Você está na página 1de 18

TV Destino

Central Destino de Produção

Central
Sitcom de
Evana Ribeiro
Episódio 3:04
El Marketeiro

Direção Geral
José Alvarenga Jr.

Personagens deste episódio

ALFREDO MARINHO
ALPATINO MARIÃO
DOMI NEIDE
ESTRESSE PRISCILA
FRED TATÁ
HERICLÉPITON
LOLITA

Participação Especial:
LOCUTOR
POLICIAL
PÚBLICO
SENHORA
Central Episódio 3:04 Pag.: 1

CENA 01. CASA DE MARIÃO. SALA. INTERIOR. NOITE.


MARIÃO ESTÁ SOZINHO, FAZENDO ANOTAÇÕES E LENDO
ALGUMAS TABELAS, GRÁFICOS, ETC. NÃO PARECE ESTAR
MUITO SATISFEITO COM O QUE LÊ. DEPOIS DE ALGUNS
INSTANTES, LARGA TUDO NA MESINHA DE CENTRO.

MARIÃO — (GRITA) Marinho! Vem aqui, agora!

MARINHO CHEGA CORRENDO.

MARINHO — O que foi, velho?

MARIÃO — Já viu as pesquisas?

MARINHO — Não, o que tem?

MARIÃO — Vou te mostrar o que tem.

ELE PEGA OS PAPÉIS E JOGA EM CIMA DE MARINHO, QUE AS


RECOLHE E OLHA LIGEIRAMENTE.

MARINHO — É, nosso desempenho nas pesquisas tá igual a


audiência da novela das oito. Abaixo dos trilhos...

MARIÃO — E você ainda fala assim, nessa tranqüilidade?

MARINHO — Tatá com certeza vai chorar por nós todos.

MARIÃO — Eu não quero saber de choradeira!

MARINHO — Então por que perguntou se eu tava tranqüilo?

MARIÃO — Não me distraia! Eu quero que você arranje um


marketeiro pra nossa campanha.

MARINHO — Até ontem eu desempenhava esse papel.

MARIÃO — E veja o que aconteceu... Vai logo e me arrume


um marketeiro que não saia muito caro. Pra ontem!

MARINHO — Ah, é pra ontem? Então não tem pressa!


Central Episódio 3:04 Pag.: 2

MARIÃO OLHA FEIO PARA O FILHO, QUE SAI DE FININHO.

CORTA PARA:

CENA 02. CASA DE LOLITA. SALA. INTERIOR. NOITE.


ALFREDO, ALPATINO, HERICLÉPITON E FRED ESTÃO REUNIDOS
NA SALA, VENDO PLANILHAS. LOLITA CHEGA COM UM PRATO
CHEIO DE BISCOITOS RECHEADOS E UMA GARRAFA DE
REFRIGERANTE.

HERICLÉPITON — Oba, lanche pra nós!

LOLITA — Que pra nós o quê? É tudo pra mim.

ELA COMEÇA A COMER. HERICLÉPITON PEGA ALGUNS


BISCOITOS E COME.

LOLITA — Olha que entrão!

HERICLÉPITON — Chaves disse: “quem come e não reparte nada,


fica com a barriga inchada.”

ALPATINO — Eu fico impressionado é com o poder da Lolita.


Sem um publicitário por trás arrebatou um monte de
intenções de votos!

LOLITA — Eu sou um talento, meu querido!

FRED — Enquanto isso Hericlépiton anda deixando muito


a desejar com a minha campanha...

HERICLÉPITON — Pela miséria que tu me paga pra eu te


acessorar, tô até fazendo muito! E outra: eu tenho
uma coisa que poucos têm, que é idéia. Eu tive a
idéia do programa da Central no rádio apresentado
por você, obviamente; eu tive a idéia de distribuir
chocolates com a sua foto estampada...

LOLITA — Que conste que até hoje nenhuma dessas duas


idéias não saíram do papel.
Central Episódio 3:04 Pag.: 3

HERICLÉPITON — Mas vão sair, espere e verá. Também foi minha


a idéia de gravar música com mensagem subliminar
pra galera votar em você.

FRED — Dessa eu não fiquei sabendo.

HERICLÉPITON — É que eu sou tão bom que tenho idéias assim,


na hora. Já sei até como vai ser a primeira música.
(começa a cantar e fingir que toca um violão) “Eu já
liguei cinqüenta e dez vezes pro seu celular, mas só
atendia um tal de Fred da Central; esse Fred me
disse que eu sou um animal, eu não gostei mas até
que ele é um cara legal! Eu liguei/

ALFREDO — Tá bom, filho, já chea!

