Você está na página 1de 44

Capítulo 02

Planejando o Sistema

Ciclo PDCA

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 2

1
Ciclo PDCA
SENTIR

• O plano deve ser


Problema e Planejar
Objetivo
claro, bem definido, • Descrição do problema e
PENSAR
atingível e do objetivo
Análise do
mensurável Problema
• Encontre a causa
• Fale com dados

AGIR

A P Planejar o projeto
• Direção e marcos
• Atividades e recursos

C D
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 3

Ciclo PDCA
• Execute a solução –
não esqueça do A P
treinamento
Informação
C D para todas as partes
envolvidas

Implementação solução
escolhida

Treinamento de Clientes
Internos e externos
Executar
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 4

2
Ciclo PDCA
• Este passo indica
onde nós estamos
comparado com o
nosso plano
A P
Temporary
Ajustes temporários
adjustments C D
Encontrar as causas
dos problemas
temporários

Avaliar
Verificar Pedir ao Cliente
para falar com
dados
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 5

Ciclo PDCA
• Ação e Reação, o
estágio da Agir
Padronização. Adicionar melhorias
– PDCA
novamente

Padronizar
a solução

Repetir medidas de
prevenção A P
C D
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 6

3
Principais Elementos
1 Objetivo e campo de aplicação
2 Publicações de referência
3 Termos e definições
4 Elementos do Sistema de Gestão de SSO
4.1 Termos e Definições
4.2 Política de SSO
4.3 Planejamento.
4.4 Implementação e Operação.
4.5 Verificação e ação corretiva.
4.6 Análise crítica pela administração

Anexo A: Correspondência entre a OHSAS 18001:2007 e ISO


14001:2004

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 7

Objetivo
A OHSAS 18001 fornece orientação sobre:

• Desenvolvimento de Sistemas de Gestão


de Segurança e Saúde Ocupacional (SSO);
• Ligação com outras normas sobre Sistemas
de Gestão.

A norma não prescreve critérios de


desempenho de SSO, nem procura dar
orientações detalhadas sobre a concepção geral
de Sistemas de Gestão.
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 8

4
Objetivo

• Especificar os requisitos de um SGSSO

• Controlar os seus riscos de acidentes e doenças


ocupacionais

• Melhorar o desempenho de SSO

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 9

Aplicação
Aplicável a qualquer organização que deseje:

• Estabelecer um SGSSO
• Implementar, manter e melhorar um SGSSO;
• Assegurar-se da conformidade com sua política de
SSO
• Demonstrar conformidade com a OHSAS 18001

Esta Norma OHSAS é direcionada à SSO e não a


outras áreas de segurança e saúde, tais como:
programas de bem estar de funcionários, segurança
de produtos, danos à propriedade ou impactos
ambientais. Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 10

5
Publicações de referência
Outras publicações que fornecem informações ou
diretrizes estão listadas na Bibliografia.

É aconselhável que sejam consultadas as últimas


edições de cada publicação. Especificamente, deve ser
feita referência à:

OHSAS 18002:2008 – Diretrizes para a implementação


da OHSAS 18001:2007

BS 8800:2004 - Guia para sistemas de gestão da


segurança e saúde ocupacional.
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 11

Termos e Definições
Sistema
Conjunto de elementos inter-relacionados ou interativos.

Gestão
Atividades coordenadas para dirigir e controlar uma
organização

Sistema de gestão
Sistema para estabelecer políticas e objetivos, e para atingir
estes objetivos.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 12

6
Termos e Definições
Acidente
Evento não-planejado que resulta em morte, doença, lesão,
dano ou outra perda.

Doença
Condição física ou mental adversa identificável, oriunda
de, e/ou agravada por, uma atividade laboral e/ou situação
relacionada ao trabalho.

Incidente
Evento que deu origem a um acidente ou que tinha o
potencial de levar a um acidente.

