Pais, Filhos e Alfabetização em um Só Processo

Autor: Juliana Marcondes de Morais, Francisca de Sousa Almeida, Rita Donizetti
Data: 06/04/2009
Resumo
Este artigo propõe discutir, refletir e apresentar as práticas de alfabetiza!o e
letra"ento praticadas na rede particular e "unicipal de #!o $os% dos &a"pos e da
rede 'unicipal de &aapa(a, (isando a i"port)ncia da participa!o dos pais no
processo de alfabetiza!o para o a(ano da lecto*escrita+ A análise foi realizada a
partir de ati(idades de leitura e escrita, na ,ual as crianas escre(era" de acordo
co" suas -ip.teses e e/peri0ncias (i(enciadas nos di(ersos conte/tos sociais aos
,uais est!o inseridas+
1ora" utilizadas ati(idades ,ue e/igia" leitura de diferentes portadores te/tuais,
contendo situaões co"o parlendas, listas, etc+ 2usca"os identificar os n3(eis da
escrita e" ,ue se encontra(a" os alunos, relacionando a i"port)ncia da presena
dos pais no est3"ulo a essa tarefa+ Apresenta"os ainda a diferena do n3(el e" ,ue
se encontra" as crianas ,ue possue" respaldo dos pais e" seu processo de
alfabetiza!o e as ,ue n!o possue", fazendo u" contraponto co" os estudos dos
te.ricos e o conte/to atual+
Palavras-chave: Alfabetiza!o, 4ais, 1il-os, #ucesso Escolar, Escola+
1. Itro!ução
5 con(3(io fa"iliar e suas relaões s!o "uito i"portantes para o desen(ol(i"ento e
aprendizage" da criana, principal"ente no ,ue diz respeito 6 lecto*escrita+ &o"o
as crianas constroe" -ip.teses sobre a escrita e seus usos a partir da participa!o
e" situaões nas ,uais os te/tos t0" u"a fun!o social de fato, fre,uente"ente as
"ais pobres s!o as ,ue t0" as -ip.teses "ais si"ples, pois (i(e" poucas
situaões desse tipo+ 4ara elas a oportunidade de pensar e construir ideias sobre a
escrita % "enor do ,ue para as ,ue (i(e" e" fa"3lias t3picas de classe "%dia ou
alta, nas ,uais as crianas ou(e" fre,uente"ente a leitura de bons te/tos, gan-a"
li(ros e gibis, obser(a" os adultos "anuseare" 7ornais para obtere" infor"aões,
recebere" correspond0ncia, fazere" anotaões, etc+ 89eisz, 200:;+
<odos os atos de leitura ,ue a criana presencia e" casa l-e fornece" base para a
constru!o da leitura e escrita+ =" adulto realiza cotidiana"ente u"a s%rie de atos
de leitura diante da criana se" trans"itir*l-e e/plicita"ente sua significa!o+
Assi", por e/e"plo, u" adulto busca infor"a!o no escrito, n!o so"ente ,uando l0
o 7ornal ou ,uando l0 u" li(ro, "as ta"b%" ,uando l0 placas indicadoras da cidade
para se orientar, u"a bula de re"%dio para saber a "aneira de cu"prir as
indicaões, o cardápio de u" restaurante antes de decidir o ,ue (ai co"er, re(istas
infor"ati(as antes de escol-er u" progra"a de tele(is!o, etc+ #eria dif3cil
contabilizar todos os atos de leitura ,ue u" adulto efetua e aos ,uais a criana
assiste desde "uito cedo+ 81erreiro, <eberos>?, @999;+
Al%" da criana e do conte/to fa"iliar, % i"portante considerar ta"b%" as relaões
da fa"3lia co" a escola diante da alfabetiza!o da criana, pois tais relaões
funciona" co"o forte influ0ncia neste processo+
". Referecial #eórico
