Você está na página 1de 11
Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em
Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em
Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial
Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas
Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento
de Sistemas
de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Leitura em Língua Inglesa:Uma Abordagem Instrumental
de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Leitura em Língua Inglesa:Uma Abordagem Instrumental
Leitura em Língua Inglesa:Uma Abordagem Instrumental
Leitura em Língua Inglesa:Uma
Abordagem Instrumental
Agosto, 2013.
Agosto, 2013.
Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Leitura em Língua Inglesa:Uma Abordagem Instrumental Agosto, 2013.
Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Leitura em Língua Inglesa:Uma Abordagem Instrumental Agosto, 2013.
Introdução Compreender um texto significa extrair dele a informação desejada da maneira mais eficiente possível.
Introdução
Introdução
Introdução Compreender um texto significa extrair dele a informação desejada da maneira mais eficiente possível.
Introdução Compreender um texto significa extrair dele a informação desejada da maneira mais eficiente possível.
Compreender um texto significa extrair dele a informação desejada da maneira mais eficiente possível. Assim:
Compreender um texto significa extrair dele a
informação desejada da maneira mais eficiente
possível. Assim: nós utilizamos diferentes técnicas de
leitura quando lemos um anúncio, um artigo no
jornal, um texto informativo ou ainda quando lemos
um romance.
de leitura quando lemos um anúncio, um artigo no jornal, um texto informativo ou ainda quando
de leitura quando lemos um anúncio, um artigo no jornal, um texto informativo ou ainda quando
de leitura quando lemos um anúncio, um artigo no jornal, um texto informativo ou ainda quando
de leitura quando lemos um anúncio, um artigo no jornal, um texto informativo ou ainda quando
“A leitura é caracterizada por intensa atividade por parte do leitor, que se engaja em
“A leitura é caracterizada por intensa atividade por
parte do leitor, que se engaja em múltiplas relações
associativas entre as diversas operações de relação,
contraste, inferenciação durante a construção de
sentido textual, lançando mão de diferentes
estratégias e técnicas para estabelecer tais relações”
(Zimmer et at., 2004)
textual, lançando mão de diferentes estratégias e técnicas para estabelecer tais relações” (Zimmer et at., 2004)
textual, lançando mão de diferentes estratégias e técnicas para estabelecer tais relações” (Zimmer et at., 2004)
textual, lançando mão de diferentes estratégias e técnicas para estabelecer tais relações” (Zimmer et at., 2004)
textual, lançando mão de diferentes estratégias e técnicas para estabelecer tais relações” (Zimmer et at., 2004)
Técnicas de Leitura Prediction • Skimming • Scanning • Summary • Cognates e palavras conhecidas
Técnicas de Leitura
Técnicas de Leitura
Prediction • Skimming • Scanning • Summary • Cognates e palavras conhecidas • Fazer conexões
Prediction
Skimming
Scanning
Summary
Cognates e palavras conhecidas
Fazer conexões pessoais
Encontrar o tópico frasal
Entender o uso dos referentes
conhecidas • Fazer conexões pessoais • Encontrar o tópico frasal • Entender o uso dos referentes
conhecidas • Fazer conexões pessoais • Encontrar o tópico frasal • Entender o uso dos referentes
conhecidas • Fazer conexões pessoais • Encontrar o tópico frasal • Entender o uso dos referentes
conhecidas • Fazer conexões pessoais • Encontrar o tópico frasal • Entender o uso dos referentes
conhecidas • Fazer conexões pessoais • Encontrar o tópico frasal • Entender o uso dos referentes
conhecidas • Fazer conexões pessoais • Encontrar o tópico frasal • Entender o uso dos referentes
conhecidas • Fazer conexões pessoais • Encontrar o tópico frasal • Entender o uso dos referentes
• Usar elementos gráficos para encontrar respostas • Fazer inferências • Tirar conclusões de gráficos
• Usar elementos gráficos para encontrar respostas
• Fazer inferências
• Tirar conclusões de gráficos
• Identificar os modificadores
• Usar a gramática para saber o significado de palavras
do texto
de gráficos • Identificar os modificadores • Usar a gramática para saber o significado de palavras
de gráficos • Identificar os modificadores • Usar a gramática para saber o significado de palavras
de gráficos • Identificar os modificadores • Usar a gramática para saber o significado de palavras
de gráficos • Identificar os modificadores • Usar a gramática para saber o significado de palavras
de gráficos • Identificar os modificadores • Usar a gramática para saber o significado de palavras
O leitor competente usa várias estratégias ao mesmo tempo.
O leitor competente usa várias estratégias ao mesmo tempo.
O leitor competente usa várias estratégias ao mesmo tempo.
O leitor competente usa várias estratégias ao mesmo tempo.
O leitor competente usa várias estratégias ao mesmo tempo.
O leitor competente usa várias estratégias ao mesmo tempo.
O leitor competente usa várias estratégias ao mesmo tempo.
O leitor competente usa várias estratégias ao mesmo tempo.
O leitor competente usa várias estratégias ao mesmo tempo.
“Ninguém gosta de fazer aquilo que é difícil demais, nem aquilo do qual não consegue
“Ninguém gosta de fazer aquilo que é difícil demais, nem aquilo do qual não consegue
“Ninguém gosta de fazer aquilo que é difícil demais, nem aquilo do qual não consegue