NOTA: Um incidente em que não ocorre doença, lesão, dano


ou outra perda também é chamado de "quase-acidente". O
termo "incidente" inclui " quase-acidente "
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 13

Termos e Definições
Melhoria contínua
Processo de aprimoramento do Sistema de Gestão da SSO,
visando atingir melhorias no desempenho global da
Segurança e saúde ocupacional, de acordo com a política de
SSO da organização.

NOTA: Não é necessário que o processo seja aplicado


simultaneamente a todas as áreas de atividade.

Perigo
Fonte ou situação com potencial para provocar danos em
termos de lesão, doença, dano à propriedade, dano ao meio
ambiente do local de trabalho, ou uma combinação destes.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 14

7
Termos e Definições
Identificação de perigos
Processo de reconhecimento que um perigo (ver 3.4) existe,
e de definição de suas características.

Parte interessada
Indivíduo ou grupo, interno ou externo ao local de trabalho,
interessado ou afetado pelo desempenho da SSO de uma
organização.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 15

Termos e Definições
Não-conformidade
Qualquer desvio das normas de trabalho, práticas,
procedimentos, regulamentos, desempenho do sistema de
gestão etc., que possa levar, direta ou indiretamente, à lesão
ou doença, dano à propriedade, dano ao meio ambiente de
trabalho, ou uma combinação destes.

Objetivos
Metas, em termos de desempenho da SSO, que uma
organização estabelece para ela própria alcançar.

NOTA 1: Convém que os objetivos sejam quantificados


sempre que exeqüível.
NOTA 2: A seção 4.3.3 requer que os objetivos de SSO sejam
coerentes com a política de SSO
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 16

8
Termos e Definições
Segurança e Saúde Ocupacional (SSO)
Condições e fatores que afetam o bem-estar de funcionários,
trabalhadores temporários, pessoal contratado, visitantes e
qualquer outra pessoa no local de trabalho.

Sistema de Gestão de SSO


Parte do sistema de gestão global que facilita o
gerenciamento dos riscos de SSO associados aos negócios da
organização. Isto inclui a estrutura organizacional, atividades
de planejamento, responsabilidades, práticas, procedimentos,
processos e recursos para desenvolver, implementar, atingir,
analisar criticamente e manter a política de SSO da
organização.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 17

Termos e Definições
Organização
Companhia, corporação, firma, empresa, organização ou
associação, ou parte dela, incorporada ou não, pública ou
privada, que tem funções e estrutura administrativa próprias.

NOTA: Para organizações com mais de uma unidade de negócio,


uma única unidade pode ser definida como uma organização.

Desempenho
Resultados mensuráveis do Sistema de Gestão da SSO,
relacionados ao controle da organização sobre seus riscos à
segurança e saúde, com base em sua política e objetivos de
SSO.

NOTA: medição do desempenho inclui a medição de atividades e


resultados da gestão de SSO.
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 18

9
Termos e Definições
Risco
Combinação da probabilidade de ocorrência e da(s)
conseqüência(s) de um determinado evento perigoso.

Avaliação de riscos
Processo global de estimar a magnitude dos riscos, e decidir se
um risco é ou não tolerável.

Segurança
Isenção de riscos inaceitáveis de danos.

Risco tolerável
Risco que foi reduzido a um nível que pode ser suportado pela
organização, levando em conta suas obrigações legais e sua
própria política de SSO.
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 19

Termos e Definições
Ação corretiva
Ação para eliminar a causa de uma não conformidade
identificada ou outra situação indesejável.

NOTA 1: Pode existir mais de uma causa para uma mesma


não-conformidade.
NOTA 2: Ação corretiva é executada para prevenir a repetição,
enquanto que a ação preventiva é executada para prevenir a
ocorrência.

Ação preventiva
Ação para eliminar a causa de uma potencial não conformidade
ou outra situação potencialmente indesejável.