Atual"ente -á u" crescente recon-eci"ento nas teorias do desen(ol(i"ento
educacional e sociol.gica de ,ue tanto a escola co"o os pais s!o instituiões
funda"entais na socializa!o e educa!o da criana+ 4arece ,ue os pais est!o
buscando u"a participa!o "ais efeti(a na aprendizage" de seus fil-os, assu"indo
o papel de "ediadores entre a bagage" fa"iliar ,ue a criana carrega e a realidade
escolar 8Arolnic> e #loBiacze>, @994;+
#e o a"biente e" ,ue a criana (i(e for esti"ulante e, principal"ente, se os pais e
de"ais "e"bros da fa"3lia esti(ere" e" constante uso e fun!o da escrita, eles
ser(ir!o de "odelo a elas, ,ue ir!o ad,uirir "aiores condiões para a(anar e"
suas -ip.teses de leitura e escrita+
#egundo Di Cucci 8@99D;, en/ergar a potencialidade de diferentes ocasiões, tais
co"o leituras de r.tulos e preos de super"ercados, discussões a partir de
progra"as de <E e, natural"ente, uso de li(ros, re(istas e outros i"pressos do
cotidiano da criana, s. acontecerá se os pais 8e, e(entual"ente, os de"ais
"e"bros da fa"3lia; ti(ere" a con(ic!o de ,ue tais interaões s!o efeti(a"ente
contribuidoras para a aprendizage" da leitura e da escrita+ Al%" disso, n!o basta
identificar tais situaões, "as perceber ,ue a responsabilidade de pro"o(0*las %
ta"b%" da fa"3lia+ Ao interagir e" casa nas "ais di(ersas situaões co" os fil-os,
os pais pode" oferecer ob7etos e condiões ,ue fa(orea" a aprendizage" da
criana, ,uando acredita" ,ue faze" parte deste processo+ 5s espaos ,ue os pais
identifica" co"o contribuidor da fa"3lia para o sucesso da alfabetiza!o, seu
enga7a"ento e sua responsabilidade nesse processo deter"inar!o e" grande parte
suas condutas no cotidiano co" os fil-os, per"itindo a esses adultos a identifica!o
de situaões pro"issoras para a aprendizage" da leitura e da escrita da criana+
4ara tanto % necessário ,ue os pais ten-a" consci0ncia da i"port)ncia ,ue
e/erce" no processo de alfabetiza!o de seus fil-os para ,ue possa", assi", dar
"aior contribui!o a eles+ A fa"3lia % o pri"eiro grupo co" o ,ual a pessoa con(i(e
e seus "e"bros s!o e/e"plos para a (ida+ Co ,ue diz respeito 6 educa!o, se
essas pessoas de"onstrare" curiosidade e" rela!o ao ,ue acontece e" sala de
aula e reforare" o acesso da criana a di(ersos portadores te/tuais, fazendo co"
,ue ela entenda a fun!o social da escrita, estar!o dando u"a enor"e contribui!o
a essas crianas para o sucesso da aprendizage" e principal"ente na a,uisi!o da
leitura e da escrita+
Abordando os aspectos pedag.gicos da fa"3lia, Cogueira 8@99D; e/plica ,ue a
participa!o dos pais na (ida escolar dos seus fil-os pode influenciar, de "odo
efeti(o, o desen(ol(i"ento escolar dos fil-os+
<a"b%" abordando a educa!o nu"a perspecti(a fa"iliar, Ao>-ale 8@9D0; afir"a
,ue a fa"3lia n!o % so"ente o bero da cultura e a base da sociedade futura, "as %
ta"b%" o centro da (ida social+ A educa!o be"*sucedida da criana na fa"3lia
ser(irá de apoio a sua criati(idade e ao seu co"porta"ento produti(o ,uando for
adulta+ A fa"3lia te" sido, % e será a influ0ncia "ais poderosa para o
