Você está na página 1de 110
Biologia da Conservação Prof. Alan N. Costa
Biologia da Conservação Prof. Alan N. Costa
Biologia da Conservação Prof. Alan N. Costa
Biologia da Conservação Prof. Alan N. Costa

Biologia da Conservação

Prof. Alan N. Costa

Biologia da Conservação e Diversidade Biológica
Biologia da Conservação e Diversidade Biológica
Biologia da Conservação e Diversidade Biológica
Biologia da Conservação e Diversidade Biológica

Biologia da Conservação

e

Diversidade Biológica

Biologia da Conservação?

Para o que serve?

No dia 14 de fevereiro de 1990, tendo completado sua missão primordial, foi enviado um

No dia 14 de fevereiro de 1990, tendo completado sua missão primordial, foi

enviado um comando a Voyager 1 para se

virar e tirar fotografias dos planetas que havia visitado. A NASA havia feito uma compilação de cerca de 60 imagens

criando neste evento único um mosaico do

Sistema Solar. Uma imagem que retornou da Voyager era a Terra, a 6,4 bilhões de

quilômetros de distância, mostrando-a

como um "pálido ponto azul" na granulada imagem.

“Olhem de novo para esse ponto. Isso é a nossa casa, isso somos nós. Nele, todos a quem

ama, todos a quem conhece, qualquer um dos que escutamos falar, cada ser humano que existiu, viveu a sua vida aqui. O agregado da nossa alegria e nosso sofrimento, milhares de religiões autênticas, ideologias e doutrinas econômicas, cada caçador e colheitador, cada

herói e covarde, cada criador e destruidor de civilização, cada rei e camponês, cada casal de

namorados, cada mãe e pai, criança cheia de esperança, inventor e explorador, cada mestre de ética, cada político corrupto, cada superestrela, cada líder supremo, cada santo e pecador

na história da nossa espécie viveu aí, num grão de pó suspenso num raio de sol.

“ A Terra é o único mundo conhecido, até hoje, que alberga a vida. Não

A Terra é o único mundo conhecido, até hoje, que alberga a vida. Não há mais algum, pelo menos no próximo futuro, onde a nossa espécie puder emigrar. Visitar, pôde. Assentar-se,

ainda não. Gostarmos ou não, por enquanto, a Terra é onde temos de ficar

Será que a terra é realmente tudo isto?

Será que a terra é

realmente tudo isto?

O planeta Terra: indo bem ou em crise? Do ponto de vista individual
O planeta Terra: indo bem ou em crise? Do ponto de vista individual
O planeta Terra: indo bem ou em crise? Do ponto de vista individual
O planeta Terra: indo bem ou em crise? Do ponto de vista individual

O planeta Terra: indo bem ou em crise?

O planeta Terra: indo bem ou em crise? Do ponto de vista individual

Do ponto de vista individual

O planeta Terra: indo bem ou em crise? Do ponto de vista da espécie humana
O planeta Terra: indo bem ou em crise? Do ponto de vista da espécie humana
O planeta Terra: indo bem ou em crise? Do ponto de vista da espécie humana
O planeta Terra: indo bem ou em crise? Do ponto de vista da espécie humana

O planeta Terra: indo bem ou em crise?

O planeta Terra: indo bem ou em crise? Do ponto de vista da espécie humana

Do ponto de vista da espécie humana

Crise Como chegamos aqui: - uso sem planejamento dos recursos - ocupação desenfreada do espaço
Crise Como chegamos aqui: - uso sem planejamento dos recursos - ocupação desenfreada do espaço
Crise Como chegamos aqui: - uso sem planejamento dos recursos - ocupação desenfreada do espaço
Crise Como chegamos aqui: - uso sem planejamento dos recursos - ocupação desenfreada do espaço

Crise

Como chegamos aqui:

- uso sem planejamento dos recursos

- ocupação desenfreada do espaço

- produção massiva de rejeitos (baixíssimo reaproveitamento)

ocupação desenfreada do espaço - produção massiva de rejeitos (baixíssimo reaproveitamento) Programação biológica

Programação biológica

Crise: Pior resultado? - grande perda de diversidade biológica Patrimônio - natural - cultural -
Crise: Pior resultado? - grande perda de diversidade biológica Patrimônio - natural - cultural -
Crise: Pior resultado? - grande perda de diversidade biológica Patrimônio - natural - cultural -
Crise: Pior resultado? - grande perda de diversidade biológica Patrimônio - natural - cultural -

Crise:

Pior resultado?

- grande perda de diversidade biológica

Patrimônio

- natural

- cultural

- econômico

- mudanças ambientais, possivelmente, irreversíveis

Biologia da Conservação?

Para o que serve?

Biologia da conservação Ciência multidisciplinar desenvolvida como resposta à crise enfrentada pela diversidade
Biologia da conservação Ciência multidisciplinar desenvolvida como resposta à crise enfrentada pela diversidade
Biologia da conservação Ciência multidisciplinar desenvolvida como resposta à crise enfrentada pela diversidade
Biologia da conservação Ciência multidisciplinar desenvolvida como resposta à crise enfrentada pela diversidade

Biologia da conservação

Ciência multidisciplinar desenvolvida como resposta à crise

enfrentada pela diversidade biológica atual

Objetivos: (a) Entender os efeitos da atividade comunidades e ecossistemas naturais; humana nas espécies, (b)
Objetivos: (a) Entender os efeitos da atividade comunidades e ecossistemas naturais; humana nas espécies, (b)
Objetivos: (a) Entender os efeitos da atividade comunidades e ecossistemas naturais; humana nas espécies, (b)
Objetivos: (a) Entender os efeitos da atividade comunidades e ecossistemas naturais; humana nas espécies, (b)

Objetivos:

(a) Entender

os

efeitos

da

atividade

comunidades e ecossistemas naturais;

humana

nas

espécies,

(b) Desenvolver abordagens práticas para prevenir a extinção de espécies e reintegrar as espécies ameaçadas ao seu ecossistema funcional.

