Você está na página 1de 10

TAREFA 4

PLANO DE AVALIAÇÃO

1
Subdomínio seleccionado e respectivos indicadores:

Subdomínio Indicadores

A. Apoio ao (PROCESSO)
Desenvolvimento A.2.2 Promoção do ensino em contexto de
Curricular competências de informação
A.2 Promoção da Literacia da (IMPACTO)
Informação A.2.4 Impacto da BE nas competências tecnológicas
e de informação dos alunos.

• Problema/diagnóstico

O subdomínio em causa corresponde a um dos objectivos gerais definidos no


Projecto Educativo de Agrupamento em vigor –Promoção das literacias de informação.
Constitui, então, uma das prioridades da escola, para a qual a equipa da BE do
Agrupamento apresentou diversas propostas de acção. Desta forma, pretende-se
verificar em que medida a Biblioteca dá respostas no domínio em causa e o respectivo
impacto.
“An outcomes based evaluation facilitates your asking if your organization is really
doing the right program activities to bring about the outcomes you believe (or better yet,
you've verified) to be needed by your clients (rather than just engaging in busy activities
which seem reasonable to do at the time). Outcomes are benefits to clients from
participation in the program” MCNAMARA,2008

No final a auto-avaliação integrar-se-á no processo de avaliação da consecução


das metas do Projecto Educativo, promovendo a sua integração no processo de
avaliação da própria escola.

2
SENSIBILIZAÇÃO DA COMUNIDADE EDUCATIVA

Formalização de procedimentos

1º Etapa

Motivação e compromisso institucional Director do Agrupamento e Presidente do


dos órgãos de gestão pedagógica e Conselho Geral
executiva com o processo de auto-
avaliação da BE

Motivação e co-responsabilização das Conselho Pedagógico


estruturas da escola no processo de auto- Elementos representantes das várias
avaliação, promovendo-o como uma mais estruturas pedagógicas da Escola, A. Pais
valia para a escola em termos das e Representante dos Alunos
aprendizagens dos alunos

Motivação para a importância do trabalho Directores de Departamento / Directores


colaborativo na implementação das tarefas de Turma / Representante dos Serviços de
definidas no do Modelo Psicologia da Escola

Motivação para a importância do trabalho Assistentes operacionais e técnicos


colaborativo na implementação das tarefas Pais e Encarregados de Educação
definidas no do Modelo

2º etapa

Constituição do Grupo responsável pela Equipa da BE


aplicação e condução do processo de Colaboradores
avaliação Equipa PTE

3
3º etapa- Elaboração do plano de avaliação

Pontos fortes Pontos fracos

Existência de trabalho A inexistência de guiões de


colaborativo da BE com pesquisa
alguns Departamentos.
A inexistência de um plano
Os alunos utilizam a BE para a literacia da
sistematicamente para a informação.
realização de trabalhos
Avaliação diagnóstica
A existência de uma Os alunos não demonstram
política do agrupamento compreensão sobre
orientada para o uso problemas éticos
sistemático e em contexto associados ao acesso da
curricular de competências informação e das novas
de informação tecnologias.

4
INDICADOR DE PROCESSO -A.2.2. Promoção do ensino em contexto de
competências de informação

O QUE PRETENDEMOS AVALIAR

• A BE procede, em ligação com os órgãos pedagógicos da Escola/Agrupamento,


ao levantamento nos currículos das competências de informação inerentes a cada
disciplina/área curricular e nível de estudo, com vista à definição de um
currículo de competências transversais adequado a cada ano de escolaridade?
• A BE promove a integração, com o apoio dos órgãos de gestão e dos docentes,
de um plano para a literacia da informação no Projecto Educativo e Curricular
da Escola/Agrupamento e nos Projectos Curriculares das Turmas?
• Existe um modelo de pesquisa de informação utilizado por toda a escola?
• A BE produz e divulga, em colaboração com os docentes, guiões de pesquisa e
outros materiais de apoio ao trabalho de exploração dos recursos de informação
pelos alunos?
• A BE promove actividades de formação para alunos e professores no âmbito das
competências de informação?

5
Factores críticos de sucesso Acções a avaliar Intervenientes Recolha de evidências Calendarização
das acções
A BE procede, em ligação com os órgãos Criação de um grupo de trabalho Análise do PCT Ao longo do ano
pedagógicos da Escola/Agrupamento, ao para a elaboração de um plano Análise do PE
levantamento nos currículos das transversal de competências de Análise de actas
competências de informação inerentes a informação adequado a cada ano Análise do PA da BE
cada disciplina/área curricular e nível de de escolaridade. Plano TIC
estudo, com vista à definição de um Equipa responsável pelo Materiais produzidos
currículo de competências transversais processo de auto-avaliação da
adequado a cada ano de escolaridade. BE.
A BE promove a integração, com o Definição em CP de um modelo Equipa de avaliação interna do Actas
apoio dos órgãos de gestão e dos de pesquisa de Escola Agrupamento. Documentos produzidos
docentes, de um plano para a literacia da Coordenador do PTE
informação no Projecto Alunos
Educativo e Curricular da Professores
Escola/Agrupamento e nos Projectos
Curriculares das Turmas
Acção de formação destinada a 3º período
A BE propõe um modelo de pesquisa de docentes sobre literacias da Dados disponibilizados pela
informação a ser usado por toda a escola. informação- modelos de entidade formadora relativos ao nº
pesquisa. de docentes do agrupamento que se
Introdução de um modelo de disponibilizaram para a acção.
pesquisa de informação
Número de docentes que utilizam o
guiãode pesquisa depois de
frequentar a acção.

