Você está na página 1de 5

O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização – parte II

D. Gestão da BE
D.3 Gestão da Colecção/da Informação
Instrumentos de Evidências passíveis de serem
Indicadores Factores críticos de sucesso
recolha de evidências retiradas dos Instrumentos (frases tipo)
D.3.1 Planeamento da colecção de acordo  Existe uma política documental definida  Documentação que define o  A BE define a política de gestão da
com a inventariação das necessidades para o Agrupamento. desenvolvimento da colecção: Política de colecção nos documentos …, tendo esta sido
curriculares e dos utilizadores do Desenvolvimento da Colecção; dada a conhecer e aprovada pelo Conselho
Agrupamento.  A política documental definida materializa- Pedagógico e Direcção.
se num processo integrado e contínuo de  Registo de relatórios /planificações.
avaliação da colecção do Agrupamento, na  A BE planeou práticas de avaliação, de
inventariação de necessidades e na  Análise da colecção (CK2) desbaste periódico, de abate, de selecção e
actualização sistemática da colecção. aquisição de fundo documental em diferentes
 Actas do Conselho Pedagógico; suportes.
 A política de desenvolvimento da colecção
encontra-se formalizada e aprovada pelo  A BE produziu documentos conducentes à
 Plano Anual de Actividades;
Conselho Pedagógico, definindo o conjunto análise e avaliação das suas práticas de
de normas que regem a selecção, desbaste, gestão da colecção.
aquisição, organização e circulação dos  PAA da Biblioteca Escolar;
recursos de informação.  A política de gestão da colecção foi
 Propostas de aquisição de documentos aprovada pelo Conselho Pedagógico, estando
 O Agrupamento participa na definição da apresentadas à BE pelos vários em concordância com as orientações do PE.
política de desenvolvimento da colecção, Departamentos;
aprovada pelos órgãos de decisão  A BE solicitou aos departamentos a
pedagógica (Direcção e Conselho  Planificação das aquisições para o PNL; apresentação de propostas de aquisição,
Pedagógico), garantindo consistência ao visando o desenvolvimento de projectos e dos
trabalho da equipa e assegurando as  Estatísticas dos empréstimos realizados curricula.
exigências de financiamento anuais. pela BE à BM e vice-versa;
 Existe uma gestão integrada que
 A inventariação das necessidades de  Orçamento da Biblioteca Escolar. promove a circulação da documentação,
informação decorrentes do Projecto na escola, entre escolas do agrupamento,
Educativo, de projectos em desenvolvimento bibliotecas locais/BM e instituições da
no Agrupamento e dos perfis curriculares dos localidade (protocolos).
diversos níveis de escolaridade/conteúdos
curriculares.  Os alunos/assistentes operacionais
apresentaram as suas sugestões de
 Implementação de práticas de avaliação, aquisição de material para renovação do
de desbaste, selecção e aquisição de fundo documental.
documentação.
 Resultados da análise da colecção
 A documentação existente em cada
BE/escola e as necessidades ao nível do  A Direcção atribui verba para o
agrupamento são avaliadas e existe uma desenvolvimento da colecção.
gestão integrada que promove a circulação
da documentação.

 A rede partilhada de documentação


envolve a BM.

 Afectação anual de uma verba para


actualização da documentação.