Biologia da Conservação fundamenta-se: • Os bens encontrados na natura são RECURSOS NATURAIS Devem ser
Biologia da Conservação fundamenta-se: • Os bens encontrados na natura são RECURSOS NATURAIS Devem ser
Biologia da Conservação fundamenta-se: • Os bens encontrados na natura são RECURSOS NATURAIS Devem ser
Biologia da Conservação fundamenta-se: • Os bens encontrados na natura são RECURSOS NATURAIS Devem ser

Biologia da Conservação fundamenta-se:

Os bens encontrados na natura são RECURSOS NATURAIS

Devem ser bem gerenciados para favorecer o maior

número de pessoas pelo maior período de tempo possível

número de pessoas pelo maior período de tempo possível Administração ecossistêmica Desenvolvimento sustentável

Administração ecossistêmica

Desenvolvimento sustentável

Madeira Água potável Vida selvagem Diversidade de espécies Paisagens etc
Madeira
Água potável
Vida selvagem
Diversidade de espécies
Paisagens
etc
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (a) A diversidade biológica é POSITIVA zoológicos –
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (a) A diversidade biológica é POSITIVA zoológicos –
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (a) A diversidade biológica é POSITIVA zoológicos –
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (a) A diversidade biológica é POSITIVA zoológicos –

Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação:

(a) A diversidade biológica é POSITIVA

zoológicos jardins botânicos aquários

Biologia da Conservação: (a) A diversidade biológica é POSITIVA zoológicos – jardins botânicos – aquários
Biologia da Conservação: (a) A diversidade biológica é POSITIVA zoológicos – jardins botânicos – aquários
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (b) A extinção prematura de populações e espécies é
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (b) A extinção prematura de populações e espécies é
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (b) A extinção prematura de populações e espécies é
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (b) A extinção prematura de populações e espécies é

Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação:

(b) A extinção prematura de populações e espécies é NEGATIVA

extinção fenômeno natural acelerado pela ação humana

A extinção prematura de populações e espécies é NEGATIVA extinção fenômeno natural acelerado pela ação humana
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (c) A complexidade biológica é POSITIVA propriedades
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (c) A complexidade biológica é POSITIVA propriedades
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (c) A complexidade biológica é POSITIVA propriedades
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (c) A complexidade biológica é POSITIVA propriedades

Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação:

(c) A complexidade biológica é POSITIVA

propriedades interessantes dos sistemas biológicos aparecem apenas em ambientes naturais

biológica é POSITIVA propriedades interessantes dos sistemas biológicos aparecem apenas em ambientes naturais
biológica é POSITIVA propriedades interessantes dos sistemas biológicos aparecem apenas em ambientes naturais
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (d) A evolução é POSITIVA processo forma novas espécies
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (d) A evolução é POSITIVA processo forma novas espécies
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (d) A evolução é POSITIVA processo forma novas espécies
Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação: (d) A evolução é POSITIVA processo forma novas espécies

Pressupostos fundamentais na Biologia da Conservação:

(d)

A evolução é POSITIVA

processo forma novas espécies e leva ao aumento da diversidade biológica

(e)

A diversidade biológica tem valor em si

valor conferido pela sua:

- história evolucionária

- função ecológica única

- própria existência

tem valor em si valor conferido pela sua: - história evolucionária - função ecológica única -
\proteção
\proteção

O que é diversidade biológica?

Diversidade Biológica : “ a riqueza da vida na terra, os milhões de plantas, animais,
Diversidade Biológica : “ a riqueza da vida na terra, os milhões de plantas, animais,
Diversidade Biológica : “ a riqueza da vida na terra, os milhões de plantas, animais,
Diversidade Biológica : “ a riqueza da vida na terra, os milhões de plantas, animais,

Diversidade Biológica : a riqueza da vida na terra, os milhões de plantas, animais, e microrganismos, os genes que eles contêm e os intricados ecossistemas que eles

ajudam a construir no meio ambiente”.

que eles ajudam a construir no meio ambiente” . Diversidade genética Diversidade de espécies Diversidade
Diversidade genética Diversidade de espécies Diversidade de comunidades
Diversidade genética
Diversidade de espécies
Diversidade de comunidades

Todos os níveis são necessários para sobrevivência contínua das espécies e comunidades

Importância da Diversidade Biológica para espécie humana: • Diversidade genética - manter viabilidade reprodutiva,
Importância da Diversidade Biológica para espécie humana: • Diversidade genética - manter viabilidade reprodutiva,
Importância da Diversidade Biológica para espécie humana: • Diversidade genética - manter viabilidade reprodutiva,
Importância da Diversidade Biológica para espécie humana: • Diversidade genética - manter viabilidade reprodutiva,

Importância da Diversidade Biológica para espécie humana:

