Você está na página 1de 14

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

Manual de Caixas Acústicas

Caixa Selada (Closed Box):

Manual de Caixas Acústicas Caixa Selada (Closed Box): Como funciona uma caixa selada: como já sabemos,

Como funciona uma caixa selada: como já sabemos, um alto-falante que trabalha fora de uma caixa acústica tem o chamado cancelamento de onda. Isso ocorre pelos diferentes níveis de pressão existentes na parte frontal e na parte traseira do alto-falante.

Por esse motivo foram criadas as caixas. No caso da caixa selada, ela evita que a onda gerada pela parte de trás do alto-falante entre em contato com a parte da frente. Contudo, a onda traseira do alto-falante é desperdiçada.

Quais as melhores músicas reproduzidas pela caixa selada?

As closed box costumam ter volumes definidos em função das características dos alto- falantes que são aplicados nelas. Essas caixas precisam trabalhar com elevado nível de potência aplicada para uma determinada pressão sonora, SPL. A música baiana, além do funk, dance music e rock, que dão pancadas "secas", são os tipos de músicas mais adequadas para esse tipo de caixa por possuírem o chamado grave de ataque. A música "brasileira em geral" é melhor reproduzida em caixas seladas, por produzirem graves de percussão e batuques. A música brasileira em geral é melhor reproduzida em caixas seladas.

Se você quer graves bem pronunciados, com resposta potente e definida, pequeno volume e se você gosta de algum tipo de música citada acima o tipo de caixa acústica que você deve optar é a Selada. As caixas do tipo Selada oferecem excelentes respostas de transientes e de freqüência plana, baixa distorção em toda a faixa, alta potência e são ideais para quem deseja um grave puro. Nelas, o volume pode ser diferente do indicado pelo fabricante. Exemplo: em volume maior, terá resposta de graves estendida, mais plana e potência aplicável menor. Em volume menor: resposta menos estendida, grave mais acentuado e potência aplicável maior.

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

Relação de EPB:

EPB nada mais é que freqüência de ressonância (FS) dividida pelo fator de mérito total do falante (QTs). Quando o resultado desta divisão for0 menor ou igual a 50, isto significa que o alto-falante terá uma melhor resposta de graves em caixas seladas. Se o resultado ficar acima de 50 e abaixo de 100, significa que o alto-falante tem um bom rendimento tanto em caixas seladas quanto em caixas dutadas. Quando o resultado ultrapassar 100, significa que o alto-falante tem um melhor rendimento em caixas datadas.

Para você obter um bom conjunto (caixa+falantes) procure utilizar subwoofers que tenham parâmetros de Thielle-Small com baixos Qts e Vas, e permitam a instalação em caixas de pequeno volume. Assim, você reduz o volume da caixa em relação ao porta-malas, obtendo excelentes resultados com resposta plana, alto SPL e grande capacidade de manejar potências.

Observe os gráficos comparativos:

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

8/6/2014 Manual de Caixas Acústicas Caixa com 9,5 litros: Linha vermelha: resposta da caixa em dB,

Caixa com 9,5 litros:

Linha vermelha: resposta da caixa em dB, ao ar livre.

Linha preta: eficiência da caixa (Amplitude em dB).

Caixa com 15 litros:

Linha verde-Limão: resposta da caixa em dB, ao ar livre.

Linha roxa: eficiência da caixa (Amplitude em dB).

OBS.: linha verde: máxima potência aplicável em determinada freqüência.

Conclusões:

Note a comparação da linha preta com a linha roxa, essas linhas demonstram que a caixa com 15 litros tem uma resposta mais estendida em graves.

Se compararmos também a linha vermelha e a verde-limão, notaremos que a diferença maior ficará nas freqüências acima de 80 Hz, onde a linha verde-limão se mostrará

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

mais "plana" que a linha vermelha. Isso comprova o fato de que quando o volume é maior, a resposta é mais plana.

