Você está na página 1de 11

22/03/2010

1
A) Sistemas gasosos A) Sistemas gasosos
Unidade I
• O estado de um gás
• Leis dos gases
• Lei de Boyle
• Lei de Charles
• Princípio de Avogadro
• Lei dos Gases Ideais e Aplicações
O O estado estado de um de um gás gás
• O estado de um gás identifica uma condição específica da
matéria descrita em termos de sua forma física (gasosa) e de
outras 4 variáveis: pressão (p), volume (V), temperatura (T) e
quantidade de substância (n).
• Equação de Estado: relação que exprime o estado de
qualquer amostra em termos dos valores de suas
propriedades físicas (p, V, T e n).
• Apesar das diferentes propriedades químicas, os gases
tendem a seguir o mesmo conjunto de leis físicas (leis dos
gases), particularmente a baixas pressões.
Pressão Pressão
• A pressão de um gás resulta das
colisões das partículas nas paredes
do recipiente.
• Cada colisão dá origem a uma força
instantânea que atua contra as
paredes do recipiente.
• O resultado médio das colisões é a
pressão (uniforme) do sistema, que
pode ser expressa como:
P = Força/Área
22/03/2010
2
Unidades Unidades de de Pressão Pressão
Unidade no Sistema Internacional (SI): Pascal (Pa)
1 Pa = 1 kg.m
-1
s
-2
= 1 N.m
-2
Unidades convencionais:
1 bar = 10
5
Pa = 100 kPa
1 atm = 1,01325x10
5
Pa = 101,325 kPa
1 atm = 760 Torr
Pascal
Torricelli
Exercícios Exercícios
a) Converta 0,357 atm para Torr.
b) Converta 6,6 x 10
-2
Torr para atm.
c) Converta 147,2 kPa para Torr.
( a ) 2 7 1 T o r r
( b ) 8 , 7 x 1 0
- 5
a t m
( c ) 1 1 0 4 T o r r
Leis dos gases Leis dos gases
• Uma lei científica pode ser definida como uma relação
empírica que descreve um padrão encontrado em
uma série de experimentos.
22/03/2010
3
Leis dos gases Leis dos gases
• Leis dos gases: equações que expressam as relações
empíricas entre p, V, T e n.
• Lei de Boyle (relação p-V)
• Lei de Charles (relaçãoV-T e p-T) – também chamada
de Lei de Charles e Gay-Lussac
• Princípio de Avogadro (relação n-V)
chamado de “princípio”, pois está baseado não somente
em observações experimentais, mas também em um
modelo da matéria (a matéria é composta por
moléculas)
Lei de Boyle Lei de Boyle
Relação pressão-volume: o volume de uma quantidade fixa
de gás é inversamente proporcional à sua pressão.
Lei de Boyle Lei de Boyle
O gráfico de P versus V é um hiperbolóide.
22/03/2010
4
Lei de Boyle Lei de Boyle
a) O gráfico de V versus P é um hiperbolóide.
b) O gráfico de V versus 1/P é uma linha reta passando pela origem
Lei de Boyle Lei de Boyle
• A lei de Boyle é obedecida pela maioria dos gases, desde
que os mesmos estejam a:
(i) Baixas pressões (P << 10 atm)
(ii) Altas temperaturas (T >> 200K)
• Se estas condições não forem satisfeitas, o gás está se
aproximando da liquefação.
Lei de Boyle Lei de Boyle
EXERCÍCIO: Suponha que ao se empurrar o pistão
de uma bomba de bicicleta, o volume dentro da
bomba diminui de 100 cm
3
para 20 cm
3
antes que o
ar comprimido flua para o pneu. Calcule a pressão do
ar comprimido na bomba, se a pressão inicial é de 1
atm (assumindo que a compressão seja isotérmica).
R e s p o s t a : 5 a t m
22/03/2010
5
Lei de Charles Lei de Charles
Relação volume-temperatura: a pressão constante, o volume
de uma quantidade fixa de gás é diretamente proporcional à
sua temperatura
Lei de Charles Lei de Charles
O gráfico de V versus T é uma linha reta.
A A escala escala de de temperatura temperatura absoluta absoluta
• Observou-se que massas diferentes de um mesmo gás ou
gases diferentes convergem para o seguinte resultado:
quando T é medida em
o
C, a intersecção no eixo da
temperatura é -273,15
o
C.
• Essa extrapolação deu origem à
definição de uma nova escala de
temperatura, a escala Kelvin, que
corresponde à temperatura absoluta.
Nessa escala:
T (K)= t (
0
C) + 273,15
22/03/2010
6
• Assim, a Lei de Charles pode ser definida em termos
da temperatura absoluta:
O volume de certa quantidade fixa de gás mantido a
pressão constante é diretamente proporcional à respectiva
temperatura absoluta.
A A escala escala de de temperatura temperatura absoluta absoluta
Lei de Charles (e Gay Lei de Charles (e Gay- -Lussac) Lussac)
Relação pressão-temperatura: a volume constante, a pressão
de uma quantidade fixa de gás é diretamente proporcional à
sua temperatura
Lei de Charles (e Gay Lei de Charles (e Gay- -Lussac) Lussac)
O gráfico de p versus T é uma linha reta.
22/03/2010
7
Princípio Princípio de Avogadro de Avogadro
Lei de Gay-Lussac dos volumes combinados: a uma
determinada temperatura e pressão, os volumes dos gases
que reagem são proporções de números inteiros pequenos.
De uma forma geral, relações molares entre reagentes e
produtos em uma mesma reação química podem ser expressos
por frações inteiras (balanceadas):
2 de H
2
(g) + 1 de O
2
(g) 2 de H
2
O(g)
Princípio Princípio de Avogadro de Avogadro
Hipótese de Avogadro: volumes iguais de gases possuem o
mesmo número de moléculas
Princípio Princípio de Avogadro de Avogadro
Princípio de Avogadro: nas mesmas condições de
temperatura e pressão, o volume de um gás é diretamente
proporcional à quantidade de matéria.
Matematicamente: V é proporcional ao número de mols de
moléculas presentes:
22/03/2010
8
Lei dos Gases Lei dos Gases Ideais Ideais
Combinando as leis dos gases
• Lei de Boyle: PV = constante
1
• Lei de Charles: V = constante
2
x T
• Princípio de Avogadro: V = constante
3
x n
• Combinando: PV = constante x nT
Se constante = R, temos a expressão conhecida como
lei dos gases ideais:
PV = nRT
onde R = 8,31447 J.K
-1
mol
-1
é a constante dos gases.
• É uma equação de estado e um exemplo de lei limite (só é válida para
gases a baixas pressões).
A A constante constante dos gases dos gases
Outros valores de R
Aplicações Aplicações da da Lei dos Gases Lei dos Gases Ideais Ideais
Determinação da massa molecular a partir da lei dos gases ideais
Sabemos também que:
݊ =
ܸܲ
ܴܶ