Diversidade genética

- manter viabilidade reprodutiva, resistência a

doenças e a habilidade de se adaptar a mudanças no meio

- fonte de genes programas de melhoramento voltados para desenvolver, manter e melhorar

espécies agrícolas modernas

Milho criolo

de genes programas de melhoramento voltados para desenvolver, manter e melhorar espécies agrícolas modernas Milho criolo
• Diversidade de espécies - fornece recursos e alternativas de recursos Madeira Substâncias para medicamentos
• Diversidade de espécies - fornece recursos e alternativas de recursos Madeira Substâncias para medicamentos
• Diversidade de espécies - fornece recursos e alternativas de recursos Madeira Substâncias para medicamentos
• Diversidade de espécies - fornece recursos e alternativas de recursos Madeira Substâncias para medicamentos

Diversidade de espécies

- fornece recursos e alternativas de recursos

• Diversidade de espécies - fornece recursos e alternativas de recursos Madeira Substâncias para medicamentos Frutos
• Diversidade de espécies - fornece recursos e alternativas de recursos Madeira Substâncias para medicamentos Frutos

Madeira

• Diversidade de espécies - fornece recursos e alternativas de recursos Madeira Substâncias para medicamentos Frutos
• Diversidade de espécies - fornece recursos e alternativas de recursos Madeira Substâncias para medicamentos Frutos

Substâncias para medicamentos

Frutos

• Diversidade de comunidades - dão continuidade ao funcionamento apropriado de ecossistemas - matem serviços
• Diversidade de comunidades - dão continuidade ao funcionamento apropriado de ecossistemas - matem serviços
• Diversidade de comunidades - dão continuidade ao funcionamento apropriado de ecossistemas - matem serviços
• Diversidade de comunidades - dão continuidade ao funcionamento apropriado de ecossistemas - matem serviços

Diversidade de comunidades

- dão continuidade ao funcionamento apropriado de ecossistemas

- matem serviços ecológicos controle de enchentes

proteção solo

filtragem do ar e água

polinização

controle de pragas etc

serviços ecológicos controle de enchentes proteção solo filtragem do ar e água polinização controle de pragas
Distribuição da Diversidade Biológica Latitude Diversidade Problema atual?!
Distribuição da Diversidade Biológica Latitude Diversidade Problema atual?!
Distribuição da Diversidade Biológica Latitude Diversidade Problema atual?!
Distribuição da Diversidade Biológica Latitude Diversidade Problema atual?!

Distribuição da Diversidade Biológica

Distribuição da Diversidade Biológica Latitude Diversidade Problema atual?!

Latitude

Distribuição da Diversidade Biológica Latitude Diversidade Problema atual?!

Diversidade

Problema atual?!

Distribuição da Diversidade Biológica Latitude Diversidade Problema atual?!
Quantas espécies existem no planeta? • Contagem atual mais que 1,5 milhões de espécies •
Quantas espécies existem no planeta? • Contagem atual mais que 1,5 milhões de espécies •
Quantas espécies existem no planeta? • Contagem atual mais que 1,5 milhões de espécies •
Quantas espécies existem no planeta? • Contagem atual mais que 1,5 milhões de espécies •

Quantas espécies existem no planeta?

Quantas espécies existem no planeta? • Contagem atual mais que 1,5 milhões de espécies • Estimativas

Contagem atual

mais que 1,5 milhões de espécies

Estimativas

entre 3 e 30 milhões de espécies

Extinções em massa na história da vida na terra
Extinções em massa na história da vida na terra
Extinções em massa na história da vida na terra
Extinções em massa na história da vida na terra

Extinções em massa na história da vida na terra

Extinções em massa na história da vida na terra
Taxa de extinção • Natural • Provocada pelo home 3 espécies / 1.000 anos 1.000
Taxa de extinção • Natural • Provocada pelo home 3 espécies / 1.000 anos 1.000
Taxa de extinção • Natural • Provocada pelo home 3 espécies / 1.000 anos 1.000
Taxa de extinção • Natural • Provocada pelo home 3 espécies / 1.000 anos 1.000

Taxa de extinção

Natural

Provocada pelo home

3 espécies / 1.000 anos

1.000 vezes maior
1.000 vezes maior

3 espécies / 1 ano

Muitas espécies desaparecerão antes mesmo de serem DESCOBERTAS

Ameaças à Diversidade Biológica I
Ameaças à Diversidade Biológica I
Ameaças à Diversidade Biológica I
Ameaças à Diversidade Biológica I

Ameaças

à

Diversidade Biológica I

Meio ambiente bem preservado

Meio ambiente bem preservado valor econômico valor estético valor social
valor econômico valor estético valor social

valor econômico valor estético valor social

valor econômico valor estético valor social
Meio ambiente bem preservado valor econômico valor estético valor social
Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em
Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em
Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em
Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em

Aspecto mais sério da

crise ambiental

Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em perigo
Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em perigo avaliada insuficiente preocupante
Não
Dados
Pouco
Quase
Criticamente
Extinta na
Vulnerável
Em perigo
avaliada
insuficiente
preocupante
ameaçada
em perigo
natureza

Extinta

Categorias de ameaça para as espécies

União Internacional para a Conservação da Natureza - IUCN

“Extinto” Significado depende do contexto • Localmente extinto • Extinto na natureza • Globalmente extinto
“Extinto” Significado depende do contexto • Localmente extinto • Extinto na natureza • Globalmente extinto
“Extinto” Significado depende do contexto • Localmente extinto • Extinto na natureza • Globalmente extinto
“Extinto” Significado depende do contexto • Localmente extinto • Extinto na natureza • Globalmente extinto

