Você está na página 1de 43

Kenneth Hagin Jr.

IMPOSSIBILIDADE
HUMANA
POSSIBILIDADE
DIVINA
Todas as coisas são possíveis

Extraindo de uma vida inteira de exposição do ensino da fé, Kenneth Hagin Jr. discute neste
livro as suas Escrituras favoritas.

Hagin Jr. observa que a fé da possibilidade é o tipo de fé que Deus praticou ao criar o
mundo. De acordo com a fé da possibilidade, a pessoa que crê fala com a boca e recebe aquilo
em que acreditou no coração.

Por causa de quem você é em Cristo, e porque Ele habita em você, a fé da possibilidade é
real, declara o autor, quando desafia os cristãos a começarem a exercitar a fé da possibilidade.

Os quatro capítulos de Impossibilidade humana - possibilidade divina se intitulam: Fé da


possibilidade; Fé da possibilidade: você a tem; Fé da possibilidade: ela pode crescer e
Fé da possibilidade: quando funcionará para os outros?

A respeito do autor

Kenneth Hagin Jr., vice-presidente executivo dos Ministérios Kenneth


Hagin e pastor da Igreja Bíblica Rhema, transmite ensinamentos que se
fundamentam no conhecimento rico e diversificado, adquirido em seus 30
anos de ministério.

O Rev. Hagin estudou na Faculdade de Teologia das Assembléias de


Deus no Sudoeste dos EUA e na Universidade Oral Roberts, formando-se
em Educação Religiosa.

Depois de servir como pastor assistente, o Rev. Hagin viajou como


evangelista para todas as partes dos Estados Unidas e de outros países.
Além disso, organizou o Centro de Treinamento Bíblico, escola que prepara homens e mulheres
para o ministério.

Além das suas responsabilidades administrativas e do ensino em Rhema, o Rev. Hagin é


pastor principal da Igreja Bíblica Rhema. uma congregação grande e ativa no campos de Rhema.
É também diretor da Associação Ministerial Rhema Internacional e dirige um programa
radiofônico semanal, chamado A Igreja Radiofônica Rhema, que é ouvido em estações de todas
as partes dos Estados Unidos.

Caixa Postal 3001


Rio de Janeiro – RJ
Cep 20001-970
IMPOSSBILIDADE
HUMANA
POSSIBILIDADE
DIVINA

Kenneth Hagin Jr.

Traduzido por
Dra. Maria Eugênia da Silva Fernandes

Editado pela Graça Artes Gráficas e Editora Ltda.

Rio de Janeiro 2001


IMPOSSIBILIDADE HUMANA - POSSIBILIDADE DIVINA

© RHEMA Bible Church, 1978

ORIGINAL: "Man's impossibility - god's possibility"


Kenneth Hagin Ministries
P. O. Box 50126
Tulsa, OK 74150-0126, U.S.A.

Tradução: Dra. Maria Eugênia da Silva Fernandes


Coordenação: Eber Cocareli
Revisão: Original Célia Cândido
Provas Magdalena Bezerra Soares
Supervisão Elaine Nascimento
Diagramação: Ilma Martins de Souza
Capa: (Reprodução do original) Graça Editorial
Design Kleber Ribeiro
Direção de Arte Jonas Lemos

Reservados todos os direitos de publicação à


GRAÇA ARTES GRÁFICAS E EDITORA LTDA.
Rua Torres de Oliveira, 271 – Piedade
Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20740-380
Caixa Postal 3001 - Rio de Janeiro - RJ - 20001-970
Tel.: (0xx21) 3899-5375/594-1303- Fax: (0xx21) 591-2344
SUMÁRIO

1. Fé da possibilidade

2. Fé da possibilidade: você a tem

3. Fé da possibilidade: ela pode crescer

4. Fé da possibilidade: quando funcionará para os outros?


Este livro é respeitosa e amorosamente dedicado ao meu pai,
Rev. Kenneth E. Hagin. Sua influência em minha vida
e meu ministério é uma benção sem preço.

Capítulo 1

FÉ DA POSSIBILIDADE
Muitas vezes, enquanto vivemos, ouvimos as seguintes palavras repetidamente:
impossível, impossível, impossível, impossível, impossível. Ouça as conversas ao seu
redor. Você ouvirá isso inúmeras, vezes, mas não tem de ser impossível. Mesmo com a fé
humana natural, fé do conhecimento, fé no plano dos sentidos ou fé intelectual, seja como for
que você queira chamá-la, não tem de ser impossível.

Impossível? Não. Você pode


fazer algo sobre isso

Se você crer, realizará algo. Disseram aos irmãos Wright: "Vocês não podem voar". Mas
eles o fizeram! De acordo com o que os homens disseram, não poderia haver uma ponte Golden
Gate em São Francisco, "porque é impossível!" No entanto, está lá. Disseram aos engenheiros:
"Vocês não podem construir a represa Hoover. É impossível! É muito alta! Tem muita água para
controlar. Há um grande desfiladeiro". Mas eles a fizeram! Eu estive lá. Fiquei de pé no alto
daquela represa e olhei para ela. Atravessei a ponte Colden Gate dirigindo um carro. Disseram
aos engenheiros: "Vocês são loucos! Vocês nem deveriam tentar semelhante tarefa!" Eles
responderam: "É possível. Pode ser feito. Nós cremos que pode ser feito", e fizeram!

Há alguns anos, quando os cientistas começaram a falar, em ir à Lua, e orbitar ao redor dela,
os artigos de jornal (eu os li) questionavam: "Ah! Eu não acredito que, algum dia, iremos à Lua.
Nós não podemos ir lá. Quem já ouviu idéia tão tola? Ir à Lua? De que jeito podemos escapar da
atração Gravitacional da Terra? Nós não podemos fazer isso!"

Alguém, então, escreveu um artigo, declarando: "Os cientistas estão pensando em pousar e
caminhar na Lua! Eles não sabem que não podem fazer isso? É impossível!" No entanto, o
intento foi realizado! Então, retrataram-se e disseram: "Bem, acho que eles conseguiram".

Eles o fizeram! Isso é o que a fé natural lhe dará. Muitos de vocês, que estão lendo estas
palavras, conseguiram muitas coisas na vida, porque creram que podiam concretizá-las.
Disseram-lhes que era impossível, mas fizeram de qualquer jeito, porque tiveram uma fé
humana natural para realizar e creram em si mesmos. Ela atingiu um objetivo para vocês. Vocês
se propuseram a fazer um trabalho, e o realizaram porque acreditaram em si mesmos.

Algumas coisas são impossíveis


para o homem realizar

Agora, observe que, independentemente de quanta fé natural ou humana você tenha, há


muitas coisas que são impossíveis de serem feitas.

É impossível para o homem salvar a si mesmo.


E impossível para o homem curar-se de doenças incuráveis.
É impossível para o homem sair da situação em que o mundo afirma que estamos hoje.
Todos os ecologistas e psicólogos cuja opinião você queira ler, e todos os sociólogos que você
queira ouvir em uma conferencia dirão a você que estamos arruinados "Se não ficarmos sem
comida primeiro, haverá morte por causa da poluição", declaram os ecologistas. Os sociólogos
dizem: "Bem, se continuarmos desse jeito, mataremos uns aos outros, porque todos estão
'loucos da vida'. As pessoas não conseguem relacionar-se umas com as outras". E isso continua.
Os comitês se reúnem, os deputados se encontram e legislam, e quando é tudo dito e feito, não
conseguem coisa alguma, e ainda é impossível para o homem sair da situação em que ele se
encontra hoje. Por quê?

Porque o diabo controla isso. A Palavra de Deus disse que ele (Satanás) veio para roubar,
matar e destruir. Você pergunta: "Bem, o que podemos fazer?".
Você precisa apossar-se da fé da possibilidade
A menos que você tome posse da fé da possibilidade, não Poderá mudar o seu destino.
Você não pode mudar coisa alguma, pois está destruído.

Há algumas coisas que a sua fé humana natural realizará. Você pede concretizá-las, porque
acredita em si mesmo. Por outro lado, há coisas em que você pode crer o máximo que quiser.
Poderá fazer tudo o que quiser, mas nunca será livre, a menos que você se aposse da fé da
possibilidade da Palavra de Deus.

Jesus disse em Lucas 18:27 - As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis para
Deus. Lemos em Lucas 1:37 - Porque para Deus nada é impossível. Com esses dois versículos
das Escrituras em mente, vamos ler Marcos 11:22-24 - E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende
fé em Deus, porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e
lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que
disser lhe será feito. Por isso, vos digo que tudo o que pedirdes, orando, crede que o recebereis
e tê-lo-eis. Jesus passou perto de uma figueira um dia antes, e no versículo 14, disse: Nunca
mais coma alguém fruto de ti. Então, no versículo 21, Pedro chamou a atenção de Jesus, e Jesus
disse no versículo 22: Tende fé em Deus. Algumas traduções dizem: Tenha o tipo de fé que Deus
possui. Esse tipo de fé é o da possibilidade. Tudo é possível com o tipo de fé que Deus tem. A
fé da possibilidade é a fé que faz você crer no seu coração, confessar com a sua boca e receber
o que crê.

Eu quero que você entenda completamente o tipo de fé sobre o qual estamos falando.
Quando Jesus se referia a esse tipo de fé, dizia: "Tenha a fé da possibilidade". Ou "Tenha o tipo
de fé que Deus possui". Ele estava falando sobre o tipo de fé que Deus sempre praticou. De
volta ao primeiro capítulo na Bíblia de Gênesis 1:3, leia comigo: E disse Deus: Haja luz. E
houve luz. Os versículos 6 e 7 dizem: E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e
haja separação entre águas e águas. E fez Deus a expansão e fez a separação entre as águas
que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão. E assim foi. Leia
no versículo 9: E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a
porção seca. E assim foi. Leia o versículo 14: E disse Deus: Haja luminares na expansão dos
céus, para haver separação... E então Ele dividiu dia e noite. E diz no final do versículo 15: [...] e
assim foi. Vamos a seguir ao versículo 20: E disse Deus: Produzam as águas abundantemente
répteis de alma vivente; e voem as aves sobre a face da expansão dos céus. E Deus viu que era
bom. Estava pronto. É, preciso que você repare no versículo 24. A Palavra diz: E disse Deus:
Produza a ferra alma vivente conforme a sua espécie; gado e répteis, e bestas-feras da terra
conforme a sua espécie. E assim foi. Você consegue enxergar que esse primeiro capítulo da
Palavra de Deus é uma demonstração desse tipo de fé que Deus possui, a da possibilidade? Esta
fé da possibilidade é o tipo de fé que faz acontecer o que se diz. A Palavra de Deus disse:
"Deus falou", e assim aconteceu.

Cristão, desejo que você compreenda isso: você e eu nos tornamos filhos de Deus. Somos
membros da família de Deus, e nos tornamos co-herdeiros com Jesus Cristo. Quero que
compreenda o seguinte: depois de tornar-se membro da família de Deus, você foi adotado
dentro da família (através da salvação), e recebeu a mesma fé da possibilidade que Deus tem,
porque Ele é o seu Pai. Você pode, então, falar e assim será! Glória a Deus. Quero que você
compreenda que depende de você exercer sua fé da possibilidade para receber de Deus o
que deseja.

Você pode saber tudo sobre a sua fé da possibilidade, falar sobre ela e, até mesmo, contar
aos outros como usar a que eles têm, no entanto, falhar em usá-la. Há algum tempo, ouvi um
indivíduo falando para outra pessoa: "Agora, eis o que você faz. Comece a crer em Deus. A
Palavra de Deus diz: O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas [minhas]
necessidades em glória", Ele prosseguiu, e lhe disse o que fazer: "Agora você precisa crer nisso,
confessar que é assim, e acontecerá". Ele contou para aquela pessoa como receber ajuda
financeira, e ela começou a viver na prosperidade financeira, a qual deveria estar recebendo.

Mais tarde, outra pessoa dirigiu-se ao mesmo sujeito que tinha ensinado tudo aquilo e disse:
"Ei, todo mundo está ajuntando-se e saindo para comer".
Aquele mesmo indivíduo falou: "Eu não posso ir. Não tenho dinheiro". Ele tinha dito para o
seu amigo como se libertar, e então se voltou e disse: "Eu não tenho dinheiro. Não posso ir".
Veja, ele conhecia os princípios da fé da possibilidade, e podia contar para os outros a forma
de usá-los, mas ele mesmo não estava vivendo na bênção. Nunca foi além da sua cabeça
(intelecto). Nunca entrou rio seu coração (espírito).

A bíblia diz que nada é impossível para Deus. As pessoas dirão: "Oh! Louvado seja Deus!
Nada é impossível para Deus". Elas falarão sobre essa fé da possibilidade. No entanto, em
seguida, você saberá que elas estarão retorcendo as mãos e chorando. "Oh, sim, Irmão Hagin,
eu quero dizer-lhe que desejo muito a fé da possibilidade. Eu tenho ficado somente esperando
e orando para consegui-la". Elas podem também começar a cantar músicas de vitória, porque
esse é todo o bem que as alcançará: orar por fé.

A fé da possibilidade - o tipo de fé que fala e assim é - chegará até você somente de um


jeito. Romanos 10:17 diz: De sorte que s fé vem pelo ouvir [e ouvir e ouvir e ouvir e ouvir] e
ouvir pela Palavra de Deus. A Palavra de Deus, tem muito o que dizer sobre ouvir. De fato, em
todo o Novo Testamento, você encontrará estas palavras escritas: "Aquele que tiver ouvidos
para ouvir, ouça o que o Espírito está dizendo". Bem, todos nós temos ouvidos.

Deus está tentando persuadir o Seu povo de algo e deseja que ele saiba que não é suficiente
ouvir com os seus dois ouvidos físicos. Não basta simplesmente deixar o som penetrar no, dois
canais auditivos, nem deixá-lo vibrar nos tímpanos e em todas as pequenas estruturas internas
do seu ouvido, através das quais toma-se possível compreender e ouvir. Ele está dizendo: "É
preciso captá-la ou ouvi-lo com o espírito, bem lá no seu interior". Quando muitas pessoas
assistem à televisão, e o comercial aparece, elas logo viram um botão mentalmente e cortam o
som por cerca de 30 a 60 segundos. Quando o programa volta na teia e elas escutam a música
tema, acionam e controle mental de volta e ficam sintonizadas no programa a que estavam
assistindo. Elas nem sequer ouviram o comercial. Algumas pessoas agem dessa maneira com as
coisas de Deus, Sentam-se na Casa do Senhor, ouvindo a boa música. E, então, saltam, louvam
a Deus, batem palmas, cantam e dizem: "Oh, louvado seja Deus! Aleluia! Oh, não é
maravilhoso?" Entretanto, no momento em que a Palavra começa, elas logo viram um botão,
mentalmente, e não A ouvem. Quando o culto chega ao final, e a música e o canto começam,
elas acionam o botão mental outra vez e ficam excitadas. Eu quero lhe dizer: é bom e eu gosto
disso. Não sou contra alguém ficar entusiasmado com Deus, mas não vire o controle quando o
homem começar a trazer a Palavra de Deus - esta é a parte mais importante.

Você pode viver sem toda aquela inspiração, e toda aquela sensação agradável, mas não
pode viver sem conhecer os princípios reais desta fé da possibilidade.

Exercite a sua fé da possibilidade

A Palavra de Deus diz que é impossível agradar a Deus se você não tiver a fé da
possibilidade. Não fui eu que disse. Um outro companheiro, chamado Hagin, não disse isso.
Muitas pessoas imaginam que essa mensagem da fé é a mensagem de Hagin. Não! Não é
mensagem de Hagin. É a mensagem de Deus para os Seus filhos. Acontece que meu pai foi o
único homem que eu conheço que teve "peito" (perdão por esse termo texano) ou ousadia de
ficar firme frente a todos os obstáculos, dizendo: "A fé em Deus funciona!", quando isso não era
popular.

Você se encontrará em posição similar quando começar a exercitar a fé da possibilidade.


As pessoas olharão estranhamente para você, considerando que você caiu em um poço ou da
escada. Olharão para você e dirão: "Ei! Espere um minuto. De onde mesmo você vem?".

Não deixe que isso o incomode. Simplesmente, creia no que Deus diz, exercite a sua fé da
possibilidade face a todas as circunstâncias contraditórias. Quando você fizer isso, assim será!

Eu posso ensinar-lhe tudo o que sei sobre a fé. Você pode ler e estudar tudo o que quiser
sobre ela. Pode se abrir como uma esponja. Então, quando chegar à última página do livro e o
deixar de lado, deve estar tão pleno de fé e poder de Deus que começará a receber todas as
coisas boas. Você sabia que muitos ao ler este livro serão como uma esponja? Estarão saturados
com os fatos concernentes à fé da possibilidade. No entanto, no minuto em que se depararem
com a incredulidade, e as circunstâncias da vida os atingirem será como um rolo compressor de
ar quente sobre eles. Quando você segura uma esponja cheia de água e passa sobre ela um rolo
de ar quente, ao pegá-la novamente, você observa que não resta mais água nela. Quando o rolo
de ar quente tias circunstâncias, da doença e do perigo financeiro tentarem passar por cima de
você, será preciso deixar a fé da possibilidade ligada, e continuar a falar dela. À medida que
você continuar falando, não demorará muito para que o rolo de ar pare e, em ocasião oportuna,
tome outra direção.