O subwoofer usado para a simulação foi um Storm da Selenium. A própria Selenium recomenda volumes de 9,5, 12 e 15 litros para o seu Subwoofer Storm.

Caixa Dutada (Vented Box)

litros para o seu Subwoofer Storm. Caixa Dutada (Vented Box) Como funciona uma caixa dutada: como

Como funciona uma caixa dutada: como já sabemos, um alto-falante que trabalha fora de uma caixa acústica tem o chamado cancelamento de onda. Isso ocorre pelos diferentes níveis de pressão existentes na parte frontal e na parte traseira do alto-falante.

Por esse motivo foram criadas as caixas. No caso da caixa dutada, ela evita que a onda gerada pela parte de trás do alto-falante entre em contato com a parte da frente. Ao contrário da caixa selada, onde a onda traseira do alto-falante é desperdiçada, a caixa dutada faz com que parte desta onda (1/4 dela) seja liberada para o meio externo, tendo um ganho médio de 3 dB a mais do que a caixa selada.

Quais as melhores músicas reproduzidas pela caixa dutada?

A caixa dutada usa um duto de sintonia para afinar o sistema: caixa acústica mais alto- falante. Se comparada a uma mesma resposta de freqüência de uma caixa selada, a dutada terá o seu volume reduzido, obtendo eficiência maior e causando pressão sonora três decibéis maior do que a selada. Seu tipo de grave é o retumbante, mais profundo, com uma extensão maior, voltado para músicas acústicas como a instrumental, a clássica, a criada por computador (graves absurdos abaixo de 35 Hz), alguns instrumentos usados na MPB e a Bossa-nova.

Relação de EPB:

As caixas dutadas utilizarão falantes mais macios, que apresentem alta relação de EPB. EPB nada mais é que freqüência de ressonância (FS) dividida pelo fator de mérito total do falante (QTs), essa divisão tem que ser maior ou igual a 100. Uma vez definido que o falante é dutado, consulte o fabricante para saber qual é o volume ideal para o aparelho trabalhar, a fim de obter a mais baixa freqüência de ressonância possível. (Lembre-se de nada adianta instalar um subwoofer de 8" em uma caixa dutada para reproduzir graves de 20 Hz por exemplo, pois o seu deslocamento de massa de ar é muito pequeno)

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

Solicite também ao fabricante o Fb, que é a freqüência de sintonia da caixa. Com esses dados será possível definir o duto de sintonia a ser utilizado. Peça ao fabricante informações sobre os parâmetros de Thiele-Small para definir o volume ideal a ser utilizado na montagem da caixa. Alguns alto-falantes já trazem esses parâmetros junto ao manual.

Observe os gráficos comparativos entre uma caixa selada e uma caixa dutada:

comparativos entre uma caixa selada e uma caixa dutada: Caixa dutada com 25 litros: (sintonia de

Caixa dutada com 25 litros: (sintonia de 46.1 Hz)

Linha vermelha: resposta da caixa em dB, ao ar livre.

Linha preta: eficiência da caixa (Amplitude em dB).

Caixa selada com 25 litros:

Linha verde-Limão: resposta da caixa em dB, ao ar livre.

Linha roxa: eficiência da caixa (Amplitude em dB).

OBS.: linha verde: máxima potência aplicável em determinada freqüência.

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

Conclusões:

Note a comparação da linha preta com a linha roxa, essas linhas demonstram que a caixa dutada tem uma resposta mais "alta" em decibéis que a caixa selada, porém, a caixa selada tem uma eficiência melhor em graves abaixo de 35 Hz. Essas duas linhas mostram apenas a amplitude da caixa em dB.

