Você está na página 1de 45
Simulado de Linguagens e Matemática Autores: Colégio 7 de Setembro e AppProva Inglês QUESTÃO 91
Simulado de Linguagens e Matemática Autores: Colégio 7 de Setembro e AppProva Inglês QUESTÃO 91

Simulado de Linguagens e Matemática

Autores: Colégio 7 de Setembro e AppProva

Inglês

QUESTÃO 91 - HABILIDADE 5

7 de Setembro e AppProva Inglês QUESTÃO 91 - HABILIDADE 5 Fonte: https://www.glasbergen.com/education-cartoons/

Fonte: https://www.glasbergen.com/education-cartoons/

Analisando-se as linguagens verbal e não verbal, a charge acima satiriza

(A)

o descuido na relação entre pai e filho.

(B)

a preocupação do pai em manter o emprego.

(C)

a negligência do filho nos estudos.

(D)

a necessidade de uso do celular na faculdade.

(E)

o bom senso do filho em permanecer na escola.

QUESTÃO 92 – HABILIDADE 06
QUESTÃO 92 – HABILIDADE 06

QUESTÃO 92 HABILIDADE 06

QUESTÃO 92 – HABILIDADE 06 Um dos objetivos da propaganda é apresentar informação sobre uma marca,

Um dos objetivos da propaganda é apresentar informação sobre uma marca, produto, empresa ou até política. No folheto, anuncia-se

(A)

o lançamento de um livro.

(B)

um seminário gratuito sobre grandes redes imobiliárias mundiais toda quinta-feira.

(C)

um jornal televisivo sobre como ganhar dinheiro.

(D)

um seminário sobre salários estratosféricos com desconto na inscrição de segunda à sexta.

(E)

um documentário sobre como tornar-se rico.

QUESTÃO 93 HABILIDADE 6

Managing battery power can be the most frustrating part of owning a smartphone. Phone batteries typically last less than

a day, and charging them back up can take a full hour.

That might change in the coming years. An Israeli company has posted a video to YouTube with the prototype for technology that can charge a cell phone battery in just 30 seconds. StoreDot, the company behind the video, says the technology was born out of Alzheimer's research at Tel Aviv University. "During that research, specific amino acids were isolated and we managed to use those amino acids and peptides to create nanocrystals," said Doron Myersdorf, founder and CEO of StoreDot. "These have special properties that enable us

to use them in various devices, such as a battery."

Fonte: http://money.cnn.com/2014/04/07/technology/innovation/cell-phone-charge/index.html

A intenção do autor do texto é

(A)

mostrar a frustração do usuário na troca da bateria de um telefone celular.

(B)

informar sobre uma pesquisa a respeito da doença de Alzheimer.

(C)

criticar o longo período de carga de um telefone celular.

(D)

propagar um vídeo sobre tecnologia no YouTube.

(E)

mostrar a possibilidade de carregar um telefone celular em 30 segundos.

QUESTÃO 94 – HABILIDADE 5
QUESTÃO 94 – HABILIDADE 5

QUESTÃO 94 HABILIDADE 5

Tanto John F. Kennedy, o segundo presidente mais jovem dos Estados Unidos, quanto Eurípedes, o mais jovem dos poetas gregos, tematizaram nessas duas citações (na imagem) o/a

(A) honestidade.

(B)

liberdade.

(C)

fortuna.

(D)

ganância.

(E)

fracasso.

QUESTÃO 95 HABILIDADE 08

EMPIRE STATE OF MIND (PART. II)

Grew up in a town, That is famous as a place of movie scenes Noise is always loud There are sirens all around And the streets are mean If I could make it here I could make it anywhere That's what they say Seeing my face in lights Or my name in marquees found down Broadway Even if it ain't all it seems I got a pocketful of dreams Baby, I'm from New York, concrete jungle where dreams are made of

Fonte: http://musica.com.br/artistas/alicia-keys/m/empire-state-of-mind-part-ii

Na música podemos encontrar particularidades locais da cultura de um povo. Alicia Keys em sua interpretação de ―Empire State of Mind‖ destaca

(A)

o lado tranquilo de viver em uma grande metrópole.

(B)

a segurança que existe nas ruas.

(C)

o orgulho do povo nova iorquino.

(D) a cidade de Nova Iorque como realizadora de sonhos do cidadão nova iorquino.

(E) a riqueza dos cidadãos em Nova York.

Espanhol QUESTÃO 91 - HABILIDADE 6

Espanhol

Espanhol QUESTÃO 91 - HABILIDADE 6

QUESTÃO 91 - HABILIDADE 6

Desde el aire luce como un paisaje apocalíptico. Es como si hubiesen bombardeado la selva y los proyectiles hubiesen arrancado los árboles y dejado cráteres llenos de agua y barro. Cientos de hectáreas de paisaje lunar robadas al manto del Amazonas peruano para extirparle su tesoro más íntimo: el oro. Sobrevolamos la llamada ―La Pampa‖, el epicentro de la minería ilegal en la región de Madre de Dios, y la visión sobrecoge. Sobre todo cuando se piensa que ese trozo de selva muerta es parte del escudo protector de la reserva nacional de Tambopata. Sobre un fondo de árboles muertos, dentro de uno de los agujeros, tres hombres se sumergen hasta el cuello en un agua de color ocre en la que flotan desperdicios de comida, latas de refrescos y ramas secas. Dos de ellos nadan hasta subirse en una plataforma que parece una mezcla de balsa de náufrago, tobogán artesanal y bomba de agua.

Disponível em: http://elpais.com/elpais/2014/03/28/eps/1396018670_447946.html

A partir do que se afirma na frase ―Cientos de hectáreas de paisaje lunar robadas al manto del Amazonas peruano ‖, infere-se que a intenção do autor é

(A)

alertar sobre o processo de destruição dos recursos naturais da floresta Amazônica.

(B)

denunciar o desmatamento da floresta Amazônica.

(C)

indicar a região mais afetada pelo desmatamento.

(D)

denunciar o profundo impacto ambiental causado pela extração ilegal do ouro.

(E)

alertar sobre a devastação da floresta e a poluição do rio Amazonas.

QUESTÃO 92 - HABILIDADE 6

El drama del desencantado

drama del desencantado que se arrojó a la calle desde el décimo piso, y a medida que caía iba viendo a través de

las ventanas la intimidad de sus vecinos, las pequeñas tragedias domésticas, los amores furtivos, los breves instantes de felicidad, cuyas noticias no habían llegado nunca hasta la escalera común, de modo que en el instante de reventarse contra el pavimento de la calle había cambiado por completo su concepción del mundo, y había llegado a la conclusión de que aquella vida que abandonaba para siempre por la puerta falsa valía la pena de ser vivida.

Disponível em: http://www.ciudadseva.com/textos/cuentos/esp/ggm/el_drama_del_desencantado.htm.Acesso em: 08.04.2014.

el

No conto, El drama del desencantado, de Gabriel García Márquez, a personagem

(A)

passa a refletir sobre a efemeridade da vida.

(B)

lembra-se dos momentos felizes que viveu.

(C)

arrepende-se de não ter compartilhado dos breves instantes de felicidade que viu.

(D)

assiste a cenas íntimas através da sua janela.

(E)

observa o cotidiano dos vizinhos com os quais não havia tido contato.

QUESTÃO 93 - HABILIDADE 6
QUESTÃO 93 - HABILIDADE 6

QUESTÃO 93 - HABILIDADE 6

Pastillas para no soñar

Si lo que quieres es vivir cien años no pruebes los licores del placer. Si eres alérgico a los desengaños olvídate de esa mujer. Compra una máscara antigás, manténte dentro de la ley. Si lo que quieres es vivir cien años haz músculos de cinco a seis. Y ponte gomina que no te despeine el vientecillo de la libertad. Funda un hogar en el que nunca reine más rey que la seguridad. Evita el humo de los puros,

reduce la velocidad. Si lo que quieres es vivir cien años vacúnate contra el azar. […] Si quieres ser Matusalén vigila tu colesterol si tu película es vivir cien años, no lo hagas nunca sin condón. […] Y si en tus noches falta sal, para eso está el televisor. Si lo que quieres es cumplir cien años no vivas como vivo yo.

SABINA, J. Disponível em: http://www.musica.com/letras.asp?letra=128420 (Fragmento)

Joaquim Sabina, cantor e compositor espanhol, tem seu trabalho conhecido em diversos países de língua espanhola. Na música, Pastillas para no soñar, o cantor

(A)

faz um alerta sobre os perigos da má alimentação.

(B)

recomenda viver sem se preocupar com o amanhã.

(C)

sugere medidas para uma vida longeva.

(D)

apresenta os benefícios da prática de hábitos saudáveis.

(E)

estimula a prática de atividade física diariamente.

QUESTÃO 94 - HABILIDADE 5
QUESTÃO 94 - HABILIDADE 5

QUESTÃO 94 - HABILIDADE 5

QUESTÃO 94 - HABILIDADE 5 Disponível em: http://www.mochilashuemul.com.ar/llanca.htm.Acesso em:09.04.2014. Sabe-se que

Disponível em: http://www.mochilashuemul.com.ar/llanca.htm.Acesso em:09.04.2014.

Sabe-se que os anúncios publicitários têm a função de incitar o leitor ao consumo. A comparação feita sobre as mochilas

Llanca “

son ligeras como uma pluma.”, pretende convencer o leitor de que estas são

(A)

leves e, portanto fáceis de se carregar.

(B)

duráveis e revestidas com aço.

(C)

fabricadas para a prática de esportes radicais.

(D)

espaçosas e confortáveis.

(E)

acolchoadas e não causam dores nas costas.

QUESTÃO 95 - HABILIDADE 5

PAGAR LA LUZ Un drama con millones de afectados.

La subida de la energía, la bajada de los ingresos y la mala calidad de la edificación están poniendo en el disparadero a cada vez más familias en España.

Disponível em: http://www.revistaesposible.org/#/2/zoomed. Acesso em: 09.04.2014.

As expressões idiomáticas são consideradas registros da comunicação informal, podendo realçar com humor ou ironia o sentido das palavras em uma frase. Considerando o texto verbal e não verbal, a expressão a dos velas se refere a(o)

(A)

aumento nas tarifas das companhias energéticas.

(B)

escassez de recursos econômicos para pagar a conta de luz.

(C)

a falta de energia elétrica.

(D)

controle do consumo de energia elétrica.

(E)

uso de outros recursos para economizar energia.

Disponível em:
Disponível em:

http://www.trucosnaturales.com/

ya-ha-salido-el-numero-41-de-

la-revista-es-posible/. Acesso

em: 09.04.2014.

Linguagens QUESTÃO 96 - HABILIDADE 14

Linguagens

Linguagens QUESTÃO 96 - HABILIDADE 14

QUESTÃO 96 - HABILIDADE 14

Linguagens QUESTÃO 96 - HABILIDADE 14 Disponíveis em https://.brasilescola.com%252Fartes%252Fgrafite. Acesso em:

Disponíveis em https://.brasilescola.com%252Fartes%252Fgrafite. Acesso em: 17/03/14.

Identificando o valor da diversidade artística e analisando a utilização multicolor da arte em muros diversos da cidade, afirma-se que, atualmente, o grafite é uma forma de

(A)

expressão apoiadora da opressão, principalmente, dos menos favorecidos, ou seja, ele reflete a realidade das ruas.

(B)

agressão ao patrimônio cultural, visto que as classes menos favorecidas são oprimidas.

(C)

dano ao patrimônio público para chamar a atenção das autoridades para as classes menos favorecidas.

(D)

poluição visual que intenta criticar as autoridades públicas pelo descaso com os mais pobres.

(E) expressão que consiste em utilizar diversas cores de modo a modificar a visão monótona das cidades

grandes.

TEXTO PARA AS QUESTÕES 97 e 98

Soneto de Fidelidade

Vinicius de Moraes

De tudo ao meu amor serei atento Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto Que mesmo em face do maior encanto Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento

E em seu louvor hei de espalhar meu canto

E rir meu riso e derramar meu pranto Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure

Quem sabe a morte, angústia de quem vive

Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):

Que não seja imortal, posto que é chama Mas que seja infinito enquanto dure.

Vinicius de Moraes, "Antologia Poética", Editora do Autor, Rio de Janeiro, 1960, pág. 96.

QUESTÃO 97HABILIDADE 18

Considerando-se o tom declamatório, o poema SONETO DE FIDELIDADE, de Vinicius de Moraes, pode ser considerado um texto

(A)

narrativo.

(B)

argumentativo.

(C)

confessional.

(D)

teatral.

(E)

descritivo.

QUESTÃO 98 – HABILIDADE 18
QUESTÃO 98 – HABILIDADE 18

QUESTÃO 98 HABILIDADE 18

Na estruturação do poema ―SONETO DE FIDELIDADE‖, destaca-se

(A)

a desconstrução de oposições semânticas.

(B)

a objetividade na apresentação das ideias.

(C)

a repetição dos mesmos sons e construções gramaticais.

(D)

o emprego recorrente de figuras de linguagem.

(E)

o uso constante da inversão na ordem sintática das palavras.

