Você está na página 1de 2

SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA

FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA


ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL REPÚBLICA
Disciplina: FÍSICA Professor: Luciano Pires Turno: Data:
/
M () T (x) N ()
11/2009
Turmas:
2201, 2202,
Aluno: Nº:
2203, 2210,
2211, 2212

Teste () Recup. Paralela () Nota:


Trimestre: ()1º ()2º (x)3º Avaliação: Trimestral (x) Recup. Final ()
2ª Ch ()

1) Um termômetro está graduado numa escala X tal que 60°X corresponde a 100°C e -40°X corresponde a 0°C.
Uma temperatura de 40°C corresponde a que temperatura lida no termômetro de escala X? (1,0 ponto) (Faça
no verso)
x-(-40) = 40-0 → x+40 = 40 → x = 40-40 = 0oX
60-(-40) 100-0 100 100

2) Um calorímetro de capacidade térmica desprezível contém 440 g de água a 20ºC.Introduz-se no calorímetro


uma amostra metálica de 1kg a 100 ºC. A temperatura de equilíbrio térmico no interior do calorímetro é de 36º
C. Sendo o calor específico da água 1 cal/g.ºC, calcule o calor específico do metal. (1,5 ponto) (Faça no
verso)
Qcedido + Qrecebido = 0 → (m.c. ∆T)metal + (m.c. ∆T)água = 0
440.1.(36-20) + 1000.c.(36-100) = 0 → 440.16 + 1000.c.(-64) = 0 (div. por 10) →
44. 16 + 100.c.(-64) = 0 (div. por 16) → 44 + 100.c.(-4) = 0 → 400.c = 44 → c = 0,11cal/g.oC

3) A 40g de água são adicionados 5g de gelo a 0 oC. Sabendo que o calor de fusão do gelo é de 80 cal/g e que a
temperatura final de equilíbrio da mistura é 16oC, determine a temperatura inicial da água. Despreze a
capacidade térmica do recipiente e considere cágua= 1 cal/g.oC. (1,5 ponto) (Faça no verso)

Qcedido + Qrecebido = 0 → (m.c. ∆T)água + (m.L)gelo + (m.c. ∆T)água = 0


40.1.(16-T) + 5.80 + 5.1.(16-0) = 0 → 40.(16-T) + 400 + 80 = 0 (div. por 10) → 4.(16-T) + 40 + 8 = 0
64 - 4T + 48 = 0 → 4T = 112 → T = 112/4 = 28oC

4) O coeficiente de dilatação térmica do alumínio (Aℓ) é, aproximadamente,


duas vezes o coeficiente de dilatação térmica do ferro (Fe). A figura mostra
duas peças onde um anel feito de um desses metais envolve um disco feito
do outro. À temperatura ambiente, os discos estão presos aos anéis.
Se as duas peças forem aquecidas uniformemente, é correto afirmar que: (1,5 ponto)
a) apenas o disco de Aℓ se soltará do anel de Fe.
b) apenas o disco de Fe se soltará do anel de Aℓ.
c) os dois discos se soltarão dos respectivos anéis.
Como o anel de alumínio tem maior
d) os discos não se soltarão dos anéis. coeficiente de dilatação linear que o disco de
ferro, surgirá uma folga entre ambos ao se
aquecer o primeiro conjunto, pois o buraco
do anel de alumínio dilatará mais que o disco
de ferro envolvido por ele.

5) O comprimento ℓ de uma barra metálica varia, em função da


temperatura θ, segundo o gráfico a seguir. Determine o coeficiente de 200,4

dilatação linear do metal que constitui a barra. (1,5 ponto) 200,0

∆L = α . Lo . ∆θ
0,4 = α . 200 . 100
α = 0,4/20000 = (4.10-1)/(2.104)
α = 2 . 10-5 oC-1
6) Uma chapa metálica homogênea tem sua área aumentada de 0,72% quando sua temperatura varia de 200°C. O
coeficiente de dilatação linear médio do metal que constitui a chapa, em °C -1, vale: (1,5 ponto) (apresente os
cálculos)
a) 1,8.10-5
b) 2,4.10-5 0,72% = 0,72/100 = 72/10000
c) 1,2.10-6 ∆A = β . Ao . ∆T → 72 = β . 10000 . 200
d) 3,6.10-6 72 = β . 2.106 → β = 72/(2.106) = 36 . 10-6
e) 4,8.10-7 2.α = 36 . 10-6 → α = 18 . 10-6 = 1,8 . 10-5 oC-1

7) Um recipiente de vidro tem volume interno de 3000 ml e está completamente cheio com acetona. O conjunto
se encontra a 25°C. O coeficiente de dilatação linear do vidro é 20×10-6 °C-1 e o coeficiente de dilatação
volumétrica da acetona é 15×10-4 °C-1. Se a temperatura do conjunto se elevar para 75°C, determine, em ml:
(1,5 ponto)
(Faça no verso)
a) a dilatação volumétrica sofrida pelo recipiente (aumento de sua capacidade);
b) a dilatação da acetona;
c) o volume de acetona que transbordará (dilatação aparente da acetona).

a) Dilatação do recipiente (sua capacidade aumentará)

γ = 3.α = 3.(20.10-6) = 60.10-6 oC-1


∆V = γ . Vo . ∆T → ∆V = 60.10-6 . 3000 . 50
∆V = 60.10-6. 150000 → ∆V = 60.10-6. 15.104 = 900 . 10-2
∆V = 9 ml (O recipiente comportará 9ml de acetona a mais)

b) Dilatação da acetona

∆V = γ . Vo . ∆T → ∆V = 15.10-4 . 3000 . 50
∆V = 15.10-4. 150000 → ∆V = 15.10-4. 15.104 = 225 . 100
∆V = 225 ml (A acetona dilatou mais que o recipiente. Vai transbordar...)

c) Transbordamento da acetona (dilatação aparente)

O recipiente dilatado só acomoda 9 ml a mais do que antes. Como a acetona dilatou 225 ml,
transbordará um volume de:
225 ml – 9 ml = 216 ml
(Apenas parecerá que a acetona dilatou 216 ml, por isso o termo “dilatação aparente”. Na
verdade, dilatou mais. É que o recipiente dilatado acomodou 9 ml da acetona dilatada)