Você está na página 1de 12

Madeira Emigrante

MADEIRA EMIGRANTE
Serviço de Notícias Regionais

Actualidades

Vice-presidente do GR divulgou incentivos


para utilização dos Parques Industriais
O vice-presidente do Governo Regional desafiou esta semana, os empresários a se
instalarem nos Parques Industriais da Região, tendo em conta a existência de uma série
de incentivos, quer do Instituto de Desenvolvimento Empresarial (IDE), quer dos próprios
municípios, que podem beneficiar as respectivas actividades. João Cunha e Silva falava
na inauguração de doze pavilhões que a Madeira Parques Empresariais construiu no
Parque Empresarial de Câmara de Lobos.
Assegurando que a estratégia que a Região seguiu, em termos de Parques Empresariais,
contribuiu também para o Ordenamento do Território, retirando do centro das localidades
empresas que contribuem para o aumento do ruído e poluição, o que beneficia o
Ambiente e contribui para a qualidade de vida das populações, o governante também
reconheceu as dificuldades devido à crise internacional e à perda de verbas por parte da
Região, por esta ter saído do Objectivo 1 da UE. Mas as dificuldades devem-se também
«por sermos discriminados dentro do Estado português, por razões políticas inexplicáveis
e incompreensíveis».
Apesar de tudo, Cunha e Silva assegurou que o Governo Regional tudo tem feito para
diminuir as dificuldades que os empresários atravessam. «Lançámos linhas de crédito
para as Pequenas e Médias Empresas e para as Micro Empresas, aligeirámos os
sistemas de incentivo e a forma de recorrer a eles, acrescentámos mais uma linha de
crédito para que os empresários possam a eles aceder com mais facilidade e arranjámos
um instrumento especial, inédito no País e, se calhar, na Europa, que foram os
sobrecustos para funcionamento, que vão ajudar em muito outras carências que,
eventualmente, outros empresários possam ter», lembrou, salientando ainda que o GR
não faz mais porque não pode.
Madeira Emigrante

Mesmo assim, garantiu que o Governo «está aqui para ajudar os empresários da Madeira
a terem esperança e confiança no futuro».
De salientar que o presidente da Madeira Parques Empresariais anunciou que serão
construídos, em breve, mais 28 pavilhões em parques industriais espalhados pela Região.
O lançamento do concurso será feito no início de 2010, estando a conclusão da obra
prevista para Maio de 2011.

Madeira tem atingidas metas


da UE para a Educação
A Madeira já conseguiu atingir alguns dos objectivos traçados pela União Europeia ao
nível da Educação, para 2010, outros estão em vias disso, como garantiu recentemente o
secretário regional de Educação e Cultura na sessão de abertura do V Colóquio sobre
Investigação em Educação da Universidade da Madeira (UMa), subordinado ao tema
“Pesquisar para mudar a formação”, uma iniciativa da responsabilidade do Centro de
Investigação em Educação (CIE) da UMa e que decorreu no Madeira Tecnopolo.
Francisco Fernandes fez uma apresentação pormenorizada dos resultados alcançados
pela Região, ao nível da Educação/Formação. Os números apontam para 100% das
crianças com 5 anos a frequentarem em 2009 a Educação Pré-Escolar, uma meta que já
havia sido atingida em 2008.
«Relativamente à taxa de escolarização, a meta da UE é de 90% sendo que a Madeira
apresenta-se com 87.2%. Quanto à generalização do ensino do Inglês, a Região atingiu a
meta proposta cifrando-se nos 100% ao nível do Ensino Básico. Quanto à redução do
insucesso escolar, o objectivo europeu apontava para uma diminuição de 50% em relação
ao ano 2000. De acordo com os dados de 2007-08, a taxa de retenção e de desistência é
de 12% o que levou o governante a advertir que “ainda há algum caminho a percorrer
para chegar a metade daquilo que acontecia em 2000”.
No que diz respeito ao Português e Matemática, os resultados dos últimos três anos das
provas de aferição no 4.º ano, por exemplo, colocam a RAM com uma boa percentagem
de positivas. Em termos do Português é de 91% e na Matemática é de cerca de 90% de
positivas, situação esta que se vai deteriorando à medida que passamos para o 6.º ano
(85% no Português, 73% na Matemática) e 9.º ano (68% no Português e 54% na
Matemática).
De salientar, ainda, que a Madeira regista ao nível da qualificação profissional, 48 mil
Madeira Emigrante

formandos em várias áreas, entre 2007-09 sendo que os cursos de Educação/Formação


ascendem a 125, entre outras situações», escreve o Jornal da Madeira.