“Extinto”

Significado depende do contexto

Localmente extinto

Extinto na natureza

Globalmente extinto

Ecologicamente extinto

• “Morto vivo”

Ararinha-azul ( Cyanopsitta spixii )
Ararinha-azul ( Cyanopsitta spixii )
Ararinha-azul ( Cyanopsitta spixii )
Ararinha-azul ( Cyanopsitta spixii )

Ararinha-azul (Cyanopsitta spixii)

Causas da EXTINÇÃO abitat destruction nvasion species ( destruição de habitat ) ( invasão de

Causas da EXTINÇÃO

abitat destruction

nvasion species

(destruição de habitat)

(invasão de espécies)

( destruição de habitat ) ( invasão de espécies ) Edward O. Wilson Livro: “O Futuro

Edward O. Wilson Livro: “O Futuro da Vida”

olution

(poluição + outros tipos de degradação do ambiente)

opulation grow

ver exploration

(crescimento populacional)

(superexploração)

Fatores são

sinérgicos

Fatores são sinérgicos Destruição de habitat Invasão de espécies Degradação do ambiente (poluição e outros)

Destruição de habitat

Invasão de espécies

Degradação do ambiente (poluição e outros)

Crescimento populacional

Superexploração

Variam em importância de local para local

Maioria da espécies ameaçadas enfrentam dois ou mais desses fatores

Destruição do habitat Maior ameaça a diversidade biológica Problema grave no Brasil Problema grave no
Destruição do habitat Maior ameaça a diversidade biológica Problema grave no Brasil Problema grave no
Destruição do habitat Maior ameaça a diversidade biológica Problema grave no Brasil Problema grave no
Destruição do habitat Maior ameaça a diversidade biológica Problema grave no Brasil Problema grave no

Destruição do habitat

Destruição do habitat Maior ameaça a diversidade biológica Problema grave no Brasil Problema grave no mundo

Maior ameaça a diversidade biológica

Problema grave no Brasil

Problema grave no mundo

Perdeu-se toda a diversidade biológica pré-existente
Perdeu-se toda a diversidade biológica pré-existente
Perdeu-se toda a diversidade biológica pré-existente
Perdeu-se toda a diversidade biológica pré-existente
Perdeu-se toda a diversidade biológica pré-existente

Perdeu-se toda

a diversidade

biológica

pré-existente

Situação dos ecossistemas brasileiros RESTA Grande parte está altamente degradado Menos de 2% em área

Situação dos ecossistemas brasileiros

RESTA

Grande parte está altamente degradado

Menos de 2% em área de

preservação permanente

Menos de 2% em área de preservação permanente • Floresta Amazônica 85% (desmatamento) • Mata
• Floresta Amazônica 85% (desmatamento) • Mata Atlântica 10% (desmatamento) HOTSPOTS (ponto quente) •
Floresta Amazônica
85% (desmatamento)
Mata Atlântica
10% (desmatamento)
HOTSPOTS
(ponto quente)
Cerrado
20%
(desmatamento)
Caatinga
55% (desmatamento + desertificação)
Pantanal
83% (desmatamento + drenagem)

Campos sulinos

Manguezais e restingas

57%

?

(desmatamento)

(desmatamento + aterramento + drenagem

Destruição habitat

Destruição habitat Fragmentação do habitat

Fragmentação do habitat

Fragmentação do habitat 1.0 km X X X X 10 m 1 ha Área =
Fragmentação do habitat 1.0 km X X X X 10 m 1 ha Área =
Fragmentação do habitat 1.0 km X X X X 10 m 1 ha Área =

Fragmentação do habitat

1.0 km X X X X 10 m
1.0 km
X
X
X
X
10 m

1 haFragmentação do habitat 1.0 km X X X X 10 m Área = 100 ha 1.0

Área = 100 ha

1.0 km

10 m 1 ha
10 m
1 ha
km X X X X 10 m 1 ha Área = 100 ha 1.0 km 10

Problemas

Perda de área de habitat

Isolamento entre subpopulações

Fragmentação do habitat Matriz ou barreira: • estrada • ferrovia • pastagem • plantação •
Fragmentação do habitat Matriz ou barreira: • estrada • ferrovia • pastagem • plantação •
Fragmentação do habitat Matriz ou barreira: • estrada • ferrovia • pastagem • plantação •

Fragmentação do habitat

Fragmentação do habitat Matriz ou barreira: • estrada • ferrovia • pastagem • plantação • cidade

Matriz ou barreira:

estrada

ferrovia

pastagem

plantação

cidade

lago artificial

rede elétrica

Fragmentação do habitat 1.0 km 100 m Borda Área = 100 ha 1.0 km Habitat
Fragmentação do habitat 1.0 km 100 m Borda Área = 100 ha 1.0 km Habitat
Fragmentação do habitat 1.0 km 100 m Borda Área = 100 ha 1.0 km Habitat

Fragmentação do habitat

1.0 km

100

m

Borda

100 m Borda

Área = 100 ha

do habitat 1.0 km 100 m Borda Área = 100 ha 1.0 km Habitat de Borda

1.0 km

Habitat de Borda

km 100 m Borda Área = 100 ha 1.0 km Habitat de Borda Condições microclimáticas diferentes

Condições microclimáticas diferentes

Diversidade biológica diferente

Qual a largura da borda?