O que o faz ter a fé da possibilidade é o que você é em Cristo. Entretanto, se não


aprender a usá-la, será comprimido pelo rolo de ar quente que passa por cima da esponja, por
uma pedra, ou qualquer outra coisa que aparecer no caminho. É necessário aprender a usar a fé
da possibilidade. Ela não funcionará por si mesma.

Você ouvirá muitos cristãos, que pensam de determinada forma, dizendo: "Bem, se Deus
quiser que eu tenha, eu vou tê-la a qualquer hora. Conseguirei minha cura um dia". Eles dirão:
"Irmão Hagin, eu quero lhe dizer, alcançarei minha cura algum dia. Vou me levantar desta cama.
Sairei da cadeira de rodas e andarei. Oh, um dia, terei uma daquelas casas grandes, lindas..."
Bem, isso foi há três anos, eles ainda estão falando, e eu ainda não vi coisa alguma (perdão
pelo coloquialismo texano). Ainda não vi coisa alguma! Até agora não houve qualquer
manifestação.

Algumas pessoas já chegaram para mim e disseram: "Irmão Hagin, a Palavra de Deus
mostra que chegou a minha vez. A Palavra de Deus diz que este é o meu dia". E eu os vi sair das
cadeiras de roda. Outros afirmaram: "Irmão Hagin, a próxima vez que o Senhor me vir, estarei
dirigindo novas rodas, porque a palavra de Deus diz que este é o meu dia". E eles também
conseguiram!

Qual é a diferença?

Bem, uma pessoa apenas falou, usando a fé da cabeça; a outra fez uma confissão com base
na Palavra de Deus, utilizando a fé da possibilidade.

Se você disser: "Oh, eu reivindiquei algo. Pus minha fé naquilo e nada aconteceu", não
estará empregando corretamente a fé da possibilidade.

Existem três categorias de pessoas de fé

Tenho presenciado esses fatos toda a minha vida. Nasci com a mensagem da fé. Eu a vi e
cresci com ela. Tenho visto a fé operar do princípio ao fim. Não me estou vangloriando, mas
posso conversar com as pessoas, por cinco minutos, sobre a fé e as coisas de Deus, e classificá-
las. As pessoas de fé se dividem em três categorias.

1. As entusiasmadas - São aquelas que estiveram onde a Palavra foi pregada. São
apanhadas pela inspiração do momento e estão estimuladas: "Puxa! Irmão..." Elas têm a fé da
possibilidade entusiasmada. Nunca reconhecem os fatos, tampouco os verdadeiros. Tais pessoas
de fé entusiasmada ficarão animadas da próxima vez que você encontrá-las, mas não estarão
conseguindo coisa alguma. Correm para o buraco do lado esquerdo da estrada.

2. As indecisas - Elas falam: "A Bíblia diz que eu estou restabelecido, mas eu não sei. Ainda
dói. Penso que não estou curado". Uma hora fazem uma confissão de fé e, a seguir, são traídas
por suas próprias palavras. Baseiam-se no próprio entendimento. Provérbios 3:5b diz: Não te
estribes no teu próprio entendimento. Elas correm para o buraco do lado direito da estrada.
Reconhecem os fatos até demais.

3. As de confissão positiva - Estas são pessoas que usam a sua fé da possibilidade. Elas
se mantêm no meio da estrada. Um homem no meio da estrada dirá: "Bendito seja Deus! Os
livros dizem que nós estamos 'no vermelho'. No entanto, armado com os fatos maiores da
Palavra de Deus, faço a minha confissão na Palavra de Deus. Ela diz que Deus suprirá todas as
minhas necessidades. Eu confesso que o livro contábil totalizará 'no preto'. Meu corpo dói. Isso é
um fato, não posso negar. Contudo, minha Bíblia declara que pelas Suas pisaduras fomos [sou]
sarados (Is 53:5) e, quando tudo for dito e feito, a dor irá embora. A doença desaparecerá e
ficarei bem". Esse indivíduo reconhece que o problema existe, mas ele toma a sua fé da
possibilidade, aplica-a em suas necessidades e consegue resultados.

Uma pequena viagem colateral

Há alguns anos, meu pai, Kenneth E. Hagin, disse: "Filho, Deus ordenou que eu começasse
uma escola para ministros. Deus quer que você trabalhe para isso, seja o chefe dela e a
construa".

Eu falei: "Eu sei disso". Minha esposa e eu já sabíamos disso há alguns meses. Estávamos só
esperando que papai ouvisse de Deus.

Alguém pode dizer: "Bem, como é possível que seu pai fosse tão lento, se você já sabia há
meses?"

Bem, deixe-me dizer-lhes uma coisa: é nesse ponto que muitas pessoas se deparam com
situações difíceis. Vou levá-lo para uma pequena viagem colateral e mostrar-lhe algo que pode
ajudá-lo com a sua família. Para papai, nada melhor do que ver o próprio filho dirigir aquela
escola. E ver seu próprio filho (no âmbito natural) seguir as suas pegadas. Mas eu quero lhe
dizer que, se Deus não estivesse naquele empreendimento, o ministério dele, o meu ministério e
o de todos os demais que estavam em contato conosco seriam prejudicados. Por isso, ele
demorou a tomar uma decisão, pois queria estar certo de que não era fruto da sua cabeça, como
um pai natural. Ele queria estar certo de que a idéia vinha do seu coração (espírito). Assim,
levou um tempo para assegurar-se de que estava correto.

Nós começamos a escola e, um dia, eu caminhava, quando minha secretária disse: "Ken,
aqui estão às estatísticas". Eu comecei a rir, porque eu já tinha analisado na minha mente, e
sabia o que era. Ela falou: "Aqui está. Há mais gastos do que rendimentos. Este mês serão oito
mil dólares desembolsados. Isso é mais do que ganhamos".

Peguei aquele pedaço de papel, e caminhei para o meu escritório. Afastei a cadeira, sentei-
me diante da mesa, apanhei o livro-caixa e coloquei-o bem na minha frente. Empurrei minha
cadeira mais um pouco para trás e disse: "Agora, Deus, aqui está. Tu podes lê-lo. Eu não tenho
que Te dizer o que é. Tu sabes: aqui está. Os dados mostram que, temos oito mil dólares para
pagar; isso é mais do que está entrando este mês. Agora, Pai celestial, os fatos existem e estão
em preto, branco e vermelho. Estão aí".

Para você que não entende de contabilidade, eu tinha relatórios contábeis que
demonstravam dados escritos em preto e, mais abaixo, havia uma referência em vermelho com
parênteses vermelhos em volta! Aquilo queria dizer que eu não tinha todo aquele dinheiro na
conta! Olhei para cima e disse: "Está bem, Deus, é isso aí. No entanto, considerando os fatos
maiores da Palavra de Deus, os quais tenho pregado e ensinado, digo com minha boca, de
acordo com as Escrituras: quando este mês terminar, nós pagaremos todas as contas, e ainda
vamos ter no banco o que temos agora. Acertaremos todas as contas, pagaremos os oito mil
dólares extras e ainda teremos no banco o que temos agora".

Alguém disse: "É muita coragem!".

Sim, para mim foi. Mas eu estava colocando a minha fé da possibilidade naquilo. Peguei o
livro-caixa e o devolvi ao escritório, coloquei-o sobre a mesa da secretária e disse: "Já está sendo
providenciado. Coloque-o na gaveta do arquivo".

Durante o mês inteiro, todas as vezes que eu destrancava a porta e dirigia-me ao escritório
da secretária, eu tinha de passar bem do lado do armário de arquivo no qual se encontrava o
livro-caixa que continha tudo! Eu sabia o que tinha de fazer: abrir aquela gaveta e verificar
quanto estava entrando. Estava Já! Escrito! Eu podia saber exatamente quanto estava entrando
todos os dias. Eu destrancaria a porta e, enquanto andasse perto daquele armário de arquivo, o
diabo me reteria, dizendo: "Ei, por que você não verifica? Por que você não constata para saber
ao certo?".

Eu disse: "Diabo, eu já tomei conta do problema. Não preciso constatar se esta entrando
dinheiro. Eu sei que está, porque a fé da possibilidade fala e acontece!".

Deus disse: "Faça-se..." e assim foi. Jesus disse à figueira: "Seque..." e assim foi. Uma vez
que você toma posse desse princípio, e aprende a viver com ele, verá algumas coisas mudarem
na sua vida. Caminhei direto para o meu escritório, peguei os livros, fui para a sala e dei aula. Eu
gostaria de ter tirado aquele armário de arquivo do lugar, mas não teria adiantado. Satanás
ainda me molestaria. Eu sabia que seria necessário passar por perto daquela coisa vinte ou
trinta vezes por dia e, em todas elas, o diabo saltaria no meu ombro e começaria a chamar-me.
Eu diria: "De acordo com a Palavra de Deus, está suprido".

Era o final do mês. Eu sabia que minha secretária estava fazendo balanço e finalizando o
relatório mensal. Sentado no meu escritório tomando conta dos negócios, ouvi alguém na porta.
Lá estava ela, em pé, com um sorriso enorme no rosto. Colocou o relatório sobre a mesa, no
entanto, eu não precisava olhar para saber. Veja: eu tinha tomado conta da situação no primeiro
dia do mês. Na verdade, foi um dos meses mais curtos (fevereiro). Eu nem peguei no relatório!
Comecei a louvar a Deus. "Eu Te agradeço Jesus!" Eu disse para o diabo: "Veja, diabo, eu lhe
falei. Há vinte e oito dias, disse-lhe que a situação já estava resolvida. Você tentou molestar-me.
Agora, verificarei esses papéis e verei quanto o Senhor depositou a mais".

Pagamos todas as contas que havia, e ficamos com uma quantia maior que a do começo do
mês no banco!

Agora, eu quero dizer-lhe algo: se eu tivesse aberto aquela gaveta uma única vez, olhado ou
não para o livro; se eu tivesse parado um pouquinho para olhá-lo e retrocedido na minha fé,
alcançando e abrindo aquela gaveta, eu poderia ter esquecido o propósito. Teria cedido ao
diabo, e a minha fé da possibilidade teria desaparecido. A fé da possibilidade tem de estar
no seu coração, e você precisa exercitá-la.

Se você não está recebendo, é porque não está acionando a fé que existe no seu coração.
Você não está realmente crendo para si. Está querendo que alguém creia por você, em vez de
crer por si mesmo.

Não fique no berçário espiritual

Deus compara o crescimento espiritual com o físico. Há alguns cristãos que ainda estão no
berçário espiritual, quando já deveriam estar no primeiro e segundo graus. Necessitam crescer,
porém, ainda estão no berçário. Eu tenho um filho, Craig, que (na época deste escrito) tinha oito
anos de idade. Também tenha uma filha, Denise, de quatro anos. Se Denise disser: "Papai, quero
um pouquinho de leite", eu vou levantar-me e entregar-lhe um copo de leite, porque ela não
consegue segurar a embalagem de leite, e nem alcançar os copos no armário. Entretanto, se
Craig vier e disser: "Papai, estou com sede. Eu quero alguma coisa para beber". Eu direi: "Você
mesmo pode pegá-lo". Veja: eu espero que ele faça alguma coisa por si mesmo. É moralmente
errado para mim servir a ele. Essa é a questão com muitos jovens hoje. Têm sido servidos em
tudo. Quando já estão na idade de assumir responsabilidade; eles não sabem como, por que lhe
deram de tudo. Eu digo para o meu filho: "Você sabe onde está. Pegue-o".

Isso é o que Deus está dizendo para alguns de nós hoje. "Filho, filha, eu já tomei conta de
você em tudo o que Eu podia. É hora de começar a tomar conta de si mesmo. É tempo de fazer
alguma coisa sua. É tempo de começar a exercitar a sua própria fé da possibilidade e receber
por você mesmo".
Eu lhe disse como. Disse que você tem isso; que você precisa crer em seu coração, e não em
sua cabeça. Agora, não diga isso porque eu lhe falei. Não funciona desse jeito. Faça-o porquê
você realmente recebeu em seu coração.
É hora de conseguir (de Deus hoje) o que você quer. Faça isso agindo na fé verdadeira, e
usando a sua fé da possibilidade.

Você está pranto? Confesse a Palavra de Deus

A Palavra de Deus diz: Pelas Suas pisaduras fomos [sou] sarados.

A Palavra de Deus afirma: O meu Deus, segundo as suas, riquezas, suprirá todas as vossas
[minhas] necessidades em glória.

A Palavra de Deus diz: Maior é o que está em vós [em mim] do que o que está no
mundo. Então, o Maior habita em mim. Ele é maior do que qualquer hábito,
dificuldade financeira ou coisa que eu nomeie.

A Palavra de Deus declara: Somos [sou] mais do que vencedores, por aquele que
nos amou [Cristo Jesus].

Se você começar a citar o que diz a Palavra de Deus, e usar a sua fé da possibilidade,
começará a andar pela estrada da vida segurando na mão de Jesus, e cantando vitória em Jesus:
Permanecendo nas promessas. Eu não posso cair quando as tempestades barulhentas da dúvida
e do medo me assaltam. Pela viva Palavra de Deus, prevalecerei. Firme nas Promessas tenho
vitória sobre tudo! Aleluia, Jesus! Se você tomar a sua fé da possibilidade e começar a
exercitá-la de acordo com a Palavra de Deus, você pode ter hoje o que quiser de Deus.
Capítulo 2

FÉ DA POSSIBILIDADE:
VOCÊ A TEM
A Palavra de Deus diz: Mas ele respondeu: As coisas que são impossíveis aos homens são
possíveis a Deus (Lc 18:27). Esse é Jesus falando. Note que Ele não qualificou aquela declaração.
Ele não disse que certas coisas impossíveis aos homens são possíveis a Deus. Ele afirmou: As
coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a Deus. Coisas. Coisas. Coisas
significam o que você quiser colocar nessa categoria. Este livro é uma coisa. Um conjunto
de roupas é uma coisa. Uma circunstância na vida é uma coisa que entra no seu caminho e o
impede de receber. Leia novamente: As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a
Deus. Ele está falando de uma impossibilidade se tornar uma possibilidade. Como isso pode
acontecer?

Pela fé - aquela palavra única - as impossibilidades se tornam possibilidades. De acordo com


o dicionário Webster, uma das definições da palavra fé é esta: Fé é uma confiança
inquestionável em Deus, ou uma crença inquestionável nas coisas de Deus.

As pessoas chegam para mim e dizem: "Irmão Hagin, eu gostaria de lhe fazer uma pergunta.
Não me leve a mal. Eu creio de todo o meu coração, e tenho fé, mas eu gostaria de lhe
perguntar..." Invariavelmente, elas me fazem uma pergunta a qual prova que elas não crêem. Se
cressem, não estariam fazendo a pergunta. Não é pecado não crer, se você não entende. Se
não tiver conhecimento da Palavra de Deus, não poderá crer. Caso se encontre em uma situação
na qual não esteja entendendo o que alguém está falando (ensinando), não tenha medo de
reconhecer o fato. Diga: "Olhe, eu tenho fé, mas eu não entendo o que você está dizendo, e eu
quero que isso seja explicado para que eu possa crer".

Muitas pessoas têm medo de que alguém as condene. E têm razão para isso.

Nós, que somos fortes na fé, em geral, temos ido contra o que Paulo ensinou no Novo
Testamento. Ele nos ensinou a não condenar aqueles que não são tão fortes na fé como nós.
No entanto, colocamos as pessoas tão por baixo, que elas têm até medo de falar conosco e de
perguntar sobre como podem fortalecer sua fé. Elas não podem crer além do seu verdadeiro
conhecimento da Palavra de Deus.

Eu gostaria que todos fossem capazes de crer em Deus como eu creio. Não me estou
lisonjeando. Simplesmente, estou contando-lhes um fato que eu aprendi durante anos. Em nossa
casa, crer em Deus era o modo de vida. Eu não conheço outra coisa. Se todos pudessem crer
como alguns o fazem, isto é, sendo tão fortes na fé como muitos de nos, nem haveria
necessidade de se ensinar sobre isso. O que estou dizendo é: não culpe as pessoas, tampouco
as censure, porque elas não possuem uma fé tão forte quanto você. As pessoas têm sido
colocadas sob tanta condenação, por fazerem uma pergunta simples concernente à fé, que
agora estão com medo de indagar. Também pudera! Nós saltamos na frente delas com quatro
patas, e começamos a agarrá-las, e arranhá-las.

Deveríamos estar dizendo: "Ei, veja: uma vez, tive o mesmo problema pelo qual você está
passando. Eu posso levá-lo até a Palavra e mostrar-lhe a resposta". Se fizéssemos isso,
encontraríamos mais indivíduos removendo as impossibilidades da vida.