Centro de Santo António


com atendimento à gripe
O Centro de Saúde de Santo António passa a dispor, a partir da próxima segunda-feira,
dia 7 de Dezembro, de um Serviço de Atendimento à Gripe (SAG), dirigido aos residentes
no concelho do Funchal que apresentem sintomas sugestivos de síndrome gripal,
anunciou ontem, Maurício Melim. O presidente do Instituto de Administração da Saúde e
Assuntos Sociais, IP-RAM diz que a decisão foi tomada face à situação epidemiológica da
gripe A na Região com maior concentração de casos no contexto escolar. Este serviço de
atendimento vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 8 às 20 horas, sábados,
domingos e feriados, das 8 às 13 horas. Contudo, adianta Maurício Melim, as grávidas e
crianças com idade inferior a um ano, perante sintomas sugestivos de gripe, devem dirigir-
se ao Hospital Dr. Nélio Mendonça.
Já a outro nível e mediante notícias publicadas a nível nacional e que dão conta do
desperdício de vacinas por causa da falta de comparência de alguns no dia marcado para
receberem a vacina da gripe A, afirma que, felizmente, na Madeira, a pandemrix tem sido
muito bem aproveitada.
Refira-se que a ministra da saúde admitiu ontem que há pessoas que estão a faltar à
chamada para a vacina, sendo que «os receios infundados», estão a levar ao desperdício
do produto.
Neste momento, e ainda segundo Maurício Melim, estamos muito próximo das três mil
pessoas vacinadas. Este é um número muito bom. As grávidas, que à partida mostravam
alguns receios, começam a participar em massa nesta campanha. Já foram vacinadas
mais de uma centena.

Sismo 3.8 na escala de Richter a Norte


da Deserta Grande, não foi sentido
Um sismo com magnitude de 3.8 na escala de Richter com epicentro a 16 quilómetros a
Norte da Deserta Grande, Madeira, foi registado no dia 3, na Rede Sísmica de Portugal
continental, segundo o Instituto de Meteorologia.O sismo foi registado às 12:05.
Em comunicado, o IM disse que até às 12:27, não foi recebida qualquer informação
Madeira Emigrante

confirmando que o sismo tenha sido sentido. O presidente do Serviço Regional de


Protecção Civil, Luís Neri, disse, por seu lado, à agência Lusa, que não teve
conhecimento do sismo. Fonte dos Bombeiros Municipais de Machico (a Leste da ilha)
também disse à Lusa que a corporação não recebeu qualquer chamada de alarme da
população.

Edifício em Santa Luzia “deu” prémio nacional


à Investimentos Habitacionais da Madeira
O edifício Santa Luzia, projectado e promovido pela Investimentos Habitacionais da
Madeira, destinado ao arrendamento social, foi distinguido pelo Instituto de Habitação e
da Reabilitação Urbana com o prémio IHRU 2009 de promoção municipal e regional.
Trata-se de um empreendimento com preocupações específicas para situações de
mobilidade reduzida composto por 10 fogos, integrando elevador, jardim e sala de
convívio, onde residem famílias constituídas por uma ou duas pessoas idosas.
A cerimónia de entrega do galardão foi a 4 Dezembro no auditório do Centro Científico e
Cultural de Macau, em Lisboa e foi presidido pela ministra do Ambiente e do
Ordenamento do Território, Dulce Pássaro.