NOTA: Pode existir mais de uma causa para uma não-


conformidade potencial.
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 20

10
Termos e Definições
Procedimento
Forma especificada de executar uma atividade ou um
processo.

NOTA: Procedimentos podem ser documentados ou não.

Documento
Informação e o meio no qual ela está contida.

NOTA: O meio físico pode ser papel, magnético, disco de


computador de leitura ótica ou eletrônica, fotografia ou
amostra-padrão, ou uma combinação destes.

Registro
Documento que apresenta resultados obtidos ou fornece
evidências de atividades realizadas.
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 21

Termos e Definições
Local de trabalho
Qualquer local físico no qual atividades relacionadas ao
trabalho são executadas sob o controle da organização.

NOTA: Sempre que fizer considerações sobre o que


constitui um local de trabalho, convém que a
organização leve em
consideração os efeitos da SSO sobre o pessoal que
esteja, por exemplo, viajando ou em trânsito (p.ex.:
dirigindo,
viajando de avião, ônibus ou trem), trabalhando nas
instalações de um cliente, ou trabalhando em casa.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 22

11
Termos e Definições
Política de SSO
Intenções e princípios gerais de uma organização em relação
ao seu desempenho da SSO, conforme formalmente expresso
pela Alta Direção.

NOTA: A política de SSO fornece um arcabouço para a ação e


para o estabelecimento dos objetivos de SSO.

Auditoria
Exame sistemático para determinar se as atividades e
resultados relacionados estão em conformidade com as
providências planejadas, e se essas providências estão
implementadas efetivamente e são adequadas para atender à
política e aos objetivos (ver 3.9) da organização.
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 23

Termos e Definições
Desempenho de SSO
Resultados mensuráveis da gestão de uma organização de
seus risco(s) de SSO

NOTA 1: Medição do desempenho da SSO inclui a medição da


eficácia dos controles da organização.

NOTA 2: No contexto dos SGSSO, os resultados também


podem ser medidos em relação à política de SSO, objetivos
de SSO e outros requisitos de desempenho da SSO da
organização

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 24

12
Requisitos Gerais

• Estabelecer, documentar, implementar,


manter e melhorar continuamente um
SGSSO em conformidade com os requisitos da
norma OHSAS 18001, e determinar como
atenderá a esses requisitos.

• Definir e documentar o escopo de seu


SGSSO.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 25

4.2
POLÍTICA DE SSO

Fundamentos
Gerência de
da Riscos
Qualidade
- Capítulo
- Capítulo
01 02 26

13
Política de SSO

Análise Crítica pela Administração

Retroalimentação a
Auditorias Política partir da medição
de desempenho

Planejamento

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 27

Política de SSO

• A política de SSO é a declaração (da alta


administração) da organização sobre sua
conduta no que tange a SSO.

• A Alta Administração (AA) deve definir e


autorizar a política de SSO da organização e
assegurar que, dentro do escopo definido de
seu sistema de gestão da SSO, a política
deve:

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 28

14
Política de SSO
A política de SSO deve:

• ser apropriada à natureza e escala dos riscos de SSO

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 29

Política de SSO
• incluir comprometimento com a prevenção de
lesões e doenças e, com a melhoria contínua
da gestão e do desempenho da SSO

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 30

15
Política de SSO
• incluir um comprometimento em atender, pelo menos,
aos requisitos legais aplicáveis e, a outros
requisitos subscritos pela organização, que se
relacionem a seus perigos de SSO

• Níveis federal, estadual e municipal


• Procedimentos organizacionais
• Normas técnicas referenciadas

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 31

Política de SSO
• fornecer a estrutura para estabelecimento e
análise crítica dos objetivos de SSO

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 32

16
Política de SSO
• ser documentada, implementada e mantida;

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 33

Política de SSO
• ser comunicada a todas as pessoas que
trabalhem sob o controle da organização,
com o intuito de que elas tenham ciência de suas
obrigações individuais em relação à SSO;

