Você está na página 1de 8

www.sibapa.

net
16 de março de 2008
Ano 11 - nº 581

Nossa visão: Ser uma comunidade de amor, multiplicadora de discípulos de Jesus.


Nossa missão: Trazer pessoas a Jesus, edificar os cristãos, adorarmos a Deus e
servir a Cristo em ministérios frutíferos.
Nosso valores: Fé, Amor e Serviço

A realidade da igreja e do
cristianismo no Japão
A realidade da igreja e do cristia- o cristianismo não deslanche entre a população.
nismo no Japão Com forte tradi- Um outro fator contribuinte é a grande varie-
ção budista, o Japão apresenta dade de igrejas pseudo-cristãs (seitas), como os
mais da metade de sua popula- mórmons e os Testemunhas de Jeová, que con-
ção (55,3%) filiada ao budismo. Porém, o grupo fundem ainda mais os japoneses, fortemente
que mais cresce é o das novas religiões, que en- arraigados ao budismo e ao xintoísmo, com suas
globa movimentos oriundos do xintoísmo e do teorias confusas e pouco claras sobre a salvação.
budismo como o Seicho-no-ie. O cristianismo Mas há esperança de dias melhores para o
tem apenas 3,5% da população arrolada entre as cristianismo. Com a construção da Universida-
diversas ramificações. de Cristã de Tóquio, surgem possibilidades reais
Mesmo inserido num contexto de liberdade de crescimento sólido da fé cristã no Japão e a
religiosa, o cristianismo não consegue uma ex- expectativa da melhora na capacitação e treina-
pansão sólida em terras japonesas. Os cristãos mento de futuros missionários para servirem em
experimentaram um bom crescimento entre as terras japonesas e no exterior.
décadas de 1940 e 1960, mas por conta de di- Há, ainda, a possibilidade de investimentos
versidades teológicas, os crentes japoneses não na área de literatura cristã, pois com o alto índi-
conseguem testemunhar de sua fé com pessoas ce de alfabetização e como os japoneses usam
próximas. Além disso, a baixa penetração da fé boa parte do seu tempo em leituras nos deslo-
em Cristo entre autoridades oficiais – ícones da camentos de trem e metrô, a impressão de ma-
sociedade japonesa – e entre os jovens – mate- terial mais interessante, desafiador e inspirativo
rialistas e individualistas, preocupam os líderes é uma necessidade atual do campo missionário
evangélicos japoneses e contribuem para que japonês.
2

movime n to estuda n til

Alfa e Ômega impacta Ceulp/Ulbra


Através de uma “calourada diferente”, o ministério evangelístico buscou
alcançar os universitários com a mensagem de Cristo
Jessica Iane, Palmas

Raquel Souza
O evento aconteceu na terça-feira, 11,
com as atividades distribuídas em pontos
estratégicos da instituição, como jogo
de dardos, fotografia no cartaz do Albert
Einstein, apresentação de street dance,
banda BMM - Brasil Música e Missão - e
teatro.
Para realizar o impacto, mais de 30 pes-
O impacto reuniu muitos jovens no Ceulp/Ulbra
soas da Sibapa - Segunda Igreja Batista
em Palmas - e Igreja Cristã Evangélica se
dispuseram a trabalhar. A estratégia cen- fiados com as 4 Leis Espirituais, resultando em
tral do Alfa e Ômega é mostrar aos estudantes conversões. “Orei ao Senhor pedindo que ele me
que existem pessoas da mesma idade, com as mostrasse a pessoa que ele queria que eu evan-
mesmas atividades que eles, mas que não utili- gelizasse. Quando terminou a apresentação, vi
zam de artifícios prejudiciais (como bebida, sexo uma garota lendo um livro e chamei a Vanessa
ou drogas) para se sentirem felizes e têm alegria para conversarmos com ela. O nome dela é Tamy.
genuína por terem Jesus. Ela reconheceu que não tem buscado a vontade
Durante a apresentação da banda, os alunos de Deus e fez a oração aceitando Jesus”, relata
lotaram o espaço e alguns deles foram desa- Raquel Sousa.

mulheres crist ã s em a ç ã o

Chá comemora o Dia da Mulher


Alana Caroline, Palmas
fundos sonhos e as desafiou a terem fé para não
desistirem deles. ”A palavra de Deus nos trouxe
“Os Sonhos Espirituais da Mulher” foi o tema do à memória muitos sonhos que Ele mesmo nos
Chá da Mulher, realizado no dia 08 de março, na deu. Deus conhece o coração da mulher e, por
Sibapa. Cerca de 80 mulheres participaram do isso, tenho certeza que despertou em cada uma,
evento, organizado pela MCA - Mulheres Cristãs através de exemplos bíblicos, o sentimento de
em Ação. O estudo ministrado por Cleide Borges, que vale à pena sonhar os sonhos de Deus”, disse
da Igreja Batista Sião em Gurupi, levou as mulhe- Lídia Mury. Houve também um delicioso coffee
res a colocarem aos pés do Senhor seus mais pro- break e um divertido desfile de moda.
3