Secretaria Regional dos Recursos Naturais lança


campanha para compra de vinho e bordados como prendas de Natal
A secretaria regional dos Recursos Naturais e Ambiente lançou , no último dia 2, uma
campanha promocional do vinho e bordado Madeira no mercado local apresentando-os
como produtos genuínos para prendas de Natal.
"Esta campanha tenta provocar madeirenses e visitantes numa altura de ofertas de
Natal", disse o secretário regional dos Recursos Naturais e Ambiente, Manuel António
Correia, no lançamento desta iniciativa que decorreu no Instituto do Vinho, Bordado e
Artesanato da Madeira.
Manuel António Correia lembrou que cerca de sete mil famílias dependem dos sectores
do vinho e dos bordados pelo que apelou que "os madeirenses a serem cada vez mais
regionalistas e numa altura de ofertas de Natal esta é uma excelente forma de contribuir
para a economia e o social da região".
Esta campanha tem como objectivo posicionar o vinho Madeira associando-o a um estilo
de vida madeirense requintado e festivo, sugerir a sua oferta e aumentar o seu consumo,
Madeira Emigrante

moderado, durante a época natalícia e de fim-de-ano. Estas campanhas - através de


newsletter, mupis e maketing directo - representam um investimento de 40 mil euros.O
consumo de vinho Madeira no mercado regional é de cerca de 531 mil litros e representa
cerca de 3,8 milhões de euros.

Economia

Conceição Estudante satisfeita com aprovação


na AR de subsídio de mobilidade
A secretária regional do Turismo e Transportes, Conceição Estudante, classificou a
proposta aprovada na Assembleia da República sobre o subsídio social de mobilidade
para madeirenses e estudantes nas viagens entre a Região e o continente de "boa
solução".
A oposição na Assembleia da República uniu-se no voto favorável a duas propostas de lei
originárias da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira para criar um
subsídio de apoio às viagens aéreas dos residentes e estudantes madeirenses.
Os diplomas, que mereceram o voto contra do PS, pretendem alterar o decreto-lei n.º
66/2008 que regulou a atribuição de um subsídio social de mobilidade nas deslocações
entre o arquipélago e o Continente, na sequência da liberalização do transporte aéreo,
que "veio proporcionar preços variáveis nas tarifas".
Uma das propostas prevê que, em vez dos 60 euros de subsídio actualmente atribuído
por viagem, seja feito um reembolso de 50 por cento do valor total da viagem para
residentes, e de 65 por cento
para os passageiros estudantes, em quatro viagens de ida e volta, por ano lectivo.
A outra proposta pretende contrariar a "dupla insularidade" para os residentes do Porto
Santo, obrigados a "custos acrescidos" nas ligações aéreas, propondo um subsídio de 65
por cento do montante da tarifa, em quatro viagens, desde que a viagem de ligação
Funchal-Continente seja realizada em 24 horas.
"Penso que é uma boa solução e espero que a proposta venha a ser votada na
especialidade depois de apreciada em Comissão e que igual aceitação venha a ter por
parte da Comissão Europeia", referiu.
Para Conceição Estudante, a proposta aprovada na Assembleia da República "vai
Madeira Emigrante

introduzir um rácio de justiça maior relativamente às despesas efectuadas por cada um


dos madeirenses no que diz respeito a uma viagem entre a Madeira e o continente porque
será proporcional à despesa realmente efectuada".
Confrontada se o preço de uma passagem aérea, nestes moldes, poderá ascender a
valores muito superiores aos actuais, a governante madeirense respondeu: "o tráfego
entre a Madeira e o continente tem um determinado montante de passagens anuais das
quais as viagens dos estudantes e dos madeirenses correspondem a uma minoria do
volume geral de negócios que se cria e com, a nova dinâmica do mercado, os preços das
passagens são mais determinados por razões comerciais do que por razões de pressão
sobre o tráfego global entre a Madeira e o continente".
"Este é um sistema que já existe em muitas regiões ultraperiféricas às quais foi concedido
também o apoio social ao passageiro e não teve esse efeito", concluiu.