QUESTÃO 99 HABILIDADE 21

Posição de estoque

 

Última atualização: 18/03/2014 08:58

de estoque   Última atualização: 18/03/2014 08:58 O+ A+ AB+ B+ O- A- AB- B- Estável
de estoque   Última atualização: 18/03/2014 08:58 O+ A+ AB+ B+ O- A- AB- B- Estável
de estoque   Última atualização: 18/03/2014 08:58 O+ A+ AB+ B+ O- A- AB- B- Estável
de estoque   Última atualização: 18/03/2014 08:58 O+ A+ AB+ B+ O- A- AB- B- Estável

O+

A+

AB+

B+

  Última atualização: 18/03/2014 08:58 O+ A+ AB+ B+ O- A- AB- B- Estável Alerta Crítico
  Última atualização: 18/03/2014 08:58 O+ A+ AB+ B+ O- A- AB- B- Estável Alerta Crítico
  Última atualização: 18/03/2014 08:58 O+ A+ AB+ B+ O- A- AB- B- Estável Alerta Crítico
  Última atualização: 18/03/2014 08:58 O+ A+ AB+ B+ O- A- AB- B- Estável Alerta Crítico

O-

A-

AB-

B-

Estável Alerta Crítico

Estável

Estável Alerta Crítico

Alerta

Estável Alerta Crítico

Crítico

Torne-se um divulgador

da causa!

Acesse aqui audio, vídeo, cartazes, folderes e

outros materiais de divulgação das campanhas

realizadas pela Pró Sangue

Notícias

 
14 MAR
14
MAR

Pró-Sangue participa da Tour do Carinho

12 MAR
12
MAR

Pró-Sangue recebe "Futebol tá no meu Sangue"

07 MAR
07
MAR

Sangue Corinthiano acontece no fim de março

25 MAR
25
MAR

Pró-Sangue atenderá no Carnaval

 

Assessoria de Impressa

Jornal Eletrônico

Agenda

ver toda a programação

 

Dia Nacional do Doador Voluntário de

mais informações  Dia Nacional do Doador Voluntário de

Sangue

25 NOV 23 OUT
25
NOV
23
OUT

Aniversário da Pró-Sangue

mais informações25 NOV 23 OUT Aniversário da Pró-Sangue

Aniversário

Disponível em: http://www.prosangue.sp.gov.br/home/Default.aspx Acesso em 14/03/2014.

O cartaz da Pró-Sangue tem a finalidade de induzir o leitor a uma mudança de comportamento,

(A)

informando a quantidade de sangue que falta no estoque, para incentivar doações.

(B)

indicando, durante os meses festivos, as atividades da Pró-Sangue.

(C)

apresentando a agenda das datas para doação de sangue, convocando os doadores.

(D)

possibilitando o contato de muitos doadores através das mídias eletrônicas.

(E)

incentivando o leitor do cartaz a também divulgar o trabalho feito pela instituição.

QUESTÃO 100 HABILIDADE 12

―Em A Negra temos elementos cubistas no fundo da tela e ela também é considerada antecessora da Antropofagia na pintura de Tarsila. Essa negra de seios grandes fez parte da infância de Tarsila, pois seu pai era um grande fazendeiro, e as negras, geralmente filhas de escravos, eram as amas-secas, espécies de babás que cuidavam das crianças.‖

De caráter multifacetado, o leitor contemporâneo encontra-se em constante interface com grande variedade de textos em tela: cinema, televisão, pintura, computador, celular e outros suportes de representação do mundo da tecnologia. O contexto em que esses textos são gerados é de fundamental importância para que se possa desvendar-lhes ―os mistérios‖. Partindo-se dessa relação texto e contexto, a tela ―A Negra‖, de Tarsila do Amaral, está associada ao fato de que

(A)

no período da escravidão, as negras africanas eram exploradas de todas as formas, inclusive como “amas de leite” dos filhos dos patrões.

(B)

as mulheres negras eram exploradas sexualmente, trazendo em seus corpos amórficos

as marcas do sofrimento. (C)a escravidão ainda existia no início do século XX, por isso precisava haver um movimento por parte da elite intelectual para impedir o avanço dessa prática.

(D)

muitas mulheres eram mutiladas na África, o que provocou revolta nas sociedades europeia e brasileira, traduzida pela expressão artística.

(E)

o alto índice de prostituição no período pós-guerra fez com que as mulheres da época fossem vistas como ―monstros‖ e fossem retratadas de maneira deformada.

―monstros‖ e fossem retratadas de maneira deformada. www.tarsiladoamaral.com.br (acessado em: 30/3/2014).

www.tarsiladoamaral.com.br (acessado em: 30/3/2014).

QUESTÃO 101 – HABILIDADE 13
QUESTÃO 101 – HABILIDADE 13

QUESTÃO 101 HABILIDADE 13

O propósito da arte cubista era promover a decomposição, a fragmentação e a geometrização das formas. O mesmo objeto poderia ser visto por vários ângulos, embora sua totalidade pudesse ser inteiramente preservada.‖

www.brasilescolacom/literatura/cubismo.htm (acessado em: 29/3/2014).

(acessado em: 29/3/2014). Disponível em:

Disponível em: http://www.tribosjovens.com.br/o-que-e-o-(acessado em: 05/04/2014).

A mudança de padrões estéticos conserva, em sua essência, marcas de diferentes culturas, padrões de beleza e

preconceitos. Nos anos 1907 a 1914, predominou a arte cubista que foi reveladora de um contexto histórico e social por

(A)

traduzir, distanciando-se de padrões artísticos cristalizados e conservadores, a necessidade do povo de viver algo diferente.

(B)

manifestar, através da pluralidade de formas e cores, a satisfação da sociedade diante de um quadro político favorável.

(C)

banalizar, através de um rosto inexpressivo e desfocado, o alto índice de mortalidade produzido pela primeira guerra mundial.

(D)

reproduzir, pela superposição de formas geométricas, o número de empregos que foram gerados depois da revolução industrial.

(E)

traduzir, em cores claras e traços simétricos, o sofrimento de uma sociedade escravizada pelos avanços tecnológicos.

QUESTÃO 102 HABILIDADE 28

"É triste que um meio de comunicação, pesquisa, lazer e descobertas como a internet seja usado tantas vezes para fins tão negativos"

Lya Luft

Com suas maravilhas e armadilhas, a internet faz parte de meu cotidiano há muitos anos: fui dos primeiros escritores brasileiros a usar computador. Com ele, a cada manhã começa meu dia de trabalho, buscas e descobertas, pesquisa e comunicação. A internet, que isola os misantropos avessos aos afetos, une os que gostariam de estar juntos ou partilham as mesmas ideias, mas também serve para toda sorte de fins destrutivos, que vão da calúnia política à vingança pessoal.

http://veja.abril.com.br/220409/p_026.shtml (acessado em: 31/3/2014).

O texto coloca em evidência um questionamento da articulista Lya Luft no que concerne aos impactos das novas

Tecnologias da Informação e Comunicação na sociedade moderna, ao fazer referência

(A)

à falta de legitimidade das informações políticas veiculadas.

(B)

aos motivos múltiplos, nem sempre positivos, pelos quais se faz uso da internet.

(C)

aos escritores que cada vez mais divulgam suas obras na mídia.

(D)

ao crescente isolamento dos misantropos avessos aos afetos.

(E)

a toda sorte de fim destrutivo que ganha força nas redes sociais.

QUESTÃO 103 – HABILIDADE 01
QUESTÃO 103 – HABILIDADE 01

QUESTÃO 103 HABILIDADE 01

QUESTÃO 103 – HABILIDADE 01 Disponível em: twicsy.com/i/2drB7 (acessado em 11/04/2014) No diálogo de Calvin e

Disponível em: twicsy.com/i/2drB7 (acessado em 11/04/2014)

No diálogo de Calvin e Haroldo, o humor foi construído pelo(a):

(A)

construção progressiva, sem contexto introdutório, do discurso, utilizando-se da ironia.

(B)

exploração da polissemia das palavras ―quadrinhos‖ e ―história‖ expostos na tirinha.

(C)

incoerência entre o assunto discutido e escolha das personagens que o discutem.

(D)

quebra do paralelismo que a personagem faz no último quadrinho quanto ao que estava sendo discutido.

(E)

intenso jogo de palavras usado na construção do texto e pela exploração da função metalinguística.

QUESTÃO 104 HABILIDADE 11

é vida! Não há como viver sem ele. Nossos movimentos são possíveis pela ação muscular. Devido à

insuficiente utilização diária dos músculos do corpo, temos este importantíssimo sistema corporal atrofiando, ou seja, entrando em falência. Quando não são colocados para trabalhar durante muito tempo, enfraquecem tanto que tornam a

simples atividade comum de um dia algo cansativo. Um dia tem 24 horas e, normalmente, utilizamos 8 horas para dormir, 8 horas para trabalhar e 8 horas para as demais atividades. Dificilmente não encontraremos nessas 8 últimas horas citadas um espaço de 30 minutos, 3 vezes por semana para que possamos investir em nós mesmos. Utilize esse tempo para movimentar-se com uma intensidade maior do que comumente faz. Caminhar ou pedalar uma bicicleta são apenas 2 exemplos das incontáveis atividades que podem deixar você mais ativo do que é hoje. Movimente-se e seus músculos agradecerão por você se lembrar deles!‖

movimento ―

Disponível em:http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?740#ixzz2yfzz5ZNw- ADAPTADO (Acessado em: 12/04/2014)

Movimentar-se é uma necessidade vital do ser humano. Através de sua prática, crianças, adolescentes, adultos e idosos se beneficiam física, cultural e emocionalmente; expressam-se sentimentos, crenças, valores, enfim,todo modo de sentir e perceber o mundo. Nas escolas, para suprir a necessidade cinestésica de crianças e adolescentes, há muitotem-se promovido o esporte como manifestação coletiva que

(A)

auxilia a formação de conceitos básicos de cidadania, melhora os aspectos afetivos, sociais, cognitivos, culturais e biológicos.

(B)

direciona os problemas sofridos pelo indivíduo com o desgaste físico, proporcionando-lhe relativo bem-estar.

(C)

visa a resultados cada vez melhores no rendimento do indivíduo, através do incentivo à vitória nas competições realizadas.

(D)

prioriza a boa performance individual nas competições esportivas para auxiliar o processo de melhoria das habilidades.

(E)

retrata, em cada indivíduo, a importância de vencer em competições para aumentar a autoestima, aprimorando o aprendizado.

QUESTÃO 105 – HABILIDADE 27
QUESTÃO 105 – HABILIDADE 27

QUESTÃO 105 HABILIDADE 27

) ( Lúcia deu três pinotes de alegria.

E quando chega o meu primo? indagou.

Deve chegar amanhã de manhã. Apronte-se. Arrume o quarto de hóspedes

e endireite essa boneca. Onde se viu uma menina do seu tamanho andar com uma

boneca em fraldas de camisa e de um olho só?

Culpa dela, dona Benta! Narizinho tirou minha saia para vestir o sapão

rajado disse Emília falando pela primeira vez depois que chegara ao sítio. Tamanho susto levou dona Benta, que por um triz não caiu de sua cadeirinha

de pernas serradas. De olhos arregaladíssimos, gritou para a cozinha:

Corra, Nastácia! Venha ver este fenômeno

A negra apareceu na sala, enxugando as mãos no avental.

Que é, sinhá? perguntou.

A boneca de Narizinho está falando! gostosa, com a beiçaria inteira.

Impossível, sinhá! Isso é coisa que nunca se viu. Narizinho está mangando commecê.

Mangando o seu nariz! gritou Emília furiosa. Falo, sim, e hei de

falar. Eu não falava porque era muda, mas o doutor Cara de Coruja me deu uma

bolinha de barriga de sapo e eu engoli e fiquei falando e hei de falar a vida inteira,

sabe?

A negra abriu a maior boca do mundo.

E fala mesmo, sinhá!

Fala que nem uma gente! Credo! O mundo está perdido

A boa negra deu uma risada

exclamou no auge do assombro.

E

encostou-se à parede para não cair.

(

)

Disponível em: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAgRQEAB/monteiro-lobato-reinacoes-narizinho?part=3 ADAPTADO (Acessado em 4/4/2014)

No fragmento retirado da obra Reinações de Narizinho, de Monteiro Lobato,há exemplos de usos do padrão formal da língua com marcas de coloquialismos no vocabulário. O trecho que pertence à variedade do padrão formal da língua é:

(A)

Tamanho susto levou dona Benta, que por um triz não caiu de sua cadeirinhade pernas serradas.

(B)

A negra abriu a maior boca do mundo.

(C)

A boa negra deu uma risada gostosa, com a beiçaria inteira.

(D)

Mangando o seu nariz! gritou Emília furiosa.

(E)

Deve chegar amanhã de manhã. Apronte-se. Arrume o quarto de hóspedese endireite essa boneca.

QUESTÃO 106 HABILIDADE 04

Questionado sobre a sobreposição dos pronomes "tu" e "você" em seus textos, Nelson Rodrigues certa vez disparou:

"Não acredito em brasileiro sem erro de concordância". Hoje, à luz dos mais recentes estudos sobre a língua, aquilo que

o dramaturgo chamava de "erro" passou a ser considerado, antes, sinal de influência da fala sobre a escrita, não mera

desobediência à gramática. Mas ainda incomoda muita gente. Por mais que os estudos apontem para a flexibilidade da concordância na fala, ela é alvo de discriminação dos falantes que não harmonizam as flexões. Um exemplo é o bordão "é nóis", comum nos grandes centros, de tal popularidade que virou pretexto para um anúncio publicitário da Volkswagen, em que o humor é extraído de um técnico alemão que usa a forma como padrão do idioma. A expressão, no entanto, tira sua força da transgressão às normas, seja pela forma corrupta do pronome "nós", seja pela concordância equívoca. Há gramáticos que contestam as represálias contra tropeços que ridicularizam o falante. Como o clássico "a gente vamos", em que há pluralização do predicado de um coletivo absoluto. O português Vasco Botelho de Amaral, em Glossário de Dificuldades do Idioma Português (Editorial Domingos Barreira, Porto, 1947), defende como legítima a tendência popular de concordância mais pela ideia do que pela palavra, numa ordem mais semântica que apenas sintática. Usada com valor de "nós", diz Amaral, uma expressão com significação coletiva, sem determinação partitiva ou de gênero, como "a gente", é por vezes unida a um predicado no plural da 1ª pessoa. Daí "a gente vamos".