P arceria

Sibapa reencontra Ponte Alta


A cidade participou do Mutirão Evangelístico e a Igreja local recebeu várias
doações, além do lançamento do projeto de construção do Templo

Luiz Henrique Machado, Palmas

Marcelo da Silva
uase um ano se passou desde que
Ponte Alta recebeu a Sibapa - Segunda
Igreja Batista em Palmas - para o pri-
meiro Mutirão Evangelístico-Social, em julho de
2007. Dias de bênçãos para a cidade localizada a
quase 250 quilômetros de Palmas.
Voltar àquela cidade, pode-se dizer, era ques- Manicure e Pedicure: uma
tão de honra para a membresia da Sibapa, pois ótima oportunidade de
testemunhar
nascera ali uma grande parceria e uma amizade
sincera com a missionária Manuela e as jovens
que oraram durante anos para que Deus envias- era um projeto de Deus. “Hoje recebemos uma
se uma luz e que o evangelho lá fosse pregado. resposta clara de Deus. O Senhor é fiel e provou
Há dois anos, Manuela está na cidade e se alegra. isto usando vocês”, disse Michelle Oliveira, uma
“Tenho me sentido muito amada e esse amor das juniores, hoje com 18 anos.
tem se materializado através de muitos amigos”.
No retorno, que aconteceu dia 07, sábado, algu- Atendimentos
mas metas se cumpriram. Dentre elas, o lança- As atividades em Ponte Alta começaram
mento da construção do Templo e a ajuda na cedo,: manicure, pedicure, bazar, corte de ca-
estruturação da própria Congregação. belo, aferição de pressão, atividades com as
Desta vez a visita durou apenas um dia. Mas crianças e sala de oração. Foram cerca de 100
a bênção foi maravilhosa. Foram doados 5.000 pessoas atendidas. Mais de 500 peças de roupas
tijolos, uma porta de ferro, o projeto arquitetô- foram distribuídas no bazar. Manicure e pedi-
nico, uma moto, 225 reais, o sustento do ins- cure têm se mostrado uma excelente forma de
trutor do curso de alfabetização durante seis evangelizar. “Gostei muito. Foi maravilhoso”, dis-
meses, 25 kits de alfabetização, bolas de vôlei se dona Inácia Ferreira Alves, 55 anos, que rece-
e futebol e, também, uma guitarra e um cubo. beu diversos benefícios para ela e para a família.
“Deus tem movido pessoas para esse Ministério Outro que aproveitou o que pôde foi seu Riva-
porque, um dia, cinco juniores acreditaram na davi dos Reis Rocha, 62 anos. Cortou o cabelo,
obra missionária nessa cidade”, comentou o recebeu doações no bazar, foi à sala de oração.
pastor Anderson, da Primeira Igreja Batista em “Dificilmente recebo ajuda. Tenho condição fraca,
Porto Nacional, da qual faz parte a Congregação doente. Agradeço a comunidade de vocês”, dis-
de Ponte Alta. Mas toda esta história teve início se ele, que é um dos alunos da turma de alfabe-
com cinco meninas que, durante anos, susten- tização. No culto, seu Rivadavi decidiu aceitar a
taram a Congregação por entender que aquele Cristo, levantando a mão durante o apelo.
4

M iss õ es M u n diais

Japão clama por missionários


O país já foi celeiro espiritual na década de 20, enviando, inclusive, missionários ao
Brasil e hoje precisa de pessoas que orem e ajudem na evangelização do seu povo