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 34

17
Política de SSO
• estar disponível às partes interessadas

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 35

Política de SSO
• ser, periodicamente, analisada criticamente
para assegurar que permanece pertinente e
apropriada à organização.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 36

18
Política de SSO
• ser documentada, implementada e mantida;

• ser comunicada a todas as pessoas que


trabalhem sob o controle da organização, com o
intuito de que elas tenham ciência de suas
obrigações individuais em relação à SSO;

• estar disponível às partes interessadas

• ser, periodicamente, analisada criticamente, para


assegurar que permanece pertinente e apropriada
à organização.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 37

Política de SSO
• ser documentada, implementada e mantida;

• ser comunicada a todas as pessoas que


trabalhem sob o controle da organização, com o
intuito de que elas tenham ciência de suas
obrigações individuais em relação à SSO;

• estar disponível às partes interessadas

• ser, periodicamente, analisada criticamente, para


assegurar que permanece pertinente e apropriada
à organização.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 38

19
Fundamentos
Gerência de
da Riscos
Qualidade
- Capítulo
- Capítulo
01 02 39

4.3
PLANEJAMENTO

Fundamentos
Gerência de
da Riscos
Qualidade
- Capítulo
- Capítulo
01 02 40

20
Política de SSO
NC mais comuns
• Não privilegiar ações preventivas
• Desconhecer as • Falta de MDO capacitada para
responsabilidades de SSO implementar o SGSSO
• Melhoria contínua não explícita • Falta de compromisso com o
na política programa de prevenção de SSO
• Falta de acesso aos indicadores
• Implementação formal da reativos e tolerância a indicadores
política não evidenciada “mascarados”
• Não acompanhar a performance do
• Não atualização em casos de SGSSO
mudança de processos e/ou • Não atendimento a requisitos
métodos de trabalho legais, técnicos, procedimentos e
boas práticas de SSO
• Não divulgar atribuições e • Não evidenciar o acesso da política
responsabilidades de cada aos stakeholders
empregado • Inconsistência ou inexistência de
um programa de Higiene
• Não disponibilizar recursos Ocupacional
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 41

4.3
PLANEJAMENTO

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 42

21
Planejamento

Política

Retroalimentação a
Auditorias Planejamento partir da medição
de desempenho

Implementação e
Operação

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 43

Planejamento
• 4.3.1 Identificação de perigos, avaliação de riscos e
determinação de controles

• 4.3.2 Requisitos legais e outros requisitos.

• 4.3.3 Objetivos e Programa(s)

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 44

22
Mapeamento de Perigos e
Riscos
Perigo
• Uma ou mais condições de uma variável com
potencial necessário para causar danos

Risco
• Probabilidade de possíveis danos dentro de
um período específico de tempo, podendo ser
indicado pela probabilidade de um acidente
multiplicada pelo impacto deste em valores
monetários.
Gerência de Riscos - Capítulo 01 45

Mapeamento de Perigos e
Riscos

A organização deve estabelecer,


implementar e manter procedimento(s)
para a identificação contínua de perigos,
a avaliação de riscos e a determinação
dos controles necessários.

Os procedimento(s) para a identificação e


para a avaliação de riscos devem levar
em consideração:
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 46

23
Mapeamento de Perigos e
Riscos
• atividades rotineiras e não-rotineiras;

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 47

Mapeamento de Perigos e
Riscos
• atividades de todas as pessoas que
tenham acesso ao local de trabalho
(incluindo terceirizados e visitantes);

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 48

24
Mapeamento de Perigos e
Riscos
• comportamento humano, capacidades e
outros fatores humanos;

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 49

Mapeamento de Perigos e
Riscos
• perigos identificados de origem externa ao local de
trabalho, capazes de afetar adversamente a
segurança e a saúde das pessoas sob o controle da
organização no local de trabalho;