Secretária regional defende apoios


aos portos e ao transporte de mercadorias
A secretária regional do Turismo e Transportes, Conceição Estudante, defendeu a criação
de apoios
comunitários aos portos e ao transporte marítimo de bens essenciais e de matérias-
primas para as ilhas.
A governante madeirense defendeu o estabelecimento destas medidas na reunião da
Conferência das Regiões Ultraperiféricas Marítimas da Europa que decorreu no Funchal
sobre o programa da Comissão Europeia "Auto-estradas do Mar", que tem como objectivo
facilitar o trânsito rodoviário do transporte de bens e mercadorias. "Defendemos
mecanismos que possibilitem a facilitação no transporte de mercadorias, mas também de
apoio financeiro dirigido essencialmente aos bens de primeira necessidade e matérias-
primas que são necessárias ao desenvolvimento da região", disse.
Para Conceição Estudante, "o apoio ao desenvolvimento e às infra-estruturas portuárias
deverão ter continuidade nas futuras ajudas à Região".
"Na Madeira, não pretendemos criar nenhum "hub" (centro de operações) de transporte
inter-regiões, não é essa a nossa vocação, mas podemos vir a beneficiar do "hub" que se
está a criar em Lisboa como porto de passagem e entrada de muitos bens para a
Europa", declarou.
Os trabalhos foram dirigidos pelo coordenador europeu do programa "As Auto-estradas do
Madeira Emigrante

Mar", professor Valente de Oliveira, e reuniu responsáveis dos Açores, Canárias,


Martinica e da Madeira.

Madeira aumenta investimento


para 16,7 milhões de euros em 2010
A Secretaria Regional do Turismo e Transportes vai investir 16,7 milhões de euros em
promoção, valorização e gestão da actividade turística do destino Madeira em 2010, mais
7,2 milhões de euros do que os despendidos em 2009.
Segundo o PIDDAR - Plano de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da
Administração Regional para 2010 aquela verba envolve 28 projectos de investimento,
distribuídos em duas grandes medidas - "promoção e valorização da actividade turística"
e "gestão do destino turístico".
A primeira medida contempla uma verba de 8,3 milhões de euros em acções nos
mercados externo e interno, em feiras e workshops, em publicidade, na aposta em vários
segmentos turísticos, em relações públicas, na qualificação do destino, em programas de
educação para o turismo, em estudos, análises e avaliação de projectos turísticos e na
projecção e consolidação da imagem do destino Madeira.
A segunda medida atinge os 8,4 milhões de euros e incide sobretudo na animação interna
do destno Madeira designadamente em cartazes como Carnaval, Festa da Flor, Festa do
Vinho Madeira, Festival do Atlântico, Festival Colombo, turismo desportivo e Festa do
Fim-do-Ano, cuja passagem representará um investimento de 5,6 milhões de euros.

Cultura

Exposição da artista Paula Rego


na Galeria dos Prazeres, concelho da Calheta
"Les Planches Courbes e Outras Histórias" é o tema da exposição de trabalhos da artista
portuguesa Paula Rego que está patente na Quinta Pedagógica do Prazeres, na zona
oeste da Madeira. Esta mostra é composta por seis litografias, da chamada "Série do
Vinho", e onze gravuras, obras da última fase da pintora que foram apresentadas na
Galeria 111, em Lisboa.
As 17 obras estão patentes em duas salas nos Prazeres, uma zona rural da ilha da
Madeira Emigrante

Madeira. A galerista Patrícia Sumares disse à Lusa que esta é "uma forma de
democratizar a arte e levar a arte a pessoas que de outra forma a ela não teriam acesso".
A Galeria da Quinta dos Prazeres "é já uma referência a nível regional", destacou,
mencionando que já apresentou outras exposições, entre outras uma com obras do artista
madeirense Rigo e outra com a "Opera Bosque", de artistas italianos.A responsável da
Quinta dos Prazeres, Cátia Ribeiro, disse à Lusa ser "um privilégio e uma mais-valia" ter
aquela instituição ligada
"a um nome sonante e polémico" como Paula Rego. Salientou que o trabalho
desenvolvido naquele local "começa a dar frutos" e "muitas pessoas, locais e
estrangeiras, deslocam-se de propósito para ver as exposições". "Cada vez mais são as
pessoas da localidade a voltar-se para a cultura, pessoas que não estavam habituados à
arte", realçou.