Pela leitura do texto, fica evidente uma postura crítica quanto ao uso da línguaao

(A)

condenar o uso popular em situações formais e informais por causa dos desvios de concordância.

(B)

estabelecer um juízo de valor e uma hierarquia no que diz respeito aos usos da língua.

(C)

relativizar a noção de erro, ao admiti-lo como pertinente em situações não formais.

(D)

defender o desvio da norma em textos literários, como nos de Nelson Rodrigues.

(E)

flexibilizar as regras de concordância, baseadas na norma, nos textos escritos.

QUESTÃO 107 – HABILIDADE 09
QUESTÃO 107 – HABILIDADE 09

QUESTÃO 107 HABILIDADE 09

Os culpados de tudo Rio de Janeiro, Jornal do Brasil, 31/12/1969 Na hora que corre, quase todas as mulheres estão fazendo regime para emagrecer (e o advérbio representa aqui algumas poucas e honrosas exceções). O ideal da forma feminina passou a ser o esqueleto acolchoado, ma non troppo,

de maneira que certos ossos fundamentais aos últimos padrões da moda, como a coluna vertebral, os ilíacos, as clavículas, as rótulas e os fêmures, fiquem francamente à mostra. E obedientes a essa nova extravagância do sexo outrora considerado fraco, os especialistas, transformados em mágicos, formulam esquemas dietéticos de toda sorte:

macrobióticos, hipocalóricos, astronáuticos, líquidos, o diabo. Os consultórios vivem repletos, o faturamento é altíssimo, as mulheres se sentem divinas-maravilhosas quando começam a ranger nas dobradiças. Tirante conversa de futebol e análise de grupo, é o tópico sobre que mais se fala atualmente. Fulana perdeu 15 quilos em um mês! Sicrana, imaginem só, está reduzindo um quilo por dia com a dieta líquida: que bárbaro! Viram Beltraninha depois que saiu da clínica? Como é que pode!… E os homens eu digo: os homens! veem, compungidos, evaporar-se aquelas partes do corpo da mulher consideradas, desde séculos, como as mais responsáveis pela preservação da espécie.

Ah, que saudade das mulheres de Rubens e Renoir

suspiram os mais antropófagos. (

)

Vinicius de Moraes Disponível em: http://www.viniciusdemoraes.com.br/pt-br/prosa/jornais/os-culpados-de-tudo ADAPTADO (Acessado em: 14/04/2014)

O fragmento, retirado da crônica ―Os culpados de tudo‖, de Vinicius de Moraes foi escrito em meados do século XX. Interpretando corretamente o texto e observando a preocupação com o corpo manifestada pela sociedade contemporânea, conclui-se que

(A)

o mundo ocidental tem, desde sempre, como um de seus dogmas o narcisismo, que se manifesta atualmente na corrida às academias em busca do corpo perfeito.

(B)

atualmente, a busca pelo corpo perfeito é reflexo de um padrão de beleza que se afasta tanto do padrão observado na época em que o texto foi escrito, como do padrão na época de Rubens e Renoir.

(C)

a preocupação que as mulheres da época de Vinicius apresentavam tanto com a forma física como com a saúde as afasta das mulheres contemporânea, em que a forma física é alcançada em detrimento da saúde.

(D) apesar de o padrão de beleza mudar de acordo com a época, a atual busca pelo corpo perfeito reflete um

padrão de beleza já observado em meados do século XX.

(E) embora fique claro que o atual padrão de beleza feminina muito se aproxima do padrão registrado por Vinicius em sua época, os métodos utilizados para que esse padrão seja alcançado hoje são muito diferentes.

QUESTÃO 108 – HABILIDADE 10
QUESTÃO 108 – HABILIDADE 10

QUESTÃO 108 HABILIDADE 10

( ) Falta de exercícios, hábitos alimentares inadequados, ansiedade, bombardeio de anúncios de alimentos ―gordos‖ na TV,

– tudo isso pesa na balança. Literalmente. É claro que a genética também conta. ―Se um dos

pais é obeso, a criança tem de 30% a 40% de chance de vir a ser. Se os dois são, o risco dobra‖, explica Ângela Spínola, coordenadora do setor endocrinologia pediátrica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Mas, entre todos esses inimigos, o sedentarismo é o pior. ―As crianças não andam mais de bicicleta porque é perigoso circular pelas ruas, passam horas grudadas na TV ou plugadas na internet e entendem recreio como hora de comprar lanche‖, critica Ary Lopes Cardoso, pediatra responsável pela unidade de nutrologia do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas de São Paulo.É duro admitir, mas o nosso estilo de vida também vai para o banco dos réus. Sentar-se em torno da mesa, com a família reunida, e saborear uma refeição feita em casa, a conversa rolando gostosa, é raridade. Em vez disso, cada um come num horário, às pressas, em geral na praça de alimentação de shoppings e lanchonetes. ―O fato de os pais passarem menos tempo com os filhos e assim terem pouca chance de lhes ensinar hábitos alimentares saudáveis também influi‖, afirma Antonio Roberto Chacra, professor titular de endocrinologia da Unifesp. ( )

vida familiar conturbada

http://saude.abril.com.br/especiais/nutri_infantil/planeta_gordinhos.shtml ADAPTADO (Acessado em: 14/04/2014)

Segundo o IBGE, a obesidade no Brasil já pode ser considerada uma epidemia e afeta um número muito maior de indivíduos que o déficit de peso. De acordo com as informações contidas no texto,

(A)

a importância da hereditariedade no tocante à obesidade infantil é irrelevante diante das causas sociais e comportamentais.

(B)

a televisão e a internet são os grandes vilões na questão da obesidade infantil, o que nos permite inferir que limitar o tempo em que a criança fica exposta a elas reduziria o problema.

(C)

um estilo de vida que une ausência de atividades físicas regulares, hábitos alimentares desregrados e um estímulo constante ao consumo de alimentos calóricos, contribuem para a obesidade em maior medida que a herança genética.

(D)

pode-se inferir que crianças que possuem uma família bem estruturada, que impõe limites e horários, tanto para a alimentação quanto para o lazer, estão isentas de se tornarem obesas.

(E)

é importante que os pais tenham hábitos alimentares saudáveis e não sejam obesos, para que os filhos não herdem essa característica, uma vez que a obesidade é essencialmente genética.

QUESTÃO 109 HABILIDADE 12

FIGURA I

genética. QUESTÃO 109 – HABILIDADE 12 FIGURA I A morte de Marat , 1793Jacques-Louis David (

A morte de Marat, 1793Jacques-Louis David ( França, 1748-1825)

FIGURA II

, 1793Jacques-Louis David ( França, 1748-1825) FIGURA II Marat (Sebastião) Vik Muniz (São Paulo, 1961) Disponível

Marat (Sebastião) Vik Muniz (São Paulo, 1961)

Disponível em:http://peregrinacultural.wordpress.com/2011/01/27/jacques-louis-david-e-vik-muniz-unidos-pelo-lixo/ (Acessado em: 14/04/2014)

A obra de Vik Muniz questiona e tensiona os limites da representação. Apropriando-se de matérias-primas como algodão, açúcar, chocolate, e até lixo, o artista meticulosamente compõe imagens icônicas e lhes repropõe significações. Na figura II, o artista plástico brasileiro Vik Muniz faz uma apropriação da obra ―A morte de Marat‖ de Jacques-Louis David,

(A)

rompendo com a idealização do personagem ao cercá-lo de lixo.

(B)

distanciando-se tanto da chamada arte clássica, quanto da arte vanguardista.

(C)

criticando o próprio concerto de arte, como fizeram os dadaístas.

(D)

parodiando o quadro de David, estabelecendo uma crítica irônica.

(E)

homenageando o artista clássico, ressignificando a noção de arte, agregando a reciclagem.

QUESTÃO 110 – HABILIDADE 15
QUESTÃO 110 – HABILIDADE 15

QUESTÃO 110 HABILIDADE 15

A vida na fazenda se tornara difícil. Sinhá Vitória benzia-se tremendo, manejava o rosário, mexia os beiços rezando

rezas desesperadas. Encolhido no banco do copiar, Fabiano espiava a caatinga amarela, onde as folhas secas se pulverizavam, trituradas pelos redemoinhos, e os garranchos se torciam, negros, torrados. No céu azul as últimas arribações tinham desaparecido. Pouco a pouco os bichos se finavam, devorados pelo carrapato. E Fabiano resistia, pedindo a Deus um milagre. Mas quando a fazenda se despovoou, viu que tudo estava perdido, combinou a viagem com a mulher, matou o bezerro morrinhento que possuíam, salgou a carne, largou-se com a família, sem se despedir do amo.

Vidas Secas, Graciliano Ramos (1938)

Relacionando-se o texto literário às referências históricas, culturais e políticas da época, a obra Vidas Secas reflete

(A)

um momento de nacionalismo intenso, ufanista, que culminou na idealização de nossa natureza e de nossas origens.

(B)

a insatisfação com o cientificismo dominante no fim do séc. XIX, reflexo da segunda revolução industrial, que levou a uma busca por transcendência.

(C)

a conscientização dos brasileiros sobre a riquíssima cultura de nosso país, sobretudo a popular, que até então era discriminada pelas elites.

(D)

a crescente insatisfação com os problemas sociais do Brasil, o que levou a uma desvalorização da nossa cultura na época do centenário da independência.

(E)

a necessidade de se apontar as causas do subdesenvolvimento brasileiro, denunciando as mazelas sociais, numa atitude de claro envolvimento político.

QUESTÃO 111 HABILIDADE 15

A BOMBA ATÔMICA

fragmento

A bomba atômica é triste

Coisa mais triste não há Quando cai, cai sem vontade Vem caindo devagar Tão devagar vem caindo Que dá tempo a um passarinho De pousar nela e voar

Coitada da bomba atômica Que não gosta de matar! Coitada da bomba atômica

Que não gosta de matar Mas que ao matar mata tudo Animal e vegetal Que mata a vida da terra

E mata a vida do ar

Mas que também mata a guerra…

Bomba atômica que aterra! Pomba atônita da paz!

Pomba tonta, bomba atômica Tristeza, consolação Flor puríssima do urânio Desabrochada no chão Da cor pálida do hélium E odor de rádium fatal Loelia mineral carnívora Radiosa rosa radical.

Nunca mais oh bomba atômica Nunca em tempo algum, jamais Seja preciso que mates Onde houve morte demais:

Fique apenas tua imagem Aterradora miragem Sobre as grandes catedrais:

Guarda de uma nova era Arcanjo insigne da paz!

Vinicius de Moraes

*Loelia - Nome que designa uma família de orquídeas

Relacionando o texto ao seu contexto de produção, o fragmento de ―Bomba Atômica‖, ao fazer referência a um dos momentos mais trágicos do século XX,

(A)

reconhece o uso da bomba atômica como instrumento necessário ao estabelecimento da paz naquele momento e que pode novamente se fazer necessário em épocas vindouras,apesar de apontar seus efeitos negativos.

(B)

trata a bomba atômica de modo paradoxal, ao reconhecer seu papel no fim da guerra, matando para que não houvesse mais mortes e ressaltando seu caráter devastador e terrível.

(C)

execra a bomba atômica, enfatizando seu caráter destruidor de tudo que é vivo e apontando a sua utilização como algo abominável e desnecessário, puro reflexo da maldade humana na guerra.

(D)

mostra que, em uma guerra, algumas atrocidades são necessárias e justificáveis e, ao personificar a bomba, afirmando que ela não gosta de matar, acaba exaltando sua criação e utilização.

(E)

reconhece a bomba como um grande avanço científico para a época, porém lamenta a sua utilização, deixando claro que a sua utilização foi responsável por mais estragos que a guerra propriamente dita.

QUESTÃO 112 – HABILIDADE 16
QUESTÃO 112 – HABILIDADE 16

QUESTÃO 112 HABILIDADE 16

A CRUZ

Estrelas Singelas, Luzeiros, Fagueiros, Esplêndidos orbes, que o mundo aclarais! Desertos e mares, florestas vivazes! Montanhas audazes que o céu topeais! Abismos Profundos! Cavernas Eternas! Extensos, Imensos Espaços Azuis! Altares e tronos, Humildes e sábios, soberbos e grandes! Dobrai-vos ao vulto sublime da cruz! Só ela nos mostra da glória o caminho, Só ela nos fala das leis de Jesus!

Fagundes Varela,

Levando em consideração os procedimentos de construção de textos poéticos, ―A cruz‖, de Fagundes Varela

(A)

representa perfeitamente o cânone poético do romantismo, retomando a medida velha, de caráter mais popular.

(B)

ainda mantém-se preso aos padrões formais clássicos, utilizando uma linguagem sóbria e erudita.

(C)

aproveita-se da liberdade de criação típica do romantismo e, apesar de não abolir o verso tradicional, antecipa o Concretismo do século XX.

(D)

rompe completamente com o cânone romântico, evitando empregar a típica adjetivação romântica.

