Você está na página 1de 3
ILÉ ASÈ OMO ODÈ Lógún Edé gbogbo òrìsà yóò bá o gbé làyè!

ILÉ ASÈ OMO ODÈ

Lógún Edé gbogbo òrìsà yóò bá o gbé làyè!

ILÉ ASÈ OMO ODÈ Lógún Edé gbogbo òrìsà yóò bá o gbé làyè!
ILÉ ASÈ OMO ODÈ Lógún Edé gbogbo òrìsà yóò bá o gbé làyè!

ILÉ ASÈ OMO ODÈ

Lógún Edé gbogbo òrìsà yóò bá o gbé làyè!

ILÉ ASÈ OMO ODÈ Lógún Edé gbogbo òrìsà yóò bá o gbé làyè!

Odù Ìrosùn

É um Odù masculino, representado esotericamente por um espiral, ou por dois concêntricos, representação de um “do” (buraco ou cavidade).

Ìrosùn é muito forte e muito temido. Expressa a idéia de maldade, miséria, de sangue. Segundo informações, Ìrosùn Meji teria dado aos reis da Terra o sabre de Ògúndá Meji, para que fizesse derramar o sangue humano.

Caída : É representado por 4 búzios abertos e 12 fechados. Òrìsá : Yiemonjá, Sàngó,

Caída: É representado por 4 búzios abertos e 12 fechados. Òrìsá: Yiemonjá, Sàngó, Ògún, Odé, Ègúngún. Saúde: Problemas circulatórios, Cardíacos, inflamações, Fraqueza, tonteiras, vômito e pele amarela. Cuidado com os olhos. Caminhos: 5 Caminhos Números de Sorte: 04, 06, 12, 7, 26, 40, 46, 51 Cor: branco, cinza e prata Dia de sorte: sábado.

46, 51 Cor: branco, cinza e prata Dia de sorte: sábado. Síntese: "Aquele que fala irrefletidamente

Síntese: "Aquele que fala irrefletidamente assemelha-se ao caçador que dispara sem apontar".

Ìrosùn Meji é o quarto Odù no jogo de búzios e o 5º na ordem de chegada do sistema de Ifá, onde é conhecido pelo mesmo nome = Ìrosùn

Em Ifá, é conhecido entre os Fon (Jêje), como “Loso Meji”, “Losun” ou “Olosun Meji”. Os nagôs o chamam também de Oji Orosun.

Ìrosùn designa uma tintura vegetal vermelho-sangue, conhecida pelos Fon por Sokipepe e utilizada ritualisticamente e medicinalmente, como cicatrizante. Ìrosùn Meji é por vezes chamado “Akpan”, nome de um pequeno pássaro negro, muito esquivo dos demais pássaros e que tem a fama de costumar defecar sobre a cabeça das outras aves.

Corresponde na Geomancia Européia, à figura denominada “Fortuna Minor”.

Corresponde na Geomancia Européia, à figura denominada “ Fortuna Minor”.

Ìrosùn Meji é um Odù composto pelos elementos Fogo sobre a Terra, com predominância do primeiro, o que indica escassez, parcimônia, insuficiência de recursos para que a meta seja atingida em toda a plenitude.

Saudações de Ìrosùn Meji
Saudações de Ìrosùn Meji

Foi esse Odù que criou as catacumbas e as sepulturas. Rege todos os buracos da terra.

Fala do Bem e do Mal com a mesma intensidade.

Em Fon:

Mi

Ka Loso-Meji

Ma do nu kun mia ni e o

Tradução

Saudemos Irosun Meji

Para que nossos olhos

Jamais se anuviem!

Em Yorubá

Irosun Meji, Ojiroso Apantaritá

Begbé Ojoroko

To

Yorubá Irosun Meji, Ojiroso Apantaritá Begbé Ojoroko To Begbé Lojokun. Neste Odù falam as Seguintes Divindades

Begbé Lojokun.