Se compararmos também a linha vermelha e a verde-limão, notaremos que a caixa dutada tem uma resposta em grave muito mais estendida do que a caixa selada. A caixa dutada tem uma amplitude (ganho) de 2,5 dB. Podemos observar também que em graves abaixo de 35 Hz a caixa selada tem uma resposta mais eficiente, porém, na faixa que vai de 35 a 200 Hz a caixa dutada se sobressai. Lembre-se de que a diferença de subgraves (abaixo de 35 Hz) tem um volume de abaixo de 100 dB ao ar livre, o que garante menos de 112 dB dB dentro do carro.

A caixa dutada tem uma melhor eficiência sobre a selada, perdendo apenas em

graves de baixa freqüência.

O subwoofer usado para a simulação foi um Bomber Box (esp. SW12B-4 – modelo

antigo) da Bomber Speakers.

Caixa acústica Passa Banda de 4° e 6° ordens

Estes tipos de caixas acústicas surgiram há poucos anos. Caracterizadas principalmente pela sua estreita banda de passagem e são particularmente interessantes para utilização com subwoofer.

São constituídas por duas câmaras, uma na frente do alto-falante e outra atrás do alto- falante. Uma ou duas câmaras possuem um duto de sintonia e a resposta do sonofletor é ajustada através do volume interno de cada câmara e da freqüência de sintonia dada pelas dimensões do(s) duto(s).

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

8/6/2014 Manual de Caixas Acústicas Este sistema é muito utilizado com o subwoofer devido a sua

Este sistema é muito utilizado com o subwoofer devido a sua flexibilidade. Para um mesmo alto-falante, pode-se ter a escolha, uma infinidade de opções de resposta em freqüência (largura de banda, freqüência de corte inferior e superior, e sensibilidade). Isto toma o projeto mais complicado e só pode ser feito através de programas de computador. Existe um grande número de configurações deste tipo de sistema, destacam-se duas:

Duto Único (4a Ordem)

A caixa acústica Passa Banda de 4a ordem é composta por duas câmaras, sendo

uma selada e a outra dutada: câmara n° 1 selada com volume interno V1 e câmara n° 2 ventilada com volume interno V2 sintonizada por um duto de diâmetro Ø e comprimento L.

Uma variação deste sistema possui três câmaras e dois alto-falantes. Uma das câmaras, comum aos dois alto-falantes é selada e possui volume interno 2 x V1. As outras duas câmaras situadas atrás de cada alto-falante são ventiladas, possuem volume interno igual a V2 e são sintonizadas, cada uma, com um duto de diâmetro Ø e comprimento L.

O sistema passa banda de 4a ordem incorpora algumas das vantagens das caixas

acústicas seladas e ventiladas: a excursão máxima do cone normalmente não ultrapassa o limite linear (Xmáx) de deslocamento e a sensibilidade é comparável à da caixa ventilada.

A instalação deste tipo de caixa em um automóvel deve ser bem posicionada,

principalmente para que os seus dutos não fiquem obstruídos, o que acarretaria em uma perda muito grande na parte dos graves.

Duto Duplo (6a Ordem)

O sistema de 6a ordem se diferencia do anterior por possuir todas as câmaras

ventiladas.

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

A configuração de duas câmaras e um alto-falante tem a câmara n° 1 com volume interno V1 sintonizada por um duto de diâmetro Ø 1 e comprimento L1 e, a câmara n° 2 de volume interno V2 e duto de sintonia de diâmetro Ø 2 e comprimento L2.

V2 e duto de sintonia de diâmetro Ø 2 e comprimento L2. A variação de câmara

A variação de câmara tripla tem uma câmara comum com volume 2 x V1 sintonizada por dois dutos de diâmetro Ø1 e comprimento L1 e, duas câmaras individuais de volume V2 sintonizadas1 cada uma, com um duto de diâmetro Ø 2 e comprimento L2.

Este sistema de sintonia dupla apresenta as seguintes características:

pequena excursão do cone na banda de passagem, mas excursão demasiada nas freqüências inferiores. Além disso, apresenta um alto rendimento superior a qualquer sistema mostrado aqui.