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 50

25
Mapeamento de Perigos e
Riscos
• perigos criados na vizinhança do local de
trabalho, por atividades relacionadas ao
trabalho sob o controle da organização;

(Obs.: pode ser mais


apropriado que tais
perigos sejam
avaliados como
aspectos ambientais)

51

Mapeamento de Perigos e
Riscos
• infra-estrutura, equipamentos e materiais no local
de trabalho, sejam eles fornecidos pela
organização ou por outros;

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 52

26
Mapeamento de Perigos e
Riscos
• mudanças ou propostas de mudança na
organização, em suas atividades ou materiais;

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 53

Mapeamento de Perigos e
Riscos
• modificações no sistema de gestão da SSO,
incluindo mudanças temporárias, bem como seus
impactos nas operações, processos e atividades;

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 54

27
Mapeamento de Perigos e
Riscos
• qualquer obrigação legal aplicável relacionada à
avaliação de riscos e à implementação dos
controles necessários

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 55

Mapeamento de Perigos e
Riscos
• o desenho das áreas de trabalho, processos,
instalações, máquinas, equipamentos,
procedimentos operacionais e organização do
trabalho, incluindo sua adaptação às capacidades
humanas.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 56

28
Mapeamento de Perigos e
Riscos

Filme: Trabalho em Altura

57

Mapeamento de Perigos e
Riscos

A metodologia da organização para


identificação de perigos e avaliação de
riscos deve:

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 58

29
Mapeamento de Perigos e
Riscos
• ser definida em relação ao seu escopo,natureza e
momento oportuno para agir, para assegurar que
ela seja proativa em vez de reativa;

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 59

Mapeamento de Perigos e
Riscos
• fornecer subsídios para a identificação,
priorização e documentação dos riscos, bem
como para a aplicação dos controles, conforme
apropriado.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 60

30
Mapeamento de Perigos e
Riscos
• Para a gestão de mudanças, a organização deve
identificar os perigos de SSO e os riscos de
SSO associados às mudanças na organização,
no SGSSO, ou em suas atividades, antes da
introdução de tais mudanças.

• A organização deve assegurar que os resultados


dessas avaliações sejam levados em
consideração quando da determinação dos
controles.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 61

Mapeamento de Perigos e
Riscos
• Ao determinar controles ou
considerar as mudanças nos
E controles existentes, deve-se
considerar a redução dos riscos, de
S acordo com a seguinte hierarquia:

CE • Eliminação (E)
• Substituição (S)
CA • Controles de engenharia (CE)
• Controles administrativos (CA)
S/E
• Sinalização e EPIs (S/E)

62
16/09/2009 62

31
Mapeamento de Perigos e
Riscos
A organização deve documentar e manter
atualizados os resultados da identificação de
perigos, da avaliação de riscos e dos controles
determinados

A organização deve assegurar que os riscos de


SSO e os controles determinados sejam
levados em consideração no estabelecimento,
implementação e manutenção de seu SGSSO.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 63

Mapeamento de Perigos e
Riscos
Pré Evento Pós
Acidentes do trabalho
Doenças Ocupacionais RISCO
PERIGO

PROATIVIDADE REATIVIDADE

Ações PREVENTIVAS Ações CORRETIVAS

Prevenir a Evitar a REPETIÇÃO


64
OCORRÊNCIA Mitigar os DANOS

32
Mapeamento de Perigos e
Riscos
Atividade

Perigo
Descarga de
material

Levant. manual de peso


Processo

Riscos
Aquisição Lombalgias
de DORT
matéria-prima
65

Mapeamento de Perigos e
Riscos

Exposição ao calor
Atividade

Operação
Perigo

de
Caldeiras
Processo
Riscos

Queimaduras Geração de vapor


Desidratação para produção
66

33
Mapeamento de Perigos e
Riscos
Atividade

Perigo
Conserto do
telhado

Queda em altura
Processo

Riscos
Fraturas múltiplas
Reforma de uma
Traumatismos/Ferimentos
Residência
Morte
67
(Construção civil)