Neste Odù falam as Seguintes Divindades

Voduns (Jejê) – Na, Lisa, Xevioso, Dã, Iyalode e Tovodun

Corresponde ao ponto Cardeal Este - Nordeste.

Òrìsás (Nagô) – Òya, Odé, Obalúàiyé, Òsányín, Yiemonjá

No Tarot é representado pela carta 3 (imperatriz) e seu valor numérico é o 4.

Interdições de Ìrosùn Meji

Suas cores são o vermelho e o laranja.

Ìrosùn Meji proíbe aos seus filhos o uso de roupas e objetos vermelhos, as frutas e cereais de casca vermelha, relacionamento sexual com filhos

1

2

Printed with FinePrint - purchase at www.fineprint.com PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com

ILÉ ASÈ OMO ODÈ ILÉ ASÈ OMO ODÈ Lógún Edé gbogbo òrìsà yóò bá o
ILÉ ASÈ OMO ODÈ
ILÉ ASÈ OMO ODÈ
Lógún Edé gbogbo òrìsà yóò bá o gbé làyè!
Lógún Edé gbogbo òrìsà yóò bá o gbé làyè!
de Omolu ou de Sàngó, envolvimento em brigas, discussões ou questões
judiciais (das quais saem sempre como perdedores). Carne de macaco,
de antílope, de galo e de elefante. Não devem comunicar a ninguém seus
planos, sob pena de não vê-los realizados. Na podem roer e nem chupar
ossos de animais, principalmente da cabeça, saltar sobre valas, buracos e
fossas, caminhar por locais onde existam mangues e se isto for
inevitável, devem fazer limpeza de corpo, com ovos e velas.
VII – “Todo o fogo se apaga, mas o fogo que ilumina a cauda do pássaro
Kese, não se extinguirá jamais”.
Significado: O consulente verá todos os seus esforços recompensados.
Obs.: Esta sentença, embora pertencendo originariamente a Òwónrín
Meji, adapta-se perfeitamente à proposta de Ìrosùn Meji.
VIII – “É embaixo do Sol que o martelo malha a bigorna, pesadamente”.
Sentenças de Ìrosùn
Significado: O consulente triunfará sobre seus inimigos se realizar o ebó
determinado.
I – “Ninguém conhece tudo o que existe no fundo do mar”.
Significado: O cliente deve controlar a sua curiosidade, pois o fato de
conhecer determinados segredos pode colocar sua vida em perigo.
II – “Se um pássaro pretende capturar um alaxa (espécie de verme
provido de pele espinhosa e urticante), deve adaptar o seu bico um pinça
de ferro”.
Significado Negativo: Indica ofensas. Evitar pessoas que falam demais.
Doenças na família. Falta de recursos financeiros para solucionar
problemas. Teimosia. Deve-se dar para receber. Se mulher buscando
homem, não conseguira. Não confiar em demasia nas pessoas.
III – “Todos os pássaros compram roupas brancas, mas Ge, por
vaidade, comprou uma seda vermelha como sangue e dentro da floresta
ficou parecendo uma chispa de fogo. Quando os caçadores o viam de
longe não hesitavam em abatê-lo, atraídos por sua beleza”.
Significado Positivo: Vitória pelo esforço. Oportunidade de novos
trabalhos ou novo negócio. Boa sorte em jogos. Tem grande força de
vontade. Proteção de Ògún. Necessidade de tomar decisões. Deve
guardar melhores seus segredos. Fala demais. Ògún protege muito os
filhos deste Odù.
Significado: O consulente deve conservar a modéstia, para não atrair
atenção sobre sua pessoa.
Personalidade: as pessoas deste Odù pecam e sofrem por não
guardarem segredo, exceto quando lhes é conveniente - são faladoras
generosas e francas; orgulhosas e exaltadas. Gostam de ajudar o
próximo, inclinam-se ao ocultismo e aos mistérios.
IV – “Quando o Akpan está encolerizado, todos os pássaros se
escondem. Quando os homens se encontram com o rei, também devem
se esconder”.
HISTÓRIA DA FECUNDAÇÃO
Significado: O Consulente deverá oferecer sacrifícios, para livrar-se de
uma situação embaraçosa com algum tipo de autoridade.
V – “Enquanto existir Hon, a águia, o pássaro vermelho Ge, não poderá
intitular-se rei!”.
Obatalá chamou por mais uma vez ISELÉ e mandou que raspasse uma
madeira de cor vermelha para extrair um pó de nome Òsún. Determinou
que cravassem em um brejo quatro lanças de madeira, amarrada na
ponta de cada lança uma cabaça e, colocasse no interior de cada uma
das cabaças um pouco daquele pó, pedaços de pano vermelho e quatro
argolas de cobre. Deste fato nasceu o Odù Ìrosùn, nascido sem pecado.
Significado: O consulente herdará os bens e a autoridade de seu pai,
devendo para isso, oferecer os sacrifícios determinados.
VI – “Quem diz azeite vermelho, não diz azeite rançoso. Todos estão
sujeitos aos sofrimentos e provas impostas pela vida e ninguém morre
por isso”.
Do Odù Ìrosùn, surgiu Nàná IBAIM, a primeira Yabá, a mais velha de
todas que se uniu com ÓDÙDÚWÁ. Desta união nasceu Odé OKÉ que se
juntou à Òsún OLOKÉ, que não gera filhos. Odé OKÉ então se une ä
IANSAN. Esta gera dezesseis filhos que acabam sendo criados por Òsún
OLOKÉ, dando origem à IBEJI. Odé OKÉ, além de caçador, se torna
sacerdote.
Significado: O consulente conhecerá a dor e o sofrimento, mas, se
oferecer os sacrifícios determinados, sobreviverá a tudo.
http://www.okitalande.com.br
E-mail: cursos@okitalande.com.br
http://www.okitalande.com.br
E-mail: cursos@okitalande.com.br
3
4