desen(ol(i"ento da personalidade e do caráter das pessoas+ Assi", pode*se dizer
,ue as crianas precisa" sentir ,ue faze" parte de u"a fa"3lia+
As crianas possue" u"a forte tend0ncia a copiar e reproduzir "odelos+ <endo e"
casa "e"bros fa"iliares 8pessoas "uito significati(as; ,ue possua" u" bo" n3(el
de letra"ento e ,ue utilize" e" seu cotidiano di(ersos "ateriais de leitura, as
crianas ter!o "aior curiosidade e condiões para seguire" esses "odelos,
ta"b%" fazendo uso desses "ateriais+
4ara &astan-eira 8@992; n!o se contesta ,ue a criana inicie o processo de
alfabetiza!o por "eio de ati(idades da (ida diária, a partir do uso de "ateriais
escritos, 7unta"ente co" figurati(os, dispon3(eis e" casa+
5 processo de alfabetiza!o da criana, segundo a perspecti(a apresentada por
Cicolau 8@99F;, de(e ser constru3do de acordo co" as (i(0ncias estabelecidas no
cotidiano, a rela!o s.cio*cultural e" ,ue ela (i(e, pois esse ol-ar % influenciador no
processo de ensino*aprendizage"+
Este artigo propõe a refle/!o e discus!o da i"port)ncia da participa!o dos pais no
processo de alfabetiza!o de seus fil-os+
$. %aterial e %&to!o
A pes,uisa foi realizada co" dois alunos, a"bos co" Ga 6" de u"a escola da Hede
'unicipal de #!o $os% dos &a"pos, localizada na Iona CorteJ u"a aluna de 6a 4"
da Hede 'unicipal de &aapa(a, localizada na Iona Keste e u"a aluna de 6a D" da
Hede 4articular de #!o $os% dos &a"pos, localizada na Iona centro*oeste+
A coleta de dados foi realizada indi(idual"ente co" esses alunos+ As ati(idades
en(ol(ia" a leitura e escrita do pr.prio no"e, do no"e de "e"bros da fa"3lia, de
a"igos do col%gio, da lista de brin,uedos fa(oritos e da parlenda L2atatin-a ,uando
nasceL+ Al%" disso, fora" realizadas algu"as perguntas acerca das ati(idades
en(ol(endo leitura e escrita ,ue elas co"partil-a(a" e" casa co" os pais+ As
crianas fora" ,uestionadas se os pais assina(a" 7ornais ou re(istas, se lia"
-ist.rias a elas, etc+ 5 n3(el de estudo e ocupa!o profissional dos pais dos alunos
ta"b%" foi in(estigado+
'. Resulta!os
5bti(e"os na coleta de dados o seguinte resultado:
1ora" analisadas ,uatro crianas co" idades apro/i"adas, e" per3odo de
alfabetiza!o escolar, na Hede 'unicipal de #!o $os% dos &a"pos e &aapa(a e
da Hede 4articular de #!o $os% dos &a"pos+
Aluna A: Ga 6", aluna da Hede 'unicipal de #!o $os% dos &a"pos, encontra*se na
fase pr%*silábica+
Aluno 2: Ga 6", aluno da Hede 'unicipal de #!o $os% dos &a"pos, encontra*se na
fase silábica+
AK=CA &: 6a D", aluna da Hede 4articular de #!o $os% dos &a"pos, encontra*se
na fase alfab%tica+
AK=CA D: 6a 4", aluna da Hede 'unicipal de &aapa(a, encontra*se na fase
alfab%tica+
(. )iscussão
'ais do ,ue a atua!o da escola no processo de alfabetiza!o, % de su"a
i"port)ncia a participa!o dos pais nesse processo+
De acordo co" 'aldonado 8@9D@, p+ 9;, o local onde (i(e a criana % i"portante
para o desen(ol(i"ento intelectual e e"ocional, sendo tarefa das fa"3lias
propiciare" u" a"biente esti"ulador para o pleno desen(ol(i"ento cogniti(o e