Flautista madeirense evidencia-se


no Royal Northern College of Music
A flautista madeirense Carla Sousa completou o seu mestrado no Royal Northern College
of Music (RNCM) com a qualificação máxima e obteve um estágio na Orquestra BBC do
País de Gales, anunciou a Associação Cultural Encontros da Eira (ACEE).
Segundo uma nota daquela associação madeirense, a flautista portuguesa concluiu o
mestrado em Performance de Flauta Transversal com 20 valores e três distinções, depois
de em 2009 se ter licenciado na mesma instituição com 20 valores e distinção. A mesma
nota adianta que Carla Sousa recebeu distinções em todas as componentes do curso:
Recital Final, Música de Câmara e Tese de Mestrado, esta última com o tema "Os
Instrumentos Tradicionais da Ilha da Madeira - o seu papel na cultura Madeirense dos
séculos XIX, XX e XXI".
A flautista, de 26 anos, saiu em 1999 da Madeira para estudar música, tendo estado em
Espinho e Aveiro e, há cinco anos, em Manchester.
Concorreu à National Orchestra of Wales (Orquestra da BBC no País de Gales), tendo
conquistado um "trial": período durante o qual o músico toca com a orquestra, como
membro, sendo pago como se fosse membro efectivo e durante o qual o maestro e outros
responsáveis da orquestra avaliam o seu desempenho para uma posterior admissão.
Este estágio foi atribuído "a um número de pessoas inferior aos dedos de uma mão, num
universo de mais de 150 concorrentes", refere a nota.
Madeira Emigrante

Os "trials", segundo a ACEE, "são praticamente atribuídos apenas no Reino Unido e são
tão invulgares que, nos últimos anos, não foi oferecido a nenhum flautista recém
graduado/mestre na RNCM".Carla Sousa faz parte da ACEE e colabora, sempre que
pode, em arranjos musicais e na feitura de originais.

Desporto

Nacional e Naval 1.º de Maio


empataram a uma bola
Um golo de Mateus, em cima dos 90 minutos, permitiu ao Nacional conquistar o empate
1-1 frente à Naval 1.º de Maio, em jogo da 11.ª jornada da Liga de futebol, disputado no
Estádio da Madeira. O tento de Mateus veio premiar a pressão final da equipa insular em
busca do tento do empate, isto depois da equipa da Figueira ter-se adiantado no último
minuto da primeira parte, através de Camora. Com este resultado, os insulares mantêm o
quarto lugar com 18 pontos, enquanto os figueirenses subiram provisoriamente ao 10.º
lugar, agora com 11 pontos.

Treinador do Nacional em coma induzido


com "prognóstico reservado"
O treinador de futebol do Nacional, Manuel Machado, que está internado na Unidade de
Cuidados
Intensivos do Funchal em coma induzido, continua ter um "prognóstico reservado, mas
estável", confirmou a agência Lusa. Fonte do gabinete de comunicação do Serviço de
Saúde da Madeira adiantou que o técnico da equipa madeirense "está ventilado, em
coma induzido para estar mais confortável, e continua a ter um prognóstico reservado,
mas está estável".
Acrescentou que Manuel Machado "tem feito pensos diários para limpeza de tecidos
mortos no Bloco Operatório e está a ser seguido pela Unidade de Cuidados Intensivos do
Hospital Dr. Nélio Mendonça, estando em observação permanente".
"Quando sair, a sua recuperação poderá durar várias semanas ou meses", concluiu.
Manuel Machado foi operado a uma hérnia na zona abdominal no início da semana, numa
Madeira Emigrante

unidade hospitalar do continente, tendo obtido alta e regressado ao Funchal na passada


quarta-feira. Evidenciou sintomas de febre, pelo que acabou por ser hospitalizado na
sexta-feira devido a uma infecção na zona operada.
A equipa médica que acompanhou o técnico optou por realizar, no próprio dia, uma nova
cirurgia, com o intuito de debelar o problema da infecção e desde essa altura está na
Unidade de Cuidados Intensivos daquela unidade hospitalar da capital madeirense.
De referir que circula ainda uma segunda versão sobre que tipo de operação se submeteu
Manuel Machado. Ou seja, a comunicação social também divulgou que o técnico terá sido
submetido a uma lipoaspiração, que terá corrido mal.