Printed with FinePrint - purchase at www.fineprint.com PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com

ILÉ ASÈ OMO ODÈ Lógún Edé gbogbo òrìsà yóò bá o gbé làyè! Da união

ILÉ ASÈ OMO ODÈ

Lógún Edé gbogbo òrìsà yóò bá o gbé làyè!

ODÈ Lógún Edé gbogbo òrìsà yóò bá o gbé làyè! Da união de Nàná Ibaim com

Da união de Nàná Ibaim com Ódùdúwá, nasce Èsú Olá (rei de todos os Èsú), Omulu, Òsùmàrè, Yiemonjá e Òsányín Abeneji. Òsányín Abeneji transforma-se na própria botânica, como Senhor de todas as ervas.

Lendas

Em certo tempo um homem que se achava em situação tão precária e em tal aperto, que não via de lado algum qualquer milagre que pudesse salvá-lo.

via de lado algum qualquer milagre que pudesse salvá-lo. Ele resolveu ir até a casa de

Ele resolveu ir até a casa de um Oluô fazer o ebó (oferenda) indicado.

Feito tudo

Lá se foi ele para um lugar reservado, acendeu o fogo, em

seguida colocou as pimentas maduras no lume e pôs-se a receber fumaça nos olhos.

Em um dado momento, ia passando um príncipe reinante e herdeiro do trono. Observando aquela cena de sofrimento espontâneo, admirou-se do tal sujeito, que, no dizer dele, estava procurando o meio mais curto possível para pôr termo à existência. O príncipe, condoído com aquilo, o fez chegar aos seus pés e indagou dele o que havia ou o que queria dizer aquilo. Sem demora, o homem historiou a razão daquele ato de castigar a si próprio. Tratava-se de compromissos inadiáveis, que ele não podia cumprir. Disse o príncipe que, tendo pena dele, não consentiria tal cena. Também sem hesitação, o príncipe mandou-lhe uma verdadeira fortuna, com o qual o homem poderia viver toda a sua vida, sem o menor vexame.

o homem poderia viver toda a sua vida, sem o menor vexame. http://www.okitalande.com.br E-mail:

5

Printed with FinePrint - purchase at www.fineprint.com PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com