Jaciara França, Palmas

Com forte tradição


budista, o Japão
apresenta mais da
metade de sua po-
pulação (55,3%) filiada ao budismo.
Porém, o grupo que mais cresce é
o das novas religiões, que engloba
movimentos oriundos do xintoís-
mo e do budismo, como o Seicho-
Japoneses fazem rituais em templos budistas sem entenderem o significado
no-ie. O cristianismo tem apenas
3,5% da população arrolada entre
as diversas ramificações. lhos sociais numa região muito pobre, perto da
Segundo Maki Okamoto de Sousa, japonesa e cidade. Apesar do esforço das igrejas, ainda exis-
esposa do ex-radical América Latina Euvaldo de tem poucas igrejas batistas no país.
Sousa, a maior dificuldade de se evangelizar no
Japão é a forte presença da cultura politeísta. Eles Missões Mundiais no Japão
têm até 480 deuses, não conseguindo assimilar Os batistas brasileiros chegaram ao Japão em
a onipotência de um único Deus. Além disso, os 1992, através da Junta de Missões Mundiais. Um
rituais budistas e xintoístas, os mais praticados, grupo de crentes da cidade de Kakamigahara, a
são passados de geração a geração sem ter, no 100 km da capital, Tóquio, solicitou apoio para o
entanto, um significado real para quem pratica. trabalho evangélico. Então, a JMM enviou a famí-
Quando uma pessoa se converte ao cristianismo lia do pastor Elias Costa Lacerda. Em abril de 1999,
continua praticando os rituais por uma questão o casal Shinobu Hino e Izabel Cristina Hino foi
cultural, e não religiosa, pois para ela é normal. para a mesma cidade a fim de continuar o traba-
“As pessoas não conversam sobre Jesus. Quan- lho iniciado pelo casal Lacerda, que voltara para o
do alguém fala que é cristão eles pensam em Brasil. Em setembro de 2001 foi lançada a pedra
mais uma religião, mas quando fala do estilo de fundamental do novo templo, construído graças
vida dos cristãos, gera interesse, porque a religião ao apoio dos batistas brasileiros e da Convenção
não é conhecida”, revela Maki. Batista Japonesa.
Maki converteu-se em Palmas, na Sibapa, e Em 2001, foi a vez do pastor Waudeque e Ana
quando voltou ao Japão passou a freqüentar a Maria Felismino; e, em 2003, o casal pastor Altair
Igreja Batista de Hirano, distrito de Osaka, liderada e Neila Prevedello fez o mesmo. Outro casal que
pela pastora Nakamura. Ela relata que fez traba- já encontra-se no Japão e foi nomeado pela JMM
5

numa parceria com a Primeira Igreja Batista de precisa de pessoas que intercedam, contribuam
Marília (SP) é Hélio e Maria Miúra; eles desenvol- e se disponham a ajudar pessoalmente na evan-
vem seu ministério na cidade de Fuji. gelização. Ore para que você possa participar
O Japão é um grande desafio missionário e desse desafio.

Monte Fuji
Este, um dos cartões postais do país, é
também um lugar de idolatria e suicídio. E,
por isso, os missionários Hélio e Maria Miúra
têm ido ao pé do Monte Fuji a fim de orar
pelo fim dessa situação. “Este será chamado
Monte de Adoração ao Deus Vivo”, diz, com Todo explendor do Monte Fuji,
escolhido para práticas de suicídio
esperança, o missionário.
Além das orações ao pé do Fuji, os missio-
nários estão trabalhando com 17 crianças da é que foram os próprios presos que pediram
creche que funciona na igreja. Além de serem pela volta das visitas e solicitaram literatu-
alfabetizadas, as crianças também aprendem ra evangélica para estudos. O pastor Hélio
a orar, ouvem histórias bíblicas e louvam a Miúra sabe que isto foi resposta de Deus às
Deus. Outro objetivo dos missionários é vol- orações em favor da continuidade daquele
tar a realizar cultos dentro de um presídio. trabalho. “Cremos que o Senhor nos trouxe
No mês de setembro, os missionários reto- ao Japão com o propósito de abençoar esta
maram as visitas aos detentos. O interessante nação”, revela o missionário.

• Pastor Walmir e Lídia (Angola) “Adoção


Missionária um chamado de Deus”
• Pastor Arlindo (Uruguai) “O missionário
no campo e seus desafios”
• Miss. Euvaldo (Radical América Latina)
“O que é o projeto Radical Latino e como
participar?”
Não perca! Acontecerá, nos dias 28 e 29 de
• Miss. Terezinha Candie (Moçambique)
março, no templo da Sibapa, o Conexão
“PEPE uma ferramenta a serviço de Deus”
Missionária, congresso promovido pela Jun-
ta de Missões Mundiais - JMM - e Convenção • Pastor Leonardo Reis (JMM / Centro-
Batista do Tocantins - CBT. Oeste e Tocantins) “JMM e seus desafios”
6
breves