Lemos em Marcos 11:22-24: E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus, porque em


verdade vos digo que qualquer que disser a este Monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não
duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito.
Por isso, vos digo que tudo o que pedirdes, orando, crede que o recebereis e tê-lo-eis.
Agora, contrariamente à crença de algumas pessoas, Kenneth E. Hagin não escreveu a
passagem das Escrituras acima! Ele é o meu pai, e eu sei que não a escreveu. Então, se você
ouvir alguém dizendo isso, pode contar-lhe que ouviu do filho dele o seguinte: Hagin não
escreveu Marcos 11.22-24! Eu creio que ele possui realmente de quarenta a sessenta
mensagens, as quais ele prega a partir desses versículos. Certa ocasião, um sujeito lhe
perguntou: "Já imaginou que, algum dia, não sobrará mais sermões para ensinar sobre aqueles
versículos das Escrituras?" Papai respondeu: "Não! Porque nos nunca aprendemos tudo o que
existe naqueles textos sobre a fé, a confissão e o crer em Deus".

O dia em que aprendermos tudo sobre crer em Deus, alcançaremos a perfeição. Será o dia
em que Jesus Cristo retornará à Terra; quando, de acordo com Efésios, os santos entrarão na
maturidade da perfeição. Então, não teremos mais ensino algum sobre fé, pois tomaremos
conhecimento de tudo o que existe acerca disso.

Jesus nos disse na passagem citada da Palavra de Deus: "Tenha fé em Deus, ou tenha o tipo
de fé que Deus tem". Impossibilidades tomar-se-ão possibilidades, se você tiver o tipo de fé que
Deus praticou. Qual esse tipo de fé?

No capítulo um deste livro, voltamos para o primeiro capítulo da Bíblia e vimos como Deus
exercitou o Seu tipo de fé - Sua fé da possibilidade, e trouxe o mundo à existência. E disse Deus:
Haja [...] firmamento, 1uz e águas. Também lemos no versículo 26 do livro de Gênesis: E disse
Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança [...] Relata como Deus
criou o homem. Ele usou o Seu tipo de fé - a fé da possibilidade - e proferiu as palavras que
trazem à existência. Isso você pode rastrear do Antigo ao Novo Testamento. Este último fala de
Cristo em João 1:3: Todas as coisas foram, feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
Em Hebreus 11:3, nós lemos: Pela fé, entendemos que os mundos, pela palavra de Deus, foram
criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.

Você se recorda de que Jesus disse aos discípulos, quando conversavam sobre o incidente da
figueira, para terem fé em Deus, ou terem o tipo de fé que Deus exercitou. Ele lhes disse mais
alguma coisa em Mateus 17:20. Os discípulos estavam perguntando para Jesus porque não
puderam curar o lunático. E estas foram às palavras de Jesus: Por causa da vossa pequena fé;
porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este
monte: Passa daqui para acolá – e há de passar; e nada vos será impossível. Você vê como estas
duas passagens se juntam? Tenha o tipo de fé que Deus exerceu e nada será impossível
para você. Ele está declarando a mesma coisa nessas duas passagens das Escrituras: "A
impossibilidade do homem se torna a possibilidade de Deus por causa da fé que Ele praticou".
Esse tipo de fé em Deus é o tipo de fé que você e eu temos, de que nós podemos falar com
nossa boca e esperar resultados.

Confesse o que a Palavra diz

É importantíssimo saber que, quando você declara algo com a sua boca, precisa fazer sua
confissão com base na Palavra de Deus, e crer nisso no seu coração. Você pode fazer confissões
o dia inteiro, mas se sua confissão não estiver de acordo com a Palavra de Deus - em linha com
as Escrituras, crendo nela no seu coração -, nunca conseguira coisa alguma.

As pessoas empurraram e bombardearam os doentes com a fé e, por isso, conseguiram que


eles fizessem confissões de fé. Mas, na verdade, eles não criam nos seus corações. Para se
livrarem delas, eles fizeram uma confissão, e não aconteceu coisa alguma. Aquelas pessoas que
os perseguiram para que fizessem uma confissão de fé, no momento em que não estavam
prontos, deram a Satanás um caminho largo para começar a trabalhar e atirar suas sementes de
dúvida e incredulidade em todos os lugares. Ele mesmo fez um bom "carnavalzinho" na vida
daqueles indivíduos.

Não force as pessoas a fazerem uma confissão de fé. Se você perceber que elas não estão
prontas para realizar tal ato, continue a alimentá-las com a Palavra e boas fitas sobre fé. Se,
você nutri-las com o suficiente da Palavra de Deus, elas receberão o tipo de fé que Deus
praticou. Então, estarão prontas para fazer a sua própria confissão, e recebê-la por si mesmas.
Elas já têm fé, porque diz na Palavra de Deus que são salvas pela fé; porém, não a têm por si
mesmas. É dom de Deus (veja Efésios 2:8).

Uma fé: diferentes níveis

Deus tem uma só espécie de fé, e é a mesma fé que lhe foi concedida quando você foi salvo.
Trata-se da fé que você usa para criar a possibilidade, a qual o homem diz que é impossível. Eu
desejo enfatizar isso: não temos um tipo de fé para sermos salvos; um para receber o Espírito
Santo; outro paro ganhar nossa cura, tampouco outro para viver por Cristo. Tudo está em uma
única fé. Uma fé. Esta única fé funcionará para todas as nossas necessidades.

Se você fosse trabalhar com um equipamento pesado a fim de realizar um trabalho muito
exaustivo, precisaria de mais potência na máquina do que para uma tarefa menor. Você pode
puxar uma determinada carga com um tipo de motor. No entanto, se transportar uma carga
pesada nas Montanhas Rochosas, necessitará de um motor mais potente no caminhão a diesel
do que precisaria nas planícies do Oeste do Texas. Lá, nos campos de trigo, é possível enxergar
cerca de 160 Km de planície. Aparentemente, não existe coisa alguma entre você e o pólo norte
a não ser uma cerca de arame farpado! Não é preciso de toda aquela potência, porque não
existe monte para subir. Se colocar a mesma quantidade de peso em um caminhão a fim de
levá-lo para as montanhas, não vai dar certo, porque ele não está equipado para o trabalho.
Você precisará de um caminhão mais pesado, com maior potência no motor, para subir as
montanhas. Por outro lado, você pode usar um caminhão maior com motor mais pesado em
ambos os lugares, então você só precisará de uma peça de equipamento para realizar as duas
tarefas.

Na área da fé, existe um só motor - o tipo de fé proveniente de Deus, e realiza todos os


trabalhos por nós, nas montanhas e nas planícies. Existe só um tipo de fé, mas em diferentes
níveis.

Algumas pessoas dirão que há tipos diferentes de fé. Não. Não existem tipos diferentes de
fé, mas variados níveis. Elas citarão as Escrituras que lhes falam de diferentes níveis de fé, mas
os chamam de diferentes tipos de fé. Estão usando a terminologia errada.

Outros dirão: "Bem, eu não posso ser curado porque você sabe que eu não tenho aquele tipo
forte de fé. Só algumas pessoas a têm". Não: essa fé não é um tipo diferente; trata-se de um
outro nível.

A razão pela qual algumas pessoas têm fé forte é porque elas tomaram a Palavra de Deus, e
ouviram, e ouviram, e ouviram, e ouviram novamente. A fé vem pelo ouvir, e ouvir pela Palavra
de Deus. Algumas vezes, faríamos melhor tirando todas as marcas de pontuação das Escrituras,
porque elas não estavam ali originalmente, nem as divisões de capítulos e versículos. Na
realidade, as pessoas que juntaram a Bíblia fizeram uma injustiça conosco em 1 Coríntios 13;14
e 15. Dividiram os textos, quando deveriam ser um único discurso, fazendo parte de um mesmo
contexto. A mesma coisa foi feita com Romanos 10:17. Lê-se: De sorte que a fé é pelo ouvir, e o
ouvir pela palavra de Deus. Se você tirar as marcas de pontuação, lê-se assim: De sorte que a fé
é pelo ouvir e ouvir pela palavra de Deus. Você, consegue que as pessoas ouçam a Palavra de
Deus, elas ganham fé pelo ouvir e ouvir e ouvir e ouvir a Palavra de Deus.

Não force as pessoas a fazerem confissões tiradas da mente, e não do coração. Se fizerem
isso, nada acontecerá. A situação de impossibilidade permanece impassível, e elas entram em
um dilema, não sabendo o que fazer. Apenas continue a alimentá-las com a Palavra. Elas
precisam ouvir testemunhos de fé. Precisam ouvir a Palavra e sua fé crescerá. Então, farão a
própria confissão extraída do coração, e não da mente.

Um exemplo de como alimentar as pessoas com a


Palavra, para que elas possam fazer a confissão certa
Alguns bons exemplos da impossibilidade do homem e a possibilidade de Deus estão
registrados nos livros da Dra. Lilian B. Yeomans, M.D.¹. Os livros dessa autora estiveram
esgotados por muitos anos, e meu pai pensou tanto neles que enviou meu cunhado para a Casa
Publicadora do Evangelho em Springfield, Missouri, para ver se podíamos comprar os direitos
autorais, ou fazer com que os reimprimissem. Eles os publicaram novamente, e são alguns dos
melhores livros sobre a fé que se pode ler.

A Dra. Yeomans, durante grande parte de sua vida, foi uma médica comum. Ela se tornou
viciada em cocaína e outros narcóticos e, naturalmente, quando um médico faz isso, perde a
licença para exercer a Medicina. No entanto, ela foi salva, resgatada e liberta. Foi curada pelo
poder de Deus e, pelo resto da vida, em vez de praticar a Medicina física, a Dra. Yeomans
praticou a Medicina divina.

Durante vários anos, a Dra. Yeomans viveu no Sul da Califórnia, e ensinou cura divina em
duas faculdades: a L.I.F.E. Bible College e a Southern California Bible College. Ela ministrava
aulas em uma faculdade de manhã e, na outra, à tarde.

Papai esteve lendo alguns dos livros da Dra. Yeomans. Certa ocasião, ele falava sobre ela
para alguns dos homens que estiveram em suas aulas. Um sujeito disse o seguinte a papai:
"Certa vez, quando eu estava trabalhando no turno da meia-noite e indo à Escola Bíblica durante
o dia, levantei-me na direção dela e perguntei: Dra. Yeomans, a senhora poderia orar pelo meu
resfriado? Ela olhou para mim e disse: Bem, se é o seu resfriado, não vai adiantar orar para isso.
Eu disse: Oh, a senhora oraria e concordaria comigo sobre o resfriado do diabo? E ela
respondeu: Claro!".

A Dra. Yeomans ensinava que era dessa forma que nós aceitávamos o embrulho (chamando-
o de "meu resfriado"). Você escuta esses mesmos ensinamentos hoje.

A Dra. Yeomans herdou uma mansão em algum lugar no Sul da Califórnia, e transformou-a
em uma casa na qual as pessoas podiam ir quando tinham doenças terminais. Chegavam nas
ambulâncias. Naturalmente, como ela tinha sido uma médica por todos aqueles anos, não tinha
perdido o seu conhecimento. A Dra. Yeomans dizia que, quando começava a examinar alguns
daqueles pacientes, se ela ainda estivesse praticando a Medicina, teria começado a aplicar-lhes
uma injeção imediatamente para estimulá-los. Mas, naturalmente, ela não estava praticando a
Medicina; por isso, ela e sua irmã os levavam para o andar de cima, e começavam a ler para
eles a Palavra de Deus. Havia uma mulher que tinha tuberculose (TB). Leram-lhe Gálatas 3:13,
texto que fala sobre Cristo redimindo-a (a nós) da maldição da Lei. Então, foram para
Deuteronômio 28, e leram sobre as maldições da Lei. Bem no versículo 22, fala sobre tísica. É
como chamavam a tuberculose naquele tempo. Então, junto com essas duas passagens das
Escrituras, elas leram outros versículos sobre fé e cura. Leram repetidas vezes para aquela
senhora, por um período de, aproximadamente, três dias (eu creio que foi).

Um dia, a irmã da Dra. Yeomans tinha saído do quarto para preparar a comida e levá-la para
os pacientes do andar de cima, quando ouviu, de repente, o barulho de alguém bater no chão.
Lembrou-se de que havia pessoas mortalmente doentes, e algumas eram suficientemente fortes
para sair da cama. No entanto, repentinamente, ouviu alguém bater naquele piso, começando a
dançar e gritar. Naturalmente, correram para ver o que estava acontecendo e, naquele
momento, uma senhora desceu, segurando-se naquela escada espiral!

"Irmã Yeomans! Irmã Yeomans! A senhora sabia que eu fui curada de TB? Sabia que Cristo
morreu e pelas Suas pisaduras eu não tenho mais TB?" Ela gritava e louvava ao Senhor.

Veja: a fé que vem pelo ouvir e ouvir e ouvir a Palavra de Deus tinha penetrado em seu
coração. Quando foi bombeada dentro dela suficiente dose de fé, ela começou a perceber isso.
Então, saltou e começou a fazer alguma coisa. É quando a impossibilidade se transforma em
possibilidade!
Precisamos dar a Palavra de Deus para as pessoas, de maneira que a sua fé suba até o nível
de receber algo. Nós erramos ao tentar conseguir que elas removam montanhas do caminho,
quando elas nem mesmo estão prontas para falar com os montinhos feitos por uma toupeira.

No caso de você não saber sobre toupeiras e seus montinhos, vou contar-lhe! Lá de onde eu
vim (Texas), existe um animal chamado toupeira. Ela escava túneis compridos debaixo da terra
e, quando chega à superfície, pode deixar um pequeno monte de quinze centímetros de altura.
Você pode chutar desmanchando aquele montinho. Algumas pessoas têm a fé do montinho da
toupeira, e pegam aquele nível de fé e tentam mover o Monte Everest com ela. Eu posso dar um
pontapé no montinho da toupeira, mas eu não vou tentar chutar o Monte Everest!

Edifique o seu nível de fé

Se, no mundo espiritual, a sua fé não estiver em um nível elevado, naquele em que se pode
tornar impossibilidades em possibilidades, você precisa exercitá-la e edificá-la até aquele
patamar. Algumas pessoas me dizem: "Irmão Hagin, esse é o tipo de fé que eu quero. Eu tenho
orado para Deus ajudar-me a ter esse tipo de fé. Tenho orado e jejuado nos últimos três dias
antes do Senhor vir, a fim de que, quando falasse comigo e impusesse as mãos sobre mim, eu
recebesse aquele tipo de fé".

Olho para eles com vontade de sacudi-los um pouquinho e dizer: "Vocês não escutaram o
que eu disse hoje à noite?" Claro que eu não posso fazer isso. Mas você sabe que eles estavam
sentados, durante o culto, e não ouviram. Eles ainda acreditam que existem tipos diferentes de
fé.

Nós cometemos o erro de ver as pessoas nos cultos, e só porque nós tomamos posse da
mensagem, assumimos que elas também a receberam. Nós vamos até elas e falamos tudo
sobre essa fé, mas não compreendem. Estiveram nos mesmos cultos que nós, porém, estavam
lá somente com seus corpos físicos; elas não ouviram.

A Palavra de Deus diz, repetidas vezes, e eu estou sempre afirmando que: Quem tem
ouvidos para ouvir ouça; ou seja, quem tem um ouvido, deixe-o ouvir (Mt 11:15; Mc 4:9,23; 7:16;
Lc 8:8; 14:35; Ap 2:7,11,17,29; 3:6,13,22; 13:9).

Ele não está falando de ouvidos físicos, mas sobre o ouvido espiritual. Deixe-a penetrar bem
fundo, no interior dos ouvidos espirituais.

Muitos cristãos vão para a igreja e seus corpos estão lá, mas eles estão fora, trabalhando no
carro, planejando umas férias, ou fazendo todos os tipos de coisas. Isso me aconteceu uma vez
quando eu estava na Escola Bíblica.

O professor nos deu uma prova de surpresa, e eu não fui muito bem, apesar de conseguir
geralmente notas muito boas. Ele me chamou e disse: "Ken, qual é o problema com você? Você
nunca tirou uma nota assim antes".

Eu disse: "É falha minha".

Ele falou: "Mas você esteve na aula todos os dias".

"Simmm", eu respondi, "meu corpo estava na classe, mas minha cabeça não. Eu fiquei
imaginando lances de uma partida de futebol, e tentando descobrir o que podemos fazer para
derrotar o time dos calouros". Na ocasião, íamos jogar com os calouros pelo campeonato. Meu
corpo estava na classe, mas a minha mente e o meu espírito estavam jogando futebol.
Conseqüentemente, eu não aprendi o que o professor ensinou, e quando ele quis as respostas
de volta naquela folha de papel, eu não as pude dar.

