Você está na página 1de 4
FQ A I 2013/2014

FQ A I

2013/2014

Ficha de Trabalho Nº17 - Módulo 02 - “Energia em Movimentos.”

Energia Cinética e Teorema da Energia Cinética

1. Um camião carregado e um pequeno automóvel movem-se com a mesma energia cinética. Qual das seguintes afirmações constitui uma afirmação verdadeira:

A. O camião e o automóvel movem-se com velocidades iguais.

B. Para parar, é necessário retirar uma maior quantidade de energia ao camião.

C. Se, durante a travagem, se aplicarem forças da mesma intensidade, os dois veículos percorrem distâncias iguais até parar.

D. O automóvel percorrerá uma distância maior durante a travagem, pois é o veículo mais leve.

2. Um jogador de ténis, durante um “serviço”, lança uma bola de massa igual a 55 g, com a velocidade de 108 km/h. Determine a energia cinética adquirida pela bola, supondo que o seu movimento é de translação.

3. Um ciclista move-se, numa estrada rectilínea à velocidade de 10 m/s. Decorrido um certo intervalo de tempo o valor da velocidade aumentou para 30 m/s. A massa total do sistema (ciclista e bicicleta) é de 80 kg.

3.1. Calcule a variação da energia cinética de translação do sistema.

3.2. Determine o trabalho realizado pela resultante das forças que actuam no sistema.

4. O valor da velocidade dos electrões ao atingirem o ecrã de um aparelho de TV é de 3,0 × 10 3 km/h. Determine a energia cinética de cada um dos eletrões imediatamente antes de embater (m e =9,1 × 10 -31 Kg).

5. Num determinado instante, a energia cinética de um camião com massa de 1,2 × 10 4 kg vale 1,35 × 10 6 J. Determine o valor:

5.1. Da velocidade do camião.

5.2. Da velocidade a que deverá seguir um automóvel, com massa de 1200 kg, para que possua energia cinética igual à do camião.

6. Um avião a jato com massa de 2,0 × 10 4 kg percorreu 1000 m numa pista até conseguir descolar. Suponha que, durante esse percurso, a resultante eficaz das forças que estiveram aplicadas no avião teve a intensidade média igual a 1,76 × 10 4 J. Determine o valor:

6.1. Do trabalho da resultante das forças que atuaram no avião.

6.2. Da velocidade adquirida pelo avião imediatamente após a descolagem. Apresente o resultado com 2 a.s.

FQ A I 2013/2014

FQ A I

2013/2014

7. Um projétil com a massa de 12,0 g tem, à saída de um cano de espingarda, a velocidade de 260 m/s. Suponha que o projéctil percorre a distância de 75 cm dentro do cano da espingarda. Determine a energia cinética máxima atingida pelo projétil e o valor da força aplicada no projétil.

8. Um automóvel com massa de 1200 kg desloca-se à velocidade de 36km/h numa estrada horizontal. Num dado instante, a velocidade é reduzida, por ação dos travões, imobilizando-se após ter percorrido 20 m. Determine:

8.1. A energia cinética do automóvel imediatamente antes de terem sido acionados os travões. 8.2. O valor médio da força de atrito responsável pela travagem, desprezando-se os efeitos de aquecimento.

9. Um automóvel com massa de 1250 kg é capaz de atingir a velocidade de 108 km/h ao fim de 8,0 s. Determine a potência mínima do motor do automóvel para que isto possa acontecer.

10. Num corpo com massa de 2,40 kg, que se encontrava em repouso, foi aplicada uma força constante não

contrabalançada cuja intensidade variou de acordo com

o gráfico da figura seguinte. A força tem a direção do deslocamento. Determine:

A força tem a direção do deslocamento. Determine: 10.1. A energia transferida para o corpo no

10.1. A energia transferida para o corpo no intervalo de tempo em que este se deslocou entre 0 m e 0,60 m.

10.2. A velocidade adquirida pelo corpo após ter percorrido 0,60 m.

11. Num corpo de 0,500 kg, que está em repouso sobre uma superfície horizontal e sem atrito, atua uma força de intensidade variável mas direção e sentido constantes. No gráfico da figura seguinte está representada a variação da intensidade da força eficaz ao longo do deslocamento do corpo. Determine:

11.1. O trabalho realizado pela força durante o percurso.

11.1. O trabalho realizado pela força durante o percurso. 11.2. O valor da velocidade adquirida pelo

11.2. O valor da velocidade adquirida pelo corpo após ter percorrido 0,7 m.

11.3. O ângulo que a força faz com o deslocamento, sabendo que no percurso de 0 a 0,2 m a força tinha uma intensidade de 20 N.