Fragmentação do habitat Interior = 4 x 8,7 = 34,8 ha 1.0 km Habitat borda
Fragmentação do habitat Interior = 4 x 8,7 = 34,8 ha 1.0 km Habitat borda
Fragmentação do habitat Interior = 4 x 8,7 = 34,8 ha 1.0 km Habitat borda

Fragmentação do habitat

Interior = 4 x 8,7 = 34,8 ha

1.0 km

Habitat borda = 36 ha

100

m

Interior = 64 ha

800 m 1.000 m
800 m
1.000 m

Área = 100 ha

1.0 km 8,7 ha 8,7 ha 8,7 ha 8,7 ha
1.0 km
8,7 ha
8,7 ha
8,7 ha
8,7 ha

1.0 km

Fragmentação do habitat Problemas • Perda área de habitat - alteração do habitat original (direta)
Fragmentação do habitat Problemas • Perda área de habitat - alteração do habitat original (direta)
Fragmentação do habitat Problemas • Perda área de habitat - alteração do habitat original (direta)

Fragmentação do habitat

Problemas

Perda área de habitat

- alteração do habitat original (direta)

- aumento habitat de borda (indireta)

Isolamento subpopulações

Redução tamanho subpopulações

• Isolamento subpopulações • Redução tamanho subpopulações Inviabilidade populacional a médio e longo prazo

Inviabilidade populacional a médio e longo prazo

Introdução de espécies • Extensão geográfica das espécies é limitada por barreiras: - CLIMÁTICAS -
Introdução de espécies • Extensão geográfica das espécies é limitada por barreiras: - CLIMÁTICAS -
Introdução de espécies • Extensão geográfica das espécies é limitada por barreiras: - CLIMÁTICAS -
Introdução de espécies • Extensão geográfica das espécies é limitada por barreiras: - CLIMÁTICAS -

Introdução de espécies

Extensão geográfica das espécies é limitada por barreiras:

- CLIMÁTICAS - AMBIENTAIS

Isolamento leva evolução de biotas distintas em diferentes partes do mundo

Ilhas • biota singular • endemismo
Ilhas • biota singular • endemismo
Ilhas • biota singular • endemismo
Ilhas • biota singular • endemismo
Ilhas • biota singular • endemismo

Ilhas

biota singular

endemismo

Distribuição geográfica das espécies Histórica e diariamente alterada pelo homem • Introdução de espécies por:
Distribuição geográfica das espécies Histórica e diariamente alterada pelo homem • Introdução de espécies por:
Distribuição geográfica das espécies Histórica e diariamente alterada pelo homem • Introdução de espécies por:
Distribuição geográfica das espécies Histórica e diariamente alterada pelo homem • Introdução de espécies por:

Distribuição geográfica das espécies

Distribuição geográfica das espécies Histórica e diariamente alterada pelo homem • Introdução de espécies por:

Histórica e diariamente alterada pelo homem

Introdução de espécies por:

(a) Colonização

(b)

Agricultura

(c)

Transporte acidental

Introdução de espécies • grande parte das espécies exóticas não consegue se estabelecer Novo ambiente
Introdução de espécies • grande parte das espécies exóticas não consegue se estabelecer Novo ambiente
Introdução de espécies • grande parte das espécies exóticas não consegue se estabelecer Novo ambiente
Introdução de espécies • grande parte das espécies exóticas não consegue se estabelecer Novo ambiente

Introdução de espécies

grande parte das espécies exóticas não consegue se estabelecer

parte das espécies exóticas não consegue se estabelecer Novo ambiente inadequado • minoria que consegue encontra

Novo ambiente inadequado

minoria que consegue encontra no novo ambiente

baixa competição

inexistência de predadores

Inexistência de doenças

ambiente • baixa competição • inexistência de predadores • Inexistência de doenças Explosão populacional

Explosão

populacional

Prejuízo para diversidade local • competição desleal • predação • transmissão doenças Perda de diversidade
Prejuízo para diversidade local • competição desleal • predação • transmissão doenças Perda de diversidade
Prejuízo para diversidade local • competição desleal • predação • transmissão doenças Perda de diversidade
Prejuízo para diversidade local • competição desleal • predação • transmissão doenças Perda de diversidade

Prejuízo para diversidade local

competição desleal

predação

para diversidade local • competição desleal • predação • transmissão doenças Perda de diversidade local

transmissão doenças

Perda de diversidade local

C e r r a d o exemplos de introdução ou invasão Abelha-europa africanizada Apis
C e r r a d o exemplos de introdução ou invasão Abelha-europa africanizada Apis
C e r r a d o exemplos de introdução ou invasão Abelha-europa africanizada Apis
C e r r a d o exemplos de introdução ou invasão Abelha-europa africanizada Apis

Cerrado

exemplos de introdução ou invasão
exemplos de introdução ou invasão
C e r r a d o exemplos de introdução ou invasão Abelha-europa africanizada Apis mellifera

Abelha-europa africanizada Apis mellifera

Austrália = enorme ilha Ilhas são mais vulneráveis a invasão por espécies exóticas
Austrália = enorme ilha Ilhas são mais vulneráveis a invasão por espécies exóticas
Austrália = enorme ilha Ilhas são mais vulneráveis a invasão por espécies exóticas