(E)

aproxima-se da linguagem utilizada no Realismo, tanto pela disposição das palavras no espaço da página, quanto pela forte emotividade do texto.

QUESTÃO 113 HABILIDADE 17

TEXTO I "Pobre terra da Bruzundanga! Velha, na sua maior parte, como o planeta, toda a sua missão tem sido criar a vida, e a fecundidade para os outros, pois nunca os que nela nasceram, os que nela viveram, os que a amaram e sugaram-lhe o leite, tiveram sossego sobre o seu solo!"

Lima Barreto, OS BRUZUNDANGAS

TEXTO II

"Senhora Dona Bahia, nobre e opulenta cidade, madrasta dos Naturais,

E dos Estrangeiros madre.

Dizei-me por vida vossa, em que fundais o ditame de exaltar, os que aí vêm,

e abater, os que ali nascem?"

Gregório de Matos, POESIAS SELECIONADAS.

Lima Barreto e Gregório de Matos estão cronologicamente distantes na Literatura Brasileira. Apesar disso, os autores podem ser aproximados pelo teor satírico que imprimiram às suas obras. Fazendo uma leitura comparativa dos textos, conclui-se que:

(A)

ambos apontam a facilidade que os nascidos no Brasil têm para dela retirar seu sustento e enriquecer.

(B)

ambos exaltam a fecundidade e a opulência da terra, capaz de enriquecer igualmente brasileiros e estrangeiros.

(C)

o texto I aponta as dificuldades impostas àqueles que são naturais da terra, enquanto o texto II tem um caráter xenófobo.

(D)

os dois textos denunciam o fato de os nativos serem marginalizados, enquanto os estrangeiros que nela vivem se locupletam.

(E)

ambos os textos destacam que a terra é fecunda para aqueles que a exaltam e abate aqueles que só buscam o sossego.

QUESTÃO 114 – HABILIDADE 19
QUESTÃO 114 – HABILIDADE 19

QUESTÃO 114 HABILIDADE 19

Difícil fotografar o silêncio. Entretanto tentei. Eu conto:

Madrugada a minha aldeia estava morta. Não se ouvia um barulho, ninguém passava entre as casas. Eu estava saindo de uma festa. Eram quase quatro da manhã.

Ia o silêncio pela rua carregando um bêbado.

Preparei minha máquina.

O silêncio era um carregador?

Estava carregando o bêbado. Fotografei esse carregador. Tive outras visões naquela madrugada.

Preparei minha máquina de novo. Tinha um perfume de jasmim no beiral de um sobrado. Fotografei o perfume.

Vi uma lesma pregada na existência mais do que na pedra.

Fotografei a existência dela.

Vi ainda um azul-perdão no olho de um mendigo.

Fotografei o perdão. Olhei uma paisagem velha a desabar sobre uma casa. Fotografei o sobre. Foi difícil fotografar o sobre. Por fim eu enxerguei a Nuvem de calça. Representou para mim que ela andava na aldeia de braços com Maiakovski - seu criador. Fotografei a Nuvem de calça e o poeta.

Ninguém outro poeta no mundo faria uma roupa mais justa para cobrir sua noiva.

A foto saiu legal.

Manoel de Barros

Manoel de Barros,um dos maiores nomes da poesia,é um poeta sul-mato-grossense, com uma poesia bastante peculiar que reflete um universo composto por coisas, caramujos, lesmas, formigas, trastes, jacarés, cigarras e outros seres insignificantes aos olhos do atarefado homem da cidade. No poema acima, podem-se ver as marcas constantes da sua poesia, em que se destaca a função:

(A)

fática, pois o eu lírico, na sua busca por compreender e refletir o mundo a sua volta, procura constantemente verificar que a mensagem está sendo transmitida.

(B)

referencial, uma vez que o eu lírico retrata o universo do pantanal sul-mato-grossense através de conceitos que

explicam objetivamente esse mundo desconhecido para o leitor urbano.

(C)

conativa, já que, através de sua linguagem poética, o eu lírico convida o leitor a mergulhar nesse universo composto por coisas, plantas e animais, instigando-o a viver uma outra realidade.

(D)

emotiva, pois o eu lírico, ignorando o universo exterior que o cerca, concentra-se no eu, desvendando ao leitor seus sentimentos em uma poesia essencialmente confessionalista.

(E) poética, pois o estilo de Manoel de Barros sustenta-se na combinação dos vocábulos de maneira inédita, fato que acarreta numa linguagem inovadora com expressões insólitas e distantes ao lugar comum.

QUESTÃO 115 – HABILIDADE 19
QUESTÃO 115 – HABILIDADE 19

QUESTÃO 115 HABILIDADE 19

O SEU SANTO NOME

Não facilite com a palavra amor. Não a jogue no espaço, bolha de sabão. Não se inebrie com o seu engalanado som. Não a empregue sem razão acima de toda razão (e é raro). Não brinque, não experimente, não cometa a loucura sem remissão de espalhar aos quatro ventos do mundo essa palavra que é toda sigilo e nudez, perfeição e exílio na Terra. Não a pronuncie.

Carlos Drummond de Andrade

No texto lido, predomina uma função de linguagem que também pode ser verificada

(A)

em notícias de jornal nas quais o repórter registra fatos do cotidiano de interesse para o leitor.

(B)

em textos científicos que relatam descobertas e experiências realizadas pelos cientistas.

(C)

em textos literários quando o narrador conversa com o leitor a respeito da obra ou das personagens.

(D)

em textos literários quando o "eu" poético ou o narrador expõe seus sentimentos e emoções.

(E)

em propagandas e publicidade em geral, que procuram orientar o comportamento do interlocutor.

QUESTÃO 116 HABILIDADE 20

A VOLTA DA ASA BRANCA

Já faz três noites

Que pro norte relampeia

A asa branca

Ouvindo o ronco do trovão Já bateu asas

E voltou pro meu sertão

Ai, ai eu vou me embora

Vou cuidar da prantação

A seca fez eu desertar da minha terra

Mas felizmente Deus agora se alembrou De mandar chuva

Pr'esse sertão sofredor Sertão das muié séria Dos homes trabaiador Rios correndo As cachoeira tão zoando Terra moiada Mato verde, que riqueza E a asa branca Tarde canta, que beleza ( )

Luiz Gonzaga

As canções de Luiz Gonzaga são importantes e integram o patrimônio cultural do Brasil porque, dentre outros motivos,

(A)

mostram a importância do domínio da norma culta, uma vez que a linguagem sertaneja é imprópria para o uso cotidiano.

(B)

relativizam a necessidade do domínio da norma culta, pois são exemplos de como a norma culta é desnecessária em determinadas regiões do país.

(C)

chamam a atenção para o problema do analfabetismo no país, ao mesmo tempo em que cantam o apego à terra por parte do nordestino.

(D)

mostram que determinados registros linguísticos, marcados pela oralidade, são mais adequados ao gênero canção que o registro culto.

(E)

valorizam a fala popular brasileira como patrimônio linguístico e forma legítima de identidade nacional.

QUESTÃO 117 – HABILIDADE 28
QUESTÃO 117 – HABILIDADE 28

QUESTÃO 117 HABILIDADE 28

QUESTÃO 117 – HABILIDADE 28 Fonte: https://www.facebook.com/quadrinhosdosanos10oficial (Acessado: 16/03/2014.) As

Fonte: https://www.facebook.com/quadrinhosdosanos10oficial (Acessado: 16/03/2014.)

As novas tecnologias da informação trouxeram impactos positivos e negativos a diversas áreas do conhecimento. Na tirinha ―QUADRINHO DOS ANOS 10‖, o autor foca as chamadas redes sociais, caracterizando-as como

(A) acentuadas formas de fuga da realidade.

(B)

ferramentas para interação social.

(C)

intrumentos de alienação política.

(D)

propícias para questionamentos filosóficos.

(E)

capazes de estimular o pensamento crítico.

QUESTÃO 118 HABILIDADE 12

Alexander Jansson é um artista sueco especializado em ilustração de personagens, concept art e designer gráficos. Como se percebe na obra em destaque, suas obras são feitas digitalmente e evocam

(A)

dramaticidade, numa reflexão de caráter social.

 

(B)

paisagens bucólicas, destacando a harmonia e o equilíbrio.

 

(C) cenas

e

paisagens

oníricas,

criando

um

ambiente

de

 

sonho.

(D)

a

modernidade,

um

mundo

em

profundas

e

velozes

transformações

 

(E)

uma

realidade

fragmentada

e

distorcida,

em

flagrante

decadência.

e distorcida, em flagrante decadência. Fonte: http://www.alexanderjansson.com/ (Acessado em:

Fonte: http://www.alexanderjansson.com/ (Acessado em: 16/03/2014).

QUESTÃO 119 – HABILIDADE 01
QUESTÃO 119 – HABILIDADE 01

QUESTÃO 119 HABILIDADE 01

NEM DEPOIS DO CARNAVAL

Um lugar-comum é dizer que o ano, no Brasil, começa de fato somente depois do Carnaval. Vai nessa afirmação, sem dúvida, boa dose de exagero, sobretudo quando os festejos são comemorados em março. Mesmo os congressistas, dificilmente associados ao trabalho duro, começaram sua rotina parlamentar um mês atrás. Talvez por essa razão, como se quisessem compensar o suposto sacrifício, deputados e senadores planejam ter ao longo de 2014 cerca de seis meses de atividade legislativa. Mas o salário deles, de R$ 26,7 mil, não sofrerão redução proporcional, e serão mantidas as inúmeras regalias ligadas ao cargo. Numa tentativa de justificar tamanha afronta a todos os trabalhadores, os parlamentares lembram que este seráum ano atípico. Aos mais de 60 dias de recesso formal, feriados e pontos facultativos de que normalmente desfrutam serão somados os períodos de Copa do Mundo, convenções partidárias e campanhas eleitorais.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2014/03/1419854-editorial-nem-depois-do-carnaval.shtml- ADAPTADO (Acessado em

24/03/2014)

O texto ―Nem depois do Carnaval‖ é um editorial retirado da Folha de São Paulo. Em uma sociedade letrada como a nossa, é importante saber reconhecer os elementos constitutivos dos mais diversos gêneros textuais. Por exemplo, o editorial é um gênero textual que

(A)

tem por característica a imparcialidade e a objetividade, uma vez que se trata de um gênero textual que tem por suporte jornais e revistas.

(B)

expressa a opinião do editor chefe, mas não do veículo para o qual ele escreve, nem da corporação a que o veículo pertence.

(C)

tem uma estrutura narrativa, visto que sua escritura tem por base fatos importantes noticiados pelo próprio veículo.

(D)

apresenta estrutura dissertativa e uma posição crítica, expressando a opinião do veículo jornalístico. Por isso, em geral, não é assinado.

(E)

se caracteriza por ser mais informativo do que opinativo, embora, faça uso da primeira pessoa do discurso para apresentar opiniões sobre o que informa.

QUESTÃO 120 HABILIDADE 29

EMOTICON

o que informa. QUESTÃO 120 – HABILIDADE 29 EMOTICON Forma de comunicação paralinguística, um emoticon ,
o que informa. QUESTÃO 120 – HABILIDADE 29 EMOTICON Forma de comunicação paralinguística, um emoticon ,

Forma de comunicação paralinguística, um emoticon, palavra derivada da junção dos seguintes termos em inglês: emotion (emoção) + icon (ícone) (em alguns casos chamadosmiley) é uma sequência de caracteres tipográficos, tais como: :), ou ^-^ e :-); ou, também, uma imagem (usualmente, pequena), que traduz ou quer transmitir o estado psicológico, emotivo, de quem os emprega, por meio de

ícones ilustrativos de uma expressão facial. Exemplos:

de ícones ilustrativos de uma expressão facial. Exemplos: (isto é, sorrindo, estou alegre); (estou triste, chorando),

(isto é, sorrindo, estou alegre);

facial. Exemplos: (isto é, sorrindo, estou alegre); (estou triste, chorando), etc. Wikipédia, a enciclopédia

(estou triste, chorando), etc.

Wikipédia, a enciclopédia livre. (Acessado em 24/03/2014)

Os símbolos gráficos, como parênteses e emoticons, comumente utilizados em comunicação via rede social, têm como função

(A)

simular a interlocução presencial, tornando a interação mais efetiva.

(B)

recuperar sentidos convencionalizados desde o surgimento da escrita.

(C)

evidenciar a interferência da oralidade na organização do sistema escrito das línguas.

(D)

perturbar a interação nos meios de comunicação instantânea.

(E)

desviar a atenção do leitor para informações secundárias contidas no texto.

QUESTÃO 121 – HABILIDADE 23
QUESTÃO 121 – HABILIDADE 23

QUESTÃO 121 HABILIDADE 23

NOVO SLOGAN POLÍTICO

Alguém escreveu num muro branco da Universidade do Porto, em Portugal, a sua exigência política: ―Queremos mentiras novas‖. Quem o escreveu sabia das coisas. Sabia que era inútil pedir o impossível: ―Basta de mentiras!‖. Na política, apenas as mentiras são possíveis. Mas ele já estava cansado de mentiras velhas, batidas, como piadas cujo fim já se conhece, que diariamente aparecem nos jornais. Mentiras velhas são um desrespeito à inteligência daqueles a quem são dirigidas. Que mintam, mas que respeitem a minha inteligência! Mintam usando a imaginação. Por isso escrevia, em nome da inteligência, do possível e do humor: ―Queremos mentiras novas‖.

ALVES, Rubem. Ostra feliz não faz pérola. São Paulo: Editora Planeta, 2008, p. 17.