Isso é o que nos acontece quando não ouvimos a Palavra e não exercitamos a nossa fé. Nós
nos deparamos com uma situação impossível e não podemos fazer algo a respeito, porque a
nossa fé não está no nível em que podemos mudar a impossibilidade para possibilidade. Um
médico pode dizer: "Sinto muito. Você tem uma determinada doença, e nós não podemos fazer
coisa alguma".

Se isso lhe ocorrer, será uma acusação triste contra você ou contra o seu pastor. Uma das
duas coisas aconteceu. Ou o homem não está pregando a Palavra, ou você não a está ouvindo.
Lamento afirmar que, em 80% do tempo, a pessoa que estava pregando ou ensinando, não
esteve pregando ou ensinando a verdadeira Palavra de Deus, e a sua fé não conseguiu crescer.
Eu tenho lamentado pelas pessoas que não ouviram a Palavra, e tenho dito: "Como elas
podem ouvir, se um pregador não lhes pregar a Palavra?" Então, eu volto para esse ponto e
digo: "Bem, bendito seja Deus, elas têm a Palavra de Deus, e o Espírito de Deus. Elas podem
descobrir por si mesmas se forem direto na Palavra". Por isso, a acusação recai em duas portas:
falha do pregador ou do professor por não estarem ministrando a verdadeira Palavra de Deus, e
falha do cristão por não penetrar na Palavra e estudá-la por si mesmo. Resta o fato de que,
quando a Palavra de Deus é anunciada, a fé chega ao seu coração e você deixa que ela cresça,
as situações impossíveis se tornam possíveis.

Certa ocasião, eu estava de pé no corredor de um hospital, e um médico saiu do setor de


terapia intensiva. Ele reuniu uma família em volta dele e disse para mim: "Pregador, venha cá.
Eu tenho más notícias para esta família".

"Ok, ok", eu disse, enquanto caminhava até lá.

O médico olhou para eles e disse: "Eu sinto muito, fizemos tudo o que podíamos. Agora é só
uma questão de tempo".

A família olhou para ele, e não piscou um olho. Ninguém ficou histérico, tampouco chorou ou
gritou. Ele me chamou de lado e indagou: "Será que eles ouviram o que eu disse?".

"Sim, doutor, eles ouviram o que o senhor disse", respondi.

"Eles entenderam?", perguntou o médico.

"Claro", repliquei. "Veja: nós não estamos olhando para o homem. Nossa fé não está no que
o homem pode realizar. Nossa fé está no que Deus pode fazer, e Ele diz: quando é impossível
para o homem, é possível para Deus".

"Oh, um deles!" - disse o médico, enquanto ia saindo. Mas hoje aquele indivíduo está vivo,
porque nós não permitimos que uma situação impossível permanecesse.

Tome as suas vitaminas

Muitos cristãos bons têm fé, porém, nunca a colocaram para operar na própria vida. Por isso,
são aprisionados pelas impossibilidades, embora possuam a chave para a porta que lhes abriria
a cela da impossibilidade, despedaçariam todas as grades e tornariam a situação possível,
simplesmente citando a Palavra de Deus.

A fé é como a vitamina C: não pode ser estocada para um dia chuvoso. É preciso torná-la
todos os dias. Se você não fizer isso, enfraquecerá o organismo que não vai funcionar
adequadamente. A mesma coisa é verdadeira para as coisas espirituais. É necessário tomar a
Palavra de Deus, muitas e muitas e muitas vezes, para manter a fé forte. Você tem de exercitar
a fé para mantê-la em um nível de possibilidade, assim como você exercita os músculos de seu
corpo para que ele suporte o peso.

Talvez você tenha visto na televisão o homem brutamontes da Rússia. Ele levanta
aproximadamente 260 quilos por cima da cabeça. Você acha que bastou simplesmente andar
para fazer aquilo? Não! Ele se levanta todas as manhãs, caminha até a academia, e vai para o
trabalho. Faz alguns exercícios de aquecimento, relaxa seus músculos e levanta vários pesos.
Gradativamente, ele acrescenta pesos pequenos até chegar à quantidade ideal. Adiciona mais
um, para ver se consegue levantar aquele - essa é a maneira de forçar e desenvolver músculos
maiores. Ele segue um programa árduo para fazer isso todos os dias. Se não o fizer, não estará
pronto para a competição. Mesmo quando está em uma competição, ele se aquece nos
bastidores antes de entrar no palco. Algumas vezes, faz isso durante horas para evitar o
estiramento de um músculo.

Cristão, você precisa começar a tomar a Palavra de Deus, viver e trabalhar com ela
diariamente. Tenha um tempo de oração e estudo antes de deixar a sua casa de manhã. Leia
um versículo das Escrituras e medite sobre ele o dia inteiro. Cite-o todas as vezes que pensar
nele. Se estiver trabalhando em uma máquina, ou em uma linha de montagem, medite na
palavra. Eu trabalhei em uma linha de montagem quando fui à Escola Bíblica. Eu fazia à mesma
coisa, repetidamente, durante oito horas. Pegava e pré-aquecia o que chamávamos de pastilhas
em alguma coisa similar ao forno de microondas, derramava-as em um molde, apertava o
controle para fechar o molde, e esperava até que o molde se soltasse. Depois, eu apanhava uma
mangueira de ar, dava-lhes uma injetada, e pronto: pratos plásticos. Eu os embrulhava, pegava
mais algumas pastilhas plásticas, colocava no molde, e assim por diante! Eu podia ficar lá em pé
e dormir, porque eu fazia à mesma coisa repetidas vezes. Quando eu trabalhava naquele
emprego, da meia-noite até as sete horas da manhã seguinte, eu citava as Escrituras, e ainda
alcançava a minha quota. Eu começava a pensar: "Agora fé é... Fé é... Ter o tipo de fé que Deus
praticou... Ter o tipo de fé que Deus exercitou..." Eu dizia: "Agora, o tipo de fé proveniente de
Deus diz algo. O que a fé está dizendo?" Antes que eu percebesse, eu tinha empilhado aqueles
pratos no alto, enquanto meditava na Palavra de Deus.

O chefe vinha e dizia: "Homem! Hagin, você está na frente da programação!" Veja, eu
estava executando o meu trabalho, mas a minha mente estava pensando nas coisas de Deus.

Se você quiser ser uma pessoa que fala e alguma coisa acontece, então terá de manter-se
cheio de fé. Lembre-se do livro de Atos, quando aqueles sete diáconos foram escolhidos para
trabalhar na igreja. Menciona-se que Estevão era um homem cheio de fé, pois algumas situações
bem impossíveis aconteceram na vida dele. Quando os libertinos, cirênios, alexandrinos e outras
o perseguiram, Estevão teve aquele tipo de fé que Deus tem. Ele sabia que Deus estava com ele
e, pleno da fé divina, pregou com ousadia a Palavra de Deus de Abraão até Jesus. Estevão
mostrou o amor de Deus quando pediu ao Pai que os perdoasse por apedrejá-lo até a morte. Ele
mudou a impossibilidade do homem para a possibilidade de Deus, e viu os céus abertos, e Jesus
assentado à direita de Deus. Um jovem chamado Saulo, que segurava as vestes dos que
martirizavam Estevão, ouviu aquela mensagem. Mal sabia que, muito em breve, a
impossibilidade do homem se tornaria a possibilidade de Deus, pois o perseguidor Saulo logo se
tornaria o apóstolo Paulo e encontraria Jesus na estrada de Damasco.

Filipe foi um dos sete, e também um homem cheio de fé. Ele obedeceu ao Senhor sem
questionar, quando lhe foi dito que fosse até a desértica Gaza ao meio-dia. Ele literalmente
correu para executar a ordem do Espírito, e conduziu o eunuco etíope até o Senhor. Depois de
batizar o novo cristão, Filipe foi arrebatado de Gaza para Azoto. Foi um passeio de 40
quilômetros! A impossibilidade do homem se tornou a possibilidade de Deus.

A fé opera no amor - a fé opera por amor

Certa ocasião, quando eu estava ensinando sobre este mesmo assunto, o Senhor continuou
a impressionar-me, bem dentro de mim, no meu espírito. Eu continuei a ouvir as seguintes
palavras, inúmeras vezes. Estas são as Suas Palavras, e eu creio que Ele quer que você as
receba.

"As impossibilidades só se tornarão possibilidades quando a fé operar com amor - quando a


fé operar com amor. A fé funcionará, se você amar. A fé removerá montanhas, se você permitir
que a amargura saia da sua vida. A fé funcionará para você na área da prosperidade, se você se
livrar da amargura e ressentimento que estão no seu coração. A fé funcionará para você, se
realmente crer somente em Mim, e deixar que o Meu amor seja demonstrado em você. Você
verá uma grande mudança. Oh. Oh. Oh. Algumas dessas coisas estão no fundo do seu coração.
Se olhar profundamente verá que ainda está retendo algumas coisas contra determinadas
pessoas. Você está guardando rancor e isso deve ser liberado, antes que a fé, confessada com a
sua boca, venha a funcionar para você. Lembre-se: a fé opera por amor, diz o Senhor".

Louvado seja Deus! Eu quero mostrar-lhe aqui alguma coisa a mais, concernente a operar ou
transformar situações impossíveis em possíveis. Há muitos anos, havia um homem, nosso
amigo, que era superintendente estadual de uma denominação. Ele faleceu para receber a sua
recompensa, depois de viver a sua vida aqui. Era hora de partir, e ele foi para a casa do Senhor
sem enfermidade ou doença. Papai foi falar com a viúva, que estava muito confusa. Ele deu-lhe
a seguinte palavra: "Morrer é ganho: ir para estar com Cristo é melhor".
Ele continuou e disse-lhe: "Naturalmente, você vai sentir a perda. No entanto, realmente ao
dizer: 'Oh, o que vamos fazer sem ele?', está sendo egoísta. Não está em linha com a Palavra de
Deus. A Palavra ensina que, quando alguém morre em Cristo, adormece no Senhor. É uma coisa
linda. Claro que você sentirá falta dele, fisicamente, mas ele está muito melhor do que nós".

Depois que papai lhe falou, ela começou a dizer: "Bem, louvado seja Deus, está certo. Ele fez
uma grande obra para Deus na Terra e, agora, o Senhor o deixou ir para Casa. Deus não o
chamou para Casa, mas ele viveu o seu tempo, e foi para Casa. Ele está com o Senhor. Está
muito melhor. Louvado seja Deus".

A mulher era toda sorrisos. Então, chegaram vários pregadores, cada qual com sua esposa.
Ao entrarem no alpendre, eles choraram: "Oh, o que vamos fazer? Não vamos conseguir ficar
sem ele".

Papai contou que ele ficou em pé, pensando: "Bem, em quem está depositada a confiança
deles? No superintendente estadual que foi realmente um homem de Deus, ou em Deus?"

A Palavra de Deus nos ensina que o corpo decai dia após dia, doente ou não. Entretanto,
decairá muito mais rapidamente se estiver doente. O homem interior é renovado, mas o corpo
ainda não foi redimido. Paulo diz em Romanos 8:22-23: Porque sabemos que toda a criação, a
um só tempo, geme e suporta angústias até agora. E não somente ela, mas também nós, que
temos as primícias do Espírito, igualmente gememos em nosso íntimo, aguardando a adoção de
filhos, a redenção do nosso corpo. Quando Jesus voltar, o corpo será redimido, mas, até lá, a
corpo continua a envelhecer. Paulo disse que toda a criação geme para libertar-se e ser
redimida. Assim, o corpo morrerá.

Eu me lembro que ficamos de pé em volta da minha avó (mãe de meu pai) de 81 anos de
idade, quando ela se foi com o Senhor. Quando ela exalou seu último suspiro, papai deixou o
Espírito Santo livre dentro dele, e nos confortou. Do seu interior, papai começou a citar uma
Escritura atrás da outra. Foi como um gravador ligado.

Quando você aprende a deixar o Espírito no controle interior, Ele continua a manobrar tudo
tranqüilamente. Claro, haverá uma perda física, e você a sentirá; porém, se permitir que a
Palavra de Deus faça o seu trabalho, você pode dizer: Morte, onde está o teu aguilhão? Não
existirá aguilhão na morte se você a compreender, e souber do que se trata, de acordo com a
Palavra de Deus.

Oh existe a separação por um tempo, mas, graças a Deus, não há aguilhão na morte.
Quando choramos e derramamos lágrimas - e eu também já fiz isso - não o fazemos por eles.
Derramamos lágrimas pelo nosso egoísmo, porque não queremos perdê-los. Está tudo bem se
você quiser derramar lágrimas. Deus não vai repudiá-lo.

O diabo segura as pessoas na prisão das impossibilidades - mesmo que todas as coisas
sejam possíveis àquele que crê - porque elas desconhecem a Palavra de Deus. Se deixarmos a
Palavra de Deus operar por meio de nós, com o amor de Deus, poderemos ministrar às pessoas.
Podemos dizer-lhes para transformar suas impossibilidades em possibilidades, porque
aprendemos o que diz a Palavra de Deus.

A Palavra diz: Ele tomou sobre si todas as nossas enfermidades e levou sobre si todas as
nossas dores, e pelas suas pisaduras somos sarados (Is 53:5).
A Palavra afirma que o meu Deus suprirá todas as suas necessidades de acordo com Suas
riquezas em glória.

A Palavra diz... A Palavra diz... A Palavra diz... Busque a Escritura que trata da sua
necessidade ou situação particular, e comece a declarar a Palavra. Quando Cristo foi
confrontado com a tentação, Ele disse: "Está escrito". Ele falou a Palavra para o diabo.

Quando alguns de vocês são confrontados com um pouquinho de tentação, vocês caem e
começam a chorar, e a orar e jejuar. Eu creio em orar e chorar - caso queira chorar enquanto
ora. Eu creio no jejum, mas não vai ajudar naquela hora particular em que você estiver face a
face com a tentação. Você terá de citar a Palavra diante daquela situação impossível, para
torná-la possível.

Você deve passar seu tempo orando, e jejuando no seu tempo regular de oração, mas
quando você estiver enfrentando tentação, deve estar preparado - cheio do que a Palavra de
Deus diz, e superar aquela impossibilidade usando a Palavra.

Jesus deixou o exemplo, Ele orava e jejuava. De fato, antes que viesse a Sua maior tentação,
Ele tinha terminado de jejuar. Ele estava preparado para o diabo.

Vou contar-lhe isso: quando Deus lhe diz para entrar naqueles jejuns que você faz, alguns
dos seus maiores problemas, algumas das maiores tentações que irá enfrentar o alcançarão,
logo que você sair pela porta. Mas pelo fato de ter jejuado, orado e se enchido da Sua Palavra,
poderá usar aquela mesma fé (o tipo de fé que Deus praticou) e transformar aquela situação
impossível em possível, citando a Palavra de Deus.

Você tem a fé da possibilidade; use-a!

¹Healing From Heaven [Cura do céu]; Balm of Gilead [Bálsamo de Gileade]; Health and Healing [Saúde
e cura]; e The Great Physician [Os grandes médicos]: livros da Dra. Lilian B. Yeomans, publicados pela
Gospel Publishing House, Springfield, Missouri.
Capítulo 3

FÉ DA POSSIBILIDADE: ELA PODE CRESCER


Impossibilidades continuam sendo impossibilidades, porque a fé das pessoas é da cabeça e
não do coração. Lembre-se disso: quando começar a crer em Deus para uma situação
impossível, e ela não funcionar, é parque você não está crendo com o seu coração. Está apenas
crendo com a sua cabeça. No momento em que o fizer com o seu coração, as impossibilidades
tornar-se-ão possibilidades.

Cheque o terminal de recepção

A melhor maneira de checar se você está recebendo ou não, é verificar o terminal de


recepção, Não há nada errado com a fonte de alimentação. A estação de força nunca pára. O
problema tem de estar no terminal de recepção. Se a Palavra de Deus diz, você deve colocar os
fatos onde eles estão: aceite-os, depois aceite os fatos maiores da Palavra de Deus e siga em
frente rumo à vitória.

Se você tiver ouvido a Palavra de Deus com os seus ouvidos espirituais, enquanto estuda
comigo, saberá que tem a fé da possibilidade: o tipo de fé que Deus exercitou. Você pode querer
rever as passagens das Escrituras: Romanos 12:3; Efésios 2:8; Romanos 10:17 e 2 Coríntios
4:13.

É importante saber que a medida da fé que Deus atribuiu a todos os crentes pode ser
aumentada. Como eu lhe disse antes, não existem tipos diferentes de fé. Tudo é uma única
fé, mas ela pode ser fraca ou forte; menor ou maior.

Você pode aumentar a sua medida de fé fazendo três coisas:

1. Alimentando-se da Palavra de Deus. De sorte que a fé é pelo ouvir; e ouvir pela


palavra de Deus (Rm 10:17).

2. Exercitando a sua fé. Lembre-se de que, no capítulo dois, conversamos sobre o homem
que exercita seus músculos. Ele começou devagar e desenvolveu-os. Você começa devagar para
edificar a sua fé.

