A solução para o Brasil

Estes mapas que eu coloco mais abaixo servem para ilustrar uma das visões resumidas para
solucionar os problemas do Brasil.Esta visão é geopolítica e vem dos militares,muito estudada
por Golbery do Couto e Silva ,um dos maiores especialistas de geopolítica do Brasil.
Ela é uma das visões ,não todas,que colocarei outras mais para a frente.




Se observarmos o mapa acima ,do Império brasileiro ,vemos que o que restou da
colonização foram as “ vastas solidões” como afirmou Joaquim Nabuco.
O modo de distribuição da população brasileira não obedeceu a um propósito racional,como
ocorreu nos Estados Unidos.
Se,por outro lado,observarmos os mapas daquele país veremos que os quadradinhos
representam o modo como isto foi feito,para justamente distribuir a população por todo o
território e dentro de um crescimento econômico que já vinha desde a época da
Independência,mas que recrudesceu durante e depois da Guerra de Secessão,que foi
provocada exatamente pela necessidade de libertar os escravos e fazer deles mercado
consumidor deste capitalismo que queria se estabelecer em definitivo,repetindo o esquema
clássico europeu de seu desenvolvimento histórico.

Darci Ribeiro gostava de demonstrar com um mapa assim que os Presidentes
americanos,faziam,com a ajuda dos geógrafos ,um traço no mapa,em forma de quadrado e
em determinadas data e horário abriam a fronteira para a ocupação de carroças de
pioneiros.Assim se distribuiu a população naquele país.
O capitalismo americano seguiu o modelo do inglês e da Europa do norte,em que a
sociedade civil realmente conduz o processo,o que não aconteceu com as colônias
ibéricas.Dentro deste contexto,o Brasil,que desenvolveu um capitalismo
autárquico,dependente do Estado e sem uma sociedade civil capaz de consumir e servir ,desta
forma, aos propósitos essenciais de reprodução do capital.
Por isto era decisivo que os projetos do Patriarca da Independência,José Bonifácio,de abolição
da escravatura,logo depois da independência,tivessem sido realizados.Não aconteceu porque
a coroa portuguesa,ou melhor,Pedro I,agora nosso governante,não tinha um projeto real para
o Brasil,mas queria uma monarquia dual,no interesse de sua família.
Assim sendo este e outros projetos liberais que foram sendo regularmente
apresentados(senador vergueiro que queria modernizar a agricultura brasileira),foram vetados
,porque a coroa brasileira dependia dos setores mais atrasados na cafeicultura baseada na
escravidão.
O atraso na abolição causou o fenecimento,mesmo depois de 1888,da sociedade civil
brasileira.
Como resultado os objetivos deste pequena elite impediram uma visão do crescimento
nacional.A bem da verdade,aquilo que entendemos hoje por Brasil só surgiu a partir do ano de
1870,com o manifesto Republicano,que já falava numa realidade nacional,unificada pela
guerra do Paraguai.Justiça seja feita(se é que é justiça)que a entrada na guerra ,por decisão do
imperador,tinha como escopo unificar o país e favorecer o predomínio da coroa.
Antes destes episódios,todos os republicanos brasileiros consagravam a idéia de que era
preciso defender a idéia republicana ,antes de uma “nação brasileira”.
A começar pela Inconfidência Mineira,até à Revolução Praieira ,passando pela Confederação
do Equador (Frei Caneca),todos estes movimentos eram ,o que diríamos
hoje,separatistas,embora,na época,pela ausência desta noção de nação,não se sentissem
como tal.
Estes movimentos queriam se libertar do Império,da Coroa ,e fundar uma república,que no
período era algo muito revolucionário( e eu ainda acho).
Mas todos estes fatos são citados para demonstrar que o sistema econômico e o projeto
ideológico de nação se imbricam para,no decorrer da História,prejudicar o Brasil quanto aos
seus propósitos de crescimento econômico e de liberdade.Os dois estão ligados porque não
há liberdade sem direitos econômicos e estes só se obtêm por uma sociedade produtiva e
socialmente distributiva.
O Mapa abaixo demonstra a estratégia militar,de Golbery,para resolver este problema da
ocupação do Brasil:

Estão mais ou menos ocupados o Nordeste e o sul-sudeste ficam desérticos o
Pantanal,Mato-Grosso e a Amazônia.Então é preciso,no dizer dele ,“tamponar o deserto”.Foi
por isto que se intentou no Governo Médici fazer a Transamazônica,deque falaremos em
outro artigo.
_____
Bibliografia:
Couto e Silva,Golbery do-“Geopolítica”-editora da Univercidade,2004-Rio de Janeiro.1ª
edição.
Ribeiro,Darcy-“As Américas e a Civilização”-editora Civilização Brasileira-1969-1ª edição.









Sign up to vote on this title
UsefulNot useful