Você está na página 1de 7

PREFEITURA MUNICIPAL DE JATAÍ

SECRETARIA DE CULTURA
Gestão 2009/2012
PREFEITO: Humberto de Freitas Machado
Secretário: Marco Antônio Gomes de Carvalho

RELATÓRIO
Jan/Nov -2009

Objetivos
São objetivos da Política Municipal de Cultura: Fortalecer e articular segmentos e órgãos em torno de uma
política cultural; mapear e dar visibilidade às diversas manifestações culturais, possibilitar que a cultura seja
incorporada nos diversos serviços como bem simbólico,como produto e geração de renda e ainda
fortalecer as parcerias entre o município e os governos estadual e nacional.

Introdução
O mês de Janeiro foi basicamente destinado à formação da equipe de trabalho e montagem do quadro de
funcionários. Os diversos órgãos da Secretaria: Museu Histórico de Jataí, Museu de Arte Contemporânea,
Centro Cultural Basileu Toledo França e Biblioteca Pública Dante Mosconi, Casa do Artesão, Escola de
Música e Memorial JK, todos ampliam suas atividades incorporando estratégias da Política Municipal de
Cultura. A Escola de Teatro encontra-se à espera de um local adequado para funcionamento.

Ações, atividades, projetos, parcerias


SECRETARIA
 A Secretaria apresentou Documento de Política Municipal de Cultura, dia 07 de março, no
auditório do CEFET, mobilizando cerca de 100 pessoas da sociedade civil envolvidas com a cultura;
 Desde fevereiro, gestões junto ao Ministério das Comunicações para a efetiva instalação do
Telecentro Comunitário. A antena chegou em setembro e o sinal foi liberado em outubro. Estamos
aguardando os dois funcionários treinados em Linux e a instalação do Comitê Gestor que também foi
definido, para iniciar os trabalhos;
 realização da Iª Feira da Cultura Negra, dia 13 de maio, que deverá ser repetida agora em 20 de
novembro, trazendo culinária, música e dança para o Calçadão da Praça do Olho d´Água;
 Foi premiada, junto com a Associação de Amigos do Museu Histórico, no Edital público do
Ministério da Cultura, e irá receber assim nas próximas semanas todo o equipamento e mais de 250
filmes da Programadora Brasil para a instalação do Cineclube Nelson Pereira dos Santos. É a
retomada de uma sala de cinema em Jataí.
 Criação do cadastro (banco de dados) das atividades/pessoas/grupos que realizam arte e cultura no
município, que deve ser completado por um amplo censo cultural do município;

1
 Promoveu a vinda do Circo Laheto, uma escola das artes circenses que fez enorme sucesso entre
criança, adolescentes e jovens em Jataí;
 Proporcionou novo espaço de ensaio para a Orquestra de Violeiros, no auditório do Centro
Cultural, e tem contribuído para transformar a agremiação em associação sem fins lucrativos, de
modo que possa captar recursos próprios;
 Trouxe a peça de teatro Papo Calcinha para agentes e funcionários da saúde, dia 27 de março,
numa promoção que visa estender as ações de cultura aos diversos segmentos da saúde;
 promoveu a peça Guerra dos Sexos, no Centro de Cultura e Eventos, a primeira atividade cênica a
se apresentar no novo espaço, dia 29 de agosto;
 Realizou o 1º Festival de Pipa, no dia 30 de agosto, no campo ao lado da ADIJ, com enorme
presença de crianças e pais, e uma homenagem a antigos pipeiros;
 Contribuiu com a promoção do patrimônio histórico e com o zelo da legalidade, emitindo
pareceres sobre tombamento e gestionando a reconstrução de pelo menos um dos casarões: a casa do
seu Condorsé;
 Foi elaborado o Regimento do Fundo Municipal de Cultura que normatizará a gestão financeira da
cultura, adequando o município à legislação e ao Sistema Nacional de Cultura;
 Tem proporcionando uma nova forma de gestão participativa a partir da apresentação e discussão da
Política Municipal de Cultura, da I Conferência Municipal e de reuniões diversas com segmentos
como o artesanato e a dança, no sentido de fortalecer a representatividade;
 Instituiu uma política de editais, inicialmente com o 1º Edital para a Lei de Incentivo Municipal,
lançado dia 09 de setembro;
 Vem instituindo política de acesso aos bens culturais: as instituições museológicas e educativas
estão com horários alternativos. Em alguns órgãos as mudanças devem ocorrer no início do ano.
Hoje, o Museu de Arte Contemporânea abre de quarta a domingo, e às quintas-feiras também a noite
(19 às 21h). O Memorial JK abre aos sábados até às 17h e nos domingos até ao meio-dia. A
Biblioteca Pública abre de segunda a sexta até ás 18h e aos sábados até às 11h;
 Iniciou o processo de substituição do programa de informações bibliográficas utilizado pela
Biblioteca (o Archs Lib), por um software livre, de modo a não apenas melhorar o serviço de
atendimento ao público, como zerar os custos da prefeitura com este programa pago;
 Todos os concursos e projetos agora passam por regras normativas claras, disponíveis tanto para
participar de exposições no Centro Cultural, MAC, quanto para concursos específicos;
 Participou das discussões com a UFG a respeito da situação dos documentos públicos em Jataí e da
necessidade de instalação de um Arquivo Público Municipal, o que gerou inúmeros contatos com a
presidência da Câmara Municipal, por exemplo;