3. Colocando a sua fé em prática todos os dias. Creia em Deus para algo todos os dias
da sua vida, mesmo se for alguma coisa pequena. A maior parte das pessoas não usa a sua fé
todos os dias. Muitas vezes, eu digo para elas: "Creia em Deus para algo que você não tem".
Isso ajuda a manter forte a sua fé.

Algumas vezes, em vez de pegar dinheiro do meu salário que eu podia usar para comprar o
que desejo, uso a minha fé para consegui-lo. Isso mantém a minha fé viva e forte. Conservo-a
edificada de tal forma que, quando enfrenta uma tarefa impossível, estou no meu melhor e
pronto para conquistar a impossibilidade com a fé da possibilidade.
Neste capítulo, vamos aproximar-nos mais da fé real - a fé da Bíblia, a fé escritural, a fé da
possibilidade, ou o tipo de fé que Deus exercitou. Aquela fé que transforma situações
impossíveis em situações possíveis é do coração e não da cabeça. Nós leremos novamente
Marcos 11:23. Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e
lança-te no mar, e não duvidar no seu coração [...] E não duvidar no seu coração. E não duvidar
no seu coração.

"Oh", disse alguém, "estou começando a perceber. Sim, você é salvo dessa maneira.
Romanos 10:10 diz: Visto que com o coração se crê [...]" Visto que com o coração se crê! As
pessoas relerão as passagens das Escrituras acima e dirão: "Bem, a Palavra de Deus é doida!
Como você pode crer com o seu coração? Ele é um músculo!"

Você não pode. Não pode crer com o seu coração físico mais do que com seus olhos,
ouvidos, nariz, mãos, pés ou mais alguma parte do seu corpo. Paulo está falando sobre o homem
real. Se olhar para a Palavra de Deus, você encontrará várias definições do que Deus chama de
homem espiritual. Em 1 Pedro 3:4, Ele chama o homem espiritual de o homem encoberto no
coração. Em 2 Coríntios 4:16, Ele o chama de homem interior. Por isso, a definição de Deus
desse homem interior (no Novo Testamento inteiro) é um homem encoberto no coração ou
um homem interior, ou o homem interior do coração. Em alguns lugares, você descobrira
que Ele usa apenas a palavra coração.

O homem entra em contato com três áreas da vida. A física, a mental (mente, vontade e
emoção) e a espiritual. Você não precisa ir até a Bíblia para descobrir isso. Os psicólogos vão lhe
dizer isso. Se Deus é um Espírito - e a Palavra de Deus diz que Ele é - e nós fomos criados à Sua
imagem - e a Palavra de Deus diz que nós fomos - então, somos um espírito, temos uma alma e
habitamos em um corpo físico. Se você começar a pensar em você desse modo, ajudará a sua
fé. Isso o auxiliará a compreender o homem e Deus. Ajudará você a entender muitas leis
espirituais, porque o levará do plano físico para o espiritual. É nesse ponto que você precisa
estar, a fim de entender as leis divinas e a Palavra de Deus. Você não pode entender isso com a
sua cabeça; é preciso entendê-lo com o seu coração. Provérbios 3:5 diz: Confia no Senhor de
todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. Aqui está a palavra coração
outra vez. Eu gostaria de ler o mesmo versículo das Escrituras desta forma: Confia no Senhor de
todo o teu coração e força, e não te estribes na tua [própria cabeça]. Isso não faz mal algum à
Palavra de Deus. Só a traz para uma linguagem a qual podemos compreender melhor.

Seu próprio entendimento vem dos sentidos físicos e mentais. A sua fé não deve apoiar-se
no físico. Essa fé, que move a impossibilidade, tem de estar fundamentada na Palavra de Deus.
Não é como você se sente, mas é o que a Palavra de Deus diz a respeito disso. A sua fé da
impossibilidade não está nos sentimentos; está na Palavra de Deus. Se a sua fé estiver
amparada nos sentimentos, ou sair da sua cabeça, será derrotada. A sua situação impossível
permanecerá impossível. Você pode confessar até ficar com o rosto azul, porém, a montanha
impossível do desespero financeiro ainda estará olhando para o seu rosto, porque provém sua fé
natural e não da sua fé espiritual.

Nós já falamos sobre fé natural antes, mas quero provar que você realmente tem a fé
natural. Você checou a cadeira antes de se sentar e começar a ler ente livro? Verificou-a para
assegurar-se de que não iria cair, quando se sentasse nela? Certificou-se de que é feita de
material de boa qualidade? Não! Você teve fé que aquela cadeira o seguraria, e simplesmente
soltou seu corpo, não foi?

Essa e a fé natural. Se você sai de casa e entra no carro para ir a algum lugar, não abre o
capô para ver se o motor ainda está lá, se as velas estão lá, se os fios estão no lugar. Você não
utiliza alguma coisa para inserir no tanque e ver se há gasolina. Não! Você simplesmente salta
no carro, coloca a chave na ignição e liga, pisa no acelerador e dirige. Sua fé humana natural o
faz crer que o seu carro vai levá-lo aonde quer que deseje ir, e ele o faz. Por outro lado, se pegar
essa mesma fé natural, ou fé humana, e aplicá-la em situações impossíveis, ela não vai
funcionar. A fé humana natural não foi feita para funcionar no plano espiritual, porque ela é do
plano físico, natural do corpo; é nele que ela opera.
Você tem de descobrir seus dois tipos de fé

O tipo de fé que opera no plano espiritual é aquela que Deus praticou. Ela transforma as
situações impossíveis em possíveis, porque é do espírito. Ela foi feita para operar nesse âmbito.
Quando você consegue compreender os dois tipos de fé, pode seguir em frente para realizar
aquilo de que precisa. Muitas pessoas têm misturado as duas. Ora estão no espírito, ora no
plano físico ou mental. Farão uma declaração do aspecto natural, mas nada acontecerá porque
estão balançando para lá e para cá e oscilando da fé natural para a fé da possibilidade.

Quando se tornarem estabelecidas na Palavra e fizerem declarações contínuas com essa fé


da possibilidade, então e somente então, obterão resultados, caminharão e viverão a vida
vitoriosa, sem derrotas.

Se você misturar a fé natural com a fé espiritual, obterá picos de regozijo, alegria e vitória, e
despencará no vale do desespero. Para cima e para baixo, para cima e para baixo... Você irá em
cima novamente, porém, despencará.
Você não precisa viver assim. Há um lugar possível de atingir, usando a fé da possibilidade
que lhe foi concedida por Deus para que você viva com estabilidade. Venha o que vier, seja o
que for que aconteça, deixe o vento soprar, deixe as circunstâncias chegarem, deixe o diabo
rugir, você poderá caminhar bem no topo de todas as situações que se colocarem no seu
caminho. Não que você seja um super-homem, mas porque a Palavra de Deus diz isso! Tudo é
possível ao que crê. As impossibilidades do homem se tornam possibilidades de Deus por meio
desse tipo de fé. É o tipo de fé proveniente de Deus, ou a fé da possibilidade.

Um contraste entre um que teve fé fraca e um que


usou a fé da possibilidade, apesar das circunstâncias

Aqui está um exemplo de fé fraca. Encontra-se na Palavra de Deus. Disseram-lhe, pois, os


outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele [Tomé] disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos
em suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado,
de maneira nenhuma o crerei. E, oito dias depois, estavam outra vez os seus discípulos dentro,
e, com eles, Tomé. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, e apresentou-se no meio, e disse:
Paz seja convosco! Depois, disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos; chega a tua
mão e põe-na no meu lado; não sejas incrédulo, mas crente. Tomé respondeu e disse-lhe:
Senhor meu, e Deus meu! Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os
que não viram e creram! (Jo 20:25-29).

Nós lemos cm Romanos 4:17-21 sobre um homem que tinha uma fé forte. (Como está
escrito: Por pai de muitas nações te constituí), perante aquele no qual creu, a saber, Deus, o
qual vivifica os mortos e chama as coisas que não são como se já fossem. O qual, em
esperança, creu contra a esperança que seria feito pai de muitas nações, conforme o que lhe
fora dito: Assim será a tua descendência. E não enfraqueceu na fé, nem atentou para o seu
próprio corpo já amortecido (pois era já de quase cem anos), nem tampouco para o
amortecimento do ventre de Sara. E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas
foi fortificado na fé, dando glória a Deus; e estando certíssimo de que o que ele tinha prometido
também era poderoso para o fazer. A fé forte (do coração) de Abraão o livrou de olhar para as
circunstâncias que o rodeavam (a idade dele e de Sara) e de entrar em descrença. Ele sabia que
Deus era capaz e ia cumprir a Sua Palavra (Ele faria o que disse que faria).

Leia novamente o versículo 21: E, estando certíssimo de que o que ele [Deus] tinha
prometido também era poderoso para o fazer. Se você estiver certíssimo de que é verdadeiro
aquilo que Jesus disse na Palavra de Deus, e é verdade o que os apóstolos nos escreveram na
Palavra de Deus com relação a crer no Senhor, não vai ficar resmungando por aí, dizendo: "Oh, o
que será que vai acontecer em seguida?" Você saberá o que vai acontecer a seguir, porque a
Palavra de Deus nos prometeu que, se nós somente crermos, todas as coisas serão possíveis.

Jesus disse: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram!
Você pode ver a diferença entre a fé que Tomé tinha e a fé que Abraão tinha? Tomé precisou ver
primeiro, mas Abraão exercitou a sua fé do coração, e creu no que Deus lhe falou. Abraão não
tinha filhos ainda, contudo, o seu nome foi mudado de Abrão para Abraão, que significa pai de
muitas nações. Hebreus 11:1 diz: Ora, a fé é... Se, agora, a fé não é, não é considerada fé.
Agora, a fé é. Nós lemos em Romanos 4:17 que Abraão cria em Deus. Ele não cria de acordo
com o que podia sentir, mas de acordo com o que foi falado. Ele tinha a fé da possibilidade (do
coração). A fé da possibilidade não olha para a situação impossível: olha para o possível. Ela
chama as coisas que não são como se já existissem.

Algumas pessoas afirmam: "Bem, o bom senso lhe dirá... Olhe apenas para as
circunstâncias, pois elas dizem isso e isso". Você nunca lerá em lugar algum da Bíblia a
recomendação para andarmos pelo bom senso. Ela realmente diz para andarmos pela fé. A fé da
possibilidade fará o trabalho. Se Abraão tivesse olhado para o bom senso, nunca se teria tornado
o pai de muitas nações.

O bom senso lhe mostrará que um homem de cem anos de idade e uma mulher de noventa
anos nunca poderiam ser chamados de mamãe e papai, se já não tivessem filhos. No
entanto, Abraão não olhou para o bom senso. Ele disse: "Eu creio como foi falado". Deus chamou
aquelas coisas que não eram como se já fossem, quando Ele disse a Abraão que o faria um pai
de muitas nações. Ele chamou as coisas que nem mesmo pareciam possíveis, como se elas já
fossem. Abraão viu isso com a sua fé da possibilidade, e saiu direto atrás de Deus dizendo:
"Bem, eu creio de acordo com o que foi falado. Vou ser o pai de muitas nações". Nós somos os
seus descendentes espirituais. Você pode ler sobre isso no terceiro capítulo de Gálatas.

Ser movido pelo que você vê e sente, roubar-lhe-á a sua eficiência e destreza. Use a fé do
coração - a fé da possibilidade e fale a Palavra. Então, as impossibilidades do homem se trans-
formarão em possibilidades de Deus, porque quanto mais você exercitar a fé, mais ela crescerá.

Quando aprendi a usar a minha própria fé da


possibilidade para superar uma situação impossível

Eu nasci em uma família que sabia como crer em Deus. Cremos em Deus a vida inteira.
Sabíamos o que era usar a fé da possibilidade quando éramos crianças. Sabíamos o que era
sentar com mamãe e papai, e observar um homem que sabe a forma de crer em Deus.
Podíamos dever milhares de dólares em contas. Papai ia dormir como um bebê e nunca se
preocupava com isso. Ele dizia: "Está bem, família, estamos crendo em Deus para essa
quantia". Nós orávamos e críamos em Deus para aquela situação particular somente uma vez
durante o nosso culto familiar. Era assim!

Depois disso, se alguém dissesse algo sobre aquilo, diríamos: "Graças a Deus, a
necessidade está suprida". De fato, raramente tocávamos no assunto outra vez, tanto em
nossa vida de oração como em nossos pensamentos, porque, no que nos dizia respeito, era
como se Deus o tivesse feito. Falávamos e assim era.

Então, aconteceu

Eu nunca tinha ficado doente na minha vida, nem por um dia. Até aquele momento, se
alguma coisa acontecesse com minha irmã ou comigo, chamávamos papai e ele orava por nós.
O fato triste era que quase toda a nossa família fazia a mesma coisa: irmãos, irmãs, primos, tios
e tias de papai, Todos, quando estavam em apuros, chamavam Kenneth. Ele orava, e eles eram
curados. Depois que eu fiquei mais velho, se não conseguiam falar com Kenneth, chamavam-
me, e eu tinha de ir orar por eles.

Estávamos morando em Port Arthur, Texas, naquela época. Eu tinha quinze anos de idade e
estava no nono grau do Colégio Woodrow Wilson. Port Arthur fica bem na costa, abaixo do nível
do mar. Eu senti uma umidade tão alta naquele lugar que, quando os lençóis eram forrados à
noite, era como se alguém tivesse colocado água na cama. De repente, certa noite, meu ouvido
esquerdo começou a doer tanto que eu mal podia suportar. Sentia como se alguém tivesse
trabalhando com uma serra que zumbia; serra de correntes, ou uma faca de açougueiro. Meu pai
estava na Califórnia (Ele ficava fora de casa por seis ou sete semanas de cada vez, e algumas
vezes por nove semanas). Peguei o telefone na manhã seguinte, e o chamei. "Papai", eu disse.
"Tenho dor no ouvido. Ore por mim. Há alguma coisa ruim com o meu ouvido. É mais do que
uma dor. Há alguma coisa errada".

Pela primeira vez na minha vida, papai orou por mim e nada aconteceu. Fui até o meu pastor
e ele orou por mim, e nada aconteceu. Então, eu descobri que papai estava voltando para a
casa. "Oh, louvado seja Deus!", disse eu. "Papai está voltando para a casa". Levantei da cama
naquela manhã, depois de uma noite sem dormir.

Papai voltou para casa, impôs as mãos sobre mim e orou.

Alguém disse: "Puxa, você conseguiu!" Não. Não consegui. De fato, eu queria que ele não
tivesse orado por mim. Senti-me pior do que antes da oração. Papai foi pregar em algum lugar
da costa leste. Meu ouvido não tinha melhorado! E, pela primeira vez na minha vida, fui ao
médico (por uma razão além do exame físico, requerido pela escola se alguém quisesse
participar de atividades esportivas).

O médico disse: "Filho, você tem um fungo no ouvido. Ele vem das ilhas do Mar do Sul. Você
esfregou o ouvido, irritou-o e provocou feridas que penetraram nele como furúnculos. Podemos,
com sorte, detê-lo, e curar as feridas, mas esse fungo que cresce nunca vai ter jeito. É incurável.
Ele cresce em climas úmidos, abafados e, se não for tratado, provavelmente, comerá lodo o seu
ouvido". Disse ainda: "Houve casos extremos em que o fungo comeu o canal auditivo e seguiu
para o crânio quando não foi tratado". Ele disse novamente: "Nós não podemos curá-lo, mas
controlá-lo. Enquanto você viver, terá de limpar seu ouvido todas as semanas". O médico pegou
um pequeno instrumento e o introduziu no meu ouvido. Quando ele o virou, saíram algumas
lâminas finas. Ele mexeu em volta e puxou toda aquela sujeira que estava no meu ouvido.
Então, pegou um chumaço comprido de algodão, mergulhou-o em uma substância oleosa verde-
amarelada e colocou-o no meu ouvido. Deu-me um vidro pequeno do remédio e disse: "Ok,
guarde o algodão mergulhado nisso". Continuou dizendo: "Nunca mais nade. Nunca mais
coloque a sua cabeça embaixo da água. Seja cuidadoso até para lavar em volta do seu ouvido,
para ter certeza de que a umidade não penetrará nesse ouvido". Ele disse: "Se você se mudar
para o deserto, pode limpar seu ouvido uma vez por mês, ou seis semanas. Mas, para o resto da
sua vida, você deverá mantê-los limpos".

Eu peguei o medicamento e fui para a casa. Foi a primeira vez que tivemos remédio em
nossa casa. Não há qualquer coisa de errado com o remédio, se você precisar dele. Louvado seja
Deus, tome-o até que você tenha fé suficiente a ponto de não precisar usá-lo. Eu não sou contra
os remédios, nem contra os médicos. Se você estiver doente e não puder conseguir a sua cura,
porque a sua fé não se desenvolveu o suficiente, eu mesmo vou levá-lo ao hospital, e o manterei
vivo até conseguir que tenha fé suficiente em você para crer em Deus.