HERICLÉPITON — Gostaram?

TODOS RESPONDEM “NÃO!” EM CORO.

HERICLÉPITON — Vocês não sabem apreciar um talento do


marketing como eu.

CORTA PARA:

CENA 03. CASA DE DOMI. SALA. INTERIOR. NOITE.


DOMI, NEIDE E PRISCILA CONVERSAM E COMEM PIPOCA.

DOMI — Essa campanha não tá nada divertida. Até


Alpatino me abandonou!

PRISCILA — E eu não consigo escrever um discurso que


preste.

NEIDE — Eu devia mesmo ter aceito aquela proposta de


programa na Caribe... Pelo menos ia ter um telefone
pra atender.

O TELEFONE TOCA. TODAS DÃO UM PULO DO SOFÁ E CORREM


NA DIREÇÃO DO APARELHO, MAS É DOMI QUEM ATENDE.
Central Episódio 3:04 Pag.: 4

DOMI — Central de Atendimento aos Desesperados, boa


noite e muito obrigada pela sua ligação! Aqui é
Domi, com quem falo?

CORTA PARA:

CENA 04. CASA DE MARIÃO. SALA. INTERIOR. NOITE.


MARINHO FALA COM DOMI AO TELEFONE.

MARINHO — Domi, é Marinho da Caribe. Tô precisando de


ajuda.

DOMI — Pra?

MARINHO — Preciso de um publicitário barato. Você pode me


arranjar algum?

CORTA PARA:

CENA 05. CASA DE DOMI. SALA. INTERIOR. NOITE.


CONTINUAÇÃO DA CENA 03.

DOMI — Publicitário barato? (p) Chama o Estresse!

MARIÃO — (OFF) Valeu! Depois te pago.

ELES DESLIGAM.

CORTA PARA:

CENA 06.
TOMADA DA CASA DE DOMI. LETREIRO: “UMA HORA DEPOIS...”

CORTA PARA:

CENA 07. CASA DE DOMI. SALA. INTERIOR. NOITE.


FRED AVANÇA IRRITADO PARA CIMA DE DOMI. ELA TENTA SE
DEFENDER E OS OUTROS TENTAM IMPEDIR A BRIGA.

FRED — Você não devia ter feito isso comigo, Dominique!


Central Episódio 3:04 Pag.: 5

NEIDE — Isso o quê, pela fé de Abraão?

ALPATINO — Cuidado, Fred, isso pode manchar tua imagem!

DOMI — Deixa a reputação do Fred pra lá e me ajuda,


Alpatino!

ALPATINO — Eu tô tentando, Domizinha!

FRED — Ela mancha minha imagem! Ela atendeu um


pedido da concorrência!

DOMI — Mas o lema dessa Central não é justamente fazer


o bem sem olhar a quem?

FRED — Isso não se aplica à concorrência. Eles querem


nos derrubar!

DOMI — E como você ficou sabendo que o Marinho ligou?

FRED — Nossos telefones estão grampeados.

FRED PEGA A BASE DO TELEFONE SEM FIO E MOSTRA UM


GRAMPO COLORIDO DE CABELO PENDURADO NELE.

DOMI — Vocês ficam fazendo tempestade em prato raso.


Eu indiquei mesmo um publicitário barato pra eles, o
Estresse, que nem publicitário é. Agora me digam. O
que é que um cara como o Estresse pode fazer pela
campanha da concorrência, além de deixá-los doidos
e estressados?

LOLITA — Boa pergunta.

CORTA PARA:

CENA 08.
TOMADA DA CASA DE MARIÃO. TRANSIÇÃO NOITE-DIA.

CORTA PARA:
Central Episódio 3:04 Pag.: 6

CENA 09. CASA DE MARIÃO. SALA. INTERIOR. DIA.


MARIÃO, MARINHO, TATÁ E UM GRUPO DE MILITANTES
(FIGURANTES) ESTÃO REUNIDOS OUVINDO O QUE ESTRESSE
TEM A DIZER. ESTE ESTÁ EM PÉ, ANDANDO DE UM LADO A
OUTRO DO CENÁRIO E GESTICULANDO MUITO ENQUANTO
FALA COM AR DE SUPERIORIDADE.

ESTRESSE — Minha gente, vamos nos mobilizar para aumentar


os nossos índices de intenção de voto. Vamos ser
ousados!

TATÁ — Vamos andar pelados na rua?