Mapeamento de Perigos e
Riscos

Trabalho em espaço confinado


Atividade

Inspeção do
Perigo

moinho

Asfixia
Processo
Riscos

Claustrofobia Moagem
Desmaio de cimento
68 Morte

34
Mapeamento de Perigos
e Riscos
TIPO O QUE É FERRAMENTAS

Análise dos perigos de falhas


de processos ou de  Brainstorming
equipamentos, com o propósito  Técnica dos Incidentes Críticos (TIC)
Identificação de
de identificar quais  Check-List (Lista de Verificação – LV)
Perigos
substâncias, organismos,  What-If (E Se...)
operações ou processos  Structured What-If Technique (SWIFT)
podem ocasionar riscos.

 Análise Preliminar de Riscos (APR)


 FMEA (Failure Mode and Event Analysis)
Análise e Determinação das possíveis  HazOp (Hazard Operability)
Avaliação de conseqüências dos perigos
Riscos identificados  Análise de Árvore de Falhas (AAF/FTA)
 Análise de Árvore de Efeitos (AAE/ETA)
 Análise de Diagrama de Blocos (ADB)

69 Gerência de Riscos - Capítulo 01

Mapeamento de Perigos e
Riscos
Riscos
Determinação do Perigos
Nível de Risco Riscos
(NR) da situação
atual Atividades
Riscos

Perigos Riscos
Processo

Riscos

Atividade Perigos Riscos

Preventivas Reativas
70
Medidas de Controle

35
Mapeamento de Perigos e
Riscos
NC mais comuns • Não identificação de situações
• Falta de qualificação das potenciais de perigo (ex.: quase-
acidentes)
pessoas que usam a
• Não evidenciado estudo de risco
metodologia identificando cenários e ações de
• Falta de registro e divulgação controle que envolvessem
terrorismo, sabotagem, etc.
da informação
• Não identificados os perigos de
• Não identificação das atividades desenvolvidas fora
atividades (rotineira, não- das instalações da empresa (ex.:
home office, viagens, instalações
rotineira, futuras, do cliente e/ou fornecedor)
emergenciais) • Não identificação de atividades
que possuam os agentes da
• Avaliação e gradação de riscos fatalidade
• Não identificação de todos os • Metodologia apresenta alto grau
perigos da atividade de subjetividade
Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 71

Atendimento a Requisitos
Legais e Outros Requisitos

A organização deve estabelecer,


implementar e manter procedimento(s)
para identificar e ter acesso à legislação
e a outros requisitos de SSO que lhe são
aplicáveis.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 72

36
Atendimento a Requisitos
Legais e Outros Requisitos

A organização deve assegurar que tais


requisitos legais aplicáveis e outros
requisitos subscritos por ela sejam
levados em consideração no
estabelecimento, implementação e
manutenção do SGSSO.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 73

Atendimento a Requisitos
Legais e Outros Requisitos

A organização deve manter essa


informação atualizada.

A organização deve comunicar as


informações pertinentes sobre requisitos
legais e outros requisitos às pessoas que
trabalham sob seu controle e às outras
partes interessadas pertinentes.

Fundamentos da Qualidade - Capítulo 02 74

37
Atendimento a Requisitos
Legais e Outros Requisitos
• Levantamento de aspectos legais:
• Legislação pertinente (federal, estadual, municipal)
• Outros requisitos legais (ex.: outros países)

• Situação da empresa em relação às exigências legais:


• Trabalhista
• Previdenciária
• Ambiental (interfaces com SSO)
• Específica (ex.: CTNBio, CNEN)

• Licenças de funcionamento (ex.: AVCB)

• Acordos e compromissos (ex.: cliente, matriz)

Atendimento a Requisitos
Legais e Outros Requisitos
NR Resumo A N/A Justificativa
Dista sobre as A organização é uma empresa
NR-01 disposições gerais x privada cujos empregados são
de SSO regidos pela CLT