Rui Alves garante que substituição


de Manuel Machado será interna
O presidente do Clube Desportivo Nacional, Rui Alves, confirmou que uma eventual
substituição do técnico Manuel Machado passará pela estrutura interna do clube. "Temos
de aguardar para sabermos em que situação ficará o professor Manuel Machado, mas sei
que a solução será interna", revelou Rui Alves.
O presidente do clube madeirense garantiu que "até ao final da época, o Nacional não
trará ninguém do exterior".Rui Alves assegurou total confiança no adjunto José Augusto,
substituto de Manuel Machado que continua internado, em coma induzido, nos cuidados
intensivos do Hospital Nélio Mendonça, no Funchal.

Nacional eliminado
da Liga Europa
O Nacional viu confirmada a eliminação da Liga Europa de futebol com pesada derrota
por 4-1 no estádio do Werder Bremen e continua sem ganhar na prova, após cinco jogos.
O avançado sueco Rosenberg "bisou" aos 31 e 34, deixando o encontro da quinta ronda
do grupo L praticamente decidido a favor da equipa alemã, que já estava qualificada e
manteve o avançado português Hugo Almeida no banco de suplentes.Ruben Micael
reduziu aos 61 minutos para o conjunto madeirense, orientado pelo adjunto José Augusto,
na ausência do treinador Manuel Machado, internado no Funchal, mas Moreno (84) e
Marin (90+2) deram maior expressão ao resultado.
Madeira Emigrante

Ex-treinador Manuel Oliveira


lançou livro de memórias no Funchal
O ex-treinador de futebol Manuel Oliveira lançou, no complexo desportivo do Marítimo, no
Funchal, o seu livro "Memórias de um Treinador de futebol".
Na oportunidade o autor lembrou alguns episódios que marcaram a sua tripla passagem
pelo Marítimo, em 1979, 1982 e 1987. "Este livro espelha, em síntese, os 50 anos da
minha dedicação ao futebol como atleta, treinador e como comentarista", realçou Manuel
Oliveira.
Acompanhado pelo presidente do Marítimo, Carlos Pereira, e pelo editor António Baptista
Lopes, o ex-treinador mostrou-se surpreendido pela qualidade das instalações actuais do
clube madeirense.
"O Marítimo passou de um clube regional para um clube europeu e eu estou admirado
com a qualidade aqui encontrada", declarou. Manuel Oliveira levou o Marítimo de
regresso à Primeira Divisão na época 1982/83 e esse foi um dos marcos principais na sua
passagem pelo clube madeirense, devidamente retratada nas memórias agora
publicadas.
Aos 77 anos, Manuel Oliveira apresenta nas memórias os principais episódios vividos nos
14 clubes da Primeira Divisão por onde passou, entre os quais CUF, Leixões e Marítimo.
O antigo treinador destacou as qualidades de Ângelo, antigo jogador do Marítimo: "Foi um
dos melhores jogadores que conheci". Outro madeirense que admira é Cristiano
Ronaldo, mas observa com atenção a evolução de Rúben Micael, médio do Nacional
"muito talentoso e com muito potencial".
Por seu turno, o presidente do Marítimo, Carlos Pereira, aproveitou a oportunidade para
endereçar as melhoras ao treinador do Nacional, Manuel Machado, internado há vários
dias na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal.
"Espero, em meu nome e do Marítimo, a sua rápida recuperação e o regresso ao mundo
do futebol", declarou o presidente maritimista.
Carlos Pereira enalteceu as qualidades humanas e técnicas de Manuel Oliveira, treinador
com quem viveu alguns momentos históricos no Marítimo, quando chefiou o
departamento desportivo do clube. "A sua marca ficou registada nesta casa e na Região
Autónoma, pela sua sabedoria e análise, visto que nessa altura já olhava o passado, via o
Madeira Emigrante

presente e perspectivava o futuro", destacou.

Madeira Emigrante *** 4 de Dezembro de 2009 *** FIM