MARINHO — Tatá, sossega...

ESTRESSE — Vamos usar toda a programação da Caribe e


ainda criar um canal no Youtube para propagar
nossas idéias. A palavra de ordem é apelo midiático!

TATÁ — Quer dizer que eu vou ter que apelar pra Midiã da
rua 8 votar em vocês? Ela é fã da Lolita.

ESTRESSE — Alguém manda essa menina calar a boca que eu


já tô me estressando?

MARIÃO — Eu é que vou me estressar se vocês não se


mexerem logo e fizerem algo pra aumentar a minha
popularidade.

ESTRESSE — A gente já vai, chefe. Bora, cambada, todo


mundo pra fora distribuir panfleto.

A MILITÂNCIA SE LEVANTA E ACOMPANHA ESTRESSE, QUE


VAI SAINDO, COM AR DE GRANDE LÍDER. TATÁ E MARINHO
FICAM.

MARINHO — Olha aí... Tá se sentindo o presidente!

MARIÃO — E vocês dois, parem de ficar que nem dois de


paus e vão trabalhar!
Central Episódio 3:04 Pag.: 7

TATÁ — Ah, paiê! Deixa esse negócio de campanha pra


peão!

MARIÃO — Vai, menina, senão eu corto a sua mesada.

TATÁ — (SAINDO) Sim, senhor.

CORTA PARA:

CENA 10.
FECHA NO RELÓGIO DA CASA DE DOMI. HORÁRIO: “14:00”.
LETREIRO: “ALGUM TEMPO DEPOIS...”

LOCUTOR — (OFF) Hoje, excepcionalmente, não será exibido


o programa “Toque de amor” com Lolita Love. Em
seu lugar, fique com um pronunciamento do
candidato a prefeito pelo PRO, Marião da Caribe.

CORTA PARA:

CENA 11. CASA DE DOMI. SALA. INTERIOR. DIA.


DOMI ESTÁ AJUSTANDO O DIAL DO RÁDIO QUANDO LOLITA
ENTRA INTEMPESTIVAMENTE, ASSUSTANDO A AMIGA.

DOMI — Isso é jeito de entrar na casa dos outros? Tá certo


que tu é minha amiga, mas...

LOLITA — Domi, eu vou te matar!

DOMI — Tá bom, retiro o que disse. Pode entrar sem bater


quando quiser!

LOLITA — Não é disso que eu tô falando. Tô falando que eu


fui demitida da Caribe e por isso eu vou te matar,
dona Dominique Fernanda!

DOMI — E por quê, se eu não fiz nada?

LOLITA — Você não, mas o Estresse, o marketeiro barato


que você indicou pra eles, me botou pra fora pra
Central Episódio 3:04 Pag.: 8

botar discurso do Marião no lugar. Agora meus


amados ouvintes estão órfãos!

SOBE MÚSICA DRAMÁTICA. ENTRAM ALFREDO E NEIDE,


CONVERSANDO.

ALFREDO — Fui bem mesmo, Neide?

NEIDE — Não é porque o discurso é da Priscilinha, mas


ficou sensacional.

ALFREDO — Vocês ouviram, meninas?

DOMI — Não, a gente tava esperando o programa da


Lolita.

ALFREDO — Ah, muito bonito vocês dando audiência pro


inimigo!

LOLITA — Mas agora eu já fui demitida mesmo, podem


mudar de estação.

DOMI DESLIGA O RÁDIO. FRED ENTRA ACOMPANHADO DE


HERICLÉPITON.

NEIDE — Onde vocês andaram?

HERICLÉPITON — A gente foi na rádio Calheta pra ver se eles


topavam passar o programa do Fred.

NEIDE — E aí?

HERICLÉPITON — Recusado.

NEIDE — Ê, zica!

FRED — E quando a gente tá chegando, ouve o Marião


fazendo discurso no rádio, todo meloso, falando
difícil... Tinha até gente parando pra escutar ele
falar!
Central Episódio 3:04 Pag.: 9

LOLITA — Vocês não ouviram ninguém reclamando porque


não tava rolando o meu programa?

HERICLÉPITON — Olha, prima... Não é querendo te magoar não.


Mas ouvindo um cara falar da bolchevicosidade do
behaviorismo, ninguém vai lembrar de romantismo!

NEIDE — Ele tava falando do quê?

HERICLÉPITON — Bolchevicosidade do behaviorismo.

FRED — E falou de teotonicamente inaceptúgico.

HERICLÉPITON — Não era inaceptúrgico, era impernacetiúrico.