A instalação deste tipo de caixa em um automóvel deve ser bem posicionada, principalmente para que os seus dutos não fiquem obstruídos, o que acarretaria em uma perda muito grande na parte dos graves.

Usado principalmente em Home-Theaters:

Quase todos os Home-Theaters trazem uma caixa passa-banda de 4° ordem. Este fator deve-se a sua boa resposta em uma freqüência alta, isto seria como uma caixa selada dentro de um porta-malas. Com em casa não há um “porta-malas” para reforçar os graves, é indispensável o uso de uma caixa do tipo Band-Pass.

é indispensável o uso de uma caixa do tipo Band-Pass. Caixa acústica do tipo Labirinto Acústico:

Caixa acústica do tipo Labirinto Acústico:

Esse tipo de caixa pode ser considerado como uma caixa dutada aprimorada, pois neste caso, a onda traseira é forçada a percorrer um longo trajeto através do labirinto construído no interior da caixa.

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

Este procedimento fará com que o som proveniente da parte traseira do falante saia atrasado meio comprimento de onda ou mais, conforme o caso e reforçando os graves da mesma maneira que as caixas dutadas.

Exemplo de caixa do tipo Labirinto Acústico, a onda traseira é forçada a inverter-se 180°. Ela pode ser considerada como uma caixa dutada aprimorada.

A caixa do tipo labirinto acústico quando selada, é usada para reproduzir o "som

perfeito". Neste caso, a caixa é construída de modo que o seu comprimento seja igual a 1/4 do tamanho da onda do alto-falante em determinada freqüência. As paredes também não podem ser quadradas para evitar a formação de ondas estacionárias. Uma caixa feita em fibra de carbono na forma de "caracol", usando um alto-falante de 10", um de 6" e um tweeter pode chegar a custar cerca de 250 mil Dólares.

Materiais (básicos) usados na construção de uma caixa.

Madeira:

MDF ou Compensado?

Muito se tem falado em MDF ou madeira de alta densidade. Para a confecção de caixa acústica sempre é recomendado o MDF. Mas qual a diferença?

O MDF é muito mais rígido e inflexível do que o compensado. Em caixas seladas onde

a câmara interna da caixa tem que suportar uma pressão ligeiramente alta, o MDF irá se deformar muito menos que o compensado. Outra diferença também é vista quanto ao desgaste das ferramentas. O MDF desgasta muito pouco a serra ou a broca (da furadeira). Porém, uma vez o parafuso colocado e o alto-falante instalado, não é recomendado que aquele seja tirado e posto freqüentemente. A espessura mínima recomendada para uma caixa construída com MDF é 15 mm.

O compensado por sua vez, é muito mais (muito mais mesmo) barato que o MDF.

Porém, eu não recomendo usar compensado para fabricar caixas seladas onde serão instalados alto-falantes de grande potência (acima de 200W Rms), este deve também ser menor que 10 polegadas. Isso por que um alto-falante que desloca uma grande massa de ar, faria as paredes da caixa vibrar, o que acarretaria em uma grande perda em dB. Todavia o

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

compensado pode ser usado em caixas do tipo dutada, por que a pressão existente dentro dela geralmente é menor que m uma caixa selada. Mas lembre-se, é preferível usar sempre um compensado com espessura de pelo menos 20 mm!

IMPORTANTE: cabe a cada um observar qual a espessura da madeira que irá utilizar. De preferência, escolha a espessura primeiramente e só após isso, compre a madeira. (digo isso por que muitos se assustam com o preço e acabam optando por levar uma "espessura" mais fina)

Vedação:

Muitos usam silicone, cola p/ madeira, massa plástica, cola branca + serragem. Lembre-se, o importante é vedar. Particularmente vedo caixas com cola branca + serragem pelo simples fato de que, além de ser resistente, tem baixo custo e ótima eficiência tanto na vedação quanto na sustentação da caixa (é claro que caixas com acrílico isso não funciona!). Com relação aos outros métodos, eles podem ser usados sim, mas lembre-se de que quem estará aplicando será você e cabe a você decidir se o que está fazendo tem uma boa eficiência!

