Você está na página 1de 2

BOCAINA

CURSOS & ESTUDOS AMBIENTAIS-URBANOS

FICHA GERAL

Área n˚: 3 Local: Clube Itararé (Concretex)


Equipe: Eng. Waldemar, Geól. Fernando, Agente Defesa Civil João Paulo, Arq. Juliana
Data: 10/12/2008 Localização da Área: Rua Marechal Deodoro
GPS:
Fotos Oblíquas de Baixa Altitude: FA 3.1

Caracterização da Ocupação (padrão, tipologia das edificações, infra-estrutura):

Ocupação irregular em sopé de encosta, à beira de via pavimentada. As moradias são todas em
alvenaria e utilizam-se da infra-estrutura da cidade formal. A propriedade do solo é da Santa Casa, a
quem os moradores pagam “aluguel de chão”.

Caracterização Geológica:

Granito Santos

Caracterização Geomorfológica:

Sopé de encosta marginal de morro / encosta linear

Grau de
Setor nº Nº de moradias ameaçadas Alternativa de intervenção
probabilidade

Monitoramento sistemático/
10
S1 “faxina”sistemática de lascas e blocos
Alto (R3)
rochosos com instabilidade potencial /
remoção integral das moradias
BOCAINA
CURSOS & ESTUDOS AMBIENTAIS-URBANOS

FICHA DE CAMPO
Área nº: 3 Local: Clube Itararé (Concretex) Setor: S1

Referência: Rua Marechal Deodoro, LEs 5-A, 5, 5-B, 7, 8-F, 9-F, 12, 13, 14 e Academia
Equipe: Eng. Waldemar, Geól. Fernando, Agente Defesa Civil João Paulo, Arq. Juliana
Data: 10/12/2008
Diagnóstico do setor (condicionantes e indicadores do processo de instabilização):
Moradias assentadas muito próximas (2 a 3m, em média) ao sopé de encosta muito vegetada, com
inclinação média superior a 40˚. Nas linhas de drenagem escavadas ao longo das descontinuidades da
encosta rochosa fraturada e medianamente alterada, acumulam-se “ninhos de blocos de rocha”
centimétricos a métricos. Segundo o relatório n.32274 do IPT, nesta encosta funcionou uma pedreira
desativada por volta dos anos 1930. A montante das moradias de LE 12, 13 e 14 pode-se observar um
talude rochoso artificial escarpado, possívelmente frente da antiga pedreira.
Segundo relato dos moradores mais antigos, em 1976 ocorreu um escorregamento que destruiu o salão
do antigo Clube Itararé. Mais recentemente, em 2000, ocorreu escorregamento de capeamento de solo
e rochas, atingindo a quadra de esportes do Clube Atlético Itararé, onde funciona atualmente uma
academia de ginástica.
Durante a vistoria minuciosa do local não foi possível identificar nenhuma situação de instabilidade
aparente, mas a ação direta das águas pluviais que escoam concentradas por estas linhas de drenagem
e/ou a erosão da base de sustentação destes blocos, podem provocar a sua mobilização.
Também podem ser observadas nas rochas e blocos a montante das moradias muitas lascas com
potencialidade para sofrerem desplacamento em função do intemperismo acelerado e da pressão
exercida por raízes das árvores que penetram pelas fendas.
Descrição do Processo de Instabilização: (escorregamento de solo / rocha / aterro; naturais /
induzidos; materiais mobilizados; solapamento; ação direta da água, etc):

Queda ou rolamento de blocos rochosos, escorregamento associado de capeamentos de solo.


Observações (incluindo descrição de fotos obtidas no local):
FC A3.S1.1. Vista frontal das moradias 5, 5B, 7 e 8-F, tendo ao fundo a encosta rochosa fraturada.
FC A3.S1.2 a FC A3.S1.6 – Observar a localização de alguns cômodos aos fundos das moradias com o
talude rochoso.
FC A3.S1.7 e FC A3.S1.8 – Vistas da encosta a partir da LE 7
FC A3.S1.9 – Detalhe de “cicatriz”de bloco rochoso que se desprendeu do talude fraturado
FC A3.S1.10 – Bloco rochoso individualizado e estável na situação observada
FC A3.S1.11 – “Ninho”de blocos rochosos métricos
FC A3.S1.12 – Raiz pressionando fratura e contribuindo para individualização de lasca rochosa
FC A3.S1.13 – Fundos do Clube Atlético Itararé, no local onde havia uma quadra de esportes, destruída
por escorregamento.
FC A3.S1.14 e FC A3.S1.15 – Vista a partir de jusante e em detalhe da cicatriz do escorregamento que
atingiu a academia.

Grau de Probabilidade: Alto (R3)

Indicação de intervenção: Monitoramento sistemático/ “faxina”sistemática de lascas e blocos rochosos


com instabilidade potencial / Remoção completa das moradias desta área associada à implantação do
VLT.

Quantitativos para a intervenção sugerida: Remoção de cerca de 16 moradias

Estimativa de n° de edificações no setor: 10