Você está na página 1de 4

VITAMINAS

• Baseado na palavra latina vita (vida) e no sufixo – amina, significa aminas vitais
ou aminas da vida. (Casimir Funk, 1912)
Características:
• Componentes essenciais de sistemas bioquímicos ou fisiológicos de animais,
plantas e microorganismos.
• São compostos orgânicos, necessários em quantidades pequenas e não são
usados diretamente como fonte de energia ou matéria prima para o
organismo.
VITAMINA C: ÁCIDO ASCÓRBICO
• Vitamina antiescorbútica;
• Cicatrização de ferimentos;
• Restauração de ossos;
• Fator de resistência às infecções;
• Suprida pelos alimentos, especialmente nos frutos cítricos frescos, tomates e
vegetais verdes.
VITAMINA C: ÁCIDO ASCÓRBICO
• Todo o Ácido Ascórbico usado comercialmente é de síntese. É produzido a
partir da glicose pelas reações:

VITAMINA B1: CLORETO DE TIAMINA
• Vitamina antineurítica.
• Essencial para o organismo e prevenção do beribéri.
• Instável ao calor, meios alcalinos, oxigênio e radiação.
• A maior parte é obtida por síntese, mediante a condensação do brometo de 6-
amino 5-bromoetil 2-metilpirimidina com a 5 (β-hidroxietil)4-metiltiazol; da
reação, vem o cloridrato de cloreto de tiamina. A última etapa é:

VITAMINA B2: RIBOFLAVINA
• Necessário a todas as células vivas;
• Muito estável, exceto sob excessiva exposição à luz;
• É adicionada em grande escala ao pão, à farinha de trigo e a outros produtos
dietéticos.
• Envolvida na transferência de oxigênio para os tecidos;
• Produzida por fermentação direta, e também pela seguinte síntese:


ANTIBIÓTICOS
• “Substância produzida pelos microorganismos, com a capacidade de inibir o
crescimento e até de destruir outros microorganismos mediante a ação de
quantidades muito pequenas” (Waksman)
• Alguns problemas enfrentados:
• Instáveis ao calor, a grandes faixas de pH e à ação enzimática;
• São amiúdes decompostos em solução.
Segundo a biossíntese, os antibióticos podem ser classificados em:
• Derivados de aminoácidos: cloranfenicol, penicilinas, cefalosporinas;
• Derivados de carboidratos: estreptomicina, gentamicina, lincomicina;
• Derivados de acetato e propionato: griseofulvina, macrolídios, tetraciclinas;
• Diversos: puromicina, rifamicinas.
A conversão química utilizada para a a maioria dos antibióticos é o processo de
fermentação e processamento biológico.
PENICILINA
• São produzidas por muitos fungos, particularmente espécies de Penicillium e
Aspergillus.
• Diferem somente na composição do grupo R:

• Sua importância se deve ao volume de produção e à sua ampla aplicabilidade.
Não tem praticamente toxidez e é um dos mais ativos agentes microbicidas que
se conhece.
• Diversas centenas de modificações da molécula de penicilina que não se
encontram na natureza foram feitas pela alteração da cadeia lateral (R)
mediante o uso de precursores apropriados introduzidos na fermentação.
ERITROMICINA
• Isolada por métodos de extração a solvente;
• É uma base orgânica, extraível mediante acetato de amila ou outros solventes
orgânicos em condições que favoreçam a extração da penicilina.
ESTREPTOMICINA
• O método industrial de produção deste composto é também a fermentação
aeróbica submersa.
• Pode ser tratada como um cátion e removida da solução filtrada mediante
técnicas de troca iônica.


PRODUÇÃO E ISOLAMENTO DA PENICILINA, ERITROMICINA E DA ESTREPTOMICINA
• A cultura ativa e pura do fungo é isolada e purificada até o tanque de inóculo;
• Penicilina: Penicillium chrysogesium; Eritromicina: Streptomyces erythreus;
Estreptomicina: Streptomyces griséus;
• Meio de fermentação contendo proteínas, carboidratos, lipídeos e sais minerais
são preparados e esterilizados a vapor, a 120 °C;
• Introduzir o inóculo em grandes fermentadores, agitados e revolvidos a
borbulhação de ar;
• Fermentar o respectivos microorganismo;
• Duração da fermentação: de 100 – 150 h, a 25 – 27°C
• O micélio do respectivo microorganismo é filtrado e lavado, usando um filtro
rotatório contínuo, com descarga a cordel;
• Secar e vender como fertilizante;
• O antibiótico deve ser inicialmente purificado e separado, e sofrer a purificação
final de acordo com as propriedades do respectivo antibiótico.
• No caso da penicilina, sua pureza é apenas de 5 a 10 %. A concentração é de 5
a 10 mg/ml.