6
Factores críticos de sucesso Acções a avaliar Intervenientes Recolha de evidências Calendarização
das acções
A BE estimula a inserção nas unidades
curriculares, Áreas de Projecto, Estudo Acções de formação para
Acompanhado/Apoio ao Estudo e outras utilizadores em Estudo
actividades, do ensino e treino Acompanhado.- 7º, 8º e 9º anos. Dados estatísticos da formação de
contextualizado de competências de utilizadores:
informação Nº de sessões;
Nº de alunos envolvidos; 2º período
Nº de professores envolvidos

Ficha de avaliação da actividade


Equipa responsável pelo
preenchida por alunos e docentes
processo de auto-avaliação da
BE.
Materiais de apoio produzidos pela
Equipa de avaliação interna do
BE
Agrupamento.
Coordenador do PTE
A BE produz e divulga, em colaboração Materiais de apoio produzidos
Alunos
com os docentes, guiões de pesquisa e Apoio à utilização do guião
Professores
outros materiais de apoio ao trabalho de de pesquisa – 5º e 6º anos
exploração dos recursos de informação
pelos alunos 3º período

Os elementos da Equipa da BE Reuniões de planificação com os Actas das reuniões de planificação.


participam, em cooperação com os docentes sobre os trabalhos a Registos de contactos informais
docentes, nas actividades de ensino de realizar e os temas a pesquisar Planificações 2º período
competências de informação com englobados nas várias áreas Questionário - QP1
turmas/grupos/alunos curriculares.

7
INDICADOR DE IMPACTO -A.2.4. Impacto da BE nas competências
tecnológicas e de informação dos alunos

Os alunos :

• Os alunos utilizam, de acordo com o seu nível de escolaridade, linguagens,


suportes, modalidades de recepção e de produção de informação e formas de
comunicação variados, entre os quais se destaca o uso de ferramentas e media
digitais?
• Os alunos incorporam no seu trabalho, de acordo com o nível de escolaridade
que frequentam, as diferentes fases do processo de pesquisa e tratamento de
informação: identificam fontes de informação e seleccionam informação,
recorrendo quer a obras de referência e materiais impressos, quer a motores de
pesquisa, directórios, bibliotecas digitais ou outras fontes de informação
electrónicas, organizam, sintetizam e comunicam a informação tratada e avaliam
os resultados do trabalho realizado?
• Os alunos demonstram, de acordo com o seu nível de escolaridade, compreensão
sobre os problemas éticos, legais e de responsabilidade social associados ao
acesso, avaliação e uso da informação e das novas tecnologias?

8
Factores críticos de sucesso Instrumentos de recolha Intervenientes Calendarização
de evidências das acções
Os alunos utilizam, de acordo com o seu
nível de escolaridade, linguagens,
suportes, modalidades de recepção e de Inquéritos QP1 Janeiro e
produção de informação e formas de Inquéritos QA1 Junho
comunicação variados, entre os quais se
destaca o uso de ferramentas e media
digitais.
Os alunos incorporam no seu trabalho,
de acordo com o nível de escolaridade
que frequentam, as diferentes fases do
processo de pesquisa e tratamento de Análise de trabalhos dos alunos:
informação: identificam fontes de Serão objecto de análise os Equipa responsável pelo processo
informação e seleccionam trabalhos realizados de duas de auto-avaliação da BE. Final do 2º período
informação, recorrendo quer a obras de turmas por ano de escolaridade, Equipa de avaliação interna do e
referência e materiais impressos, quer a as que tiverem melhores e piores Agrupamento. Final do 3º período
motores de pesquisa, directórios, classificações na avaliação Coordenador do PTE
bibliotecas digitais ou outras fontes de interna do 3º período. Alunos
informação electrónicas, organizam, Grelhas de avaliação dos Professores
sintetizam e comunicam a informação trabalhos dos alunos Grelha de
tratada e avaliam os análise dos trabalhos dos alunos-
resultados do trabalho realizado T1
(Preenchimento da grelha com
os Professores)
Registos de sessões de trabalho
Trabalhos produzidos pelos
Os alunos demonstram, de acordo com o aluno 
seu nível de escolaridade, compreensão
sobre os problemas éticos, legais e de
responsabilidade social associados ao
acesso, avaliação e uso da informação e
das novas tecnologias

9
Tratamento dos dados

Como cada elemento da equipa tem uma tarefa a desempenhar neste processo, também
o tratamento de dados não estará a cargo somente do coordenador. Os dados irão sendo
tratados conforme vão sendo recolhidos e organizados num portfólio digital criado para
o efeito.
Serão ainda elaborados instrumentos de compilação de dados em Excel que permitirão a
sistematização e a transformação da informação recolhida a partir das mais diversas
origens.

4º etapa

Comunicação dos resultados - Julho de 2010

Os resultados finais apresentados em formato estatístico, bem como o relatório final a


enviar à RBE devem ser aprovados em CP e comunicados publicamente a toda a
comunidade escolar.
Os resultados da avaliação devem ser alvo de análise e reflexão por parte dos órgãos de
gestão e pedagógicos da escola. O Conselho Pedagógico será o local deeleição da escola
para realizar esta reflexão, sendo ainda igualmente importante a definição de estratégias
que permitam a elaboração de um Plano de acção de melhoria para os pontos fracos
identificados.

10