2
 Produziu o Projeto de um Eco-Museu do Olho d´Água e tem feito estudos para viabilizar a
recuperação ambiental e histórica da Mata, e encaminhou o projeto à iniciativa privada e ao poder
público;
 Criou uma página eletrônica da Secretaria Municipal de Cultura, www.culturajatai.com.br, e vem
trabalhando para criar as páginas eletrônicas dos órgãos da Cultura;
 Tem contribuído para a reformulação da política de pesquisa, editoração e da ação educativa dos
museus, orientadas pelos critérios da qualidade e do compromisso social;
 Proporcionou a qualificação sistemática dos recursos humanos, na área de conservação e de
museologia (Curso Documentação e Gestão de Acervos Museológicos/Goiânia; Ciclo de Debates –
Conservação de Documentos/UFG, oferecendo maiores oportunidades a um maior número de
pessoas da Cultura, que tem feito cursos aqui e em Goiânia;
 Tem feito reuniões periódicas para o incremento do artesanato da região, prevendo a produção, a
comercialização e distribuição de produtos com qualidade e rentabilidade. São mais de 100 artesãos
que recebem apoio a partir da Secretaria e da Casa do Artesão; Contribuiu para a reativação da
Associação de Artesãos;
 No início de setembro, a Secretaria de Cultura e a Casa do Artesão lançaram a Feira do Olho
d´Água, de artesanato e troca, no Calçadão do Parque do Olho d´Água;
 Apoio à atividade Vivo Cantando, da Vivo Operadora, que selecionou artistas jataienes num
concurso de música;
 Apoio nos inúmeros eventos do hip hop, e outras manifestações da cultura urbana;.
 Idealização e apoio ao desfile em comemoração ao aniversário da cidade;
 A secretaria de cultura elaborou projeto para inscrição do Mutirão das Fiandeiras ao 4º prêmio
Culturas Populares, cujo resultado ainda é esperado;
 Deu apoio logístico à produção independente que será filmada com locações em Jataí, inclusive com
espaços para realização de teste de atores.

CENTRO CULTURAL BASILEU TOLEDO FRANÇA E BIBLIOTECA DANTE MOSCONI – CCBTF e


BPDM
 A Secretaria reformulou a Sala Infantil do Centro Cultural Basileu Toledo França, dotando-a de
espaço adequado para finalidades lúdico-pedagógicas, vem implementando seu equipamento e já se
tornou uma referência para professores de educação infantil. Cerca de 4 escolas da Rede utilizam a
Sala por mês;
 Disponibilizou mais de 80 livros infanto-juvenis que compõem a Caixa de Leitura, projeto de
literatura itinerante da Biblioteca Pública para serem retiradas por CMEIs e escolas;