“Ninguém gosta de fazer aquilo que é difícil demais,

nem aquilo do qual não consegue extrair o sentido. Essa é uma boa caracterização da tarefa de ler em sala

de aula: para uma grande parte dos alunos ela é difícil

demais, justamente porque ela não faz sentido.(Kleiman, 2001)

para uma grande parte dos alunos ela é difícil demais, justamente porque ela não faz sentido.
para uma grande parte dos alunos ela é difícil demais, justamente porque ela não faz sentido.
para uma grande parte dos alunos ela é difícil demais, justamente porque ela não faz sentido.
para uma grande parte dos alunos ela é difícil demais, justamente porque ela não faz sentido.
Passos para uma leitura eficiente • Observar o aspecto visual do texto e o título
Passos para uma leitura eficiente
Passos para uma leitura eficiente
Passos para uma leitura eficiente • Observar o aspecto visual do texto e o título •
Passos para uma leitura eficiente • Observar o aspecto visual do texto e o título •
• Observar o aspecto visual do texto e o título • Destacar as palavras cognatas
• Observar o aspecto visual do texto e o título
• Destacar as palavras cognatas
• Atentar para os falsos cognatos
• Não usar o dicionário num primeiro momento
• Tente identificar as estruturas gramaticais
• Preste atenção às palavras conhecidas (Known words)
• Usar seu conhecimento prévio para inferir significado
ao texto
• Preste atenção às palavras repetidas
words) • Usar seu conhecimento prévio para inferir significado ao texto • Preste atenção às palavras
words) • Usar seu conhecimento prévio para inferir significado ao texto • Preste atenção às palavras
Dúvidas mais freqüentes • O que é Inglês Instrumental? • Mas qual a vantagem de
Dúvidas mais freqüentes
Dúvidas mais freqüentes
Dúvidas mais freqüentes • O que é Inglês Instrumental? • Mas qual a vantagem de desenvolver
Dúvidas mais freqüentes • O que é Inglês Instrumental? • Mas qual a vantagem de desenvolver

O que é Inglês Instrumental?

Mas qual a vantagem de desenvolver somente uma

habilidade, se posso desenvolver todas (leitura,

escrita, fala e compreensão oral)?

Conseguirei

semestre?

também

falar

e escrever ao final do

Serão lidos textos específicos das diversas áreas durante as aulas?

Precisarei fazer exercícios extra-classe?

Serão lidos textos específicos das diversas áreas durante as aulas? • Precisarei fazer exercícios extra-classe?
Serão lidos textos específicos das diversas áreas durante as aulas? • Precisarei fazer exercícios extra-classe?
Referências CRUZ, Décio Torres. Inglês.com.textos para informática. Salvador: Disal, 2006. GALLO, Lígia Razera.
Referências
Referências
Referências CRUZ, Décio Torres. Inglês.com.textos para informática. Salvador: Disal, 2006. GALLO, Lígia Razera.
Referências CRUZ, Décio Torres. Inglês.com.textos para informática. Salvador: Disal, 2006. GALLO, Lígia Razera.

CRUZ, Décio Torres. Inglês.com.textos para informática. Salvador: Disal,

2006.

GALLO, Lígia Razera. Inglês Instrumental para Informática: módulo 1. São

Paulo: Ícone, 2008.

para

Informática. 2ª ed. São Paulo: Novatec, 2007. ZIMMER, Márcia Cristina; BLASKOWSKI, Maria José; GOMES, Neiva

MARINOTTO,

Demóstenes.

Reading

Info

Tech:

Inglês

on

Maria Tebaldi. Desvendando os sentidos do texto: cognição e estratégias

de leitura. Nonada. Porto Alegre, 2004)

on Maria Tebaldi. Desvendando os sentidos do texto: cognição e estratégias de leitura. Nonada. Porto Alegre,
on Maria Tebaldi. Desvendando os sentidos do texto: cognição e estratégias de leitura. Nonada. Porto Alegre,
on Maria Tebaldi. Desvendando os sentidos do texto: cognição e estratégias de leitura. Nonada. Porto Alegre,
on Maria Tebaldi. Desvendando os sentidos do texto: cognição e estratégias de leitura. Nonada. Porto Alegre,