O dimensionamento da
Dista sobre o empresa quanto ao grau de
NR-04 dimensionamento do x risco (03) e n0 de empregados
SESMT (90) não enseja
obrigatoriedade de SESMT

Dista sobre SSO em A atividade econômica da


NR-29 x
atividades portuárias organização não é portuária

38
Objetivos e Programas
• Objetivo: propósito global, decorrente da política de SSO,
que uma organização se propõe a atingir

• Meta: requisito de desempenho detalhado, quantificado


sempre que exeqüível, aplicável a organização ou parte
dela, resultante dos objetivos de SSO e que necessita ser
estabelecido e atendido para que tais objetivos sejam
alcançados; é o detalhamento do objetivo de SSO.

• Programa: planejamento de como se alcançar os objetivos e


metas, ou seja, é a operacionalização destes.

77 Gerência de Riscos - Capítulo 01

Objetivos e Programas

A organização deve estabelecer,


implementar e manter objetivos de
SSO documentados, nas funções e níveis
pertinentes da organização.

39
Objetivos e Programas

Os objetivos devem ser mensuráveis,


quando exeqüível, e coerentes com a
política de SSO, incluindo-se os
comprometimentos com a prevenção de
lesões e doenças, com o atendimento a
requisitos legais aplicáveis e outros
requisitos subscritos pela organização, e
com a melhoria contínua.

Objetivos e Programas

Política

Mapeamento
Objetivos e
de Perigos
Metas
e Riscos

40
Objetivos e Programas

Ao estabelecer e analisar criticamente seus


objetivos, a organização deve considerar
os requisitos legais e outros requisitos
por ela subscritos e seus riscos de SSO.

Objetivos e Programas

Deve também considerar suas opções


tecnológicas, seus requisitos
financeiros, operacionais e comerciais,
bem como a visão das partes
interessadas pertinentes.

41
Objetivos e Programas

A organização deve estabelecer,


implementar e manter programa(s)
para atingir seus objetivos.

Objetivos e Programas
O(s) programa(s) deve(m) incluir pelo
menos:

a) atribuição de responsabilidade e autoridade


para atingir os objetivos nas funções e
níveis pertinentes da organização, e

b) os meios e o prazo no qual os objetivos


devem ser atingidos.

42
Objetivos e Programas

O(s) programa(s) deve(m) ser


analisado(s) criticamente a intervalos
regulares e planejados, e ajustado(s)
conforme necessário, para assegurar
que os objetivos sejam atingidos.

Objetivos e Programas
Tipo: reativo
Objetivo: Meta:
Reduzir os acidentes e 1. Reduzir a taxa de freqüência de acidentes
doenças ocupacionais CPT em pelo menos 50% até 2012
na organização 2. Reduzir o absentismo ocupacional em
30% até 2010
Programa de SSO (ações):
 Implementação de um programa de Qualidade de Vida no Trabalho
 Sistematização de uma metodologia de Análise de Causa Raiz (ACR)
 Implementação de um SGSSO, baseado na OHSAS 18001:2007
 Criação de um comitê executivo de SSO

86 Gerência de Riscos - Capítulo 01

43
Objetivos, Metas e
Programas
Tipo: proativo
Objetivo: Meta:
Prevenir acidentes 1. Registrar pelo menos dez quase-acidentes para
de trabalho através cada acidente CPT em 2009
do tratamento de 2. Cada empregado deve registrar pelo menos duas
quase-acidentes auditorias mensais de segurança em 2010
Programa de SSO (ações):
 Procedimento efetivo de registro de quase-acidentes
 Treinamento em auditoria de segurança para todos os empregados
 Desenvolvimento e implementação de ferramenta eletrônica para registro,
análise, tratamento e follow-up das ações referentes a quase-acidentes

87 Gerência de Riscos - Capítulo 01

44