݊ =
݉
ܯ

Assim, temos:
݉
ܯ
=
ܸܲ
ܴܶ
ܯ =
݉
ܸ
ܴܶ
ܲ

ܯ = ݀
ܴܶ
ܲ

Então: ; rearranjando:
22/03/2010
9
Aplicações Aplicações da da Lei dos Gases Lei dos Gases Ideais Ideais
EXERCÍCIOS
1. Calcule o número de mols contidos numa amostra de
um gás ideal cujo volume é 0,452 L a 87
0
C e 0,620 atm.
2. Em uma experiência para investigar as propriedades
do gás refrigerante usado em um sistema de ar-
condicionado, determinou-se que 500 mL de uma
amostra, em 28,0
0
C, exercem 92,0 kPa de pressão. Que
pressão exercerá a amostra quando for comprimida a
300 mL e resfriada a -5,0
0
C?
R e s p o s t a s : 1 ) 0 , 0 0 9 4 8 m o l
2 ) 1 3 7 k P a
Aplicações Aplicações da da Lei dos Gases Lei dos Gases Ideais Ideais
EXERCÍCIOS
3. O composto orgânico volátil geraniol, um
componente do óleo de rosas, é usado em perfumaria.
A densidade do vapor a 260
0
C e 103Torr é 0,480 g.L
-1
.
Qual é a massa molar do geraniol?
R e s p o s t a : 1 5 5 g . m o l
- 1
Misturas Misturas de Gases de Gases
• John Dalton foi o
primeiro a calcular a
pressão de uma mistura
de gases.
• Diversos sistemas importantes na química e em nossa
vida cotidiana são misturas gasosas. Ex.: atmosfera, o ar
que inalamos e exalamos, etc.
22/03/2010
10
Lei de Dalton das Lei de Dalton das Pressões Pressões Parciais Parciais
Lei de Dalton: A pressão total de uma mistura de gases é a
soma das pressões parciais de seus componentes.
Pressão parcial: pressão que um gás exerceria se
ocupasse sozinho o recipiente.
Explicação: a baixas pressões, as moléculas estão tão
separadas que podemos considerar que elas não
interagem entre si.
ܲ
ݐ݋ݐ݈ܽ
= ܲ
ܣ

ܤ

ܥ
+ …
Aplicações Aplicações da da Lei de Dalton: Lei de Dalton: Coleta Coleta de Gases de Gases
• O vapor presente no espaço acima de qualquer líquido
sempre contém um pouco de vapor do líquido, e este
exerce sua própria pressão.
Aplicações Aplicações da da Lei de Dalton: Lei de Dalton: Fração Fração Molar Molar
• A fração molar, x
i
, definida como:
ݔ
݅
=
݊
݅
݊
ݐ݋ݐ݈ܽ

serve para expressar a relação entre pressão total de
uma mistura e as pressões parciais de seus componentes:
ܲ
݅
= ݔ
݅
ܲ
22/03/2010
11
Aplicações da Lei de Dalton Aplicações da Lei de Dalton
EXERCÍCIO: Uma mistura de gases contém
0,75 mol de N
2
, 0,30 mol de O
2
e 0,15 mol de
CO
2
. Se a pressão total é de 1,56 atm, qual é a
pressão parcial de cada componente?
R e s p o s t a : P
N 2
= 0 , 9 8 a t m
P
O 2
= 0 , 3 9 a t m
P
C O 2
= 0 , 2 0 a t m