferendo a seus habitantes uma vida saudável, de fácil convívio e bem-estar. Governar esses conglomerados humanos exige dos governantes um perma- nente olhar sobre o presente e sobre o futuro, sobre como as partes influenciam o todo; exige igualmente criar um ambiente democrático, em que a diversidade possa ter voz e acordos possam ser estabelecidos para a superação de tantos obstáculos. O que encontramos no relato do Vereador Floriano Pesaro, que nesse mo- mento finda seu primeiro mandato, é a expressão da clareza da necessidade de atuar sobre grandes temas que permeiam a vida de todos os munícipes: a proteção e apoio àqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade social, a busca de alternativas à recuperação do meio ambiente, o estímulo à criação de empregos por meio dos pequenos negócios, a implementação de formas de gestão pública transparentes e republicanas, entre outros. Floriano Pesaro ocupou, dessa maneira, a posição necessária de “checks and ba- lances” do poder Executivo, que a ordem democrática permite e induz, atuando de modo complementar e/ou crítico, mantendo a visão de conjunto que a cidade de São Paulo requer. Deixa-nos como saldo desse mandato, além dos inúmeros feitos aqui recordados, a confirmação de que, a despeito de termos instituições muito acanhadas para a representação política nessa cidade, a vereança pode ser um espaço fundamental de transformação.

Evelyn Levy

Especialista em Gestão Pública, publicou “Democracia nas Cidades Globais, um estudo comparado de Londres e São Paulo”, Studio Nobel, São Paulo, 1997

RELATÓRIO DE GESTÃO DO MANDATO

Vereador Floriano Pesaro 2009 - 2012

73
73

Centro da Cidade de São Paulo

L

I

N

H

A

D

O

T

E

M

P

O

L I N H A D O T E M P O

L

I

N

H

A

D

O

T

E

M

P

O

L I N H A D O T E M P O

Créditos

Fotos

Juvenal Pereira

Renato Souza

Gabriel Carmona

Juliana Vilas

Créditos Fotos Juvenal Pereira Renato Souza Gabriel Carmona Juliana Vilas
Relatório de Gestão do Mandato Vereador FLORIANO PESARO 2009 - 2012

Relatório de Gestão do Mandato

Vereador FLORIANO PESARO

2009 - 2012

Relatório de Gestão do Mandato Vereador FLORIANO PESARO 2009 - 2012