Pregos, parafusos e Cia.

Pregos sem cabeça são geralmente usados na construção. Quando a caixa será revestida com curvim, com certeza eles são necessários. Mas se você irá revestir com outro material (que obviamente não apareça a marca do prego) use pregos com cabeça. Pode-se dizer que é muito ridículo informar que os pregos tem que obedecer um certo padrão, aqueles tem que proporcionar segurança tanto para a caixa quanto para quem está construindo-a (Resumo da ópera: é claro que o prego tem que atravessar as duas madeiras e quanto maior for ele melhor - não vá usar um "vergalhão" também!).

A adição de parafusos tem a simples função, poder tirar o lado quando você quiser? - claro que não, se isso for feito em uma caixa de MDF você só fará isso umas 3 ou 4 vezes. A função principal do parafuso é garantir a perfeita junção de duas placas de madeira. O corpo do prego é liso, com o tempo (ou com muita pressão) ele pode ceder, o que não aconteceria se fossem intercalados entre pregos os parafusos (caixas com alto-falantes de alta potência).

Buraco do alto falante:

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

Muitos marceneiros usam um compasso gigante (nababesco). Porém, se você não tiver um trate de arranjar. A caixa poderá ser completamente inutilizada se você ao final do trabalho errar no furo do alto-falante. Não tenha preguiça, tente fazer o círculo da melhor maneira possível. Deixe o círculo de forma que o alto-falante entre como uma luva (não vá marretar o alto-falante para entrar no buraco!).

Montagem da caixa:

Antes de tudo, lembre-se que você precisa definir o volume da caixa. Uma caixa ideal deve ser construída com material que tenha bons níveis de absorção, amortecimento e isolamento acústico. O material que melhor se enquadra nesses fatores é o MDF, mas como você sabe, este pode ser substituído por compensado.

Você pode construir uma caixa com compensado, mas tal material não terá os mesmos resultados alcançados pelo MDF (diferença sentida apenas com um RTA). No caso da fibra de vidro usada para construção de caixas, amortecimento é deficiente, fazendo com que vibrem com maior facilidade. O custo/benefício da caixa de fibra de vidro é muito maior do que a de madeira, pois pode adaptar-se em qualquer canto livre nas laterais de um porta- malas, o que mantém a originalidade do veículo trazendo conforto de ter um porta-malas “livre”.

trazendo conforto de ter um porta-malas “livre”. exemplo). Lembre-se de que a espessura do compensado deve

exemplo).

Lembre-se de que a espessura do compensado deve ser superior a 15 mm, para que a caixa não vibre. Caso as dimensões laterais de uma caixa ultrapassem 40 cm, coloque reforços internos. Quando sua caixa for dutada, cuide para que o duto não encoste no fundo da caixa (deixando pelo menos 10 cm livres atrás do duto), cuide também para que o duto não fique rente as paredes da caixa (como no

Cuidado, caso você for montar sua caixa, não use "serra tico-tico", pois ela não faz um corte exatamente reto, o melhor mesmo é uma serra circular. A melhor maneira de "juntar as paredes" da caixa é com pregos e também parafusos, pois os pregos tem corpo liso, o que pode fazer com que as paredes "escorreguem". Fato que pode ser evitado com a colocação de poucos parafusos.

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

Caso você for usar algum programa que calcula caixas acústicas, a volume que os mesmos indicam é o interno. Você deve descontar o compensado. Alguns programas já vêm com um guia de como montar as caixas informando as dimensões corretas.

de como montar as caixas informando as dimensões corretas. Você pode colocar silicone nas paredes da

Você pode colocar silicone nas paredes da caixa e também nos conectores elétricos para fazer uma caixa “plug-and-play”. Sugerimos os conectores RCA para ligar o falante. Você deve colocar 2 RCA para cada alto-falante, usando a parte interna e a parte externa do RCA para transmitir a corrente. Cuidado, não utilize os cabos RCA, eles São muito finos, podendo pegar fogo! O RCA referido é o conector, o qual deve ser utilizado em alto-falantes de até 300W Rms.