Carla Manuela Nunes


O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização – parte II

D. Gestão da BE
D.3 Gestão da Colecção/da Informação
Instrumentos de Evidências passíveis de serem
Indicadores Factores críticos de sucesso
recolha de evidências retiradas dos Instrumentos (frases tipo)
D.3.2 Adequação dos livros e de outros  A colecção é equilibrada em quantidade,  Resultados da avaliação da colecção. • A BE avaliou a colecção solicitando aos
recursos de informação (no local e online) entre suportes (impresso e não impresso) (professores/coordenadores de departamento/
às necessidades curriculares e de e entre as diferentes áreas (recreativa e  Estatísticas de empréstimo. alunos….) a análise desta.
informação dos utilizadores. relacionada com o currículo), garantindo
condições de acesso e uso a todos os  Registos de requisições pelos • Resultados da avaliação: Por ex.
utilizadores. departamentos/docentes. Insuficiente nº de enciclopédias sobre
determinado tema, tendo em mente o facto do
 Os livros e outros recursos de informação currículo dos 3 ciclos do ensino básico
 Registos de requisição de documentos
são adequados à faixa etária, à abordarem esse tema nos respectivos
para utilização em contexto sala de aula;
curiosidade intelectual e aos interesses currículos.
dos utilizadores.
 Registos de livros requisitados para • A BE recebeu dos professores X propostas
Leitura Orientada – PNL; de aquisição nas áreas de…
 Os livros e outros recursos de informação
respondem às necessidades do currículo  Questionário a alunos (QA4);
nacional, do Projecto Educativo e dos • A BE recebeu dos alunos X sugestões de
Projectos Curriculares das Turmas. aquisição nas áreas de …
 Questionário a docentes (QD3);
• Análise das estatísticas de empréstimo
 A selecção dos fundos documentais tem
 Livro/caixa de sugestões/reclamações. Por ex. Foram requisitados X documentos.
em conta necessidades identificadas junto
…% dos professores e % dos alunos utilizou o
dos Departamentos curriculares e
 Caixa de sugestões/reclamações. serviço de empréstimo.
utilizadores de acordo com critérios
previamente estabelecidos na Política de
 Resultados da avaliação da colecção. • Resultados do questionário – aferição do
Desenvolvimento de Colecção.
grau de adequação dos documentos às
necessidades e interesses dos alunos. Por ex.
 Os recursos documentais são anualmente ..% dos alunos classificam com Bom… os
actualizados respondendo em termos de livros para apoio ao estudo e realização de
qualidade, diversidade e relevância às trabalhos.
necessidades dos utilizadores
• Resultados do questionário. Por ex….%
dos professores consideraram de nível 4/3… a
disponibilização de informação relacionada
com o trabalho escolar

• Foram requisitados X livros para leitura


orientada (PNL) na sala de aula (indicação de
%).

• Análise das sugestões/reclamações e


formulação de acertos de na PD de acordo
com o registado.

• Actualização dos recursos documentais,


para responder da melhor forma aos dados
recolhidos (há que ter em conta o orçamento
disponibilizado para o efeito e a definição de
prioridades de intervenção)

Carla Manuela Nunes


O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização – parte II

D. Gestão da BE
D.3 Gestão da Colecção/da Informação
Instrumentos de Evidências passíveis de serem
Indicadores Factores críticos de sucesso
recolha de evidências retiradas dos Instrumentos (frases tipo)
D.3.3 Uso da colecção pelos utilizadores • A BE assegura a circulação de fundos  Estatísticas dos empréstimos. • Análise das estatísticas de empréstimo
do Agrupamento. documentais em todo o agrupamento. Por ex. Foram requisitados X documentos.
 Listagens de recursos distribuídas aos …% dos professores e dos alunos utilizou a
• A BE implementa o empréstimo domiciliário vários Departamentos, no início do ano no colecção.
e os fundos documentais são suficientes para Conselho Pedagógico, com os recursos que
as necessidades dos utilizadores. dispõem na BE. • Análise da circulação de fundos
documentais (nº de documentos que
• A BE realiza um trabalho de valorização e  Questionário a docentes (QD3). circularam, nº de escolas, alunos e
motivação para o valor e uso da professores abrangidos…)
documentação nas práticas de ensino e
 Questionário aos alunos (QA4).
aprendizagem. • A BE promoveu X actividades/ formas de
divulgar a colecção/ difundir a informação nos
• A BE forma para o uso e integração da  Análise da Colecção (CK2). seguintes suportes…;
informação nas actividades diárias e de
aprendizagem.  Registos de observação recolhidos na BE. • A BE produziu Guias de apoio ao Utilizador
com base na pesquisa do Catálogo e na
• Os alunos procuram os recursos  Listagem dos documentos disponíveis pesquisa de Informação.
documentais para se recrearem ou para o elaborada pela equipa da BE e facultados aos
trabalho escolar. utilizadores. • A BE elaborou os seguintes conteúdos e
instrumentos de trabalho de fomentação de
• Os docentes recorrem à documentação para  Registo de formação de utilizadores da BE acesso e uso da colecção, com recurso a
a sua actividade lectiva e incentivam a sua para todas as turmas da escola. meios e suportes impressos e digitais:…
utilização, apresentando propostas de
trabalho conducentes ao seu uso.  Trabalhos realizados na BE ou em • Resultados do questionário – aferição do
articulação com esta no contexto da pesquisa grau de adequação dos documentos às
• A BE produz instrumentos de apoio ao uso e uso da informação. necessidades e interesses dos alunos. Por ex.
da colecção e desenvolve competências de ..% dos alunos classificam com
pesquisa nos utilizadores. Bom/Suficiente/Pouco/ Nada o apoio na
pesquisa de informação e na realização dos
trabalhos

• Resultados do questionário. Por ex….%


dos professores consideraram de nível … o
trabalho da equipa na criação de instrumentos
de apoio aos utilizadores e na criação de
condições de acesso e de acompanhamento
aos utilizadores.