3
 Montou a Comissão da Biblioteca Pública Dante Mosconi, e concluiu o Documento de
Desenvolvimento do Acervo, o que significa dar qualidade ao acervo e decidir sobre políticas de
desenvolvimento;
 Instituiu o prêmio de monografia Basileu Toledo França voltado para crianças e adolescentes de
valorização da leitura e escrita, em comemoração aos 90 anos que o escritor faria em 2009;
 Reestruturou as cabines de leitura da biblioteca pública, readequando os espaços destinados à
biblioteca e ao Centro Cultural, que ganhou novo salão de exposições;
 Reformou o Auditório do Centro Cultural, que agora conta com espaço próprio fechado e 80
poltronas do antigo Cine Imperador, servindo a pequenos eventos culturais e educativos;
 Houve a limpeza, calafetação do telhado do Centro Cultural já por 4 vezes;
 O serviço de desbaste do acervo da biblioteca deu início à instalação de bibliotecas
descentralizadas, a primeira delas será instalada no Centro de Internação de Adolescentes Infratores
– CIAJ, seguindo-se a doação de acervos bibliográficos para espaços como a Vila Vida;
 Iniciou o processo de e guarda/conservação do acervo doado pelo escritor Basileu Toledo França,
que receberá sala nova (Sala de Coleções Especiais), equipada com iluminação adequada e
refrigeração, que será doada pelo próprio filho do Basileu, José Manoel;
 Recebeu em doação material histórico-iconográfico do Clube 13 de Maio, que passou por primeiro
tratamento de limpeza e será uma das Coleções Especiais do Centro;
 Lançamento do livro do Élio Barbosa Garcia, Desbravadores de Sertões, dia 25 de julho, no Centro
Cultural;
 Exposição de Pinturas de Irmã Bernadete, em outubro no CCBTF;
 Exposição de esculturas em cabaças de Nico Miranda, em novembro no CCBTF;
 Recebe agora a exposição do 5º Prêmio New Holland de Fotografia, até dezembro;
 De janeiro a novembro de 2009, a Biblioteca e o Centro Cultural receberam 18.425 pessoas;
 Extensão do horário de funcionamento da biblioteca pública, a partir do último dia 09 de
novembro, de segunda a sexta, das 8 às 18hs e aos sábados, no período da manhã, entre 8 e 11hs,
permitindo o acesso da comunidade aos bens culturais.

MUSEU HISTÓRICO FRANCISCO HONÓRIO DE CAMPOS - MHJ

 O cuidado e reforço das atividades do Museu Histórico proporcionaram que ele receba agora, dia 17
de novembro, no Palácio das Esmeraldas, o Diploma de Destaque Cultural do Ano, oferecido pelo
Conselho Estadual de Cultura;
 O Museu Histórico comemorou 15 anos e lançou a 11ª edição do Boletim do Museu em maio;
 Cursos na Semana da Primavera dos Museus – Museu Histórico: Rosemary Fritsch (UFRGS) e
Márcio Noronha (UFG);
4
 Atividades para crianças no Mês da Criança; exposição de fotografias Brinquedos e Brincadeiras
antigas;
 Solicitação de visitas técnicas, inclusive do IPHAN para avaliação; recebeu a visita técnica de
funcionário da AGEPEL;
 Solicitação de apoio ao Museu via emenda parlamentar do dep. Leandro Vilela, o que foi obtido;
 Revisão no projeto de ampliação do Museu, com a criação de espaço da Reserva Técnica;
 Revitalizada a exposição de arqueologia a partir do projeto da lei de incentivo “Modernização da
Exposição Pré-História da Região”, da Associação de Amigos do Museu;
 Modernização e revitalização das exposições Sala Francisco Honório de Campos, Diomar Menezes e
Jatahy: Histórias pra contar;
 Participação em cursos de capacitação pelo Museu Antropológico, em Goiânia;
 Feita uma remodelação no porão do Museu Histórico, recriando o espaço para ação educativa e
atividades das fiandeiras;
 A 12ª edição do Mutirão das Fiandeiras, dias 19, 20 e 21 de agosto.

MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA – MAC

 Tem proporcionado apoio ao intercâmbio de obras e artistas na perspectiva de formação contínua de


artistas e de público;
 Alavancou sua ação educativa vinculada a programas de ensino fundamental, médio e superior, e
hoje o MAC atende semanalmente cerca de 60 crianças, o que é muitíssimo superior a outras épocas.
Faz parte do reconhecimento do seu compromisso social e artístico;
 O seu 8º Salão Nacional de Artes teve o maior número de inscritos e os prêmios, 3, passaram a ser de
4 mil reais cada (Prêmio aquisição), o que é um diferencial que eleva o conceito do Salão e da
cidade;
 Exposição de xilogravuras do artista carioca André Miranda;
 Instalação e fotografias de Flomar Chagas e Queila Franco;
 Em setembro, abriu a exposição Uma Cartografia Sensível, de Cíntia Guimarães;
 Palestras e mostras de vídeos com o artista plástico Divino Sobral;
 Palestra experimentos em arte contemporânea, com o prof. Marcio Noronha;
 Em outubro recebeu instalação/intervenção de artistas gaúchos, argentinos e ingleses;
 Exposição de fotografia e escultura de Delvanir Ferreira e Edvaldo Melo;
 Inúmeras oficinas para crianças, de papel marche, de bonecos, de brinquedos, em gravura, em
modelagem, em concreto argila, oficinas de expressão plástica;
 O Museu de Arte Contemporânea recebeu na ação educativa, até novembro, 2.510 alunos da rede de
ensino;
5
 Foram outros 2.620 visitantes em geral no mesmo período.

CASA DO ARTESÃO – CA

 Deu continuidade na promoção de programas e de cursos com foco na qualidade do artesanato, como
é o programa Tipologias do Sebrae;
 Proporcionou inúmeros cursos para artesãos cadastrados e comunidade em geral, desde o início do
ano. Foram cerca de 450 pessoas atendidas em cursos;
 Propiciou a reforma do telhado antes do período chuvoso;
 Adquiriu 3 teares novos, com o que se iniciou uma nova linha de aprendizagem e produção;
 Reforma da maromba, forno elétrico e construção do forno de olaria para queimar cerâmica;
 Capacitação continuada de artesãos como Delvani, com o artista plástico Luiz Olinto, capacitação
em associativismo para artesãos e em qualidade de artesanato com a ComFibras (PR);
 Soraia Sanchez foi a representante local no Salão Nacional de Turismo em São Paulo;
 Criou o Projeto do Corredor Cultural, equipamento que ligará a Casa do Artesão ao Museu
Histórico criando-se assim uma novidade arquitetônica para o bem da cultura e do turismo;
 Reformou as ferragens da tenda de exposições que receberá agora nova cobertura;
 Criou a logomarca da instituição;
 Deu grande contribuição ao conjunto de ações dos órgãos na participação no desfile pelo aniversário
da cidade, tendo sido um destaque diferencial no mesmo;
 A Casa se fez presente em inúmeros eventos, como ponto de exibição e venda de seus produtos;
 A diretora é conselheira do Comtur.

MEMORIAL JK
 Constituição de grupo de trabalho para produzir avaliação das condições dos documentos no
município – projeto Memorial/UFG;
 Visita a Brasília para parceria com Memorial Juscelino Kubitscheck do DF;
 Elaborada proposta de projeto de conservação, organização e comunicação referente ao arquivo do
Memorial JK;
 Atividades de inspeção da situação do edifício e de reparos por parte da Prefeitura, pintura externa,
infiltrações.

ESCOLA MUNICIPAL DE MÚSICA

 Aumentou o número de bolsas para pessoas comprovadamente carentes;

6
 A escola atende a 150 alunos em violão, guitarra, contrabaixo, bateria, piano, acordeom, teclado,
harpa e variados instrumentos de sopro como flauta, sax, trompete, trombone de vara, clarineta;
 Houve reformulação didática melhorando a qualidade do ensino;
 Apresentaram-se em lugares como: escolas da rede de Educaçao, no SEBRAE, na inauguração do
SENAC, no dia da Cultura Negra, no Aniversário da cidade, na UFG, na inauguração do Centro de
Cultura e Eventos e em órgãos da Secretaria de Cultura; fomos júri no Festival de Música do Colégio
Bom Conselho.

Marco Antônio Gomes de Carvalho


SECRETÁRIO MUNICIPAL DE CULTURA
Jataí, 13 de novembro de 2009