Use fios da bitola recomendada para a potência do seu alto-falante, se você usar um cabo RCA do pré-amplificador, você pode até derretê-lo. (você não é tão mane a ponto de fazer isso!).

Importante:

- Confira as medidas da caixa para evitar que alguma parte da caixa fique maior ou menor, faça uma simulação da montagem no papel.

- Quando for cortar o lugar onde você for instalar o alto-falante, faça o furo o mais justo

possível, de modo que o alto falante não fique com folga. Cuide para que ele não entre muito apertado, caso isso aconteça, a carcaça pode entortar, danificando todo o conjunto vibrante do alto-falante.

- Prefira dutos com perfil aerodinâmico.

-Lembre-se de passar um aspirador ou ar comprimido dentro da caixa para tirar a "serragem". Com isso você evita futuros danos ao seu alto-falante.

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

Vedação da caixa acústica:

Manual de Caixas Acústicas Vedação da caixa acústica: A vedação da caixa acústica deve começar na

A vedação da caixa acústica deve começar na montagem. Ao montar a caixa, deve ser colocado em cada canto da caixa cola amarela (cola de marceneiro) ou cola branca (cola de uso geral).

É de grande importância o uso da cola de secagem rápida para madeira (amarela) em todos os lados do compensado (na área onde vai ser pregada) para evitar possíveis vazamentos de ar e para aumentar a resistência da caixa.

Muitos usam massa plástica para ajudar a vedar e para reforçar a estrutura da caixa. Caso você adote este recurso, basta comprar cerca de 1 Kg de massa plástica (em média R$ 5) e passar em todos os cantos da caixa, por dentro e por fora. Dentro da caixa a massa deve ser passada com o auxílio de uma espátula bem pequena ou qualquer instrumento que tenha uma superfície lisa e que tenha uma largura pequena. Já por fora deve ser passado apenas uma camada mais fina.

Já por fora deve ser passado apenas uma camada mais fina. É IMPORTANTE FAZER ESSES REFORÇOS

É IMPORTANTE FAZER ESSES REFORÇOS E VEDAÇÕES, POIS UMA CAIXA

MAL REFORÇADA E MAL VEDADA PODE CHEGAR A TER UMA PERDA DE ATÉ 10

dB!!

É recomendado também o uso de "isolante acústico". O mais recomendado é lã de

vidro ou manta acrílica. Também é indicado Dynamat, usado para fazer forração acústica.

Cuidados com a limpeza e manutenção:

Com relação à manutenção, as caixas e os falantes, quando bem projetados e montados, não apresentarão maiores problemas. Apenas deve ser feita uma verificação do estado geral da caixa e do falante a cada três meses. Deverão ser avaliadas conexão e fixação da caixa e ainda a fixação do aparelho à caixa. Nesta avaliação poderá ser necessário o reaperto dos parafusos, quando o falante afrouxar. Verifique se a cola do revestimento não se soltou nas emendas. Observe se há serragem na parte traseira do

8/6/2014

Manual de Caixas Acústicas

falante perto da suspensão, caso tenha, passe ar comprimido (não aponte o jato de uma distância muito pequena, pois dependendo do jato, pode furar a suspensão).

Para fazer a limpeza deve ser usado um pano macio, com o qual se retira a sujeira da parte externa do cone, sempre com movimentos circulares do centro para a borda, com pouca pressão para não danificar o alto-falante. Também pode ser utilizada uma pistola de ar comprimido, aparelho muito comum nas instaladoras de som automotivo. Com esses cuidados, da construção à limpeza, as caixas "baterão" forte, e bem, por mais tempo.