• Resultados da análise da colecção Por ex.


No item “A colecção regista índices de
utilização muito elevados pelos alunos.” –
considerou-se que este seria um aspecto…

* Registo de participação nas sessões de


formação

Carla Manuela Nunes


O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização – parte II

D. Gestão da BE
D.3 Gestão da Colecção/da Informação
Instrumentos de Evidências passíveis de serem
Indicadores Factores críticos de sucesso
recolha de evidências retiradas dos Instrumentos (frases tipo)
D.3.4 Organização da Informação. • A informação está organizada segundo • Registos/relatórios do programa de gestão • Análise dos níveis de tratamento técnico
Informatização da Colecção. linguagens normalizadas (na catalogação, bibliográfica. documental da colecção através do Programa
classificação e indexação) que garantam uma de Gestão Bibliográfica normalizado.
eficaz recuperação da informação. • Nível de tratamento e de organização da
informação. • A BE utiliza sistemas de classificação
• Está implementado um sistema de gestão internacional para organização e arrumação,
bibliográfico automatizado que permite a • Existência de catálogos informatizados on- dos diferentes tipos de documentos (CDU,
simplificação de um conjunto de processos line. FIAF) da colecção.
inerentes ao circuito do documento e à difusão
e pesquisa da informação. • Análise da colecção (CK2). • A BE disponibiliza o catálogo on-line que
permite a recuperação da informação.
• Os utilizadores recuperam a informação
manualmente ou através da consulta • Resultados da análise da colecção - Por
automatizada do catálogo. ex. no item“ O catálogo está totalmente
informatizado e colocado à disposição dos
• O catálogo é pesquisável online e associa utilizadores para pesquisa da informação
recursos digitais. considerou-se que este seria um aspecto….

Carla Manuela Nunes


O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização – parte II

D. Gestão da BE
D.3 Gestão da Colecção/da Informação
Instrumentos de Evidências passíveis de serem
Indicadores Factores críticos de sucesso
recolha de evidências retiradas dos Instrumentos (frases tipo)
D.3.5 Difusão da Informação • A BE realiza actividades de apresentação/  Documentos produzidos pela BE, em • A BE organizou as actividades X visando a
exposição de livros e outros recursos de diferentes formatos, para divulgação dos promoção/exposição da colecção e de outros
informação. seus recursos de informação. recursos de informação.

• A BE organiza e difunde listagens de  Portfólio fotográfico das actividades • A BE criou instrumentos visando a
recursos de informação (documentos realizadas promoção dos documentos da Colecção e dos
impressos, recursos digitais e online) recursos de informação disponíveis na BE
adequados a temáticas diversas, de âmbito  Jornal do Agrupamento. (boletins informativos, guiões, folhetos…),
curricular ou associadas a determinado promovendo áreas de interesse para
projecto.  Afixação de cartazes nos lugares de diferentes tipos de utilizador (professores,
eleição do Agrupamento. alunos, outros elementos da comunidade
• A BE produz guias e tutoriais sobre educativa).
assuntos, autores, ou outros.  Página Web do Agrupamento
• A BE divulga sítios da Internet adequados
• A BE cria instrumentos de promoção da  Página/Blog da BECRE aos alunos (PNL, Livrarias digitais, Casa da
colecção e de divulgação de recursos de Leitura, etc).
informação: boletim informativo, newsletter,  Folhetos destinados a toda a comunidade
folhetos, guiões de leitura, biografias ou listas escolar. • Resultados da análise da colecção - Por
bibliográficas de autores, outros. ex. no item “ABE desenvolve uma política de
difusão da informação, recorrendo a diferentes
 PAA da BE
• A BE recorre a estratégias formativas e de meios e aos novos dispositivos facultados
interacção com os utilizadores, através pela WEB. - considerou-se que este seria um
 Análise da colecção (CK2)
dewebquest, testes, jogos ou outras aspecto….
ferramentas que desafiem a sua curiosidade
acerca de um livro ou assunto.

• A BE usa a página web e a denominada


segunda geração de serviços disponibilizados
– blogs, wikis, o RSS, o YouTube – para
difusão da informação.

Castelo Branco, 8 de Dezembro de 2009

Carla Manuela Nunes