Austrália = enorme ilha

Austrália = enorme ilha Ilhas são mais vulneráveis a invasão por espécies exóticas

Ilhas são mais vulneráveis a invasão por espécies exóticas

Austrália = enorme ilha Ilhas são mais vulneráveis a invasão por espécies exóticas
Austrália = enorme ilha Ilhas são mais vulneráveis a invasão por espécies exóticas
Austrália = enorme ilha Ilhas são mais vulneráveis a invasão por espécies exóticas
Fragmentação + Invasão de espécies Distância borda-centro Efeito borda facilita invasão de fragmentos por plantas
Fragmentação + Invasão de espécies Distância borda-centro Efeito borda facilita invasão de fragmentos por plantas
Fragmentação + Invasão de espécies Distância borda-centro Efeito borda facilita invasão de fragmentos por plantas

Fragmentação + Invasão de espécies

Fragmentação + Invasão de espécies Distância borda-centro Efeito borda facilita invasão de fragmentos por plantas

Distância borda-centro

+ Invasão de espécies Distância borda-centro Efeito borda facilita invasão de fragmentos por plantas

Efeito borda facilita invasão de fragmentos por plantas exóticas

Ameaças à Diversidade Biológica II
Ameaças à Diversidade Biológica II
Ameaças à Diversidade Biológica II
Ameaças à Diversidade Biológica II

Ameaças

à

Diversidade Biológica II

Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em
Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em
Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em
Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em

Aspecto mais sério da

crise ambiental

Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em perigo
Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em perigo avaliada insuficiente preocupante
Não
Dados
Pouco
Quase
Criticamente
Extinta na
Vulnerável
Em perigo
avaliada
insuficiente
preocupante
ameaçada
em perigo
natureza

Extinta

Categorias de ameaça para as espécies

União Internacional para a Conservação da Natureza - IUCN

Causas da EXTINÇÃO abitat destruction nvasion species ( destruição de habitat ) ( invasão de

Causas da EXTINÇÃO

abitat destruction

nvasion species

(destruição de habitat)

(invasão de espécies)

( destruição de habitat ) ( invasão de espécies ) Edward O. Wilson Livro: “O Futuro

Edward O. Wilson Livro: “O Futuro da Vida”

olution

(poluição + outros tipos de degradação do ambiente)

opulation grow

ver exploration

(crescimento populacional)

(superexploração)

Poluição ou degradação do habitat • Fatores que não alteram a estrutura dominante da comunidade
Poluição ou degradação do habitat • Fatores que não alteram a estrutura dominante da comunidade
Poluição ou degradação do habitat • Fatores que não alteram a estrutura dominante da comunidade
Poluição ou degradação do habitat • Fatores que não alteram a estrutura dominante da comunidade

Poluição ou degradação do habitat

Fatores que não alteram a estrutura dominante da comunidade

Fatores que não alteram a estrutura dominante da comunidade • solo Dano pode não ser imediatamente

solo

que não alteram a estrutura dominante da comunidade • solo Dano pode não ser imediatamente notado

Dano pode não ser imediatamente notado

que não alteram a estrutura dominante da comunidade • solo Dano pode não ser imediatamente notado

ar

que não alteram a estrutura dominante da comunidade • solo Dano pode não ser imediatamente notado

água

Pastoreio

Pastoreio

Erosão das encostas

Erosão das encostas
Erosão das encostas
Erosão das encostas
Erosão das encostas

Ecoturismo

Ecoturismo
P o l u i ç ã o “forma mais sutil de degradação” • pesticidas
P o l u i ç ã o “forma mais sutil de degradação” • pesticidas
P o l u i ç ã o “forma mais sutil de degradação” • pesticidas
P o l u i ç ã o “forma mais sutil de degradação” • pesticidas

Poluição

“forma mais sutil de degradação”

pesticidas

outros produtos químicos

lixo sólido (incluindo matéria orgânica)

esgoto (fossa séptica ou canalizado)

emissões aéreas (gases e particulados)

Pesticidas

Pesticidas
Polui: • alimentos • solo • água subterrânea • água superficial
Polui: • alimentos • solo • água subterrânea • água superficial
Polui:
alimentos
solo
água subterrânea
água superficial
Biomagnificação • Inseticidas organoclorados se tornam mais concentrados nos níveis mais altos da cadeia alimentar
Biomagnificação • Inseticidas organoclorados se tornam mais concentrados nos níveis mais altos da cadeia alimentar
Biomagnificação • Inseticidas organoclorados se tornam mais concentrados nos níveis mais altos da cadeia alimentar

Biomagnificação

Inseticidas organoclorados se tornam mais concentrados nos níveis mais altos da cadeia

alimentar

Ovos mais frágeis
Ovos mais
frágeis
• Inseticidas organoclorados se tornam mais concentrados nos níveis mais altos da cadeia alimentar Ovos mais
• Inseticidas organoclorados se tornam mais concentrados nos níveis mais altos da cadeia alimentar Ovos mais
Outros produtos químicos • metais pesados (Hg, Pb e Zn) • adubos
Outros produtos químicos • metais pesados (Hg, Pb e Zn) • adubos
Outros produtos químicos • metais pesados (Hg, Pb e Zn) • adubos
Outros produtos químicos • metais pesados (Hg, Pb e Zn) • adubos

Outros produtos químicos

metais pesados (Hg, Pb e Zn)