12. Dois automóveis, A e B, têm massa igual, mas, enquanto o automóvel B se desloca a 60 km/h,

o outro viaja a 80 km/h. Suponha que, repentinamente, surge um obstáculo bloqueando a

estrada e que as intensidades das forças de travagem são iguais para os dois automóveis,

qual será a relação entre as distâncias de travagem de A e de B?

FQ A I 2013/2014

FQ A I

2013/2014

Energia Potencial Gravítica e Trabalho Realizado pelo Peso de um Corpo (g = 10 m/s 2 )

13. Calcule a variação de energia potencial gravítica nas seguintes situações:

13.1. Um alpinista com massa de 70 kg sobe uma montanha e atinge o seu cume, que se encontra a 1900 m do solo.

13.2. Um aluno ergue a pasta do chão (m=2500g) verticalmente e coloca-a na sua carteira que se encontra a 130 cm do chão.

13.3. Durante a aterragem de um avião (m=2,5 × 10 5 kg) desce 980 m até atingir a pista.

14. Um astronauta na Lua tem a massa de 180 kg (com equipamento). Na Lua o valor da aceleração gravítica é 1,6 m/s 2 .

14.1. Calcule o peso do astronauta na Lua.

14.2. O astronauta ao deslocar-se na Lua caiu numa cratera, cuja altura era de 10 m em relação à superfície. A energia potencial gravítica do astronauta aumentou ou diminuiu?

14.3. Determine a variação de energia potencial gravítica do astronauta, na situação da alínea anterior.

15. Um livro com a massa de 0,8 kg está em repouso em cima de uma mesa. O tampo da mesa dista 1,0 m do chão. Um estudante levanta o livro à altura de 0,5 m em relação à mesa com velocidade constante e depois move-o horizontalmente, percorrendo a distância de 0,2 m.

15.1. Determine o trabalho realizado pela força exercida pelo estudante.

o trabalho realizado pela força exercida pelo estudante. 15.2. Calcule a energia potencial gravítica do livro,

15.2. Calcule a energia potencial gravítica do livro, após a elevação, considerando como nível de referência: i) o tampo da mesa; ii) o solo.

16. Do parapeito de uma varanda situada a 5,0 m do solo, a Francisca lançou verticalmente para cima uma bola de 50 g, que atingiu a altura máxima de 4,0 m acima do nível inicial.

16.1. Determine o peso da bola.

16.2. Determine a energia potencial gravítica do sistema quando a bola se encontra:

16.2.1. Na posição de lançamento. 16.2.2. Na posição de altura máxima.

16.3. A variação da energia potencial gravítica do sistema considerando apenas a subida.

16.4. O trabalho efectuado pelo peso da bola na subida.

16.5. O trabalho efectuado pelo peso da bola na descida.

16.6. A variação de energia potencial gravítica do sistema.

FQ A I 2013/2014

FQ A I

2013/2014

17. Um mergulhador recreativo, de massa 60 kg, desce até um profundidade de 40 m.

17.1. Determine a variação de energia potencial gravítica sofrida pelo mergulhador.

17.2. Determine o trabalho realizado pelo peso do mergulhador:

17.2.1. Na descida;

17.2.2. Na subida.

18. Um livro de 750 g, que se encontrava em cima de mesa, foi colocado numa prateleira que está à altura de 0,80 m relativamente à posição inicial. A mesa tem a altura de 1,20 m. Determine a energia potencial gravítica do sistema livro- Terra após o livro ter sido colocado na prateleira, tomando como referência o nível do solo.

na prateleira, tomando como referência o nível do solo. 19. Um bloco com a massa de

19. Um bloco com a massa de 120 kg é

arrastado sobre uma rampa, desde a posição

A até à posição B. Atendendo a que d = 20,0

m e que o ângulo é de 14º, determine a variação de energia potencial experimentada pelo bloco após esse deslocamento sobre a rampa.

pelo bloco após esse deslocamento sobre a rampa. 20. Uma mulher com 60,0 kg subiu uma

20. Uma mulher com 60,0 kg subiu uma escada até atingir o patamar que se encontrava a 2,50 m acima do solo.

Determine o trabalho realizado pelo peso da mulher durante

a subida.

21. Um guindaste elevou um caixote com a massa de 600 kg para uma posição que se encontra 5,0 m acima da posição inicial. A operação demorou 10,0 s.

m acima da posição inicial. A operação demorou 10,0 s. 22. Um atleta (m = 75

22. Um atleta (m = 75 kg) trepa por uma corda com velocidade constante de valor igual a 60 cm/s.

A subida demorou 10,0 s. Determine o valor da potência média do atleta.

23. Um saco de massa 80 kg cai de um balão que se encontra parado no ar à altura de 200 m, chegando ao solo com uma velocidade de 32 m/s. O efeito da resistência do ar é desprezável.

Bom Trabalho!!!

Os Professores