LOLITA — Sim, mas... Isso é o quê? Prato típico da Zona Sul


de Tonga?

HERICLÉPITON — Quem sabe?

FRED — Isso não pode ficar assim.

LOLITA — Não mesmo!

FRED — Ele tá seduzindo eleitores falando uns negócios


que ninguém sabe o que é!

LOLITA — Ele me deixou sem trabalho!

FRED E LOLITA OLHAM PARA HERICLÉPITON, ESPERANDO QUE


ELE DIGA ALGUMA COISA.

HERICLÉPITON — O que foi? Tão me achando bonito? Repararam


a minha camisa nova?

FRED — Na verdade eu tô esperando você se manifestar e


dizer o que vai ser o nosso contra-ataque.

HERICLÉPITON — E por que eu tenho que fazer isso?

FRED — Porque caso você não se lembre... Você é o


marketeiro da minha campanha!
Central Episódio 3:04 Pag.: 10

HERICLÉPITON — Ih, é mesmo... Vou pensar em algo de impacto.

CORTA PARA:

CENA 12.
TOMADA DA RUA DA CASA DE DOMI. LETREIRO: “HORAS
DEPOIS...”

CORTA PARA:

CENA 13. RUA. EXTERIOR. NOITE.


DOMI, FRED, ALPATINO, NEIDE, ALFREDO E LOLITA ESTÃO
ANDANDO, MEIO DESORIENTADOS.

DOMI — Ô Alpa, pra onde o Hericlépiton disse que a gente


tinha que ir?

ALPATINO — Ele disse uma praça aí, só que eu não lembro o


nome.

DOMI — Ê, memória!

ALPATINO — Tu devia saber, mora aqui desde que nasceu!

NEIDE — Peraí, gente. Tô tentando me lembrar aqui. Era a


praça da rã?

LOLITA — Praça do Jacaré.

NEIDE — Essa mesma.

LOLITA — Então vamos lá!

ELES SEGUEM ANDANDO.

FRED — Não era melhor a gente ir de ônibus.

ALFREDO — Nada de ônibus!

FRED — Que pobreza, Alfredo!


Central Episódio 3:04 Pag.: 11

ALFREDO — Pobreza nada. Isso se chama contenção de gastos.

OBSERVAMOS O GRUPO SE AFASTAR ATÉ SUMIR DE CENA.

CORTA PARA:

CENA 14. PRAÇA DO JACARÉ. EXTERIOR. NOITE.


O GRUPO CHEGA E VAI AO ENCONTRO DE HERICLÉPITON, QUE
ESTÁ USANDO UMA FANTASIA DE BOMBEIRO; E PRISCILA,
USANDO FANTASIA DE MULHER-GATO.

LOLITA — Carnaval já passou...

HERICLÉPITON — Isso aqui é parte do nosso contra-ataque pra


chamar a atenção dos eleitores em potencial!

FRED — Você não vai cantar não, né?

HERICLÉPITON — Não, vou pular essa parte.

FRED — Menos mal...

DOMI — Mas eu ainda não entendi pra quê vocês estão


com essas fantasias trash. Vão pro clube das
mulheres, é?

PRISCILA — Quase isso. Hericlépiton resolveu que vamos


fazer strip tease pra chamar a atenção da galera.

NEIDE — Isso lá é idéia que se apresente?

FRED — Tia, deixa eles! Política é baixaria mesmo, então


tá tudo dentro do contexto.

CORTA RÁPIDO PARA MOSTRAR PRISCILA E HERICLÉPITON


DANÇANDO NO MEIO DA PRAÇA AO SOM DE UMA MÚSICA
QUALQUER. AS PESSOAS VÃO COMEÇANDO A SE APROXIMAR,
COM REAÇÕES VARIANDO ENTRE O INTERESSE E A
REPROVAÇÃO. UMA SENHORA ACENA NEGATIVAMENTE COM
UM MOVIMENTO DE CABEÇA.
Central Episódio 3:04 Pag.: 12

SENHORA — Esse mundo tá perdido mesmo...

OUTRAS PESSOAS VÃO CHEGANDO PARA VER O CASAL


EXECUTANDO A COREOGRAFIA. DE REPENTE ELES PARAM E A
MÚSICA PÁRA JUNTO. HERICLÉPITON E PRISCILA SE
ENTREOLHAM, DESCONCERTADOS.

PÚBLICO — Por que parou? Parou por quê?