Outros produtos químicos • metais pesados (Hg, Pb e Zn) • adubos

adubos

Outros produtos químicos • metais pesados (Hg, Pb e Zn) • adubos
Outros produtos químicos • metais pesados (Hg, Pb e Zn) • adubos
Exposição da biota
Exposição da biota
Lixo a seu aberto
Lixo a seu aberto
Contaminação ar
Contaminação ar
Contaminação solo
Contaminação solo
Contaminação água
Contaminação água

Lixo sólido

Exposição da biota Lixo a seu aberto Contaminação ar Contaminação solo Contaminação água Lixo sólido

Giro do Pacífico Norte

LIXÃO FLUTUANTE

Onde Oceano Pacífico

Peso 4 milhões de toneladas de plástico

Extensão 700 mil km 2

Densidade 200 mil peças plásticas por km 2

Origem 80% vêm dos continentes

20% são jogados por navios.

Esgoto + adubos + lixo orgânico Alta deposição de N, P e K Eutrofização Morte
Esgoto + adubos + lixo orgânico Alta deposição de N, P e K Eutrofização Morte
Esgoto + adubos + lixo orgânico Alta deposição de N, P e K Eutrofização Morte
Esgoto + adubos + lixo orgânico Alta deposição de N, P e K Eutrofização Morte

Esgoto + adubos + lixo orgânico

Esgoto + adubos + lixo orgânico Alta deposição de N, P e K Eutrofização Morte fauna
Alta deposição de N, P e K Eutrofização Morte fauna aquática
Alta deposição de N, P e K
Eutrofização
Morte fauna aquática
Emissões aéreas (gases e particulados )
Emissões aéreas (gases e particulados )
Emissões aéreas (gases e particulados )
Emissões aéreas (gases e particulados )

Emissões aéreas (gases e particulados)

Emissões aéreas (gases e particulados )
Chuva ácida pH corpos d’água
Chuva ácida pH corpos d’água
Chuva ácida pH corpos d’água
Chuva ácida pH corpos d’água
Chuva ácida
pH corpos d’água
Partícula Aumento material particulado NUCLEAÇÃO Moléculas de água Gravidade Vento
Partícula Aumento material particulado NUCLEAÇÃO Moléculas de água Gravidade Vento
Partícula Aumento material particulado NUCLEAÇÃO Moléculas de água Gravidade Vento
Partícula Aumento material particulado NUCLEAÇÃO Moléculas de água Gravidade Vento
Partícula Aumento material particulado NUCLEAÇÃO Moléculas de água Gravidade Vento

Partícula

Partícula Aumento material particulado NUCLEAÇÃO Moléculas de água Gravidade Vento

Aumento material

particulado

Partícula Aumento material particulado NUCLEAÇÃO Moléculas de água Gravidade Vento

NUCLEAÇÃO

Moléculas de água

Gravidade
Gravidade
Partícula Aumento material particulado NUCLEAÇÃO Moléculas de água Gravidade Vento
Partícula Aumento material particulado NUCLEAÇÃO Moléculas de água Gravidade Vento

Vento

Partícula Aumento material particulado NUCLEAÇÃO Moléculas de água Gravidade Vento
População em crescimento Superexploração
População em crescimento Superexploração
População em crescimento Superexploração
População em crescimento Superexploração

População em crescimento Superexploração

Ameaças à Diversidade Biológica III
Ameaças à Diversidade Biológica III
Ameaças à Diversidade Biológica III
Ameaças à Diversidade Biológica III

Ameaças

à

Diversidade Biológica III

Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em
Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em
Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em
Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em

Aspecto mais sério da

crise ambiental

Aspecto mais sério da crise ambiental Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em perigo
Não Dados Pouco Quase Criticamente Extinta na Vulnerável Em perigo avaliada insuficiente preocupante
Não
Dados
Pouco
Quase
Criticamente
Extinta na
Vulnerável
Em perigo
avaliada
insuficiente
preocupante
ameaçada
em perigo
natureza

Extinta

Categorias de ameaça para as espécies

União Internacional para a Conservação da Natureza - IUCN

Causas da EXTINÇÃO abitat destruction nvasion species ( destruição de habitat ) ( invasão de

Causas da EXTINÇÃO

abitat destruction

nvasion species

(destruição de habitat)

(invasão de espécies)

( destruição de habitat ) ( invasão de espécies ) Edward O. Wilson Livro: “O Futuro

Edward O. Wilson Livro: “O Futuro da Vida”

olution

(poluição + outros tipos de degradação do ambiente)

opulation grow

ver exploration

(crescimento populacional)

(superexploração)

População em crescimento
População em crescimento
População em crescimento
População em crescimento

População em crescimento

População em crescimento
População da Terra (número de pessoas vivendo no mundo desde 1700 em bilhões)
População da Terra (número de pessoas vivendo no mundo desde 1700 em bilhões)
População da Terra (número de pessoas vivendo no mundo desde 1700 em bilhões)
População da Terra (número de pessoas vivendo no mundo desde 1700 em bilhões)
População da Terra
(número de pessoas vivendo no mundo desde 1700 em bilhões)
Consequências diretas: • DEMANDA CRESCENTE DE RECURSOS NATURAIS - espaço - alimentos - utensílios •
Consequências diretas: • DEMANDA CRESCENTE DE RECURSOS NATURAIS - espaço - alimentos - utensílios •
Consequências diretas: • DEMANDA CRESCENTE DE RECURSOS NATURAIS - espaço - alimentos - utensílios •
Consequências diretas: • DEMANDA CRESCENTE DE RECURSOS NATURAIS - espaço - alimentos - utensílios •