No texto ―Novo slogan político‖, o objetivo do autor é

(A)

destacar a sua alienação política, revelando que gosta de ser enganado pelos políticos.

(B)

evidenciar a alienação política do povo português que, em vez de exigir verdades dos seus políticos, pede por mentiras.

(C)

revelar seu ceticismo acerca da política, mas exigir um mínimo de respeito dos candidatos, uma vez que mentiras velhas são desrespeito em dobro.

(D)

estimular a imaginação dos políticos, uma vez que o eleitor, sabendo que será ludibriado, prefere que isso seja feito de forma criativa para que ele não perceba.

(E)

questionar um sistema político baseado na mentira e na enganação, incitando os seus leitores a boicotar políticos mentirosos, como fizeram os eleitores portugueses.

QUESTÃO 122 HABILIDADE 04

AULA DE PORTUGUÊS

A linguagem

na ponta da língua

tão fácil de falar

e de entender.

A linguagem

na superfície estrelada de letras, sabe lá o que quer dizer?

Professor Carlos Góis, ele é quem sabe,

Figuras de gramática, esquipáticas, atropelam-me, aturdem-me, sequestram-me.

Já esqueci a língua em que comia, em que pedia para ir lá fora, em que levava e dava pontapé, a língua, breve língua entrecortada do namoro com a priminha.

O português são dois; o outro, mistério.

e

vai desmatando

o

amazonas de minha ignorância.

Carlos Drummond de Andrade. Esquecer para lembrar. Rio de Janeiro: José Olympio, 1979.

O

poema de Drummond apresenta uma posição crítica aos usos sociais que são feitos das linguagens por

(A)

condenar o uso da linguagem informal em situações cotidianas.

(B)

destacar a importância do aprendizado da gramática para o dia a dia.

(C)

revelar o deslumbramento com o aprendizado da gramática.

(D)

contrapor o registro formal da linguagem ao registro informal.

(E)

enfatizar o apreço pelo registro informal, apesar de destacar sua inferioridade.

QUESTÃO 123 – HABILIDADE 24
QUESTÃO 123 – HABILIDADE 24

QUESTÃO 123 HABILIDADE 24

EU TE AMO

Ah, se já perdemos a noção da hora Se juntos já jogamos tudo fora Me conta agora como hei de partir

Se, ao te conhecer, dei pra sonhar fiz tantos desvarios Rompi com o mundo, queimei meus navios Me diz pra onde é que inda posso ir

Se nós, nas travessuras das noites eternas Já confundimos tanto as nossas pernas Diz com que pernas eu devo seguir

Se entornaste a nossa sorte pelo chão Se na bagunça do teu coração Meu sangue errou de veia e se perdeu

Como, se na desordem do armário embutido Meu paletó enlaça o teu vestido E o meu sapato inda pisa no teu

Como, se nos amamos feito dois pagãos Teus seios inda estão nas minhas mãos Me explica com que cara eu vou sair

Não acho que estás só fazendo de conta Te dei meus olhos pra tomares conta Me conta agora como hei de partir

Tom Jobim & Chico Buarque

Na música ―Eu te amo‖, do ponto de vista da lógica narrativa, o eu lírico está na iminência da separação. No entanto, tal separação não está consumada, e o sujeito, na iminência de perder seu amor,

(A)

lamenta explicitamente a separação, manifestando uma série de sentimentos negativos, como o ciúme e o rancor.

(B)

argumenta, mostrando à amada a impossibilidade da separação através de partículas indicadoras da necessidade que tem dela.

(C)

usa, recorrentemente, a partícula ―se‖ para ameaçar a amada, caso a separação efetivamente se consume.

(D)

faz uso de recursos lógicos e argumenta em nome da continuidade da relação, mostrando que ambos não podem seguir separados.

(E)

desabafa, aceitando a separação iminente, contentando-se em manifestar seu sofrimento através de metáforas.

QUESTÃO 124 HABILIDADE 18

E se todos os humanos fossem da mesma cor?

Não haveria intolerância ou o argumento de superioridade racial. Os negros, portanto, não teriam sido escravizados, não haveria existido o apartheid nem o nazismo. Ou seja, a história da humanidade seria completamente diferente. Engano seu. A natureza humana é bem mais complexa que isso: mesmo se todos tivessem a mesma cor de pele, textura de cabelo ou formato de olhos, bastaria que algum povo se destacasse no desenvolvimento técnico e econômico para se

sentir superior aos demais. o argumento para o domínio não seria a diferença física, mas, sim, cultural, que justificaria

a exploração dos mais fracos pelos mais fortes e daria origem a todo tipo de intolerância. Em algum momento, o

conceito de raça apareceria. "Quem quer inventar raças não precisa de nenhum marcador aparente, apenas de uma narrativa", justifica o sociólogo Demétrio Magnoli, doutor em Geografia Humana pela USP.

Disponível em: http://super.abril.com.br/cotidiano/todos-humanos-fossem-mesma-cor-621695.shtml ADAPTADO (Acessado em: 14/04/2014)

A gramaticalização é o processo pelo qual itens lexicais, devido a pressões de similaridade entre os contextos comunicativos, adquirem, no curso do tempo, um novo estatuto como elemento gramatical. Via gramaticalização, o item se deslocou para o início da oração, assumindo o papel de conector. No texto ―E se todos os humanos fossem da mesma cor?‖, o assume um valor

(A)

temporal.

(B)

espacial.

(C)

adversativo.

(D)

aditivo.

(E)

conclusivo.

TEXTO PARA AS QUESTÕES 125 E 126

TEXTO PARA AS QUESTÕES 125 E 126

TEXTO PARA AS QUESTÕES 125 E 126

Poema tirado de uma notícia de jornal João Gostoso era carregador de feira livre e morava no morro da Babilônia num barracão sem número Uma noite ele chegou no bar Vinte de Novembro Bebeu Cantou Dançou Depois se atirou na lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado.

Manuel Bandeira

QUESTÃO 125 HABILIDADE 18

Como o próprio nome indica, o poema de Manuel Bandeira foi inspirado em uma notícia de jornal. Mais que inspirada em uma notícia, o poema ―copia‖ as características do gênero, sobretudo do

(A)

lide, pois detalha os eventos a que faz referência.

(B)

título, pois apenas se refere de forma nominal aos eventos.

(C)

corpo, pois são apresentadas informações que fundamentam os fatos.

(D) lide, pois se trata de um resumo ou sumário das informações principais.

(E) corpo, pois se trata de um resumo, ainda que impreciso, das informações.

QUESTÃO 126 HABILIDADE 25

Em relação ao registro de linguagem empregado no poema, é correto afirmar que

(A)

se assemelha ao que aparece em notícias.

(B)

é mais formal que aquele usado nas notícias.

(C)

apresenta registros regionais e mesmo dialetais.

(D)

é coloquial, e nesse sentido se afasta das notícias.

(E)

usa termos técnicos do jargão policial.

QUESTÃO 127 HABILIDADE 14

3 horas da madrugada o telefone tocou meu Deus eu não acreditei quando minha irmã falou foi como um choque, uma faca da no peito meu corpo adormeceu e eu entrei em desespero pelo nome do grupo na parede do quarto lembrei das correria e do respeito conquistado lembrei da tua alegria dus pião que nóis fazia também lembrei das gírias que você sempre dizia nóis nunca foi um grupo e sim uma família Deus por nóis um pelo outro até mesmo depois da vida você sempre foi o maior orgulho que eu tive, é um exemplo de que o rap pode resgatar o crime lembrando disso tudo, senti um grande sufoco quando

percebi que nunca mais ia te ver de novo. Segunda feira negra o pior dia da minha vida, eu ti via no caixão mais parecia mentira, sua mão chorava coitada inconformada, criar um filho com carinho para morrer dentro de casa, foi uma morte triste ironia do destino, aquilo que nóis catava foi acontecer contigo. na mira do mal lá se vai mais uma alma, dois tiro no rosto e sua sentença decretada mais se Deus quis assim a gente vai se conformando, perdemos um guerreiro mais o céu ganhou um anjo.

―Anjo da Guarda‖, Grupo Atitude Consciente

A partir da letra da canção anterior, pode-se perceber que o rap abreviação de rythmandpoetry, ou seja, ritmo e poesia, que se vem desenvolvendo nas grandes cidades brasileiras, é uma das manifestações artísticas de grande aceitação junto ao público jovem e se caracteriza por

(A)

romantizar a problemática da miséria e da violência.

(B)

divulgar uma ideologia marcadamente socialista.

(C)

problematizar as condições de vida na periferia.

(D)

utilizar letras violentas e alienadas que traduzem a realidade da vida na periferia.

(E)

apresentar letras de intenso lirismo, que idealizam a realidade da violência urbana.

QUESTÃO 128 – HABILIDADE 02
QUESTÃO 128 – HABILIDADE 02

QUESTÃO 128 HABILIDADE 02

A figura ao lado faz parte de uma peça publicitária que tem como objetivo solucionar um problema social

(A)

descrevendo a situação de uma pessoa que tem hábitos tabagistas.

(B)

alertando quanto aos riscos causados pelo tabagismo.

(C)

orientando sobre como se livrar do vício do tabagismo.

(D)

fazendo uma analogia quanto à dependência a que fica submetido o usuário de cigarros.

(E)

incentivando a população a se prevenir contra os malefícios causados pelo uso do tabaco.

prevenir contra os malefícios causados pelo uso do tabaco. Disponível em: https://www.flickr.com/photos/limit

Disponível em:

https://www.flickr.com/photos/limit

etabaco/6326065065/

(acesso em: 7/4/2013).

QUESTÃO 129 HABILIDADE 30

―No meio da floresta amazônica brasileira, telefones celulares estão sendo usados para coletar histórias da literatura oral. O objetivo da expedição é preservar o patrimônio linguístico de comunidades indígenas que correm o risco de desaparecer sem deixar qualquer vestígio. Após gravar as histórias antigas e tradicionais, o aplicativo compartilha o conteúdo com os outros telefones da rede. Com o áudio disponível em todos os celulares, ele poderá então ser adaptado para o português por qualquer pessoa conectada à rede. A tradução é feita frase por frase. No final do processo, um CD será gravado com a história e a tradução.‖

http:/ /www.dw.de/projeto-usa-smartphone-para-preservar- (acessado em 20/08/2013.)

Com base nas informações do texto acima, pode-se afirmar que as tecnologias da informação e da comunicação possibilitam o desenvolvimento das sociedades porque

(A)

já estão sendo utilizadas para o benefício dos povos indígenas da Amazônia.

(B)

garantem acesso à informação aos habitantes da floresta amazônica.

(C)

facilitam a pesquisa e o compartilhamento do conhecimento que outrora poderia parecer mais demorado.

(D)

permitem expandir o conhecimento até para as comunidades indígenas.

(E)

possibilitamque os povos indígenas conheçama própria história.

QUESTÃO 130 HABILIDADE 21

A população está crescendo no Brasil e no mundo. Com o aumento da

expectativa de vida, houve crescimento da população de pessoas de maior idade

que estão sentindo a necessidade de seguir um programa adequado de atividades físicas para a manutenção da saúde.

O exercício físico é benéfico em todas as idades, auxiliando sempre na

manutenção da saúde, bem-estar e qualidade de vida. Com o tempo, tem-se uma perda significativa, de todas as capacidades motoras, tais como flexibilidade, equilíbrio, coordenação motora, força, além de uma grande perda da massa muscular e óssea resultando assim em um aumento da gordura corporal.

Disponível em: http://www.atividadesfisicas.com.br/atividade-fisica-na-terceira-idade/ (Acessado em:

14/04/2014)

(Acessado em: 14/04/2014) A imagem e o texto têm por finalidade induzir a uma

A imagem e o texto têm por finalidade induzir a uma mudança de comportamento a partir do(a):

(A)

descrição dos benefícios da flexibilidade, equilíbrio, coordenação motora e força para a terceira idade a partir dos exercícios físicos.

(B)

constatação de que a atividade física faz bem à saúde em todas as idades.

(C)

indicação de crescimento da população de pessoas de maior idade que precisam de exercícios físicos.

(D)

advertência para um programa de atividades físicas, principalmente, para as pessoas de terceira idade manterem a saúde.

(E)

informação de que na terceira idade há grande perda de massa muscular e óssea, resultando em um aumento de gordura corporal.

QUESTÃO 131 – HABILIDADE 03
QUESTÃO 131 – HABILIDADE 03

QUESTÃO 131 HABILIDADE 03

―Ombudsman‖ é uma palavra sueca que significa representante do cidadão. Designa, nos países escandinavos, o ouvidor-geral função pública criada para canalizar problemas e reclamações da população. Na imprensa, o termo é utilizado para designar o representante dos leitores dentro de um jornal. A função de ombudsman de imprensa foi criada nos Estados Unidos nos anos 60. Chegou ao Brasil num domingo, dia 24 de setembro de 89, quando a Folha, numa decisão inédita na história do jornalismo latino-americano, passou a publicar semanalmente a coluna de seu ombudsman. A Folha examinava a criação do cargo desde 1986, motivada pelo sucesso das experiências do diário espanhol "El País" e do norte-americano "The Washington Post". O jornal assumiu o objetivo de ter seu próprio ombudsman, um profissional dedicado a receber, investigar e encaminhar as queixas dos leitores, realizar a crítica interna do jornal e, uma vez por semana, aos domingos, produzir uma coluna de comentários críticos sobre os meios de comunicação na qual a Folha deveria ser um dos alvos privilegiados.

