Você está na página 1de 3

Apostila de Matemática 19 – Números

Complexos

1.0 Definições

O conjunto dos números complexos devem ser tais que possam ser somados e
multiplicados, e também possibilitam a extração da raíz quadrada do número
negativo – O conjunto R é subconjunto e C.
Definição de Gauss e Hamilton – O conjunto dos números complexos é um
conjunto de pares ordenados de números reais, em que vale as regras de:
Igualdade: (a, b) = (c, d) a = c e b = d.
Adição: (a, b) + (c, d) = (a + c, b + d).
Multiplicação: (a, b)(c, d) = (ac - bd, ad + bc).

2.0 Forma Algébrica ou Binomial

Unidade imaginária (i):

i² = -1

Seu valor repete-se de 4 em 4 potências:

i
0
= 1
i
1
= i
i
2
= -1
i
3
= -i
i
4
= 1

Um número complexo qualquer z = (a, b) pode ser escrito assim:

z = a + bi
(a R, b R e i² = -1)

Parte real – a.
Número imaginário puro – Quando ‘a’ for nulo.
Parte imaginária – b.
Número real – Quando ‘b’ for nulo.

2.1 Operações na Forma Algébrica

Igualdade de números complexos – Iguala=se as partes reais e as partes
imaginárias separadamente.
Soma de números complexos – Somam-se as partes reais e as partes imaginárias
separadamente.
Multiplicação de números complexos – Multiplica-se normalmente.

2.1.1 Divisão de Números Complexos

A divisão de números complexos é resolvida racionalizando-a:



3.0 Representação Geométrica

No plano dos números complexos ou plano de Argand-Gauss:
‘a’ faz parte do eixo das abscissas.
‘b’ faz parte do eixo das coordenadas.
Os números complexos reais pertencem ao eixo Ox.
Os números complexos imaginários puros pertencem ao eixo Oy.
Para cada número complexo existe um único ponto e vice-versa.

4.0 Conjugado do Número Complexo

Se z = a + bi, então seu conjugado é = a – bi.
O conjugado de ‘z’ é representado graficamente sendo o simétrico de ‘z’ em
relação ao eixo Ox.

4.1 Propriedades

z = a² + b² – Real e positivo/nulo.
Se z = , então ‘z’ é um número complexo real.
– O conjugado da soma é igual à soma dos conjugados.
– O conjugado do produto é igual ao produto dos conjugados.


5.0 Forma Trigonométrica dos Números Complexos

Módulo do número complexo – O módulo de um número complexo é a
distância da origem do sistema de coordenadas ‘O’ ao afixo de ‘z’.



O ângulo formado entre o eixo Ox e o módulo chama-se argumento (arg(z))
– A tangente é o meio mais fácil para determinar o argumento.







Substituindo os valores de ‘a’ e ‘b’ da forma algébrica, obtêm-se a forma
trigonométrica:



5.1 Operações na Forma Trigonométrica

5.1.1 Multiplicação

Origina-se um número complexo cujo módulo é igual ao produto dos
módulos dos fatores e cujo argumento é igual à soma dos argumentos dos
fatores reduzido ao primeiro quadrante:



5.1.2 Divisão

Origina-se um número complexo cujo módulo é o quociente dos módulos
dos fatores e cujo argumento é a diferença dos argumentos dos fatores,
reduzido ao primeiro quadrante:



5.1.3 Potenciação

Primeira fórmula de Moivre – Origina-se um número complexo cujo módulo
está elevado a ‘n’ (número natural) e cujo argumento é a multiplicação do
argumento por ‘n’, reduzido ao primeiro quadrante:



5.1.4 Radiciação

Segunda Fórmula de Moivre – Origina-se um número complexo cujo módulo
é a sua radiciação por ‘n’ e cujo argumento é a soma dele por 2k e a relação
deles por ‘n’:



‘k’ representa a quantidade de quadrantes em que o ângulo pode estar.

0 k n – 1

Após k = n -1, os valores começam a se repetir – Entre 0 e n – 1 tem-se ‘n’
raízes distintas.