CORTA PARA O OUTRO LADO DA PRAÇA. ESTRESSE ENTRA


CARREGANDO UM PEQUENO APARELHO DE SOM E
ARRASTANDO TATÁ, QUE RESISTE A TODO CUSTO.

TATÁ — Me solta, Estresse!

ESTRESSE — Vai, menina! É pelo bem da cidade!

TATÁ — Eu vou é me mudar da cidade depois disso!

HERICLÉPITON — O que vocês tão fazendo aqui?

TATÁ — (SAINDO) Eu tô indo embora, beijomeliga!

ESTRESSE — (A PUXANDO DE VOLTA) Fica quieta e não


me estressa, menina!

TATÁ SE ENCOLHE NUM BANCO DA PRAÇA, COM CARA DE


CHORO.

HERICLÉPITON — Eu perguntei o que vocês tão fazendo aqui.

ESTRESSE — Não reparou ainda? A gente veio aqui fazer um


comício relâmpago.

DOMI — Então quer dizer que a última moda é fazer


comício relâmpago com roupa do clube das
mulheres?

ALFREDO — Pelo jeito, é sim!

HERICLÉPITON — Meu querido, vai me dar licença, mas eu tive


essa idéia primeiro.
Central Episódio 3:04 Pag.: 13

ESTRESSE — Por acaso a sua idéia foi registrada em cartório


com firma reconhecida? Existe algum registro na
Biblioteca Nacional?

HERICLÉPITON — Não.

ESTRESSE — Então me poupe dos seus escândalos! Levanta aí,


Tatá, mostra seu rebolado!

ESTRESSE LIGA O SOM, QUE COMEÇA A TOCAR UMA MÚSICA


DA GRETCHEN. ELE COMEÇA A DANÇAR, SUPER EMPOLGADO,
MAS TATÁ NÃO SE MEXE. PRISCILA E HERICLÉPITON FICAM
OLHANDO POR UM INSTANTE, MAS LOGO COMEÇAM A
DANÇAR TAMBÉM, TENTANDO SUPERAR ESTRESSE. PRISCILA
TIRA VÁRIOS SANTINHOS DA BLUSA E COMEÇA A JOGAR PRO
PÚBLICO. ESTRESSE FAZ O MESMO. TODA A PLATÉIA VAI AO
DELÍRIO. APENAS AQUELA SENHORA DO COMEÇO DA CENA
PERMANECE SUPER INDIGNADA.

SENHORA — Eu vou denunciar essa pouca vergonha! Vou ligar


agora mesmo pra polícia.

ELA VAI ATÉ UM ORELHÃO PRÓXIMO DO CENTRO DA


BADERNA.

ALFREDO — Neide, o que foi que aquela mulher disse?

NEIDE — Vai ligar pra polícia.

ALFREDO — Ah, tá... (GRITA) Polícia? Tudo menos isso!


Parem, parem vocês todos!

ALFREDO VAI PRO MEIO DA PRAÇA E TENTA FAZER OS TRÊS


PARAREM, SEM SUCESSO. TODO MUNDO COMEÇA A GRITAR
POR ELE.

CORTA PARA:

CENA 15. DELEGACIA. CELA. INTERIOR. NOITE.


Central Episódio 3:04 Pag.: 14

ESTRESSE, TATÁ, ALPATINO, HERICLÉPITON, PRISCILA,


ALFREDO, NEIDE, DOMI, FRED E LOLITA ESTÃO DIVIDINDO
UMA CELA MINÚSCULA. TODOS DISCUTEM SEM PARAR,
MENOS TATÁ, QUE RISCA A PAREDE DA CELA COM UMA
CHAVE.

LOLITA — O que foi, menina?

TATÁ — (CHORAMINGANDO) Eu tô com fome! Eu tô


com sono! Eu quero a minha mãe!

ESTRESSE — Ah, vocês me dão nos nervos com essa


choradeira!

FRED — Conte-nos algo novo!

ALFREDO — Vocês são demais... Agora é que minha


candidatura vai pro saco!

ESTRESSE — E a do Marião, então?

ALFREDO — Esse já nasceu fadado ao fracasso.

ESTRESSE — Ele vai querer te matar, Dominique. E me levar


por tabela!

DOMI — Ô Fred... Por acaso tu andou oferecendo dinheiro


pela minha cabeça?

FRED — Eu não, por quê?

DOMI — Então porque desde hoje todo mundo tá dizendo


que vai me matar?

FRED — Esse é mais um dos mistérios da humanidade...


Enfim.

ALPATINO — Peraí, gente. Acho que eu tive uma idéia.

