Você está na página 1de 2

A ética e o nosso futuro.

Ética, o estudo ordenado do comportamento humano, suas leis e regras.

Poderíamos dizer que ética é a realização de uma reflexão disciplinada das intuições morais e das escolhas morais que as pessoas fazem. A ética, de forma geral, se ocupa do que é bom ou correto e do que é mau ou incorreto, o justo e o injusto no agir humano. Justiça, é o fundamento que sustenta todo o agir ético, do plano individual ao global. Moore, diz na sua obra Principia ethica: "O que é bom? E o que é ruim? Dou o nome de Ética à discussão dessas perguntas". Na origem da palavra “ética”, encontra-se a expressão grega “ethos” o significado de casa, hábito, ambiente, ou costume, entendidos com superficialidade, como maneira exterior de comportamento. Esta concepção embasou a tradução latina “moral”. “A palavra Moral tem origem no latim – morus – significando os usos e costumes, conjunto das normas para o agir específico ou concreto, a morada. De acordo com Moore “a Moral está contida nos códigos, que tendem a regulamentar o agir das pessoas” Uma das missões da ÉTICA é ensinar o HOMEM a agir racionalmente, utilizando argumentos, critérios e conceitos; A tomar decisões prudentes e realizar sempre a ação mais adequada; A atingir ou afetar o conjunto da vida e não apenas ações isoladas; A formar um bom caráter buscando fins e metas para a sua vida. O pensamento ético em nosso tempo caracteriza-se pelo crescente interesse na solução dos problemas de ordem individual e coletiva que preocupam as pessoas e a humanidade no seu dia-a-dia. Poderíamos citar a poluição da hidrosfera e da atmosfera, que preocupam pessoas e entidades nos mais diversos níveis. Ou na problemática moral,

o que fazer perante uma Gravidez cujo feto é anencefálico? Ou qual a melhor alternativa

para remediar a dor insuportável de um paciente terminal? Nesses casos e em outros parecidos, que tratam de assuntos significativos que têm a ver com a conduta certa ou conduta errada, com ato bom ou ato mau. Nestes temas e em outros a tarefa da ética é fundamental. Com base nestas considerações que dizem respeito à ética, sobre um assunto muito estudado e debatido nos últimos tempos que é degradação do meio ambiente devido irracionalidade do consumo capitalista desenfreado. O homem, por causa do desenvolvimento, vem alterando o equilíbrio da natureza. O progresso científico- tecnológico aliado à ausência de uma postura ética em relação ao uso dos recursos biológicos, poderá desencadear uma catástrofe sem precedente na história da humanidade, provavelmente o próprio homem, jamais acreditou que tudo isso pudesse ameaçar a qualidade e a sobrevivência da vida de si mesmo. Westsphal, no artigo O modelo de desenvolvimento:breves reflexões, faz uma análise referente ao desenvolvimento predatório de corporações que agem como verdadeiras sangue-sugas dos recursos naturais do planeta, um alerta sobre os deveres do ser humano para com outro ser humano, e de todos para com a humanidade. Os avanços da biotecnologia tem trazido muitas conquistas à humanidade, e também, muitos

riscos, pois o progresso científico é indiscutível, mas os dramas gerados por ele também

o são.

Os cientistas que estudam o meio ambiente podem apontar fatos ainda bem mais graves e profundos sobre o sistema atual, insustentado, decorrente do dogma fundamental da teoria econômica vigente, a saber, o crescimento econômico a qualquer custo: o crescimento contínuo e permanente em um planeta finito; a acumulação, cada vez mais rápida, de materiais, energia e riqueza. Este consumismo valoriza a aquisição de bens, competição, tecnologia e ciência pesada. E não existe mais limites. E fez o mundo mergulhar em uma grande crise, a crise ambiental é a expressão da crise cultural, civilizacional e espiritual que a humanidade está atravessando. Uma crise que afetaria todos os aspectos da vida humana – saúde,

relações sociais, economia, tecnologia e política. Uma crise de dimensões espirituais, intelectuais e morais, em tal escala que, pela primeira vez na história, a humanidade estaria sendo obrigada a se defrontar com a real ameaça de sua extinção e de toda a vida no planeta. Esta crise obriga a um novo posicionamento sobre o papel do ser humano no planeta, obrigando-o a repensar a dimensão da responsabilidade que deve ter para com tudo o que existe e vive, inclusive para aqueles que estão temporalmente distantes. Em suma, a ética pode ser pensada como meio prático para proteger seres e

entes vivos contra ameaças que podem prejudicar de maneira irreversível suas existências. Estabelecer limites para as investigações dos cientistas. Esclarecer a opinião pública. Guiar os legisladores para que façam as leis seguindo princípios éticos aceitáveis. Tratar dos avanços da biotecnologia e dos efeitos destes sobre a humanidade. Partindo do pressuposto que: Nem tudo que é científico, é ético. Precisamos compreender

o valor da ética, para discernir até que ponto a ciência age em prol da humanidade. Não há receita pronta para o ético ou o não ético a condição de moralidade de uma determinada ação está na escolha, na liberdade. A essência do ser humano está na

liberdade. A essência humana é sua capacidade ética, sua liberdade. Por isso a ética não

é somente uma utopia, mas uma ação prática.

Referências

MOORE, G. E. Principia Ethica. Thomas Baldwin (Ed.). 2. ed. Cambridge, Mass:

Cambridge University Press, 1993.

Westphal. Euler R. O Modelo de Desenvolvimento: Breves reflexões