Os médicos estão lutando com o diabo do mesmo modo como eu, só que eles estão usando
os meios naturais, e eu estou usando os meios divinos. Estamos batalhando contra as mesmas
doenças. Muitos médicos bons mantiveram inúmeras pessoas vivas até que elas recebessem o
suficiente da Palavra para crer na cura. Nunca deixe que falem que os Hagins são contra os
médicos. De fato, não haveria pessoa alguma da linhagem dos Hagin, se os médicos não
tivessem cuidado de um deles, até que ele tivesse fé suficiente para que saísse da cama.
Disseram-lhe que ele ia morrer, mas fizeram tudo o que podiam por ele enquanto estava
naquela condição. Fizeram tudo o que podiam e, então, ele saiu de lá curado, porque a Palavra
de Deus diz isso.

Era próximo à época do Natal, quando o grande profeta da fé voltou para a casa. Perguntei-
lhe se ele podia levar-me ao médico para a limpeza do meu ouvido. Eu ia duas vezes por
semana, e pelo fato de o médico não poder ajudar-me, não me cobrava coisa alguma. Eu ia ao
consultório depois que ele tinha cuidado do seu último paciente, um pouco antes dele almoçar.
Não demorava muito. Eu só saltava no carro e corria direto para o seu consultório. Enquanto
papai dava a volta no quarteirão, eu estava pronto para saltar no carro e ir embora. Eu estava
encostado do lado da porta, com meus olhos mal alcançando o nível do vidro da janela, quando
papai falou: "Filho, você quer ser curado?"
Não era uma loucura? Eu tinha pedido para ele orar por mim duas vezes, o pastor tinha
orado por mim, lá estava ele levando-me ao médico, e ainda me perguntou se eu queria ser
curado!

"Claro", repliquei.

Ele disse: "Eu posso lhe contar como".

Estávamos indo de carro pela rua na direção de casa, e eu esperando, esperando, esperando
e, finalmente, eu disse: "Como?".

Ele falou: "Eu pensei que você nunca fosse perguntar, e eu não queria desperdiçar o meu
fôlego. Se você não quisesse saber, eu não lhe diria". Puxa! Esse também é o jeito dele! Disse
ele: "Eu estava orando sobre esta situação, e o Senhor me mostrou que você sabe tanto sobre fé
como qualquer outra pessoa. Você tem andado em torno disso por toda a sua vida. Esteve na
plataforma desde que tinha dois anos. Você tem-me ouvido pregar e ver o poder de Deus. Você
sabe disso. O Senhor até diz que você tem pregado alguns dos meus sermões".

Eu disse: "Ah, é sim. Certa ocasião, na reunião da mocidade, esperávamos ter um grande
culto, mas o preletor não apareceu. Eles estavam todos nervosos, imaginando o que iam fazer.
Eu lhes disse: Vocês se levantem, façam o louvor e a música especial. Se o preletor não
aparecer, simplesmente passem o resto para mim, Eu vou dar conta do recado. Não se
preocupem com isso!"

Eu me, levantei e preguei um dos sermões de papai. Ele o chama de Como escrever o seu
próprio bilhete com Deus. Se você alguma vez ouviu qualquer uma das suas fitas ou leu seu
material, sabe que há quatro regras simples: "Diga-o. Faça-o. Creia nele. E receba-o".

Eu afirmei: "Claro, eu tenho pregado".

Ele falou: "O Senhor me disse que você tinha". Ele prosseguiu: "Agora, se você quiser ser
curado, terá de exercitar a sua fé, e receber com a fé do seu coração".

Tinha chegado a hora de exercitar a minha fé

Eu enfrentava uma situação impossível. Todo mundo tinha orado por mim, mas eu não
conseguia coisa alguma. Chegou o tempo de transformar a minha situação impossível em uma
possível, usando a minha fé da possibilidade. Você sabe que, quando superar o problema pela
primeira vez, todas as vezes que orar ou alguém orar por você, isso vai acontecer. Entretanto,
chega um momento em que Deus espera que você cresça, e use a sua própria fé da
possibilidade para conseguir o que deseja dEle. Eu contava para aqueles jovens como receber o
que queriam de Deus, simplesmente usando aqueles quatro princípios. Contudo, eu esperava
que alguém mais me carregasse. Aquilo me acertava como uma pedra.

Há muitas pessoas que estão na mensagem da fé hoje. Elas ouviram pregadores e mestres
sobre a fé, mas não estão recebendo de Deus.

Se você não está recebendo de Deus, é porque não está colocando em ação a fé que
conhece e que está no seu coração. Não está realmente crendo por si mesmo. Está querendo
que mais alguém creia por você. Não é porque não seja vontade de Deus curá-lo.

Eu não consigo entender algumas pessoas que dizem: "Bem, talvez não seja à vontade de
Deus que eu seja curada". Entretanto, vão a todos os médicos no país para tentarem ser
curadas. Se não é à vontade de Deus que sejam curadas, então, eu lhe pergunto: por que elas
estão tentando ser curadas? Ensinaram-me, que eu tenho de estar na vontade de Deus.

Eu sabia o que fazer. Sabia que tinha a fé do coração. Eu a ouvi ser ensinada toda a minha
vida, só que nunca a tinha exercitado. Você entende: eu tinha fé, mas nunca a exercitei. Quando
chegamos a casa, papai disse: "Você quer orar?".
"Claro", eu disse. Ajoelhamo-nos; na sala da frente. Eu esperei, esperei, e esperei. Papai não
disse uma palavra. Finalmente, eu perguntei: "Você não vai orar?".

Ele disse: "Não. Não sou eu que preciso de alguma coisa. Eu só estou aqui para escorar
você".

Ele estava usando uma linguagem coloquial, que talvez você tenha usado ao levantar um
carro com o macaco e dito: "Ei, vá buscar um pedaço de tijolo ou madeira, e escore as rodas
para não se moverem".

Ele quis dizer isso quando eu falei: "Amém". Ele ia posicionar a sua fé junto a minha, de tal
maneira que ela não se movesse. Fiz uma oração simples fundamentada em Marcos 11.23,
dizendo com a minha boca porque eu cria nela com o meu coração. Eu estava exercitando a fé
da possibilidade. Imediatamente, levantei-me daquele lugar, fui diretamente para o banheiro,
tirei aquele algodão do meu ouvido e dei descarga.
Você pode dizer: "Oh! Foi curado".

Não, não fui curado. Quando aquele ar frio e úmido atingiu o meu ouvido, sentia como se
alguém tivesse acertado uma faca lá e começado a girá-la. Eu estava chamando as coisas que
não eram como se já fossem. Segurei o remédio e joguei-o fora. Troquei de roupa e fui para o
terreno baldio, onde o time da vizinhança estava jogando com os meninos da parte sul da
cidade. Nós jogávamos futebol americano com aparelhagem, sem usar enchimento.

Cheguei aprumando-me, enquanto dizia: "Ok, eu estou aqui!"

Disseram: "Nós pensamos que você não pudesse mais jogar bola, Hagin".

"Bem, eu estou aqui. Estou bom", eu disse.

"Não parece", retrucaram eles.

"Eu estou bem, obrigado. Vocês querem que eu jogue ou não?".

"Oh, sim. Vá para a sua posição de meia-direita".

Eu disse: "Ótimo, obrigado. Recomece a partida e vamos em frente". Eles já tinham dado o
pontapé inicial. O centroavante falou: "Olhe, eles têm ponta de defesa fraca e o zagueiro lateral
é muito lento. Nosso ponta do outro lado pode ir descendo e cortar o segurança, e você vai
tranqüilo pela lateral".

Falei: "ótimo. Vamos em frente". Nós chegamos lá atacando. Ele lançou a bola para mim, e
aquele ponta defensivo apareceu golpeando para valer. Fomos logo em volta dele e o deixamos
ir. O zagueiro tentava movimentar-se e, quase naquela hora, um dos garotos na minha frente o
empurrou para fora do caminho, quando avistei nosso homem vindo do outro lado. Ele afastou o
segurança, e ficou tudo na mesma. Eu estava prendendo-os na lateral. De esguelha, vi alguém
chegando em um determinado ângulo. Estendi-me para trás e me esforcei para ter um pouco de
reserva extra, mas não consegui. Eu não tive reserva alguma, porque estava sem treino.

Isso é o que acontece com a sua fé, quando você precisa de um pequeno extra, e se estende
para trás, mas ela não está lá porque você não se exercitou. Você não tem mantido a sua fé lá
no alto.

Bem, foi o que aconteceu comigo. Eu me estendi para trás buscando ter um pouquinho mais
de velocidade, porém, não a tinha exercitado por vários meses. Então, aquele homem me
pegou. Deu um salto e me agarrou com um daqueles golpes que prendem a cabeça. Claro que
ele veio de lado e colocou meu ouvido esquerdo bem no seu quadril. Começou a rodá-lo para um
lado e para o outro, e eu estava imobilizado tentando correr. Finalmente, fui para o chão, só
para conseguir que ele soltasse a minha cabeça. Ele não me colocou no chão! Eu fui para o
chão. Estava doendo, mas eu disse: "Estou curado. Obrigado, Deus, eu estou bem. Eu estou
curado".

Agora, eu quero que você perceba o seguinte: eu precisava exercitar a minha fé da


possibilidade. Eu não a vinha exercitando. Eu sabia como fazê-la funcionar, mas não tinha feito
isso.

Quando você se vê nesse tipo de situação, o diabo vai descobrir se você realmente crê ou
não no que diz. Ele não vai dobrar a cauda e fugir; ficará lá, inclinará o seu pescoço, rugirá e
berrará. Ele lhe fará todos os tipos de ameaças, porque ele vai descobrir se você realmente crê
no que diz a Palavra de Deus - o que é impossível ao homem, é possível a Deus, sendo que
todas as coisas são possíveis para aquele que crê.

Eu continuei confessando a Palavra

Durante duas semanas, cada vez que me virava, eu dizia: "Eu estou curado pelo poder de
Deus". Eu estava exercitando a fé da possibilidade com o meu coração, não com a minha
cabeça. Se eu estivesse exercitando com a minha cabeça, eu teria feito o que a minha cabeça
queria: voltado ao médico, conseguido mais alguns remédios, porque, no mínimo, eles não
deixariam doer tanto. Pelo menos, quando o vento atingisse o meu ouvido, não doeria. No
entanto, eu continuei confessando e voltei para a escola depois, das férias de Natal. Chegou a
vez dos meninos usarem a piscina olímpica na aula de Educação Física. Era aquela a
oportunidade do teste final da minha fé da possibilidade. O médico disse que eu nunca colo-
casse a minha cabeça debaixo da água novamente. Eu fui para a piscina, coloquei meu nariz em
uma dessas linhas pretas no fundo da piscina, e nadei até o fundo. Todas as vezes que eu dava
uma braçada, o bom senso dizia: "Você não devia estar fazendo isso, menino".

Meu coração lá dentro estava dizendo: "Obrigado, Deus, eu estou bem. Eu estou curado!
Não tenho dor. Não tenho problema no ouvido, por isso posso nadar!"

Minha cabeça estava gritando: "Por quê? Você, coisa estúpida, não sabe o quanto o seu
ouvido dói? É a primeira vez que deixa água entrar, não sabe? Olhe aqui, você está embaixo
dessa água e ela está circulando no seu ouvido. Você é estúpido, menino!"

Meu coração lá dentro continuava a dizer: "Obrigado Deus. A Palavra de Deus diz que eu
estou curado. Estou revigorado por causa das pisaduras de Jesus Cristo. A Palavra diz: Tudo é
possível ao que crê. A Palavra declara: Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é
possível. A Palavra afirma que, se eu tiver esse tipo de fé da possibilidade que move montanhas,
poderei ser curado desse problema".

Continuei dizendo: "A Palavra diz que estou curado", durante todo o percurso até a outra
extremidade. "Colocarei o meu nariz contra a parede no outro lado". Voltei, fui o mais distante
que podia e me atirei na piscina. Quando alcancei a superfície da água, alguma coisa explodiu
dentro da minha cabeça e eu disse: "Obrigado, Deus, eu estou curado".

Naquela hora, todo o resto dos garotos tinha entrado na piscina. "O que você disse?", eles
perguntaram.

"Eu disse, Obrigado, Deus, eu estou curado", respondi-lhes. Eles me olharam como se eu
fosse louco. Não me importei. Eu tinha acabado de conseguir a minha vitória, e quero lhe dizer
isso. Daquele dia em diante, até hoje, o inimigo nunca mais foi capaz de colocar enfermidade em
mim. E nunca será, porque eu aprendi como transformar situações impossíveis em situações
possíveis pela crença na Palavra de Deus.

A Palavra declara: Tudo é possível ao que crê.

A Palavra afirma: Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é possível.
A Palavra diz que nada lhe será impossível, podendo ter o que Deus diz, com a fé da
possibilidade. Você não tem isso só por um tempo. Aquilo o coloca no futuro. A Palavra diz que a
fé é agora. A fé é agora. A fé da possibilidade é agora.

Um sujeito disse uma vez ao meu pai: "Bem, não vou acreditar no que eu não posso ver ou
sentir".

Papai lhe respondeu: "Você tem cérebro? Você já o viu? Você já o sentiu?"

"Ah!", ele disse, "essa é uma coisa diferente".

"Não, não é", papai retrucou. "Tão certo como é ter cérebro na sua cabeça, é a Palavra de
Deus funcionar".

Se você olhar no capítulo 11 de Hebreus, encontrará o retrato de Abraão na galeria dos


heróis da fé, mas não encontrará o retrato de Tomé. Eu não estou desacreditando de Tomé,
porque (de acordo com a história da Igreja) ele continuou a fazer alguma grande obra para
Deus. Estou mostrando-lhe que nesses dois casos particulares, a fé de Tomé veio da sua cabeça,
pois estava operando a fé da impossibilidade. Ele disse: "Eu não vou crer a menos que possa
tocar, sentir e ver". Abraão operou na fé da possibilidade. Ele disse: "Eu chamo aquelas coisas
que não são como se já existissem, porque Deus assim o fez, e eu creio de acordo com o que foi
falado. Eu sou o pai de muitas nações".

Alguém poderia ter-lhe dito: "Onde estão seus filhos, Abraão?".

O velho Abraão responderia: "Eu creio de acordo com o que foi dito".

"Mas onde estão os seus filhos, Abraão?".

"Eu creio de acordo com o que foi falado, e assim será. Estou certíssimo de que acontecerá o
que Ele prometeu".

"Onde estão os seus filhos, Abraão?".

"Oh, eles estão todos ali, agora. Veja!".

Quando você enfrenta os problemas da vida, e as circunstâncias gritam ao seu redor, onde
está a sua resposta?

Você logo pode gritar de volta com a Palavra de Deus. "Eu não sou movido pelo que eu vejo
ou sinto. Sou movido só pelo que a palavra diz. Ela afirma: sou sarado pelas Suas pisaduras. A
Palavra diz que todas as minhas necessidades são supridas de acordo com as riquezas de Deus
em glória".

Aquela fé da possibilidade cita a Palavra, e anda pela vida vitoriosamente, cantando:


Permanecendo nas promessas, eu prevalecerei, quando as tormentas ruidosas da dúvida, e do
medo me assaltarem. Permanecendo nas promessas, eu serei um vencedor.

O que fazer, se você tiver uma situação impossível

Se você tiver uma situação impossível na sua vida que deseja mudar, pense em um
versículo da Palavra de Deus que exemplifica o seu caso. Diga o seguinte: "Pai, a Palavra de
Deus afirma que quando é impossível para o homem, é possível para Deus. A Palavra diz que
todas as coisas são possíveis para aquele que crê. Agora, Pai, eu Te agradeço que essa situação
impossível se torne possível. A montanha da impossibilidade foi removida, e a necessidade é
suprida. Agora, de acordo com a Palavra de Deus... (cite o seu versículo das Escrituras para Ele,
e agradeça-Lhe por isso)". A fé agradece na hora. A fé age imediatamente. Bem, ela está
acontecendo agora! É a hora de ficar entusiasmado com isso. A fé entusiasma na hora. Depois
que algo acontece já é passado. Louvado seja Deus! A fé é agora.
Eu sei de um homem que, em uma noite de segunda-feira, orou para a sua esposa ser salva.
Uma semana se passou, e depois uma outra semana. Na última noite da reunião (domingo), sua
esposa foi para o altar para ser salva. Todo o resto da igreja pulava e gritava, louvando a Deus.
O marido sentou-se e olhou em volta. "Qual é o problema com você?", alguém perguntou. "É a
sua esposa lá embaixo. Ela está sendo salva!".

Ele disse: "Bem, você não me viu naquela primeira noite de segunda-feira dessa reunião? Eu
estava saltando, berrando e divertindo-me! Para mim, aquele foi o momento em que ela foi
salva - quando eu coloquei a minha fé naquilo".

As coisas acontecem no plano espiritual assim que você as chama à existência, e se


manifestam mais tarde no plano natural. Quando aquela experiência termina, você está pronto
para a próxima. Louvado seja Deus!