TODOS OLHAM PARA ELE E PERGUNTAM: “QUAL?”

ALPATINO — Bem, é assim/


Central Episódio 3:04 Pag.: 15

HERICLÉPITON — (GRITA E TAPA A BOCA DO IRMÃO) Não


fale!

ALPATINO — Por quê?

HERICLÉPITON — Não vê que tem agentes infiltrados da oposição


por aqui?

CORTA PARA TATÁ, QUE ESTÁ COCHILANDO E CHUPANDO


DEDO; E ESTRESSE, COM AR DISTRAÍDO, DESENHANDO. CORTA
PARA MOSTRAR O QUE ESTRESSE DESENHA: UMA
CARICATURA SOBRE A FOTO DE FRED.

ALPATINO — Eles não parecem estar muito interessados.

NEIDE — A menina não tá interessada mesmo.

HERICLÉPITON — Mas é o outro que me preocupa!

ALPATINO — Ah, tá... Então deixa pra depois.

NEIDE — Espero que liberem a gente logo!

UM POLICIAL CHEGA E ABRE A CELA.

POLICIAL — Tá todo mundo liberado aí, podem ir.

NEIDE — Aleluia! Isso é que é ouvir ligeiro as preces,


Jesus!

TODOS SE LEVANTAM E VÃO EMBORA.

CORTA PARA:

CENA 16. RUA. EXTERIOR. NOITE.


MARIÃO VAI LEVANDO TATÁ E ESTRESSE PARA CASA.

MARIÃO — Vocês são dois jericos mesmo, hein? Que idéia


foi essa de ficar fazendo strip tease no meio da
praça? Não sabiam que isso é contra a lei?
Central Episódio 3:04 Pag.: 16

TATÁ — A idéia foi dele, pai. (APONTA PARA


ESTRESSE)

ESTRESSE — Mas o Marinho aprovou.

MARIÃO — Esse guri tá afundando a minha campanha.

ESTRESSE — Mas eu tive uma idéia, Marião. E essa não vai


falhar!

CORTA PARA:

CENA 17. RUA. EXTERIOR. NOITE.


EM UMA OUTRA RUA, OS OUTROS PERSONAGENS ESTÃO INDO
PARA CASA.

ALFREDO — Agora conta qual foi a tua idéia, Alpatino!

ALPATINO — Vamos fazer um super showmício! Vamos


chamar uma banda poderosa...

CORTA PARA:

CENA 18. RUA. EXTERIOR. NOITE.


CONTINUAÇÃO DA CENA 16.

ESTRESSE — ... E podemos dar brindes, muitos brindes!

MARIÃO — Isso vai demandar muita verba…

CORTA PARA:

CENA 19. RUA. EXTERIOR. NOITE.


CONTINUAÇÃO DA CENA 17.

ALPATINO — Bom, pense na recompensa mais na frente.

FRED — A gente pode pedir dinheiro pro pai da Lolita.

ALFREDO — O homem não dá dinheiro nem pra gente andar de


ônibus, quanto mais pra fazer showmício!
Central Episódio 3:04 Pag.: 17

CORTA PARA:

CENA 20. RUA. EXTERIOR. NOITE.


CONTINUAÇÃO DA CENA 18.

MARIÃO — É verdade... Eu posso fazer um show pirotécnico


e ver a cara do Alfredo inchar de inveja porque eu
tenho dinheiro e ele não!

ESTRESSE — Tá vendo só, que idéia porreta?

AQUI A TELA SE DIVIDE EM DUAS PARTES, MOSTRANDO


MARIÃO E ALFREDO. FALAM AO MESMO TEMPO.

ALFREDO/MARIÃO — Ele vai ver com quantos comícios se


ganha uma eleição!

SOBE TEMA DE ROCKY, O LUTADOR. CLOSE NOS DOIS


PERSONAGENS.

FADE OUT.

SURGE LETREIRO ACOMPANHADO PELA MÚSICA A RURAL –


NEO PINEL E LOCUTOR.

LOCUTOR — Não percam, na próxima semana, um super


showmício na Praça da rua 55, com a participação de
várias atrações musicais e sorteio de brindes! Todo
mundo vai, o que você está esperando?

MÚSICA EM FADE OUT. LETREIRO: “AS ATRAÇÕES DO


SHOWMÍCIO SERÃO SELECIONADAS DE ACORDO COM A
VERBA LIBERADA PELO PRESIDENTE DO PARTIDO. OREMOS.

FIM DO EPISÓDIO

Interesses relacionados