Você está na página 1de 2

Divisão e Classificação de Orações

1. Nas frases seguintes, encontras a palavra “que” com diferentes categorias gramaticais:

A – pronome relativo

B – conjunção subordinativa integrante (ou completiva)

C – conjunção subordinativa causal

D – conjunção subordinativa comparativa

E – conjunção subordinativa consecutiva

1.1. Associa a letra correcta à frase, tal como se faz no exemplo:

Exemplo:

Há muitos estrangeiros que falam correctamente a nossa língua. A – pronome relativo

Há palavras que são usadas com sentido figurado. Gosto mais de gatos do que de cães.

É preciso que todos os alunos estejam atentos.

Não te rias que estou a falar a sério! Não te apresses que ainda não tocou para a entrada. Já te disse que a Mimi é uma excelente aluna.

Ela estudou tanto que teve uma boa nota.

A

Mimi, que é sempre simpática, já regressou ao trabalho.

O

Xavier parece mais novo que o irmão.

Ela é tão distraída que saiu de casa sem o material.

É necessário que haja alteração a essa lei.

Não é possível que ele esteja novamente a tocar à porta!

O vocabulário que usas é muito variado.

2. Divide e classifica as orações das seguintes frases:

a) Havia uma senhora que tinha um filho muito distraído.

b) O rapaz era distraído mas gostava de ajudar a mãe.

c) Pedia-lhe todos os dias que o deixasse ir às compras.

d) Um dia, a mãe fez-lhe a vontade; por isso, deixou-o ir ao supermercado.

e) Logo que entrou na loja, o rapaz encontrou um amigo.

f) O amigo, que era muito falador, nunca mais o largou.

g) No fim das compras, quando o rapaz voltou para casa, tinha uma enorme dor de cabeça.

h) Como o rapaz estava mesmo mal, a mãe teve pena dele.

i) Quando a mãe foi ver os sacos, teve uma grande surpresa.

h) Como o rapaz estava mesmo mal, a mãe teve pena dele. i) Quando a mãe