[http://www1.folha.uol.com.br/folha/ombudsman/cargo.shtml] (Acessado em: 14/04/2014)

Considerando a função social das informações geradas nos sistemas de comunicação e informação, o aparecimento do cargo acima descrito na imprensa nacional denota

(A)

um controle maior do jornal sobre a livre expressão de seus profissionais.

(B)

um incentivo a que os leitores discordem da postura ideológica do jornal.

(C)

uma tentativa de estabelecer certa ingerência dos empresários sobre os profissionais da imprensa.

(D)

uma forma de fazer com que o leitor se sinta falsamente apoiado em suas reclamações.

(E)

uma preocupação dos órgãos de imprensa com a qualidade e a veracidade das informações que veiculam.

QUESTÃO 132 HABILIDADE 13

Pintor de imagens insólitas, às quais deu tratamento rigorosamente realista, utilizou-se de processosilusionistas, sempre à procura do contraste entre o tratamento realista dos objetos e a atmosfera irreal dos conjuntos.

Disponível em: http://pt.wikipedia.org/

Abaixo temos obras representativas de várias tendências da arte. Assinale aquela que condiz com a descrição acima:

da arte. Assinale aquela que condiz com a descrição acima: Gabarito: A Simulado Veja.com/AppProva – Página

Gabarito: A

QUESTÃO 133 – HABILIDADE 16
QUESTÃO 133 – HABILIDADE 16

QUESTÃO 133 HABILIDADE 16

Retrato quase apagado em que se pode ver perfeitamente nada

) (

VI

No que o homem se torne coisal, corrompem-se nele os veios comuns do entendimento. Um subtexto se aloja. Instala-se uma agramaticalidade quase insana, queempoema o sentido das palavras. Aflora uma linguagem de defloramentos, um inauguramento de falas Coisa tão velha como andar a pé Esses vareios do dizer.

No texto de Manoel de Barros, o eu lírico

Manoel de Barros Disponível em: http://www.revista.agulha.nom.br/manu.html#seis

(A)

apesar dos neologismos e do sentido inusitado de alguns vocábulos, defende a racionalização do ato criador.

(B)

emprega a variante regional da linguagem, por meio da qual imprime novos sentidos aos vocábulos.

(C)

vale-se de neologismos e defende a liberdade criativa e a novidade sintático-semântica como base da poesia.

(D)

insiste na frase nominal como forma de libertar a palavra poética e atribuir-lhe novos e inusitados sentidos.

(E)

produz quase uma prosa narrativo-descritiva em que o ato de fazer poesia é mais pura consequência que intenção.

QUESTÃO 134 HABILIDADE 27

DILMA: ARGENTINA E BRASIL SÃO O GRANDE POTENCIAL DA AMÉRICA LATINA

) ( Dilma, uma ex-guerrilheira que foi presa por muitos anos, agradeceu a reunião que realizou anteriormente, a pedido seu, com as líderes das entidades humanitárias Mães e Avós da Praça de Maio, que lutam por seus filhos e netos desaparecidos durante a ditadura argentina (1976-83). Em sua mensagem, Kirchner afirmou, por sua vez, que o destino da Argentina e o da região "está indissoluvelmente ligado ao do Brasil e o do Brasil à Argentina".

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2011/01/31/dilma-argentina-e-brasil-sao-o-grande-potencial-da-america-latina.jhtm ( Acessado em

05/04/2014)

A linguagem jornalística segue a norma culta da língua, de modo que os vocábulos e expressões devem ser empregados preferencialmente em sentido denotativo e sem marcas de oralidade. Assim, no trecho, a expressão ―por sua vez‖ pode ser substituída, sem prejuízo de sentido e de estilo, por

(A)

―na sua vez‖.

(B)

―por seu turno‖.

(C)

“em contrapartida”.

(D)

―portanto‖.

(E)

―na sua hora‖.

QUESTÃO 135 – HABILIDADE 14
QUESTÃO 135 – HABILIDADE 14

QUESTÃO 135 HABILIDADE 14

Na década de 60, surgia na música popular brasileira o Tropicalismo. Alguns de seus principais representantes, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa e Jorge Ben Jor, aparecem na foto destacada. Esse movimento

(A)

resgatava o folclore brasileiro e seus reflexos na música urbana, dando continuidade, dessa forma, à tradição do Samba de raiz.

(B)

pregava a rebeldia, mas, paradoxalmente, calava-se em relação aos problemas político-sociais do Brasil na época.

(C)

virava as costas à evolução que a Bossa Nova havia provocado, uma década antes, na MPB.

(D) inspirava-se no Modernismo de 1922 e, principalmente, na

ideia de antropofagia cultural de Oswald de Andrade.

(E) voltava-se especificamente para o regionalismo típico da geração de 30, embora promovesse uma revalorização da tradição modernista.

promovesse uma revalorização da tradição modernista. Disponível em: http://altamont.pt/rubrica-o-tropicalismo/

Disponível em: http://altamont.pt/rubrica-o-tropicalismo/

Matemática QUESTÃO 136 – HABILIDADE 07

Matemática

Matemática QUESTÃO 136 – HABILIDADE 07

QUESTÃO 136 HABILIDADE 07

O telhado é a parte superior da construção e tem como função básica protegê-la contra o sol excessivo, chuva, neve, etc. Na sua parte externa, assume aspecto de uma superfície plana e é classificado pela sua forma. Veja algumas classificações:

classificado pela sua forma. Veja algumas classificações:

http://www.joinville.udesc.br/portal/professores/simone_maciel/materiais/Aula_Telhados

Com base nos textos, a classificação dos telhados abaixo é:

base nos textos, a classificação dos telhados abaixo é: Telhado 1 Telhado 2 Telhado 3 DCC_I.pdf

Telhado 1

Telhado 2

classificação dos telhados abaixo é: Telhado 1 Telhado 2 Telhado 3 DCC_I.pdf (texto adaptado). (A) 1

Telhado 3

DCC_I.pdf (texto adaptado).

(A)

1 Telhado Cônico; 2 Telhado de 2 águas; 3 Telhado 4 águas (Pavilhão)

(B)

1 Telhado de 2 águas; 2 Telhado Misto; 3 Telhado 4 águas (Pavilhão)

(C)

1 Telhado 4 águas (Pavilhão); 2 Telhado de 4 águas; 3 Telhado de 4 águas

(D)

1 Telhado 4 águas (Pavilhão); 2 Telhado Misto; 3 Telhado de 4 águas.

(E)

1 Telhado Cônico; 2 Telhado Misto; 3 Telhado 4 águas (Pavilhão).

QUESTÃO 137 – HABILIDADE 02
QUESTÃO 137 – HABILIDADE 02

QUESTÃO 137 HABILIDADE 02

Um mosaico de tabuada pode ser construído em papel quadriculado, formado por NxN quadrículas. Cada quadrícula corresponde a um número natural, a partir do número um, contados da esquerda para a direita, de cima para baixo. Para construir um mosaico correspondente à tabuada (os múltiplos) de um dado número, deve-se preencher a malha definindo um motivo que será desenhado em cada quadrícula, conforme o número correspondente à quadrícula pertença ou não à tabuada do número dado. Por exemplo:

Quando um número não estiver na tabuada (não for múltiplo), então a quadrícula correspondente a este número

então a quadrícula correspondente a este número deve ser preenchidadesenhando a diagonal para cima, . 

deve ser preenchidadesenhando a diagonal para cima, .

De outro modo, se um número estiver na tabuada (for múltiplo), então a quadrícula correspondente a este

(for múltiplo), então a quadrícula correspondente a este número deve ser preenchida desenhando a diagonal para

número deve ser preenchida desenhando a diagonal para baixo, .

http://www.feg.unesp.br/difusao/Artigos/artigo_mosaico_tabuada.pdf. (texto adaptado).

Qual dos mosaicos abaixo representa a tabuada do 8?

(A)

(B)

 
 
 

(C)

(D)

 
 
 

(E)

 
  Gabarito: B

Gabarito: B

QUESTÃO 138 HABILIDADE 14

Uma praça circular, com 30 metros de raio, foi dividida, a partir de seu centro, em seis partes iguais como mostra a figura. Três dessas partes foram destinadas aos jardins, e as três restantes são espaços livres. Para proteger os jardins, todo seu perímetro será cercado. Quantos metros de cerca serão necessários, aproximadamente, para cercar os jardins? Use = 3,1.

(A)

31 m.

(B)

93 m.

(C)

211 m.

(D)

273 m.

(E)

366 m.

31 m. (B) 93 m. (C) 211 m. (D) 273 m. (E) 366 m. Simulado Veja.com/AppProva
QUESTÃO 139 – HABILIDADE 8
QUESTÃO 139 – HABILIDADE 8

QUESTÃO 139 HABILIDADE 8

Uma pista de atletismo, não oficial, possui oito raias de 2 metros de largura cada. As raias circundam um campo de futebol retangular com dimensões 50 metros por 80 metros, como na figura. Oito atletas foram alinhados, um por raia, e após a ordem de largada deram uma volta completa na pista. Supondo que os atletas correm exatamente no centro de cada raia, podemos afirmar que o corredor da raia mais externa percorreu quantos metros a mais que o corredor da raia mais interna? Use = 3,1.

(A)

69,6 m.

(B)

74,2 m.

(C)

86,8 m.

(D)

96,4 m.

(E)

102,6 m.

m. (C) 86,8 m. (D) 96,4 m. (E) 102,6 m. QUESTÃO 140 – HABILIDADE 24 Comércio

QUESTÃO 140 HABILIDADE 24

Comércio exterior - Pais importa couro e usa mão de obra especializada, enquanto o Brasil perde mercado

Com ajuda brasileira, China sofistica produção

Camila Veras Mota De São Paulo

Nos últimos 20 anos, a mão de obra qualificada que migrou do Brasil, dos Estados Unidos e da Itália para o polo calçadista de Dongguan que abriga atualmente mais de três mil brasileiros promoveu uma mudança estrutural importante no setor. Na contramão do desempenho das exportações da indústria calçadista, as vendas de couro para o exterior aumentaram de forma significativa nos últimos anos.

Jornal Valor Econômico CADA BRASIL 27/11/2013 (21:9) Página 5 Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado).

– Página 5 – Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado). Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de
– Página 5 – Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado). Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de
– Página 5 – Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado). Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de
– Página 5 – Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado). Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de
– Página 5 – Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado). Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de
– Página 5 – Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado). Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de
– Página 5 – Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado). Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de
– Página 5 – Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado). Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de
– Página 5 – Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado). Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de
– Página 5 – Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado). Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de
– Página 5 – Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado). Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de
– Página 5 – Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado). Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de
– Página 5 – Cor: BLACKCYANMAGENTA (adaptado). Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de

Com base no gráfico acima, podemos inferir que, de 2008 a 2013,

(A)

o crescimento da indústria calçadista chinesa interferiu negativamente na indústria calçadista brasileira, mas, apesar disto, a nossa indústria obteve um faturamento em 2013 de US$ 2,1 bilhões, representando um crescimento aproximado de 24%.

(B)

a indústria calçadista brasileira diminuiu suas exportações anualmente, caindo de US$ 1,7 bilhão para US$ 1,1 bilhão, o que representa uma redução aproximada de 35%.

(C)

a exportação de couro aumentou anualmente, crescendo de 127,7 milhões de unidades exportadas para 160,6 milhões de unidades, o que representa um aumento aproximado de 26%.

(D)

a exportação de calçados reduziu de 144,9 milhões de unidades para 105,2 milhões, o que representa, durante esses 5 anos, uma redução anual média de 7,5%.

(E)

a exportação de calçados reduziu 35% em arrecadação e 27% em vendas por unidades, aproximadamente.

QUESTÃO 141 – HABILIDADE 14
QUESTÃO 141 – HABILIDADE 14

QUESTÃO 141 HABILIDADE 14

Na fazenda do Sr. Maciel existem dois reservatórios de água com altura h e raio r, um cilíndrico e outro cônico, que estão totalmente vazios e serão alimentados por duas torneiras, ambas de mesma vazão. O capataz da fazenda deseja encher totalmente os dois reservatórios sem desperdício de água. Os recipientes começaram

a receber água exatamente às 14h, e o capataz havia programado para fechar as torneiras às 16h, pois sabia que neste momento o tanque cilíndrico estaria completamente cheio e não ocorreria desperdício de água. Porém, às 14h30min, o capataz lembrou que o outro recipiente era cônico e, ao refazer os cálculos em relação ao tempo necessário para encher esse recipiente, verificou que, para que não houvesse desperdício de água, deveria fechar a torneira em no máximo:

de água, deveria fechar a torneira em no máximo: (A) 10 minutos. (B) 25 minutos. (C)
de água, deveria fechar a torneira em no máximo: (A) 10 minutos. (B) 25 minutos. (C)

(A)

10 minutos.

(B)

25 minutos.

(C)

35 minutos.

(D)

50 minutos.

(E)

65 minutos.

QUESTÃO 142 HABILIDADE 06

Uma escola organizou uma aula de campo com o objetivo de proporcionar aos estudantes uma visão mais abrangente sobre a arqueologia. Para facilitar a localização dos locais a serem visitados, foi adotado um sistema de coordenadas cartesianas. Ficou decidido pelo grupo que os locais a serem visitados estavam localizados nos pontos de coordenadas A(2,3) , B(2,1) eC(2,5) e que para facilitar o deslocamento, o grupo deveria acampar em um ponto P que fosse equidistante desses pontos. Se cada unidade representada no plano cartesiano corresponde a 1km, a distância (em linha reta) do ponto P a cada um dos pontos de visita é de

(A)

3,5 km.