Contagem regressiva! Conselho Administrativo


O Retiro de jovens começa na Nesta terça-feira, dia 18 de março, haverá a reunião do Con-
sexta-feira, dia 21, e vai até o do- selho Administrativo, às 20h, aqui na Sibapa. Serão tratados
mingo, 23. Se você não se decidiu os seguintes assuntos: apresentação do novo estatuto, rol
ou ainda não fez sua inscrição, se de membros e sinopse da diretoria eclesiástica. Todos os
liga, tenha ATITUDE, porque hoje irmãos estão convidados a participar, especialmente os lí-
você tem a última chance de deres de ministérios.
fazer parte desse encontro que Semana de Consagração
marcará sua história! Inscreva-se A partir desta segunda até sexta das 7h às 8h, no salão
com Vanessa Silva, investindo social da igreja. Uma semana de jejum e oração ao Deus
apenas R$35,00 em três dias de que fará maravilhas no meio do seu povo. Direção: pastor
crescimento espiritual e comu- Walmir e Lídia
nhão! Para fazer a inscrição é
preciso entregar uma foto da sua Noite de Vigília
infância ou enviá-la para o e-mail Participe da Noite de Vigília que acontecerá na Sibapa, no
ruannacma@gmail.com. Saire- dia 26, das 20h às 24h. Vamos nos envolver numa noite de
mos da Sibapa na sexta-feira, às clamor ao nosso Deus com louvor, palavra e oração. Deus,
8h. Não se atrase! dá-nos o Japão, a China e o Timor-Leste!

meu inistério: RECEPÇÃO E INTRODUÇÃO

O que é: Trata-se do Ministério que recepciona, ter disciplina com o horário, chegando sempre
dá as boas vindas, acolhe, acomoda as pessoas, com antecedência. Ter assiduidade e responsabi-
fazendo com que elas sintam-se amadas. É de lidade.
grande relevância para a imagem da Igreja, por Oportunidades para Servir: Durante a introdu-
ser o primeiro contato dos visitantes, a primeira ção da EBD, pela manhã, e do culto ao Senhor à
impressão que eles vão levar é a maneira como noite. “Nesse Ministério buscamos servir ao próxi-
foram recebidos. Visa também garantir o bom an- mo, membros e visitantes, no que for conveniente,
damento do culto, zelando pelo silêncio. fazendo com que os mesmos sintam-se à vonta-
Atribuições: de na casa do Senhor. Refletindo o amor de Deus
• Dobrar e entregar os informativos; e da Igreja pelas pessoas”. (Mauriane Marques.)
• Receber educadamente as pessoas; Como participar: Entre em contato com Mauria-
• Encaminhá-las ao culto, encontrando um lugar ne (3213-3317 ou 9961-8678).
para que estas se acomodem;
• Encaminhar os bebês de colo para o bercário,
garantindo a tranquilidade da mãe;
• Prestar informações sobre as dependências da
Igreja.
Quem pode ajudar: Pessoas (homens ou mulhe-
res, jovens ou adultos) que sejam simpáticas, co-
municativas, educadas e amem servir aos outros.
Compromisso: Ter disposição e simpatia para
ficar na entrada do Templo recepcionando ou
Vanessa Mitt