Continue a dizer: "Obrigado, Deus, porque aquela situação impossível é possível pela
Palavra". Continue citando a palavra. Continue citando a palavra. Continue citando a palavra, e
deixe a sua fé da possibilidade crescer a um nível mais elevado.
Capítulo 4

FÉ DA POSSIBILIDADE:
QUANDO FUNCIONARÁ
PARA OS OUTROS?
Os cristãos precisam assumir os seus lugares na Palavra de Deus. Então, descobrirão que
não precisam morar na casa do impossível. Foi feito um caminho de escape, e é por meio da fé
da possibilidade da Palavra de Deus.

A fé da possibilidade sempre funcionará para você, mas nem sempre vai funcionar para os
outros. Algumas vezes, sim. Algumas vezes, não. Isso faz com que você pergunte: "Bem, se
funciona para mim, porque não posso sempre fazer a minha fé funcionar para os outros?".

Esse é o assunto que vamos tratar neste último capítulo. Se você fizer um estudo a respeito,
descobrirá que, pela fé na Palavra de Deus, você pode receber a cura, prosperidade e o
suprimento de todas as suas necessidades, além de quaisquer coisas que deseje. Eu quero
assinalar que a sua vontade pode não ser a mesma do seu avô. Você pode desejar que o seu
avô tenha algo, mas o vovô pode não querer. A Bíblia não diz: "Qualquer coisa que a irmã ou
papai deseja". Ela diz: "Qualquer coisa que você desejar". É uma coisa pessoal. Não importa
quão forte seja a sua fé; você não pode colocar os seus desejos nos membros da sua família, ou
amigos, se eles não os querem. Você não pode empurrar a salvação para as pessoas, contra a
vontade delas. Você pode orar, interceder ou apresentar o caso por elas. Mas, a menos que se
decidam por querer a salvação e tomem a Palavra de Deus como ela nos diz para fazer em
Romanos 10:9-10, elas não serão salvas.

Nem Deus pode fazer alguém ser salvo sem que este o queira. Se, Ele pudesse fazer isso,
não haveria utilidade em ficarmos aqui. Ele poderia fazer com que todo mundo se salvasse e nos
levaria para o céu. A Palavra de Deus diz que cada um de nós foi feito agente moral livre. Somos
espíritos livres capazes de escolher se serviremos ou não a Deus. Nós também temos a escolha
de caminharmos ou não na vida de fé.

Você pode ser salvo, pleno do Espírito Santo, ir para o céu, e nunca caminhar na vida de fé.
Algumas pessoas acreditam que, se você não andar forte na fé, você não vai conseguir o céu.
Claro que isso não é verdade. Contanto que você tenha fé suficiente para olhar para cima, na
face do Senhor, citar Romanos 10:9-10, você pode ser salvo, mesmo acreditando ou não em
Deus para um centavo, ou qualquer coisa a mais na sua vida. Você pode ir para o céu
simplesmente por crer na salvação, porque a salvação é o critério que o leva para o céu.

Entrar na família de Deus é similar a entrar na própria família natural. Você nasceu na sua
família e, depois que cresceu um pouco, continuou a pedir alguma coisa que queria da geladeira,
quando podia conseguir por si mesmo? Se você quiser leite ou cereal, deve (depois que cresceu
o suficiente para alcançar os puxadores da porta) consegui-lo por si mesmo. Se quiser um
sanduíche com pasta de amendoim e geléia, deve pegar o pão, a geléia e a pasta de amendoim
e prepará-lo. Veja, tudo lhe pertence, porque você faz parte da família, mas lhe compete tirar
proveito do seu privilégio. O mesmo ocorre quando você nasce na família de Deus. Tudo aqui lhe
pertence, mas depende de você tirar ou não proveito dos seus privilégios (por meio da fé).

Situe a pessoa que deseja ajudar por meio da fé

Suponha que você esteja tentando ajudar um certo homem na sua caminhada de fé. A cura
já pertence a ele, caso seja um cristão. Todas as coisas de Deus pertencem àquele homem,
exatamente como pertencem a você. No entanto, a primeira coisa que precisa fazer é ter
certeza de que ele tem tido fé suficiente para ser salvo. Depois que obtiver essa certeza, você
precisa situá-lo por meio da fé. A fé daquele homem está no nível em que ele pode concordar
com você? Se você estiver crendo na cura dele, e ele estiver crendo que vai morrer, ambos não
estarão em concordância, e você terá de conseguir que ele mude.

Você não faz isso indo até a pessoa, perseguindo-a da seguinte maneira: "Rapaz, tenha fé
em Deus. Deus quer curá-lo, tenha fé em Deus". É isso que você deseja que recaia sobre ele,
mas esse não é o enfoque mais diplomático a ser usado como introdução para que ele receba o
Senhor.

Se ele for um bebê cristão genuíno, será mais do que provável que a sua fé da
possibilidade funcionará para ele. Se for um cristão mais velho programado, ele pode ter
algumas barreiras tradicionais para ultrapassar, antes que vocês possam entrar em
concordância.

Se orar por alguém na área de cura, examinar com cuidado e disser: "Bem, está tudo
resolvido?", e ele responder: "Bom, eu espero que sim", ele não estará curado, porque ele está
esperando e você está crendo. Por isso, não vai funcionar. Você precisa conseguir que ele ouça
algumas boas mensagens de fé ou leia um bom livro sobre o assunto. Ele precisa de algo para
edificar a fé. Não saia para arranjar qualquer um daqueles testemunhos em que as pessoas
dizem: "O Senhor fez com que tudo isso acontecesse comigo". É um monte de bobagem.
Consiga alguns bons testemunhos.

Muitas pessoas não ouvirão alguém pregar, tampouco lerão um livro. Entretanto, se você
conseguir bons testemunhos de um indivíduo resgatado e liberto, elas provavelmente lerão
acerca dos depoimentos, porque estão realmente interessadas. As pessoas gostam de ler sobre
outras que tiveram sucesso ou superaram obstáculos. Embora elas estejam em um momento em
que não lêem coisa alguma, você pode conseguir com que leiam a respeito desses testemunhos.

Depois que conseguir isso das pessoas, poderá apresentar-lhes sutilmente um livrinho sobre
fé e dizer: "Eu tenho aqui algo mais que considero realmente ótimo, o qual gostaria que você
lesse". Não apresente a elas uma grande porção do alimento de fé; apenas uma lasquinha.
Lembre-se: não estão acostumadas com isso.

Se você já conseguir que a fé das pessoas seja edificada a ponto de, no mínimo, entrarem
concordância com elas poderá usar a sua fé para ajudá-lo. Você não tem de edificar aquele
indivíduo até o seu nível de fé para realizar isso. Se puder, leve-o ao nível em que ele fale: "Eu
creio que é assim, e vou concordar com você".

Os bebês na igreja precisam de cuidado

A Bíblia ensina a similaridade entre o crescimento físico e o espiritual. Há alguns anos, meu
pai promovia uma reunião de avivamento para um determinado ministro, e tinha conseguido
resultados maravilhosos nos cultos de altar. Uma noite em particular, muitos casais jovens foram
salvos. Só uns poucos tinham ido à igreja antes. Alguém perguntou para o pastor se alguma
pessoa tinha tomado nota dos seus nomes e endereços. E, para encurtar a história, ele disse:
"Oh, eu pensei que, se eles conseguissem alguma coisa, eles voltariam".
Esse fato assemelha-se ao de uma família que vai ao hospital para ter um bebê. Então, todo
mundo vai para a casa. Chega alguém para ver o novo bebê, e pergunta: "Bem, onde está o
bebê?" Os pais respondem: "Oh, se ele estiver vivo, virá para a casa depois de algum tempo".

Isso soa peculiar, mas é exatamente o que fazemos com os bebês que nascem na família de
Deus. Nós simplesmente deixamos que eles se virem. "Bendito seja Deus: se conseguirem
alguma coisa, eles voltarão!" Quando realmente voltam, colocamo-nos em uma classe onde
existem muitas pessoas espiritualmente maduras. O professor posiciona-se e "serve comida
espiritual" que, literalmente, afoga-os até a morte. Eles não podem mastigar aquilo, e começam
a secar e morrer de desnutrição.

É tolice considerar que os novos bebês cristãos podem tomar conta de si mesmos. Alguns
vão dizer: "Essa não é a minha função. Deixe o pastor fazer". Ouça: o pastor está muito ocupado
para tomar conta dos novos, porque está cuidando dos bebês espirituais mais antigos. Nesse
momento, nós, como irmãos e irmãs mais velhos em Cristo, em cada congregação em particular,
devemos começar a ministrar.

Há um ensinamento pelas igrejas que diz respeito ao ministério do corpo; e eu não estou
falando sobre isso. Entretanto, há um lugar para o ministério do corpo. Isso também não chega
ao extremo como alguns estão fazendo. Nesse ponto, começa o correto ministério do corpo. Os
irmãos e irmãs mais velhos no Senhor ministram em comunhão, sob a autoridade dos
pastores. Eu estou referindo-me aos pastores citados pela Palavra de Deus; os subpastores que
estão submetidos a Jesus Cristo, o Pastor supremo.

Alguém disse: "Bom, eu não vejo cobertura alguma". Bendito seja Deus: olhe para cima e
verá a Palavra. Ela é a sua cobertura. A cobertura do sangue do Senhor Jesus Cristo e a Palavra
de Deus são a nossa cobertura! É tudo de que você precisa. Não precisamos de guarda-chuva.

É hora de nós, como verdadeiros cristãos, começarmos a assumir a nossa posição; posição
para as coisas corretas. Não temos de brigar por causa disso: podemos amar os irmãos e ainda
não estar em sintonia com o que eles estão ensinando.

Paulo nos diz em Romanos 16:17: E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e
escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles. Faça o que Paulo está declarando,
mas não brigue com as pessoas.

Bebês espirituais programados e os não-programados

Você já viu um bebê novo em Cristo achegar-se ao grupo, e o pastor começar a usar o amor
pastoral para ajudá-lo a passar por lugares áridos. O pastor pode até levá-lo para jantar fora, e
ter uma pequena camaradagem com esse indivíduo. Um dos outros santos na congregação pode
dizer: "Bem, eu não consigo entender. O irmão Ed saiu com Fulano e ele nunca foi jantar
conosco".

Muitas vezes, quando você vê pastores e outros irmãos tendo comunhão com determinadas
pessoas, não agem dessa maneira só pelo companheirismo. Estão ministrando do jeito que se
espera, para que aquele indivíduo cresça no Senhor e atravesse o seu estágio de infância. Eles
fazem isso a fim de que ele aprenda, fique envolvido, alcance ou ultrapasse alguns dos
membros da igreja que ficam sentados controlando o que acontece ao redor. Lembre-se: se
estiver controlando, não estará aprendendo. Você parou de andar para frente e começou a olhar
para tudo à sua volta. Quando você se move para frente, os seus olhos estão voltados para um
objetivo. Não há tempo para observar o que ocorre à sua volta, porque o seu interesse está no
ministério à frente. É preciso continuar a confessar a Palavra e seguir o seu caminho. Se parar e
começar a olhar em volta, você entrará em todas as outras áreas e avenidas.

Enquanto as pessoas forem bebês espirituais, você poderá carregá-las. É relativamente fácil
fazer com que sejam curadas, quando você se dirige para um lugar onde as pessoas não foram
ensinadas e não têm muitas idéias programadas e preconcebidas sobre cura. É fácil ir a uma
cruzada missionária e pregar a milhares de pessoas acerca de Jesus Cristo, Aquele que sara, e
dar-lhes apenas o ensinamento básico e simples da fé. Você não precisa impor as mãos e orar
com elas. Começarão a saltar por todo os lugares, porque elas, simplesmente, crêem no que
você lhes contou.

Se eu puder escolher entre um grupo de 25 pessoas, em um campo estrangeiro, ou uma


multidão de 25 mil americanos que foram programados, escolherei o primeiro grupo todas as
vezes. Terei mais resultados com as 25 pessoas do que com os 25 mil que foram programadas
com toda a sorte de bobagens.

Sc você encontrar um indivíduo não-programado, será fácil falar-lhe sobre fé. Ele começará a
operar a fé imediatamente. Um jovem estudante do RHEMA (Centro de Treinamento Bíblico
RHEMA – Broken Arrow, Okla.) chegou ao meu escritório, um dia, e disse: "Eu não posso
entender porque tantos estão tendo problemas em crer em Deus por dinheiro ou por qualquer
outra coisa".

Eu perguntei: "Bem, sobre o que você está falando?".

Ele disse: "É assim. Eu nunca fui à igreja na minha vida e não sabia coisa alguma sobre a
Palavra de Deus, mas, para mim, é fácil crer. Eu nunca peço algo que não consiga".
Isso é uma coisa importante. Ele não tinha idéias preconcebidas acerca da fé, sobre crer em
Deus, ou como alguma coisa tinha de ser. Assim, quando alguém lhe disse sobre crer em Deus,
ele simplesmente começou a fazer isso, e funcionou.

"Por quê?", ele disse. "Eu nunca estou sem fé!" Ele não conseguia entender porque alguns,
que estiveram ouvindo a mensagem da fé por um bom tempo, tinham problemas em recebê-la.

Eu lhe expliquei que, embora algumas pessoas tenham ouvido aquilo por um bom tempo,
estavam tão programadas que não sabiam nem mesmo usar a sua própria fé. E, quando
receberam realmente algo no começo, estavam fundamentados na fé que provinha de alguém.
Agora, como estão ouvindo a Palavra, têm de ficar sobre os seus dois pés, e não sabem o que
estão fazendo. Muitas; delas que entraram na mensagem da fé estão tropeçando, porque não
foram ensinadas adequadamente sobre o receber e como fazer a fé funcionar para elas. Quando
entraram pela primeira vez na mensagem da fé, tudo começou a funcionar. Mas, de repente,
tudo acabou, e elas não podiam imaginar o que estava acontecendo. Ainda estão conseguindo
alguém para orar com elas, no entanto, chegou a hora em que Deus espera que usem a própria
fé da possibilidade. Sendo assim, o pastor e os amigos não podem mais carregá-las.

A sua fé funcionará para os outros por um tempo

A seguir, mostrarei um exemplo da fé proveniente de alguém que estava operando para os


membros da minha família. Entretanto, chegou o tempo em que eles precisaram usar a própria
fé, e concordar com quem estava orando. Minha prima chegou para morar conosco, quando
tinha quinze anos de idade. Ficou conosco até casar-se. Casou-se com um jovem batista, quando
ela estava fora da comunhão com Deus. Eu não estou dizendo algo contra os batistas, mas há
muitas pessoas em todas as igrejas que dizem que são isso, quando, na verdade, não são coisa
alguma. Minha prima dizia que era pentecostal, mas ela não estava indo à igreja alguma.

Eles se mudaram para Houston, e ela voltou a ter comunhão com Deus. Certa madrugada, o
telefone tocou. E eu me lembro de papai dizendo: "Quem é?" Finalmente, eu o ouvi dizer:
"Acalme-se, qual é o problema?" Era a única irmã de papai.

Naquela altura, todo mundo em casa estava acordado. Minha irmã, mamãe e eu corremos
em direção a papai e perguntamos: "O que é? O que há de errado?".

"Bem", papai disse. "Nasceu o bebê da sua prima. Disseram, no começo, que ele nasceu
morto, depois disseram que não estava morto, mas não tinha oxigênio, e é tão deformada que
nem parece ter rosto humano... Será melhor que ninguém o veja. Eles querem que eu vá orar".
Veja, eles sabiam a quem recorrer quando precisavam de alguma coisa!
Papai sabia como colocara sua fé da possibilidade para funcionar na situação
impossível. Ele disse: "Diga-lhes que o bebê viverá e não morrerá, estará tudo bem".

Minha tia falou: "Oh, você acha isso, Kenneth?".

"Não, eu não acho isso - eu sei disso. Agora repita depois de mim..." Papai fê-la repetir
novamente, e falou: "Assim que você desligar esse telefone, diga-lhes o que eu falei".

No dia seguinte, quando todos chegaram ao hospital, o marido da minha prima encontrou-os
gritando: "Eu sou um batista-pentecostal!" Vejam: foram menos de dez minutos depois que a
minha tia desligou o telefone, quando a enfermeira saiu e disse: "Podem ver o bebê agora. Nós
não sabemos o que aconteceu, mas, de repente, a cabeça dele se encheu como um balão. A
criança está bem". Aquele foi um milagre. Eles tinham visto o poder de Deus operar. Antes, um
pequeno osso estava faltando, e ele tinha de passar por uma operação extensa (um transplante
ósseo).

Agora, ele é um garoto saudável e crescido. Eu quero mostrar-lhe algo: a fé de alguém mais
(a de papai) trabalhou por eles e salvou a vida daquela criança.

Eu vi tios, tias, tios-avós, todos na nossa família chamarem papai para orar, quando nós
estávamos em todos os lugares nos Estados Unidos.