(B)

4 km.

(C)

4,5 km.

(D)

5 km.

(E)

5,5 km.

QUESTÃO 143 – HABILIDADE 08
QUESTÃO 143 – HABILIDADE 08

QUESTÃO 143 HABILIDADE 08

O termo azulejo designa uma peça de cerâmica de pouca espessura, geralmente, quadrada, em que uma das faces é

vidrada, resultado da cozedura de um revestimento geralmente denominado como esmalte, que se torna impermeável e

brilhante.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Azulejo

Para atender aos clientes mais exigentes, uma fábrica resolveu montar uma linha especial de produção de azulejos em padrões inovadores na forma de polígonos regulares. Por limitações técnicas do maquinário que fará o corte do azulejo, estes terão necessariamente como medida de seu ângulo interno um número natural. No primeiro teste de produção, foram feitos azulejos nos seguintes formatos:

de produção, foram feitos azulejos nos seguintes formatos: Obedecendo as limitações de produção, o número total

Obedecendo as limitações de produção, o número total de formas de azulejos não semelhantes que podem ser produzidos é igual a

(A)

24.

(B)

22.

(C)

20.

(D)

18.

(E)

16.

QUESTÃO 144 HABILIDADE 05

Uma empresa de brinquedos está na fase de criação de um jogo cujo nome será ―Imperador do Mundo‖. Neste jogo, o mapa da Terra é dividido em regiões. Essas regiões serão divididas igualmente, sem sobras, entre os jogadores, que podem ser em número de 2, 3, 4 ou 6; cada jogador é nomeado ―Rei‖ de seus territórios. O objetivo do jogo é dominar o mundo, conquistando uma a uma as regiões que estão em posse dos outros reis, por meio de disputas com dados. Os criadores do jogo sabem que, independentemente do número de jogadores em uma partida, nenhum deles poderá receber inicialmente uma quantidade menor ou igual a 10 regiões. Além disso, devido ao tamanho do tabuleiro, não será possível dividi-lo em mais de 80 regiões.

A quantidade de regiões que o tabuleiro deverá ser dividido é

(A)

48.

(B)

60.

(C)

64.

(D)

72.

(E)

78.

QUESTÃO 145 – HABILIDADE 09
QUESTÃO 145 – HABILIDADE 09

QUESTÃO 145 HABILIDADE 09

Para construir um galinheiro, Jonas dispõe de 40 metros de tela para cercá-lo. A fim de conseguir um galinheiro maior, resolve construí-lo encostado a uma parede, utilizando a tela para os três lados restantes. As dimensões que Jonas deverá escolher respectivamente, para comprimento e largura, de modo a construir o galinheiro com maior área possível são

(A)

10 m e 10 m.

(B)

10 m e 20 m.

(C)

10 m e 15 m.

(D)

30 m e 5 m.

(E)

20 m e 10 m.

10 m e 15 m. (D) 30 m e 5 m. (E) 20 m e 10
10 m e 15 m. (D) 30 m e 5 m. (E) 20 m e 10

QUESTÃO 146 HABILIDADE 21

Por estar no centro de uma placa tectônica, o Brasil está protegido de grandes abalos sísmicos, porém, no Ceará, estão ocorrendo pequenos terremotos devido a acomodações localizadas nessa placa. Um desses abalos atingiu 4 pontos(I)

na escala Richter, cuja medida de intensidade é dada pela fórmula

I

2

3

log

   E E   

0

, em que E é a energia liberada pelo

terremoto, em kWh e E 0 é uma constante igual a 7 · 10 -3 kWh. É possível afirmar que a energia liberada no tremor cearense foi:

(A)

7 · 10 6 kWh.

(B)

(C)

(D)

(E)

7 · 10 2 kWh.

7 · 10 3 kWh.

7 · 10 6 kWh.

7 · 10 3 kWh.

QUESTÃO 147 HABILIDADE 05

Uma empresa fabricante de aparelhos telefônicos efetuou um levantamento das vendas dos modelos que ela produz e resolveu lançar um novo modelo. Após uma pesquisa de mercado, ela descobriu que o número de aparelhos a serem vendidos anualmente e o preço do novo modelo estão relacionados pela função np115 0,25p , em que n é o

número de aparelhos (em milhares) e p é o preço de cada aparelho (em reais). O preço de lançamento do novo modelo foi de R$ 250,00, porém, em uma avaliação semestral de desempenho, os executivos da empresa verificaram que a receita obtida na venda desses novos aparelhos não foi considerada satisfatória. Para contornar a situação, foi decidido ajustar o preço p de cada aparelho (em reais) de modo a maximizar a receita bruta da empresa. Portanto, para atender as exigências, a medida correta a ser tomada pelos executivos será a de

http://www.comvest.unicamp.br/vest_anteriores/2011(adaptado).

(A)

aumentar em 10% o preço p de cada aparelho.

(B)

aumentar em 12% o preço p de cada aparelho.

(C)

aumentar em 15% o preço p de cada aparelho.

(D)

reduzir em 10% o preço p de cada aparelho.

(E)

reduzir em 8% o preço p de cada aparelho.

QUESTÃO 148 – HABILIDADE 22
QUESTÃO 148 – HABILIDADE 22

QUESTÃO 148 HABILIDADE 22

Muitos fenômenos físicos e sociais de comportamento cíclico, ou periódico, podem ser modelados com o uso das funções. Daí a enorme aplicação desse estudo em campos variados da ciência, como Acústica, Astronomia, Economia ou Medicina. Um exemplo importante é o monitoramento da frequência cardíaca, isto é, do número de batimentos cardíacos em um período de tempo, geralmente medido em bpm (batimentos cardíacos por minutos). A variação da pressão sanguínea (em mmHg) de certo indivíduo, em função do tempo, em segundos, é uma função cíclica, sendo que cada ciclo completo (período) equivale a um batimento cardíaco. A função capaz de modelar de forma mais precisa um período completo da variação da pressão sanguínea de um indivíduo seria do tipo

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=5193

(A)

exponencial.

(B)

logarítmica.

(C) trigonométrica.

(D)

quadrática.

(E)

afim.

QUESTÃO 149 HABILIDADE 20

Em uma central de abastecimento de frutas e verduras, o abacaxi é vendido em centos, e o preço de cada cento é estabelecido pela tabela abaixo:

Cento

Preço / Cento

1 o ao 10 o

R$ 70,00

11 o ao 30 o

R$ 60,00

31 o em diante

R$ 50,00

Dos gráficos a seguir, o que melhor representa o preço P pago, em reais, pela compra de C centos de abacaxis é:

o preço P pago, em reais, pela compra de C centos de abacaxis é: Gabarito: A

Gabarito: A

QUESTÃO 150 – HABILIDADE 20
QUESTÃO 150 – HABILIDADE 20

QUESTÃO 150 HABILIDADE 20

Duas locadoras de veículos oferecem os seguintes planos a seus clientes:

Locadora 1- Taxa de locação no valor de R$79,00, com direito a 200km livres, mais R$0,29 por km extra rodado. Locadora 2- Sem taxa de locação, o custo de cadakm percorrido é de R$0,79.

O gráfico que melhor representa, em reais, o valor pago (P) em cada uma das locadoras em função da quantidade de quilômetros percorridos é:

em função da quantidade de quilômetros percorridos é: Gabarito: A Simulado Veja.com/AppProva – Página 34

Gabarito: A

QUESTÃO 151 – HABILIDADE 27
QUESTÃO 151 – HABILIDADE 27

QUESTÃO 151 HABILIDADE 27

O comerciante Antônio, proprietário de um mercadinho, fez uma tabela com o total

de vendas diárias na primeira quinzena do mês. Verificou que o dia 1 o destoava dos

demais, pois era o dia em que seus clientes recebiam o pagamento e, como consequência, as vendas aumentavam. Confira a tabela ao lado com os valores de venda diários da primeira quinzena, excluindo-se o dia 1 o .

Em relação ao total de vendas diárias, os valores da média, mediana e moda são, respectivamente, iguais a

(A)

R$ 750,00; R$ 800,00 e R$ 800,00.

(B)

R$ 800,00; R$ 750,00 e R$ 900,00.

(C)

R$ 750,00; R$ 750,00 e R$ 800,00.

(D)

R$ 775,00; R$ 800,00 e R$ 900,00.

(E)

R$ 750,00; R$ 775,00 e R$ 800,00.

Dia

Total de Vendas

2

R$ 900,00

3

R$ 450,00

4

R$ 750,00

5

R$ 800,00

6

R$ 750,00

7

R$ 700,00

8

R$ 600,00

9

R$ 800,00

10

R$ 800,00

11

R$ 900,00

12

R$ 800,00

13

R$ 850,00

14

R$ 900,00

15

R$ 500,00

QUESTÃO 152 HABILIDADE 27

Um blend de café é uma composição de grãos diferentes. Assim como os vinhos têm o seu assemblage(queé a mistura

de diferentes tipos de uva no processo de produção de um vinho), o café pode ter grãos misturados para obter o

máximo de variedade e qualidade. Monteiro, um exímio apreciador de café, à procura de maior qualidade e harmonia de sabor, resolveu fazer seu próprio blend. Para isso, misturou 4kg de grãos do café tipo A, que custa R$ 6,00 o quilo; 10kg de grãos do café B, que custa R$ 5,60 o quilo e 6kg de grãos do café C, que custa R$ 5,00 o quilo. Se Monteiro resolvesse vender seu blend, a preço de custo, o quilo custaria

(A)

R$ 5,40.

(B)

R$ 5,50.

(C)

R$ 5,65.

(D)

R$ 5,70.

(E)

R$ 5,85.

QUESTÃO 153 HABILIDADE 30

Antônio, Bernardo, Carlos, Davi e Eustáquio participaram de um concurso público com vaga única para o candidato de melhor desempenho no qual estará eliminado o candidato que obtiver média menor que 14 pontos. Em caso de empate entre os candidatos, o desempate será favorável àquele que apresentar uma pontuação mais regular. No quadro abaixo, são apresentados os pontos obtidos nas provas de Matemática, Português e Conhecimentos Gerais, além do desvio padrão dos candidatos.

Candidato

Matemática

Português

Conhecimentos Gerais

Desvio Padrão

Antônio

17

14

15

1,24

Bernardo

14

15

16

0,81

Carlos

13

14

14

0,47

Davi

19

16

19

1,41

Eustáquio

19

19

14

2,35

O candidato que ficará com a vaga desse concurso é

(A)

Antônio.

(B)

Bernardo.

(C)

Carlos.

(D)

Davi.

(E)

Eustáquio.

QUESTÃO 154 – HABILIDADE 29
QUESTÃO 154 – HABILIDADE 29

QUESTÃO 154 HABILIDADE 29

Na Copa do Mundo 2014 da FIFA, o Brasil ficou no Grupo A junto com as seleções da Croácia, México e Camarões. O jogo entre Brasil e México ocorrerá no dia 17/06/2014 na Arena Castelão em Fortaleza. Um matemático, tentando obter um prognóstico para este jogo, analisou os resultados de vários jogos anteriores entre as duas seleções e concluiu que a chance de o Brasil ganhar é 3 vezes maior que a chance de perder, e que a chance de empatar é metade da chance de o Brasil perder. Portanto, tomando por base os dados coletados, o matemático pode concluir que a probabilidade de o Brasil perder o jogo contra o México é de aproximadamente

(A)

18%.

(B)

20%.

(C)

22%.

(D)

24%.

(E)

26%.

QUESTÃO 155 HABILIDADE 29

A Confederação Brasileira de Futebol CBF, em respeito ao Estatuto do Torcedor, realiza um sorteio para definir os árbitros das partidas de cada rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol. O quadro abaixo mostra a quantidade de árbitros por estado que entraram no sorteio para os jogos de uma determinada rodada do campeonato.

http://pt.scribd.com/doc/158890066

ESTADO

SP

RJ

SC

PR

MG

GO

RS

DF

CE

PA

QUANTIDADE DE ÁRBITROS

6

5

1

2

3

1

3

1

1

1

Para o jogo Flamengo (RJ) X Cruzeiro (MG), as diretorias dos clubes entraram em acordo que, para evitar polêmicas, deveriam solicitar àCBF a escalação de um árbitro de outro país se a probabilidade do árbitro sorteado ser originário de um estado diferente desses clubes for inferior a 65%. Ao verificar a tabela, a comissão de arbitragem da CBF verificou que

(A)

não há necessidade de árbitro de outro país, pois a probabilidade do árbitro sorteado ser originário de um estado diferente desses clubes é superior a 80%.

(B)

não há necessidade de árbitro de outro país, pois a probabilidade do árbitro sorteado ser originário de um estado diferente desses clubes é de aproximadamente 67%.

(C)

há necessidade de árbitro de outro país, pois a probabilidade do árbitro sorteado ser originário de um estado diferente desses clubes é de aproximadamente 53%.

(D)

há necessidade de árbitro de outro país, pois a probabilidade do árbitro sorteado ser originário de um estado diferente desses clubes é de aproximadamente 63%.

(E)

não há necessidade de árbitro de outro país, pois a probabilidade do árbitro sorteado ser originário de um estado diferente desses clubes é de aproximadamente 74%.