acomodando as pessoas; observar as escalas no


informativo; participar de reuniões do Ministério;
7

motivos de oração atendimento ministerial

Saúde Pr. Walmir Andrade, pastor presidente


 Francisco Gomes
 Terça-feira - 14h às 17h
 Edite Campos Reis (Mãe da irmã Eva)
 Quarta-feira - 8h30 às 12h
 Pr. Eliziário
 Quinta-feira - 14h às 17h
 Laudete Aires (Amiga da irmã Rosa)
 Sexta-feira - 14h às 18h
 Sílvio Neutzling (Amigo da Évelin)
 Sábado - 9h às 12h
 José Brito (Pai da Rutemeire) Pr. Thomás Franco Teixeira Dias, pastor auxiliar
 Eliza (Amiga da Leide)  Terça-feira - 8h30 às 12h
 Elisandra (Amiga da Mauriane)  Quinta-feira - 14h às 17h
 Osmaílde  Sexta-feira - 14h às 17h
 João (pai do Luiz Henrique) Arias Soares Silva, gestor de ensino
 Antônio (Parente da Leia)  Terça-feira - 8h30 às 12h
 Alberto Lima (Tio da Mariana)  Quinta-feira - 14h às 17h
 Nice (esposa do Celson Queiroz)
Marcar horários na secretaria, com Verônica Mitt,
 Maria Cabral (Avó do Ely)
pelo telefone 3225-5921 ou 8405-7321. Outros
 Flora (mãe da irmã Rosa)
horários poderão ser combinados.
 José Pereira (Pai do Joelson)
 Elias Matos (amigo da Ruth Araújo)
 Maria Inês (mãe da Gracia)
atividades regulares
 Elias (Marta)
9h Culto
Igreja
Domingo 9h30 EBD
 Congregação de Lagoa do Tocantins
 Congregação do Aureny III – Joseli e Alzemi. 19h30 Culto
 Congregação Água viva - Pr. Paulo Gomes Quarta 19h45 Culto
 Pelos ministérios e seus respectivos líderes Sábado 20h Culto Jovem
 Revitalização dos PG’s
Gratidão
 Elcio Paiva (colega da Ir. Maria José) escalas
 Abenildes (tia da Leide)
ESTE DOMINGO, 16 MAR 2008
Recepção M/N Natália e Átila
aniversariantes Introdutores M/N Everardo e Pedro
Berçário M Dijé e Franciana
Dia 16 Aline Oliveira Carvalho, 8409-5787l Berçário N Morgana e Divina
linyminy@hotmail.com Culto Infantil M Cláudio, Arthur e Lídia
Dia 17 Cleuma Teixeira de V.Fragoso, 8432-5021 Sementinhas I N Diene, Deilta e Fabiana
cleumafragoso@gmail.com Sementinhas II N Gracia, Raquel e Dayanny
Dia 17 Elenice Batista de Lima Costa, 3225-1471 PRÓXIMO DOMINGO, 23 MAR 2008
eleniceblcosta@gmail.com
Recepção M/N Maria José e Karina
Dia 19 Brunno Carvalho Martins, 3214-2728
Introdutores M/N João e Renan
brunin_cm@htomail.com
Berçário M Alicia e Gisele
Dia 19 Ismael Carvalho Nascimento, 3028-16035
Berçário N Leticia e Evelyn
Culto Infantil M Cláudio, Filipe e Silviana
Sementinhas I N Gracia, Raquel eDayanny
Sementinhas II N Celma e Carol Mangaba
4 Segunda Igreja Batista em Palmas

Social “
Ser missionário não é privilégio de
determinadas pessoas, mas a essência de
ser cristão. (autor desconhecido)
por Raquel e Samira

para ler

Chamado Radical
Autora: Bráulia Ribeiro

Você já sen-
tiu um forte
chamado,
um desejo
que rasga
suas veias e A família Fernandes mudou-se de
uma vontade cara nova Gurupi para Palmas há cerca de um
irresistível de mês. Pastor Eneas Fernandes de
servir a Deus sem levar em Lima e Suyane Andrade Fernandes são casados há 12
conta a distância, o tempo anos e, há quase quatro, receberam um grande presente de
ou as fronteiras? Chamado Deus: Felipe Andrade Fernandes, filho do casal. Suyane,
Radical narra a emocionan- irmã de Suênya Garcia, estudava Psicologia em São Paulo,
te história da autora que, antes de mudar-se para o Tocantins. Pastor Eneas é formado
aos dezessete anos, abra- em Teologia e Economia e tem experiência no pastoreio de
çou o desafio de se embre- Pequenos Grupos - PGs. “Estamos muito satisfeitos, felizes
nhar na selva amazônica e dispostos a contribuir com o que for preciso. Vemos que
com a Bíblia na mão e uma nossa vinda para a Sibapa supre o desejo de nos envolver
idéia na cabeça, para falar na obra de Deus em uma comunidade onde todos estejam
de Deus nos lugares mais em sintonia com a visão, as estratégias e os planos de Deus
longínquos do país. para a igreja”, relatou Pastor Eneas.

despertar missionário

Missões no Dia-a-Dia
Um dos projetos do MEG - Missão Evangélica Global - é apoiar mis-
sões nacionais e transculturais através da internet. Atualmente, há
um banco de dados com informações de quase 200 países e 14 po-
vos não alcançados.O projeto necessita de mantenedores mensais, mais equipamentos e pessoal
para cadastrar via on line, responder solicitações e fazer divulgação da obra missionária. Basta ter
um computador e disposição para participar. Contato através do site www.meg.org.br

Pr. Walmir de Andrade Santos Informativo Semanal da Segunda Igreja Batista em Palmas
pastor presidente, pastorwalmir@sibapa.net 208 Sul, Alameda 17, nº 74, Palmas - Tocantins
Pr. Thomás Franco Teixeira Dias Cep 77020-570, (63) 3225-5921 / 8405-7321 / 3213.2047
pastor auxiliar, pastorthomas@sibapa.net pastor emérito: Alcides de Oliveira Sousa. Fundada em 1/3/1993
Arias Soares Silva
www.sibapa.net gestor de ensino, arias@sibapa.net c/c: Banco do Brasil / Agência 1886-4 / conta 33091-4