Você está na página 1de 5

33º Domingo do Tempos Comum

Christ Pantocrator 2008


For St. Nicholas Church in San Anselmo, California
33º Domingo do Tempos Comum

Segunda leitura
Dos Comentários sobre os Salmos, de Santo Agostinho, bispo
(Ps 95,14.15: CCL 39,1351-1353)
(Séc. V)
Não ofereçamos resistência à sua primeira vinda, para não
termos de recear a segunda
Então todas as árvores das florestas exultarão diante da
face do Senhor porque veio, veio julgar a terra (Sl 95,12-13).
Veio primeiro e virá depois. Esta sua palavra ressoou pela pri-
meira vez no evangelho: Vereis sem demora o Filho do homem
vir sobre as nuvens (Mt 26,64). Que quer dizer: Sem demora? O
Senhor não virá depois, quando os povos da terra se lamenta-
rão? Veio primeiro em seus pregadores e encheu o mundo intei-
ro. Não ofereçamos resistência à primeira vinda, para não ter-
mos de recear a segunda.
Que, então, devem fazer os cristãos? Usar do mundo; não
servir ao mundo. Como é isto? Possuindo, como quem não pos-
sui. O Apóstolo diz: De resto, irmãos, o tempo é breve; que os
que têm esposa sejam como se não a tivessem; os que choram,
como se não chorassem; os que se alegram, como se não se
alegrassem; os que compram, como se não possuíssem; e os
que usam do mundo, como se não usassem; pois passa a figura
deste mundo. Eu vos quero sem inquietações (1Cor 7,29-32).
Quem não tem inquietações, aguarda com serenidade a vinda
de seu Senhor. Pois, que amor ao Cristo é esse que teme sua
chegada? Irmãos, não nos envergonhamos? Amamos e temos
medo de sua vinda. Será que amamos? Ou amamos muito mais
nossos pecados? Odiemos, portanto, estes mesmos pecados e
amemos aquele que virá castigar os pecados. Ele virá, quer
queiramos, quer não. Se ainda não veio, não quer dizer que não
virá. Virá em hora que não sabes; se te encontrar preparado,
não haverá importância não saberes.
E exultarão todas as árvores das florestas. Veio primeiro;
depois virá para julgar a terra; encontrará exultantes aqueles
33º Domingo do Tempos Comum

que creram em sua primeira vinda, porque veio.


Julgará com equidade o orbe da terra, e os povos em sua
verdade (Sl 95,13). Que significam equidade e verdade? Reunirá
junto a si seus eleitos para o julgamento; aos outros separá-los-
á dos primeiros; porá uns à direita, outros à esquerda. Que de
mais justo, de mais verdadeiro do que não esperarem miseri-
córdia da parte do juiz, aqueles que não quiseram usar de mise-
ricórdia antes da vinda do juiz? Quem teve misericórdia, será
julgado com misericórdia. Os colocados à direita escutarão:
Vinde, benditos de meu Pai, recebei o reino que vos foi prepa-
rado desde a origem do mundo (Mt 25,34). E aponta-lhes as
obras de misericórdia: Tive fome e me destes de comer, tive
sede e me destes de beber etc. (Mt 25,34-46).
Por sua vez, que se aponta aos da esquerda? Sua falta de mi-
sericórdia. Para onde irão? Ide para o fogo eterno (Mt 25,41).
Esta palavra suscita grande gemido. Que diz outro salmo? Será
eterna a lembrança do justo; não temerá escutar palavra má
(Sl 111,6-7). Que quer dizer: escutar palavra má? Ide para o
fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos (Mt 25,4).
Quem se alegra com a palavra boa, não temerá escutar a má. É
esta a equidade, a verdade.
Porque és injusto, não será justo o juiz? Ou porque és menti-
roso, não será veraz a verdade? Se queres, porém, encontrar o
Misericordioso, sê tu misericordioso antes de sua chegada: per-
doa, se algo foi feito contra ti, dá daquilo de que tens em abun-
dância. Donde vem aquilo que dás, não é dele? Se desses do
que é teu, seria liberalidade; quando dás do que é dele, é devo-
lução. Que tens que não recebeste? (1Cor 4,7). São estes os sa-
crifícios mais aceitos por Deus: misericórdia, humildade, lou-
vor, paz, caridade. Ofereçamo-los e com confiança esperare-
mos a vinda do juiz que julgará o orbe da terra com equidade,
e os povos em sua verdade (Sl 95,13).
Responsório Cf. Mt 16,27; Sl 95(96),13b
33º Domingo do Tempos Comum

R. O Filho do homem há de vir na glória do Pai, com os anjos;


* Então retribuirá a cada um, de acordo com o seu comporta-
mento.
V. Deus vem para julgar a terra inteira e os povos julgará com
lealdade. * Então retribuirá a cada um, de acordo com o seu
comportamento.
HINO TE DEUM (A VÓS, Ó DEUS, LOUVAMOS)
Nos domingos, nas solenidades e festas, depois da segunda leitura e seu res-
ponsório, se diz o seguinte hino:
A vós, ó Deus, louvamos, e adora juntamente
a vós, Senhor, cantamos. o vosso Filho único,
A vós, Eterno Pai, Deus vivo e verdadeiro,
adora toda a terra. e ao vosso Santo Espírito.
A vós cantam os anjos, Ó Cristo, Rei da glória,
os céus e seus poderes: do Pai eterno Filho,
Sois Santo, Santo, Santo, nascestes duma Virgem,
Senhor, Deus do universo! a fim de nos salvar.
Proclamam céus e terra Sofrendo vós a morte,
a vossa imensa glória. da morte triunfastes,
A vós celebra o coro abrindo aos que têm fé
glorioso dos Apóstolos, dos céus o reino eterno.
Vos louva dos Profetas Sentastes à direita
a nobre multidão de Deus, do Pai na glória.
e o luminoso exército Nós cremos que de novo
dos vossos santos Mártires. vireis como juiz.
A vós por toda a terra Portanto, vos pedimos:
proclama a Santa Igreja, salvai os vossos servos,
ó Pai onipotente, que vós, Senhor, remistes
de imensa majestade, com sangue precioso.
Fazei-nos ser contados,
Senhor, vos suplicamos,
em meio a vossos santos
na vossa eterna glória.
33º Domingo do Tempos Comum

(A parte que se segue pode ser omitida, se for oportuno).


Salvai o vosso povo. Que desça sobre nós,
Senhor, abençoai-o. Senhor, a vossa graça,
Regei-nos e guardai-nos porque em vós pusemos
até a vida eterna. a nossa confiança.
Senhor, em cada dia, Fazei que eu, para sempre,
fiéis, vos bendizemos, não seja envergonhado:
louvamos vosso nome Em vós, Senhor, confio,
agora e pelos séculos. sois vós minha esperança!
Dignai-vos, neste dia,
guardar-nos do pecado.
Senhor, tende piedade
de nós, que a vós clamamos.
Oração
Senhor nosso Deus, fazei que a nossa alegria consista em vos
servir de todo o coração, pois só teremos felicidade completa,
servindo a vós, criador de todas as coisas. Por nosso Senhor Je-
sus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.