QUESTÃO 156 HABILIDADE 30

Preocupado em amenizar os efeitos da seca, um fazendeiro pretende contratar uma empresa para a abertura de poços artesianos em sua fazenda. Após fazer uma avaliação do solo, a empresaconstatou que a probabilidade de encontrar água após uma perfuração é de cerca de 60%. Esta empresa escolhe aleatoriamente um local da fazenda para executar 3 perfurações na tentativa de encontrar água. Devido aos elevados custos, o fazendeiro percebeu que seria vantajoso contratar a empresa somente se a probabilidade de encontrar água em pelo menos uma das 3 perfurações for no mínimo igual a 80%. Nessas condições, o fazendeiro

(A)

deve contratar a empresa, pois a probabilidade de encontrar água em pelo menos uma das 3 perfurações é de exatamente 80%.

(B)

deve contratar a empresa, pois a probabilidade de encontrar água em pelo menos uma das 3 perfurações é de aproximadamente 86%

(C)

deve contratar a empresa, pois a probabilidade de encontrar água em pelo menos uma das 3 perfurações é superior a 93%.

(D)

não deve contratar a empresa, pois a probabilidade de encontrar água em pelo menos uma das 3 perfurações é de exatamente 60%.

(E)

não deve contratar a empresa, pois a probabilidade de encontrar água em pelo menos uma das 3 perfurações é inferior a 60%.

QUESTÃO 157 – HABILIDADE 30
QUESTÃO 157 – HABILIDADE 30

QUESTÃO 157 HABILIDADE 30

As transmissões da emissora de rádio de um certo município são feitas por meio de 4 antenas situadas nos pontos A(0,0), B(80,0), C(40,40 ) e D(0,40), sendo o quilômetro a unidade de comprimento. A prefeitura desse município deseja contratar os serviços dessa rádio para vincular uma propaganda com o objetivo de atingir pelo menos 50% dos habitantes residentes na região limitada pelo quadrilátero ABCD. Sabendo que o alcance máximo de cada antena é de 20km, e considerando-se que os habitantes estão distribuídos uniformemente na região limitada pelo quadrilátero ABCD, podemos concluir que a prefeitura

(A)

não deve firmar contrato com a rádio, pois suas transmissões atingem menos de 20% dos habitantes residentes na região limitada pelo quadrilátero ABCD.

(B)

não deve firmar contrato com a rádio, pois suas transmissões só atingem 40% dos habitantes residentes na região limitada pelo quadrilátero ABCD.

(C)

deve firmar contrato com a rádio, pois suas transmissões atingem exatamente 50% dos habitantes residentes na região limitada pelo quadrilátero ABCD.

(D)

deve firmar contrato com a rádio, pois suas transmissões atingem pouco mais de 50% dos habitantes residentes na região limitada pelo quadrilátero ABCD.

(E)

deve firmar contrato com a rádio, pois suas transmissões atingem quase 75% dos habitantes residentes na região limitada pelo quadrilátero ABCD.

QUESTÃO 158 HABILIDADE 03

Na produção de bijuterias, são utilizadas pedrarias de diversas cores, tamanhos e formatos. Determinado colar possui pedras quadradas pequenas nas seguintes quantidades e cores: 40 brilhantes, 20 azuis, 10 vermelhas, 10 amarelas e 10 verdes. Os preços das pedras estão na tabela ao lado:

O total gasto em pedras, em R$, na produção de 300 desses colares é:

(A)

R$ 813,00.

(B)

R$ 975,00.

(C)

R$ 1.150,00.

(D)

R$ 1.345,00.

(E)

R$ 1.650,00.

Tabela Pedraria Tipo quadrada pequena

Brilhantes

R$60,00 / milheiro de pedras

Azuis

R$3,00 / cento de pedras

Vermelhas

R$0,10 / dúzia de pedras

Amarelas

R$0,10 / dúzia de pedras

Verdes

R$0,10 / dúzia de pedras

QUESTÃO 159 HABILIDADE 05

Na tentativa de realizar uma gestão democrática, com ampla participação popular, para a construção de políticas de saúde mais justas, o prefeito de uma cidade do interior convocou a população para discutir aplicação de uma verba extra para a saúde, a qual deveria ser usada no controle da dengue. Para isso, divulgou uma tabela com a distribuição dos habitantes

por bairro e o número de casos de dengue registrados, nesses bairros, pelaSecretaria de Saúde do Município no biênio 2012/2013.

BAIRRO

POPULAÇÃO

NÚMERO DE CASOS

CABURÉ

3400

238

PITOMBEIRA

2800

168

LAREDO

4200

336

CAJUEIRO

2700

135

BARTI

5500

220

Após uma análise da tabela, a população considerou justo que a verba extra deveria ser aplicada no bairro de maior índice de incidência da doença (razão entre o número de casos verificados e o número de habitantes). Portanto, o bairro que deverá ter prioridade no controle da dengue é

(A)

CABURÉ

(B)

PITOMBEIRA

(C)

LAREDO

(D)

CAJUEIRO

(E)

BARTI

QUESTÃO 160 – HABILIDADE 24
QUESTÃO 160 – HABILIDADE 24

QUESTÃO 160 HABILIDADE 24

Trabalho Infantil no Brasil As crianças devem se dedicar a estudar e a brincar, e não a trabalhar.

A Constituição Brasileira é clara: menores de 16 anos são proibidos de trabalhar, exceto como aprendizes e

somente a partir dos 14. (

)

O trabalho infantil no Brasil ainda é um grande problema social. Milhares de crianças ainda deixam de ir à escola, de ter seus direitos preservados e trabalham desde a mais tenra idade na lavoura, no campo, nas fábricas ou casas de família, em regime de exploração, quase de escravidão, já que muitos deles não chegam a receber remuneração alguma. Ao abandonarem a escola ou terem que dividir o tempo entre a escola e o trabalho, o rendimento escolar dessas crianças é muito ruim, e serão sérias candidatas ao abandono escolar e, consequentemente, ao despreparo para o mercado de trabalho, tendo que aceitar subempregos e, assim, continuarem alimentando o círculo vicioso de pobreza no Brasil.

http://br.guiainfantil.com/direitos-das-criancas/450-trabalho-infantil-no-brasil.html (texto adaptado).

(texto adaptado).

http://censo2010.ibge.gov.br/trabalhoinfantil/outros/graficos.html

Com base no texto e no gráfico, podemos inferir que, com relação às crianças que ocupam a faixa etária de 10 a 17 anos,

(A)

a maioria dos estados brasileiros não conseguiu aumentar a taxa de alunos matriculados nas escolas públicas.

(B)

todos os estados da região Centro-Oeste reduziram as taxas de trabalho infantil.

(C)

percentualmente, Minas Gerais foi o estado brasileiro que mais reduziu o trabalho infantil.

(D)

o Nordeste foi a região brasileira que obteve a maior redução no trabalho infantil.

(E)

Amazonas foi o estado brasileiro que obteve o melhor resultado na redução do trabalho infantil.

QUESTÃO 161 – HABILIDADE 22
QUESTÃO 161 – HABILIDADE 22

QUESTÃO 161 HABILIDADE 22

O voo 001 da companhia aérea VOE BEM parte da cidade A, faz uma escala de 35 minutos na cidade B e, de lá, segue

para seu destino final, que é na cidade C. Quando representamos essas cidades em um plano cartesiano graduado em centímetros e construído na escala 1:4000000, a cidade B está na origem e a cidade A, no ponto de coordenadas (24,7) . Em um determinado dia, o avião partiu da cidade A às 9h30min (horário local), fez uma escala em B no tempo programado e seguiu para C. Sabendo que, durante o primeiro trecho, o avião desenvolveu velocidade média de 750km/h, em que horário (local) ele decolou da cidade B?

(A)

10h35min.

(D)

11h25min.

(B)

10h50min.

(E)

11h45min.

(C)

11h10min.

QUESTÃO 162 HABILIDADE 07

Três cidades, A, B e C, são ligadas duas a duas por uma única estrada em linha reta, assim como representado na figura a seguir. A distância entre A e

B é 60 km e a distância entre as cidades A e C é 80 km. Um posto de

atendimento turístico deverá ser construído em um ponto D da estrada que liga as cidades B e C, porém o mais próximo possível da cidade A, pois posteriormente uma nova estrada ligando a cidade A ao posto de atendimento turístico será construída.

Sobre a localização do ponto D, podemos afirmar que

Sobre a localização do ponto D, podemos afirmar que (A) é o ponto médio do segmento

(A)

é o ponto médio do segmento BC.

(B)

está localizado a 60 km de B.

(C)

está localizado a 80 km de C.

(D)

é o pé da altura do triângulo relativa ao lado BC.

(E)

é o ponto de encontro da bissetriz interna do ângulo A e o lado BC.

QUESTÃO 163 HABILIDADE 25

Imposto de Renda de Pessoa Física - IRPF é um imposto federal brasileiro que incide sobre todas as pessoas que tenham obtido um ganho acima de um determinado valor mínimo. Anualmente este contribuinte é obrigado a prestar informações pela Declaração de Ajuste Anual - DIRP, para apurar possíveis débitos ou créditos (restituição de imposto). Até 30 de abril de 2014, todos os contribuintes que tiveram rendimentos anuais acima de R$25.661,70 devem declarar o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) referente a 2013. A tabela abaixo indica as faixas do imposto de renda de pessoa física, conforme o nível salarial do contribuinte, para o exercício de 2014 (ano-calendário de 2013). Em 2014, paga-se o imposto relativo aos ganhos do ano de 2013. Tabela Progressiva para o cálculo mensal do Imposto de Renda de Pessoa Física para o exercício de 2014, ano- calendário de 2013.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Imposto_de_Renda_de_Pessoa_F%C3%ADsica (adaptado).

Base de cálculo mensal em R$

Alíquota %

Parcela a deduzir do imposto em R$

Até 1.710,78

De 1.710,79 até 2.563,91

7,5

128,31

De 2.563,92 até 3.418,59

15,0

320,60

De 3.418,60 até 4.271,59

22,5

577,00

Acima de 4.271,59

27,5

790,58

O contribuinte sabe que, para calcular o quanto de imposto de renda irá pagar mensalmente, deve multiplicar o valor do

seu salário mensal pela alíquota correspondente e descontar desse total a respectiva parcela a ser deduzida. Se o salário mensal de um contribuinte foi de R$4.100,00 durante todo o ano de 2013 (esse contribuinte recebeu 13 salários no ano de 2013), então o valor total de imposto de renda (sobre o salário anual) pago por ele foi de

(A)

R$ 11.992,50.

(D)

R$ 4.491,50.

(B)

R$ 10.304,75.

(E)

R$ 4.146,00.

(C)

R$ 6.392,00.

QUESTÃO 164 – HABILIDADE 02
QUESTÃO 164 – HABILIDADE 02

QUESTÃO 164 HABILIDADE 02

Para participar de um festival gastronômico local, cada restaurante selecionado deve oferecer, em seu menu, uma entrada e um prato principal de modo que o cliente tenha 36 possibilidades distintas de compor o seu pedido, tendo, no mínimo, 3 opções para o prato principal. Para atender às exigências da comissão organizadora do festival, qual o número mínimo de itens (entrada + prato principal) que a cozinha do restaurante deve preparar?

(A)

18.

(D)

12.

(B)

15.

(E)

10.

(C)

13.

QUESTÃO 165 HABILIDADE 02

A Mega-Sena é o jogo que paga milhões para o acertador dos 6 números sorteados. Para realizar o sonho de ser o próximo milionário, você deve marcar de 6 (aposta simples) a 15 (aposta máxima) números, entre os 60 disponíveis no volante. A aposta mínima, de 6 números, custa R$ 2,00. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio mais cobiçado do País. Quando um apostador escolhe 7 dezenas, por exemplo:

04, 07, 10, 19, 23, 28 e 41, suas chances de ganhar aumentam, pois, se forem sorteados 6 números (em qualquer ordem) entre os 7 escolhidos pelo apostador, uma de suas apostas simples será premiada. Alexandre, Davyson e Sílvio costumam jogar semanalmente na MEGA-SENA, sendo que cada um gosta de apostar de uma determinada maneira.

http://www1.caixa.gov.br/loterias/loterias/megasena/como_jogar.asp (adaptado).

Alexandre costuma fazer um único cartão com 8 dezenas, já Davyson, faz 5 cartões com 7 dezenas cada (de modo que comparando 2 cartões quaisquer eles não apresentam dezenas em comum), e Sílvio prefere fazer 28 apostas simples (de modo que comparando 2 cartões quaisquer eles não apresentam dezenas em comum). Denotando por A, D e S, respectivamente, o número de possibilidades de Alexandre, Davyson e Silvio acertarem os 6 números sorteados, é correto concluir que:

(A)

(B)

(C)

A A A    D S S    D D S

(D)

(E)

A A   D D   S S

   D D S (D) (E) A A   D D  

QUESTÃO 166 HABILIDADE 08

Uma fábrica de brinquedos educativos produz dados formados a partir de um cubo tendo suas seis faces numeradas de 1 a 6. Esses números são representados por buracos deixados por semiesferas idênticas retiradas de cada uma das faces. Após uma pane elétrica, a máquina que produz esses dados necessitou de uma regulagem. Uma regulagem tipo R N da máquina consiste em ajustar a razão entre a medida da aresta do cubo e a do raio de cada uma das semiesferas, expressas na mesma unidade. Assim, a regulagem tipo R 5 indica que a razão entre a medida da aresta do cubo e a do raio de cada semiesfera é de 5 unidades, e assim por diante. Para fazer um ajuste na máquina de modo que o material retirado para representar os buracos seja equivalente a 4,2% do volume total do cubo, é necessário que o técnico responsável utilize a regulagem do tipo:

http://www.revista.vestibular.uerj.br(adaptado).

Obs.: Use