Uma vez, minha avó chamou papai, dizendo que a prima-irmã dele estava no hospital: "o
médico disse que ela não vai viver". Papai sabia que eles não tinham conhecimento sobre fé. De
fato, naquela época, nem se diziam cristãos.

Papai disse: "Bem, diga-lhes agora, mamãe, que ela viverá e não morrerá". O corpo dela
inteiro era uma massa de infecção, e era só uma questão de tempo. Tão logo a infecção
alcançasse o seu coração, ela morreria. A infecção já tinha amortecido as suas pernas.

Vovó disse: "Oh, você ouviu do céu!" Ela sabia que papai tinha manifestações especiais do
alto.

"Claro que ouvi", ele respondeu.

"Oh, louvado seja Deus!", ela exclamou.

"Marcos 11:23 diz: Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e
lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe
será feito".

"Oh!", ela falou, soando desapontamento.

Todos querem alguma manifestação espiritual, uma voz audível, ou algo que lhes forneça
um sinal. Eles têm todos os sinais de que precisam. Está na Palavra: "Diga com a sua boca, creia
no seu coração, e veja acontecer".

Os cristãos precisam crescer espiritualmente

Eu observei membros da nossa família enquanto eram curados, de tempos em tempos:


coisas instantâneas. Então, vi que chegou o dia em que eles clamaram por ajuda e nada
aconteceu. Foi naquele momento que o irmão Hagin, meu pai, começou a estudar sobre isso, e
eu aprendi ao ouvi-lo. Papai aborda esse assunto no seu livro Crescendo espiritualmente.¹. Ele
começou a explicar da seguinte forma: nós tomamos conta de um bebê por um tempo. No
entanto, esperamos que ele cresça, comece a alimentar-se e a tomar conta de si mesmo. Deus
opera pelas pessoas durante um tempo, mas chega o dia em que Ele espera que os cristãos
abandonem o hábito de alguém mais dar-lhes a colher na boca, e comecem a crer por si
mesmos. Precisam crescer até o nível de fé da concordância com mais alguém.
A sua fé funcionará para os outros, sendo estes bebês cristãos, se os desejos deles forem os
mesmos que os seus. Contudo, logo têm de crer em Deus por si mesmas.

É triste dizer, mas muitas pessoas nunca aprendem a usar a própria fé, a menos que
encarem uma situação trágica. Clamam a Deus e nada acontece. Então, começam a procurar,
orar e buscar o Senhor. Começam a atentar para a Palavra de Deus, e descobrem que foi sua
própria falha.

Não culpe Deus

As pessoas continuam a culpar Deus pelas coisas más que lhes acontecem. Não é culpa
dEle. Certa ocasião, enquanto eu estava ensinando em uma determinada cidade, ocorreu uma
tragédia. Algumas crianças estavam desaparecidas há quatro horas. Elas haviam sido atingidas
por um trem. Não foi falha no trem da companhia ferroviária. O problema ocorreu no trilho, e o
engenheiro estava fazendo o seu trabalho. Nem foi também culpa de Deus. A culpa reside no
fato de que os pais nem sabiam onde as crianças estavam. Levaram quatro horas batendo nas
portas da vizinhança antes de encontrá-las. A culpa voltou para os pais, pois elas não deveriam
estar brincando nos trilhos. Os pais, provavelmente, disseram-lhes para não brincar naquele
local, no entanto, como eram menores, competia aos pais mantê-las afastadas.

Deus já nos tinha dito na Sua Palavra: Tudo é possível ao que crê e Aos homens é isso
impossível, mas a Deus tudo é possível. No entanto, as pessoas não aceitam o que Ele está
dizendo-lhes para fazer, por isso seguem os próprios caminhos em vez do caminho de Deus, e
encontram problemas. Então, ou culpam a Deus, ou o diabo, quando nenhum deles teve nada a
ver com aquilo.

Elas dirão: "Oh, foi o diabo".

Bem, se foi o diabo, aconteceu porque você permitiu que ele o fizesse.

Compete a você

A fé da possibilidade funcionará para você, se operá-la; porém, compete a você fazê-la


funcionar. Seria tolice se eu me sentasse, segurasse o lápis e dissesse: "Quanto dá 2 x 6?" e
simplesmente ficasse sentado. "Eu aprendi as tabuadas, mas elas não funcionam para mim.
Quanto será 2 x 6?" Naturalmente, você sabe fazer o trabalho das tabuadas por si mesmo, e
sabe que 2 x 6 é igual a 12. É desse jeito com a fé da possibilidade. Não funciona por si mesma.
É preciso fazê-la funcionar para você. Você já tem a fórmula.

Você aprendeu uma fórmula, nos princípios da matemática, para encontrar a circunferência
de um círculo. Aprendeu uma fórmula para encontrar o raio de um círculo; para achar o diâmetro
de um círculo e encontrar a volume de um cilindro. Se estudou matemática na escola, aprendeu
a fórmula de cada uma dessas coisas; mas, a menos que você pegue um papel e um lápis e se
ponha a trabalhar, aquelas fórmulas não funcionarão para você.

Se tiver uma calculadora de bolso, conseguirá que ela trabalhe para você, porém, você tem
de, no mínimo, apertar os botões. Eu estou certo de que, algum dia, a tecnologia moderna
inventará uma calculadora acionada pela voz que fará o trabalho por você, mas ainda terá de
falar com ela. É assim com a fé da possibilidade. Compete a você fazê-la funcionar a seu favor.

A fé da possibilidade sempre funcionará para você, e algumas vezes para os outros, quando
eles caem em determinadas categorias. No entanto, nunca funcionará para alguém cujo desejo
não seja o mesmo que o seu. A fé da possibilidade nunca operará por alguém, se ele não quiser
ou não concordar em ser curado, não importando o quanto você deseja libertá-lo.

Um determinado dom do Espírito pode começar a operar e, dessa forma, as pessoas


poderiam ser curadas. No entanto, trata-se de um assunto completamente diferente. As pessoas
precisam ser ensinadas sobre isso. Existe uma diferença entre a operação dos dons, do
Espírito, e a unção especial na qual a fé precisa ser exercida. Quando os dons do Espírito, os
de milagres e outros dons estão em operação, as coisas simplesmente acontecem. Mas, quando
é uma unção especial ou um desejo seu, é preciso ativar o poder de Deus com a sua fé. Jesus
não falou para a mulher com fluxo de sangue, em Marcos, capítulo cinco: "Filha, o meu poder te
curou". Não! Ele se virou e disse: "A tua fé te salvou". A tua fé. Aquela mulher pegou a fé da
possibilidade, e transformou a impossibilidade, em possibilidade.

Como ela fez aquilo? Quando ela ouviu.

Quando ela ouviu o quê? Quando ela ouviu a Palavra. O primeiro capítulo do Evangelho de
João, versículo 14, diz que o Verbo se fez carne e habitou entre nós. É a Palavra escrita. Quando
ela adquiriu fé? Quando ela ouviu: "A fé vem pelo ouvir [ouvir, ouvir, ouvir] a Palavra de Deus".
Você não pode ficar só no ouvir; é preciso crer e agir segundo a fé da possibilidade.

Este método funciona no plano natural, bem como no espiritual. Os psicólogos vão dizer para
uma pessoa que não tem confiança em si mesma para pegar um lápis e uma folha de papel,
escrever seu nome inúmeras vezes. Eles também dirão: "Fique de pé na frente de um espelho e
olhe para si mesmo, diga seu nome bem alto, repetindo-o várias vezes".

Tome a Palavra de Deus e edifique a sua confiança. Não rejeiteis, pois, a vossa confiança (Hb
10:35a). A Palavra é a sua confiança. A Palavra faz a fé da possibilidade e, por isso, todas as
coisas são possíveis para você, porque não existem e nunca existirão impossibilidades com
Deus. Possibilidade atrás de possibilidade existirá, se você fizer com que se torne realidade. As
possibilidades existem quando os filhos de Deus as declaram com a boca.

Eu nunca estive perto de uma situação impossível, porque onde há o poder de Deus, há
poder suficiente para tomar conta de qualquer problema que apareça.

Tome esse poder e a Palavra, declare o que você deseja, e veja acontecer na sua vida.

Cite a Palavra para aqueles que deseja ajudar

Se vai ajudar mais alguém a crer, você tem de conseguir que se levante na fé até que
creia; é preciso que seja o desejo da pessoa.

E se não desejar a salvação?

Então, cite a Palavra que esteja relacionada a essa pessoa. Diz em Hebreus 11:6: Aquele
que se aproxima de Deus creia que ele galardoador dos que o buscam. Encontre alguma
passagem bíblica para citar de tal modo que comece a crer em Deus. Quando começar a crer
em Deus, o Espírito Santo ajudará. O desejo dela mudará. A menos que creia em Deus, todas as
suas orações e confissões não farão bem algum, porque você está colocando no canal errado.

Eu não estou dizendo a você que seja impossível para as pessoas encontrarem Deus do jeito
que você está fazendo. Você não está usando a fórmula certa. Se eu quiser encontrar a raio de
um círculo, posso achar o diâmetro, mas tenho de fazer algo mais: dividir o diâmetro pela
metade. Veja: eu preciso fazer algum ajuste. É o mesmo quando você está tratando uma pessoa
perdida. Pode começar usando uma área da crença e, quando chegar lá, perceberá onde aquele
indivíduo está, e dirá a ele: "Ei! Essa não é a fórmula certa". Você terá de voltar atrás e ajustar.

Algumas vezes, quando começamos a usar a fé da possibilidade, entramos na situação e


podemos achar que a pessoa está crendo junto conosco. De repente, descobrimos que elas
estão apenas esperando. Nós estamos crendo, e elas estão apenas esperando. Temos de mudar
e ajustar de tal maneira que as levantemos até o ponto em que possam concordar conosco,
antes de termos a resposta.

As possibilidades existem onde as situações impossíveis são encontradas.

O impossível traz grandes vitórias.


A prova da fé traz grandes recompensas. Nunca houve uma vitória onde não tenha havido
uma batalha.

Não pense que se levantará após ter lido este livro, simplesmente começará a usar a fé da
possibilidade, e as coisas acontecerão ao seu redor. Elas não irão.

Você pode dizer: "Ken, você nos edificou, e nos deixou sem ar!" Muito bom! Isso o manterá
com os pés no chão quando terminar este livro. Então, conseguirá realizar alguma coisa!

O Bulevar da Vitória ou a Rua da Derrota:


você escolhe

Eu desejo que saiba que você pode pegar essa fé da possibilidade e fazer as coisas
funcionarem a seu favor. Também quero que você saiba o seguinte: antes de você parar de ler,
o diabo não vai desistir tão facilmente. Ele descobrirá se você realmente acredita que todas as
coisas são possíveis para aquele que crê. Ele fará com que você trabalhe na fórmula antes de
encolher a cauda e fugir.

Esta tem sido a queda de muitas pessoas boas que deram as costas para a mensagem da fé.
Saíram e começaram a usar alguns princípios que ouviram, e tiveram um pouco de oposição.
Como não estava tudo cor-de-rosa e lindo, disseram: "Bem, esse negócio não vale a pena".
Foram traídas pelas palavras. Fale de indivíduos intimidados e machucados, e é isso que você
encontra.

Se puder colocá-las de volta ao ponto no qual possam confessar a Palavra adequadamente


com as suas bocas, do jeito que é preciso confessar, e lutar até a vitória, descobrirá que elas
nunca mais serão derrotadas novamente enquanto viverem.

Uma vez que você tenha provado a emoção da vitória, nunca mais ficará satisfeito com a
agonia da derrota. Na vida, nas coisas espirituais ou naturais, ou no que for, uma vez que você
comprovou a emoção de estar no topo, nunca mais voltará a cair.

Talvez, no seu trabalho, você tenha se esforçado para subir de posição e, promoção após
promoção, chegou ao topo. Você vai assegurar-se de que nunca precisará descer novamente.

Quando eu estava no exército, tornei-me um líder de pelotão. Quando fui para o exterior, fui
promovido a assistente encarregado de toda a nossa aparelhagem (trabalhando no centro de
comunicações). Eu lhe garanto: assegurei-me de que nunca mais voltaria para uma posição
inferior, na qual tinha de puxar a KP (ordem da cozinha) e limpar latrinas. Eu me certifiquei de
que ia permanecer no topo, porque eu gostava dos privilégios que acompanhavam a posição.

Eu gosto dos privilégios que acompanham a posição de soldado do Senhor Jesus Cristo.
Aprendi a usar a fé da possibilidade, vou combater usando a Palavra de Deus, e ficar no topo.
Permanecerei vitorioso. Serei um vencedor em Cristo Jesus. Eu estive na Rua da Derrota, e não
voltarei para lá. Continuarei vivendo no Bulevar da Vitória.

Alguém disse: "Sim, mas o bom senso lhe dirá que, em algum momento, você precisa ir para
baixo".

Não sou movido pelo bom senso! A Palavra de Deus disse que eu vivo pela fé, e não pelo
bom senso. Poderá dizer ainda: "Sim, mas as circunstâncias dizem isso e aquilo".

Não sou movido pelas circunstâncias. Eu não sou movido pelo que eu sinto. Não sou movido
pelo que vejo. Não sou movido por coisa alguma, exceto aquilo em que eu creio. E eu creio no
que a Palavra diz.

A Palavra afirma: Maior é o que está em vós [mim] do que o que está no mundo.
A Palavra declara: Pelas Suas pisaduras fomos [sou] sarados.

A Palavra diz: O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades
em glória, por Cristo Jesus. E isso significa suprimento abundante, e não apenas uma
amostra de suprimento.

A Palavra diz, e essa é a maneira de você fazer a fé da possibilidade funcionar. É dessa


forma que você cria possibilidades a partir das impossibilidades.

Lembre-se disso e escreva.

Se você não se lembrar de coisa alguma que tenha lido, lembre-se disso: a Palavra de
Deus extrairá possibilidades das impossibilidades.

Como pastor associado no trabalho com a juventude, nos idos dos anos 60, fiz os garotos
confeccionarem cartazes com as frases: Maior é o que está em mim do que o que está no
mundo; Eu sou um Vencedor, etc. Eu pedia que os expusessem de forma que eles pudessem
ver os cartazes sempre quando saíam. Se você precisar, faça uma tabuleta com as seguintes
palavras: Por meio da Palavra de Deus, as impossibilidades são possibilidades. Coloque-
a onde possa ser a primeira coisa a ser vista por você pela manhã, e a última coisa, à noite. Diga
isso várias vezes para si mesmo. Se declarar isso não mais do que naqueles dois momentos,
após algum tempo, descobrirá que, de repente, as coisas ficarão diferentes para você.

Será porque você tem confessado que, por meio da Palavra de Deus, as impossibilidades são
possibilidades. Então, terá sido escolarizado na fé da possibilidade.

IMPOSSIBILIDADE HUMANA; POSSIBILIDADE DIVINA!

¹ HAGIN, Kenneth E. Crescendo Espiritualmente, Rio de Janeiro: Graça, 1989.


Livros de Kenneth E. Hagin,
Kenneth Hagin Jr.
e Oretha Hagin
publicado em português

Kenneth E. Hagin

• O Nome de Jesus
• Como ser dirigido pelo Espírito de Deus
• O que fazer quando a fé parece fraca e a vitória perdida
• Redimidos da miséria, da enfermidade e da morte
• O homem em três dimensões
• O espírito humano
• É necessário que os cristãos sofram?
• A arte da intercessão
• O extraordinário crescimento da fé
• Crescendo espiritualmente
• Compreendendo a unção
• Alimento da fé
• Compreendendo como combater o bom combate da fé
• A respeito dos dons espirituais
• A oração que prevalece para a paz
• Novos limiares da fé
• Planos, propósitos e práticas
• Uma nova unção
• Autoridade do crente
• Sete passos vitais para receber o Espírito Santo
• El Shaddai
• Zoe – a própria vida de Deus
• O Espírito Santo e seus dons
• Curso de estudos da fé bíblica
• Ministrando à sua família
• Curso de estudos da oração bíblica
• O dom da profecia
• Ele concedeu dons aos homens
• Sermões clássicos
• Os dons do ministério
• A fé para remover montanhas
• Seguindo o plano de Deus
• Eu creio em visões
• Amor – o caminho para a vitória
• Guia para o jejum equilibrado
• Sete coisas que você deve saber sobre a cura divina
• O cristão que intercede
• Escrituras que curam
• A questão feminina
• Bem-vindo à família de Deus
• Pensamento certo ou errado
• A Palavra de Deus: um remédio infalível
• Jesus – a Porta aberta
• Chaves bíblicas para a prosperidade financeira

Kenneth Hagin Jr.

• Depois da fé... Vem o quê?


• Não desista – a sua fé levará você à vitória
• Fale com sua montanha
• O poder disponível do louvor
• O plano divino para a vitória
• É a sua vez!
• Ouça o seu coração
• Saia do vale!
• Bem-aventurado
• Como fazer o sonho que o Senhor lhe deu se tornar realidade

Oretha Hagin

• O preço não é maior do que a graça de Deus


Impossibilidade humana – possibilidade divina