afeti(o da criana+ 5 a"biente fa"iliar de(e possibilitar ele"entos esti"uladores a
ela para ,ue desen(ol(a todo o seu potencial+
A aluna LAL, da Hede 'unicipal de #!o $os% dos &a"pos, de Ga 6" está no n3(el
pr%*silábico+ De acordo co" os estudos das Educadoras 1erreiros e <eberos>?,
4sicog0nese da K3ngua Escrita 8@9D0; nesse n3(el a criana n!o faz
correspond0ncia entre as letras e os sons, ela apenas supõe ,ue a escrita % outra
for"a de desen-ar ou representar coisas+ De acordo co" as perguntas ,ue fize"os
a ela, sua "!e cursou at% a FM s%rie e trabal-a co"o e"pregada do"%stica, o pai
ta"b%" possui o ensino funda"ental inco"pleto e s. l0 para ela ,uando esta faz
e"pr%sti"o na escola+ A fa"3lia n!o faz assinaturas de 7ornais ou re(istas+ Nsso
contribui para 7ustificar o n3(el de escrita e" ,ue se encontra+
5 aluno L2L, ta"b%" da rede "unicipal de #!o $os% dos &a"pos, de Ga 6" está no
n3(el silábico e" transi!o para o silábico co" (alor sonoro, pois 7á co"ea a ter
consci0ncia de ,ue e/iste algu"a rela!o entre a pronOncia e a escrita, co"ea a
des(incular a escrita das i"agens e os nO"eros das letras+ #eu pai n!o fre,uentou
a escola e trabal-a na =H2A' 8=rbanizadora 'unicipal;, 7á sua "!e estudou at% o
2P ano do Ensino '%dio e n!o trabal-a+ Apenas o tio l0 para ele os li(ros ,ue faz
e"pr%sti"o na escola+ 4elo ,ue pude"os analisar, a fa"3lia do aluno 2 n!o
disponibiliza a ele oportunidades de participar de ati(idades "ediadas pela escrita, o
,ue ta"b%" poderia 7ustificar o seu dese"pen-o+ #egundo 9eber e A(iz 8(ol+ : n+
9* 7ul* dez/2006; a escrita n!o % u" produto escolar, "as u" produto do esforo
coleti(o da -u"anidade para representar a linguage"+ A postura da fa"3lia pode
facilitar a a,uisi!o da leitura e da escrita, "as % i"portante le"brar ,ue todos os
alunos, "es"o os pro(enientes de lares cultural e econo"ica"ente "arginalizados,
aprende" a ler e a escre(er se l-es fore" dado o te"po e as condiões para ,ue
isso se efeti(e+
As alunas L&L e LDL, de acordo co" os estudos da 4sicog0nese da K3ngua Escrita,
est!o no n3(el alfab%tico, 7á s!o capazes de co"preender o "odo de constru!o do
c.digo da escrita e con-ece" o (alor sonoro de todas as letras ou ,uase todas+
4or%", no caso de a"bas a ortografia n!o % con(encional+
A aluna L&L da rede particular de #!o $os% dos &a"pos, de 6a D", o pai possui
curso superior e trabal-a no NC4E 8Nnstituto Cacional de 4es,uisa Espacial;, a "!e
possui o Ensino '%dio co"pleto e n!o trabal-a, o ir"!o de @2 anos cursa o GP ano
do ensino funda"ental+ E" sua casa o pai está se"pre e" contato co"
docu"entos, co"putador, li(ros e 7ornais+ 5 ir"!o, co"o % estudante, está e"
constante uso da escrita+ A "!e incenti(a*a na leitura dos li(ros ,ue faz
e"pr%sti"os na biblioteca e a a7uda na realiza!o das tarefas escolares, al%" de
se"pre incenti(á*la a le(ar para a sala de aula e co"partil-ar co" os a"igos 7ogos
de alfabetiza!o e gibis, fazendo co" ,ue ela ten-a u"a participa!o "ais
significati(a na (ida social no ,ue diz respeito 6 leitura e escrita+