Consequências diretas:

DEMANDA CRESCENTE DE RECURSOS NATURAIS

- espaço

- alimentos

- utensílios

PRODUÇÃO CRESCENTE DE REJEITOS

- refugo sólido

- refugo líquido

- poluição atmosférica

Crescimento populacional p o r s i p r ó p r i o Parcialmente
Crescimento populacional p o r s i p r ó p r i o Parcialmente
Crescimento populacional p o r s i p r ó p r i o Parcialmente
Crescimento populacional p o r s i p r ó p r i o Parcialmente

Crescimento populacional

Crescimento populacional p o r s i p r ó p r i o Parcialmente responsável

por si próprio

populacional p o r s i p r ó p r i o Parcialmente responsável pela

Parcialmente responsável pela perda da diversidade biológica

Maior parte da perda diversidade

da diversidade biológica Maior parte da perda diversidade n ã o v i n c u

não vinculada

da perda diversidade n ã o v i n c u l a d a Atendimento

Atendimento das necessidades básicas da população local

Paradoxo: Crescimento populacional Extração de recursos PIB Produto Interno Bruto
Paradoxo: Crescimento populacional Extração de recursos PIB Produto Interno Bruto

Paradoxo:

Crescimento populacional
Crescimento populacional
Extração de recursos
Extração de recursos

PIB

Produto Interno Bruto

Quantas pessoas podem viver no planeta TERRA?
Quantas pessoas podem viver no planeta TERRA?
Quantas pessoas podem viver no planeta TERRA?
Quantas pessoas podem viver no planeta TERRA?

Quantas pessoas podem viver no planeta TERRA?

Superexploração dos recursos Crescimento populacional Intensificação do uso do ambiente e da extração de recursos
Superexploração dos recursos Crescimento populacional Intensificação do uso do ambiente e da extração de recursos
Superexploração dos recursos Crescimento populacional Intensificação do uso do ambiente e da extração de recursos
Superexploração dos recursos Crescimento populacional Intensificação do uso do ambiente e da extração de recursos

Superexploração dos recursos

Crescimento populacional

Superexploração dos recursos Crescimento populacional Intensificação do uso do ambiente e da extração de recursos

Intensificação do uso do ambiente e

da extração de recursos

• • Melhorias na técnicas de produção Ampliação das área para produção
• • Melhorias na técnicas de produção Ampliação das área para produção
• • Melhorias na técnicas de produção Ampliação das área para produção
• • Melhorias na técnicas de produção Ampliação das área para produção
• •

Melhorias na técnicas de produção

Ampliação das área para produção

• Melhorias na técnicas de extração • Ampliação das área para extração
• Melhorias na técnicas de extração • Ampliação das área para extração

Melhorias na técnicas de extração

Ampliação das área para extração

• Melhorias na técnicas de extração • Ampliação das área para extração
• Melhorias na técnicas de extração • Ampliação das área para extração
• Melhorias na técnicas de extração • Ampliação das área para extração
• Melhorias na técnicas de extração • Ampliação das área para extração
• Melhorias na técnicas de extração • Ampliação das área para extração
• Melhorias na técnicas de extração • Ampliação das área para extração
• Melhorias na técnicas de extração • Ampliação das área para extração
• Melhorias na técnicas de extração • Ampliação das área para extração
• Melhorias na técnicas de extração
• Ampliação das área para extração
Espécie humana 40% produção líquida do planeta
Espécie humana 40% produção líquida do planeta
Espécie humana 40% produção líquida do planeta
Espécie humana 40% produção líquida do planeta

Espécie humana

Espécie humana 40% produção líquida do planeta

40% produção líquida do planeta

Resultados atuais: • Exaustão do solos • Colapso sistemas hídricos • Redução de reservas minerais
Resultados atuais: • Exaustão do solos • Colapso sistemas hídricos • Redução de reservas minerais
Resultados atuais: • Exaustão do solos • Colapso sistemas hídricos • Redução de reservas minerais
Resultados atuais: • Exaustão do solos • Colapso sistemas hídricos • Redução de reservas minerais

Resultados atuais:

Exaustão do solos

Colapso sistemas hídricos

Redução de reservas minerais

Aquecimento global - utilização de combustíveis poluentes

Desaparecimento de estoques de caça

Desaparecimento de estoques pesqueiros

Retirada supera o ritmo

natural de reposição

Divisão dos recursos desigual
Divisão dos recursos desigual
Divisão dos recursos desigual
Divisão dos recursos desigual

Divisão dos recursos desigual

Divisão dos recursos desigual
Divisão dos recursos desigual
Divisão dos recursos desigual
Quantas pessoas podem viver no planeta TERRA? Produção sustentável? Consumo sustentável?
Quantas pessoas podem viver no planeta TERRA? Produção sustentável? Consumo sustentável?
Quantas pessoas podem viver no planeta TERRA? Produção sustentável? Consumo sustentável?
Quantas pessoas podem viver no planeta TERRA? Produção sustentável? Consumo sustentável?

Quantas pessoas podem viver no planeta TERRA?

Produção sustentável? Consumo sustentável?
Produção sustentável?
Consumo sustentável?