A aluna LDL da rede "unicipal de &aapa(a, de 6a 4", o pai possui curso superior e
trabal-a e" u"a fábrica do "unic3pio de #!o $os% dos &a"pos+ A "!e, ta"b%"
co" for"a!o uni(ersitária, trabal-a e" u" banco+ De acordo co" os relatos de seu
professor, os pais s!o "uito presentes e" sua (ida escolar+ Eles incenti(a" a leitura
dos li(ros ,ue faz e"pr%sti"o na escola e e" casa "anuseia" constante"ente
li(ros, 7ornais, re(istas e co"putadores+ Antes de dor"ir, a babá da aluna se"pre
l-e conta -ist.rias+
5 e/celente dese"pen-o na leitura e escrita de a"bos os casos (e" ao encontro
da,uilo ,ue 'aia"oni e 2ertoni 8200@; relata": -á "uitos ind3cios de ,ue algu"as
causas das dificuldades escolares este7a" situadas na fa"3lia, o au/3lio dos pais ao
aluno e" casa pode ser u" i"portante deter"inante do sucesso escolar+ Q o ,ue as
pes,uisas (0" "ostrando, "uito e"bora se recon-ea ,ue a fa"3lia n!o se7a a
Onica responsá(el nesse particular+
*. +oclusão
A partir dos dados apontados, (erificou*se ,ue a participa!o dos pais na (ida
escolar dos fil-os traz benef3cios 6s crianas+ Co ,ue diz respeito 6 leitura e 6
escrita, contribui ao a(ano dos alunos+ Co aspecto afeti(o, pode estreitar o
relaciona"ento entre pais e fil-os nu" lao de a"or e respeito+
De acordo co" 'aldonado 8@9D@, p+ 9;, educar os fil-os % tarefa co"ple/a, pois
cada no(a etapa do desen(ol(i"ento da criana % u" desafio 6 criati(idade e 6
fle/ibilidade dos pais+ A arte de educar consiste, sobretudo, na possibilidade de os
pais crescere" 7unto co" cada fil-o, respeitando e aco"pan-ando a tra7et.ria ,ue
(ai da depend0ncia ,uase total do bebezin-o para a crescente autono"ia e
independ0ncia do fil-o ,uase adulto+
&onclu3"os ,ue a participa!o dos professores no processo de alfabetiza!o %
"uito i"portante, por%" cabe aos pais a tarefa de orientar seus fil-os e dirigi*los,
proporcionando e/peri0ncias educacionais e ser(indo*l-es de "odelo+
,. Refer-cias
&astan-eiras, '+K+ 8@992;+ Da escrita no cotidiano 6 escrita escolar+ Keitura: <eoria e
4ratica+ @@ 820;: :4*4F+
&=CRA, '+ E+ 8@996;+ A escola reno(ada e a fa"3lia des,ualificada: do discurso
-ist.rico*sociol.gico ao psicologis"o na educa!o+ He(ista 2rasileira de Estudos
4edag.gico+ 2ras3lia, (+GG, n+ @D6, p+ :@D*:4F, "aio/ago+
Di Cucci, E+4+ 8@99G;+ 4articipa!o de pais na alfabetiza!o de fil-os na pr%*escola:
estudo de representaões+ Disserta!o de 'estrado+ 4ontif3cia =ni(ersidade
&at.lica de &a"pinas+ #4+ 2rasil+
1erreiro e <eberos>? 8@9D0;+ 4sicog0nese da K3ngua Escrita+
Arolnic>, 9+#+J #loBiacze>, '+K+ 8@994;+ 4arents en(ol(i"ent in c-ildrens sc-ooling:
a "ultidi"encional conceptualization and "oti(ation "odel+ &-ild De(elop"ent+ 86F;:
2:G*2F2+
'AKD5CAD5, '+ <+ 8@99D;+ &o"unica!o entre pais e fil-os @0M ed+ 4etr.polis:
Eozes+
C5A=ENHA, '+ A+ 8@99D;+ Hela!o fa"3lia*escola: no(o ob7eto na sociologia da
educa!o+ &adernos de Educa!o 4ANDENA, 11&KH4*=#4, Hibeir!o 4reto, 1e(/ago

Fote: -ttp://BBB+pedagogia+co"+br/artigos/paisfil-os/inde/+p-pSpaginaT0

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful